Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Escrava sexual (Revisto)

Autor: Isa?Primo Zé
Categoria: Heterossexual
Data: 31/01/2002 15:55:35
Nota 8.25
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (18) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bem, depois de ler vários contos publicados aqui, me animei a relatar algo que está acontecendo há uns meses comigo.

Chamo-me, Isa, tenho 30 anos sou casada há cinco anos, morena clara, cabelos compridos e lisos, olhos castanhos, 1,67, 54kg, tenho uma linda filhinha de 3 anos, amo meu marido, mas o estou traindo, conseqüência de uma serie de fatores que fugiram de meu controle, que se seguem abaixo.

Há uns quatro meses atrás, fiquei sozinha num fim de semana, pois meu marido tinha ido viajar por culpa seu trabalho. No sábado à tarde liguei pra uma amiga, também casada, chamada Amanda e ela, ao saber que eu estava sozinha, me convidou pra sairmos à noite, ir ao cinema e depois comermos uma pizza, só eu e ela, para colocarmos nossos papos em dia. Conforme combinamos, Amanda passou em minha casa pelas 19:00 hs. e nos dirigimos até o shopping, chegando lá fomos a uma lanchonete e pedimos algo para comer e beber e ficamos conversando. E em um dado momento, Amanda sugere que, ao invés de irmos ao cinema, irmos num bar que ela conhecia, pois lá poderíamos continuar nossa conversa, sugestão que aceitei de imediato. Mal sabia onde estava me metendo.

Saímos do shopping e fomos ao dito bar, chegando lá reparei que era uma casa de 2 andares, muito discreta pois nem luminoso tinha, aí olhei desconfiada para a Amanda, e ela disse:

- Ei tudo bem! Relaxe e curta a noite.

Entramos e sentamos numa mesa em um canto e comecei a analisar onde eu estava. Era um lugar bonito e chique, um bar boate, onde executivos vem passar happy hour, vi várias mulheres que pareciam modelos e soube depois que no segundo andar eram quartos onde os casais faziam suas festinhas.

Claro que fiquei puta da vida quando soube onde estava, mas era tarde para reclamar. Amanda sentiu que fiquei chateada, saiu da mesa e foi conversar com dois homens que estavam em outra mesa, parecia que já se conheciam e logo voltou acompanhada pelos dois. Eu a peguei pelos braços, fui conversar com ela no banheiro e pedir explicações, ela falou:

- Fica fria, venho muito aqui, e você só faz o que quer, ninguém te obrigara a nada, se gostar de alguém é só subir e transar com ele se não, fique só conversando, ok?

E voltamos pra mesa, ficamos conversando, bebendo e percebi que eles já estavam um pouco altos, também vi que a Amanda e o cara estavam se flertando e depois de um certo tempo, sem dizer nada pra mim, se levantaram e foram em direção às escadas. E eu, pasma, não acreditando no que estava vendo fiquei sem saber o que fazer, se ia atrás dela e tentar fazê-la mudar de idéia sobre isso, se ficava aonde estava, se chorava.

Nisso o outro cara se animou e começou a me convidar pra subir também, aí eu o empurrei, e disse que não iria a lugar algum com ele, que só ficaria aqui até a Amanda voltar e iria embora. Mas isso foi em vão, pois ele nem ligou para o que eu estava falando e continuou a tentar me beijar e a me tocar. Em um momento ele coloca a mão por baixo de minha saia e alisou minhas pernas e começa a subir com ela, aí eu gritei com ele, disse mais uma vez que não estava a fim de nada com ele e era pra ele ir embora. Então ele disse:

- Tudo bem, você acaricia só um pouquinho o meu membro, que depois disso vou embora, tá bem?

- Você deve estar louco – gritei.

- Então vou ficar aqui e tentar te convencer a subir – Retrucou ele.

- Ta bom, se eu fazer, você promete ir embora? – supliquei.

Ele disse que sim, Então coloquei minha mão sobre suas calças e comecei a acariciar seu membro.

Essa era a primeira vez, depois de cinco anos, que acariciava outro homem. E, para surpresa minha, começo a ficar excitada e gostando daquilo. E incentivado pelos meus carinhos, ele começa a beijar meu pescoço e me convida pra subir com ele, e eu respondo que sim, que subiria, mas que teria que ir ao banheiro antes. Mas, invés de ir a banheiro, me dirigi a portaria e pedi que chamassem um táxi, pois estava decidida a ir pra casa, antes que fizesse algo que me arrependesse depois.

Ao chegar ao meu prédio, abri o portão da garagem para que o porteiro da noite não me visse chegando num táxi e comentasse algo depois.

Nisso pára um carro, e sai dele aquele cara lá da boate. E já sai do carro me xingando, falando alto, eu gelei na hora, meu coração disparou, só faltava essa agora, esse cara fazer escândalo na frente de meu prédio, uma pessoa que mal conhecia, alias nem sabia seu nome. Tentei usar o bom senso e falei que era casada, que tinha ido lá naquele bar por engano acompanhando minha amiga. Ao ouvir isso, ele nem quis saber, disse que eu era uma vagabunda, que tinha enrolado ele, feito ele de bobo e que era pra eu fazer o que tinha prometido naquele bar, de transar com ele. Começamos uma discussão que chamava a atenção das pessoas que passavam.

Ele gritou:

- Vamos a um motel e depois vou embora e nunca mais te incomodarei aí o chamei de louco que não iria a motel nenhum.

Então ele começou a andar na direção da portaria, eu corri, segurei-o pelo braço e perguntei o que ele iria fazer, me disse que iria perguntar ao porteiro qual era meu apartamento e ver realmente se eu era casada, e iria falar ao meu marido onde tínhamos se conhecido.

- Puxa, não faz isso comigo, você vai acabar com meu casamento.

- Está bem, vamos fazer o seguinte, vamos até a sua garagem e você faz um boquete pra mim, e eu vou embora numa boa.

Eu, sem muito que disser, acabei concordando e chegando lá, nos encostamos num carro, ele foi abrindo o zíper e colocando seu membro pra fora, então me agachei e comecei a chupá-lo, e não precisei fazer muito, pois alguns minutos depois minha boca estava cheia de esperma daquele desconhecido.

Levantei-me e ele foi me agarrando e pedindo:

- Vamos dar uma rapidinha - e já colocando sua mão em baixo de minha saia e bolinando minha bunda.

Nem preciso disser que estava excitada com aquela situação inusitada, mas também estava muito amedrontada com o que pudesse acontecer. Mudei de tática e fiquei mais carinhosa com ele, mas decidida a não transar de forma com ele de forma alguma, disse que não estávamos com camisinha e que chuparia ele de novo e depois ele iria ser bonzinho como eu fui e fosse embora, aí me disse que queria me chupar também, coisa que lhe permiti, tirei minha calcinha, a essa altura molhadinha, sentei num capô de um carro e ele me chupou duma forma que a tempo não tinha sentido e minutos depois, tentou me penetrar, mas fui ligeira e não deixei, mas comecei a masturbá-lo até ele gozar de novo.

Ele se limpou, me beijou o rosto e foi embora satisfeito e eu, aliviada, fui em direção aos elevadores. E voltei a minha vida normal, no dia seguinte, a Amanda me liga perguntando o que tinha havido ontem a noite e o porque de eu ter ido embora.

Respondi-lhe:

- Você ainda me pergunta, como pode fazer isso comigo, o cara quis me comer na marra, e ele também me falou que você já transou com quase todos os caras que freqüentam a boate e que você nem cobra por isso.

Falei que era pra ela me esquecer, que amigas não fazem isso com a outra, e desliguei. Passados dois dias, ao sair com minha filha à noite pra lanchar, senti que o porteiro estava estranho, vi que queria falar algo, mas não tinha coragem, pensei : “será que ele ouviu ou viu algo”, tentei recordar aquela noite e lembrar se ele poderia ter visto algo, mas nada que pudesse se encaixar com ele me passou. Pensei: “deve ser outra coisa, aquilo passou e vou tentar esquecer também”, mas eu estava enganada, pois no outro dia, ao sair, ele vem conversar comigo e me diz que tinha visto o que eu tinha feito naquela noite. Gelei de novo, mas me mantive firme, e chamei o de louco e que isso poderia fazer ele perder o emprego, aí ele me pediu que o acompanhasse até a sala na portaria, que iria me mostrar algo, fui e ele me mostrou um vídeo que mostrava tudo o que tinha ocorrido naquela noite. Disse-me, que tinha visto eu conversando com aquele homem e que viu eu entrando com ele pela garagem e não tinha ouvido o elevador subir, e pensei que pudesse ser algum assalto, então nos procurou pelas câmeras de vídeo operadas por controle remoto instaladas na garagem e gravara tudo o que se passara.

Naquela hora meu mundo desabou, saí correndo chorando da sala, e aguardei o elevador, não sabia o que fazer, mas me controlei e voltei pra falar com ele.

- Sr. Pedro, sei que o Sr. é uma pessoa boa e trabalhadora e também sei que precisa de dinheiro, certo? Então, quanto você quer pra me dar a fita e esquecer esse assunto.

Ele pensou um pouco, e respondeu:

- Dona Isa, não se trata de dinheiro, não é isso que eu quero, quero que você faça comigo o que fez pra aquele moço na noite passada e um pouquinho mais.

- Você deve estar louco em pensar nisso - e saí correndo e fui para meu apto.

Pensei bastante sobre tudo o que estava acontecendo comigo e decidi que não estragaria meu casamento, já que eu tinha chupado um estranho, faria de novo, pra encobrir aquela história e desci pra falar com ele.

Ele era um homem negro, de uns 47 anos, casado, forte e musculoso, tipo de pessoa que se vê que trabalhou no pesado a vida inteira e agora trabalha de porteiro no prédio, as vezes de dia outras vezes de noite.

Ao chegar lá, meio tímida, lhe disse:

- Já vi que não conseguirei fazer você mudar de idéia, então, como você quer?

- Vamos descer à lavanderia e lá a gente conversa – falou ele.

Chegando, ele afirmou:

- Sempre te achei linda e gostosa, te via às vezes sair com calças justas e uma tanguinha bem pequena enterrado na bunda. Às vezes, ia ao banheiro me masturbar, pensando nessa sua bunda firme e perfeita. Agora você vai realizar meu sonho, hoje não posso ficar muito tempo fora da portaria, você só vai me chupar, mas amanhã, chegarei mais cedo, e sei que sua filha, a tarde fica no jardim de infância e seu marido só chega pelas 20:00 hs., aí irei ao seu apto. pois sei que estará sozinha e faremos completo.

Aí se aproximou e cobriu com suas mãos fortes o meu rosto e beijou suavemente na boca e disse:

- Como você é linda, parece artista - e começou a empurrar minha cabeça em direção ao meio de suas pernas.

Eu, meio trêmula, abri sua braguilha, abaixei suas calças e vi aquele volume todo por baixo da cueca, era tão grande e rígido que a ponta do caralho negro dele estava saindo por cima da cueca, abaixei-a e libertei aquele membro grande e grosso. Confesso que já tinha visto alguns assim grande nos sites de sexo na net, que ficava pensando comigo mesma, como aquelas mulheres conseguiam transar com algo assim tão grande e grosso, jamais passou pela minha cabeça que eu iria ver um ao vivo na minha frente e talvez ser penetrada por ele.

Seu Pedro, muito sacana, pediu:

- Pare de admirar e coloque-o na boca - e eu, mesmo com nojo, acabei fazendo isso.

Claro que só coube um ppedaço em minha boca, ele começou a fazer movimento de vai e vem com minha cabeça tentando colocar mais daquilo boca adentro, chegando até a garganta e me dando ânsia de vomito, ficamos assim alguns minutos até sentir que ele tinha gozado e eu tentando tirar minha boca, mas ele não deixou, eu me engasguei com a enorme quantidade daquele liquido quente e pegajoso.

Ao ser libertada, vomitei a porra na hora e tentando limpar o que ficava escorrendo pelo canto de minha boca e ele passando seu pau sobre minha cabeça, como se tentando limpar-se em mim. Recompus-me e subimos, na escadaria, ele me disse:

- Hoje você foi horrível me chupando desta forma, mas te garanto que você vai acabar gostando e fazendo certo.

Eu inocente, ainda perguntei:

- Como assim?

Ele explicou:

- Você vai pegar ele, vai lamber, chupar avidamente, vai lamber meu saco e vai engolir todo o meu liquido e vai fazer com todo o prazer do mundo, pode escrever isso.

Fui para meu apto direto para o chuveiro, me agachei no box e comecei a chorar.

Depois meu marido chegou trazendo nossa filha viu que eu estava estranha, mas disse-lhe que não estava me sentindo bem, e ele falou:

- Poxa que pena, tava a fim de fazer sexo gostosinho com você, pois desde que cheguei de viagem não tivemos oportunidade.

Isso é uma parte do que me aconteceu, caso você ficou excitado com minha história mande um e-mail e me anime a continuar a relatar como me tornei uma escrava sexual de seu Pedro.

Comentários

01/08/2009 20:26:40
Viadinhopauzudo, vc tentou filosofar, tentou elevar, tentou surpreender mas na verdade seu comentário só fez assassinar o português kkkk Reveja não somente seus conceitos como seu portuguêsmas rapaz!
01/08/2009 20:24:55
Viadinhopauzudo
31/07/2009 22:56:14
Meu contato. Eh> O entendimento do sentimento prazerozo., supera a burocracia de certos e multuos Humanos. . . Sao poucos quem entende o sentido natural. . . O mundo burocratico traz pouco tezao, criticas falsas de alguns pode te enrriquicer, basta as inguinorar e ver que o seu sentimento em expor seu pensar eh mais que tudo pra vc., tbem pra mim. Bjin.
23/05/2009 15:12:49
tesão ....transa sensacional...beijo para vc...tesuda
17/03/2009 12:11:19
Vc cai logo menina nessas coisas, no fundo vc gosta disso hem ...???
03/03/2009 10:06:27
Você é intimidada facilmente né?
09/07/2008 07:09:28
kkkk...
12/04/2007 12:55:23
eu gostei d+ da sua ...vamos trocar de email [email protected]
w
28/04/2006 12:43:52
km
Junior
18/02/2002 21:44:15
otimo.......quero uma escrava dessa p/a mim
14/02/2002 01:11:55
ZERO NESSA PRESEPADA GALERA!!!!!!!!!!!!!!!
14/02/2002 01:05:55
o avassalador só elogia os contos do primo zé, da Isa e Icaro, será porque hein?
ANDARILHO DO SEXO
12/02/2002 00:51:09
Quem é leitor antigo deste Site, sabe que este conto foi escrito Pelo Andarilho do Sexo, Deixei de enviar contos para este site justamente por esta falta de vergonha de algumas pessoas sem escrpulos que tem coragem de se intitular autores dos meus contos. Devia me sentir lisongeado, pois se me copiam é poruqe devo ter algum valor, mas alerto estes pilantras que procurem outro caminho, isto dar cadeia, pois quem rouba um tostão rouba um milhão. São ladrões sim, e merecem cadeia.
Isadora
09/02/2002 19:43:51
Mas que porra...Será que voceis não tem imaginação para escrever seus proprios contos, do que ficar revisando contos de outros, não da mais nem gosto de escrever, cassete...é primo Zé, é Icaro, é Tio Zé, usando meus contos, nem ao menos recebo um e-mail solicitando isso, É muita falta de consideração e criatividade.
Veio da Roça
05/02/2002 23:17:36
Meu finado pai tamem foi escravo, foi a princesa Isaber que sorto ele. Parabens pela istoria...
Nihonjin
04/02/2002 01:11:31
Excelente, adorei como foi crescendo no decorrer da estoria... Nota 10....
Avassalador
01/02/2002 02:11:46
Excelente! Conto nota 10! Parabéns ao "primo Zé" por ter considerado uma solicitação feita num comentário de um outro conto, para mandar histórias de boa qualidade.
Primo Zé
31/01/2002 17:58:55
Li esses contos e gostei muito, como não eram republicados, mandei-os, só com pequenas correções de acentuação (os erros eram insignificantes), os contos continuam os mesmos. PS: Não sei se Isa e Iza são as mesmas....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Papai e titio comeram minha bundinha contos eróticoscontos eroticos me entreguei p meu genro k me fez d putamulheres que nao aguentaram dar o rabo pra bem dotadosContos padrasto enteAda submissacom bumbum mais bate com bumbum mais burro tem as loira morena branquinha e a ruiva a loira morena branquinha e a ruiva bate com a bunda pula pulaDesabafo de uma mae cap XIquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestoconto erotico gay meu pai vendeu meu cu por 100 reais pro seu/amigocontos e historias de sexo de meninas de 8 a 12 aninhos reaismostrando buceta po amigo pater uma xvidiominha mae ficou furiosa conto incestoistorias mulheres estrupadas no cu virgem pau grande elas quase morreux vidio porno pegui a mulhe casada de saia na festa puchei a calsinha comix.vídeos pornô família risquinha irmão e irmã novinhossou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendocontos eroticos A Dama e o Bruto menina fudedo com xortiu de dormicontos eroticos de incesto no colomarido fazendo covardia com a buceta da esposafudendo a auiliar da dentista no banheiro pornodoidominha mãe tomando banho e eu não resisti e entrei dentro do banheiro e forcei ela fazer sexo.estrupa filha e confessa yotubeeuconfessosogravideo. caseiro. de. sexo. mulher. covida. omarido. pra ir. na. casa. duma. amiga. muito. gostosa. ela. provoca. omarido. da. amiga. e. rola. sexo. com. os tres. gratiscontos heroticos com fugitivosler varios contos de lesbicas e eteroscontos corno manso ineditocontos minhas amigas fizeram uma festa e me comeram com consolo elétricocontos de sexo depilando a sograsogragosadacontos eroticos de jovem transando menstruadas com o professorcoroas peladas com o corpo melado de margarinamenage masculino contosconto erotico casada crente no tremcasa dos contos meu marido contratou mestre de obra negro commeu cunhado tirou meu cabacinhoXVídeos mulher dormindo XVídeos mulher dormindo caindo no fornoprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.comfilhinha provocando o pai e mostrando a piriquitinha só de calcinhaapaixonado pelo meu primo brutamontes 2temporadaXVídeo pornô a mulher se masturbando na rua andando no meio da rua Rosada molhadinha nenhuma Bruno metrô de todo canto g***** molhadinhaputas gostosa sexo filho come mãeescondocorno prefere se masturbarMinha irma adolecente taradinha em conto eroticonegao rascando roupa de mulheres brancas page 1 xxxxxRelatoa erodico de geyse arruda contando como.perdeu a vingidade do.buceta e do.cuzinhodoce nanda parte cinco contos eroticosvideo porno de homens de sunga e cueca tirando a virgindade da mulher depois gozam em sua vagina filme porno classico brasileiroMeu Padrasto parte-01 Autor Alex - Casa Dos Contosquando seu.comamigo nao te.comrespondoeternos apaixonados cap 7 conto gaymolequinhos emeninos de treze q quonze anos perdendo a virjindafe do cizinho pela primeira vez vidiosManda vídeo pornô das atrizes mais belas do pornô transando com cachorro engatado arrastando ele era luz clique desesperada chorandocontos eróticos de esposinha branquinha fazendo Dp interracial com vibradorimagens de mulheres chupando o peito uma da outra com muito prazerlesbicasconto erótico flagrei minha mãe chifrando meu pai e ela me humilhou muitodei a buceta pro borracheiro contos eroticosdois pauzudo fodendo duas vadias das beradas grosa de cabeça para baixoperdeno as prega saino bosta caseirocontos eroticos virei vadia novinhacontos sogro e noracontos vi minha mae caga no pauzao do negaocao gigante fica emgatado na buceta da nefinha que gene de tesaopornô doido de cetona de mini saia sem calcinha sentando na rolabotando o joelhinho em cima da mesa xvideosmae gozou loucamente no pau de 25cm dp filho dotadpgarota muinto novinha com cona muinto apertadinhacontos dei p meu chefeContos chantagiei minha irmazinhagozou dentro da buceta e a mulhervnao queria no xvideosfihota coxuda mete 4 tipocontos eroticos seduzi professor na aula vaga e ele me chupousmenina fudedo com xortiu de dormicontos eróticos de incesto uma competição entre a minha filhinha e a sua amiguinhaa empregada sai do banheiro nua para encabular ou encabular o dono da casaxvídeos i****** filho tenta fudera mãe e ela não quer dar mas acaba conseguindodois dotado fetendo com forca e tirando sangue da bucetinha da moleca assanhadaler relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulheresporno-fodas no quarto e o vinnho malvideos porno negao so os tapas estralandoabriu bunda cu buceta dançarinas distraidasconto tudo começou quando minha sobrinha de dez anos sentou no meu colocontos eroticos menage bipornô vai consertar geladeira e ela transa com Letíciacontos eroticos gays o principe roludoporno mulhers efomeadasMeu vampiro romance gay capitulo 21fui encoxada neste carnaval 2017 contocontos eroticos quando eu tinha doze anos viagei pra fazenda com meu paigorda girando o cu na rola jigante videos caseirossimpatia para virar corno manso