Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Um tesão de titio (3ªparte)

Autor: Mychel
Categoria: Homossexual
Data: 23/08/2002 12:47:44
Nota 7.50
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

UM TESÃO DE TITIO

(terceira parte)

Titio me tratava com o carinho de sempre quando descíamos pra sua casa na praia e numa quinta feira ele me ligou e disse que era pra eu dar uma passadinha no escritório dele na hora do almoço e almoçar com ele e um amigo e que tinha que me pedir um favor.

Fui até lá e conheci um argentino de nome Tod. Um senhor de 50 anos que falava um médio português e me elogiou muito pelo meu papo e até pela beleza. Titio me pediu pra descer aquela noite pra casa da praia e preparar tudo que ele descria na sexta feira e quem sabe levaria o Tod com ele e me disse pra esperar prontinha pra ele e perguntou se eu havia entendido e eu perguntei se ele queria que eu esperasse como Mychel ou Mychelli. O segundo nome foi a resposta dele e eu perguntei sobre o Tod me ver daquele jeito e ele disse que tudo bem e que eu teria mais surpresas muito mais gostosas naquele final de semana.

Obedeci e peguei o ônibus e fui pra casa dele. Entrei e fui direto pro meu quarto e sobre a cama haviam dois pacotes e um bilhete: “PARA A SOBRINHA MAIS LINDINHA E GOSTOSA DO TITIO”. Abri os embrulhos e no primeiro havia um baby dool rosa cheio de plumas, com alcinhas de amarrar. Uma calcinha fio dental de lacinhos de amarrar nas laterais e um pompom de pluma na parte da frente que eu usei pra trás. Um tamanquinho de salto de seda com a mesma pluma no peito do pé e dois elásticos de pompom também da mesma cor. Um conjuntinho lindo. No outro pacote menor havia um biquíni prateado bem pequeno e um maiô inteiro preto com detalhes transparentes e bem cavado deixando a bunda praticamente de fora. Experimentei tudo e fiquei impressionado com a visão do titio, tudo que ele sempre me comprava, servia direitinho. Acho que pela experiência com as mulheres que ele tinha.

Acordei por volta das 9 da manhã com o telefone tocando. Era o titio dizendo que estava começando a descer a serra e era pra que esperasse por ele com aquela roupinha da primeira vez.

Perguntei se ele estava sozinho e ele disse que o Tod estava indo com ele. Um friozinho me percorreu a espinha, mas era de tesão. Tomei um banho demorado e me produzi pra eles: mini saia branca de preguinhas, fio dental rosa, blusinha rosa decotada apesar de não ter peitinhos, peguei os pompons e prendi os cabelos em duas Maria Xiquinhas como ele queria, sandália de salto alto e um perfume suave. Completei o visual com um par de brincos de pressão e um cordão dourado no pescoço e outro no tornozelo. Quando terminei de me produzir ouvi o barulho do portão automático se abrindo e fui receber os dois na beira da piscina. Caminhei lentamente em direção ao titio rebolando suavemente como uma pantera pronta pra papar as presas.

O Tod saiu do carro e não tirava os olhos do meu corpo nenhum minuto e o titio veio apressado até mim e me abraçou e me beijou a boca gostoso. Me perguntou se eu lembrava do Tod e eu fui até ele e estendi a mão dizendo que era um prazer revê-lo. Ele me puxou e me deu dois beijijnhos no rosto virando-se para o titio e dizendo que eu era uma gracinha de menina. Ele, todo orgulhoso agradeceu e foi até o porta malas e tirou as malas e levou pra dentro dizendo pro Tod ficar à vontade e que a casa era dele.

Sentaram se na sala e titio pediu pra que eu preparasse caipirinhas pra gente. “Claro titio”. Fui até o bar da sala e de propósito fiquei de costas pra eles enquanto preparava os drinks e eles pareciam conversar naturalmente sobre vários assuntos e nem tocaram no meu nome. Achei aquilo gostoso, não havia grandes surpresas e eles me tratavam como uma mulher entre eles. Amei isso, me senti poderosa e mais ainda: a gostosa do pedaço.

Coloquei os copos numa bandeja e levei pra eles. Primeiro servi o Tod e depois o titio e como um estava de frente nas poltronas, cada um teve uma visão da minha bundinha quando me abaixei pra servir, afinal estava de salto alto e eles estavam num nível bem mais baixo. Sentei numa cadeira e cruzei as pernas ao lado deles sempre ajeitando os cabelos e me comportando como uma menina comportada e sensual.

Puxaram vários assuntos e conversavam naturalmente comigo até que eu perguntei se eles não estavam com calor. Concordaram que estava muito quente e eu sugeri um banho de piscina pra refrescar. Toparam, claro e eu disse que ia me trocar indo até o titio e dando um beijinho tipo selinho na sua boca, quase deixei o Tod com um enfarte quando me abaixei. Levantei o corpo e olhei pro Tod que estava hipnotizado com minhas pernas. Quando saía, perguntei pro titio se ele preferia maiô ou biquíni e ele disse maiô. Demorei pra trocar de roupa de propósito esperando que eles chegassem primeiro na piscina e quando ouvi as vozes deles e barulho na água, fui até lá com o maiô que se estivesse numa mulher seria um escândalo.

Um tamanquinho com uma canga transparente completavam o visual da menina e quando me aproximei da piscina, o Tod estava de costas e meu titio deu um toque nele pra olhar o “avião” que chegava. Ele virou e eu perguntei se a água estava muito gelada e em coro disseram não. Fui até o trampolim e tirei a canga de costas pra eles. Subi e me posicionei pro salto quando titio pediu pra esperar um pouquinho e mandou eu dar mais uma voltinha pra ele admirar mais um pouquinho.

Obedeci virando lentamente e levantando os braços dei uma reboladinha que arrancou um assobio do Tod.

Mergulhei e fui até o titio subindo bem à sua frente e agradecendo pelo maiô. Ele disse que daria tudo pra sobrinha preferida dele.

Ficamos coladinhos, eu de costas pra ele, e sentindo o pauzão crescer na minha bundinha. Em certo momento comentei que o Tod era bastante peludo e titio perguntou se eu queria toca-lo pra sentir os pelos dele. Perguntei se podia mesmo e ele deixou e eu fui de encontro ao argentino que até era gostoso apesar dos cabelos brancos e da pequena barriguinha. Coloquei as mãos no seu peito e ombros e acariciei descendo a mão ata a altura do umbigo e quando fui subir, ele segurou minha mão e puxou pro cacete que já estava duro. Olhei pro titio que sorria aprovando o que imaginava estar acontecendo. Segurei o pau dele por cima da sunga e comentei com o titio que o pau dele estava duro. Titio falou que se eu quisesse podia brincar com ele e falou que ia acender a churrasqueira saindo da água me deixando com o argentino peludo na água.

Ele então começou a acariciar meu corpo e desceu a mão pela minha bundinha e soltou um gemido de tesão. Desamarrei a sunga dele e tirei deixando ele pelado dentro da água. Ele me puxou e me abraçou me dando um beijo no rosto dizendo que eu era realmente um tesãozinho como titio havia comentado com ele. Sorri e dei um selinho na boca dele agradecendo e ele segurou meu rosto e me deu um beijo de verdade na boca. Derreti né. Virei de costas pra ele que colocou o pau no meio da minha bundinha e ficou se esfregando e acabou gozando no meio das minhas pernas dentro da água. Chamei ele de taradinho e nadei pra sair da água.

Ele veio atrás e perguntou se poderia me comer e eu disse que ele tinha que pedir pro titio e ele falou que já tinha pedido e ele havia deixado, mas eu fui cruel e disse que queria ouvir ele pedindo na minha frente. Tudo bem, colocou a sunga e saiu da água indo pra churrasqueira onde estava o titio. Perguntou se podia pra ele e ele disse que se eu quisesse podia dar pra ele. Eu perguntei se podia ser ali perto na cadeira da piscina pra ele assistir e ele disse que sim.

Fui até lá tirando o maiô e chamando assim: “então vem tio Tod” e fazendo biquinho. Não precisou chamar duas vezes. Ele veio tirando a sunga e quando chegou na cadeira, eu estava sentadinha e peladinha. Ele parou na minha frente e eu comecei a chupar o pau dele que era menor que o do titio, mas era gostoso também. Mamei até ele ficar bem duro de novo e pedi pro titio pegar uma camisinha e o KY pra mim. Dois minutos depois eu colocava a camisinha nele e enchia de KY o pau e entregando o tubo pra ele pedi pra que passasse no meu cuzinho e me posicionei de 4 na cadeira. Ele enfiou um dedo com o creme e lubrificou fazendo um vai e vem gostoso até que eu pedi: “Mete na sobrinha agora mete”. Ele se posicionou atrás de mim e enfiou de uma vez arrancando um “uiiii”. Ele perguntou se doeu e eu disse que era só tesão. Titio veio pra pertinho e parou na minha frente e eu vi o pau duro dele. Não resisti e pedi pra chupar o dele.

Não deu outra. Um no cuzinho e outro na boca. Titio gozou rapidinho e o Tod continuou lá trás. Pedi pra ele deitar na cadeira e sentei no pau dele e comecei a fazer na posição que mais gosto, rebolando, subindo e descendo até que ele gozou e quando senti o calorzinho da porra dele, gozei na sua barriga também. Essa foi só a primeira do final de semana com o Tod. Ele ainda me comeu umas 6 vezes, fora as comidas do titio, mas depois conto o resto do final de semana com os dois titios. (continua também).

Comentários

Lx
14/12/2008 21:23:03
Delícia de sobrinha!
09/03/2007 09:54:19
se eu tivesse uma sobrinha como vc nao iria passar fome, se é q me entende!
clovis
23/08/2002 15:27:13
Queria ter uma sobrinha assim como você

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mae punhetando filho quietinho no sofamentendo o pepino na buceta e no meu rabao contosSogra Contos Eroticosfilha minha femea contoVidio policial afuder na permaneciamorena arregalou os olhos dando cu e gozandoContos eróticos cumendo minha mãe e irmãeternos apaixonados cap 7 conto gayestava batendo punheta e os dois viu passei a rola neles porno gayvideos de sexo, lambeçao de barrigabaixa xvideo coroa venhia nao gueto pica dcambaxirra vaca brabaezibi vizinhas goistozacontos meu sogroela cagou no meu pau conto eroticofacebok de rio das pedras jpa rjlesbica estuprada pelos cachorros do vizinho conto eroticoQuero assistir filme pornô brasileiro das Panteras pai vendo a filha tomando banho no banheiro e fica olhando ela nua de espinhasconto erotico chantageando filha prostitutaveterina fode cachorraocontosDou o cu para o traficante contos gaymeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosa empregada sai do banheiro nua para encabular ou encabular o dono da casazoofilia homem fode potra recém nascidaxsvideo relatos com fotos e filmes tio taradao de 30cm de rola arrombando subrinha safadacontos tomei coragem e dei pro meu filho pauzudoxxvido apontei sevageo vizinho safado do 205 conto gayconto erotico de incesto estorei as praga do cuzinho da minha maeincesto/imaginaçoes com a maeporno com homem com baita tigãoConto Meu Pequeno ,Meu Amor 1Temp. completa casadoscontoslais minha enteada da xoxota apertadinha contosconto erotico gay vaquejada capconto minha hisoria dupla penetacao com janete e betoRuıva fudendoconto erótico muitos orgasmos com lsdcontos eroticos estuprada pelo garivirgens+perdendo+o+cabacao+da+buceta+e+do+cu++virgenscontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefantesexo com mulheres q penden para de da o cu pois ta doendoamo meu corninhocarolzinha santos com muito putaria trepanoencanador negrao come mae e filha enquanto concerta o cano da casaEncoxada no transporte público contos eróticonegao bagaca branquinho xxvideosconto de padrasto socando a punhetaconto comi a coroaconto eróticos comendoa mulher doamigo a forçavideos de pornodoido levou anovinha pr fode demadrugadaxvidio mulher com dedo na buceta chamando jairohomem nu vi fugindo de cachorro dentro de um quartos com uma mulher so com a vaginas do cu de fora aí eles fazem sexoxortinhodedormircontos eroticos d maridos q levam homen pirocudo pra comer sua mulher em ksabucetao contosporno gay com vendedor de porte e portaMiguel e Vinicius:Entre o céu e o infernoabaixar pornô mãezinha e Fininhocontos eroticos gaysogroencoxando sem querer na minha enteada nas ferias vídeos pornô flagravideo de sexo afrosa com netadamulher caga incontrolavelmente no sexocunhada safada e a mulher alisando o cunhado caralhudo ,contos e relatos eroticosporno tia se destraiu e sobrinha ninfeta chupou o seu maridoxvideos gay cu rasgadaiquero ver todos os filme que As Mulheres Ricas pegando a xoxota na cara dos homens com a imagem bem grande e g****** na boca descendo embaixo na boca delecontos eroticos feminizaçao do garotinho maeconto erotico meu/marido transou comigo e meu sobrinhovideo sexo mulherzinha nova traindo seu marido com cunhado mulekãongatadas anais zofilia contosmae e filho trazando ele goza detro delasPapai e titio comeram minha bundinha contos eróticosContos eróticos de incesto entre familias aonde todos mamam e foden em todas as posiçoes possiveis e de todo o jeito em orgias