Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Sacanagem com meu Aluno.

Autor: D14
Categoria: Heterossexual
Data: 12/03/2007 12:33:34
Nota 8.44
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (16) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou professora de química, e outro dia, dois alunos meus perderam um teste e vieram me pedir para fazer segunda chamada. Levo meu trabalho muito a sério mas não gosto de ser durona nem de prejudicar aluno, então concordei. Sendo que o Eduardo poderia fazer o teste naquele dia quando terminassem as aulas, mas a Karina só poderia fazer no dia seguinte.

Nunca tenho pressa de ir para casa, e não me importei de ficar uma hora a mais para ajudar um aluno.

Quando deu uma hora da tarde, peguei o Edu e o levei para uma saleta reservada a esse tipo de coisa.

Enquanto caminhava ao lado dele, senti uma energia quente saindo do corpo dele e vindo em direção ao meu. Imediatamente, fiquei alerta aos sintomas que aquele homenzinho estava me provocando. Comecei a observar aquele mulato claro, de cabelo raspadinho, bigodinho, cavanhaque, bíceps musculosos, pernas malhadas... e fui me arrepiando...

Quando chegamos na saleta pedi a ele que me esperasse um momento. Fui até o banheiro e tirei a calcinha. Mil idéias já estavam dançando na minha cabeça de puta. Neste dia eu usava uma sainha jeans apertada e curtinha.

Assim entrei, peguei a matéria e comecei a ditar as questões para que ele fosse tomando nota. Fechei a porta e discretamente empurrei uma mesa para escorar. Só pra garantir que ninguém ia atrapalhar meus intentos.

Lembrei que tudo na minha vida começou com um professor, e isso reacendeu meu tesão, pois já fazia anos que não vivia uma aventura colegial, sendo que agora com os papéis invertidos.

Embora o Edu não fosse nenhum adolescente, tinha pra lá de seus 19 anos, eu ainda era professora dele.

Sentei nesta mesa atrás da porta à cavaleiro, então minhas pernas ficaram abertas. Enquanto ele nada percebia, ia escrevendo as questões naturalmente.

De repente, ele parou e me olhou esperando que eu continuasse a ditar, e deparou-se com minha buceta discretamente à mostra.

O rapaz prendeu a respiração e arregalou os olhos. Olhou bem dentro do meu rosto e depois dirigiu novamente o olhar para dentro das minhas pernas. Eu, com a cara mais inocente do mundo, continuei ditando, desviando o olhar dele. Mas o que começa não tem volta. Edu ficou nervoso, agitado, visivelmente excitado. E eu... nada percebia.

_ Pronto, Edu, pode começar a fazer o teste. Boa sorte! Mas ele não sabia por onde começar, ou melhor, para onde olhar, porque parecia estar hipnotizado por aquela cena que estava contemplando.

Eu com uma vontade louca de ir e ao mesmo tempo atacá-lo, me controlava...

Peguei um livro, recostei-me na porta, escorreguei um pouco o tronco para frente para que ele pudesse ter melhor visão da minha buceta aberta e fiquei lendo...

No silêncio, podia-se ouvir a respiração dele ofegante e entrecortada.

Em determinado momento, levantei um pouco uma das pernas, aí foi que escancarei mesmo a buceta e ele não agüentou.

Arriou a caneta na mesa, e abaixou a cabeça. Levantei-me e fui até ele. Sentei então na minha mesa, com as pernas entreabertas de frente pra ele, e falei:

_ Edu, está sentindo alguma coisa? Posso ajudar?

Ele não resistiu e falou num desabafo:

_ Professora, sinto muito mas não dá pra fazer o teste assim não...

_ Assim como?

_ Com você desse jeito...

_Que jeito?

Aí ele gaguejou, pigarreou e finalmente disse:

_Sem calcinha, mostrando tudo!

Dei um sorriso, e levantei a minha saia na maior naturalidade, expondo totalmente a buceta para ele. Perguntei:

_ Então Edu? O que é que você está vendo?

Ele deu um suspiro e respondeu...

_ Quer saber o que estou vendo??? Estou vendo um bucetão lindo, totalmente depilado, com um grelo enorme vermelhinho que deve estar cheio de tesão porque está brilhando e daqui posso ver que está úmido... É isso que estou vendo! - desabafou.

_ Excelente descrição! Vamos fazer uma argüição...

Dizendo isso afastei-me mais para o centro da mesa e levantei uma perna colocando o pé sobre ela. Abri minha buceta com uma das mãos e perguntei:

_ Digamos que você tivesse que tocar nesse bucetão com seus dedos... como você faria?

Ele viu que era hora de putaria e gostou... deu um sorriso bem sacana, deslizou na cadeira e acariciando o pau por cima da calça comprida respondeu:

_ Primeiro eu ficaria atrás da proprietária do bucetão, com meu corpo bem colado ao dela... Com o braço esquerdo eu abraçaria e apertaria mais contra mim. Depois levaria o braço direito à frente da mulher e com meu dedo indicador iria tocando lentamente o grelo, até chegar na vagina, ia melar meu dedo no mel que sai dessa buceta e subiria melando o resto do grelo. Ficaria fazendo esse carinho por algum tempo, depois iria segurar o grelo entre meus dedos indicador e médio como se fosse um cigarro, e iria fazer massagens apertando. Depois repetiria a escorregada do dedo, depois a massagem no grelo...

_ Hum... belíssima descrição! - disse eu, que nesta hora já estava massageando eu mesma meu grelo.

_E o que você faria com sua boca? Perguntei:

_Ah, professora... em química tem experiências que são melhores demonstradas que escritas... você me permitiria demonstrar a experiência?

Fiquei olhando para ele enquanto avaliava o tamanho do tesão daquele gostoso e tesudo rapaz.

_Adoro alunos criativos... tem minha permissão para fazer sua demonstração!

Neste momento ele se levantou devagar da cadeira, aproximou-se de mim, ostentando o sorriso mais sacana que já vi... e disse:

_ Com licença...

Dei licença é claro!

Então ele me empurrou gentilmente para trás e abriu minha buceta. Preparou a língua de maneira que ela ficou pontiaguda e durinha e começou a passar pelo meu grelo de um lado para outro, depois descia até embaixo e voltava. Fazia movimentos rápidos e precisos, eu estava nas nuvens!

Depois, com os polegares abriu os lábios da minha buceta para os lados e para cima, com isso deixou meu grelo completamente arreganhado. E relaxou a língua de maneira que quando encostou em mim, toda ela aderia ao meu grelo aberto, fez pressão dessa maneira e eu quase enlouqueci. Que delícia de lambida. Como aquele rapaz sabia lamber uma buceta com classe, sem pressa, fazendo-me desfrutar de cada toque com uma intensidade absurda. E revezava, ora com a língua em forma de seta, ora com a língua espalmada cobrindo todo meu grelo aberto.

Então parou um pouco, engoliu a saliva, secou bem os próprios lábios com a camisa, e com a palma da mão também secou minha buceta.

Enfim voltou com a boca para ela, sendo que desta vez, abocanhou meu grelo e ficou sugando. A sensação da mucosa mais seca ao ser chupada foi incrível. Eu podia sentir o sangue irrigando as minhas veias, indo direto para meu grelo fazendo-o ficar inchado na boca do Edu. Sentia meu grelo crescendo a cada sugada dele.

No meio das chupadas, ele abriu o zíper e pos o piru para fora. Quando percebeu que eu já estava no meu limite, afastou-se, puxou-me pelas pernas mais para a beirada da mesa e meteu o caralho dentro da minha buceta. Foi metendo devagar, porém com força e determinação enquanto dizia:

_ Que buceta deliciosa que você tem... hum... que bucetão maravilhoso...!

E virava os olhos, e mordia os lábios enquanto socava o pau dentro de mim e com a mão direita apertava meu grelo. Não agüentei e comecei a gozar. Rapidamente ele tirou o pau e abocanhou novamente minha buceta, engolindo meu grelo para que eu terminasse de gozar em sua boca. E tão rapidamente quanto tirou meteu de novo a piroca e socou com força pra dentro e para fora, vindo também a gozar de forma violenta, explodindo seu gozo bem fundo dentro de mim, inundando buceta, pernas e mesa com uma porra linda, maravilhosa.

Ainda ficou dentro de mim por uns três minutos, enquanto o piru estivesse pulsando e minha buceta latejando, ele deixou o pau lá, quentinho, todo enterrado até que nossas respirações foram se normalizando.

Assim que tirou o piru de dentro de mim, abri a bolsa e tirei uma toalha de mão de dentro, limpei-me e dei para que ele também se limpasse. E aí perguntou:

_ Que nota você me dá professora?

Olhei para ele e sorri: _ Em química orgânica, ainda não sei. Depende do teste que você fará amanhã junto com a Karina, entretanto em química de pele... hum... dez com louvor!!!

E pela primeira vez ele me deu um longo beijo na boca...

Deixei que ele saísse primeiro da sala, e logo fui em seguida. Ainda passei num sexy shopping para comprar alguns apetrechos úteis.

Onde já se viu um rapaz daquela idade, meu aluno me surpreender daquela maneira? Fiquei me sentindo uma colegial e ele o mestre! De jeito nenhum, tinha que mostrar para ele que minha carreira de puta era muito mais longa que a dele como bom fudedor!!!

Comentários

25/10/2010 12:01:36
Delicia, gozei lendo, eu tinha um professora de química que sempre ia de saia jeans e com umas mini calcinhas, ela sentava em cima da mesa e abria um pouco as pernas, todos viam, agora ninguem sabe se era de propósito ou ela nem percebia. O que vc acha?
25/01/2010 02:13:06
MUITO BOM.... PARABÉNS...
05/09/2008 15:51:31
Também sou professor. Vamos trocar experiência. Me mande um [email protected]
24/05/2008 13:13:32
Você é bem vadiazinha, do jeito que curto. Queria ter aula de química ORGÂNICA com você.
10/06/2007 22:54:52
oi,tenho 20 anos vc eh da onde ?queria ter umas aulas particulares pode ser? espero sua resposta [email protected]
06/06/2007 10:26:33
Gostaria de tracar experiências com vc, pois tenho certeza que suas aventuras foram muito além desse conto. [email protected]
19/03/2007 03:01:07
tai gostei,e de contos assim que o site precisa, dinmico e prende atençao, agora to muito burrinho precisando ir a escola, voce me ensinaria gostosa? 10zao poce.
15/03/2007 13:46:41
D14, parabéns pela aventura. É um tipo assim de professora que estou precisando ter uma aula particular, que tal nos conhecermos e apimentar com as suas e as minhas experiências a "química do amor", quiser conversar(mais detalhes)= [email protected], beijos tia!!!
13/03/2007 08:22:44
me empresta o teu aluno... vc vem junto, tb??
13/03/2007 02:54:23
O profesora vem dah aula pra mim..
13/03/2007 01:09:29
Começou bem, até a insinuação. Mas depois ficou tolo.
th
12/03/2007 15:45:12
quero ser seu aluno tambem me add para me dar umas aulas [email protected] e para a maq7 se queser me add
12/03/2007 14:16:19
No momento não estou estudando, mas se vc quiser me dar umas aulas ficaria grato....
12/03/2007 14:14:57
qual o ano q vc ensina mesmo, heim? tow qreno voltar a estudar e ser o melhor em química de pele, garanto q nunca vou no dia da prova, so farei reteste
12/03/2007 13:59:02
me empresta esse seu aluno, vai!!
12/03/2007 12:47:17
legal muito bom mas eu posso ser seu aluno ? eu adoraria bjus aguardo r esposta

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eroticos gay virei chupeteiro dos senhorecorno dopado meio sonolento vendo mulher fudendo com quatro machos e sorrindofotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadaContos de meninas novinhas que liberaram o cuzinho pro namorado da sua mãe mas não aguentaram a rolavidios travetis nao aguetaoContos levei um tora preta gozou dentro meu marido adorouver video de porno brasileiro pedrero peludao suado comendo a patroua safadavideos porno brasileiro família sacana meu cunhado além de me comer tira o caba co da minha filhaXxvideosVizinha gostosa de shortinhoVidio,de,yrma,de,quinzeano,bricano de,lutinha,com,yrmaopornodoidocalçinhascontos de cunhado que comeu a cunhada e ela nem percebeuconto eróticos comendoa mulher doamigo a forçaBusetinha lizinhavideo de mulhe rebolhadocontos eroticos comi a bundinha da menininha do balecontos zoo dalmata.meu machoAbrir filme de sexo caixa de molho tirando a virgindade das moças de 18 anos gostosameninas tirando a Virgindade aeh doigostaria de ver vídeo de mulher dá bunda grande lavando a calçada de microshortqual bumbum mais bate com a bumbum mais pula com a bumbum mais bate com a bumbum e as loira morena branquinha e azul é a cor morena marquinha Azul quando bate a bunda pula pula pulaConto Meu Pequeno ,Meu Amor 1Temp. completa casadoscontoscontos eróticos de marido chega em casa e escuta sua mulher gemendo e brexa o cara comendo o cú delaas coxas da minha mâe contos eroticosContos eroticos seduzi a mae do meu amigo uma coroa bem recatada e dona de casacontos filha no barco c amiguinhaabusada no cinemaconto erotico de irmao do meu colegar saradao mim comeu brutalmente gayvideo de sexo ardente enxamas boa fodaxvideos paacas.com.pesexo forsado com shortinho jeansmulhe pelada putona do cuzao e budona so de vistido ruivavelho insiste até rapaz com mussarela no pornôpaguei para tranzar com a noivinha evangelica contosela pelada nua mostrando a b***** b***** mulher pelada nua senão tabaca vocês vão sair de ser por nós no parágrafofiadinho dano o cu gritano de dor pra um ttraveste palzudo pormo brasileiro gratesbaixar filme pornô até mais tarde gataposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularnegoia pauzudosContos novinha cuzinho depósitoxvidio patroa provoca so toalha rola nelaTopes fotos de menianas dormindo de shortinho atololado e com um penis fincado no meioisso que apareceu no quer vir para casa vídeo de pornô se você não abrir Eu prometo te dei nesse iguaso bucetao ebelas chupadas emuitas punhetascomendo minha cunhada que veio morar com agente aspanterasvizinho a aline contos eroticoso riquinho que eu amo cap 12 casa dos contosVirei travestvídeo de mulher pelada nua vídeo mulher pelada mostrando o pinto também amor quer vir aqui também é muito periquita Minha louca vida de mulher pelada nuasou casada e fui bolinada gosteiver gostosas que presisou rasgar o seu chortinho de putinha para dar a bucetaa filhada vai passar o feriado na casa de seu padrinho e tem pensamento erotico com eleamo meu corninhofilha minha femea contovampiro cumedor de bucetavedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novoscontos eroticos de enteadas loiras com padrastos negrosPapai goza na minha boquinhaso cu fudidos de diaristasporno ela parecia ser tranquilamamete muitFotos d cdzinhas enrrabadasflaguei meu irmao comendo minha mae e entrei na festacontos de mae vadia viciada na rola do filhoContos novinha bolin d pel titia enquanto o tio dormerelatos sexo chupando irmazinha 8 aninhos ate gozar*pode estora bolinhas que parecem espinhas na bunda?*sexo pregando no fagarcontos eróticos mamãe deu o cu eu viporno caseiro dupla penetraçao ela fica brava porque doeu o cuanalcagandosogracontos eroticos dormindo com primome mande vídeo pornô da mulher transando com cachorro bem dotado engatado comendo a bundinha dela e ela suspeitos foram