Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Ajudando a filha da vizinha a estudar

Autor: MateusTarado
Categoria: Heterossexual
Data: 19/06/2006 13:30:16
Nota 9.00
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Dona Hilda, minha vizinha, tem uns 50 anos. É gente boa, super simpática e atenciosa. Me quebra mil galhos. Até cuidar do meu filho, ela já cuidou. Solícita com minha esposa também. Uma vizinha do bem. Mas o melhor é a filha dela. Um tesão de ruivinha. Se chama Carolina e tem 17 anos. A garota começou a trabalhar de dia e estudar de noite. Por isso, a Dona Hilda me pediu para buscar a Carol (apelido dela) toda a noite. Atendi prontamente. Sempre que eu chegava no colégio dela, ela tava de amassos com algum garoto. Era bem safadinha. Mas percebi que ela não dava pros caras. Ficava só no sarro. Concluí isso pelas nossas conversas, enquanto eu levava ela pra casa. Uma vez ela estava embaixo de uma árvore. Ela vestia uma mini saia e garotão passava a mão na bunda da Carol, por baixo da saia. E nenhum dos dois pareciam preocupados com um possível flagra. No carro eu perguntei o que ela faria agora com aquele fogo todo. Ela sorriu, mas não disse nada. Deu de ombros. Aqueles amassos dela com os namoradinhos faziam eu sentir ainda mais tesão pela Carol. Mas ficava na minha.

Um dia a Dona Hilda me chamou. Ela disse que a filha estava indo muito mal no colégio, que as notas estavam cada vez mais baixas. (Mal sabia a coroa que a filha ficava mais rua grudada nos namorados do que em aula estudando). Ela perguntou se eu podia ajudar. Quem sabe reforçar umas aulas particulares pra Carol. Aceitei. Disse pra minha mulher que eu iria todos os sábados à tarde para ajudar a Carol com os estudos. Ela topou numa boa.

No primeiro dia de estudo chego na casa da vizinha. Dona Hilda abre a porta pra mim e diz que a Carol tá me esperando no quarto dela. Peço licença e entro. E o que eu vejo me deixa doido. Ela está com um shortinho branco de ginástica bem justinho e uma baby look. A calcinha ficava bem marcada naquela bunda gostosa. Nunca tinha visto a filha da vizinha de short. Ela tava deitada na cama, de bruços, lendo os cadernos. Me recebeu com um largo sorriso, me beijou o rosto e me mandou sentar na cama dela. Ela continou deitada. Prestava atenção no que eu explicava e empinava aquela bunda linda pra cima.

Eu mais olhava pra trás, pra bunda da Carol do que pros livros. Já tava na cara. A Carol notou que eu não tirava o olho da bunda dela e adorou. Se mexia um pouco na cama, empinava a bundinha, de vez em quando tirava a calcinha de dentro da bunda fazendo estalar o elástico da calcinha na bunda. Meu pau tava bem duro e ela pode ver que ele tava espetado pro lado no meu abrigo. Essa cena toda divertia a Carol e ela me olhava de vez em quando com cara de safada. Eu mal conseguia explicar a matéria (neste dia era história) e ela nem tava aí.

Uma hora Dona Hilda entrou no quarto e perguntou se queríamos algo. Pedi um café e a Carol pediu suco. Dona Hilda voltou em seguida com as bebidas e saiu. Então a Carol pediu se podia perguntar algo pessoal. Ela queria saber se eu era fiel à minha esposa. Respondi que não corria atrás de outras mulheres, mas quando rolava ao natural, não fugia da raia. Perguntei porque ela queria saber e ela respondeu por nada. Aí foi a minha vez. Perguntei se ela já tinha transado com algum dos seus namoradinhos. Ela pediu segredo e disse que sim, mas o tesão nunca acabava por que eles eram muito rápidos, mal metiam e já gozavam. Falei pra Carol que ela precisava experimentar caras mais experientes, como eu. Nós dois sorrimos e toquei nas suas coxas. Ela tremeu, se espantou um pouco, me olhando com uma cara um pouco assustada, mas em seguida sorriu de novo.

Fiquei alisando as coxas dela, enquanto tentava inutilmente ensinar alguma coisa sobre os motivos do início da primeira guerra mundial. Mas parei de tocá-la quando ouvi os passos da Dona Hilda vindo pro quarto da Carol de novo. Disse ela que ia no supermercado fazer compras. Isso me dava pelo menos uma hora. Ela saiu e ficamos sozinhos em casa. Voltei a alisar as pernas da Carol e depois a bunda. Fiquei passando a mão no meio das coxas, tocando na bucetinha por cima do shortinho. Joguei os livros no chão e me deitei sobre a Carol. Ela virou o rosto pra mim e nos beijamos loucamente. Eu sobre ela, me esfregando naquela bunda gostosa. Abaixei o shortinho dela. Ela usava uma tanga branca de lycra. Abaixei meu abrigo e coloquei meu pau no meio das coxas dela. Fiquei naquela esfregação, meu pau roçando na bunda dela e minha mão pela frente, apertando a bucetinha por dentro da calcinha. Queria comer ela, mas antes tirar um sarro, como os namoradinhos fazem com ela. Enfiei meu dedo dentro da bucetinha dela. Tava encharcada. Meu pau estocava por trás. Fiquei masturbando a grutinha. Levantei de cima dela e pedi pra ela se virar. Tirei a calcinha da Carol e comecei a lamber a bucetinha dela. Enfiava a língua lá dentro e ela se contorcia de tesão e pedia pra eu meter. Fiquei mais uns 10 minutos chupando a bucetinha dela. Apertando a língua no clitóris da Carol. De vez em quando beliscando bem de leve o clitóris e depois metendo toda a língua dentro. Botei ela de quatro, chupei mais um pouco a buceta e depois meti meu ferro (já tinha posto uma camisinha no pau. Não queria nem pensar na possibilidade de engravidar a filha da vizinha). Ela deu um grito e disse que tava doendo, pois os namoradinhos dela não tinham um pau tão grosso. Continuei bombando e ela agora só gritava que tava muito gostoso e que isso sim era fuder. “Não acredito, Mateus, to gozando. Que tesão”. Minha vara entrava e saia com força daquela bucetinha apertada. Dava estocadas bem rápidas até que veio a segunda onda de orgasmo dela e eu gozei também.

Nos arrumamos e dando risada, falamos que tínhamos que dar um jeito nesse negócio de estudar. Pois assim, ela não ia aprender nada. Uns 10 minutos depois a Dona Hilda chegou e eu fui pra casa. Na segunda-feira terminei o serviço na Carol. Ficou faltando uma coisa naquela transa. Fui buscar ela no colégio. Ela se despediu do seu namoradinho e entrou no carro falando que finalmente tinha tido uma transa realmente gostosa. Disse que sempre que desse a gente ia transar. Ela sorriu e pôs a mão no meu pau. Entrei numa rua escura. Tirei pra fora e nem precisei pedir. Ela abocanhou meu pau com vontade enquanto eu chamava ela de putinha. Ela lambia meu saco e chupava, depois engolia todo meu pau. Nisso já era especialista. Lambia o meu ferro. Colocava a boquinha só no cabeção e ficava brincando com a língua, depois engolia todo. Ela fazia isso enquanto eu passava a mão pelas costas dela, levantava a mini saia e metia o dedo na bucetinha, puxando a calcinha pro lado. Gozei na boca e fomos embora. Todo o sábado de tarde, tem aula extra no quarto dela.

[email protected]

Comentários

28/01/2010 22:14:48
hahaha,sensacionla
01/02/2009 08:48:23
Bom
Relmas
24/06/2006 01:59:24
Gostei do conto tb já tive um caso com uma vizinha mais só ficou nas caricias.Minha nota é 10.
Anne
21/06/2006 22:43:01
To precisando de um prof assim !! Amei seu conto...
Lear
21/06/2006 22:02:44
Mais uma vez parabens, seus contos dão aquela tesão.....pode enviar outros.
Jesinha
20/06/2006 16:42:59
QUER SER MEU PROFESSOR???????????

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Contos eroticos sou obrigada a fazer nojerasvidii lesbica cozando turmidonoiva casa e não sabia tamanho iria infartar pornonovinha dançando só de calcinha e de óculos e botãozinho vermelhoirmalouca pra perdero cabaco pro irmarcontos erotikos menina novinha troca os cabacos por docespirralho pauzudo contosvideo porno elas adora fude beijado beijoss de ligua quim deliciaeu perdi a minha virgindade com cara da pica de 40cmempreggadas tesudas escitando patrao no youtubexvideo porno irmao abraca a irma quando ela ta lavando aloucawww.mundobicha australiano sarado fode novinho.com.brirmalouca pra perdero cabaco pro irmarjaponesinha chupando um pau pelo buraco da parede ver porno 10 minutos gratismulher crente dando o cu pra dois pedreiro pauzudoporno contos pelo zpxvideo casadinha fica louquinha com eletrecista dotadoporno com novinha de saia curta limpando a casa e o irmao dela pousado na bunda delaxvidio menina vigem perdi avigidadi gosano nasiririca escondidao meu padrato meteume o caralho na maocontos eróticos chantagiei o papai pra ele mim enrraba todinhaporno sem casaminhasContos eroticos a gozada incetuosa e mais gostoza que quaque outra gozando dentro da irma cem camisinhaprofessora do encino fundamental se masturbano peladacontos eroticos minha primeira siriricacontos eroticos casada aguenta 27cm do cacete do vizinho novinhominha mãe tomando banho e eu não resisti e entrei dentro do banheiro e forcei ela fazer sexo.contos de mulheres cagando e peidando em seus parceirosrevista em qadrinho mae mulata de calsinha de rendinha atolada no rabo pede pro filho come sua busetaS-&-w- Casa Dos ContosTravesti inceto desde pequenaporno de ananotaVelho grisalho que gosta de comer um cuzinho em campos dos goitacazes gostosa decha erick gozar em sua buceta pornodoidoxvide coroa gritando emportugues quando toma rola grossa e cabecuda na xanaconto foto pirua cacetao gozada abusada no cinemacontos eróticos chantagiei minha comadre e gozei na boca delagarota misterio cdzinhaPenis flacido castrar contosporno doido chochotinasneguei sexo ao meu marido e ele me pegou a força sexonegona sendo arrombado por negao tonato video porno grátisnovinha de chinelo havaianas contosminha irma deixou um bigodinho na xana so pra fuder comigochupando o grelo de uma loira mulher chupando beijo tchauvideo porno de menina que viu o caralho muito grande e nao quiz foder mas foi agarrada e enrrabada á forçaeu quero mulher tem pinto comendo viado que amanhece a tempinho comendo vi antes vídeo pornô vídeoxvideo chapeuzinho Vermelha no bosquegostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosGTA da mulher de calcinha o ventilador homem pelado homem pelado homem pelado homem pelado homem peladopornodoido dividio namorada com amigo do execitonega tarada por sexo oral e anal de b***** bem lisinha ela tem a garganta profunda engole toda a rola do bem dotado Oivídeo pornô novinha chupando p***** grande peituda gostosa patriciane nome delatiraramos a roupa contos lesbicoscontos eroticos brutais, estiquei o clitoris ate sangrarcoroa taradasexo históriacarlos chupando uma buceta com muito prazerpornoxvideos levo a gostosa anda de moto e comeu ela no matovídeo pornô feito no lixinho para Guarulhoscunhada arredou a calcinha e começou a cavalgar na vara do cunhadomeu primo tirou minha cueca e cheirou minha rolasexocunetetraição xxvidioelicarlos2010xvideo montadord moveisporno sacana mao na bucetta no cu nojento ao vivofotosde travesti peitudo ecusaoxvidio confusão em família pai gosou dentro da bucetaconto erotico tirei o cabaco da pateicinha no matohomen ve a visinha no banheiro fica louco porno doidoamenina do cu arrobado pelo negrao e gritandomae vai massagea o filho fica de boca aberta con o cacete do filhoporno contos cunhado novinhonovinha shortinho finos pegando no pau do namoradomeu namorado botou o dedo minha vagina e sanfrei nao sou mas virgem videoo negao fode o cu do moreno porque ele tava cantando na piscinavídeo de sexo de garotão matuto. de cueca boxe. de pau duroconto deram tesao de vaca pra minha esposacoroa q sabi dexa dozelo de pau durovídeos porno braseiro putona brasileira lavado ropa no cintal e fude com seu cunhado bem dotadoos videos de sexo os lolitos da picaoperdeno as prega saino bosta caseirovisitando sogro doente sexo quentexvideo afilhado fala quevai fazer massagem na madrinha e acaba comendo o cu delaporno meninas cortido asferias brasil