Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Loucuras com titio

Autor: Castrinho
Categoria: Homossexual
Data: 21/02/2007 03:43:19
Nota 8.05
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (17) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

LOUCURAS COM O TITIO

Desde menino eu era o maior fã do meu tio Eduardo, tio Dudu como gostava de chamá-lo. Eu gostava tanto dele que toda vez que nos víamos, eu pulava em seu pescoço, enchia o rosto dele de beijinhos, sentava no colo dele, enfim, era uma festa. Na verdade, eu sempre fui meio delicado e sensível demais para um menino, na escola os garotos viviam me assediando querendo “brincar” comigo. Não vou negar, já aos 13 anos eu era conhecido na escola pelos meus dotes (rs). Eu nunca dei bola para os garotos da minha idade, em compensação eu estava sempre perto dos maiores, que adoravam me passar a mão (rs). Vez por outra um me levava pra dentro de um box do banheiro da escola onde eu pegava no pinto deles, batia punhetinha pra eles e às vezes até rolava uma chupetinha.

Com meu tio eu nunca tinha me atrevido a fazer nada, vontade não faltava, mas eu tinha medo que ele me repreendesse. O tempo foi passando e quando eu tinha 16 para 17 anos, certa vez fui passar férias na casa dele, que morava num sítio próximo à cidade. Ele era muito rico, tinha de tudo na enorme casa. Eu estava adorando minhas férias, ficava na piscina quase o dia inteiro. Teve um dia que ficamos só eu e meu tio Dudu, foi muito legal ! Eu estava com uma sunga branca minúscula que mostrava bem as curvas da minha bundinha redonda. Como eu tinha poucos pêlos e os que tinha eram loiros, parecia que eu estava sempre depilado (rs). Titio gostava de me agarrar na água e vez por outra eu sentia o toque do seu pau duro nas minhas nádegas e ao invés de sair fora eu fazia era me esfregar nele. Eu ficava doidinho quando ele me pegava por trás, meu pintinho endurecia na hora ao sentir seus pêlos do peito me roçando as costas. Sem dúvida ele tinha um corpo escultural, todo sarado, barriga de tanquinho, enfim, um gato e na verdade um gato tarado pois ele tirava proveito das brincadeiras me enconchando e passando as mãos nas minhas coxas roliças e na minha bundinha arrebitada (rs).

Lá pelo quarto dia de férias, o tempo virou e fez muito frio, ele inventou de passar um filme. Por volta das oito da noite fomos para uma sala com telão e cadeiras em declive que tinha no sítio, uma maravilha ! Meu tio me chamou para sentar na fileira do fundão, por onde dizia ter preferência, enquanto sua mulher, minha tia, e um casal de amigos sentaram na fila do gargarejo. O frio estava de rachar, então nos cobrimos com um cobertor grande de casal e para melhorar nosso aquecimento, tio Dudu suspendeu o braço que separava nossas cadeiras, permitindo que ficássemos mais próximos. Logo que começou o filme senti sua perna encostar na minha, em seguida sua mão pousou na minha coxa, instintivamente coloquei a minha mão sobre a dele. Passados alguns minutos me esfregando tio Dudu puxou minha mão para a coxa dele e lentamente começou a deslizá-la pra frente e pra trás. Naquele momento eu não achava que havia má intenção por trás daquela atitude mas fiquei na minha. Percebi que em cada ida e vinda minha mão se aproximava cada vez mais da sua virilha, até que sem mais nem menos minha mão foi parar em cima do seu cacete. Assustado, imaginando que tivesse sido acidental, tentei puxar mas ele me segurou. Olhei pra ele e encontrei um sorriso de safado, que retribuí meio sem graça. Não fosse o escuro da sala, com certeza ele teria flagrado meu rosto vermelho. Enquanto isso sua mão segurava a minha sobre seu pênis, que já apresenta uma certa rigidez, e passou a massageá-lo levemente. Com os movimentos de vai e vem aquela coisa foi crescendo e eu pude sentir o quanto era grande. Apesar de estar escuro, nós não estávamos sozinhos na sala e isso fez com que eu puxasse minha mão de uma vez. Nossos olhares cruzaram nesse momento e fiz sinal com a cabeça apontando para a mulher dele junto com os amigos alojados algumas fileiras à frente. Depois que fiz isso, percebi que com essa atitude eu teria me entregado, pois sem querer deixei que ele entendesse que minha preocupação era com a platéia e não com o fato de pegar no pau dele. Senti que ele ficou mais à vontade depois disso e passou a agir com mais convicção.

Tio Dudu estava mostrava-se decidido, especialmente porque o cobertor cobria nossas pernas. Em seguida, suspendeu os joelhos colocando os pés sobre o seu assento, formando uma espécie de cabaninha com o cobertor. Eu olhava aquilo e ficava imaginando como ele era inteligente e sem vergonha de armar tudo aquilo pra me “pegar” (rs). Não demorou nadinha para que novamente ele pegasse minha mão recolocando-a em cima do seu cacete duro. Aquilo era excitante demais, eu ali segurando no pau dele, tendo na nossa frente as costas da titia e amigos, que assistiam ao filme. Eu fui ficando excitado também e agora já mexia sozinho no pau dele e no meu, ambos ainda escondidos na calça. Tio Dudu percebeu meus movimentos espontâneos e tratou logo de abrir sua braguilha. Levei um susto quando senti o calor do pau dele que, muito safado, estava sem cueca. Sob a hábil condução daquele macho em poucos segundos estava segurando o pinto dele, ao vivo, pele com pele, como nunca eu teria segurado até então em um homem mais velho. Eu podia sentir seus pentelhos fartos, diferente de mim que costumava me depilar para imaginar fantasias. E como estava duro, todo em pé, pujante, viril, gostoso ! Comecei a bater uma punheta pra ele, subia e descia devagar, sentindo sua grossura, passava o polegar sobre as curvas da cabeça que se sobressaía em relação ao corpo, como um grande cogumelo. Ao passar o polegar sobre o orifício central senti a viscosidade do líquido seminal pré-coito e aí espalhei-o sobre a pele macia, lubrificando a superfície e facilitando o meu carinho. De repente lembrei que ele poderia gozar provocando uma meleca na coberta e na própria roupa, o que seria desastroso e tirei minha mão. Titio olhou para mim com aquela cara de indagação misturada com cara de pidão (rs), sem entender porque eu teria parado com o gostoso carinho. Cochichei ao seu ouvido com um sorriso maroto : - Titio, se você gozar vai sujar tudo aí !!! Ele devolveu o sorriso e respondeu : - Fique olhando e aprenda ! Em seguida pegou minha mão, segurou o dedo médio e começou a simular uma punheta nele. Eu não estava entendendo nada mas achei excitante e deixei ele seguir adiante pra ver qual era o ensinamento. Aí ele acelerou o movimento de vai-e-vem no meu dedo, enquanto fazia uma expressão facial semelhante a quem está prestes a gozar e por fim, num gesto apoteótico, enfiou a ponta do meu dedo na minha boca, simulando uma expressão de orgasmo. Aquilo era muito excitante, foi o pedido de chupeta mais criativo que eu recebi na minha vida. Em seguida levantou a coberta, manteve a perna direita erguida para manter a “barraca” levantada e abaixou a perna esquerda para que eu tivesse acesso ao seu mastro, que nessa altura estava ainda mais empinado. A visão era deslumbrante, aquele cacete em pé, plantado no vão das pernas dele, pedindo pra ser tocado. Olhei pra frente conferindo que ninguém estivesse olhando e mergulhei no pau dele, ficando de quatro. Segurei com vontade e lambi várias vezes de baixo até em cima, tinha um gosto delicioso de macho que eu nunca tinha provado igual. Eu estava louco por aquele pau e abocanhei a cabeça engolindo-a inteirinha, enquanto punhetava o mastro com a mão. Apertei a bisnaga e chupei com vontade, sentindo a viscosidade do líquido na minha boquinha. Enlouqueci de vez e agora punhetava com a boca e não mais com a mão, engolia aquele pinto inteiro fazendo-o bater na minha garganta e depois subia tirando-o quase todo, pra depois engolir de novo mantendo os lábios apertados para aumentar o seu prazer. Titio enfiou a mão por dentro da minha calça e começou a apalpar minha bundinha, ai que gostoso ! Ele estava excitado e agora passava o dedo no meu reguinho provocando um tesão indescritível que me fez abrir as pernas e empinar minha bunda. A sensação deliciosa de estar chupando um homem de verdade e o contato daquele dedo no meu cuzinho me deixou cego de tesão e eu acelerei a chupeta pois queria vê-lo gozar na minha boquinha. Não deu outra, titio colocou sua mão na minha nuca e forçou, fazendo com que eu engolisse o pau dele inteiro e soltou um forte jato de esperma quase me fazendo engasgar. Apertei o pinto dele para controlar as golfadas, dando tempo pra engolir tudo e cada vez que eu soltava vinha outro jato de leite gostoso, eu não podia deixar escapar nada para não sujar a coberta. Mamei até a última gota e fiquei quietinho até que o pau dele amolecesse.

Quando saí debaixo da coberta, já com o tesão em baixa, me bateu uma vergonha, um arrependimento, sei lá, uma coisa esquisita, fiquei com medo que aquela aventura pudesse estragar o meu relacionamento com titio, afastando-o de vez da minha vida. Olhei para ele meio sem graça, ele estava sério e eu com aquele sorriso amarelo, até que ele segurou no meu queixo e com o polegar limpou uma gota de esperma abaixo dos meus lábios, mostrou pra mim e enfiou o dedo na minha boca abrindo um sorriso de safado. Tentei corresponder o sorriso mas estava com a boca ocupada, então lambi o esperma do dedo dele cumprindo o prometido de não deixar sujar o cobertor e aí sim esbocei uma risadinha descontraída.

Para demonstrar que nada havia mudado entre nós, tio Dudu me puxou oferecendo seu ombro, adorei aquela atitude e me aninhei como um filhote de urso. Assistimos o resto do filme e depois fomos com a família fazer um lanche na cozinha. Sentados à mesa continuaram as brincadeiras eróticas, mas isso vou contar no próximo relato, se vocês quiserem né ? rs. Mandem email dando sua opinião, vou ficar agradecido. Bjs.

Comentários

08/01/2018 15:32:44
bom.
01/09/2016 22:14:10
amei quero mais
19/01/2015 19:03:34
PUTA QUE OS PARIU!!! Professor(??? de que??? De Português eu JURO que não é!!! Se for, está explicado o número de 'estudantes' que zeraram a redação no ENEM!) "QUE GOSTAVAM DE PASSAREM"??? PORRA, MEU!!!
07/06/2013 22:23:12
Muito excitante.Dez.
02/11/2010 01:14:33
Delícia de conto.
17/11/2009 09:42:38
Gozei sempre nas férias com um "titio" de adopção que morava no sitio ao lado do dos meus pais, não tinha mulher e assim eu fui a fêmea dele desde os 14 aos 18 anos.muito bom conto lembrou-me muito o meu começo.
27/11/2008 20:31:03
...
21/11/2008 09:06:30
Delícia! *-* Para os críticos sem noção.. Vai ler a revista "Veja".. Otários!
10/11/2008 07:29:32
adorei
22/09/2008 05:16:44
corrigindo o que disse sobre o narrador ;P
22/09/2008 05:15:59
na verdade o verbo "adoravam" concorda com o sujeito, "me passar a mão" é tipo o objeto da frase, se trocar isso por outra coisa, "chocolate" ou "jogar futebol" por exemplo. "passar" então se refere a "me" assim como "jogar" se referiria a "futebol" num dos exemplos não gostei do conto, na verdade, nem li, comecei e vi que não me interessaria
22/09/2008 05:04:48
na verdade o verbo "adoravam" concorda com o sujeito, "passar" concorda com o objeto, que seria o narrador "me passar"
08/01/2008 11:16:53
Eu nunca dei bola para os garotos da minha idade, em compensação eu estava sempre perto dos maiores, que adoravam me passar a mão. Essa frase deveria ser construída assim: Eu nunca dei bola para os garotos da minha idade, em compensação, eu estava sempre perto dos maiores, que adoravam me passarem à mão. Nesse caso, o verbo deve concordar em número e pessoa com o sujeito da sentença “maiores” substantivo implícito, então, deve-se usar “passarem”.
20/11/2007 20:40:57
que conto bom. voce realmente tem talento para escrever.
12/07/2007 17:43:08
O teu conto e' muito exitante adorei mesmo e' um dos melhores contos que eu ja li na minha vida voce deve escrever um livro erotico voce ja pensou nisso eu infelizmente nao moro no Brasil eu moro em Israel qualquer dia me add no meu msn para termos um papo bem quente [email protected] nao se esqueca de mim estou te esperando com muito tesao !!!!!!! (rsrsrsrs)
03/05/2007 19:22:31
Adorei seu conto, muito excitante!!
05/03/2007 17:22:39
Adorei, um mixto de de extase e perigo, muito bom, alem de uma mamada de primeira, com direito a beber leitinho e tudo... pena eu nao ser seu tio!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos aiiiii hum aiaiacontos erotico abusando da irma pequenapornô anal com mulheres dando rabão gostoso tesouro com perna tá tendo mais daqueles bem quente mesmocontos eróticos fui da o cu e cagueiboafodasanguelactofilia com leite materno feticheconto erotico chantageando filha prostitutaMania de fica pelada acabei dando pro meu paisexocazeiro onibofilme porno gay papis negao abusa de jovem mundo bichaeu confesso marido examina minhas calcinhasmulherez de anjinho capetinha e de calcinha vermelhapunhetabr.vai lafesta de cdzinhas no cine porno 2017contos de sexo com senhores Safadãohtts:you.comtube ponodoidoxvidio confusão em família pai gosou dentro da bucetaentregei uma pizza e mepagou com boqueterairodigoPasando com a cobra na cona Zoopornvidio porno crente curioza pra parA pega pica eacaba sendo estrupada ela cota tudocontos eroticoscu virgemnovińhas xvideo gozando sem fazer parulhocontos eróticos estava dormindo com meu marido e encerro minha buceta de porrabonitinha de 18anos quadril grande e largo bunda durinha comeu.xxxcontos anal c cavalos e tourospenetração forçada do pistoludocomtos exitanteshomem nu vi fugindo de cachorro dentro de um quartos com uma mulher so com a vaginas do cu de fora aí eles fazem sexoporno chupando a bucheta da minha padroa em baixo da mesa na sala de reuniõesFOTOS DE FODA RIJA NEGRAO BIGgarotocabelos grandes blusa pretasexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaoquero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****japonesinha chupando um pau pelo buraco da parede ver porno 10 minutos gratisporno contos negao da mandiocachantageei e comi minha avo contoxexoleitinhonovinha: dei pro meu irmao roludo depois que flagrei minha mae fando pro meu pai na sala contosReta do Pedreiro Hétero Peladomeu patrao agiota ele fudeu minha buceta virgem conto eroticomorena anda na rua de vestido branco ai himen vai ate la e fode elacasa do contos eróticos publicadosdescobri que meu namorado da o cu yahhoarregasado a buceta com muita velocidademeninas bem novas sendo fudidas pelo o padrastocontos eroticos picantes camioneiros estuprando putas na estradagozei na boca dela sem pedirvideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe maiscontos mulheres cinquentona nao aguenta pau com super cabecavideos de novinha gozando pelo orificio urinariopornodoido desmantelando a loira em cima da mesacontos eroticos gay dei a bunda dentro do cemitériofilha assiste porno no quarto e mae e comida por outro e mae escuta barulho estranho e vai ver o que e e ve a filha se masturbandoxvidio confio no amigoFotos de mocinha empinando o cu para o negao de pau mandigogozei na pica do cunhado do meu marido contosxvideo novinha gostosa tesão daquela P9conto erótico gaay sonbra de gaelmulher faze do sabao segano boceta da outavídeos pornô certinho não quero nenhum errando dando errado por favor obrigadaestourando com o cu da amadora e ela cagando no pausexo com minha esposa e mais outro homem quais as dicas para convencê-la?casadinha pacata contoshotwife e marido contosvideo porno chamei meu genro para mim ajudar e dei para elepornô doido comadre entre pica grande negãocontos/arrebentei meu cabacofotos os penes mais maneru do mundo pornnovinhas.abrir.buzentaXvideos gostozura bbw safadavideo porno velho mamando e mordendo e puxando o peitonegao pausudo enfoorca a novinha enquanto fode elabelo sexo dormindo de conchinha com a tia so de calsinhacontos eroticos mamãe ajudou papai a tirar minhs virgindade novinhacontos eróticos de sequestrovideos de novinhas perdendo o selinho e chorando na hora que o pau entra na bucetinha viagem delasBaixar Videos Porno Mulheres Bem Gostosas da Bunda Grande Querondo rola e Loca de Tesao Baixarmínha avô chupou minha xota