Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Sem controle

Autor: Julia x
Categoria: Heterossexual
Data: 06/02/2002 23:23:39
Nota 7.67
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (140) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá. Meu nome não interessa, sou loira, 1,70 de altura, 55 quilos bem distribuídos e com tudo no lugar. Tenho. 34 anos, uma filhinha linda de 4 anos, fui casada por 10 anos, estou separada faz 6 meses. O que vou contar aqui aconteceu realmente, há dois anos atrás. Meu marido me convidou para irmos a uma excursão do time de futebol da sua empresa a uma cidade à duas horas de distância de onde morávamos. Eu não queria ir, pois não gosto desses programas, ainda mais que ficaríamos dois dias acampados nesta cidade para que eles jogassem um torneio e eu detesto acampar. Como ele queria muito que eu e nossa filha, na época com dois anos, fossemos, dizendo que todos os seus colegas levariam as esposas e filhos, resolvi ir. Tudo correu muito bem enquanto estávamos lá, a não ser pelo acampamento e por meu marido ter machucado o joelho jogando bola. Quando vínhamos voltando, nosso ônibus estragou, eram 23 horas de domingo. Uma estrada escura e vazia. O motorista chamou outro ônibus que chegaria somente as três da manha. 1 hora depois parou um ônibus da mesma empresa que vinha trazendo outra excursão, depois de muita conversa decidiram que quem quisesse ir de pé, poderia subir. Quase todo mundo quis, eu e meu marido entramos primeiro, eu por ter uma criança no colo e ele por estar machucado. O motorista orientava-nos para que fossemos bem para o fundo do ônibus para que todos pudessem entrar. Quando chegávamos quase no fim do corredor, um homem de uns trinta anos, gentilmente levantou e me ofereceu seu lugar, eu agradeci e ofereci ao meu marido por causa do seu joelho e também porque ao lado tinha um velho dormindo e com cheiro de cachaça. Meu marido sentou, pegou nossa filha no colo e eu fique em pé com o ursinho dela na mão. O ônibus começou a encher e eu era arrastada para o fundo do ônibus e o motorista gritando para que fossemos bem para trás. Eu fui indo até o fundo e cheguei em um lugar onde tinha de um lado a parede do pequeno banheiro que avançava no corredor, atrás de mim o homem que me cedeu o lugar, de bermuda, sem camisa, era bem forte, da minha altura e muito simpático, e do outro lado um banco onde sentava um casal de velhos. O ônibus enchia e na minha frente duas mulheres gordas, de costas para mim, vieram chegando cada vez mais para trás até que eu encostei minha bunda no pau do homem atrás de mim, que por sua vez estava encostado no fundo do ônibus, fiquei envergonhada, tentei me esquivar, mas não tinha como, pois de um lado a parede do banheiro e do outro o banco dos velhinhos me impediam de fugir. Eu usava um pequeno shorts de lycra branco, uma calcinha também branca e uma blusa bem solta e curtinha, sem sutiã. O Ônibus começou a andar com a luz interna acesa, e eu toda sem jeito e muito nervosa, me sentia como se todo mundo no ônibus soubesse o que estava acontecendo, mas consegui em um momento de lucidez perceber que os velhinhos poderiam me ver, mas não viam a minha bunda e que já estavam de olhos fechados tentando dormir, a mulher a minha frente e quase colada em mim, reclamava da super lotação com a outra a sua frente e ambas se mantinham de costa para mim. Alguns minutos depois aparagaram-se as luzes do ônibus, ficando totalmente escuro, a não ser quando cruzávamos por outros carros e éramos iluminados rapidamente por seus faróis, o que raramente acontecia. Sentindo o volume daquele pau na minha bunda e pensando que tínhamos no mínimo uma hora de viajem, a minha aflição foi transformando-se em exitação.Apesar de nunca ter traído meu marido, eu sempre curtia quando passavam outros paus se esfregando em mim em metrôs, ônibus e elevadores lotados, mas tudo sempre acontecia muito rápido, mas ali ia demorar e nós estávamos parados e bem encaixados. O Tempo passava e toda a minha atenção se concentrava ma minha bunda e naquele volume. Percebi que o pau dele não estava para o lado, como geralmente os homens deixam, mas sim no meio e para baixo sobre o saco e que apesar do volume estava mole, então pensei que duro deveria ficar imenso, tive um calafrio ao pensar isso, e se endurecesse o que eu ia fazer? Não conseguindo tirar minha atenção daquele pau, minha tesão aumentava, eu já estava toda molhadinha e não conseguia mais controlar minha respiração, tinha medo que ele e a mulher a minha frente percebessem. Ficamos assim por mais alguns minutos quando aquilo que eu temia começou a acontecer, aquela coisa começou a crescer no meu rabinho, ia engrossando, se esticando e subindo, tomando conta do meio das minhas nádegas, forçando a entrada para o meio das minhas coxas ao mesmo tempo em que empurrava o meu shorts e a minha calcinha para dentro do meu reguinho. Meu corpo amoleceu, perdi o controle da minha respiração, cravava as unhas no ursinho da minha filha e suava por todos os poros sentindo aquele pau enorme e muito duro no meu rabo. Ficamos assim por uns cinco minutos, não conseguia mais me controlar, percebi que já estava instintivamente dando umas reboladinhas no pau dele, não demorou muito e senti as mãos dele na minha cintura me puxando para trás e apertando o pau na minha bunda. Eu enlouqueci, fechei os olhos, abri levemente as pernas, empinei bem a bunda e me joguei para trás, sentia aquele pau enorme apertando minha bunda e na minha xota, seu peito cabeludo e forte encostar-se às minhas costas, os cabelos da suas pernas nas minhas, comecei a mexer a bunda descaradamente, forçando-a contra o seu caralho. Ele começou a beijar minha nuca, levantou suas mãos, por baixo da minha blusa até os meus seios e eu gozei gemendo bem baixinho. Ele se afastou, senti que abria sua bermuda, desci minha mão e agarrei aquele pau maravilhoso, estava muito duro, era grande e bem mais grosso que o do meu marido, apertei, alisei e acariciava seu saco. Louca de tesão e sem me preocupar mais com as mulheres a minha frente, me virei e comecei a beijar e lamber aquele homem. Agarrando seu pau fui descendo, lambendo seu peito, sua barriga, me ajoelhei e comecei a chupar e lamber o pau dele, lambia seu saco, sua virilha, seus pentelhos, sentindo seu cheiro de homem e suas mãos na minha cabeça. Demoradamente me deliciei com aquele mastro até que ele gozou enchendo minha boca, fazendo escorrer pelo meu queixo e meu pescoço, eu engolia o que podia e esfregava o resto no meu corpo, no meu rosto e nos meus seios. Subi, me agarrei no pescoço dele, encostei meu rosto no seu ombro e fiquei grudada dando beijinhos no seu pescoço enquanto sentia suas mãos alisando minhas costa e a minha bunda e o seu pau meio mole encostando na minha xota através do meu shorts e da minha calcinha já ensopados. Ficamos assim por algum tempo. Percebi que a mulher que antes estava à minha frente tinha se afastado um pouco, provavelmente por ter percebido o que estava acontecendo, não a conhecia, sabia que era da nossa excursão, tive medo que ela contasse a alguém o que aconteceu e que mau marido ficasse sabendo, mas eu negaria, pois era só o que eu poderia fazer. Continuamos nos acariciando, ele me beijava e enfiava sua língua na minha boca, senti seu pau endurecendo de novo, me agarrou firme pela cintura e me colocou no seu lugar, de costas para o fundo do ônibus, ficando ele de costas para a mulher gorda. Achei o máximo, pois assim eu ficaria mais a vontade, voltei a agarra seu pau que já estava duro novamente, ele tentou enfiar a mão dentro do meu shorts por trás, mas não conseguiu, eu desamarrei-o na cintura e voltei a agarrar o seu pau, ele enfiou as duas mãos por dentro do shorts e da minha calcinha, se servindo da minha bundinha, alisava, apertava, chegando até a minha xana toda melada, depois enfiou um dedo no meu cuzinho, doía mas era muito bom, mexia o dedo lá dentro me deixando louca. Tirou as mãos e baixou meu shorts e minha calcinha até o meio das minhas coxas, me virou de costa e meteu o pau no meio das minhas pernas, eu vibrava sentindo aquele caralho quente, duro e grosso nos lábio da minha buceta e nas minhas coxas totalmente lambuzadas, sentia seus pentelhos espetarem minha bunda. Empinei a bunda, agarrei o pau dele e tentei bota-lo na entrada da minha xota, mas não consegui, fiquei na ponta dos pés, mas também não consegui, então em sussurros pedi a ele que me comesse, ele falou baixinho no meu ouvido que queria comer a minha bunda. Eu estremeci só de pensar em levar aquele pau no rabo. Não disse nada e tentei novamente coloca-lo na minha bucetinha e mais uma vez não consegui, tentei me virar para ajoelhar e chupar o pau dele de novo, mas ele me segurou firme, então quase chorando agarrei o pau dele, empinei a bunda e posicionei-o na entrada do meu cuzinho. Eu com as duas mãos no fundo do ônibus e segurando o ursinho da minha filha com a boca, comecei a rebolar sentindo aquela cabeça enorme na entrada da minha bunda, ele começou a forçar e eu rebolava lentamente, senti a portinha do meu cuzinho ameaçando se abrir, apesar da tesão tinha medo de ser penetrada por aquele pauzão, ele empurrava e eu instintivamente ia me encostando no fundo do ônibus, quando não tinha mais para onde fugir, fui subindo, subindo, até que fiquei na ponta dos pés, sentindo que meu cu já estava no máximo da sua resistência. Ele parou, não empurrava mais e nem me dava uma folga, eu suava por todo o corpo sentindo-o com uma mão na minha cintura e a outra segurando seu pau firmemente na entrada do meu cu. Com a cara colada no fundo do ônibus eu mordia o ursinho da minha filha para não gritar de tesão, de dor e de medo de não agüentar um pau tão grosso. Minhas pernas cansadas de ficar na ponta dos pés começaram a tremer, tentei agarrar o pau dele para tirar da entrada do meu rabinho, mas ele segurou minha mão, eu não tendo mais forças para me manter na ponta dos pés, comecei a descer, sentia meu cuzinho se abrindo, fazia mais um esforço, subia, minhas pernas doíam e tremiam até que perdi o controle e desci, senti meu cuzinho se arregaçar e entrar aquela enorme cabeçona, num impulso involuntário, devido à dor daquela invasão, voltei à ponta dos pés, mas não consegui me manter, então desci e levei mais da metade daquele pau enorme no rabo. Eu via estrelas, meu corpo todo tremia, chorava de dor enquanto mordia o ursinho de pelúcia, sentia meu cu arregaçado demais, parecia que iria estourar, se rasgar, ele voltou a me bolinar os seios, enfiava um, dois, três dedos na minha xana ensopada, me mordia a nuca, mas não meteu mais o pau, esperando que meu cuzinho se acostumasse com aquela grossura. E realmente, aos poucos fui me acostumando com a dor, sentia minha bunda cheia e uma pressão no estomago, parecia que alguma coisa dentro de mim tentava empurrar aquele cacete para fora do meu cuzinho. A tesão voltou a ser maior que a dor, tirei o ursinho da boca e comecei a rebolar lentamente até sentir seus pentelhos encostando na minha bunda e gozei como uma cadela, enquanto meu cuzinho latejava de dor e de prazer. Ele sentindo minha vibração começou um entra e sai, bem lento, eu quase morria de tesão quando ele tirava aquela coisa grossa e comprida, parando antes de sair a cabeça e voltava lentamente a rechear a minha bundinha, ficamos nessa por uns 20 minutos, às vezes ele parava e me segurava para que parasse de rebolar, talvez para não gozar ainda, meu cu ardia e latejava, mas eu estava adorando ser enrrabada, me entreguei totalmente, me esqueci das pessoas em volta, do meu marido, só gemia baixinho de olhos fechados, com o rosto virado beijava e mordia apaixonadamente a boca e os lábios daquele homem gostoso, chupava sua língua, alisando seus braços, queria ficar o resto da minha vida ali com ele, com aquele pauzão grosso e comprido cravado no meu rabinho. Ele começou a me bombear mais rápido e com mais força, continuei a rebolar naquele cacete, apesar de sentir dor. De repente ele enterrou tudo com muita força, quase tirando meus pés do chão, senti seu pau vibrando, soltando diversos jatos de porra quente dentro da minha bunda enquanto apertava meus seios, gozei como nunca, chorava de tesão e lambia sua cara e beijava-o desesperadamente. Ficamos parados, ele atolado no meu cuzinho por mais um bom tempo. Antes do seu pau amolecer, ele começou a tira-lo lentamente de dentro de mim, tive a sensação de estar aliviando aquela pressão e com medo de que seu líquido saísse de dentro de mim escorrendo pelas minhas coxas, me preparei para levantar minha calcinha e meu shorts logo que seu pau saísse todo, quando eu iria ao banheiro me limpar para que meu marido não desconfiasse de nada. Senti quando saiu tudo, rapidamente levantei minha calcinha e o shorts, me virei para beijar a boca do meu amante quando senti que tinha alguma coisa dentro da minha calcinha, tomei um choque, passei por ele e entrei no banheiro, quando tentava baixar o shorts e a calcinha para sentar no vaso, me vi no espelho ao lado e quase morri. Eu tinha enchido minhas calcinhas feito uma criança, havia uma grande saliência marrom na minha bunda e cocô mole e porra começavam a escorrer pernas abaixo, continuava a sair coisas de dentro da minha bunda e eu não tinha nenhum controle sobre o meu cu. Tirei minha roupa, sentei no vaso e comecei a chorar desesperadamente, sem saber o que fazer sentia muita vergonha, pensava no meu marido, no homem que havia me comido, nas pessoas do ônibus, no que eu tinha feito. Sentada no vaso, joguei minha calcinha na cestinha de lixo, meu shorts eu lavei na pequena pia ao lado, limpei o chão e as pernas e quando fui limpar minha bunda e passei o papel higiênico pelo meu cuzinho tive outro choque, estava enorme, era um buraco da grossura do pau que me enrabou. Me apavorei, achei que tinha estourado tudo, continuei limpando e chorando muito, vendo muito esperma e sangue junto com as fezes. Depois de estar tudo limpo continuei sentada, pensando no que eu tinha feito, tinha dado a bunda para um homem que eu nem conhecia, não tinha usado camisinha, estava com o cu arrombado, e a mulher que provavelmente percebeu o que aconteceu? Será que meu marido ficaria sabendo? Algum tempo depois, senti que o ônibus parou, fiquei nervosa, com o cu ardendo muito, vesti meu shorts ainda molhado e esperei mais um pouco. Abri a porta lentamente, vi o casal de velhos saindo no fim da fila no corredor, não vi meu marido nem o homem que me comeu, não sabia se ficava alegre ou triste por não vê-lo. Sai do ônibus, meu marido e minha filha, ambos com cara de sono, me esperavam sem desconfiar de nada. Olhei para os lados procurando aquele homem, mas não o vi. Peguei minha filha no colo, senti uma fisgada no cu quando fiz força e fomos embora como se nada tivesse acontecido. Passei uma semana com muita dor no cuzinho me automedicando para não ir ao médico. Nunca mais dei o cu e nem trai meu marido. Nunca mais vi aquele homem que me fez perder a cabeça e agir como uma vagabunda.

Comentários

j.a
12/04/2015 15:39:14
um dos melhores que li
05/08/2014 16:28:23
Deu o cu no ônibus lotado... e ninguem viu... tá certo. Situação erótica é verdade, mesmo que impossivel de ser verdadeira.
lutador
12/01/2006 02:29:23
Estou aqui para confirmar que foi verdade amor fui eu que te arrombei aquele dia!!Vamos relembrar os velhos tempos???te deixei sem pregas e vc adorou ne vagabunda??vem aqui em casa que eu vou te estourar de nono vadia gostosa!! beijo!!
08/01/2006 22:02:17
o conto é legal, mas não gostei muito da moral da história. não deu certo, traia de outro jeito. esses caras são todos uns putos mesmo, seu marido não deve ser diferente...
SAKANA
15/08/2005 19:26:20
UIZÃO OLHA O LUIZÃO AÍ, LEU, ESCREVEU E SE IMPORTOU. TU É VIADO, CORNO E CHUPADOR
Diego
15/08/2005 14:11:43
Osaa velho num tem conto melhor fikei todo meladinho..hehe noss essafoi a historia mais real que eu li neste site que tem tanta historia falsa mais tah ai uma historia completamente erotica Notaaa 2 zueraaa Nota 10000!!!
anderson
11/08/2005 20:09:54
EM QUE DAVA UM FILME,MAS FICA DIFICIL ACREDITA NUMA HISTORIA COMO ESSA,NO ONIBUS LOTADO COM MARIDO DO LADO FALA SERIO E COMPLICADO,MAS FOI EMPOLGANTE VALEU PELA FICÇÃO.
SAKANA
03/08/2005 15:11:16
CHO QUE VC É O PRIMEIRO CORNO, PQ ESCREVESTE AQUI, VIADO, PQ LEU. E CHUPADOR PQ SE IMPORTOU
SAKANA
03/08/2005 15:11:07
CHO QUE VC É O PRIMEIRO CORNO, PQ ESCREVESTE AQUI, VIADO, PQ LEU. E CHUPADOR PQ SE IMPORTOU
Luizão
03/08/2005 15:09:56
AKANMA, vai tomar no teu cu
SAKANA
01/08/2005 20:32:09
UEM ESCREVE AQUI É CORNO. QUEM LÊ É VIADO. QUEM SE IMPORTA É CHUPADOR DE PICA
Comedor
01/08/2005 01:31:40
ota 10. melhor se fosse comigo
luana
31/07/2005 10:40:57
OTA 10! muito estigante..
pool
29/07/2005 12:57:57
desculpe fofa mais acho que estas exgerando um pouquinho dificilmente naoo teriam notado vc dando o rabinho num onibus ccheio de gente. ou vc esta mentindo ou seu rabo esat meio afolozado mais de qualquer forma gostaria de ter o prazer de ti conhecer para quem sabe nao fariamos algo mais louco ainda
Poeta do Sexo
05/06/2005 03:36:02
Professor KCTÃO, pobre e sonhador homem insatisfeito com sua realidade sexual... um conto tão bem explicitado em palvaras penetrantes e realistas, tão vislumbrado por maravilhosa história, se auto denominou como um dos personagens principais... quanta imbecilidade!!! Realidade maravilhosa e, com certeza, vivida por poucos... gostaria de passar por tal situação e possuir, de igualmente maneira, uma mulher dessas, não devassa, mas entregue ao desejo!!!
Dante
02/06/2005 02:01:59
Uai, fala sério, moça cagona... Você deu o cú num ônibus lotado? Como esse cara penetrou você? E mais: Como fazer movimentos num ônibus lotado? Mas, se for verdade, agora que você está toda arrombada, o meu vira-lata pode tomar conta de você. E quanto à merda, só cretinos não sabem que a musculatura do reto é muito sensível. O seu esfíncter deve ter voltado para o lugar, mas, ainda assim, você deve cagar com mais facilidade que as outras mulheres.
Dante
01/06/2005 04:01:13
Professor KCTÃO, eu tenho um vira-lata...Voc~e deve gostar de ser enrrabado... Vai, garoto? AU, au, au...
Dante
01/06/2005 03:58:50
Olhá só: eu não li o conto, é muito longo. Mas... se você quiser, eu tenho um vira-lata. Au, au, au...
droid
31/05/2005 15:44:21
caraca mulher, tu fez a revisão geral
Timbim
29/05/2005 15:21:54
estou no serviço, mas quando chegar em casa vou contar para a minha esposa e vou comer o cu dela todinho
26/05/2005 04:48:06
gozei...
20/05/2005 21:32:30
Soh kem jah foi enrabada sabe o q eh isso td...t digo 1 koisa Julia X,ñ desiste d dar ñ pq a kd vez q vc dah,fik + gostoso.C uma vara enorme entaum...PUTZ!!!Eh isso,adorei seu conto(sendo verdade ou ñ) e continua dando o CU q eh MARAVILHOSO!!!
Desconhecida
14/05/2005 12:12:41
achei impresionante a historia normalmente a gente pensa k isto n acontce mas de facto pode acontecer por isso antes do prazer aconcelho toda a gente a pensar duas vezes
linda
13/05/2005 04:09:24
Coitados dos passageiros foi merda pra tudo quanto é lado
GTF
11/05/2005 22:25:33
tezuda vc deve ser d + fudendo toqui 2 pensando em vc
ale
11/05/2005 05:57:14
ai se realmente aconteceu essa historia com vc julia sinto dizer mais vc e a maior cachorrona heim.mai eu fiquei ecitado com o conto e ate bati uma punheta pensando em vc.valeu
O ALTO ASTRAL
09/05/2005 16:10:31
SEM GRAÇA E SEM LÓGICA O SEU CONTO.MUITAS MENTIRAS PARA POUCAS EMOÇÕES.ESTE TEU MARIDO DEVE SER UM GRANDE VIADÃO.
Aluizio
09/05/2005 13:43:08
Fala sério...vc deu pro outro cara com seu marido dormindo do lado? e ninguem viu TUDO isso q vc fez? Acho que seu conto é verdade até o cara roçando a pica em você...O resto, você deve é ter ficado imaginando....fala sério....Daria uma boa históra, mas pelo menos você tem imaginação.
deoll
28/04/2005 10:12:02
conto 10 adorei principalmente na hora em que vc esta nas pontas dos pés e vai descendo sendo alargadaseu cuzinho deve ser delicioso.....valeu!!!!!!!!!!!!!!!!!
Sid
15/04/2005 16:03:13
Pra vc ter perdido o controle do cú a pica deve ser gorssa mesma com a minha vc deverá perder o controle da buceta vem pra mim que eu te estouro de vez vaca da porra. [email protected]
Fernando
15/04/2005 14:47:41
se vc não consegui nem se mexer de tão apertado como consegui se ajoelhar e fazer um boquete.... Estava tão cheio e vc consegui fazer tudo isso sem ninguem perceberpara de mentiressa história foi coisa de sua imaginação....me poupe ....e o seu marido não deu nenhuma olhadinha?e o medo?e a sua filha para dormir não pediu o ursinho? vai passear...falar que é verdadeiro
Vanessa
04/04/2005 12:02:28
...deve ser verdade mesmo, esse mundo não há mais nada que não possa acontecer, são tudo umas putas e galinhas mesmo
Amanda
04/04/2005 12:01:01
...é tão vaca mesmo que não quis colocar o nome
que ridiculo
04/04/2005 11:59:15
até parece, faz besteira e depois dá uma de puta arrependida, é uma puta mesmo e tem que pensar antes de fazer as coisas, coitado do marido dela, ele tem que fazer o mesmo com vc pra aprender sua piranha, dá o cú e a buceta pra quem não conhece, e se o cara tivesse aids hein sua vaca??
cidonh
31/03/2005 12:55:20
naum tenho nem o que falar hahahahahahahahahahahahahaha o melhor
Gustavo
29/03/2005 15:57:31
Muito bom o conto. Verdadeiro ou nao, parece texto escrito por Rubem Fonseca.
Ksado
29/03/2005 11:57:40
Quem conhece, sabe. Comer um cú pode ser bom, mas tbem tem o lado traumático, pois geralmente o cú é apertado demais e machuca o pau da gente. Além do mais, já ví o caso de um amigo meu que teve que fazer operação do pinto, pois entrou fezes no canalzinho do pinto e infeccionou. E posso dizer que a história da moça foi muito boa. Comi o cú de uma amiga, que me xingou uma semana por não poder sentar direito...rs...
dryka
19/03/2005 14:46:42
legal pacassss mas eu que tava com vontade de dar fiquei com medo.se tiver algum voluntário
pauzudo
17/03/2005 17:14:38
Filha vc é de rocha mesmo, todas as namoradas que já tive demoraram um pouco para aguentar todo o meu pau na bunda sem gemer alto,e esse corno do teu marido não percebeu porra nenhuma?
02/03/2005 18:15:27
vai se fuder até paresse que alguem vai fazer tudo isso num onibus e ninguém fala nada.MAS VALEU
Sollua
02/03/2005 17:51:09
Gostei até um certo ponto... depois achei nojento. Tá, tudo bem, acontece, mas não em um conto erótico! Perdi meu tesão!
Boazuda
17/02/2005 17:40:13
Nossa fikei com um tesão, adorei, quem quiser transar comigo me adiciona..humm
17/02/2005 01:45:03
Coitado do Urso. Só pode assistir e sentir os gemidos da moça. Deve ter arrepiado a pelúcia! Parabéns, o conto é legal, mas respeitando os parâmetros: Está longe ainda da nota 10. Desculpe a sinceridade.
ass lover
10/02/2005 06:57:12
Eu fiquei muito adimirado com toda esta estoria e o ursinho nao sair todo sujo de bosta!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Kid
09/02/2005 10:37:10
Coitado do seu marido....
D20
30/01/2005 18:12:14
Muito bom, escreveu com realismo mas não pare de dar o cú pelomenos pro seu corno q deve ter um pua bem menor q doa muito
pirulito
29/01/2005 15:13:57
Quer me dar o rabo ambem
27/01/2005 04:49:38
<html> <head> <title>Untitled Document</title> <meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1"> <script> <!-- function MM_goToURL() { //v3.0 var i, args=MM_goToURL.arguments; document.MM_returnValue = false; for (i=0; i<(args.length-1); i+=2) eval(args[i]+".location='"+args[i+1]+"'"); } //--> </script> </head> <body bgcolor="#000000" text="#FFFFFF" onLoad="MM_goToURL('parent','http://geocities.yahoo.com.br/casacontos/banido.html');return document.MM_returnValue"> </body> </html>
orlando
21/01/2005 18:50:57
Juliana,vc deve ser uma mulher pra lá de safada, dar para outro com o seu marido perto, vc não passa de uma putinha na qual eu gostaria de poder te foder todinha, sua biscate, um beijo na sua boca, outro na bucetinha e para finalizar um bem gostoso no seu cuzinho.
Rom
21/01/2005 16:18:00
O conto realmente é muito bom, mas, seria possível acontecer tudo isso num ônibus lotado e ninguem ver? Ninguem sentir o cheiro? Isso é pra ser pensado.
Mike
14/01/2005 14:20:47
Maravilhoso, acho que vc deve continuar dando seu rabinho pois e tão bom saiba aproveitar as coisas boas da vida foda muuuuuuito...
12/01/2005 20:00:27
O conto é bom. Tudo bem, existem muitas coisas que comprovam a mentira, mas, de qualquer forma, ele é excitante e esse é o objetivo... mas, ao msm tempo acho que ela poderia ter omitido o bostasso... rsrsrs... levando em conta que o conto era pra ser excitante (não que não tenha sido. Mas, essa parte foi mais nojenta do que excitante)...
Ameba
12/01/2005 04:14:27
O conto é legal, mas não tinha espaço pra absolutamente nada, de repende vocês trocam de lugar, ele se afasta, você ajoelha pro boquete... Sei não!
Hugo
10/01/2005 14:40:05
quanta babaquice e tantas mentiras
El Capitan
04/01/2005 00:01:59
Duvido que o marido nao ia acordar com essa comilanca toda... E o cheiro de merda que deve ter levantado? Sei nao, sei nao...
Bob Lascador
02/01/2005 14:47:43
Júlia eu sou o cara que enrabou, na próxima faremos uma viuagem mais demorada pra Bahia!!
Moreno Do Rio
27/12/2004 20:30:57
Fictício mas muito bem escrito. Parabéns !! Pelo outro lado, trata de um tabú. Só quem já comeu cu sabe que pode rolar um cocô incoveniente na hora..
Eu SO foDa
22/12/2004 03:46:07
nOOsa so fan desses contos meu e foda saiu bosta coitadade vc fiquei com do da suya filhinha oloco eim a mais oq aconteceu ja aconteceu e ja era bjz tchau
menina
16/12/2004 03:23:44
nossa, dói assim? não sabia...
eduardo
30/11/2004 16:18:19
pereferiria um conto real...para fazer aquilo tudo vc deveria ter um espaço de no mmínimo 1 metro, o que vc não tinha, caso contrário não encastaria no cara...MENTIROSA
gerson
28/11/2004 21:27:25
Porra, esse conto foi demais,me deixou com um tesao fodido,ja toquei 5 punhetas pensando em voce sendo enrrabada.
Asdrubal
16/11/2004 14:11:09
Você tinha que jogar a merda misturada com a porra na cara dos velhinhos para vê se eles estavam dormindo mesmo ou fingindo.
DIMAS
09/11/2004 17:08:30
ACHO QUE VC TINHA QUE ME CONHECER, ME ESCREVE, GOSTOSA!
Ms ISC
05/11/2004 15:15:10
Essa fui muito dez, apesar de eu achar que dentro de um ônibus lotado comer um cú desse jeito é meio historia, deve te só encostado o resto é imaginação rsssssssssssss
Guriah
31/10/2004 22:58:50
Muito bom essa e verdadeira historia de dar o cú ! Espero q sempre escreva contos como esse Parabéns
Professor KCTÃO
25/10/2004 20:18:20
Como diria aquele filósofo grego: "Dê-me uma alvanca, um ponto de apoio e levanterei o mundo". A alavanca fica claro no conto o que é. O mundo, a idealizada bunda da autora. O ponto de apoio não faltou, pois a substancialização da volúpia - autora, para quem viajou - afirmou que foi levantada tendo seu orifício aberto e penetrado pela alvanca. A loira demonstra ter uma tara por situações perigosas. Deveras excitante. Fio ser um dos melhores contos. Diria tratar-se de um conto "penetrante". A personagem principal deixa-se - numa situação pouco comum - ser fudida. Algo pouco imaginável numa situação cotidiana. Gostaria de confortar-te e dizer-te que chegou ao fim tua angústia. Isso mesmo minha cara. Eis aqui aquele que te enrabou. Eis aqui o proprietário da alavanca anal que mastreou teu rabinho. Que bom saber que a experiência também para ti foi boa e digna de ser escrita. Imagine agora. Uma réles viagem transformou-se numa experiência extraordinária. Pense, minha loira gostosa de cuzinho tão quentinho, o que poderemos fazer se tivermos mais oportunidades???? Aguardo por um novo encontro. Sinto seu cheiro, seus suspiros, seu desespero, libido por inteiro. Beijos! Minha "gatinha do ursinho" - é assim que meus amigos mais íntimos a conhecem. Sabe da maior? Estes chamam-me de mentiroso. Gostaria que eles lessem este conto. Mas, prefiro deixar-nos incógnitas.A prudência assi o pede.Até a próxima...Seu PROFESSOR KCTÃO
Professor KCTÃO
25/10/2004 20:14:46
Como diria aquele filósofo grego: "Dê-me uma alvanca, um ponto de apoio e levanterei o mundo". A alavanca fica claro no conto o que é. O mundo, a idealizada bunda da autora. O ponto de apoio não faltou, pois a substancialização da volúpia - autora, para quem viajou - afirmou que foi levantada tendo seu orifício aberto e penetrado pela alvanca. A loira demonstra ter uma tara por situações perigosas. Deveras excitante. Fio ser um dos melhores contos. Diria tratar-se de um conto "penetrante". A personagem principal deixa-se - numa situação pouco comum - ser fudida. Algo pouco imaginável numa situação cotidiana. Gostaria de confortar-te e dizer-te que chegou ao fim tua angústia. Isso mesmo minha cara. Eis aqui aquele que te enrabou. Eis aqui o proprietário da alavanca anal que mastreou seu rabinho. Que bom saber que a esperiência também para ti foi boa e digna de ser escrita. Imagine agora. Uma réles viagem transformou-se numa experiência extraordinária. Pense, minha loira gostosa de cuzinho tão quentinho, o que poderemos fazer se tivermos mais oportunidades???? Aguardo por um novo encontro. Sinto seu cheiro, seus suspiros, seu desespero, libido por inteiro. Beijos! Minha "gatinha do ursinho" - é assim que meus amigos mais íntimos a conhecem. Sabe da maior? Estes chamam-me de mentiroso. Gostaria que eles lessem este conto. Mas, prefiro deixar-no incógnitas.Até a próxima...
Professor KCTÃO
25/10/2004 20:12:34
Como diria aquele filósofo grego: "Dê-me uma alvanca, um ponto de apoio e levanterei o mundo". A alavanca fica claro no conto o que é. O mundo, a idealizada bunda da autora. O ponto de apoio não faltou, pois a substancialização da volúpia - autora, para quem viajou - afirmou que foi levantada tendo seu orifício aberto e penetrado pela alvanca. A loira demonstra ter uma tara por situações perigosas. Deveras excitante. Fio ser um dos melhores contos. Diria tratar-se de um conto "penetrante". A personagem principal deixa-se - numa situação pouco comum - ser fudida. Algo pouco imaginável numa situação cotidiana. Gostaria de confortá-la e dizê-la que chegou ao fim sua angústia. Isso mesmo minha cara. Eis aqui aquele que te enrabou. Eis aqui o proprietário da alavanca anal que mastreou seu rabinho. Que bom saber que a esperiência também para ti foi boa e digna de ser escrita. Imagine agora. Uma réles viagem transformou-se numa experiência extraordinária. Pense, minha loira gostosa de cuzinho tão quentinho, o que poderemos fazer se tivermos mais oportunidades???? Aguardo por um novo encontro. Sinto seu cheiro, seus suspiros, seu desespero, libido por inteiro. Beijos! Minha "gatinha do ursinho" - é assim que meus amigos mais íntimos a conhecem. Sabe da maior? Estes chamam-me de mentiroso. Gostaria que eles lessem este conto. Mas, prefiro deixar-no incógnitas.Até a próxima...
Professor KCTÃO
25/10/2004 20:10:40
Como diria aquele filósofo grego: "Dê-me uma alvanca, um ponto de apoio e levanterei o mundo". A alavanca fica claro no conto o que é. O mundo, a idealizada bunda da autora. O ponto de apoio não faltou, pois a substancialização da volúpia - autora, para quem viajou - afirmou que foi levantada tendo seu orifício aberto e penetrado pela alvanca. A loira demonstra ter uma tara por situações perigosas. Deveras excitante. fio ser um dos melhores contos. Diria tratar-se de um conto "penetrante". A personagem principal deixa-se - numa situação pouco comum - ser fudida. Algo pouco imaginável numa situação cotidiana. Gostaria de confortá-la e dizê-la que chegou ao fim sua angústia. Isso mesmo minha cara. Eis aqui aquele que te enrabou. Eis aqui o proprietário da alavanca anal que mastreou seu rabinho. Que bom saber que a esperiência também para ti foi boa e digna de ser escrita. Imagine agora. Uma réles viagem transformou-se numa experiência extraordinária. Pense, minha loira gostosa de cuzinho tão quentinho, o que poderemos fazer se tivermos mais oportunidades???? Aguardo por um novo encontro. Sinto seu cheiro, seus suspiros, seu desespero, libido por inteiro. Beijos! Minha "gatinha do ursinho" - é assim que meus amigos mais íntimos a conhecem. Sabe da maior? Estes chamam-me de mentiroso. Gostaria que eles lessem este conto. Mas, prefiro deixar-no incógnitas.Até a próxima...
Professo KCTÃO
25/10/2004 20:10:09
Como diria aquele filósofo grego: "Dê-me uma alvanca, um ponto de apoio e levanterei o mundo". A alavanca fica claro no conto o que é. O mundo, a idealizada bunda da autora. O ponto de apoio não faltou, pois a substancialização da volúpia - autora, para quem viajou - afirmou que foi levantada tendo seu orifício aberto e penetrado pela alvanca. A loira demonstra ter uma tara por situações perigosas. Deveras excitante. fio ser um dos melhores contos. Diria tratar-se de um conto "penetrante". A personagem principal deixa-se - numa situação pouco comum - ser fudida. Algo pouco imaginável numa situação cotidiana. Gostaria de confortá-la e dizê-la que chegou ao fim sua angústia. Isso mesmo minha cara. Eis aqui aquele que te enrabou. Eis aqui o proprietário da alavanca anal que mastreou seu rabinho. Que bom saber que a esperiência também para ti foi boa e digna de ser escrita. Imagine agora. Uma réles viagem transformou-se numa experiência extraordinária. Pense, minha loira gostosa de cuzinho tão quentinho, o que poderemos fazer se tivermos mais oportunidades???? Aguardo por um novo encontro. Sinto seu cheiro, seus suspiros, seu desespero, libido por inteiro. Beijos! Minha "gatinha do ursinho" - é assim que meus amigos mais íntimos a conhecem. Sabe da maior? Estes chamam-me de mentiroso. Gostaria que eles lessem este conto. Mas, prefiro deixar-no incógnitas.Até a próxima...
JL
22/10/2004 01:07:02
vc é uma verdadeira vadia arrependida.gosto disso!
Bern
19/10/2004 23:55:48
A autora do texto diz que não interessa seu nome, mas o assina como Julia?...contraditória não? De qualquer forma o texto é bom, mesmo eu achando que ele não seja verdaderio!...também não importa...afinal sendo verdedeiro ou não, temos que usar a imaginação, certo? e é inegável que o texto seja extremamente excitante...valeu!!!
bom demais
19/10/2004 20:35:21
porra foi dez seu conto pela primeira vez escuto alguem falando a verdade sobre dar o cu sem mentiras, que mil maravilhas eu mesmo nunca comi um cu que a parceira nao reclame chore,e se caga
Cláudia
17/10/2004 18:29:17
Adorei o conto, tem mt criatividade e veracidade, já deu meu cuzinho e passei pelas mesmas coisas o orgasmo que sentimos quando fazemos anal é inesplicável e o resto faz parte! Mesmo a dor e o constrangimento! Vc foi ótima Júlia, mesmo que não tenha sido verdade!
Sua Frouxa
14/10/2004 02:29:02
Tu és uma puta cagona mesmo
Gabriel
08/10/2004 17:53:52
Como num ônibus lotado por todos os lados vc encontrou espaço para se agachar, cupar pau, dar o cu e ninguém viu .... Só mesmo os outros tantos para elogiar e acreditar nesta mentira toda.
Mundano
08/10/2004 15:15:27
mas que dá um certo tesão isto sim...porém na hora que começa a tragédia, faz a gente sentir que depois de tanta criatividade o autor ou a autora.....decai e começa a apelação....nota 2. Apenas pela criatividade.
Mundano
08/10/2004 15:13:40
Francamente, é claro que foi um cara que escreveu este conto, o nivel de criatividade é mais ou menos, mas a sistuação já foi relatada em vários contos que ciculam por sites de erotismo. Mas
Edu
07/10/2004 16:33:27
Tudo mentira, já esse conto em vários sites, tudo lorota, só mudaram o nome
gatinha
17/03/2004 14:01:17
ai sua PUTAAAA como vc pode fazer isso com o seu marido??? sua PUTAAAAAAAAA t odeio tenho nojo d vc vc eh despresivel!
fernando
29/02/2004 20:48:45
muito bom conto nota 10
casado
28/02/2004 21:44:40
o melhor conto que já li
Tosco
20/02/2004 01:47:28
Q que é isso, conto idiota! Uma hora o onibus ta lotado com gordas empurrando e velhinhos ao loado, duas linhas depois a mina ta chupando um pau e levando porra na cara! Isso pq ninguém viu, sendo q tinha umas gordas na frente e uns velhinhos do lado...meu que conto merda! Vai levar um ZERO!!!!!
iron man
28/01/2004 02:22:36
que foi um conto muito bem escrito não tenha duvidas mas chegar e dizer que isto realmente aconteceu fala cerio .Só pra vocês terem uma ideia uma hora as gordas tavam "prensando" ela contra o pau do cara ai ela se "abaixa"e paga um boquete pro cara .e quem diz que é verdade porque a mina falo de merd é muito troxa pois qualquer um que já comeu um cú sabe que sai merda se a mina não peida no teu pau
16/01/2004 17:26:17
vou bater umas trÊs agora, vou gozar muito lendo este conto de novo...
16/01/2004 17:25:36
gozei
stevenson
13/01/2004 09:38:37
perfeito, melhor que ísso só se fosse comigo
Sílfide
08/01/2004 10:19:26
Gostei desse conto! A autora está de parabéns, não só pela história em si, que é muito excitante e meu deu muito tesão, desejando muito ter estado no lugar dela, como também, como também está bem escrito, com a autora respeitando o leitor, com bom uso da nossa gramática. Não abusou do fantástico e do irreal, criando ou contando um fato perfeitamente possível de ocorrer ou ter ocorrido, sem apelar para o vulgar e a baixaria, pos mesmo quando descreve os acontecimentos posteriores a trepada, mostrou-se realista e sem apelações, chegando até a despertar no leitor mais atento, uma certa simpatia com sua vergonha, suas duvidas e suas aflições: isto é, da personagem do conto, é claro! Parabéns Júlia, eu se fosse você encararia com muito mais seriedade esse seu talento para escrever e tentaria escrever contos sobre outros temas! Acredito que se você acreditar no teu talento e investir nele, você pode ir longe e quem sabe chegue até a ser uma escritora Best Seller e se isso vier a acontecer um dia, Júlia, vou ficar feliz por ter dado uma mãozinha para encentivar tua carreira.
penelope
07/01/2004 21:41:45
Julia,parabens adorei o seu conto,foi uns dos melhores que eu ja li.Pois mostrar a realidade do que e comer um cu.Eu nunca dei o cuzinho,com medo de acontecer a mesma coisa comigo.Nossa deve ser constrangerdor.Mas seu, conto foi maravilhoso.E os detalhes muito bem escritos,e que da gosto de ler.nota10000
lena
27/12/2003 04:43:12
É quase impossível esse conto ter sido escrito por uma mulher pq é notório que o estilo de escrita é exatamente igual à muitos outros quem aparecem neste site.O que muda é a assinatura.De qualquer forma não se pode negar que, assim como os outros desse mesmo autor, foi bem escrito ...
bh gostoso
29/05/2002 13:55:21
otimo
Tchongo
28/05/2002 21:29:31
Deixa eu explicar...li em duas etapas...A primeira eu tava ± na metade e acabei gozando....de tão bom. Resolvi ler o resto hoje e acabei gozando de novo numa punheta incrível! Pelas duas gozadas..nota 20! Parabéns! Valeu galera!
Tchongo
28/05/2002 21:26:02
Nota 20
Enio
01/05/2002 00:18:01
Nota 10. O conto é muito bom e ainda causou polemica. Parabéns Julia.
06/04/2002 18:32:35
o conto pode ser bom....mas dizer que é otimo tirar um pau cheio de merda e gostar disso, deve ser um retardado...
23/03/2002 17:38:16
Maravilhoso
Jeffersom O Gaúcho
19/03/2002 06:04:19
Muito Bom! Muito bem escrito, e é até possível q tenha sido verdade, pq foi muito bem descrito, muito bem detalhado. Gostei muito do conto. esse conto mostra a realidade de comer um cuzinho: Merda, dor da mulher, mereçe mesmo uma nota 10.dá gosto de ler! PARABÉNS!
Lili
11/03/2002 13:29:40
Nota Dez. Julia, eu adoro quando meu amante me arromba a bunda, me fazendo peidar bem frouxinho e me manda para casa com a calcinha toda melecada e meu marido nem desconfia.-
ESTUPRADOR
08/03/2002 04:29:05
ai galera....comer um cu é uma das coisas mais boa do mundo....mas quando a muié caga no pau da gente da uma tristeza desgramada viu......é foda.....quando vc tira o pau suko de bosta é terrivelcredo.....odeio essa parte.....parece que essas muié num tem controle no rabo nao...ta doido...né possivel.....tem outras que gostam de peida na vara da gente......isso acaba com a transa...é foda.....mas..resumindo, foi um conto bom......vo da nota 4
Fabricio
07/03/2002 14:27:53
Sem fantaziar muito e com um jeito de relatar que prende a atneção de todos...mereçe mesmo um 10
Wagner
02/03/2002 01:50:11
Ae, comer um cú é a coisa mais maravilhosa que se tem no mundoVc que ja comeu ja sabe do que eu estou falando, é uma delicia ..... Vc que nunca comeu, procure comer !!!!!!!!!!!
Wagner
02/03/2002 01:47:00
Vc naum ta afim de me dar tb naum
kodorov
01/03/2002 16:06:56
tovarisch, trosk von torff
Ann
26/02/2002 19:01:28
Parabéns Julia. Muito Bom.
Cy
26/02/2002 15:05:28
Miga meu parabéns, esse seu relato foi a coisa mais linda do mundo.Se é o melhor relato que já li por aqui...não fique com vergonha pois além de você ter tido prazer todos nós tamb´me tivemos junto com vc;;; 10
jo
26/02/2002 14:27:11
olha outro portugues aqui nesta pagina eu nao como é arrombar cuzinho mas nao me importava de esperimentar o desta mula
Suzy
26/02/2002 13:23:27
Gostei do conto. E esse é o primenro que eu leio que fala em cocô.
Phoda
26/02/2002 12:38:39
Gostei muito do conto. Só acho que tava indo tudo muito bem até aparecer o bosteiro todo. Acho que ela podia ter omitido esses fatos.
26/02/2002 09:25:29
é só falar de merda, que o povo vota como doido...
25/02/2002 22:24:16
desequilibrada é tua mãe
Enio
25/02/2002 21:04:31
Muito Bom. Nota 10. E essa pessoa desequilibrada que fica malhando que vota neste conto que vá dar o rabo também pra se acalmar um pouco. Quer dizer que tem quase 200 pessoas erradas só ele que está certa. Vai tomar no rabo o pentelho.
Portugal
25/02/2002 19:05:36
muito bem escrito,da pra entender que é verdade,kem ja arrombou cuzinho,sabe ke é assim!
25/02/2002 17:26:56
Como esse povo é atrasado mesmo, como gostam de uma mentira, é o conto mais votado do site e é uma mentira cabeluda, tem varios contos otimos nesse site, bem escritos e não tem nem dez votos e esse esta chegando quase a 200...eta povinho xexelendo..
MorenoRJ
24/02/2002 16:17:30
Fala Serio onibus cheio e ninguem percebeu, Deixa de KO mulher mentirosa do caralho, se disse que vc queira a contecenssse isso td be,m, mais dizer q é verdade é sacanagem, noita só pq me deixou de pau duro
Gavião
22/02/2002 17:24:20
Cabeludu pegô deiz ano de reclusâo, porque pipocô treiz na area dele, se doiz teco foi na cara, quantos presunto foi pu saco???
22/02/2002 16:50:23
Ótimo conto, descreve muito bem a realidade....dá gosto de ler!!!! PARABÉNS!!!
Luis
22/02/2002 13:13:38
Puxa vida, Julia. Você realmente fez uma loucura (se for verdade). Apenas o detalhe do ônibus estar superlotado e vocês transarem tanto assim. Nota 10 pela redação. Desde o início você foi diferente, até mesmo ao dizer que seu nome não interessa. Espero que seja feliz nessa nova fase da vida.
Marcos
21/02/2002 21:02:14
Julinha vem rebolar no meu pau também, garanto que encho seu cuzinho, boquinha e bucetinha de tanta porra!!!!!!! merece 10 !!!!!!!! valeu
Jeronymo
21/02/2002 20:34:58
Foi o melhor conto que já li,pode até não ser verdade mas ao menos relatou a realidade de quando comemos um cuzinho apertado,eu mesmo já comi e sei o quanto sai de merda no pau,merece mil não apenas dez.
Joe Tromundo
21/02/2002 14:43:28
Esse contos só tem notas boas? E muitas notas tb, né? Sabem a causa disso? É BOM PRÁ CARALHO!!!! 10.
Tocha
21/02/2002 11:00:25
Parabéns, seu conto é 10. Aproveitando, sabe onde tem um monte de fotos e contos??? http://xxxlinks.hpg.com.br trata-se de uma grande coleção de TGPs (Thumbnail Gallery Post). Caso você não saiba do que se trata, tá na hora de aprender. Se já sabe o que é, veio ao lugar certo.
kodorov
20/02/2002 16:36:08
tronsk nonk vosk, Peru Kosovo na Xexenia, Noskita 10!!! Bhoze moi tovo nyet dorff, com vodka, noska tocovov londorv bosk dosk losk bosk, stovo nozco> polka xotk Spopovik.
Doidão
19/02/2002 10:56:34
é mentira...mais da para da pra curtir ...
18/02/2002 21:36:33
cambada de otárionão é Juliaé Juliotá na cara que isso foi escrito por homem
Teu Cú é MEU!!!!!!!!
18/02/2002 02:53:37
Me masturbei sem parar, parabéns Julia X, vc merece 10!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Avassalador
18/02/2002 00:18:49
Os amigos internautas já disseram tudo. Vou apenas endossar os comentários. Bom demais !
Leitor
15/02/2002 20:55:13
Muito Bom!! Nota 10!! muito bem escrito, e é até possível q tenha sido verdade, pq foi muito bem descrito, muito bem detalhado... Julinha nota 10!!!
Leo
15/02/2002 16:16:07
É bom!
tupan
14/02/2002 19:17:51
para c/ isso.....tu continua a dar esse cuzão p/ o primeiro que aparecer. né não? tá dando uma de puta arrependida por que?
gugu
14/02/2002 17:37:06
É NOTA 1000 !!!
Chandon
14/02/2002 03:24:56
Maravilhoso,como um comentário mais a cima,esse conto mostra a realidade de comer um cuzinho:Merda,dor da mulher!!!!Pelo menos relatou a experiencia como ela realmente é!!!!!
Felipe
14/02/2002 00:40:57
Realmente, explendorosa!!!!!
Alex Fodão
13/02/2002 01:47:38
Very Good,1000
Taradinho
10/02/2002 03:37:45
Sem comentário, 10
Junior
10/02/2002 01:12:32
só mesmo mulher, para escrever algo bom assim, Julia te amo
Veio da Roça
08/02/2002 00:04:51
Onibus que vai lá pro Mato Quemado é desse jeito, lotado. Só num tem essa cachorrada toda.
Clemente
07/02/2002 17:08:36
E é muito bom....
Clemente
07/02/2002 13:35:09
Que é isso???? Conto erótico-escatológico????
LEONAM
07/02/2002 11:33:50
PUTAQUIPARIU!!!! Dez, dez, dez.....
Paulo
07/02/2002 09:06:28
Muito Bom !!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


quero ver a xoxotinha da minha irmã de Lurdinhaporno jaritaca pau grande traiconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretolevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenomachos da periferia marentos na punhetaanal maduras criadas viuvasUm Anjo Em Minha Vida 25.2(Final)- Casa Dos Contosvitinho meu sobrinho contos gayscombinamos chupando os peitos da mulher fazendo sexo ela gritar onlinepau alejado fodeno estourado abuseta hq pornode a gangue dos monstrosgozada de mule napica pornodi dicavalobucetamelecacontos eroticos gay dormindo com o tioencoxada no metro xvdprocurando várias fotos de cão fêmea vários animais fêmeas fazendo sexo anal e vaginal com homem da pomba grande e grossa no prato ele goza na vagina no ânus que a galera correwww.xvideos.bucetaovirgensimagens e videos de coroas tesudas metidas no sexo kente ate esporrar fora e mostrando a cona inchada com labios longoscontos gay baby doll rosaconto comendo cu na marra da santistacontos gay ajudando meu pai fechar a venda 2fotos+de++buceta+com++calcinhameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosfui pedir carona em uma kombi e fui estrupada e casada contos eroticohomem empurra na vara na jumenta até gozareu quero mulher tem pinto comendo viado que amanhece a tempinho comendo vi antes vídeo pornô vídeocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramgozando na entrada da bucetinha minúsculas de frango assado bem devagarcontos danada sem calcinhapau grande e grosso porno so com novinhas sendo cruelmente aregacadaMulher cagando na calsinhavideo pornocontos eu meu padrasto fodemos gostosofiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosconto erotico punheta raptoCarnavalnazoofiliagangbang silvio santos porno doidopadrasto ver a novinha nua e ficabatendo punhetabem quietinho cornitudeabriu bunda cu buceta dançarinas distraidaslesbica fode a outra com dildo entroduzido na buceta e sentada na cadeirasporno zoo contos em quadradinhos dupla penetracao insestocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetax vidio porno pegui a mulhe casada de saia na festa puchei a calsinha cominegro favelado em zda japonesinha que não aguenta e se mijacontoseroticos/mulherdopastorpatricia vizinha casada safada gemendovide de maisa perdendo avigidadivídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãoposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularsexocunetemulher baita gostosa retocando a maquiagem video pornômachos da periferia marentos na punhetaFotos d padrasto comendo imtiadossadina pelada motado a busetaContos erotico incesto video gratis de sec tio tira cacinho da sobrinha novinhapilates sacana com minha esposa contolevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenodando pro supervisor contoContosveridicos contados por novinhasmorena fofinhado rabao fudendo com dotadogretchen mua chopano 2007xvideos desleal branquinha dando pro negaofiquei sozinha em casa com meu padrasto não resiste aquele pauzão enorme xvideos.com mobileconto porno perdi a virgindade com meu pai estrupador dotado passando pomadaistorias mulheres estrupadas no cu virgem pau grande elas quase morreugosando dentro da buceta d egua d raçacontos autorizei minha esposa para fuder com outrosConto erotico estou louca pela picona do meu cunhadoconto comi a tia coroa peidorreiracontoserotecos minha mulher com bunda cheia de porrasequencia de heteros cacetudos gozandosòmente no cuzinho da esposaConto pau mendigo punhetarickcafajeste30.vídeo caseiro pornô mulher no macacão com passando a mão na buceta dela gordadei pro técnico pornoporno mulher malabarista da o cu no circotaradona nivinha loca pra dar oacuzin mas o pausudo nao esta dando conta de te comer num enta o caceteconto em casa neste frio minha boceta pede pica paimulherez de anjinho capetinha e de calcinha vermelhaporno doido travetis fundenoconto erotico sou travesti e vendi meu cuconfigurar permissões e Jadson aquele beijo que você me deupirralho pauzudo contos