Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Levando ferro na estrada.

Categoria: Homossexual
Data: 05/07/2007 03:13:13
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay

Estava em viagem para o interior com meu carro.

Estava anoitecendo já. Passei por um posto policial e fui parado. Verificaram o meu carro e pediram para que eu seguisse viagem. Antes de sair um policial me perguntou para onde estava indo, e como íamos para a mesma cidade ele me pediu uma carona.

Disse a ele que tudo bem e, pedi que ele colocasse a mala no banco de trás do carro.

Estávamos viajando e mais ou menos pelas 20:00hs começou a chover muito forte. O policial, que vou chamar de Tony, me disse que era melhor dar uma parada e que conhecia uma estrada secundaria por ali onde havia um barracão de fazenda abandonado. Ele sugeriu que parássemos ali e aguardássemos a chuva passar.

Aceitei de pronto. O Tony tinha por volta de 1,90 de altura. Era forte com mãos grandes e me disse que tinha apenas 22 anos. Tenho 25 anos, malho muito, muito masculino, 1,80 de altura e tenho uma deliciosa bunda.

O Tony, apesar de policial, tinha cara de bebezão, olhos verdes e muito alegre.

Chegamos ao barracão abandonado. Tivemos que sair do carro, no meio da chuva para abrir as portas dele, e entrar com o carro. Nós dois acabamos molhados pela forte chuva que caia. Nossas roupas acabaram encharcadas e estávamos pingando. Colocamos o carro pra dentro e fechamos as portas.

Era um barracão bem velho, mas bem construído e muito grande. O Tony tirou a camisa da farda que usava mostrando um belo peitoral. Ele tenha pelos no peito e eles eram loirinhos. Fiquei vidrado nele. Os braços eram muito fortes. Tratei de tirar minha camisa também. Mostrei meu peito trabalhado e lisinho, mas o Tony acabou perguntando algo que não esperava. Ele disse:

- Você deve estar com frio!

Eu disse:

- Como você sabe?

Ele respondeu:

- Seus mamilos estão bem duros!

Mal sabia ele que, era o tesão que tinha me deixado assim e que não só meus mamilos estavam duros, mas meu pau também.

Tony pegou alguns pedaços de madeira e improvisou uma fogueira. Ele disse que era melhor tirarmos as roupas molhadas e deixá-las secando penduradas. Foi isso que fizemos. O Tony ficou pelado na minha frente e pendurou suas roupas. Assim que terminei de tirar minhas calças, Tony me perguntou:

- Cara, você usa fio dental?

Eu disse:

- Eu gosto, prefiro porque é mais confortável.

Ele respondeu algo que eu não esperava:

- Eu também gostei! Bela bunda a sua.

Olhei para ele com um olhar de puta e ele correspondeu com uma cara de vem aqui chupar meu pau.

Continuei com o fio dental e, ainda dei uma ajeitada nele pra provocar. Puxei-o mais pra cima atolando mais ainda no meu rabo.

O Tony rio e passou a mão sobre o pau.

Quis me fazer de difícil então. Entrei no carro e peguei um saco de dormir. Coloquei o saco de dormir no chão e para abri-lo, me ajoelhei e fiquei de quatro na frente do Tony. Escutei quando ele falou:

- Puta que pariu!!!!

Entrei no saco, que estava próximo da fogueira. Fiquei olhando para ele e ele me olhando. Então perguntei:

- Você não prefere vir aqui pra dentro?

Ele nem respondeu. Levantou com pau já meia bomba e entrou no saco de dormir comigo. Ele fechou o zíper do saco e simplesmente me abraçou com muita força. Puxou a minha cabeça e começou a me beijar. Suas mãos já procuravam apalpar e acariciar a minha bunda. Seus dedos percorriam o meu rego, buscando o meu rabo piscante.

Ele abriu o saco de dormir, me colocou de quatro e arrancou a minha cueca fio dental com muita força. Ele começou a lamber o meu rego de cima a abaixo. Ele separava as polpas da minha bunda com vontade, para que sua língua pudesse alcançar meu rabo mais fácil. Sentia que ele cuspia no meu cú, para facilitar a entrada da língua e para lubrificar para o melhor da história.

Eu só gemia e queria mais. Queria chupar o pau dele. Ele deitou e me puxou sobre ele continuando a lamber minha bunda. Eu pude então tocar seu pau pela primeira vez. Tinha uns 22 cm e era vermelho. Comecei a lamber a cabeça que latejava fazendo com que o pau se movimentasse de cima para baixo.

Comecei a mamar naquela vara enquanto ele devorava com a boca a minha bunda.

Após mais de 10 minutos naquela volúpia, ele me deitou com as pernas abertas, e me deu um longo beijo. Ele deixou aquele corpão enorme em cima de mim e, começou a se esfregar gostoso contra o meu corpo.

A cada roçada, ele me acariciava e também arranhava o meu corpo. Então ele parou olhou fixamente nos meus olhos e disse:

- Vou te foder de todas as formas. Quero deixar muita porra no seu cú.

Ele então, levantou minhas pernas, ajeitou seu cacetão na entrada do meu rabo e começou a esfregá-lo, sem penetrar. Eu comecei a implorar pra ele meter de tanto tesão. Ele olhava em meus olhos e ria. Em um dado momento ele colocou toda a cabeça do pau dentro e tirou voltando a esfregar a cabeçona na entrada. Aquilo estava me deixando com vontade subir pelas paredes.

Então ele me puxou e disse:

- A putinha quer levar no cú?

Eu respondi:

- Sim!!!! Quero-o até o talo. Põe tudo até a raiz.

Ele me beijou de um jeito que eu nunca havia sido beijado. Ele me colocou de quatro novamente e montou em mim. Começou a esfregar novamente o pau no meu rego só que dessa vez ele começou a me penetrar lentamente. Eu olhava pra trás, com cara de "me arromba desgraçado" e ele ria e dava tapas na minha bunda.

Quando ele colocou até o talo daquele cacetão, encostando suas bolas nas minhas, ele me levantou me colocando de pé, me fazendo andar com o pau atolado no cú até o carro. Apoiei-me no capo do carro e ele me beijou. Ele não tirava o pau, mas começou a bombear no meu rabo, em um vai e vai delicioso.

Ficamos naquela foda por mais de vinte minutos. Nunca tinha dado pra alguém que demorava tanto pra gozar. Ele era safado ao extremo. Quando achei que ele fosse gozar, o danado me fez mudar de posição sem tirar o danado do meu cú. Ele me pegou no colo e sentou sobre o saco de dormir. Em seguida ele deitou, me segurou pela bunda, e me pediu:

- cavalga que quero te inundar de leite. Fode bem gostoso, com esse rabo apertado!!!

Mal sabia ele, de novo, que eu já tinha dado pra dois caras ao mesmo tempo.

Subia e descia sobre o pau dele. Apertava meu rabo pra que ele ficasse com muito mais tesão. Tony começou a se contorcer e apertar a minha bunda. Foi então que ele começou a meter de baixo pra cima me fazendo cair com meu corpo sobre ele. Sua pica inchou no meu rabo e, ele começou a gozar e gritar:

-Porraaaaaaa!!!! Porraaaaaaa!!!!! AAAAAAAHHHHHHH!!!!!

Deu-me um beijo descomunal e não parava de bombear até que, acho que pela quantidade de porra o pau dele escapou do meu rabo, jorrando os últimos jatos de semem por entre meu rego e costas.

Quando aquilo aconteceu gozei sem sequer tocar no meu pau. Tony suspirava e, ofegante olhava para mim e dizia:

- Me beija me beija... agora!!!!

Beijei-o com muita vontade e nossas línguas se enroscavam. Ele se ajoelhou e me fez chupar seu pau, até que ele gozasse novamente, só que dessa vez me fez lamber e chupar cada gota.

Dormimos ali aquela noite. Quando acordamos no outro dia, ainda demos uma foda bem gostosa. Passei toda a semana com aquele policial rodoviário no hotel da cidade. Fodemos todas as noites e manhãs, inclusive ele me fez comê-lo em uma de nossas fodas, mas essa história fica pro próximo conto.

Se gostou do conto, me manda um e-mail.

[email protected]

Comentários

01/12/2012 16:06:40
Muito bom esse conto!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos de sexo depilada na praiaquero ver gatinhas novinhas na academia só mostrando e transando bichão p*********contos eroticos nupcias blogspotbaiano chupando clitori e falando besteirasela me contou que tinha sentado na rola grossawww.porno zoofilia.com/contos dando buceta virgem dois cavalos?www.guarda costa da granfina pornosexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaomenina fudedo com xortiu de dormiContos erticos irmas gulosas mamando na pirocona dos seus irmaos em uma orgia na piscina de casagozada no cu com recuada gaypadastro come a enteada loirinha e faz ela gosar varias vesesmamada babentasou casada mas sinto vontade de meter com um negao pissudovelho insiste até rapaz com mussarela no pornôconto eurotico academia com o menino bundudobobiça no mato xxxconto erótico assim nasce uma travesticonto erotico mae no cioCoroa pelada trazia com marido estupra ela não reclama de nada ela ficafotos cazeira bucetas escapando pelo vestidoconto erotico gay virei femea do velho pirocudocontos erotico chantagem e submissão de casal novinhomulher nega corpo de violao bunda grande pingelo muito grande trazando com travetis negro pica de jumentoenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheiocomtos de maes que bate punheta no filho com seu pesinho calcado em sandalia de saltosou encanador sexoXVídeos novinhas brasileiras pegando pomada no xiricontos eróticos a irmã de minha espoza bunduda e coxudadotado se a mão no cu da vagabunda tá depositei o pintoworttped.diegocampos.8519mulher cagando enquanto dava a bucetaXvideos.comcontoscornomulher passa muita margarina no proprio cuxvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginaContos eroticos da mãe quando ve seu filho de cueca fica louca pra acariciarcontos eroticos tomei tudinho a porra do meu cunhadoestorei a travesti safada contosua puta ou seu viado o celular e meu e se quero asisti video porno tenho que asiste por que.paguei pra ter minha escolha desgraçavidios oque casadas safadas fasem de gostoso de supresa pro maridoporno coeicontos erótico evangélica novinhamulher flaga sua amiga do rabao uma morena dando o cu para seu marido negao dotado com o penis de 030cm e da tambencontos de boquete bom de primos e primas novinhosBucetainchadaxvideomobileminha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigofelipe e guilherme - amor em londres 4minha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexorabaonegrotirei.o.cabaco.da.minha.irma.dormindoDe_chefe_a_amor_da_minha_vidaPadre não é homem conto eróticosmamador de buceta contos eróticoscache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 patrao do pao gigante fode estagiario mundobichamartinha safadinhapunhetabr.vai lamulher d buceta pequena engastada c pau grandepingola pantera selvagemxvideos sogras de pernas abertas em frente dos genrosminha esposa branca e gorda dando o cu pro meu compadreEroticoscontos.com /casadas 23cm dupla contos erocos apenasporno gay com vendedor de pote e portalek que gosta de chupar paudei o meu curzinho com lubrificantes ao meu cunhado contos gayvídeos caseiro noiada no anal dói não doesperei meu tio viajar para comer o cuzinho da minha tia gostosonasossegado sexo mulher cornovídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500tio comedo a sobirnha dafeminização gayconto homem velho estrupa guri pequenoconto erotico gay colega de quartofilha minha femea contocontos eroticos a bunda da minha esposao play boy e o plebeu 04 casa dos contosvídeos de veias tirando a caucinha dando o cu pra velhoxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elacontos eroticos a bunda da minha esposaxxvideo n paguei tive dar cu eterogaycontos de sexo depilada na praiaempregadinha contox vidio comtos eroticos flaguei minha avó