Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

"Em branca, eu só meto no cu!"

Categoria: Heterossexual
Data: 08/10/2007 03:50:40
Nota 9.43
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

No começo do verão, uma amiga me telefonou e pediu para ir à minha casa, pois precisava conversar uma coisa muito séria comigo. Quando ela chegou, percebi que estava diferente, mais bonita, mais jovem, estranha. Conversamos algumas bobagens, quando ela finalmente resolveu abrir o jogo e revelar o porquê de sua visita. Quase caí dura! Ela explicou-me que havia conhecido um cara maravilhoso, que ele era açougueiro no supermercado que ela freqüentava e que eles vinham se falando constantemente pelo telefone. Agora, depois de uns dois meses de conversas telefônicas, eles queriam ter um encontro mais íntimo. Perguntei pelo marido e ela disse que desde que havia descoberto uma traição não tinha tesão por ele e sua vida sexual existia mais por obrigação do que por vontade.

Bom, aí que a história começa de verdade!

Como o açougueiro também era casado e ambos não tinham dinheiro pra motéis, ela me perguntou se poderia usar meu apartamento para transar com ele – pela comodidade, discrição e economia, claro. Disse que às quintas-feiras ele tinha folga e que poderiam se encontra à tarde. Eu concordei, desde que fossem discretos e não me envolvessem em barracos.

Na semana seguinte ela me avisou que na quinta ela chegaria mais cedo e ele chegaria depois. Fiquei esperando. Ela chegou e eu disse que sairia para que eles ficassem mais à vontade. Ela me pediu que ficasse, pois caso ocorresse algum problema, era como se o cara fosse meu amigo e ficaria tudo bem. Como vi que ela estava bastante nervosa, resolvi ficar.

Quando a campainha tocou, fui abrir a porta. Na hora percebi porque ela estava tão nervosa e desesperada pra dar pro cara. Ele era realmente lindo! Um negro alto, cerca de 32,35 anos, mãos enormes, dedos grossos... O cabelo e a barba bem aparados, os dentes lindos...Uma delícia. Disfarcei o máximo que pude minha excitação instantânea e me apresentei, olhando mais pro chão do que para aquele sorriso tentador. Bem, só me restava ir pro quartinho da empregada, onde estava meu computador e ficar na Internet, deixando o tempo passar...

Eles foram pro meu quarto e logo comecei a perceber a movimentação. Não agüentei e fui à cozinha, peguei um copo para ouvir a foda dos dois. Queria imaginar como seria aquele negrão fodendo uma branquinha como ela. E tão magrinha...

Logo que encostei a boca do copo na parede e seu fundo no meu ouvido, já vi que a coisa ali era séria! Ouvi os estalos dos beijos e logo os gemidos dela. Eu podia “ver” cada cena... Ela gemia que a boca dele era maravilhosa, enquanto ele dizia que seus peitos eram muito gostosos... Mais silêncio e um gritinho mais alto. Ele dizia: “Nossa, que grelinho duro, vou chupar tanto que ele vai explodir!” Ela gemia como uma cadelinha no cio. “ Ai, que dedos grossos, mete bem fundo...” Eu comecei a bater uma sirirca, enquanto não tirava o ouvido do copo... Então, ele falou: “Deixa eu sentir o gostinho do teu cuzinho”. E ela gemendo... Nisso, percebi que ele ainda estava vestido, pois ela pediu para que ele tirasse a roupa e deixasse ela ver seu pau. Em seguida ela disse: “Ai, é enorme! Será que eu agüento tudo isso em mim?” E ele: “Claro, gostosa, vou te enterrar tudo e tu ainda vais pedir mais. Bota na boca pra tu sentir como está duro!” E eu ali, com a buceta encharcada.

Bom, muitos gemidos depois, ele pediu para ela ficar de quatro. Foi aí que ela falou: “Ai, como é gostosa essa tua língua no meu cu! Meu marido nunca fez isso... isso, mete mais fundo essa língua...” Eu estava indo á loucura imaginando aquele negão gostoso metendo a língua na bunda dela!!! De repente, um tapa e um gritinho dela! “Rebola, puta! Rebola tua bundinha nos meus dedos, vai! Isso chupa todinho meu pau, cadela!” Eles gemiam muito! Daqui a pouco, ela fala: “Não, não coloca esse pau na minha bundinha, não vou agüentar...” “Vai, sim...” “Não...” Nisso eles ficaram algum tempo, eu estava quase gozando... Ela deu um grito alto e disse que não ia dar a bunda pra ele, se ele quisesse, era só na buceta. Então, veio a fala que me fez gozar na hora... Ele disse: “Olha, em branca eu só meto no cu! Se quiser, é assim, se não, vamos parar por aqui...”

Gozei tanto com isso que quase caí do banquinho em que eu estava... Larguei o copo e nem terminei de ouvir o assunto dos dois... me recompus e logo em seguida, ela estava batendo na porta do quartinho pra me chamar. Abri, como se não soubesse de nada e estivesse ouvindo música com fones... Ela estava com uma cara terrível, perguntei se estava tudo bem, ela disse que sim, mas que queria ir embora o mais rápido possível, pois estava muito tarde e não queria levantar nenhuma suspeita com sua sogra, que morava no mesmo pátio que ela... Eu perguntei pelo cara e ela disse que ele estava tomando banho, que ela ia esperar ele ir embora pra sair... Eu disse, “Se tu quiser ir embora agora, pode ir, não tem problema... Se tu trouxe ele aqui em casa é porque não é nenhum marginal, etc...” Ela estava tão desnorteada que aceitou na hora e se foi...

Eu pensei: agora é minha vez!!!! Claro que meu tipo físico é bem diferente do dela: não sou magrinha daquele jeito, tenho peito e bunda grandes, coxão... Mas, como imaginei que ele devia estar com um baita tesão e nessas horas não importa muito o tipo, mas só a buceta – no caso dele, o cu.

Quando ele saiu do banho, eu estava tomando uma cerveja e o convidei pra me acompanhar e comer uma pizza que eu havia colocado no forno. Começamos a bater papo e eu pude olhar ele melhor: os braços fortes na camisa regata, as pernas... Cada vez com mais tesão, resolvi partir pro ataque!

Eu estava com um vestido curto, bem leve, era verão... Tenho os peitos grandes, mas o vestido tinha uma costura que dispensava o sutiã. Fui ao banheiro e deixei a calcinha por lá. Na hora de abrir o forno para pegar a pizza, fingi que tinha me queimado e soltei um grito. Ele apareceu na porta da cozinha e me viu com a bunda bem arrebitada e imagino que aparecendo uma parte de minha bocetinha. Então, ele veio por trás de mim, perguntando se eu precisava de ajuda e tal... Eu disse que não, peguei a pizza e coloquei na mesa. Quando me virei, ele estava bem perto de mim, com seu peito largo perto do meu rosto.

Não resisti e disse, olhando bem nos olhos dele: “Eu te dou o que ela não quis te dar!” Era o que faltava! Nos agarramos ali mesmo. Um beijo enlouquecedor. Suas mãos me apertavam toda: meus peitos, minha bunda, minhas pernas. Baixou as alças do meu vestido e chupou minhas tetas com delicadeza e volúpia ao mesmo tempo. O homem era muito gostoso!

Aos agarrões fomos para o quarto e eu podia sentir aquele pau duro contra mim... Nos atiramos na cama e eu fui logo abrindo suas calças e colocando aquela maravilha pra fora. Tirei meu vestido e fiquei peladinha pra ele. Caí de boca em seu caralho. Era grosso, escuro, muito duro, com um cabeção brilhante. Ele ajoelhado na cama e eu de quatro - já mostrando meu rabinho e lambendo aquela gostosura: enterrava o máximo que podia em minha boca! E ele gemia, dizendo que meu boquete era sensacional, que ele gostava de puta que nem eu. Eu já parti pra siririca e ele dizia: Isso, deixa esse grelo bem duro pra mim. E apertava o biquinho do meu peito com uma mão enquanto acariciava meu reguinho com a outra...

Então, se deitou na cama e pediu pra que eu colocasse minha buceta em sua cara. Atendi com gosto e logo rebolava muito. Ele chupava meu grelo, lambia minha buceta em toda sua extensão... Enfiava seus dedos. Então, começou com o que eu esperava (e temia ao mesmo tempoPassou a lamber minha bundinha e meu cuzinho... eu mal conseguia chupar seu pau, de tanto gemer de prazer. Ele pediu pra que eu ficasse de quatro. Fiquei preocupada, claro, pois seu pau era realmente grosso e grande... mas ele não foi enfiando, não... ficou lambendo meu rabinho, chupava, beijava...enfiava a língua, fazia voltinhas com ela...

Eu estava adorando... Aí foi enfiando os dedos, primeiro um, o mais grosso, enquanto dava lambidinhas no cuzinho... E depois outro... Pedia pra eu rebolar... e eu obedecia, porque realmente, ele sabia o que estava fazendo. Ainda com os dois dedos no meu rabo, pediu para que eu me deitasse de costas, pois queria chupar minha buceta mais um pouco. E assim fez! Metia os dedos no meu cu e chupava meu grelinho... Eu estava ficando louca! Então, com a outra mão, enterrou um dedo na minha bucetinha e ficou num vai e vem muito gostoso, na buceta e no cuzinho... um tesão sem tamanho... Mas eu queria mais daquela piça na minha boca e pedi para que ele colocasse ela bem perto da minha cara. Me senti totalmente fudida, pois tinha seu caralho na minha boquinha, e seus dedos me rasgando a buceta e o cu, enquanto eu tocava uma siririca, esfregando o grelo! Era demais pra mim!

Foi quando ele tirou o pau da minha boca e disse no meu ouvido: “Vou enterrar esse caralho todinho em ti, tu quer?” Mal tive forças pra dizer que sim... Ele tirou os dedos de dentro de mim e foi vestindo a camisinha, enquanto dava umas últimas lambidas na minha bundinha, depois de apoiar meus pés em seus ombros fartos.

Só que eu queria que ele dissesse “aquilo” pra mim também e então, quando ele veio aproximando o pau da minha bundinha, pedi: “Fala pra mim como é que tu come uma branca como eu, fala...” E ele: “Em branca, eu só meto no cu” Pedi pra ele repetir... E ele, ajeitando o caralho na porta do meu cuzinmho, foi dizendo: “Em branca, eu só meto no cu! E em branca puta que nem tu, eu enterro tudo, até rasgar todinho esse cu gostoso...” Eu estava adorando, minha siririca estava ótima e podia sentir o calor daquela piça no meu cuzinho... Ele foi apertando cada vez mais contra meu rego aquela maravilha mais dura do que nunca...

Claro que estava doendo, mas ele ia apertando contra meu cu, enquanto acariciava minhas tetas e dizia: “Adoro ver meu caralho preto dentro de uma bundinha branca de putinha que nem tu... Sua cadela, quer que eu enterrer tudo nesse cuzinho apertado, quer? Diz pro teu negão” Eu mal conseguia falar... ele foi colocando aos poucos, parava, metia os dedos na minha buceta... continuava devagar... Dizia que meu cu era muito gostoso e que eu era uma puta de verdade, não era uma fresca como minha amiga... De tanto forçar, o pau foi entrando... lentamente deslizando pra dentro da minha bundinha... Eu gemia e dava uns gritinhos de dor e prazer... Ele dizia: “Calma, to rasgando tua bundinha com muito carinho, vai entrar tudinho e tu nem vai sentir...”

Impossível! O caralho dele era, realmente, grande e grosso ( e isso não é papo de conto, não, é verdade!!!) mas eu não sentia dor, sentia tesão, minha buceta encharcadíssima já piscava e eu sentia que ia gozar logo. Foi quando eu senti que a cabeçona tinha entrado toda...

Comecei a gozar!!! “ Ta gozando pelo cuzinho, é, sua puta? Então, toma!” E enterrou tudo, tudo de uma vez só! Foi maravilhoso! Nunca tinha gozado com um caralho enterrado no meu cu e estava sendo ótimo! Ele foi metendo rápido, pra aproveitar meu gozo, pois meu rabo estava piscando muito! Quase desmaiei de tanto que gozei com seu pau no meu cu, seus dedos na minha buceta e meu grelinho sendo tocado por mim!

Fiquei ali, deitada, só levando na bundinha. Aí, ele me pediu pra ficar de quatro e então, enterrou de vez! Rasgou meu cu sem piedade! Mas não doía, porque ele tinha um jeitinho todo especial de fuder uma bunda apertadinha... fazia muito bem feito! E assim ele gozou: eu, de quatro, com o cu todo arregaçado, com a cara encostada no colchão e a bundinha bem empinada. Gozou muito! Eu podia sentir seu caralho pulando no meu rabinho rasgado...

“Sua puta gostosa! To gozando nesse cuzinho apertadinho, to te arrebentando toda, sua branca puta!” Aquilo me deixava com muito tesão. Quando ele saiu de mim, pude ver seu pau ainda duro e pulsante! Ficamos abraçados, ele foi muito carinhoso...

Logo depois eu já estava com aquela tora na boca... Dei o cu de todas as formas aquele dia, gozando muito: de ladinho, cavalgando, de quatro, galinha assada, em pé, no chuveiro... Quando ele saiu de lá já estava anoitecendo. Antes de ir embora ele ainda fez eu me apoiar de quatro no sofá e lambeu muito meu rabinho, dizendo que era pra eu me recuperar e quando quisesse, ligar pra ele, que ele viria me arrombar mais um pouquinho... Pra não fazer feio, fiz mais um boquete naquele pauzão e deixei ele gozar na minha cara, mas saiu bem pouca porra, pois ele já havia gozado três vezes antes! Foi maravilhoso!

Na semana seguinte liguei pra ele e nos encontramos de novo, quando ele rasgou miinha bundinha mais um pouco. Continuo dando pra ele de vez em quando, porque também não tem cu que agüente ser arrombado todo dia por um pau como aquele... Com ele e um amigo também descobri a dupla penetração... Mas isso é outra história!!!

Comentários

08/09/2011 12:44:00
Muito bom! Estou esperando mais contos seus!
27/03/2011 20:00:46
18/01/2011 05:39:51
Muito bom... vc é uma putinha mesmo.. deve estar toda arrombada ja... rsrsrs... tbm adoro fuder um cusinho apertadinho... meninas e mulheres me adicionem.... [email protected]
24/09/2008 00:30:17
Prometo que vou ler parece ser bom. Entre no meu orkut ([email protected])
29/10/2007 17:22:16
Tenho lido vários contos e o seu com certeza foi muito exitante. Escreva para mim e vamos continuar isso ao vivo.
17/10/2007 11:59:45
belo conto,adorei mesmo estou com o pau muito duro e louco pra meter em vc,será q teria chance ele mede 21x8.5,me add no seu msn,bjus nesta xota deliciosa [email protected]
15/10/2007 17:28:10
nossa que relato lindo! diga ao seu amante que eu ofereço meu rabo para ele foder avontade ja que sou branca como ele gosta gostaria de me apresentar ao meu marido totalmente aberta um beijo simone
12/10/2007 10:11:56
valeu gostosa bati uma punheta bem gostosa pensando em sua bunda branca
09/10/2007 02:37:40
Negro Lindo, ele não comeu minha buceta, porque a tara dele com mulher branca é o cu. Até hoje não consegui fazê-lo meter na minha buceta, mas continuo insistindo. Ou pensa que eu não queria tudo aquilo na frente também? Abraço!
08/10/2007 23:03:43
Puxa... bom... excitante!!!!
08/10/2007 15:37:29
graaannnde trepada !!!! confesso que esse foi o primeiro conto que me fez bater uma deliciosa punheta. à noite, vou mostrá-lo à minha namorada.
08/10/2007 14:30:45
Nossa ...nao entendi porque ele nao comeu sua buceta tbm ...mas valeu !!!!!!!!
08/10/2007 11:13:02
Muito bom ... fiquei com muito tesão ...
08/10/2007 10:50:09
Muito bom o teu conto guria. Tbem sou do RS, gostaria de te conhecer. Bjs

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Casa dos contos minha mulher falou que todos a comeram que eu sou cornomulheres que sem peseber motraram a buceta nos onibussexo com maria mulambo fodaquiz da a bucetinha com 10 aninhos pra mim com 51 anos meti com vontade contosSo mete movimha na pica durabuctao tod c gazandContos de gang bang com dotados novinhaa chamada cadela incestomeu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contotravestis bem dotado sendo errabados realgostosa decha erick gozar em sua buceta pornodoidodeflorador de gatinhas taradas"felipe e guilherme - amor em londres"comtos eroticos incesto dei minha busetinha ainda sem pelinhos para um velhos muito pausudo e meu irmao descobrio e quis fuder meu cusinhoa mulher e amante apertalas bolas pornopornô b***** grilada da novinhatem lebica olaine 2017 pra comigo outra mulher por celularrabuda na garupa da moto o vesdidinho sobi e mostra a caucinhachupando a bucets dela depois metendo a casdeta con muito tesaocontos mulher encoxada na borrachariacorno ve a mulher metendo comtrinta machocasada foi pra oficina dar pros mecanicosContos de marido revoltado mas ecitado quando pegou esposa chupando outrobuceta da linguonacontos erotico flagrado pela a sogra no banho[email protected]contos meu amigo foi em casa e minha mulher o chavecoulevando pissada ate caga porno doidoemcoxando a novinha de sches e saiaFelipe e Guilherme- Amor em Londredxvıdeo novınha gozando muıtocontos de sexo depilada na praiaconto erotico vendo.a.minha filha gemendo toquei siriricawww.mae nao aquento filho pausudo bocetaofotos os penes mais maneru do mundo pornpornô grátis sobrinha Fala tio sua pica não vai caber na minha b********porno ela foi faser a unha dele e viu ele de pinto duro fragadominadora scat merda bostacontos eroticos gay virei chupeteiro dos senhoresogra conta em conto erótico como bateu uma punheta no genro de pau grande e grossocontos tirei as pregas da coroa milionarianao acreditei mas o pirralho meteu a pica na minha bucetamargarinas na buseta e no cucomo esconder do meu marido que a minha buceta ta cheia de gala de outro?magrinha na dupla penetração vaginal com dois ficam pretosengolimos rebolando de fio dentalmeu cachorro me fode todo diavelhopintudocontosvidio de novinha bricano de saia curta com a molecadaeu fui encoxada pelo meu sobrinho tarqdoestórias eróticas de sequestrose masturbando com sexechop ate gosarcoroas. de shortinho mostrando os. beicinhos. da chanamao boba na noiva pegando nos peito dela porno dentro do cinemavideo porno pega secretaria bricando ca xoxota na livrariaContos eroticos chotei na puca do meu padrasto parte1conto gay meu colega aceitou da o cuporno muito beidona no paupornocontoincestosVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretowww delexvidio comse masturbando com sexechop ate gosarnegao arebentou as pregas do meu cu contoscontos de sexo raspei minha bucetavídeos pornô de mulheres fazendo sexo com máquinas postiçalugar onde o rio nasce xvidiocontos eroticos cunhado com scatsexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaxx pornô quero ver minha vizinha casada bençãocache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho Eroticoscontos.com /casadas 25cm duplcontos eu e meu sogro estuprano minha maeContos Eróticos De. Fui Ajudar A Dona Veraconto erotico dei para um estranho na casa de swingconto eroticos transformando a santinha em depravadaler contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtofotos de profesor japonesa tamno abuceta