Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Submissão

Autor: Petruscal
Categoria: Heterossexual
Data: 27/11/2004 12:47:29
Nota 9.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (18) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Estou apavorada com o que vem me acontecendo há cerca de seis meses, realmente perdi o controle de minha vida e ajo feito uma marionete, obedecendo de imediato à todas as ordens de um quase desconhecido. Este meu relato é quase que um pedido de socorro, não sei como sair disto tudo.Sou uma mulher casada há cinco anos, relativamente bonita,independente financeiramente,fiel de carteirinha até então, pois temos uma vida sexualativa e gostosa até hoje. Nosso relacionamento tradicional me impede de pedir ajuda ao meu marido, pois com certeza êle não aceitaria nem ouvir o que me está acontecendo. Trabalho em uma grande firma no centro da cidade (RJ) e moro na ZS, usando como meio de transporte o metrô. Há seis meses começo a notar que um homem de olhos azuis e aspecto messiânico, com cabelos levemente grisalhos, me olhava fixamente como que querendo me hipnotizar, olhos nos meus olhos, tanto na ida como na volta do trabalho, lá estava êle. A princípio aquilo me incomodou muito, chegando mesmo a sentir medo daquele estranho, porém pouco a pouco aquele olhar passou a me transmitir um carinho que era sentido em todo o meu corpo,fazendo com que deliciosos arrepos me excitassem violentamente. Passei a esperar com ansiedade a hora de chegar ao metrô e confirmar que aqueles olhos estavam l´me aguardando. À noite sonhei aqlgumas vezes que êle me fodia selvagemente, me levando a orgasmos nunca imaginados...acordava suada e com a buceta molhada...agarrava o pau de meu marido e chupando e lambendo fazia com que êle muito duro e sem entender nada, me fodesse até gozarmos quase que gritando..., só que eu via o rosto do homem de olhos azuis nesta hora. Meu marido me indagou uma vez o que estava acontecendo, pois apesar de êle estar adorando não estava entendendo nada, respondi que era simplesmente tesão e nada mais. Determinada manhã, o trem como sempre cheio, consigo sentar em uma cadeira na extremidade do corredor e vejo que ele vem forçando passagem até estar em pé ao meu lado; pouco a pouco foi se posicionando de maneira que seu corpo encostasse em meu braço.Fiquei dura sem saber o que fazer e aos pouco fui sentindo seu pau crescer e ele passar a roçar lentamente em meu ombro e braço. Uma excitação louca me tomou, fiquei molhada como nunca... os bicos de meus seios chegaram a doer de tão duros...apertei minhas pernas uma de encontro à outra e fechando os olhos curti aquele homem me fazendo sentir todo seu tesão. Não sei como consegui levantar e sair do trem.Não consegui trabalhar o dia todo, era um sentimento de culpa por ter permitido aquilo mesclado com uma excitação imensa que me deixava toda molhada imaginando aquele pau em minha boca... Hora de ir embora, as pernas tremiam só de pensar no que iria acontecer.Chego a estação e aqueles olhos procurando os meus me fizeram quase que desmaiar; entro no trem como uma sonâmbula e quase que empurrando os outro chego até uma barra central onde me seguro, cercada de gente por todos os lados.Fui mais sentindo que vendo,que ele se aproximava por trás de mim.Sabendo que eu estava entregue e que ninguém podia ver o que estava acontecendo de tanta gente ao nosso redor,se cola em minha bunda com o pau já duro e vagarosamente se encaixa totalmente; sem uma palavra me abraça como se fossemos namorados e deixando sua mão ora cair ora subir, acaricia meus seios de leve e aproveitando a ligeira penumbra ao passar por um tunel,apalpa minha buceta por cima do vestido.Naquele momento faria qualquer coisa que ele mandasse, era sua escrava tal o tesão que sentia.Chegando a estação em que desceria, ele se afasta e me deixando passar desce também me acompanhando um pouco atrás até o edifício em que moro. Saio do elevador correndo, entroem casa confusa e morta de tesão, tiro toda a roupa e me deito na cama, enfio dois dedos na buceta enquanto que com a outramão aliso meus seios...ouço meu marido chegar e levantando corro até ele,beijo sua boca enquanto lágrimas rolam pelo meu rosto. Assustado por me ver nua e chorando me indaga o porque de tudo isto e eu respondo que não me pergunte nada, apenas me foda muito; abro seu cinto e tirando sua calça solto sua pica da cueca me ajoelho e colocando todo em minha boca passoa a chupar e lamber incontrolavelmente até que fique bem duro, me ponho de quatro e guiando seu pau encosto em meu cú ainda virgem...empurro minha bunda em sua direção e vou sentindo que ele começa a entrar, a dor é muita, mas não importa, quero lhe dar o que ele sempre pediu e tentou; me sinto arrombada com o pau todo em minha bunda, rebolo e peço que ele me foda, me puxe os cabelos e me chame de puta...seu pau cresce muito, nunca tinhamos fodido assim e logo sinto sua porra me inundar...viro rápidamente de frente e imploro que antes de amolecer todo me foda a buceta...sinto seu pau ainda duro me foder e gozo então, tendo até de morder a mão para não gritar muito alto. Ainda nús após um pequeno descanso, tenho de responder o porque de tudo aquilo, e pela primeira vez invento uma estória para ele não deixando de alisar seu pau para que não preste muita atenção aos detalhes da mentira.Excitado de novo, pede que eu o chupe,o que faço com muito prazer fazendo de minha lingua e boca os instrumentos de seu prazer...com uma das mãos acaricio seu saco ora apertando levemente ora punhetando aquele pau maravilhoso em todo o seu tamanho sem tirá-lo da boca...aproximo meu dedo de seu cú e penetro um pouco sabendo que emseguida virá seu gozo...tirando-o da boca continuo a punheta agora forte e mirando seu pau para o meu rosto sinto em jatos sua porra no nariz, boca, queixo e escorrendp para o pescoço e seios... com a outra mão esfrego tudo em minha barriga e buceta e em seguida lambo todos os dedos molhados de sua esperma... Foi a noite mais longa de minha vida, jurei que não aconteceria nada outra vez;pela manhã me vesti o mais discreto possível, sem nenhuma pintura e com os cabelos presos. Fui para a estação e logo senti seus olhos fixos em mim; senti que não gostou, enrrugou a testa e seu rosto se tornou sombrio.Fiquei gelada e arrependida, tentei me aproximar e lhe explicar tudo, mas já não o vi, tinha sumido... Passou-se uma semana e quase fico louca por não vê-lo.Fico irritada, brigo sem motivos, erro nos trabalhos mais fáceis. Determinado dia já sem esperanças, sinto minhas pernas quase se dobrarem ao sentir de novo seus olhos me procurando; sinto que a vida voltou e chego mesmo a lhe sorrir.Sento novamente em uma cadeira no corredor e ele se aproximando novamente se encosta em meu braço; desta vez sou eu que com movimentos lentos roço em sua pica fazendo-a crescer. Minha vontade era de abrir sua calça ali mesmo e chupá-lo até que gozasse em minha boca.Senti sua mão em minha nuca e meus cabelos em um carinho doce e sensual.Não nos falamos ao descer o que me fez ficar o diainteiro angustiada e tensa. Hora da saída desço e o vejo; com um simples aceno de cabeça me indica que devo segui-lo. Assustada,mas com medo de perde-lo o sigo e logo entramos em um cinema.Sentamos e sinto seu braço em volta de meu ombro; depois de alguns carinhos em meu rosto,delicadamente me beija na boca, passando sua lingua em meus lábios ficamos nos chupando durante algum tempo, trocando saliva, sentindo o gosto um do outro.Lentamente começou a falar e disse que sabia tudo a meu respeito e que eu só iria lhe conhecendo aos poucos, seu nome verdadeiro era Petrus, que nunca me faria mal, porém que a partir daquele instante eu era sua propriedade e deveria lhe obedecer sempre sem poder nem mesmo perguntar o porque ou tentar contra argumentar,e que caso não concordasse era livre para ir embora quando quisesse, só que nunca mais iria vê-lo e que em nenhum momento teria uma segunda chance. A princípio achei graça da proposta e fiquei quieta vendo no que iria dar tudo aquilo pois continuava muito excitada. Ele começou a desabotoar minha blusa e enfiando a mão dentro de meu sutiã acariciava meus seios se demorando nos bicos já muito duros;mandou então que eu tirasse a calcinha, lhe desse e em seguida levantasse o vestido me mostrando toda para ele.Fiquei parada sem reação; quando vi que ele ia se levantar imediatamente o segurei pelo braço forçando-o a se sentar.Fiz o que ele mandava e após tirar a calcinha lhe entreguei e levantei o vestido. Não havia ninguém em nossa fileira, pois o cinema estava práicamente vazio e estavamos sentados na última fila.Mandou que eu levantasse mais o vestido e que abrisse as pernas para que ele pudesse ver minha buceta...a excitação era maior que a vergonha e eu queria mesmo que ele me abrisse e sentisse como eu estava molhada. Demoradamente alisou minhas coxas e buceta onde de vez em quando enfiava ora um ora dois dedos e que ao retirar colocava em minha boca para que eu sentisse meu proprio gosto,sendo em seguida beijada como se também elequisesse sentir o gosto de minha buceta em minha boca. Gozei loucamente porém continuando muito excitada;me ordenou que tirasse seu pau para fora e lhe tocasse uma punheta bem gostosa.Adorei pegar naquela pica dura e grossa que estava molhadinha com a cabeça para fora...acariciei de cima em baixo chegando até seu saco e voltando até a cabeça...queria mesmo era chupar aquele pau, só que no cinema seria difícil...senti seu gozo chegando e fiquei olhando aquela porra quente sair e molhar tudo, pediu que eu não o largasse até o fim...molhei as duas mãos,encharcadas mesmo...mandou então que eu as lambesse e esfregassena buceta. Nos levantamos e fomos embora. No metrô indo para casa me passou as outras ordens: eu não poderia tomar banho até termetido com meu marido e no dia seguinte lhe contaria tudocom detalhes; só poderia ir trabalhar sem calcinhas, só podendo colocá-las quando chegasse no trabalho ou no elevador na volta para casa, e que aos poucos iria me instruindo sobre o resto. Nos separamos ao entrar em minha rua, e quando fiquei ´so cheguei a sorrir daquela loucura que estava me acontecendo, porém ao longo da noita fui me apavorando sentindo que não teria forças para não atender suas ordens, pois realmente me sentia escrava daquele homeme seus olhos azuis. Fiz tudo o que ele havia mandado, trepei com meu marido melada da porra do outro e só tomei banho depois; no dia seguinte tirei minha calcinha no elevador antes de chegar na rua,no que fiz bem, pois no metrô em pé,elealisando minhas coxas sentiu que eu estava nua porbaixo do vestido, o que o fez sorrir lindamente em aprovação e encostar seu pau em minha perna para mostrar sua aprovação. À partir daí minha submisão foi total, obedecendo todas as suas ordens e me sentindo sexualmente a mulher mais realizada do mundo: chupava e lambia seu pau a toda hora nos lugares mais loucos e ao mesmo tempo trepava com sua permissão quase todas as noites com meu marido. Comecei a ficar receosa quando resolveu envolver meu marido emsuas fantasia:um dia me obrigou a convencer meu marido a ir a determinado cinemae eu estaria sem calcinha.elesentou-se ao meu lado e de braços cruzados, disfarçando, com a mão ao meu lado alisava lentamente meus seios; fez um sinal de que eu deveria lhe acompanhar, levantou-se e logo após disse ao meu marido que iria ao banheiro, ele me esperava na ultima fila e me beijando me masturbou rápidamente até que eu gosasse em sua mão, retornando para meu marido; em outra ocasião fui obrigada a ir em determinado show de um cantor famoso,também deveria estar sem calcinha e comprar lugar para ficar em pé no meio da multidão que sabíamos seria grande; eu ficaria por trás de meu marido totalmente colada nele, logo no início eu o vi se aproximando empurrando as pessoas até se posicionar atrás de mim; não havia jeito de ninguém se mexer.Colei em meu marido e logo senti aquele pau duro em minha bunda, no meio do show sinto que ele está levantando minha saia, sinto seu pau forada calça encostando entre minhas pernas, empino a bunda e ele pela primeira vez entra em minha boceta...começo de leve a rebolar e notando que meu marido estava ficando impaciente e querendo mudar de lugar o abraço mais forte pondo a mão dentro de sua calça pego em seu pau e começo uma punheta lenta naquele caralho agoraduro...não dápara descrever a sensação sentida; um monte de pessoas em nossa volta, eu sendo fodida na buceta por um maravilhoso pela primeira vez e tocando punheta no homem que amo...gozamos quase que ao mesmo tempo,fiquei com a buceta e a mão cheia de porra, cheguei a morder o ombro de meu marido para não gritar de tanto gozo. Não sei o que fazer, amo meu marido mas sou escrava de outro homem.

E-mail= [email protected]

Comentários

04/08/2015 19:07:30
ótimo... não há o que fazer... submeta-se!
06/02/2009 19:07:39
este conto me deixou melada, ja senti um pau na minha bunda no metro, eu abraçada ao meu marido, o cara gosou nas minhas coxas.Só de pensar fico molhadinha, BJOS LEILA
SANDRO
02/03/2006 14:32:33
MENTIROSA, DA O RABO E PUNHETA NO TEU MARIDO AO MESMO TEMPO, CONTA OUTRA VACA
MARCELO
02/03/2006 14:30:18
VC É UMA VADIA, E SEU MARIDO É UM CORNO.HUAHUAHUAHUAHU
Paulo
17/02/2006 02:52:44
Eh bricadeira...
Paulo
17/02/2006 02:40:46
Se isso eh verdade... um dia vc vai pagar com lágrimas de sangue...infelizmente seus filhos herdarão sua desgraça até a quarta geração....
carlos
13/02/2006 10:57:11
vc me de pau duro
carlos
02/08/2005 15:52:08
osto muito bolinaçoes em shows e cinemas com casais, seu conto me deixou muito excitado, que tesão..
Thyla
29/11/2004 17:01:58
Vc é uma tremenda vaca!
Thiago
29/11/2004 08:42:03
Parabéns! Ótimo conto.
tom
28/11/2004 21:42:28
vc me exitou......
Edson
28/11/2004 15:04:20
Se eu foc vc eu dexaria como está, pois no futuro voce não podera mais fazer isso
Malcon
28/11/2004 09:07:19
Porque vc não conta outras trepadas com esse cara, Seu conto é muito doido!
Malcon
28/11/2004 09:07:10
Porque vc não conta outras trepadas com esse cara, Seu conto é muito doido!
lelosil
27/11/2004 20:22:16
Que Mentira
lancelot
27/11/2004 16:46:44
V A G A B U N D A !!!
Joao
27/11/2004 15:35:02
maravilhoso o seu conto mas vc é muito puta porque nao deu logo o cu também no show
Roberto
27/11/2004 15:27:59
..Deixe Fluir Todas as fantasias...Isso Só va te Fazer o BEM !! ...Aproveite TUDO

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto erotico iniciando viadoSodomizando mae e filha contosencoxei lidar evangélicaisso papai soca fundoCovidei meu amigo pra toma uma cerveja em casa depois comemos minha esposa casa dos contosvideo. pono mulheres guichado porra de tezaoperuas ricas viuvas safadastaboo estou apaixonada pelo meu filho sexo incesto contosmarido embebeda a esposaconto erótico homem castradomundobicha.com hetero brasileiro toma banho com amigo heteromorena fofinhado rabao fudendo com dotadoContos eróticos policial rodoviário pirocudo gaymao boba na noiva pegando nos peito dela pornoanais bruto elas tenta corre io pau entra masvídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetacontos gay luiz virando mulherzinha na cadeiaxvidio no binha petdeno ocabadoRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamentesogra porno Eça a dormirlésbica com p********* chuchada na garotinha gostosaneta safada faz boquete embaixo da mesa de jantarsou adepta a zoofilia virei cadela"mostra o seu que eu mostro o meu" vídeo pornotitio comendo osobrio nosofa vidio gayconto de casada putacontos eroticos gays nerd e o bad boyposo enchuga o meu priquitosimpatia para virar corno mansocontos eróticos meu genro me pegou traindo meu maridoboquinha lizinha vidiocontos eróticos pular pulafilme porno minha sogra me enxeu o saco ate eu come elarickcafajeste30.blogapaixonado por um hetero gustavinhominha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigocontos eroticos coroa casada bancaria viajo a trabalho e traiu pela primeira vezabaixar tema vendo o primo transando com boneca inflávelmulhe pelada putona do cuzao e budona so de vistido ruivaso bucetinhas novinhas espetadas no pau duroxvideo chapeuzinho Vermelha no bosquecontos domestica me viu to cando pueta em familiaconto fui estuprada por pauzudocumeu a buseta da novinha qe nuca tinga metidocontos eroticos entre irmas e irmaos de montes claros mgmamae nao suporta rola do amante na bucetacontos de putaria sou puta do negao meu vizinho fez um buraco na paredepornodoido sogra da cugrade a genro e filha na salanovinha fechar o olhos e faz biquinho pra levar gozada na caramasturbados na camHomempauzao analvideo de sexo tia batendo uma descabacando sobrinhovidioporno/fodanaconstrucaoJaponesinha dandu u cusinhu pru negam bem dotadu 4minha titia se gozando com meu casseteporno de coroucom novinhasdois negao dt realizando fantasia de n mulher casada porno doidocontos meu filho veio morar comigo e no banho vi seu mega rolao eu querianovinha deixou o tii passar a mao na bucetinha em troca de dinheirocontos eróticos o tio com minha namoradacontos saunas velhos chubbys gaysvizinho a aline contos eroticoscontos eroticos filha e pai caminhoneirocontos apalpando sogra perto do sogroContoerotico Professoragozadafudendo a irma no sofá depois de chantagealaxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra elenivinha com o pacote em chadinhoesposa bunda ggg conto com negaopraticantes de scat videonovimhas sem pentelho.ma.bucetimha damdo pra un mendimgo o rabimho