Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Amigo do papai

Autor: Lolitinha
Categoria: Heterossexual
Data: 30/01/2005 17:58:56
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (7) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quando era menor, tinha lá meus 15 anos, comecei a notar que causava certo interesse nos homens, mas nada que não fosse excitação momentânea e pronto .

Um amigo meu, disse que eu com meu ar inocente e angelical, fazia os homens delirarem, pois eu já tinha feito isso com ele . Certa vez, estávamos na sorveteria, não havia nenhuma cadeira para eu me sentar, inocentemente sentei em seu colo ; só que sabia que tapava a visão dele, então abri as pernas dele e me acomodei no meio delas . De imediato senti alguma coisa me cutucar, ele se esfregou em mim, mas sabendo que eu era sua melhor amiga, não quis Ter um contato mais intimo comigo, então se levantou e me deixou sentada sozinha .

Mas bem, não é sobre isso que quero falar .

Meu pai é um homem jovem, sendo assim, tem mais intimidade com os rapazes jovens do banco onde trabalha . Ocupa uma posição, digamos que alta, pois nunca ouvi dizer que alguém com menor idade que a dele pudesse alcançar uma posição como a dele e ainda Ter respeito dos colegas de trabalho .

Certa vez, papai disse que teria um jantar de comemoração pelo aniversario dele, os rapazes do banco deram idéia de fazerem em um salão, mas papai não quis, disse que nossa casa tinha espaço suficiente para darmos uma festa . Mamãe obedeceu, e pediu para que eu a ajudasse, cuidasse pelo menos das musicas que seriam tocadas no jantar . Eu estava entediada, mas coo recusar, meu pai fazia todos os meus caprichos, então desta vez teria que ceder . Pois bem, para que ninguém me atormentasse disse a mamãe que desta vez eu tocaria no piano o que ela quisesse . Escolhemos Vivaldi e Chopin .

No dia até que tentei não ficar em casa, mas mamãe não me deu sossego, por fim, escolhi um vestido rosa de cetim, de alçinhas, que querendo ou não, realçava meus seios e meu colo de porcelana, sandálias prateadas e deixei meus cabelos loiros soltos . Na boca, apenas um gloss, e nada mais, duas borrifadas de perfume e eu estava pronta .

E conversa vai de um lado, vem de outro . “ Nossa, mas que graça de menina, até toca piano ...” . Meu pai ouviu elogios assim por muito tempo . Eu os ouvia . Mas notei que de longe, um rapaz, de estatura média, rostinho de bebe, pele rosadinha e lisinha, cílios pretos longos e olhos estonteantemente verdes, mais claros eu os meus, não tirou os olhos de mim o tempo todo, vez ou outra tomava alguma coisa, mas sempre me olhando, eu com minha timidez, sempre abaixava os olhos, me concentrava nas teclas do piano, e tocava, tocava para relaxar . Pra mim, ele não passava de um filho de qualquer um daqueles amigos do papai, que em breve estariam bêbados, porém ...

Fomos jantar, jantei, pedi licença, nem quis sobremesa e sai, fui para o piano . Me lembro que tocava a sonata patética quando ouvi passos vindos até o saguão .

- Linda musica, aliás, você é linda demais .

- Chama-se sonata patética, e realmente é linda mesmo, minha favorita .

E continuei tocando .

- Meu nome é Vinícius, trabalho com seu pai .

Nesse momento, as palavras trabalho com seu pai me impactaram, então ele não era um moleque mimado como eu pensava .

- Não quer ir dar uma volta ?

Parei, por fim aceitei . Timidamente aceitei .

Andamos até a portaria do condomínio, porém, voltamos e nos sentamos em uma pracinha que existe lá, está mais para bosque do que para praça .

Ele me colocou sentada sobre seu colo, vestia uma calça social preta, o tecido, não sei dizer qual era, mas sentia que alguma coisa crescia ali dentro . Meu vestidinho fino era leve demais, sentia qualquer coisa que me tocasse, ainda mais algo que me cutucava .

Me beijava, delicadamente passava as mãos sobre meus seios fartos para alguém da minha idade, aos poucos isso foi se tornando selvagem, com uma mão quase arrancava minha roupa, e com a outra procurava a rachinha da minha bucetinha .

- Você está sem calcinha ? – perguntou ele quase em um sussurro .

- Estou, ela marca o vestido e fica feio .

Aos poucos, conforme nos beijamos, sentia que ele ia abrindo minha becetinha e colocando os dedos nela . Tinha poucos pelinhos e ele me chamava de Lolitinha, coisa que me chama até hoje .

- Vai com calma que eu ainda sou virgem .

Ele desacreditou, pensou que fosse joguete meu, mas não era .

Ele se recompôs, eu me recompus e fomos para casa, que ficava há uns dois quarteirões dali .

Chegamos, mamãe perguntou onde eu estava, e quando viu Vinícius perto de mim quase desconjurou .

- Eu fui mostrar a ele como nosso bairro é bonito mamãe, e ele cuidou bem de mim .

Ela acreditou, ou fingiu que acreditou e saiu de perto de nós, Nesse momento eu não queria mais tocar merda nenhuma, queria que ele me tocasse, mas a sala estava cheia .

Num colapso, peguei a mão dele e o conduzi até a área de serviço, sabia que ninguém ia lá, então poderíamos ficar a sós, se mamãe perguntasse onde estava, tinha ido molhar os pés na piscina, e ele estava no banheiro .

Ao chegarmos lá, ele me puxou, lambia e beijava meu pescoço, suas mãos experientes buscavam ora meus seios, apertando-os, ora minha xaninha, erguia meu vestido e a via . Com seus pelinhos loirinhos .

Minhas mãos tremiam, ele tirou pra fora aquele cacete, que não era pequeno, mas não grande, e levou minha mão delicada até ele, eu peguei, vi que enchia minha mão . Perguntei se tinha que por na boca, e ele me disse que eu poderia fazer o que quisesse . Timidamente coloquei na boca e comecei a chupar, como quem chupa um pirulitinho, só que aquele era grande e mais grosso, aos poucos fui me acostumando com aquela coisa que inchava na minha boca, de repente, alguma coisa meia acida lambuzou minha boca olhei para cima, e ele sorriu, disse que eu parecia uma criança melada de doce, meu sorriso meigo o fez disser isso muitas e muitas vezes . Depois, ele me colocou de pé, beijava minha boca ardentemente, enfiava a mão por dentro do meu vestidinho todo amassado, mexia nos biquinhos cor de rosa dos meus peitos, e com a outra, colocava os dedos em minha bucetinha .

- Nossa você está molhada demais . Posso meter agora ?

Aquilo me fez cair na real, estava eu ali, com um rapaz desconhecido até horas atras, querendo meter seu cacete em minha bucetinha que eu estava guardando para alguém especial, onde eu estaria vestida de branco o esperando .

Ele dizia isso e empurrava seu cacete portinha adentro da bucetinha, que cada vez mais cedia .

Em um ímpeto de loucura disse que queria ser diferente das outras meninas, queria levar por trás antes de se deliciarem com a minha xaninha . Ele me colocou de costas pra parede onde estávamos perto . Pediu para que eu afastasse as nádegas, eu obediente fiz o que ele mandava, ele cuspiu no pau, primeiro enfiou a cabeça, depois foi empurrando até estar todo dentro de mim, aos poucos, eu sentia um tesão ir me invadindo, minha becetinha queria aquilo também, e ele foi metendo, metendo e metendo, cada estocada maravilhosa, e o pior era que eu não podia gritar de prazer, então abafava e somente suspirava . As mãos dele, por dentro do meu vestidinho, passavam por meus peitos e beliscavam os biquinho . Vou gozar sussurrou ele .Sabia que não devia, mas banquei a puta safada, pedi para gozar dentro do meu cuzinho que pouco a pouco tinha as pregas rasgadas . e ele gozou dentro . Aquele jato de porra dava uma sensação tão boa . Virei de frente a ele, o beijei, desta vez eu era selvagem . Pedi para ele sentar em uma cadeira que estava perto da maquina de lavar, porém, fui a té a portinha que fechava a área de serviço, tranquei, tirei o vestido, fiquei nua total . De frente, sentei em cima do pau dele, com alguma dificuldade entrou, saia de vez em quando, mas eu me mexia, sabia que aquilo dava tesão a ele, e ele mamava em meus peitos, como uma criança .

Gozou mis uma vez .

De longe ouvia minha mãe me chamando, sai de cima dele, pedi que ele vestisse as calças, vesti meu vestido, ele subiu o zíper, e antes que eu não vise mais aquele pau, pelo menos naquela noite, umedeci os lábios com a língua e dei um beijinho naquele pau que agora não era rijo . ele subiu o zíper, voltei para a sala descomposta . Minha mãe perguntou onde eu estava, disse que simplesmente molhando os pés na piscina . Vinícius foi embora, e em outro conto conto como ele comeu minha xaninha .

Beijos e chupadas nos paus dos homens que

lerem o conto .

Comentários

Adaylton
02/06/2006 01:55:37
Isto foi loucura! Vou pensar se acredito ou não no seu relato, pois, todos os outros que lí tem uma semelhança incrível.
mauro
10/10/2005 19:13:27
Morro de tesão por lolitinhas novinhas adoro chupar suas xoxotinhas. Como faço para chupar a sua xoxotinha?
10/10/2005 19:09:13
ki delicia vc deve ser adoraria lhe chupar todinha sua xaninha até vc gozar.
leo
01/02/2005 12:35:14
adoro garotas novas! como vc experientes e safadas!PArabéns e aproveite mais!
dias
30/01/2005 22:55:27
Para uma ninfeta de 15 anos vc deveria ou deve ser bem gostosinha mesmo, que tal fazer uma peta para mim.
---
30/01/2005 22:45:03
tu deve ser gostoza pra kcet eu quero esse bejo
=)
30/01/2005 20:50:00
bem excitante....adorei...adoraria ter algo com vc

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


rapasjovem pao grande groso gozandosexo conto meninas novas com cunhado safado me comendo brutamente.contos eróticos garotinhovídeo pornô máximo eletrizante que arrombatem lebica olaine 2017 pra comigo outra mulher por celularmae deita com filho ela nao resiste transaele goza na bucetafreira da a buceta pra pintudo no azilo contos.panteras porno estemdeu a roupa e deu o cu pro pesofugio da aula para da buceda e leva gozada tendroporno com egua pordrinhaprovoquei meu filho vestindo um fil dental video pornoviu a irma de fiu dentau e fucuo de pau duroquero ver travestis sexo travesti comendo mulher da rola bem grande e grossa norm e homem comendo mulher também pode ser ou não tá difícilbaixar xvideos da mãe enfiando os braços dentro do cu e dentro da boceta e a filha também arrombando seus dóis buracos intensamente o filho chegou e comeu todas as duas enchendo seus dóis buracoscanalha tirou sangue da bucetinha virgemfilha fica brava ao levar gosada dentroSoquei fundo o consolo na mamae gostosaporno português putas gemendo e falando coisas escitantes.Xapeleta grosa nucu da loira xvideovídeo pornô com novinha com peitinho parecendo uma laranja metendo muitocontos eróticos cantada na rua não resisti e traícomendo o cuzinho com um guspinhoentre uma foda e outra minha esposa beijando acariciando seu machoeu quero ver as fotos da morena que dançava o Créu ela nua pelada porque sabendo que eras no site que ela ficou feio uma foto de pornô homem para a gente ver aquio vizinho safado do 205 conto gayContos sogra safada e fogoza seduz e se apaixona por seu genro e trasa elenegras lesbicas fazendo tribadismo cabeca vs cabeca c clitoriscaiu na net contos reais de genro flagra a sogra nua engravida elacontos eroticos como eu virei puta de um velhocontos de cunhado que comeu a cunhada e ela nem percebeuXsvideos bem dotado masturbando no carrotrai o meu maridoTranzando com as velilhas tetudas debicos grandeConto/patroa e empregada na cama amandomulher toma susto com rola bucetas molougrelao entrando contosconto erotico nora carenti fudendo cm sogra pirocudoO filme corno manso de verdade existir pornoa japonesinha que não aguenta e se mijanovinha: dei pro meu irmao roludo depois que flagrei minha mae fando pro meu pai na sala contoswww.relato erotico mulher cazada gemeu na pica glande.com.brporno de coroucom novinhasvideo de porou dirano vigidade da namoradafe vedtidoporno pai brincando de fazer cocegas na filhasexo mulheres 80klstraição xxvidioquero ver novınha que sao empregada fudendobaixar vídeo pornô pai pega filha comendo o c* dela ela grita de dor pede que não iria estoque o c***** delavídeo pornô de mulheres que não aguentaram levante 4 cenasfilme porno brasileiro pai mostra para filha seu pau monstro e ela se assustaguia de como fuder cadelascontos meu primo safado me vizitoucontos eróticos transformação marquinha biquíniarranhando a bucetinha pro papai coloca o dedo e chuparquero ver filme pornô com mulher nunca troco fio jogo da Live Jaraguá colocar achei até chorarpraticantes de scat videoMeu vampiro romance gay capitulo 21negal pau pulsando xvidiovídeo de Juliana Paes toda nua umbiguinhocontos de sexo depilando a sograporno tirando roupa itrando na picacontos de sexo depilando a sogracasal praticante de zoofiliaporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela querertia de leg balacado as pernas abertas xv.mulher tira prega do cu do macho com straponComo se escreve “ manda video porno ” em ingleseu qeuro vidio di sexoexperimentar sexo anal mesmo sendo heterossexual pode ser perigosogostoso chupar meu amigo na chuva.dei o cu pro cachorro e acabei engatadoContos erroticos de empragada chinezafode violento o cu da vo gorda humilhandogay jogando video game pelado sozinhocontos eróticos cuzinho da mendigacontos sobrinha meu presente2vodioporno de meninas que nao guento pau no cu.e beroassistente de palco do programa vai para o teste do sofa pornochorou na dupla penetracao com amantes mega cacetudosgostoso chupar meu amigo na chuvaposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularmeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoconto erótico buceta azedinhagaroti gay pauzudp ttansar c homem cacetudo e grisso vidio pirnocontos eroticos de evangelicas metendoflagrei a novinha fudendo no mato e chantagiei contosmelhores meninas de porno prima com avô de 50 citimetrofodendo gestantessexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentrocontos eróticos paifinge dormundo fudendo filho e filha. virgem