Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O ENTREGADOR DE PIZZAS

Autor: sedutor
Categoria: Heterossexual
Data: 14/09/2006 16:25:36
Nota 9.00
Assuntos: Heterossexual

Era um sábado chuvoso e sair debaixo daquele temporal, certamente não seria um bom programa. Na falta de opção resolvemos - eu e minha mulher - ficar em casa. Após um refrescante banho, fomos para a sala. Enquanto degustávamos um vinho branco, ouvíamos música e conversávamos sobre amenidades. Dançamos e namoramos. Lá pelas tantas, sentimos fome e resolvemos pedir uma pizza pelo telefone. (Eu sempre tivera a fantasia de ver minha mulher no maior sarro com um destes entregadores de pizza, sem que ele soubesse da minha existência. De repente, esta seria a oportunidade). Não demorou meia hora e o funcionário da portaria anunciou a chegada da pizza. Autorizei a subida do entregador até nosso apartamento. Minha mulher pediu que eu atendesse a porta pois estava vestindo apenas um "baby doll" transparente e uma exígua calcinha de renda. Disse-lhe que justamente por isso, seria ela quem iria abrir a porta, pois eu queria ver a reação do rapaz. Ela que também não é nenhuma santinha e adora uma sacanagem, não se fez de rogada e concordou plenamente. Coloquei-me atrás da cortina numa posição que tivesse uma boa visão da porta da sala, sem que a pessoa que estivesse naquele local pudesse me ver. Não demorou a campainha tocou e ela abre a porta. Lá estava um garotão, de seus vinte anos, n o máximo vinte e um, mulato, de porte atlético, de boa aparência, com as roupas molhadas do temporal que caía lá fora. Percebi claramente a surpresa dele ao se deparar com uma mulher gostosa, sedutora e sexy, em trajes sumários, como ela estava. Cumprimentou-a, meio encabulado, enquanto devorava o corpo com o olhar. Ela apanhou a encomenda da mão dele, levando para a cozinha, esta fora do meu, mas dentro do campo de visão dele. Não sei porque ela demorou lá bem uns três minut os, enquanto o garotão não desviava o olhar daquela direção, ao mesmo tempo em que alisava o pau repetidas vezes, por cima da calça molhada. Depois que tudo acabou ela me disse que quando foi à cozinha, fingindo que estava com dificuldade de abrir o forno do fogão, ficou de costas para ele, com o corpo agachado, mostrando a ele, toda a panorâmica de sua bunda. Percebi pelo volume da calça que ele já estava de pau duro. Finalmente ela volto u da cozinha, pedindo-lhe a nota, no que foi prontamente atendida. Quando se dirigiu à mesinha da sala para apanhar o dinheiro, ela me perguntou em voz quase inaudível, se prosseguia no jogo de sedução, ou se mandava o rapaz embora. Estou louco para ver você em ação com ele. Se te interessa vai em frente. Ouvindo isso, ela deixou o dinheiro onde estava, virou-se para o rapaz e disse: "Aguarde um segundo". Saiu da sala em direção ao banheiro, de onde voltou com um a toalha na mão. "Tome, enxugue-se. Pode pegar um resfriado". "Precisava não, madame", disse ele, aceitando a toalha. Enxugou o rosto, os braços, as mãos. Devolveu a toalha ela. Então ela desabotoou a camisa dele e passou a enxugar o tórax, vagarosamente. Estavam muito perto um do outro, e ele arriscou passar a mão suavemente sobre os braços dela; percebendo que não havia resistência, ele desceu mais, passando as mãos nos quadris, depois na bundinha dela. Ela virou o corpo d ele de lado, assim ficando também, para que eu tivesse uma melhor visão de onde estava., Ela, além de safadinha é inteligente, pensei eu com os meus botões. Ele continuava palmeando a bunda dela. Ela jogou a toalha em cima da mesa, abaixou o ziper da calça dele, fazendo saltar um cacete marron, duro como pedra, com mais de vinte centímetros de comprimento e muito grosso. Ela começou a acariciar a ferramenta dele, enquanto ele, habilmente abaixou a alça do baby doll, pondo à mostra aqueles lindos seios pontudos. Eu, com o coração aos pulos, já me masturbava atrás da cortina. Enquanto chupava, beijava e lambia um dos seios, brincava com o mamilo do outro. Ela continuava punhetando ele, e o cacete dele, parecia maior e mais inchado. A cabeça reluzente. Então ela abaixou-se e abocanhou a rola do garoto e passou a chupá-la como se fosse um picolé. Ele dizia: "Chupa madame, chupa gostoso o meu caralho. Ai, que boca quente, gostosa..." Ele, segurando a cabeça dela, dava o ritmo dos movimentos dela. Ela ora acariciava as bolas dele, arrancando-lhe suspiros, ora punhetava o cara ao mesmo tempo em que chupava. Tirava da boca, punhetava com as duas mãos, chupava novamente. De repente tirou da boca, socou com as duas mãos com força e muito rápido. Um segundo após ele gozou abundantemente despejando seu líquido sobre o rosto e os seios dela. Ela foi diminuindo os movimentos, deu umas lambidinha na cabeçona que estava muito avermelhada, querendo experimentar o gosto da porra dele. Eu, excitadíssimo com o quadro, estava controlando para não gozar. Aquilo era demais. Meu coração pulava dentro do meu peito. Ela tomou-lhe a mão e veio para o sofá, bem pertinho de onde eu estava. Sentou-se de pernas abertas, mostrando que queria o trôco. Ele entendeu perfeitamente, a lojou-se no meio de suas pernas e começou a lamber o botãozinho dela. Ela suspirou de prazer. Ele continuou a função mas foi além, introduzindo dois dedos na sua xoxota. Ele se contorcia, fodia os dedos dele, arquejava .... e gozou. Mas, queria mais a danadinha. Ainda não estava satisfeita. Ele ainda estava saboreando o gozo dela, quando ela o puxou para cima, sinalizando que queria receber aquela tora na sua grutinha. Ele posicionou a cabeça incha da do caralho na entrada da fenda e deixou seu corpo cair sobre o dela, penetrando-a por inteiro. Ela gemeu, mordeu o lábio, mas em seguida iniciou os movimentos colocando-o na cadência que ela queria. - Fode a sua puta, Neguinho, mete esse caralhão na minha boceta, que é para o corninho do meu marido, que está atrás da cortina, ver como a putinha dele gosta de foder. Pronto, pensei, "agora ela estragou tudo. O garoto vai sair correndo". Mas não f oi isso que aconteceu. O garoto olhou em direção da cortina, no momento em que saía de trás dela, com o pau na mão, me masturbando. - Doutor, A Madame é muito gostosa, disse ele, sem nenhum constrangimento. Ela fode muito. É uma putinha mesmo, com todo respeito. - Então enfia essa pica nela garoto. Mete gostoso, que eu quero ver ela gozar nesse picão. E o garoto agora, estimulado, mandou ver. Fodia ela, forte, sem dar tempo a ela respirar. "Assim minha putinha, geme na piroca do neguinho. Sente como ela é dura e grossa". "Mete Neguinho safado, enfia essa piroca todinha na minha boceta". E o garoto cumpria a ordem, metendo com força, com determinação. Aos poucos foi diminuindo o ritmo. Agora ele subia lentamente, quase tirando o caralho da xoxota dela e descia em profundamente, arrancando dela, suspiros e gemidos. "Fode, fode com força, meu macho, mete esse caralho, que eu vou gozar". Sua resp iração ficou descompassada, ela se agitava, pressionava seu corpo contra o dele, anunciando um orgasmo que veio cheio de suspiros e gemidos. "Goza gostoso, madame, goza no caralho do neguinho, assim, assim ..." Ela foi se acalmando, recuperando a respiração. Ele olhou no relógio preocupado. Voltou a se movimentar com firmeza, sinalizando que queria gozar para ir embora. Os movimentos ficam mais rápidos, cada vez mai s rápidos. Ela rebola os quadris, concatena com os movimentos dele, querendo retribuir o gozo que ele lhe dera. "Ai tesuda, gostosa, vou gozar ..." "Sim goza gostoso, esporra no meu corpo, quero ver esse caralho espirrar essa porra quentinha em cima de mim" Ele bombeou mais alguns segundos e de repente, tira o mastro lustroso e molhado de dentro dela, e expele duas, três, quatro golfadas do seu gozo, sobre os seios, barriga e pentelhos dela. Ela espalha com as duas mãos o creme dele sobre sua pele. Ele recompõe-se, recebe o dinheiro e vai embora. Eu e ela, vamos iniciar a nossa noitada. mandem seus comentários

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno de joelvemtia camisola sem sutiaconto tudo começou quando minha sobrinha de dez anos sentou no meu coloquero vídeo pornô do viado trocando noscocontos erotico meu filho me bateu e botou moralcutucando buceta de cadela com dedo zoofiliacontos eróticos san e dean incestocontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putaxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra elevídeo pornô ginecologista idoso não resiste a bucetinha apertadinha da paciente e a estrupa forçamostrar despedida de solteira dentro do clube da p****** todo mundo pelado mais tarde vídeo pornô completohistorias eroticas com saúnas masculinascarine patricinha casa dos contosxvideos porno travesti batendo punheta com uma serpente enfiada no cunovinhos erotizando de fio dental atoladoisso viadinho filho da puta tem um cacetao bem pra vc tomar no cu gostosocontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistasempregadinha contogarota muinto novinha com cona muinto apertadinhamim pediu emprego e dei a buceta contos eroticostransa sexual sogente negras eu gosto porno gratismeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguessó bucetinha novinha na ommmmmtirando o cebinho da cetinha com a linguaAbrir filme de sexo caixa de molho tirando a virgindade das moças de 18 anos gostosaarregasado a buceta com muita velocidadedoce nanda parte IV contos eroticosnovinha gostosa chupando até gozar na sexta-feira mas ainda continua na mãogostosas apimentadinha de tesaopornodoido sogra da cugrade a genro e filha na salabuceta gostosa mulhe gosano grilo gradecontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramúltimos contos eróticos gaymeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticosconto erotico castiguei o viadoa infidelidade da irmã resolve dar a buceta ao irmão mais novoninfeta de fio atolada no fundilContos de cochoro que estorou o cabaco da donafotos cazeira bucetas escapando pelo vestidocontos eróticos de Lucy dando pro caseiro na frente do maridoporno rabuda pulando naraconto erotico sou tratada como puta pelo meu sogro ele adora me chingarmama no caralho quando conduzo video pornocontos eróticos meu cunhado pausudo mi arronbou todos os buracos casadas sirrricasmulheres na cama peladas uma ensima da outra peladas apertando a bumda da outrafiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosum pornô para trás balançando a empregadinha naquele preço ela bem novinha pega à forçanão coube tanta porra dentro da buceta da gostosacontos emprestei minha irma por cem reais pra um taradopornô grátis só contos eróticos sogra cozinhacontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramnega tarada por sexo oral e anal de b***** bem lisinha ela tem a garganta profunda engole toda a rola do bem dotado OiSexo menage aclimação casadaa egua me excitou e eu esporrei nela/contovideo porno mae ve filho pelado e toma susto com tamanho do pauporno tratantesdominadora scat merda bostamulheres santinhas safadasContos eróticos de incesto mãe tarada descabacando filho dotada com fotoscolica o pinto na buceta com saiaamarando a filha pra chupa buceta e mete a liga no buraco da buceta primeira vez que ela sente uma lingavídeo caseiro pornô mulher no macacão com passando a mão na buceta dela gordaquero ver mulher g****** gostoso monografia g****** gostoso XVídeostia gemendo peituda vizinhacomeinha buceta to com tesãovideos de sexo bruto gostosa na posiçao que intslei tudocomebuceta irma outra irma prexahomem que fode muitohttps://www.yahoo.com/lugar onde o rio nasce xvidioconto caralhudoXvidiocomendo a novinha sem.ao menos tirar o chorte dela sex araminhao riquinho que eu amo cap 12 casa dos contosbotei gozei tirei gozei soquei gozeiconto gay o Doce nas suas veias capítulo 2no swing marido nao permite que metam na esposafudeno bucetas e gozando nas entradinhasvideo macjo goza na teta da mulher e corno lambenovinha gostosa tira roupa oro cunhadosexo tesao caricia exitante gemido passadas de maos nos seiso na bucetaContos eroticos fui estuprado por travesti do pau grande e cabesudo xvideos Botando rola Pra Fora E sarrando bem gtznovinha mostrando a buceta gozada com 10 picadinhos rabada buceta