Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Motorista da Ambulância

Autor: Enfermeira
Categoria: Heterossexual
Data: 30/01/2006 18:56:58
Nota 9.00
Ler comentários (21) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Meu nome é Janice, 27 anos, separada ha 2 anos, morena clara, olhos e cabelos castanhos escuros, cabelos até ombros, seios fartos, coxas grossas, bumbum em forma, pés pequenos.

Sou estagiária de infermagem num Hospital em SÃO PAULO/ Capital, ha três anos (+ ou -), aqui é uma loucura, um desrrespeito com ser Humano, é Paciente pelos corredors, enfim acho que vocês tem visto na Televisão o que se passa com a Saúde Brasileira.

Vou contar o que aconteceu comigo num período em que eu ainda estava estagiando como enfermeira, conheci algumas pessoas interessantes, Médicos, Enfermeiras Graduadas, profissionais bons e competentes, desde porteiros até o Diretor do Hospital, estava prestando estagio no setor de Acidentados, nossa cada coisa horrível eu presenciei, trabalhava no turno da noite, pois de dia eu fazia Faculdade.

Neste período conheci alguns socorristas e motoristas das Ambulâncias, algumas Ambulâncias passam o rádio dando todas as informações do ocorrido, (acidentado), que tipo de lesão, qual a grávidade, mais ou menos o peso e idade da pessoa que sofreu o acidente, assim era todos os dias em que prestei serviços neste setor, horrível parecia um pesadelo, nem dormia direito, ia pra casa outro dia só pensando naquilo.

Uma certa noite avisaram-nos que tinha um rapaz se acidentado com Moto, nos preparamos, estavá-mos de plantão, chegou a Ambulância, nós ali ja com a maca, levamos o rapaz direto para sala de cirugia, estava muito machucado, braços, pernas, isto era vizivél, não sabia-mos como ele estaria no seu interior, bom, fizemos tudo que estava em nosso alcance.

Enquanto atendiam o rapaz, fui até a portaria, peguei um cigarro, vi que o motorista manobrava a Ambulância, deixava ela num lugar em que não atrapalhasse o andamento do Pronto Socorro, pois seu plantão havia encerrado, e o meu ainda tinha algumas horas pela frente, nisso eu ali na frente conversando com uma colega que tambem fazia Estágio, estava-mos apavoradas com tudo aquilo, as horas não passvam, até que o motorista começou a nos contar tudo sobre o ocorrido, enquanto isso minha colega deu tchau, pois o turno dela tambem havia terminado, fiquei eu ali sózinha com o motorista (Antonio) apesar da idade, uns 48 anos (+ ou -), parecia ser educado, mudamos de assunto, pois tudo aquilo tinha nos deixados um pouco assustados, eu ja tinha presenciado senas feias mas aquela foi a mais terrível de todas.

Eu toda de branco, e sempre usando roupas justas, jalequinho com degote, calça justa e transparente, lógico calcinha branca, Antonio então começou a perguntar sobre mim, se eu gostava de ver tudo aquilo? eu educadamente respondia, que eu precisava assistir tudo e ficar calada, não é que eu não goste, eu preciso fazer o estágio para poder me formar, a profissão em si não me dizia nada, para ser enfermeira temos que passar em todos os setores, mas a minha especialidade é Pediatria.

Até que ele chegou num assunto em que eu sempre fui reservada, nunca tinha falado que era separada, enfim acabei contando tudo sobre mim, que eu tinha casado e me separado em seguida, que morei com minha vó, pois meus pais tbm eram separados eu não queria morar com nenhum deles, então fui morar com a vovó.

Passaram-se as horas e meu turno estava acabando, então falei para o Antonio que ia embora, e que precisava pegar o ônibus, então ele falou, não, espere eu levo você, eu disse, mas eu moro muito longe, não, não eu levo, você não pode ir sózinha, então tá, vou pegar minha bolsa e ja volto.

Antonio, então pegou seu carro, no caminho de casa ja senti que a coisa ia esquentar para meu lado, não demorou muito Antonio perguntou se eu queria ir pra casa mesmo? ou se eu não preferia dar uma esticada? perguntei onde ele queria ir, ah Janice você escolhe, então pensei comigo, Antonio esta afim de me sacanear, então entrei no jogo dele, como minha vó dormia cedo e que não se preocupava muito comigo, resolvi levar ele la pra casa, fomos até la, entramos, falei para ele não fazer muito barulho, pois minha avó podia acordar, fomos para a cozinha.

Antonio então sentou, ofereci café a ele, prontamente aceitou, fui até a pia, preparei a cafeteira, enquanto esperava o café, começamos a conversar, fiz algumas perguntas a ele, sobre sua esposa, filhos, respondia naturalmente, aos poucos fomos nos conhecendo melhor, levantei fui até a geladeira pegar a manteiga leite, queijo, até ai tudo bem, até que me viro e vejo ele me olhando, olhando direto em minha bunda, fiz de conta que não tinha visto, para provoca-lo, deixa-lo mais excitado as vezes me curvava fazendo de conta que estava pegando algo na prateleira de baixo da geladeira, deixando aparecer minha calcinha branca pequena transparente enterradinha na minha bundinha, notei tambem que ele ja estava nervoso, inquieto, voltei coloquei tudo na mesa e ao pegar a jarra do café, ele levantou e me agarrou por trás e disse, deixe o café para outro dia, não vamos perder tempo, quero você agora.

tentei me desvissilhar de todas as maneiras, mas gostando ao mesmo tempo, excitada, minha bucetinha ja molhadinha só de sentir aqueles braços fortes me apertando.

Colocou meus braços para trás e me beijou na boca, hummm que beijo gostoso, colamos nossos lábios um com outro, no começo estava nervosa, mas depois do beijo relaxei, estava anciosa para ver o que Antonio tinha preparado para mim, fomos até meu quarto, minha cama ainda dessarrumada, ele me jogou na cama, e caiu sobre mim, agarrei-o e forcei mais um beijo longo e gostoso, Antonio então falando baixinho no meu houvido, o quanto eu era gostosa, e queria logo me ver peladinha, e sentir o perfume de minha xotinha, que estava totalmente lubrificada, e louca para ser devorada.

Não demorou muito Antonio ja peladão em pé com sua enorme pica punhetando vindo em minha direção, eu levantei, fiquei sentado na beira da cama, encostei meu rosto junto ao seu caralho, efregava de uma lado para outro, Antonio pegou-me pelos cabelos e segurou em seu pau, com todo carinho, esfregou seu cacete em meu rosto, eu estava adorando aquilo, meti aquele pinto duro e quente cheio de veia na boca, até a garganta, alojou-se todinho, até que comecei a me engasgar por causa da grossura daquele pau, quando Antonio tirou de minha boca, começou a escorrer saliva de minha boca lambusando ele todo, levantei fui até o banheiro, baixei minha calça, sentei no bidezinho e lavei meu rabinho e bucetinha pois estavam suados e lambuzados de tão molhadinha que eu estava.

Voltei mais rápido possível, com a calça arriada, então Antonio me deixou de 4 na ponta da cama, baixou-se, deu umas lambidas e cutucadas com sua língua em meu rego, aos poucos foi baixando até meu grelinho, me chupava como louco, eu gemia me contorcia na beira da cama, ficou em pé atrás de mim, colocou a camisinha pincelou seu enorme pinto em minha xota, senti aquela ferramenta deslisar buceta a dentro, dei um grito forte, pensei que minha vó tinha acordado, pois escutei barulho, mas não era, foi a minha cama que bateu na parede e fez aquele ruído, Antonio começou a bombar aquele pinto gostoso, eu delirava, agarrava o lençol com força e pedia que ele metesse mais e mais, até que não aguentei e gozei como nunca, Antonio ainda dando suas estocadas fortes não demorou muito tirou seu pau todo melado, arrancou a camisinha e gozou sobre meu cuzinho, gozou tanto que escorreu nos lábios de minha buceta, Antonio deitou na cama, eu o abracei trocamos alguns beijos, descansamos um pouco, levantei fui até o bidezinho e me lavei, tirei o jaleco e voltei até o quarto.

Queria mais, ainda não estava totalmente satisfeita, então vi Antonio deitado com seu pau totalmente mole e de olhos fechados, me ajoelhei, segurei seu pau com a mão direita e comecei a lambe-lo da cabeça até seu saco enorme, as vezes lambia suas virilhas, aboncanhei ele todinho e a cada chupada que eu dava seu pau ficava duro e mais grosso.

Antonio briu os olhos, colocou seus braços atrás de sua cabeça e ficou só olhando e gemendo, até que ele segurou minha cabeça e disse, pare um pouco se não acabo gozando em sua boquinha, eu disse vai goza na minha boca, goza!!! Ele disse não, então me levantei, subi na cama, peguei outra camisinha, coloquei-a em seu cacetão e de costas fui baixando em direção ao seu caralho ja duro, fui sentando, sentando aquele pau arregaçando minha jovem bucetinha e Antonio vendo aquela cena, começou a roçar seus dedos em meu cuzinho, acelerei os movimentos de vai e vem seu pau escorregou de minha xota, aproveitei a oportunidade, pois aquele momento estava doidinha para que ele fodesse meu cuzinho, Antonio vendo que eu estava direcionando seu pau no meu buraquinho, não titubiou, abriu minhas nadegas o mais que pode deu uma cuspida nele (cuzinho), deu uns tapas em minha bunda e pediu para que eu sentasse, obedeci, aos poucos meu cu foi recebendo aquele calibre grosso, eu comecei a gemer de dor e de prazer ao mesmo tempo, comecei a rebolar e movimentar minha bunda pra cima e pra baixo com força, eu com aquilo todo no rabo, comecei alisar minha xota toda ensopada, e não demorou muito, gozamos juntos, fiquei alguns segundos em seu pau, até que ele amoleceu, caímos para o lado cansados e suados, levantamos em seguida, nos despedimos com um longo beijo, ja era demanhã, minha vó ja estava para acordar, eu não queria que ela visse ele comigo, mas enfim foi gostoso, no outro dia tinha que trabalhar, nos encontramos no Hospital, não perguntei nada pra ele, só disse que jamais esqueceria aquele momento maravilhoso que passamos juntos.

Comentários

Ale
12/04/2007 17:29:28
Bom puta nós já sabemos que vc é mas enfermeira´, é ruim hein...
05/04/2007 23:41:08
Show de bola, seu conto, é uma pena vc morar em SP, se não eu ia ficar dodói, só para vc me atender gata, beijos... [email protected]
16/03/2007 16:20:13
Parabens pelo o seu conto...
01/12/2006 19:11:06
Janice, gostei muito de seu conto, parabéns
QueroVoce
02/02/2006 15:21:20
Me escreve... sou de São Paulo tb.. sem compromisso... A-DO-REI seu conto... vamos conversar... beijos
Janice
31/01/2006 19:25:51
Bem Dotado? só se for nos pelos do Cú, vc é outro que entra aqui só para corrigir textos, para aprender escrever só fazendo faculdade de "Letras" e "Portugues" e va cuidar de seus filhos, pois garanto que eles nem pegar no lápis eles sabem, ve se não manda mais mensagens, me esquece...
Bem Dotado
31/01/2006 16:09:48
Conto interessante, mas realmente vc escorrega muito com erros de grafia. Nos cursos de enfermagem não existem aulas de Português?? Beijos na sua boceta molhada... Venha cuidar de mim, venha!!!
Janice
31/01/2006 14:58:59
Reginaldaaaaaa!!! Baranga, mal educada, por isso que vc é uma bichona Frustrada, com esta educação vc não pega nem macaquinho no Zológico
Janice
31/01/2006 14:55:24
Obrigada Luiz!!!
luiz
31/01/2006 13:25:38
valeu janice, excelente conto, mentira ou não isso não importa, mais teve tudo para ser real . mais acredito que foi . por que não teve nada de absurdo . um beijo !
Reginaldo Gadelha
31/01/2006 01:58:31
Isso ja encheu o saco to estressado
Reginaldo gadelha
31/01/2006 01:20:30
Essas bichas adoram me difamar.
Reginaldo Gadelha
30/01/2006 21:39:26
Sou uma menininha bem mimada ta legal
Flavio Santana
30/01/2006 21:31:56
Oi Janice, me deixa falar com você. Um beijo!!!
Reginaldo Gadelha
30/01/2006 21:31:10
Janice, sua baranga, me esquece, eu gosto é de homem. Eu ainda vou dar para esse motorista da ambulância...
Expert
30/01/2006 21:06:49
Eu disse isso me desculpe ta,achei uma lastima
Expert
30/01/2006 20:21:20
Janice, parabéns, continue assim. Senti sinceridade no seu conto. Se quiser trocar experiências, é só escrever!
Janice
30/01/2006 20:02:36
Reginaldo Cudelha!!! vc esta lendo todos os contos? ja corregiu a todos? qual nota você deu? e analfa? só pode ser de um cara burro como vôce, pois se quer corrgir alguém escreva a palavra por inteiro, vou dar uma dica a você:- continue a estudar, quem sabe você pode entrar aqui e corrigir os Textos, seu fedido!!!
Reginaldo Gadelha
30/01/2006 19:47:21
Caraca!!!!! Que estorinha sem pé nem cabeça. Enfermeira, vou te dar uma dica: Volte pra escola sua analfa, vai aprender escrever. Sua fedida!!!!!!!!
Engenheiro Sampa
30/01/2006 19:35:32
Curti pra cacete... acho q é verdade.. pode até não ser... mas achei excitante... Enfermeira.. me escreve... tá na hora de um engenheiro te foder gostoso... sou de são paulo tb... beijos!!!
Ganso
30/01/2006 19:14:31
Histórinha mentirosa!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Novinha da cuzinho no enlevadomulher dançando de vestido curto que pode aparecer a b***** dela pelada cuidar de abaixar vídeo pegadinha baixarhistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulhero meu padrato meteume o caralho na maocontos eróticos papai.mimha bucetinha ta dodoicurrada pelos negões no carnavalwwwxxvideo filhinha meche o bumbumvideo de idosa abrindo video de gemido no meio do mercado "apaga isso"conto gay tio e promo safaoso pedreiro me comeu a forca!!contos eroticosRelato enrabada por um cavalo bem dotado zoofiliacdzinhas contos reaiscontos eróticos eu vi minha tia amamentandovideos de mulheres ficando toda impinadinha ao perceber a encoxadabuseta.daclaudia.ranharcontos eróticos publicadosapaxonado pelo primo brutamontes 3 contos gayXVídeos as novinhas de calça folgado na fila do mercadoezibir vidios o cacorro e criado desde pequeno com a menina derrepente ele resoçve comer a buceta delavocê vai realmente para o Quartel eu tava até 9:00 da manhã online qual foi tava no quartel mesmodavs contos eróticosnegao enchendo cu do velhote de porrachantagiei minha irma casada contosimpressando gostosa na parede porno doido analentregei uma pizza e mepagou com boquetemin engravida amor porno sacanavídeo caseiro pornô mulher no macacão com passando a mão na buceta dela gordamostrando buceta po amigo pater uma xvidiovelhopintudocontosmeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticocarolzinha santos trepano no churrascopingola pantera selvagemmulata safada gosto da vara do roludo e traiuvídeo pornô Sport segurando marido comendo o cuzinho da comadre a forçaContos eróticos minha mãe e os cubanos - parte IVcontos ineditos de sexo entre primas primos e tiasso contoseroticos completos no sofa do padrinho maria alice deu ate o cuzinhosexo tórrido de desejo e paixão com padrastocontoswww.eroticos na festacontos eroticos com padrasto estupro gosteidei meu cu e tava bom pornomulheres gostosas fazendo garganta profunda com penis muito grandes e enfindo todo na sua guela e ele vai e gozaksalswing2011sadina pelada motado a busetagranfina brasileira sequestrada e fode e gozacontos eróticos suportando três cacetes com carinho e amorBundinha lisinha da filhinhapaguei para tranzar com a noivinha evangelica contoscontos eroticos vividos por mulheresnao acreditei mas o pirralho meteu a pica na minha bucetaporno familia jurássicaseduzindo novinha escondidopornodoidoContos eroticos de mulheres com grelo grandes gratisMinha tia evangélica no sofá tarada contos eróticos peguei minha esposa com um travestiSo video de 5 minutos porno buceta e rolas de 16centimetroxvideos Botando rola Pra Fora E sarrando bem gtzcontos eróticos família roludouma jovem de dizoite anos pode perde o cabaço da buceta so colocando a cabecinho de um penis por duas tentativa contofis vovo me arronbarcontos sexo duas meninas.me xuparam acampamentoporno de joelvemporno comendo em dois e explodindo cu ea buceta da novinha atéh ela cagarcachorro mete na buceta e sai puxando a dona vídeoVideo de duas mulheres tomando banho de biquini e se chupando e gritando de prazercontos eróticos com pezinhos da tiahistoria porno gay paguei um boquete pro anivesariantecontos eroticos/dois gorotos negros picudos fuderam minha namorada a forcacontos e vidios homem casado na casa de massagem ė enrrabadocontos eroticos me comeram a forçaxvideo porno irmao abraca a irma quando ela ta lavando aloucacuiadia fudedo de xortiu curtoxvideo muilher surpresa nxvideo sexo u buracuas novas novia cenus estrupada pediu virgindadecontos chantagiei a enteada e tirei seu cabasocalçinhas dentro dos reguinhos da buceta e do cu