Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

João Jumento

Autor: Kaiser 66
Categoria: Heterossexual
Data: 21/05/2004 09:33:13
Nota 9.19
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (18) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Voyeurismo é coisa de quem gosta de ver outros fazendo sexo e se contenta com isto. Não é o meu caso pois as vezes que fiquei olhando e só me masturbando foram sempre por acaso.

Vou narrar uma destas vezes pois ficou na lembrança até hoje.

D. Elza era uma professora aposentada, tinha uns cinqüenta anos, solteirona, feiosa, morena, cabelo meio armado, mais para gorda, com uns peitões grandes e bundinha tipo marimbondo. Tinha um andar meio balançado, esquisito, com as pernas abertas como se tivesse acabado de levar uma vara no rabo. Enfim, um bucho, mas bem rica.

Morava perto de minha casa, numa casa muito grande, com um jardim bem cuidado. E quem cuidava do jardim era um cara de idade indefinida, baixo e forte, meio debilóide, o Seu João. Ele era fanhoso, falava tudo truncado, isto quando falava. Mas era um sujeito manso, tinha sido recolhido da rua onde era pedinte pelo pai da D. Elza, ainda molecote e foi ficando por lá. Arrumaram um quartinho no quintal para ele e se tornara um “faz tudo” na casa e quando os velhos morreram ficou como “herança” para D. Elza. Tinha uma coisa porém que tirava o Seu João do sério. Era quando a molecada passava da escola e mexia com ele. Os meninos passavam e logo um gaiato encostava o cotovelo na altura da virilha, sacudia o braço para frente e gritava: “Aí João Jumento”. Então ele virava bicho. Partia para cima dos moleques com o que tivesse na mão. Pedra, pau, ferramenta, qualquer coisa. No mais João era um cara pacato e obediente.

D. Elza comprava sempre no nosso supermercado e eu mandava entregar na casa dela.

Uma tarde o entregador esqueceu uma mercadoria e eu, como passava todos os dias na hora que fechava o comércio pela casa dela, resolvi levar. Cheguei na casa bati, ninguém atendeu. Dei a volta para ir na porta da cozinha e vi que havia alguém na casinha do Seu João. Fui chegando, a porta estava entreaberta e aí eu vi D. Elza só de calcinha e sutiã de pé na frente dele. Ele estava vestido ainda e apalpando as tetas dela. Ela tirou o sutiã, os seios enormes penduraram um pouco e ela pegou um e colocou na boca dele que começou a chupar o bico escuro da teta. Fiquei assustado mas resolvi ver o que daria aquilo. Aí ela puxou a calça dele para baixo e ajoelhou-se na frente dele pegando o maior cacete que já vi na vida, devia ter uns 30 cm e uns 8 cm de grossura. A cabeça era uma bola grande e vermelha, bem destacada do resto. Compreendi ali o motivo da molecada chamar ele de João Jumento. Parecia mesmo a pica de um jegue. Dura, ficava meio encurvada para cima, e o peso fazia ela ficar pendurada . D. Elza pegou aquilo com as duas mãos e levou na boca. Pensei na hora que não ia caber, mas ela conseguiu abocanhar a cabeça e chupar um pouco. Mas o que ela queria era mais. Tirou a calcinha deixando ver uma buceta super peluda, deitou-se na cama com as pernas bem abertas e puxou o João pelo pau, colocando a cabeça na sua racha que foi se abrindo toda. Ele foi enfiando aquela tora nela que agüentou tudo com uns gemidos baixos. Ela ainda segurou a base do pau dele não deixando entrar tudo pois tenho certeza que não tinha como caber todo dentro dela. João ficou trepando nela um tempo metendo e tirando, soltando uns grunhidos esquisitos enquanto fodia. Ela gemeu forte e gozou, estremecendo toda e pedindo para ele parar. Ele saiu de cima dela com o cacete duríssimo ainda, resmungou alguma coisa, deu um empurrão nela, a virou de bruços na cama e foi em cima de novo. Ela gritou, falou que não mas ele a colocou de joelhos, com a cabeça entre as mãos e a bunda erguida, cuspiu na mão e passou no pau, encostou aquela coisa no cu dela e forçou para frente. D. Elza já devia estar acostumada pois só deu um gemido forte e ficou quieta enquanto ele foi metendo os 30 cm dentro dela. Achei que não dava mas foi tudo mesmo. João meteu nela, num vai-vem rápido, parecia um cachorro fodendo uma cadela. De repente ele estocou forte, ela gritou, desabou deitada e quase caiu da cama, ele deu mais umas duas estocadas pra valer e parou quieto deitado em cima dela com o pau engatado no cu arrombado dela. Ficaram assim um tempo, e ele, sem ter tirado de dentro, começou a meter de novo. Levou mais tempo mas gozou outra vez dentro. Aí ele só girou o corpo saindo de cima dela. O pau, já mole, foi saindo do buraco que ficou aberto, parecia um túnel inundado de porra escorrendo na cama. O cacete do João parecia uma cobra, mesmo mole tinha quase 30 cm, ele ficou de pé e aquilo ia até no joelho, dependurado, todo melado, balançando. D. Elza se levantou, limpou-se um pouco com um pano, vestiu as roupas e aí me mandei. Eu tinha batido duas punhetas olhando a cena toda, esporrando no chão mesmo. Saí dali, esperei quase uma hora e toquei a campainha da casa. D. Elza veio me atender de roupão de banho, cheirando sabonete, agradeceu, pegou a compra e eu saí. Notei que ela andava com certa dificuldade, mas agora eu bem sabia o porque.

Passei uns dias sempre lembrando do que tinha visto e sempre ficava com o pau duríssimo. Se bem que ela fosse feia, coroa, eu estava a fim de alguma coisa.

Uma semana depois, eu mesmo fui entregar as compras e na cozinha da casa dela contei o que tinha visto. D. Elza se apavorou, ficou toda envergonhada, pediu pelo amor de Deus que eu não contasse para ninguém, faria o que eu quisesse. Ela estava assentada numa cadeira toda chorosa, e eu tirei meu pau para fora e coloquei na sua boca. Ela me olhou e foi chupando. Tirei a blusa dela e o sutiã, coloquei meu pau no meio das tetas dela e fodi ali. No hora de gozar, coloquei de novo na boca dela e a fiz engolir tudinho. Neste dia foi só. Fui chupado por D. Elza muitas vezes.

Em algumas destas vezes meti na sua buceta e no seu cu, mas era largo demais, não deu muito gosto. Ela me contou que tinha começado a foder com o João ainda no tempo em que o pai era vivo, mas que quem a descabaçou e comeu seu cu pela primeira vez foi o próprio pai quando ficou viúvo. D. Elza ainda fode com o João Jumento.

Eu parei pois estava a fim de coisa mais nova.

Comentários

06/12/2011 20:55:30
futfitfu
15/03/2010 21:42:23
Do jeito que a coisa vai, logo irá aparecer alguem com um metro e meio de páu por vinte de grossura, e alguem aguentando tudo aquilo no cu! Ei pessoal, não vamos exgerar tanto! rsrsrs
13/02/2010 09:15:01
Ótimo e engraçado!
12/03/2009 12:35:42
Muito bom mesmo.
19/12/2008 12:06:41
rapaz,,pois o senhor joao jumento perto de meu irmao,, nao passa de um bebe com fraudas,,estar de parabens o conto,,nota 10
10/12/2008 19:52:21
QUE NOJO, ATÉ PARECE QUE O JOÃO TEM UM PAU DESSE TAMANHO
21/11/2008 16:23:41
Gostei.......ainda mais dos 30cms, qria um desse p mim...kkkk
21/11/2008 13:50:29
adorei o conto
15/09/2008 15:49:11
Gostei muito do conto nota 10
10/09/2008 13:59:30
É meio difícil de acreditar. Mas como já vi tanta coisa. Não acredito mas também não duvido.
04/09/2008 11:58:03
gostei...kkk
01/09/2008 13:57:35
Ôh pessoal, não implica não... mulher feia também goza!!!
25/07/2008 22:08:48
Persitilo não, peristilo...
25/07/2008 22:08:06
Persitilo foi justo... É muito bem humorado e merece um 10 sim!!!
14/06/2008 20:02:15
Ah! Adorei este!Engraçado e excitante pra quem gosta de uma esculhambação bem contada.
kct
25/10/2005 01:56:46
Assim é foda, daqui a pouco ninguém vai enviar mais contos, tudo que escrevem aqui dizem que é mentira, o q tem esse conto demais.
Escondida...
10/02/2005 01:36:43
Isso é porque a mulher era feia e escrota...
Anônimo
05/01/2005 17:25:50
É uma clara obra de ficção, mas é divertido pra cacete!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


vídeo porno da tia gostosa dando pra sobrinha saida agua do olhocontos eróticos chantagiei minha comadre e gozei na boca delaXVídeos n****** com dente black power cabelo black power metendopesquisar por mega dotado [email protected]jumento racudo comendo xota da mulher zoofiliavelho pauzudo machuca a casada a forcaO vizinho safado do 205nefinhas gostosas fodendo muitoxvideos zoofilia cavalo e cachorro virado em ticoloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualporno tirando roupa itrando na picacontos eroticos dei a bundinha por balassexo na madrugada prudentinacriola da buceta inchado lwva gozada dentro que eacorrevídeo pornô ginecologista idoso não resiste a bucetinha apertadinha da paciente e a estrupa forçapriminha de shortinho roxo deitada na camafilme de zoofilia sofia nozo eterradoconto esposa do pastor tranzou com molekcontos eroticos de evangelicas metendogosto muito de praticar zoofiliameninas tirando a Virgindade aeh doicontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadeSUPERDOTADO ARROMBANDO FALSA MAGRA NEGRA DO BUNDAO DORMIDO DE SHORTINHOgozando dentro elas brigamvídeos caseiro noiada no anal dói não dovideos de gosdosa tirado fio dendal de 22anosninfomaníaca viciada em zoofiliaFelipe e Guilherme- Amor em londresmelando buceta com salivavideos provocado meu cunhado do pau grande setei em cimaZoofilia caes encangados em mulherespsicologia enfrento hiv minha filha e guei ajudacontos+corno mulherzinhairma com tesão no quarto do irmão1minuto xvideoscontos eróticos os melhores eu e minha esposa recebemos uma visita de um casal de idadecontos eroticos so no cuzinho da gordinhaXVídeos novinhas Idelmar negão arrombando tudocontos erotico meu sogro mi arobou cm seu pau d elefanteenfiou o nariz no cu da pưta com a buceta gozadairma ve a outra de caucinha e ker chupar elavelhocasadacornopor favor senhor eu nunca fiz sexo anal pornocontos paimete so no cuZinho da filha de quatro anos a menina gritou muito de dorcontos eróticos o tio com minha namoradamelhores vídeos de GTA da pegando padrasto pelado debaixo do chuveirocomo amasiar um bum-bum super sexopornô mãe usina puheta mãofotos de mulher com pinto e buceta crudandosConto erotico 25cm grosso na colega de escola a forcacontos eroticos peguei meu marido dando pro caseiro. negao adotei elesexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinacontos de sexo crossdressingsó mulher pelada a chegada com a b******* bem grandona daquelas BH b******* grande pinguelo grande cheio de galacoroas peladas com o corpo melado de margarinacontos eróticos uma vida incestuosa como tudo começou pt 3videos porno de crente lombuda com vestido trasnparentepornô doido corno Deixou o cara comer sua esposa e seu cuzinho na sequênciadvd porno vizinho come cu vizinha a forcavideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutaai como doi pucona pornosocando na enteada gravida de jundiaiContos negao arrombou minha esposa na minha frentemulheres bostas scatpelego pauzudo nuMassagem acaba em fio terra ea mulher flaganegão socando a rola no c* da neguinha fazendo ela arregala o olhocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramolhando a vizinha gostosa de shortinho depois pula o muro e mete a piroca na vizinhae possível ter.orgasmo quando estiver engatado com cachorrovizinha lactante contosContos eroticos de travesti pauzudo estuprando meninosContos eroticos socaram a rola na buceta da minha esposa e a engravidaraomassage ando a cunhada contoConto minha vizinha me falou que o marido não endurece maiscontos eroticos comi minha irmazinha tati.com