Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Perdi o biquíni e fui comida no ônibus III

Autor: Vívian
Categoria: Grupal
Data: 01/10/2007 01:47:15
Nota 8.55
Assuntos: Grupal
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Voltei pata terminar meu relato de como fui deflorada no ônibus

O velho na minha boceta colocou um pau tamanho médio pra fora da calça. Ele estava tão excitado que estava durinho. Eu vi isso tudo de relance, pois a cada estocada do moreno eu fechava os olhos para sentir tudo. E sentia mãos passando por meu corpo, mãos bolinando meus seios, uma língua chupando meus seios de vez em quando e uma boca mais dois dedos na minha bocetinha de menina virgem. Gozei sentindo tudo isso, mais o medo.

Não vi quando o velho levantou da cadeira. Só senti que minha boceta ficou sem a boca gostosa dele. Só os dedos ficaram. Como meu moreno estava me levantando um pouco, minha boceta estava bem destacada.

O velho levantou de pau em riste e me agarrou antes que eu pudesse sequer gemer. Como ele tinha o dedo em meu buraquinho da frente, soube exatamente onde enfiar o pau, que veio de uma vez só.

Abri os olhos, chocada. O pau em minha bunda ainda em seu vai e vém. Senti a dor do defloramento. Tinha sido desvirginada pelo velho nojento, o causador disso tudo. O velho gemeu alto ao perceber que tirara eu cabaço e acabou falando para todos: era cabacinho a putinha.

Os homens ao lado gemera também. Mãos passavam por todo o meu corpo. Só não enfiaram dedos em meus buracos porque eles estavam ocupados.

O velho não perdeu tempo e começou a bombar na minha boceta ex-virgem agora.

Novamente senti dor, pois era virgem e agora tinha dois paus dentro de mim, mexendo e ritmos diferentes. O moreno no meu cu e o velho na minha boceta.

O ônibus tinha virado um ambiente de sexo. Nem sei o que as outras mulheres pensaram de tudo isso, mas também não me importei. Eu tinha sido forçada, ao ser penetrada, quase chorei, mas estava gostando de ser comida. E oha que eu era quase pura antes! Pica gostosa muda muita coisa.

O moreno atrás de mim estava metendo forte agora, acho que iria gozar. O velho me metia na boceta e chupava um dos meus seios. Minha saia estava enrolada na cintura e minha blusa, toda esgarçada nos ombros.

Eu gemia ainda baixinho, pois estava chorando, mas também reclamava daquilo, pois ficava dizendo que era uma virgem. Os homens riam e diziam que eu era é puta e que meus selinhos já tinha ido.

O moreno atrás de mim despejou sua porra quente bem no fundo de meu cuzinho, mas não retirou o pau lá de dentro. Ele ainda não tinha amolecido! Os amigos ao lado reclamaram, pois queriam me comer também, mas eu apertei ainda mais o pau no meu cu, pois bastavam dois me deflorando!

O velho bombava com força na minha boceta. Acabei gozando novamente e meu moreno me segurou pela cintura ao me senti mole. Eu, de longe, ouvia: vai, vovô, mete mesmo...mas se o senhor não der conta, deixa que a gente dá! Queremos provar essa bocetinha tesuda.

O velho apertou meus seios com força e mordeu meu pescoço. Gemi baixinho, pedindo mais delicadeza, mas ele fez foi aumentar a força com que me comia e mordeu até quase machucar um dos meus seios. O moreno ainda se mantinha no meu cu e passava a mão nos meus seios e na minha boceta que estava sendo comida.

Os homens começaram a ficar loucos querendo me comer e me apertavam, me arranhavam, me bolinavam toda.

O velho, incansável e calado, aproveitava e esgarçava minha xana.

Meu moreno, vendo que iria ser mais que estuprada por aqueles homens, sussurrou: sei que eu que comecei isso, mas vou te ajudar a sair daqui. Quando o velhote gozar, eu vou me empurrar para a frente e você vai comigo. Vou abrir espaço até perto da porta para você descer, tudo bem? Eu concordei, enquanto me sacudia ao receber o velhote na boceta.

E o velhote ainda bombou por mais uns cinco minutos. Não sei o que era aquilo. Ainda gozei novamente sentindo um pau no cu e sendo massacrada por um velho safado na boceta.

O velho nojento ouviu a conversa, mas não falou nada, em nenhum momento. Só metia em mim e de vez em quando me apertava os peitos e os mordia com força.

Seu pau entrava gostoso, apesar de ser minha primeira vez. Ele tinha conseguido me deixar tão molhada que eu não sentia dor alguma mais.

O velho fechou os olhos e segurou meus peitos com mais força ainda. Ele parou de estocar e gozou dentro de mim, despejando porra quente que mais tarde escorreu pelas minhas pernas.

Cansado, largou-me e meu moreno - eu carrasco e salvador - se jogou com força para trás e saiu empurrado as pessoas, os homens com o pau na mão para me comer, até perto da porta de saída. Fez sinal de descida no meo do caminho, por isso quando cheguei lá o motorista não demorou a abrir a porta.

Mas no meio do caminho ainda senti muitas mãos passearem em meu corpo, dedos se enfiarem em minha boceta de menina deflorada e mãos apertarem meus peitos já bem amassados.

Meu moreno saiu de meu cuzinho somente quando cheguei à porta e me empurrou. Os homens os xingaram de filha da puta, de safado, alguns ameaaçaram até porrada, mas ele continuou.

Desci do ônibus meio pelada, com a saia levantada e a blusa também. Me ajeitei - as pessoas me olhavam na rua - e fui andando para casa. Meu corpo doía, meu cu ardia e minha boceta também. Havia sangue em minhas pernas. Eu estava toda arranhada e vermelha de me apertarem. Fui me esgueirando e tive sorte de chegar em casa sem ninguém mais querer me atacar na rua.

Minha tia, por sorte, não estava.

Tomei um banho, me lavei, chorei muito, mas não posso mentir: minha aventura no ônibus foi muito gostosa.

Comentários

12/02/2012 15:37:04
02/12/2007 17:57:36
delicioso. arregacei minha bcta de tanto bater.
03/11/2007 03:41:26
E os homens vão ao delírio.... kkkkkkkkkkkkkk Mas seu conto foi bem detalhado, menina, isso foi!
23/10/2007 18:55:01
Para Le... e disse a pessoa que tem três ou mais contos em pedaços...
Le
07/10/2007 13:22:48
Esse conto é uma fantasia, mas não se sustenta, fica na cara que é uma mentira deslavada. Essa situação não acontece, só quem nunca levou uma pica dura no cu pode escrever isso. Se acontecesse isso você ia berrar de dor e chorar desesperada. Tremendo 171. Acho até que nem é mulher, porque senão ia saber o que é uma desvirginação. E pior, na marra. Além disso, contou aos pedaços. Sem graça nenhuma.
02/10/2007 01:07:01
Nossa foi o melhor que já li. Da primeira até a terceira parte bati quatro punhetas seguidas !!! Agora meu pau tá dolorido pow !!! 10
01/10/2007 16:50:44
eu adorei o conto ein gata... tesudo demais... se quiser adicionar... [email protected]
01/10/2007 12:09:09
Gata, pode me escrever para trocarmos correspondências? [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


fotos de mulher lefa e que aquenta fuder com pic grande da cabeca grossa e a mulher peituda e deramando leiteler relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulherescomo faze a mulhere no gta xupare no gtaporbo doido escrava cega afoga na bundamin engravida amor porno sacananovinha fazendo exame toxicológico xvideos.comcontos eroticos de menias q deu seu cabaçinho bem novinhas por que sua obrigou a trepa com seu companheiro taradoxvideos putas fazendo sexo com cavalos rasgando avagina sangrarsexporno so com as mulher corpudona e apertadinha bota choramae gozou loucamente no pau de 25cm dp filho dotadpnegao fudendo engenheiro na obracontos eroticos nunca pencei disperta tesao en outro homem com minha bundatitia safada gozando esquirt contos incestosbundudas com o capeta no baile funkquitandeiro tarado pornonegao fudendo engenheiro na obramomento de carinho dando mordidinhas na nuca e desce lambendo as costas até chegar no cuzinhofiumeporno minisaia encoxadacontos eróticos com minha irmanzinhacontos de podolatria com sandalia de salto finoconto erotico flagrei meu irmao comendo mamaehomemsexo homen em esteio rsxvidios outros puraiporno incesto filha perguntapai o que e sexo e ele mostraquero ver os de gravações de atrizes pornô que param de transar com dorpassando a mao no decote e chupando os peitosfiquei sozinha em casa com meu padrasto não resiste aquele pauzão enorme xvideos.com mobiledotado se a mão no cu da vagabunda tá depositei o pinto14 centímetros conto heteroporno em familiavideo na praia de jericoacoara ceara sexo porno na praiacontos eróticos técnica de enfermagem pegando carona com colegafilha fica brava ao levar gosada dentrobaixando GTA tomando banho no banheiro tocando siririca eu não aguentei e ajudei ela comendo elavidio porno bate popa vol casadaeu qeuro vidio di sexoduas irmas abdo buceta oara o irmaover contos de tio q criou sobrinha e depois fudeu ate nu cucontos eroticos traindo na enchenteninfeta blinando vovôeu minha prima e.seu poni dirou meu cabaço contospodolatria contos professora gustavoporno brasileiras novinha da sua buceta e se arrepende e chora e chama palavrao nuadominadora scat merda bostahttps://www.pornodoido.com/video/esposa-traira-e-fodida/pornodoido pesso para dormir por que tenho medo de trovõesver video de porno brasileiro pedrero peludao suado comendo a patroua safadaporno cunhadainesquecivelme deliciei vendo minha mãe tomar banhosadomasoquismo porquinha choqueminha esposa branca e gorda dando o cu pro meu compadredoce nanda parte cinco contos eroticosContos perdendo o cabaço com negao tripécontos gay luiz virando mulherzinha na cadeiavideo fazendo dp pra sartisfaze o maridopornô caseiro da Mayara do colégioele a enrabala e ela a cagar.se pornoporno violento da ruiva doiz homemeu e meu marido adoramos fazer sexo grupal contosWww.vedio.porno.casais revisão de Santa CatarinamIcontos minha cunhafa de 12 anos chupo meu pintonega o tarado fuden mendiga na ru pm muita forçaxota molhada escutando o barulho do tesaosexo explicito sogro de olho nanora de fio dentalFamosos cafuçu no braco todo nu peladocontos gays pique esconde no orfanatoconto erotico fodi minh sobrinh novinh 11nocontos eroticos dei a bundinha por balasvideo estrupo brasileiro caseiro fala palavrao gorda peitao patroaconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretomaldiçao da clareira da cadela