Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Levando Rola no Cu em Alto Mar

Autor: flaviamel
Categoria: Heterossexual
Data: 04/11/2004 19:18:14
Nota 6.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Tínhamos ido longe demais e agora não dava para voltarmos, cada experiência vivida nos mostrava um lado do prazer jamais visto, nossos impulsos estavam cada vez mais aguçados, quando mais eu dava para outros homens, mais eu tinha vontade de dar, quanto mais ele sabia que eu dava mais queria que eu desse, o mais longe que íamos era mais perto que nossas expectativas a única coisa que privávamos era de nos expor para vizinhos e amigos, mas quando estávamos a nos aventurar queríamos ir sempre além, percebia nos olhos de Léo que ele me desejava cada vez mais, quando fazíamos amor com meu rosto cheio de porra de outros homens ele me amava mais, me beijar toda gozada e sentir o cheiro de outros homens em meu corpo era como um elixir para ele, e assim naquela sexta feira cheguei bem cedo do trabalho, tomei um banho bem gostoso e coloquei uma calcinha de renda, passei uns cremes pelo corpo e me sentei na varanda dos fundos a espera do meu marido alucinado e mais novo corno do mundo, Léo chegou por volta de quatro da tarde, encostou na mureta e ficou me olhando, não dizia nada somente me olhava, ele sempre ficava assim quando estava se sentindo culpado ou arrependido de alguma coisa, isso era comum entre nós mas sempre tínhamos esses sentimentos em separado e ai um não deixava o outro se sentir dessa forma para logo se entregar novamente e principalmente naquele fim de semana que eu levaria muita rola, ele ainda não sabia mas eu me preparava para contar, me levantei com meus seios cheios e tesos fui em sua direção, ele me puxou para si e me beijou ardentemente, passando a mão pelo meu corpo, enfiou por dentro da calcinha e alisava minha bunda, me cheirava e se inebriava com meu corpo ali ao seu alcance, fitei seus olhos e disse que precisávamos conversar, ele já ficou ressabiado e perguntou qual era putaria nova então puxei ele para o nosso pequeno sofá e sentei em seu colo, tirei a calcinha para inebriá-lo com meu sexo e ele enfiou um grosso dedo em minha buceta, gemi gostoso e manhosa em seus ouvidos e disse que tinha recebida um convite especial para aquele final de semana, ele mordeu meus seios e perguntou qual era o convite então respondi que tinha sido convidada para um passeio de barco onde seria comida por vários homens, ele se assustou e perguntou quem fez o convite, respondi que fora o rapaz da academia, Léo ainda não conhecia Ivan pessoalmente, notei que ele ficou tenso mas ao mesmo tempo excitado, abri sua camisa e mordi seus mamilos ele parecia um pouco distante e voltou a ficar preocupado como instantes atrás, acalmei-o dizendo que seria um passeio com alguns alunos do Ivan e que iríamos apenas nos divertir e que voltaríamos no mesmo dia, ele demonstrou um pouco de ciúme e disse que queria conhecer o Ivan pessoalmente e que poderíamos nos divertir juntos, pois ele estava com saudades de me ver com outro homem em nossa cama, disse a ele que Ivan já tinha acenado com esta possibilidade porém queria viver algumas experiências sem a presença dele para não cairmos na rotina logo como já estava acontecendo com o Marcos, ele ficou reflexivo mas não protestou e perguntou quando seria, disse que seria no domingo e que ele poderia me levar até a marina, terminei de tirar sua roupa e fizemos amor ali na varanda como sempre fazíamos, sua pica estava deliciosa e ele um pouco cansado, naquela noite e no sábado nos limitamos a transas convencionais, uma vez que estávamos sem companhia, no sábado como sempre fomos a praia onde pude me bronzear para o desejado passeio do domingo, peguei uma cor linda e fiquei ainda mais gostosa com marquinhas de biquíni, voltamos pra casa e depois jantamos fora para comemorarmos aquele momento especial que estávamos vivendo, desde que tudo isso começou minha libido havia aumentado e muito, eu não conseguia ficar na presença do meu marido sem estar agarrada em sua rola, tinha me pervertido demais e precisava estar em constante esfregação com ele, voltamos pra casa e fizemos amor até de madrugada, seis horas da manha estava de pé, escolhi uma saia rodada muito gostosa com uma abertura lateral e coloquei uma calcinha rendada tipo shortinho que sempre enlouquece os homens, não dá para ser afastada e levar rola, mas todos os homens ficam excitados com o contorno que dava da minha bunda gostosa, um pequeno top e uma blusinha, minhas coxas grossas e queimadas de sol estavam à mostra, Léo ainda me passou um creme gostoso e refrescante pois tinha de me apresentar bem gostosa para meus novos amigos, ainda em casa como na primeira vez que saímos com Marcos e Márcia Léo se mostrava um pouco arrependido, mas não dava para desistir, no fundo o que ele queria era participar de tudo estar presente, fiquei de falar com o Ivan para facilitarmos a vida dele, que como um corno obediente aceitou ficar me esperando pelo domingo inteiro, saímos e fomos em direção ao local combinado com Ivan, lá chegando Ivan nos esperava sozinho, descemos do carro e Ivan me cumprimentou com um beijo singelo na boca e depois cumprimentou Léo com um forte aperto de mão, para em seguida dizer: Não fique preocupado ela esta em boa companhia, vamos nos divertir um pouco e entrego ela em casa para você do jeito que você gosta, Léo sorriu resignado e naquele momento percebi que se sentia um pouquinho humilhado mas segurou a onda, e Ivan continuou: Não se preocupe estamos em cinco e vamos fazer um serviço completo você vai poder diferenciar pelo gosto de cada um depois! E soltou uma risada provocante, ajeitei a camisa dele e disse que podíamos ir e ainda disse que da próxima vez Léo poderia ir junto conosco, Ivan olhou-me e perguntou se desejava cancelar, mostrando um pouco de rudez perto do meu marido, respondi que não e ele completou: Então esta bem! O corno fica e lambe nossa porra depois! Saímos e ainda olhei pra trás para ver Léo resignado encostado num canto da marina, subimos no barco e tinha apenas outro rapaz moreno de mais ou menos uns 28 anos só de sunga e uma camisa aberta mostrando um corpo muito bem cuidado, me cumprimentou de forma simples e eu e Ivan fomos para a proa do barco e ficamos olhando a paisagem, meus olhos encontraram meu marido à distancia, no mesmo lugar onde o deixamos, Ivan percebendo a situação, disse que tudo aquilo era parte do jogo, que se fossemos melancólicos teríamos o risco da desistência, que ele não estava chateado, e sim excitado de ver a mulher da vida dele entrar num barco para ser fortemente arregaçada por outros homens, ele certamente ia se acabar na punheta durante o dia imaginando como estamos nos divertindo, acenei para Léo e ele acenou de volta, o barco ia se perdendo em distancia e ele não arredava pé do local, parecia que me esperaria ali o dia inteiro, disse ao Ivan que da próxima vez queria a presença dele, Ivan sorriu e disse que os meninos que participariam daquele brincadeira eram fissurados em sexo, poderia trocar telefones e marcar sessões de sexo prive com a presença do meu marido, ele porem continuaria a me comer longe de Léo para aumentar ao Maximo nossa relação, pois na verdade estava alucinado com a possibilidade de viver muitas situações de sexo comigo, falando isso me abraçou e me acariciou, suas mãos já entraram pela abertura da minha saia e ele disse que poderia ficar a vontade no barco, não conseguia mais enxergar o Léo e o desejo já explodia em meu corpo, ele abriu minha blusa e levantou o top chupando meus seios em seguida, parou por um instante e disse que ali eram cinco homens com ele, todos iriam se revezar num sexo selvagem comigo, eles estavam aflitos e ansiosos para me conhecer o fato de ser casada aumentava o tesão deles e que preparasse o cu pois eles queria me dilacerar, meu tesão me deixou alucinada, me puxando pelo braço entramos no barco e sentados numa pequena cama dentro da cabine três jovens de sunga, Rodrigo de 23 anos fazia um estilo bad boy cabelo bem curto e um tórax definido, uma tatuagem de dragão no braço que fazia questão de mostrar o tamanho do músculo, barriga tanquinho e um volume considerável dentro da sunga, Marcel era loirinho, que delicia de macho 24 anos corpo liso, não tinha um pelo sequer pelo corpo, uma boca carnuda deliciosa, olhos verdes cristalinos parecia um deus grego, coxas grossas e uma suga apertada mostrando um volume deslumbrante e Tiago um moreno claro de 27 anos com pelos espalhados pelo corpo de forma igual, coxas grossas e igualmente peludas, este com um tórax mais definido que os outros, seus mamilos eram saltados, do jeito que gosto e o outro estava na direção do barco e que já havia me cumprimentado, era Ronaldo tinha 28 anos e era também moreno seu tórax sem pelos pelo que pude ver e comprovar depois, todos muito afoitos, mas o loirinho Marcel era o mais ousado, logo depois de cumprimentar todos ele me puxou para seus braços de forma que sentei em seu colo sentindo a maciez da sua rola já em estado de alerta, me beijou na boca e perguntou se estava disposta a realizar a fantasia da turma toda, Rodrigo veio em minha direção e me deu um beijo na boca dizendo que Ivan havia falado maravilhas de minha performance, Tiago abriu minha blusa e tirou-a ansioso Rodrigo se encarregou de tirar meu top agora ele acariciavam minhas tetas e Tiago já mamava como um bezerrinho, Marcel se levantou e abaixou a sunga mostrando uma rola enorme, a natureza havia sido generosa com ele, mais ou menos 22cm e grossa, fiquei encantada com o loirinho que tinha uma pele de bebê tanto era lisinho e gostoso, enchi a mão acariciando sua vara e Ivan assistia no fundo a cena, Rodrigo com jeito foi tirando minha saia enquanto Tiago me beijava a boca com sofreguidão, pediram para dar uma voltinha só de calcinha e ele me davam pequenos tapas na bunda Ivan ria e não se agüentava e perguntava o que tinham achado, todos respondiam que era uma delicia, melhor que eles esperavam, Marcel foi o primeiro a ser contemplado, já pelado sentou numa banqueta e me ajoelhei em sua frente para delírio dos presentes, abocanhei sua vara branquinha, a cabeça extremamente vermelha e a cabeça da rola parecia um cogumelo, fiz questão de chupar o pau daquele garoto olhando seus olhos verdes esmeralda, ele fazia caras e bocas com minha lingua deslizando em sua vara, era muito gostoso sentir seu prazer, da cabeça da rola saia um liquido lubrificante misturado com porra, delicioso, eu engolia o que podia da vara, e lambia o saco, ele se contorcia de prazer, Rodrigo puxou minha calcinha e jogou num canto, se deitou em baixo de mim e passou a lamber minha buceta encharcada, agora a festa havia começado de fato, lambia o saco de Marcel, seu corpo liso era uma delicia, ele levantou as pernas para que eu pudesse lamber seu saco inteiro, Tiago veio e ele pediu que ajudasse segurar sua perna para que eu lambesse ele inteiro, Tiago fez sem reclamar pois tinha minhas tetas ao alcance, então lambi entre o saco e o cu de Marcel, percebi que ele estava arrepiado e segui com a lingua em direção ao cu do garoto, uma aureola vermelha, ele era muito gostoso, sua pele branquinha, quando toquei a lingua no cu dele ele gemeu alto e forte, fiquei lambando o saco e o cu dele, que alisava a rola e Tiago segurando suas pernas e apertando minhas tetas, eu gemia sem nenhum pudor pois a lingua de Rodrigo era gostosa de mais, ele abriu minha bunda e também foi em direção ao meu cu, assim que tocou mostrei a eles que adorava lingua e principalmente rola no rabo, gemi com tesão, minha lingua gelada de tesão permanecia no cu de Marcel que gemia feito louco, cheguei até achar que aquele garoto dava a bunda tanto tesão sentia no rabo, mas sua pica cada vez mais grossa e dura, voltei a mamar seu cacete e ele desceu da banqueta, e saiu para fora, jogaram um colchonete na proa do barco, saímos todos ao ar livre e estávamos no meio do mar, não se via nada próximo, nenhuma embarcação, ali eram cinco machos no cio e uma fêmea louca para levar rola, Ronaldo cuidava da direção agora só de camisa, para meu deleite mais uma bunda à mostra, Marcel ficou de quatro e pediu que chupasse seu cu de novo, o rapaz gostava da coisa e eu adorei aquilo era um cuzinho delicioso, separei suas nádegas e lambia seu cuzinho acariciando sua rola, que de vez em quando puxava pra traz e chupava gostoso a cabeça levando ele ao delírio, não preciso dizer que naquela posição tinha duas línguas serpenteando meu cu e minha buceta me deixando ainda mais louca de desejo, dedos dos meninos entravam em saiam de minhas entranhas, até que Marcel soltou um gemido mais alto e se virou, levantou e foi atrás de mim, pincelou em minha xana, me abri todinha, fazendo cara de puta, Rodrigo sentou em minha frente e engoli seu cacete, enquanto Marcel entrava em minha buceta encharcada, eles me arrepiaram tanto que quando a vara de Marcel entrou em minha buceta gozei instantaneamente, uma delicia, o loirinho era muito puto e gostoso, as lambidas no cu deixaram ele alucinado, segurava minhas ancas e metia com força me possuindo inteirinha, sua pica ia até o talo dentro da minha xana, ele alisava meu cuzinho me deixando ainda mais maluca e eu lambia a chapeleta da pica de Rodrigo, Tiago saiu e voltou em seguida com um par de algemas e disse: Ai galera vamos algemar nossa amiguinha para garantirmos que ela vai fazer tudo que a gente mandar, gelei com aquilo, mas a experiência que tive de fazer sexo algemada havia sido tão gostosa que não criei problemas, Tiago puxou minhas mãos para traz e me algemou, agora tinha o pinto entrando em minha buceta e meu rosto amparado pelas mãos de Rodrigo que metia em minha boca, Marcel aumentou o ritmo das estocadas e começou a dar sinais de que iria gozar: toma rola putinha safada, sua gostosa que buceta maravilhosa, toma rola cadela safada! Que delicia aquelas estocadas, o garoto lisinho não se continha e gozou forte, sem tirar de dentro, sua porra certamente foi esguichada em meu útero, agora valia o anticoncepcional que estava tomando, Ivan havia me certificado com exames recentes dos garotos e nossa principal fantasia de sentir a porra dos machos estava garantida, Marcel gozou e tirou o pinto de dentro de mim, abria minha bundinha e eles se divertiam vendo sua porra escorrer pelas minhas coxas, Tiago sem fazer alvoroço tomou posse da minha buceta, sua rola era um pouco menor que a de Marcel, porém bem grossa, e ele se mostrava um pouco mais experiente, meteu gostoso de forma cadenciada, sempre me falando bobagens ao ouvido: Abre gostoso putinha safada, goza na minha vara, pensa no corno batendo punheta e goza pra mim cadelinha safadinha, isso abre a bucetinha vaquinha gostosa! Gente eu não consegui me conter, apertei o pau de Tiago na buceta, gozando em espasmos, que delicia, ele metia com força e já excitado me encheu de porra, ficou brincando na entradinha metendo e tirando até que viram de novo porra saindo de dentro da minha xaninha, Ivan foi tomar conta do barco e Ronaldo tirou a camisa, mostrando um corpo bem definido de homem, seus 28 anos eram também de muita experiência, uma pica de 20cm grossa iria me machucar mais tarde, mas agora era para chupar aquele macho, na buceta a rola de Rodrigo o mais jovem de todos se esbaldava com estocadas fortes, mas ele estava muito excitado e afoito, não agüentou muitas estocadas e gozou dentro da minha buceta, fez um escândalo enquanto despejava seu melado, eu havia lambido a rola de Ronaldo muito pouco mas o suficiente para deixá-lo em ponto de bala e ai sim, ele entrou dentro de mim com maestria e percebi que gozaria gostoso em sua vara, metidas fortes e cadenciadas, o meu loirinho gostoso havia voltado, soltou minhas algemas e se sentou na minha frente e eu passei a mamá-lo bem gostoso, ele acariciava meu rosto e Ronaldo metia com força, me dava tapas estalados na bunda que me tiravam do sério: Ô Ivan onde você descolou essa vagabunda gostosa, que buceta maravilhosa cara! Ivan só fazia cara de satisfação e eu atingia o primeiro orgasmo naquela vara grossa e gostosa, gozei esfregando a rola loira na cara, Marcel ficava alucinado, pediu que lambesse seu cuzinho de novo para deixá-lo em ponto de bala pois na seqüência iria foder meu cuzinho, ouvi aquilo e apertei o pinto de Ronaldo pela segunda vez na buceta! Ela goza gostoso e fácil na minha rola, olha só que putinha sem vergonha, toma pinto cadela, goza gostosa safada! Em espasmo e sentindo muito prazer eu era devorada por aqueles machos, Marcel fazendo uma acrobacia colocava o cu ao meu alcance, lambi gostoso aquela bunda branca e aquele cu vermelhinho, deixando o rapaz gemendo de tesão, Ronaldo resignado metia em minha buceta como gente grande, logo perguntou se queria porra, disse que sim, ele tirou rapidamente da minha buceta e despejou uma cascata de porra branca e densa em meu rosto, todos fizeram uma festa e suas varas ficaram todas em ponto de bala, Marcel me levantou me puxou para ele e me beijou na boca com sofreguidão, em seguida disse que sempre procurou uma puta para foder bem gostoso e que agora parecia ter achado, disse que queria meu cuzinho, fomos para uma escada que dava acesso na parte de cima do barco e coloquei um das pernas no primeiro degrau deixando minha bunda exposta, Ivan que ainda não havia provado nada, subiu na escada deixando a vara na minha boquinha e Marcel lambia meu cu, me deixando prontinha para levar rola, se levantou e colocou a cabeça na entradinha, disse que não ia doer, o que ele não sabia é que eu engolia rola mais fácil no cu que na buceta, sua rola entrou fácil e eles deliraram! Isso toma no cu cadela safada, agora vai ser só na bunda, vamos arrombar esse cu gostoso! Mete caralho, no cu gosto com muita força! Vaca safada, vamos te arregaçar cadela e mostrando-se alucinado Marcel metia com força em minha bunda, que delicia sentir aquela vara dentro da minha bundinha safada, Rodrigo veio por baixo e passou a lamber minha buceta que escorria prazer naquele momento, Marcel continuou fodendo com força, arrebitava minha bunda e metia lá dentro do cu, eu gozava sem saber por onde, uma onda de calor debaixo daquele sol e tomando rola sem parar, pensei em Léo que estava se acabando na punheta enquanto eu levava rola daqueles machos, Rodrigo tomou o lugar de Marcel e passou a me arrombar a bunda, com estocadas fortes e vigorosas, meteu um pouco e deu o lugar a Tiago que se mostrando experiente de novo meteu gostoso, ele metia com força e mais rápido que os outros me deixando maluca: Mete assim gostoso, quero no cu com força, que delicia me arregaça, caralho que delicia! Que puta safada e gostosa, ela adora no rabo, cadela, toma no cu puta! E metia com raiva, eu não sei porque, mas gosto tanto de levar rola no cu que falo tantas sacanagens e os homens em geral passam a meter com raiva na minha bunda! Ivan alucinado com a cena desceu e tomou o lugar de Tiago, metendo também no mesmo ritmo do amigo com estocadas fortes e cadenciadas me arrebentando a bunda, que delicia sentir tantos machos, eles estavam alvoroçados batendo punheta enquanto um fodia os outros ficam à volta, era tão bom que não conseguia chupá-los o Maximo uma lambida, uma metida na boca e o prazer da bunda sendo fodida não me deixava sem gemer e pedir mais rola, Ronaldo foi o último a socar meu cuzinho, já entrou com força mostrando habilidade na arte de arregaçar um cu, Tiago me apertava as tetas e elogiava minha performance: Que delicia Flavinha, você vai tomar no cuzinho a tarde inteira sua putinha sem vergonha, Ronaldo metia com força e estocadas colocadas no fundo do cu, isto me fez apertar a buceta e travar o rabo em mais um orgasmo, gozei na rola dele e ele ficou aflito: A puta ta gozando que delicia, toma rola no cu safada, toma arrombada, goza com o cu cadela! Não terminou de falar e saiu correndo em direção ao meu rosto, gozando e enchendo meu rosto de porra: Toma porra safada, lambe meu leite cadela sem vergonha, toma porra vaca do caralho, gostosa, lambe minha porra puta! E enfiou o pau gozado em minha boca, Ivan meteu em minha bunda, estocadas fortes me segurando pelas ancas, metia com força, pediu que alguém me acariciasse a buceta, Marcel se enfiou debaixo de mim e o loirinho retribuiu a chupada que dei em seu cu, enfiando a lingua em meu útero que delicia não agüentei e apertei a rola de Ivan dentro da bunda gozando gostoso e enchendo a boca de Marcel com meu gozo, estava entregue e gozando feito uma puta, Ivan saiu de dentro e veio em meu rosto pediu que abrisse a boca e gozou fartamente dentro da minha boquinha, e pediu que engolisse tudo para eles verem a porra dele ser engolida com satisfação, claro que bebi o leitinho do meu amigo levando aqueles machos ao delírio, enquanto isso Rodrigo fodia com força meu rabo me chamando de cadela, eu já estava perdendo minhas forças, nunca tinha dado tanto o cu para tantos homens, minhas forças estavam se dissipando e o jovem gozou dentro do meu rabo quente, ele fez um escândalo: toma porra no cu cadela safada, toma porra vaquinha gostosa, sente meu leite cadela safada! Gozou e saiu cambaleante, Tiago tomou posse da minha bunda, já bastante excitado meteu em minha bundinha e disse em meus ouvidos que queria gozar em minha boquinha, três ou quatro estocadas e ele saiu, abri a boca e recebi uma quantidade de porra alucinante, ele gozou de olhos fechados lavando meu rosto de porra, que macho gostoso, junto com o loirinho eram os mais deliciosos, e claro dentro do rabo agora tinha a maior rola, a mais gostosa, a do loirinho pelado, olhei pra trás e sorri para ele, que retribui com estocadas fortes, ele havia percebido que uma química especial havia rolado entre nós metia com força, tirava quase tudo os 22cm e metia com força no fundo do meu rabinho já esfolado, eu não agüentava aquilo mas sabia que enquanto não gozasse na vara dele ele não iria despejar seu leite em mim! Goza gata, quero sentir seu gozo apertando minha rola, quero gozar dentro da sua bundinha, te fazer feliz, goza pra mim gatinha, Ivan atolou um dedo em minha buceta e acariciava meu clitóris, assim não havia como não gozar, mas Marcel pediu que se afastasse pois queria que eu gozasse com sua rola no cu, me jogou de quatro no colchão e passou a montar em meu rabo, nossa que delicia de bunda pra cima debiaxo de um sol escaldante sentia os pingos de suor daquele garoto e sua rola afundando dentro do meu rabo não agüentei aquilo por muito tempo, mas judiei bem dele deixando com as pernas bambas e já quase desistindo, eu estava muito satisfeita mais ainda assim gozei para delírio dele, que sentindo a rola apertada pelo meu cuzinho em espasmos gozou fartamente dentro da minha bunda me chamando de puta e safada e gostosa, deixou o peso do corpo cair em cima de mim, atolando o pinto em meu cu e me abraçando, ficamos ali extasiados de tanto sexo e eu totalmente arrombada, olhava para os outros sentados e pelados e tinha vontade de dar mais, meter até morrer, nossa que delicia, sentia uma ardência no rabo e nas minhas entranhas, já eram mais de meio dia e estávamos alucinados de fome, o barco parado ali em alto mar e eu assadinha de tanto levar rola, entramos para almoçar e descansar um pouco, durante a tarde, foi uma seqüência de sexo alucinante, gozei como nunca naquele dia, no próximo conto, relato como voltei gozando para casa e como foi a recepção de Léo, adianto que cheguei em casa em estado lastimável, tinha porra por todos os poros do corpo! Beijos a todos!

Comentários

06/09/2008 02:47:54
Desculpe nem li é muito extenso e sem parágrafo.
Anônimo
05/11/2004 13:52:15
A flaviamel á habitual no contoerótic.com.br
mav
05/11/2004 13:47:52
Q delicia de conto, só que muito comprido, bati um punheita deliciosa, me da seu e-mail.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


vídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500loira com a b***** desenhada na calça jeans e o negão ponhando pau no meiocache:I48cfGGC7vMJ:gtavicity.ru/texto/201612711 tva bucetaChupadoras mãe e filhinho contoseroticosfotos+de++buceta+com++calcinhaSuper menininhas em contos eroticos 2017 da cidade de campinas gratisanais bruto elas tenta corre io pau entra masconto erotico gay conto gay real romance historia -youtube -site:youtube.comnovinga da favela fazendo menagem depois da aulaconto estorei o cabresto na punhetaporno gay pai malhado e i filhoantonio negro comedor abriu a porta dotado conto corno mansoconto eroticos transformando a santinha em depravadaminha esposa me falou q quer sentir outro pau na sua bucetapassa manteiga no corpo e na busetajantar em familia mulher senta no colo do marido e começa a transar sem a familia desconfiar pornofinha cendo bulinada por pai enquanto dorme no sono profundo xtubencontramos nossos vizinhos na praia do nudismo conto erotcontos montadores cuzinhodei a xoxota para irmaoex cunhado cacetudogay jogando video game pelado sozinhocache:I20bmnqm678J:gtavicity.ru/texto/2016115 cu arrombado da minha esposa depois da noitadaesculachou o cu da filha adolecente ate gosa dentroestufando o cu da madrasta e da filhaconto gay pirocudo da academiapprno padrasto saradao escuta entiada gemendoContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhocontos eroticos desejo de uma mulher tomar porra de negros na frente do parceirovideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe maiscontos eroticos o magnatavideo amador tmail.com.br gozando dentro gratisporno olhei peguei chupeixvıdeo anal com novınhascontoserotecos minha mulher com bunda cheia de porranariz de policial dando o priquito a outros policialmulher novinha transando com jumento jumento emocionada com cocolindo homemcoxa grossa dando pornovídeo de Juliana Paes toda nua umbiguinhoContos erodicos homem velho mamando e mordendo e puxando o peitovamos ver se vc aguenta minha pica toinha ate no talo na sua buceta virgem sexotitio safadão mim encoxou dormindo contos gaypunindo escrava sadomasoquismomulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosanovinha dando para o garagistaEdgar um velho casado com uma gordinha de 24 anos metendo gostosoxvidio mocinhamulheres passa margarina uma na outra peladasconto erotico mendiga novinhaHOMENS BOMBADAO COM PENIS ACAVALADOS GOZANDO NA BOCA DE LOIRAS PORNOvídeo pornô uma atividade Bonde da três sobrinhos até f****video porno chamei meu genro para mim ajudar e dei para elexexo porno menino dado umaio namenina infiando odedo nabucetinha delafilme porno americano onde objeto exotico liberava o tesao dos personagensvideo pornotirando peos en el bañochegando da balada bêbada e fazemos insetovideos dedadas de negao troncudo ativo em cu de ninfeto gostosobucetinhas e cuzinhos lisosmmulheres contando qe 03homens comeram suabuceta em frente a seu maridocontos de sexo depilada na praiaContos eroticos das mamae que ensina seu filhinho a namorarenfiando o dedo na cabacinha delavídeo de homem se masturbando e g****** no copo e mulher bebendo no café da manhãconto erotico dos mauricinho ricos com gaytravesti super roluda pega a mulher casada que goza so de ver o tamanho ahhhhmeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosconto erotico curradaContos eroticos:Fui fodida por varios roludos no cinema chorei de dor e pedir para pararemContos eróticos policial rodoviário pirocudo gayporno negao engatano crentinha casadaConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putacontos eroticos de moreno perigosoO vizinho safado do 205pegando cachorro na rua pra praticar zoofiliaas penujinhas do pornofilha enventa de dormir na cama do pai ele nao aguenta gosa dentro da buceta delafilmes porno no calor do buraco estreitoconto de filha bando de biquine e acabou dando a bucetaconto fui estuprada por pauzudoFamiliasacana queridi.ho da mamaeContos erotico iseto tia e subrinhocontos tia dando o cu pro sobrinhobuctao tod c gazandconto erotico viado novinho arrombado por dois coroas dominadorescontos eu e minha esposa demos carona a dois homem e meterao a pica nela..conto no cinepornoporque os atores de porno ficam mais tempo enrijecidosContos meninas dez perde cabaço pro papainovinha arregaca buceta doendo muito