Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A aposta

Categoria: Heterossexual
Data: 04/10/2007 18:49:03
Nota 4.50
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Gente, já contei como fui desvirginada. Agora vou começar a contar minhas aventuras.

Sou meio maluca mesmo. Maluca, maluca. Mas eu tinha limites. Minha prima Vívian um dia disse eu só era maluca assim e transava muito porque meus namorados e amantes eram no mínimo simpáticos. Eu disse que não. Que gostava era de pau mesmo. Ela insistiu e acabamos por apostar que isso não era verdade. A aposta era a seguinte: a Vívian escolheria um cara bem feio e nojento pra eu dar. E eu tinha que conseguir dar pra ele. Aceitei, é claro. Sou mulher de palavra.

Passou um tempo e Vívian chegou com a notícia: eu teria de dar para o nosso professor de direção. Ai, eu gemi. Ele era um homem feio, dentes horríveis, gordinho (nada contra, tá?) e baixinho. Estava sempre suado. Mas aposta é aposta.

Era nosso último dia de aula e Vívian pediu para transferir a aula dela. Tudo planejado para eu ficar sozinha com o professor. eu tinha ido matadora, mas nem precisava. Sempre percebi aquele homem me comendo com os olhos. Nunca dei bola, claro. Mas naquele dia eu estava de sainha pregueada e minha blusa era folgadinha, mas abotoada na frente. Os dois primeiros botões estavam abertos, deixando quase ver meus seios inteirinhos. Calcinha pequena e sem sutiã, é claro.

Ao entrar no carro, dei umas reboladinhas, ajeitei a sainha, "esqueci" de colocar o cinto de segurança e liguei o carro. Ele do meu lado, com seu olhar desejoso. E agora, para onde, perguntei. Ele esticou o braõ direito, quase me abraçando, e colocou meu cinto. Seu braço roçou nos meus seios. De propósito. Fiz carinha de safada. Ele me mandou ir para onde eu quisesse. Aqui onde moro existe um conjunto habitacional bem seguro, mas naquela hora quase sempre deserto. Rumei para lá. Durante o trajeto, eu comecei a perguntar da vida do professor, que se chamava Cássio e tinha 38 anos. Perguntei se ele era casado. Ele tinha se separado há dois anos da mulher. Filhos? Dois. Perguntei como ele estava se virando agora com sexo. Eu senti que ele me olhava, mas eu olhava para frente o tempo todo. "Ah, eu saio com umas gatas de vez em quando". Ri e insisti: de vez em quando demora? Ele ficou calado. Já estávamos no conjunto e eu comecei as cartadas finais: Já comeu uma gata tão gostosa e cheirosa como eu? Ele passou a mão na minha coxa e respondeu que não.

Confesso que essa foi a primeira vez que quase me arrependo da aposta.A mão de Cássio era molhada de suor e fria. Aquilo me fez pensar no seu pau. Tremi. Mas continuei. Parei o carro numa rua bem deserta, longe dos olhares dos curiosos. Como nessa rua havia uma pracinha e era hora do almoço, ninguém brincava lá. Ficamos escondidos por umas árvores. Só quem fosse para o meio da pracinha nos veria.

A mão do professor estava quase na minha calcinha e eu me virei para ele. Afastei o banco e levantei a saia. Ele veio logo amassando minhas coxas. Abriu os botões dos meus seios e olhou para os meus montes gêmeos. Estalou a língua de prazer. Quase me arrependo novamente. Mas o jeito daquele homem pegar nos meus peitos me dobrou. Ele começou segurando delicadamente. Depois apertou os biquinhos e amassou os peitos inteiros, dizendo que eram a coisa mais linda que ele já tinha visto. Baixamos o encosto dos dois bancos. Cássio entãome puxou para perto dele e tascou um beijo nojento na boca, lambendo depois meu pescoço e meus seios. Começou um chupa-chupa nos meus seios que me fez gemer baixinho. Senti minha boceta ficar meladinha, meladinha. Não havia mais votla. Eu ia dar pro professor nojento. Como sempre, ele estava muito suado e com o nosso esfrega-esfrega, a coisa estava piorando. Tirei a blusa de Cássio. Nem a visão da barriga meio mole dele me impediu de continuar. Eu queria dar.

Tirei minha calcinha e ele caiu de boca na minah xana melada. Mordeu minhas coxas até ficar tudo vermelho. Minah boceta é branquinha, então ele deu uns beliscões leves que a deixaram meio inchadinha e vermelha também. Eu me contorcia nas mãos daquele homem suado. Ele dizia que eu erauma cadelinha gostosa, uma aluninha safada, que queria me fodar muito naquela hora. Pedi que usasse camisinha.

Ele me deixou de quatro nos assentos e começou a chupar minha xana novamente, minhas coxas, minhas pernas, minhas costas, meus peitos livres da blusa agora, meu pescoço. Puxou minha cabeça e me deu outro beijo na boca. Nem liguei mais e retribui, pedindo para ele me invadir logo. A pica do professor estava em ponto de bala e não era grande demais, mas também não era pequena. Iria me satisfazer. Ele colocou a camisinha e abriu a porta do carro, ainda me deixando de quatro. Puxou meu corpo para perto da porta e ficou metendo só a cabecinha por um longo tempo, me deixando alucinada. Eu gemia alto e implorava para ele me comer logo, para enfiar a pica todinha na minha xana de aluninha safada. Ele didia que queria aproveitar todos os instantes daquela foda sensacional. Por fim, ele veio enfiando sua vara bem devagar na minha boceta melada. Quase gritei de alívio ao me sentir preenchida. Primeiro um vai e vém bem suave. Eu xingava Cássio de desgraçado, safado, pediu para ele acelerar, porque gosto bem rápido mesmo. Ele me deu um tapão na bunda e começou a acelerar os movimentos, me fazendo gemer como uma mulher que não tivesse um caralho an boceta há muito tempo. Eu me deliciava aquela "meteção". Acho que ele estava na seca, porque logo anunciou que ia gozar. Gozamos juntos.

Ele tirou o pau de dentro de mim e olhei para o lado. Havia uma menina olhando aquilo tudo. Ela não aprecia estar assustada, mas sim interessada. Acho que ela ia brincar na pracinha e viu tudo aquilo. Ela me viu, mas não saiu do lugar. Comecei a passar a mão nos peitos para ela ver. Cássio viu também e entrou no carro, fechando a porta. Ele estava pingando de suor. Disse que queria tentar me comer o cu, perguntou se eu dava. Dou sim, é claro.

Ficou bom baixo de mim, colocou a camisinha e me pediu para sentar. Aquilo tudo me enlouqueceu. Fui sentando o cu naquele cacete que tinha me fodido tão gostosamente. Doeu, pois ainda estava meio seco, mas fui assim mesmo. Entrou tudo. A garotinha olhando. Comecei a gemer alto. Eu cavalgava aquele mastro para sentir prazer. Nem me preocupei com ele. Cavalguei até gozar. A garota olhava admirada minhas expressões faciais de prazer.Cássio não tinah gozado ainda. Sem me preocupar com anda, só pensando na garota que estava olhando e me sentindo excitada de estarsendo observada, tirei a camisinha daquele pau e meti a boca, Sou muito boa em cgupar. Cássio gemia desesperado e acabou gozando rapidamente.

Apertou meu peito e eu disse que era hora de voltarmos. Nos vestimos e eu joguei um beijo para a garotinha. Cássio foi dirigindo até minha casa, sempre passando a mão na minha coxa, nos meus peitos e tentando enfiar o dedo na minah boceta. Disse para ele que não haveria outra vez. Ele reclamou, mas fazer o quê? Chegamos a minha casa, ele me pediu um beijo antes de eu sair. Ninguén an rua, beijei. Ele enfiou o dedo em minha xana e apertou meu peito. Desci do carro.

Vívian me esperava, mas já sabia que eu tinha conseguido, pois cheguei sem calcinha. Ele olhou minha bocetinha e teve certeza: eu tinha dado pro professor.

Ela disse: É, você é uma putinha mesmo. Ainda bem que você me ensina tudo.

Rimos muito e fomos para meu quarto, para eu contar como tinha sido a minha trepada da aposta.

Depois conto o que Vívian teve de fazer para pagar a aposta.

Comentários

03/11/2007 03:48:40
Além de sem-vergonha, és exibicionista. Rsss... Seu conto me fez me masturbar gostoso. Adorei. ;D
05/10/2007 16:16:35
Eu tbm sou do tipo que tem muito fogo consumindo hehehe...mantenha contato com [email protected]
05/10/2007 15:45:46
Garota... Que fogo filho da puta você tem nesta tua buceta de puta, hein? Como estou lendo no trabalho, tive que disfarçar e ir ao banheiro tocar uma siririca pensando no seu conto... Melei os dedos e os chupei bem gostoso... Tesão!
05/10/2007 09:58:02
gostei do seu conto, agora queria ver se você é doida mesmo, me adiciona no msm. [email protected]
05/10/2007 09:57:53
gostei do seu conto, agora queria ver se você é doida mesmo, me adiciona no msm. [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


vidio do porno doido de lesbisca chupando a bucetavda outra ate ficar sem folegocontos montadores cuzinhoporno incesto pai finge de bebe para comer a filhaxvideo do cunhado pecado a cunhadinha a fosa gozado dretro da boceta delacacetudo comendo a buceta cabeluda da comdre porno doidomeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticowww.seduçao e satisfaçao porno incesto italianogibi troca troca com família pornomeu irmao despresa minha cunhada e ela da a bucetinha gostosa para mimsexo com as maos apoiadas no chao ela recebe uma delisiosa chapadaxvidio porno zelado comi fazedeiravídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinhaContos sou casada e chupei dois caralhos ao mesmo tempocache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 imagens de mulheres chupando o peito uma da outra com muito prazerlesbicasJoce boqueteiromeu vizinho gordinho passo aqui so pra mim da uma chupada videos xgostosas. culpado roludassexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaxvideos cangáceiras eroticasxxvideos loirinha da para o cachorro de raça alemã porno brasileiras novinha da sua buceta e se arrepende e chora e chama palavrao nuaincestossexo com animaiscontos de sexo depilando a sogracontos eróticos sobre cunhadabucetudaporno novinha trezeno com namorando da migavideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutavirei mulher na cama contos wconto erótico de mendingozoofilia homem fode potra recém nascidaporno paudentri da bucetaconto gay "todas as formas de amor"video da minha jeba arrombando o padrecoconto com onze anos eu trepei com meu tio foi muito gostoso mais doeupadrasto enteada falei de sexo brasileiroContos etoticos filha rabudafilha minha femea contocontos crente casada quis experimentar no cu e se arrependeu    filme porno fazemdeira dando pro piao dotadocontos corno manso ineditocontos dormindo com meu padrasto picudovirei mulher na cama contos wincesto mãe devassa da xana famintaas baianas mais bucetudasbiquine mulher cazada safada.e asim na praialoirinha pesou que ia so fazer chupeta mas tomou muita porrabatando o joelhinho na mesa xvideosfui abusado quando era adolecente, nao saou gay, mas me ecxito com porno gayRelatos de zoofilia cao estrupamenina criano cabelo nabusetquero assistir vídeo pornô estupro anal com vibradores e zoofilia misturadominha irma vive mim provonca encostano seu cuzinho no meu pau. acabei comendominha mulher domestica comida pelo cacetudocorno veno esposa dano cu e falano que nao guenta pornodoidocontos erotico eu e minha mae fodida por um roludoporno serena ali ta doendoela so goza cagando e gritandoContos , enquanto eu estava bêbado o malandro tava comendo minha mulherconto adoro ser cadelinhaquando voltei entrei no quarto da minha irmazinha e vi ela se mastubando dei uma bronca nela contos de incestoamo meu corninhover relatos verdadeiro cheirava as calcinhas da minha primagta v a minha secretaria ta dando mole fizemos sexo no escritoriocontos e xitantes a mulher do meu chefe me seduziuxvidioporno.com qrVirgindade anal incesto Desde pequena Contocoroa pelada toda melada de margarinaCarinha de Anjo de GTA e mamãe filha da está outro colégio bem longe daquixv.ogenrro.cl.endo.asogra