Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A Putinha do Prédio

Autor: Hotter30
Categoria: Heterossexual
Data: 16/11/2007 18:33:56
Nota 8.17
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (2) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Aline foi morar no prédio quando tinha 17 anos. Era branquinha de cabelos bem lisos e pretos, tinha 1,55m de altura e pesava entre 45Kg e 50Kg. Tinha olhos azuis, magrinha, porém com todas as curvas bem acentuadas. Dona de uma cintura fininha e quadris generosos, deixava todos loucos quando ía para a piscina com biquinis bem cavados e pequenos.

Deixei que todos ficassem babando pela ninfeta, bajulando ela com mil e um mimos. Fingia que nem ligava para aquele corpo gotoso e tesudo. Apenas sentava-me em alguma cadeira à beira da piscina e fingia que ela não existia, enquanto estava cercada de garotos tentando come-la. Bom, mas afinal de contas eu já não tinha mais 17 anos, era um cara de 28, sabia que ela não ficaria com aquela meninada que estava ao redor dela. E ela apenas tirava proveito disso...ahhh, sim, ela era muito boa nesse quesito. Ela era muito bonita e gostosa e sabia disso. Não há nada mais perigoso no mundo do que uma mulher bonita e gostosa que tenha consciência que é.

Um dia de feriado prolongado, a maioria das pessoas havia viajado, o prédio estava vazio e a piscina também, pois além do povo ter viajado o sol não estava lá essas coisas. Como sempre, desci, sentei e estava lendo um livro quando Aline chegou, tirou a canga, mostrando um biquini vermelho e branco bem pequeno. Continuei a leitura e num certo ponto, resolvi ir para a sauna. Aline entrou logo após e estava muito quente lá dentro. A sauna tinha degraus em "L", Aline deitou de forma que deixava a bunda na minha direção e ao mesmo tempo podia virar a cabeça para me olhar. O suor aumentou ao ver aquela bundinha virada em minha direção, ela maliciosamente abriu um pouco mais as pernas deixando o volume da xana aparecendo no meio da bunda levemente empinada.

Diante da oportunidade de estar com ela sozinha naquela situação, deixei o pensamento fluir e meu pau foi ficando duro dentro da sunga apertada. Não fiz nenhuma força para esconder de Aline o volume que se formava, e ela olhava fixamente para o meu pau enquanto eu olhava para bunda dela. Comecei a passar a mão no pau por cima da sunga e ela ficava apenas olhando fixamente.

Perguntei a ela: Está gostando do que está vendo?

Aline respondeu: Preferiria ver fora da sunga.

Sem muita cerimônia coloquei a pica para fora e perguntei a ela se ela tinha gostado agora. Ela respondeu que sim e devolveu a pergunta inicial: Você está gostando do que está vendo também? Respondi a ela da mesma maneira. Ela olhou para mim e disse que eu poderia ver se quisesse, era só pegar.

Aproximei-me dela e puxei o biquini de lado, ao mesmo tempo que deixava meu pau ao alcance da mão da ninfeta. Ela segurou meu pau e eu enfiei um dedo na racha da garota que já estava bem molhada de suor e tesão. Ela deu um suspiro e empinou ainda mais a bundinha. Ela me falou que tinha medo de chegar alguém e me convidou para subir com ela, uma vez que os pais havia viajado e ela estava sozinha em casa. Aceitei o convite e falei que passaria em casa para pegar camisinhas, que ela deveria deixar a porta do apartamento aberta e me esperar que em pouco minutos estaria com ela.

Rapidamente busquei em casa camisinhas e KY, pois também tinha a intenção de comer aquele rabinho lindo dela. Entrei no apartamento e a safada estava sentanda no sofá já tinha tirado o biquini e estava com um short de lycra que realçava ainda mais as curvas dela. Sentei ao lado dela e a puxei para o meu colo. Beijei aquela boca de forma intensa e ficamos com os lábios molhados um do outro. Ela sentia a pica bem dura roçando na bundinha e rebolava curtinho, só para se esfregar e manter a vara rígida.

Nos beijávamos e cada vez eu ficava mais alucinado sentindo aquele corpinho cheiroso e gostoso se esfregando no meu. Desamarrei o sutiã dela e fiquei extasiado com aqueles seios durinhos, fui descendo minha boca até colocar o mamilo nela, passava a língua no biquinho dele e a segurava com força pela nuca, arrancando gemidos da ninfeta. Alternava entre os dois seios da gatinha, que também dava demonstrações de estar ficando alucinada com a sacanagem.

Com as mãos espalmadas percorria as costas da gata, dando especial atenção à nuca. Passava a mão no rosto dela, descia pelo queixo e sempre beijando, ora a boca, ora a nuca, ora a face, ora os seios. Tirei a bermuda e deixei a pica livre entre as pernas dela. Ela pegou meu pau e começou a alisar falando que era muito duro e que queria ele dentro dela.

Coloquei a gata de 4 foi tirando o shortinho, ela já estava sem calcinha e aos poucos fui revelando uma buceta linda, inchada, bem carnuda, toda babada e quase sem pêlos. Com ela ainda de 4 segurei as duas polpinhas daquela bundinha pequena e arrebitada e enfiei a língua na xana da gata. Alternava entre chupadas vigorosas e leves, deslizava minha língua do grelo até o cuzinho e enfiava o dedo para massagear o ponto G da garota. Ela gemina e rebolava na minha cara, esfregava aquela buceta melada por todo o meu rosto e eu batia na bunda dela com força.

Depois de gozar na minha boca ela saiu de cima do sofá e veio para o meio das minhas pernas, pegou meu caralho e deslizou ele para dentro da boca. Deixava a língua para fora e ía engolindo a pica, colocando ela toda na boca. Depois de brincar assim um pouco ela começou a lamber, da cabeça até o saco (que é totalmente liso). Ela babava toda a minha piroca, depois chupava com vigor como se quisesse tirar leite do pau.

Coloquei ela de 4 em cima do sofá e posicionei a pica na entrada da buceta da gatinha. Com as mãos espalmadas nos quadris dela, a pica bem dura foi se posicionando na entrada da buceta melada e aos poucos fui afundando meu pau nela. Ela gemia, mas pedia mais e mais piru. Depois que entrou tudo, podia sentir a colo do útero dela na ponta da minha pica. Iniciei estocadas vigorosas segurando-a pelos quadris. Cada vez que metia nela também a puxava pelos quadris contra meu corpo. Ela soltava urros de dor e prazer a cada estocada e dessa forma fiz a gata gozar mais uma vez.

Depois de descansar um pouco ela me puxou para o quarto dos pais, me deitou na cama e subiu no meu pau, sentando nele até o talo. Cavalgou olhando para mim fixamente como se quisesse me devorar também com os olhos. Mudando de posição, sentou de costas pra mim. a bunda arrebitada me deixava ver a pica sumindo inteira dentro dela. Ela subia e descia com muita vontade, sentando com força na piroca.

Ela já estava exausta de tanto gozar e nessa hora fui até a sala pegar o KY que havia ficado no bolso da bermuda. Ao voltar para o quarto a encontrei deitada de bruços e falei a ela que a queria exatamente daquela maneira. Pensei que seria difícil convence-la a dar o cuzinho, mas assim que falei que a queria de bruços, ela já foi rindo e falando que não via a hora de ter a minha vara dentro da bundinha. Fiquei louco e coloquei dois travesseiros embaixo da barriga dela, abri a bunda e vi aquele botãozinho rosado, não economizei KY e depois lambuzei meu pau também.. Coloquei a cabeça e forcei o cuzinho para entrar. Ela olhou para mim, virando a cabeça para trás e pediu: "Mete sem pena vai. Enfia tudinho de uma vez!" Ao ouvir esse pedido não pensei duas vezes e cravei a pica até o saco encostar na bunda dela. Ela fez uma carinha de dor e suspirou entre gemidos, mas não tive pena, soquei mais e mais forte naquele cuzinho e acabei não aguentando por muito tempo.

Ao anunciar que iria gozar ela gritou que queria na boca. Foi só o tempo de tirar a camisinha e ela virar o corpo, joguei muito leite naquela boquinha, mas o primeiro jato subiu pelo rosto dela, deixando o leite escorrendo naquele rostinho de anjo.

Depois ficamos abraçados, tomamos um banho e recomeçamos a sacanagem ainda embaixo do chuveiro. Mas essa parte de estória vocês já podem imaginar como terminou, não é?! A parte melhor foi a visita da prima de Aline. Aguardem.

Comentários

25/11/2007 17:21:04
Muito bom o texto, aconteceu comigo tambem,porem empurrei foi na sauna mesmo e a minha amiga tinha 16anos e era cabaço! flw mao
20/11/2007 14:07:42
Bem escrito, um tanto redundante em explanações, mas mesmo assim bem escrito. Um conto sensual.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto erotico primeiro boqueteCamisinha atrapalha a tirar a virgindadevixxi encoxadasconto casada assaltada chora na rola grande e gosaesposa prostituta bunda flaçida e mole cuzao contoscontos eroticos anal ensinando a pilotar motopais prende filha no quarto com irmão ele mete e gosa dentro da bucetatemto core mais eu pegeibrasilera xvideoXvideos com icrivel ruguipornô grátis sobrinha Fala tio sua pica não vai caber na minha b********xvidio mulher casada para na rua fica vendo medingo do pau muito grande fazendo xixio riquinho que eu amo cap 12 casa dos contosmulher querendo fazer zoofilia no Rio de Janeirocontos eróticos ai meu cuzinho tá rasgando seu pau é muito grossomeniina lavano abuctavidii lesbica cozando turmidocontos eroticos tomei tudinho a porra do meu cunhadoporno doido ze buscape transax negona budona lascadamulher passa muita margarina no proprio cuo garotinho do semáforo contos eróticos reaisContos sogra safada e fogoza seduz e se apaixona por seu genro e trasa elevvgg sexoirmalouca pra perdero cabaco pro irmarx vídeos enquantoo novinho se masturbavaaté gozar o negão metia lhe a picaContos.Ingravidei.minha.irmanseita crossdresserbaixar grátis vídeos pornô lésbicas gemendo grostoso e esfregando buceta com buceta molhadinhas até gosarvídeo da pelada gostosona morena aquelas bem gostosa e morena e bem gostoso se tu não fazer carvãonovinha aser estuprada com padrasto aser desvirginada enquanto dormeXapeleta grosa nucu da loira xvideowww.meu vizinho negao me estuprou mundobicha.comContos d casada com cu arrombad por negroes traficantContos eróticos minha mãe e os cubanos - parte IVXvidio mulher asusta o maridopunindo escrava sadomasoquismoesperei meu tio viajar para comer o cuzinho da minha tia gostosonaconto titiocomeu meu cu no natalporno paudentri da bucetaas encoxada só coroâs videoscorno que nao da mais no couro humilhado pela esposa vadia contos eroticosesgichada de gala da bucetaViado de calsinhaxvideos.commorenas,magras,cabelos pretos,peitinhos videos sexmulher d fiu dentau atolado no raboporno de joelvemflagante de sexo com patricinha de carangolasexobrasileirocavaloCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASmelhores meninas de porno prima com avô de 50 citimetroAdulta criando pentelho na bucetapeituda ri ao ver pinto mole do cara mais aproveita quando ta duraoxvideos sogras de pernas abertas em frente dos genrosnora safadas descobri que sogro tem a pica enormecontos eróticos gosei no pal do sogro taradoalivat xxxvídeobaixa xvideo coroa venhia nao gueto pica dcontos eroticos filho adotivo pe de mesagosto muito de praticar zoofiliabaixar xvideo de aluna ta secando minha bucetavelhas dos peitoes muchos e grelo grando transandoque kikada cunhadinha pornominha mae ficou furiosa conto incestoConto erotico fui cagar na moitaver vidio pitudo dando uns amasso na novinha que nunca vio rolalevei a minha noite também nua da filha me trata nua mandando minha pelada nua e vizinha tá na loja com meu pequenominha mae so' andava de roupao contos eroticosvídeo de mulher com o Playboy mostrando a bunda no conto o homem sendo o piru da xana delaporno contos cunhado novinhonaugr sexo69 no sofáfilho socando a piroca na mae idosaquero ver filme pornô com mulher morena de 20 anos dando o cu de bruço fechafotonovelas sexo transando cm a esposa e cunhada juntosbaxinha dando baixinhopornodoidocontos de sexo depilando a sograapaixonado pelo meu primo brutamonte melhor partetabu em familia pai e filha se amando loucamente incesto panterasconto erótico Inaracontos de boquete bom de primos e primas novinhos