Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Amante gostosão

Autor: Aninha
Categoria: Heterossexual
Data: 21/09/2007 06:36:41
Nota 7.83
Assuntos: Heterossexual

Tenho 26 anos de idade e sou casada há três. Mas o fato que passo a relatar aqui aconteceu comigo poucos dias antes do meu casamento. Apesar de estar noiva e com o casamento marcado, eu mantinha um caso com o meu patrão. Paulo era um coroa de 45 anos, casado, bonito, superelegante e muito gostoso e safado na cama. Meu noivo, coitado, nem desconfiava de nada. Nosso caso durou quatro anos e desde o início o Paulo sempre foi louco por minha bundinha. Mas eu, com medo da dor, negava dar meu cuzinho para ele desvirginar.

Faltando uma semana para o meu casamento, minha nova casa já estava pronta e arrumada. Decidi então realizar meu antigo desejo: transar com o Paulo na minha casa e na cama que eu dor¬miria com meu futuro marido. E naquela semana, Paulo me convidou para irmos a um motel. Aceitei, claro, mas disse que primeiro tinha de lhe mostrar uma coisa na minha nova casa. Ele achou ótima a idéia e fomos para lá. Assim que entramos, Paulo me agarrou e nos atracamos num longo e delicioso beijo. Começamos a fazer carícias um no outro, ainda de pé, enquanto nos despíamos.

Eu sentia um doce sabor de pecado só de imaginar que estava corneando meu noivo em nossa futura casa; que iria transar com meu amante na cama que eu dormiria com meu próprio marido. Mas isso tudo só fazia aumentar meu desejo, meu tesão... Minha boceta estava toda molhada e eu nunca tinha me sentido tão tesuda e fogosa. Já peladinhos, Paulo me pegou no colo e me levou para a cama. Seu pau parecia uma barra de ferro de tão duro. Meu amante me colocou deitada de costas e com a sua voz doce ele me chamou de gostosa e avisou que iria me comer inteirinha.

Paulo então me deu um verdadeiro banho de língua. Com a sua boca gulosa, ele me lambeu e chupou deliciosamente os seios e foi descendo até alcançar minha xoxotinha, onde ele usou sua língua experiente. A sensação de estar transgredindo todas as regras servia como combustível para aumentar nosso tesão. Eu me sentia a mais safada das mulheres e isso realmente me realizava. A língua gostosa e quente do Paulo subia e descia por minha bocetinha babada, encharcada. Eu estava tão eufórica que comecei a ter gozos múltiplos. Meu corpo inteiro tremia e eu balançava as ancas, forçando a boceta na direção da cara dele.

Fiz Paulo se deleitar no meu sexo e logo em seguida retribui a chupadas que ele me dera. Coloquei meu amante deitado com a barriga para cima e ataquei aquele pinto gostoso, grosso e cheio de veias.

Lambi com toda a minha vontade, chupando cada pedacinho de seu membro, mamando o saco e batendo-lhe uma gostosa punheta com os lábios. Eu já conhecia há muito tempo o sabor daquela pica, mas naquele dia ela adquiriu um gosto especial: parecia mais doce, mais saborosa. Sem qualquer pudor, me deliciei chupando aquele pau enorme; minha boca agasalhava a pica inteira do Paulo, que pulsava na minha língua ágil.

Paulo estava perdendo o controle e começou a puxar meus cabelos, gemendo de prazer, e fazia minha cabeça subir e descer em sua vara. Ele me chamava de vagabunda, devassa e não parava de soluçar de prazer. Enquanto eu o chupava, aproveitei para roçar minha xoxota em sua perna. Meu tesão era tanto, que acabei por gozar mais uma vez. Paulo estava prestes a gozar e tentou tirar o cacete da minha boca. Mas eu não deixei, pois queria sentir o sabor daquela porra abundante em minha garganta. E foi assim que Paulo despejou seu leite em minha boca, enchendo-me completamente. Eu lambia seu líquido, engolia tudo e me deleitava com aquele sabor maravilhoso. Era uma porra quente e densa, que grudava no céu da boca. O cacete do Paulo pulsava cada vez mais rápido e seu corpo tremia.

Nos abraçamos e trocamos um longo beijo. Ficamos um tempo assim, com nossos corpos colados um no outro e trocando carícias. E foi durante essas carícias que decidi finalmente realizar o antigo sonho de macho do meu amante. Eu lhe daria meu cuzinho virgem pela primeira vez. De início, comecei a provocá-lo, para assim sua pica voltar a crescer. Quando já estava bem dura, coloquei-me de bruços na cama e falei: “Hoje sua gatinha quer levar uma pica no cu”. Os olhos do Paulo brilharam. Ele começou a me beijar as costas, mordiscando minha cintura e foi chegando na bundinha, onde apalpou as nádegas delicadamente. Depois, com a língua, ele me provocou no cuzinho.

Quase morro de prazer ao sentir sua língua grossa e quente penetrar meu orifício. E quase mesmo chego a desmaiar quando Paulo tocou meu cu com a ponta de seu membro ereto. Mas controlei minha respiração e me arreganhei toda, pedindo para ser enrabada de uma vez por todas. Paulo então depositou uma boa quantidade de saliva em meu cuzinho, lubrificou seu cacete e começou a enfiar lentamente em mim. Quando entrou a cabeça, senti uma forte dor e tentei fugir. Mas Paulo segurou-me pela cintura e disse para eu ter calma e relaxar. “Você não queria levar uma pica no rabo? Então fica quietinha que vai ser bem gostoso...”.

Paulo era tão delicado e romântico que em poucos segundos eu já tinha esquecido a dor. Mas meu cu pegava fogo, ardia e ficava cada vez mais largo. Logo que sua pica entrou até a metade, comecei a rebolar a bunda, enquanto ele me apertava os seios e acariciava minha xoxota. Paulo dizia que eu tinha o cu mais gostoso do mundo e isso me levava às nuvens. E já transtornada de tesão, comecei a implorar para que ele me fodesse com força, que enfiasse sua tora até o fundo. Eu não parava de rebolar, enquanto Paulo aumentava o ritmo de suas estocadas. Ele enfiou um dedo em minha boceta e logo tive meu gozo.

Meu cuzinho passou a piscar forte, latejar e pressionar o caralho dele. E com uma estocada decidida Paulo atolou a vara até o fundo, chegando a fazer suas bolas tocarem minha vagina. E assim dei mais uma gozada, gemendo alto e escandalosamente. Paulo fez movimentos rápidos de vaivém e anunciou seu clímax. Ele deu um grito feroz e inundou minha bunda com sua porra. Entre gritos e gemidos, eu podia sentir o calor daquele esperma abundante escorrer dentro de mim. Foi realmente uma delícia perder a virgindade do cuzinho com o Paulo. E apesar de estar toda ardida, esfolada e arrombada, eu me sentia feliz e realizada por completo.

Paulo e eu transamos mais algumas vezes, mesmo depois do meu casamento. Infelizmente, passados alguns meses, meu marido foi transferido para São Paulo, onde assumiria a chefia de um departamento na empresa que trabalha. E por isso tive de me separar do meu gostoso amante. Mas até hoje não consigo me esquecer de todas as fodas maravilhosas que tive com o Paulo.

Comentários

26/09/2007 07:55:05
Hummmm, seu conto é bom Aninha e sendo real .... é melhor ainda, caso queira trocar idéias conversar ou até mesmo ver meu perfil entre no orkut e procure por Amante ideal ([email protected]) Beijos de Delicia.
22/09/2007 08:30:10
Interessante, porém, dêem uma olhada em 2 contos de maio 2005.Mto bons: Peãozinho valente e Está bem... mas só a cabecinha. São do mesm autor e mto bem escritas : tesudissimas
21/09/2007 14:48:44
Olá minha xará.... já percebo q vc gsta tanto de escrever como eu... adorei sua aventura.... sempre q puder nos presentei com outros tão bom como este... bjim
21/09/2007 13:56:08
aninha, vc está dando show de erotismo neste conto. o seu patrão é um felizardo. se fosse comigo, mal, mal daria uma trepada...
21/09/2007 13:53:37
Vc pode ser minha amante; poderíamos fazer delicosas loucuras sexuais em sp capital enquanto seu marido trabalha..... [email protected]
21/09/2007 10:15:03
Muito bem escrito o conto. Parabéns! Pelo que nos contou, vc deve ser bem gostosa, hein!? E das mais safadinhas também. Ainda mantém suas aventuras? Se sim, me escreva, pois, adoro uma mulher safada feito voce! Beijos, Mauro

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos erótico minha filha de shortinho curtoxvidios outros purai favoritosfiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contossexo suor e gemidosprimo safado puto dotado gozando na boca contos 2017contos eroticos fingir assalto pra comer meu amigo Conto erotico de pai cheirando as calcinhas sujas da filha bucetudavídeo pono tento fugi do negao mais se treme toda de tanto gozáconto gay cacetao tiocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramcontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudosrelatos eróticos: minha esposa ficou grávida durante assaltoo coroa nos comeu contoVidio policial afuder na permaneciaporno comendo cu de homêm de bùnda grandecontos eroticos casada aguenta 27cm do cacete do vizinho novinhoCONTOS EROTICOS DE ZELADOR PIROCUDO COM MORADORA DO CONDOMINIOsou puto e quero comedor em esteio rscasa dos contos eroticos o padrasto so quis as pregasarretada e gostosa minha mae conto incestocontos eróticos com pezinhos da tiavideos porno amador fiz minha prima dos labios carnudos mim mamarcontos erótico com subriavídeo pornô com boneca de silicone de 80 kilos pela XVídeo pornôcontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosxota molhada escutando o barulho do tesaomulheres casadas sarando melando a bucetassexo tesao caricia exitante gemido passadas de maos nos seiso na bucetadoce nanda parte IV contos eroticosconto homem levando a primeira vez a sua mulher pro protibulo pra se fodidanegao da rola gigante com menina burguesinhabotei meu dedo na buceta da mulher do amigocontos mae filho lambe cona esporradaconto erotico emprestei dinheiro a nora e ela pagou com a bucetaporno coroa sendo desrespeita por novinho e leva ferro na buceta e porramentendo o pepino na buceta e no meu rabao contosvideo da minha jeba arrombando o padrecosimpatia para virar corno mansoContos eroticos novinha o velho mr pegoConto erotico magnataPorno Tia comeu o sobrinha atc gozou dentro delacumadre magra de bermudinha sexovovo gostosa seduzindo o neto contos eróticoseu qeuro vidio di sexomenina fudedo com xortiu de dormimulher de corno trepando com peaozada no alojamentoXVídeos a comadre de vestido bem curtinho com a boca fica do lado de fora no ônibuscontos erotecos garotinho no1 analxvidios outros puraibati punheta num desconhecido no onibus contossadina pelada motado a busetaperdi a virgindade com pau enormemanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5xvideos criansiceMinha comadre disse para minha afilhada minha filha voce que mesmo dar sua buceta virgem pro seu padrinho minha afilhada disse eu quero mae minha comadre disse filha chupa o pau do seu padrinho conto eroticoprofessora safada falando putaria pro donzeloporno muler de roupa transparente mostando a calcinhaxvneta sentindo opau du avo durovidio menina batendo uma siririca vendo padastro tomando baiover contos eróticos de vendi meu cabacinho para um cacetudoxx videos menina pedro agilidade notado abertafilme pornô gratis bucetinha bem limpinha sem cabelo ganhando enfiadinha de leve do pau grossohomem empurra na vara na jumenta até gozarvideos caseiro de mulher transando com homem magro no colchãojogando video game pelado conto eroticoesses irmaos tem uma ligacao muito forte pornodoidoleitinho do papai contos inocenteFotos de picas alargadoras de cu de gaysnu onibos lotado os homens se revezaram para me fuder e passar a maocontos eroticos campingIncesto do cu desde pequenoporno.com negao levanta a saia enfia até o saco enche de porraxvideo montadord moveiscompetição de nudismo pintudos mais cabeçudotraição xxvidiosexo deixando mae com bunda doendo contobebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticosPage coletanea de video coroas masturbando gozando escorrendo melzinho galaxvideo iseto papai