comi minha prima casada

Click to this video!

comi minha prima casada

Autor: filezão
Categoria: Heterossexual
Data: 06/03/2007 00:15:49
Nota 6.40
Assuntos: Heterossexual

Bom. O meu caso com minha prima começa quando eu tinha apenas 19 anos e era muito inexperiente em tudo na vida, principalmente em sexo. Na época eu estava na Aeronáutica, onde ingressei após aprovação em concurso público.

Fui transferido pra Base Aérea de Anápolis, cidade onde morava muitos familiares meus, entre esses minha prima, que era casada já a uns 5 anos na época, tinha um filho e vivia muito bem com o marido.

Logo que mudei pra essa cidade, passei a frequentar a casa deles e em algumas dessas visitas encontrava a minha prima só, visto que o maridão trabalhava dia sim e dia não e eu maldosamente escolhia os dias em que ele estava trabalhando pra realizar minhas inocentes visitas.

Nossos papos variavam muito nessa ocasião e muitas vezes abordava o sexo, minha prima, que aqui chamarei de Ludmila, era um avião, loira, cabelos até o ombro, seios pequenos e uma bunda de parar o trânsito. Nesses papos ela sempre me elogiava, dizia que eu tinha ficado um rapaz bonito e tal, que eu devia fazer muito sucesso com as garotas, coisas assim.

Um dia ela me confidenciou que o marido tinha uma estranha tara de que ela transasse com outro homem em sua presença, em princípio desconfiei de tal conversa, mas com o passar do tempo fui observando o comportamento dele e comecei a acreditar naquilo. Ele não se importava com minha presença em sua casa em sua ausencia e certa vez até chegou a me pedir pra ensinar a esposa a andar de moto, quando ele não estivesse em casa. Com o aval do próprio marido passei a ficar mais assíduo na casa deles e as vezes ia até na escola dela, pois na época ela estudava a noite e matava aula pra ficarmos conversando.

Mas como disse no início, era muito inexperiente e apesar de ser louco por ela, não achava um meio de traçar aquela delícia. Na época tocava muitas punhetas pensando nela, mas não passava disso. Ensaiava umas investida, mas esbarrava na minha timidez de adolescente. Certo dia eu peguei ela em casa e levei pra um passeio de moto, ela pediu pra ir guiando e eu na sua garupa comecei a passar a mão no seu corpo timidamente, fui subindo pela sua barriguinha travada e alcancei os seios dela que ja estavam durinhos, ela me pediu pra parar antes que ela caísse da moto, chegamos em sua casa e parecia que tudo ia rolar naquele dia, mas pra nossa infelicidade apareceu o sogro dela justamente quando estávamos entrando em casa, ele me olhou desconfiadamente, trocou algumas palavras com ela e saiu pisando duro, eu achei melhor ir embora pra evitar alguma desavença entre eles.

O tempo foi passando e eu comecei a perder o contato com ela, ela engravidou de novo e eu me afastei de vez, logo depois comecei a namorar sério e muito apaixonado, esqueci completamente da minha prima, passaram-se alguns anos, eu me casei, ela teve outro filho e nossas vidas não mais se cruzaram até que...

Tudo começou novamente no ano passado, eu já com 25 anos, meio desiludido com o casamento, resolvi um dia dar uma volta pra espairecer. Saí de carro e resolvi passar na casa de minha tia que não via a algum tempo. Ao chegar la notei que havia muita gente, era aniversário de meu priminho e estavam comemorando toda a família, inclusive... Ludmila que agora tem 32 anos e está ainda melhor que antes. Ao nos encontrarmos parece que tudo renasceu, começamos a conversar e rapidinho rumamos nosso assunto para o sexo que era nosso assunto preferido, ela me confidenciou que o marido havia a levado num cinema pornô e que também havia sexo ao vivo nos intervalos e que tinha sido muito bom e tal. Perguntei a ela se gostaria de ir la comigo um dia desses ela respondeu que sim, que bastava que marcássemos o dia. Dei meu número pra ela, e pra minha surpresa uma semana depois ela me ligou pra perguntar se ainda estava de pé. Marcamos pra o sabado, ela deixou os filhos com a irmã e inventou pra o marido que ia fazer compras com essa mesma irmã que era sua cúmplice nas suas aventuras. Eu a apanhei perto de sua casa e rumamos pra Goiania pra realizarmos nossa fantasia.

No cinema fiquei meio sem graça porque havia muitos curiosos e o fato de estar ali com uma mulher despertava ainda mais a atenção, mas conseguimos relaxar e depois de algum tempo peguei a mão dela e levei até o meu pau, ela fingindo de início um pudor inexistente, ficava fugindo, mas não resistiu ao calor da rola e agarrou meu pau que estava completamente duro e iniciou uma punheta maravilhosa, pedi pra ela chupar mas ela se recusou por que tinha um jovem do nosso lado que não desgrudava os olhos e ela estava ainda com vergonha. sua mão era maravilhosa ela subia e descia devagarzinho e ao mesmo tempo ficava falando no meu ouvido que meu pau era muito gostoso que ela sonhava com ele há muito tempo. As vezes ela parava e molhava um pouco a mão com sua propria saliva e continuava depois com a maior delicadeza, deslizando da cabeça até as bolas. já estava louco pra gozar e pedi pra ela parar, mas a putinha queria me ver gozar e não teve jeito colei minha boca na dela enquanto jogava jatos e mais jatos de porra nas mãos dela em minha calça e por todos os lados. depois da gozada fiquei um pouco frustrado por ter gozado daquele jeito ao invés de aproveitar um pouco mais, mas o melhor ainda estava por vir.

Convidei ela pra sair dali, mas a safadinha queria assistir tudo e ficamos ali mais umas duas horas até rolar o sexo ao vivo. o casal saiu do palco e foi até perto de onde estávamos e ficaram metendo do nosso lado. eu achava aquilo patético, mas ela estava delirando. Saímos dali e rumamos pra um hotel que fica nas proximidades. Ao chegarmos no quarto eu ja fui atacando mas ela pediu um tempo pra tomar um banho. Entrou no banheiro vestida e se trancou, eu aproveitei pra tirar minha roupa e fiquei só de cueca deitado na cama de costas e assistindo TV. Ela demorou um pouco, mas quando saí tive uma visão que me deixou completamente louco. Ludmila, apesar de ter tres filhos e seus 32 anos era um verdadeiro tesão: corpo perfeito, uma bunda maravilhosa, sem celulite, barriguinha travada, e aqueles seios que cabem na boca. fiquei maravilhado quando ela saiu apenas de calcinha e sutiã. Não perdi tempo e a arrastei pra cama e comecei a beijar aquela boca rosada, ela me devorava num beijo alucinante e se enroscava em mim de um jeito incomum, parecia que estava a um ano sem trepar, tamanha a sua fúria. Da sua boca deci pra aqueles seios que apesar de pequenos tinha os bicos rosadinhos e convidativos pra uma boa chupada, não resisti e comecei a sugá-los ela se contorcia toda de tesão. O que eu mais queria era cair de boca naquela xaninha que eu desejava ha muito tempo, mas ela me pediu pra botar uma camisinha e meter nela logo que ela não aguentava mais esperar pra ser preenchida pelo meu cacete. Atendi seu pedido e ja munido da camisinha meti sem dó na posição papai e mamãe. A bocetinha dela era bem apertadinha e sugava meu cacete como se fosse um bezerro novo, o que me deixava louco. Como ja tinha gozado uma vez pude abusar mais e metia nela sem me preocupar em segurar o gozo, meti em várias posições mas a que eu mais gostei foi quando coloquei ela de quatro e ela arrebitou bem a bunda e deixou aquele cuzinho cor-de-rosa bem estufadinho, meu pau entrava e saía daquela xana molhadíssima e eu tinha uma visão privilegiada do cuzinho piscando e do meu pau entrando e saindo todo lambuzado pelo mel que escorria daquela buceta deliciosa. Ela gemia, chorava, elogiava meu pau o que me dava ainda mais tesão e não podendo mais segurar acabei gozando daquele jeito naquela buceta maravilhosa.

Caímos na cama lado a lado, mas meu pau não, ela sem nenhuma frescura abocanhou o meu cacete e começou a chupá-lo limpando toda a porra que ainda escorria, fui à loucura, ela safadamente ofereceu aquele rabo bem na minha cara e eu não resisti e atraquei num 69 delicioso com ela por cima engolindo meu cacete e eu caprichando naquela xana completamente melada, tava uma cheiro muito gostoso e escorrendo do jeito que eu gosto. O cuzinho dela na altura do meu nariz dava um toque todo especial e eu como não resisto a um cuzinho, ainda mais rosadinho daquele jeito comecei a dar umas lambidinhas,ela deu um pulinho e quase mordeu meu cacete. chupei ele com gosto, tava salgadinho, uma delícia. Ela quase sentava na minha cara, eu coloquei a pontinha do dedo e fui enfiando devagarzinho ela se arreganhava toda e quase engolia meu cacete, fiquei brincando com o cuzinho dela um tempão depois tirei ela de cima de mim, vesti mais uma camisinha e parti pra o segundo round. Caí na bobeira de pedir o seu cuzinho, ela bem safadinha me disse que ele era só do marido, arrependi de não ter metido sem pedir, depois que eu começasse duvido que ela recusaria, mas resolvi não insistir, atolei ele de novo naquela buceta e meti tão forte que batia a cabeça dela na cabeceira da cama, ela gozava aos berros e eu não parava de estocar, acabei gozando rapidinho dessa vez.

Depois da segunda resolvemos tomar um banho juntos e no banheiro mais uma vez tive meu cacete devorado por ela. Ela me confessou que era viciada em boquete e que o meu pau era do jeito que ela gosta, pq modéstia a parte tenho um pau anatômicamente perfeito, grande (18 cm), um pouco grosso e com a cabeça bem saliente, as mulheres adoram. ela me chupou um tempão e depois fomos pro quarto novamente onde ela me fez gozar só com a boca e com as mãos, acabei melando o seu rosto e os seus seios com o pouco de porra que saiu. Fomos embora mortos de tanto sexo, mas eu via no rosto dela que assim como eu ela tinha realizado um sonho de muitos anos e a foda tinha valido a pena.

Deixei-a no mesmo lugar que a apanhei não sem antes trocarmos beijinhos como um casal de adolescentes apaixonados.

Comentários

18/03/2007 22:34:13
muito bom o conto,,,,parabéns...
09/03/2007 07:12:14
Adorei o conto! Gatas,apareçam no msn pra conversarmos! [email protected] Floripa-sc-centro
07/03/2007 17:11:52
Gostei... Muito bom! nota 10.
06/03/2007 16:01:46
E esses priminhos inesperientes são os melhores passatempos pra nós priminhas safadas e casadas!
06/03/2007 14:44:52
não é só quando são adolescentes, depois de casadas as primas também estão dispostas a dar pros primos, pra nossa felicidade (e a felicidade do cornudo, no seu caso)
06/03/2007 13:57:21
"tchellobs" amor meu, kd vc?
06/03/2007 13:53:27
É isso ai, muito legal!
06/03/2007 13:18:09
Pois é, essas vontades antigas sempre são satisfatórias, parabéns!
06/03/2007 10:51:39
Muito bom excitante, bem escrito, mas se o marido liberou, pq vc nao comeu ela na epoca???
06/03/2007 10:37:03
Gostei. Sexo sempre é bom.
06/03/2007 10:30:10
Meus parabéns cara, tu tem mesmo muita sorte de ter uma delícia de prima como essa, mais eu nao ia querer ta casado com ela nao viu. Ah teu conto além de tudo tá muito bem descrito por isso se torna ainda mais excitante.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


baixar grátis vídeos pornô lésbicas gemendo grostoso e esfregando buceta com buceta molhadinhas até gosarvideo de um homen chupano a buceta da mulher a te dar istralosVIDIOPOMO DI PAULISTA contos levei minha mulher pra fuder com o kid bengalaContos gays vestido de mulher para o negro dotadomegao pega mulheres casda a forsa econe abusetavideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe maismenage masculino contosdei minha virgindade promeuirmãogêmeorapaz com pau enorme na prai de nudismo no brasil e gostosa nao resiste e da p eleloira linda com mastro monstruosoCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.9tio por favor coma meu cuzinho a sobrinha improrando para o tio ele nao resiste contoscontos eróticos revista privatecontos zoo dalmata.meu machoxxx vídeos novinhas aproveitando que a sua mãe saiu no pornô iradovideo porno fundeno cuzinho a fosazoolofila so fudendo o cu da vadia 696contos a punheteira do papaiposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularconto erótico gêmeas lésbicasquero ver foto bucetao beicudas e hrandedoce nanda parte cinco contos eroticoscontos eróticos meu maridoviado corno na zoofiliaconto gay "macho entendeu"pornodoido dividio namorada com amigo do execitoContos eróticos gay meninos maldososvideos de cunhada se esfregando no marido da irmaconto erotico gay colega de quartotarada xividiosvideos porno velhor comedor da cabeça do pau rombudaminha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigocavalo viou pau ate no urtero da novinhanovinha de biquine fazedo sexo de ladinho colado bem devagarinho no cuzinhominha mae me iniciou na zoofiliahetero passivo conto realrelato abuso comeu meu cuprofessora gostosa da etec contos eroticosestrupoanal abusocontos eróticos fui da o cu e cagueicoisinha do pornô bumbum na nucacontos gay me apaixonei pelo meu cunhado novinho hetero que me humilhavabrincando escanchada contos pornofrecando a paciencia do brutobaixa vídeo porno molhes ñ quenta rolar ir choracontos eróticos lesbicos strapon putinha vadia vagabunda fuderconto de farra de casadacontos de putaria sou puta do marido negro da minha cumadredito comedor de gay meu zapcasada corno.dirigindo ela aprontou contosvizitou a. amiga levou foi rola x videosContas de incesto mãe tarada descabacando filho a força com fotocontos erótico transei com minha sogramacubeiro comendo a foça novinhaconto erotico viado novinho arrombado por dois coroas dominadoresamigas chantageadas depois de furta pornoaproveitando que o seu irmao nao ta em casa e dando assistencia pra cunhada video pornoandrew arlindo dellavoglio casa dos contosincesto amador no surdãomuler jupendo a minha puta. gtacontos eroticos com policial civil experientecontos de sexo com meu pai metiii vaii issonovinha safada humilhando o padrasto é estrupada a forca no conto eroctico do quadradinholambendo dedo com coco scatmeu padrasto me vigiava tomar banho um dia ele comeu meu cuguris metendoela cagou no meu pau conto eroticogosto de praticar zoofiliacomeram minha buceta no carnavalconto eu hetero tinha 18 anos o pedreiro me comeuvideos pornos gratis mae pede pra filho traser a toalha e filho nao perdoacontos eroticos vi meu irmão pelado pela brecha da porta e fiquei esxitada e passei a provoca ele