Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Meu melhor amigo traçou a patricinha pela qual me apaixonei, e eu adorei assistir

Categoria: Heterossexual
Data: 25/11/2007 03:44:57
Nota 7.67
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quando eu tinha 17 anos, encante-me com uma garota que conheci na igreja evangélica que frequentávamos... Era, simplesmente, linda e deslumbrante: morena clara; 1,75m; cabelos longos; rostinho de modelo (com olhos azuis belissimos e sorriso lindo); com seios médios; porém com uma bundinha empinada e deliciosa (que eu passei a desejar com volúpia). Queria, a qualquer custo, conquistar aquela deusa. Porém, além de eu esbarrar em minha própria timidez, ela, também, não me dava a mínima. Creio que, provavelmente, achava-se a tal (uma mistura da atriz de Holyhood "Angelina Jolie" com a cantora "Sandy", talvez?): fazia curso de modelo e era a presbítera (se eu falar "obreira": todos saberão a denominação a que se refiro...) predileta que auxiliava o pastor nos cultos... Por que motivo seria, hein? rsrs

Já não podia aguentar mais, sufocar aquele sentimento... A fim de me declarar, sempre, eu tentava puxar assunto com ela (conversa fiada, mesmo) do tipo "-Te vi no encontro estadual da congregação..." e ela respondia: "-Não brinca, éée...?" (como se quisesse falar: "_ Grande coisa...). Em outra vez, o pastor pediu uma doação de roupas em prol duma comunidade... Não titubiei: dirigi-me à Vanessa (era como se chamava), pois sabia que ela era a responsável pelas doações, já que era a menina de confiança, tinha jeito de líder em eventos da igreja ( o grupo jovem era um deles) e coisa e tal. Novamente, não tive êxito, pois ela agradecida, mas, com um olhar de desdém (já sabendo de minhas verdadeiras intenções), respondeu: "-Pra igreja né? Obrigado, tchauzinho... Fez isso com uma cara de quem diz "-Eu hein, ninguém merece um garoto desses (ou algo assim...). E quanto mais ela me pisoteava, com sua arrogância, mais eu gamava...

Pedro, meu melhor amigo, a quem eu confiava todas as minhas confidências, era tido como um dos garanhões do pedaço... E eu, que desconhecia esse fato, decidi, inocentemente, contar mais esse segredo a ele... Ele disse-me (no alto de suas experiências) que mulher gostava de receber flores, convites para o cinema... Acrescentou, também, que elas detestavam homem frouxo, enrrolador ou ansioso (dispensavam rodeios e babaquices...): queriam que a gente as pegassem com firmeza; as fizessem sentirem-se verdadeiras fêmeas. Como ele não era da igreja, pediu-me uma descrição dela... O cara ficou doido de tesão e, com o pretexto de bancar, em meu favor, uma espécie de cupido (ele alegava que poderia ajudar-me a ganhar a gatinha, é mole?), exigiu que a mostrasse para ele. E, quando eu disse "-É aquela dali na praça, oh!", o cara quase teve um faniquito, ficou vermelho, mal conseguindo esconder a ereção (era um mulato de uns 1,90m e seu pau, dentro da calça, parecia enorme, com o um de cavalo). Disfarçou e disse-me: - Fique tranquilo, vou levar um lero com a gata, fazer um merchan da tua pessoa mano, logo ela vai tá na tua e... Mas, eu, como não era tão bobo assim percebi que queria, na real, era passar a rôla na minha musa...

E minhas suspeitas seriam confirmadas... No dia seguinte (uma segunda-feira) a eu ter contado a Pedro, vi ele, de papo, num bar, com Vanessa... Ela, como era crente, naturalmente, tomava um refri e ele uma cerveja... Logo já puderam me avistar observando-os. Ela, apontando para mim, balbubiava, para Pedro (em tom de visível descaso) algo como: "-Esse gurizinho aí que tá a fim de mim? To sabendo...Putz...". Ele tentava pegar na mão da gata, mas ela se esquivava, dizia coisas como "-É pecado, não vamos distorcer as coisas, somos apenas bons amigos...". Porém, no fundo, ela estava gostando, pois não tirava os olhos do pau do cara, sendo que a mão dele já roçava, de leve, o traseiro de Vanessa... Nada (para meu consolo), naquele dia, rolaria: ela embora, visivelmente, excitada, livrou-se do cara e saiu em disparada...Pouco depois eu iria satisfação com Pedro: "-Meu, que significa o que eu vi...?". Ele, na maior cara de pau do mundo, tentou explicar-me que fazia parte de uma estratégia e garantir-me que fazia parte de uma estratégia de conquista (só se fosse pra ele, é claro) e frisou que logo ela "estaria na minha" (me fitando com um sarcasmo "disfarçado")...

O que eu mais temia que fosse ocorrer (e que estava bem diante de meus olhos; só um cego não perceberia), no domingo seguinte, iria se concretizar... Vanessa, sem mais nem menos, convidou-me para, depois da evangelização, ir ao cinema (às escondidas da direção da igreja, é obvio, presumi). Nesse instante tive um misto de vários sentimentos: surpresa (ela além de deixar cair a máscara de "santinha do pau ôco, jamais me dera intimidade para tanto...); desconfiança ( me veio à cabeça o famoso "Xi, aí tem?!"; e euforia (já que, afinal de contas, durante a semana, Pedro, na cara dura (?) dissera-me que ela adorou ouvir, da boca dele, sobre minhas qualidades e... ).O safado ainda, naquele dia, garantiu que ela, naquela noite, iria estar, lá, me esperando linda e gostosa como sempre... E como suspeitei, ao chegar ao local, em meio à sessão das dez, meus olhos, infelizmente, contemplaram: eles haviam armado, contra mim, uma armadilha premeditada; estavam-se aos beijos; Pedro já abocanha as tetas de Vanessa, que estava usando um decote pra lá de escandaloso, acompanhado de jaqueta de couro negra e mini da mesma cor; ela iniciava uma punheta no cacetão do cara; enquanto ele ora usava o dedão para mastubar sua bocetinha, ora para acariciar seu cuzinho... Eu fiquei com uma mistura de ódio (ambos se confirmaram tremendos filhos da puta, pois era o amigo que outrora se dizia "fiel", mas revelou-se um safado e a crentinha que mostrou-se putinha); um certo complexo de inferioridade (eu sequer conseguira pegar na mão dela, enquando que, apenas por ser fortão, o cara...) e, por incrível que pareça, tesão. E esse último que impediu-me de recuar... Eles não estavam nem aí, se eu havia gostado ou não do que vi...Pelo contrário: faziam de questão de me provocar, humilhar ainda mais...

Em seguida, muito mais para não chamar (do que já haviam chamado) a atenção do público, do que para, é claro, me poupar decidiram ir para um bequinho pouco iluminado, próximo dali... Pedro se aproximou de mim e disse: -Maninho, vem conosco, olha e aprende como se dá um trato numa piranhinha metida à besta... Sem pestanejar, segui o casalzinho, que foram, ao local, de mãos dadas... Mal chegaram, Pedro continuou mamando os seios dela, não demorou muito para ele cair de língua em sua xaninha que, ao contrário do que muitos pensariam, por ela ser evangélica, estava depiladinha, bem como suas pernas e axilas. Ela, que já começava a lambiscar a cabeçorra do pau do cara, antes, de pô-lo inteiro na boca, me fez uma "deliciosa" afronta: - Veja fedelho (ele era uns 8 anos mais velha do que eu e ele uns 10), saca só como um homem de verdade satisfaz uma vadia como eu! Em seguida, ela abocanhou por completo aquele monstro, forçando a chapeleta contra a garganta. Ele, que chupava sua boceta, já recebia, em sua língua, o néctar do gozo da mesma. Retribui-a, imediatamente, com jatos de porra quente, os quais ela engoliu tudo o quanto pôde. Após isso, colocou Vanessa sentada em seu colo para que sua boceta cavalgasse seu caralho, num sobe e desce alucinante... E como presenciavam-me, em meio a um punheta só, alfinetavam-me (no mais completo tom de zombaria): - Isso mesmo garoto, bate punheta, pois é só o que você sabe fazer? - Ohhh, isso sim que é pica, não essa minhoquinha aí, pivete! Após Pedro inundar aquela bocetinha e terem chegado, juntos, ao gozo, aquela foda que para mim, como voyer incorrigível que até alí se revelara, teria um desfecho supremo: ele iria comer o rabinho dela. Posiciou-a de quatro, lubricou a entradinha com saliva, e mandou rôla naquele cuzinho rosado, apertado e delicioso. Pedro começou a bombar e, para me massacrar, ainda mais, olhava pra ela e, com referência, é lógico, a mim, dizia: -Tem neguinho aí, morrendo de inveja, né? E ela completava: - Também, pudera: com um pintinho desse tamanho (o meu tinha uns 15 cm e o dêle uns 23 cm). E caiam na gargalhada... Ele a puxava pelos cabelos dizendo que "putinha da laia dela", ele conhecia de longe, que biscate como ela ele já havia comido muitas, dava, também tapas em sua bunda... Como se não bastasse ela, inexplicavelmente (pois, instantes antes, eles sequer permitiriam que eu participasse da trepada), pediu para chupar meu pau. E como eu, aquelas alturas, estava doido de tesão, e não estava nem aí se estavam ou não em contradição, topei. Vanessa chupava, como uma verdadeira puta, meu pau, enquanto Pedro estocava tudo em seu cuzinho. Por fim, nós três, depois de um urro, chegamos juntos ao prazer derradeiro: eu e o cara gozamos, na boca dela; o seu gozo vaginal escorria pelo clitóris e pernas abaixo; pude compartinhar, com ela, o gosto do meu esperma misturado com o dele; o passou de Pedro se interpôs entre nossas bocas (revesando-se dentro das mesmas) e temperando nosso primeiro beijo. Sim, ele daria início a um príncipio de um (inesperado?) namoro, apimentado romance e liberal casamento.,,

Eu e Vanessa vivemos, hoje em dia, uma relação aberta, sem preconceitos e respeitando os limites de cada um... Ela e Pedro, nem precisa dizer, continuaram a fodelança, mesmo durante nosso noivado e após casarmos: há sempre, lá em casa, um terceiro travesseiro esperando ele voltar de viagem (ele é caminhoneiro) que costuma fazer sempre. E eu sigo tocando a vida, com muito orgulho e felicidade (obtidos ao presenciar as trepadas que minha putinha realiza, constantemente, com outros machos).

Comentários

26/10/2008 21:17:18
Parabéns pela originalidade!
01/01/2008 09:48:11
Deixe o terceiro travesseiro reservado para esse que vos digita, e será ainda mais corno, e ela mais puta. [email protected]
27/11/2007 15:14:58
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, percebí que vc ficou com mais tesão no pau do Pedro do que na xaninha da Vanessa. Assuma cara, vc é gay.
26/11/2007 12:50:42
Esse conseguiu superar qualquer imbecil que postou lixo neste fórum. Você vai receber o premio dos lazarentos desgraçados que inventam mentiras para passar o tempo. Vou lhe dar algo para você passar o tempo, vai lascar o seu cu no prego. E raça dos “cornos conformados e liberais” que na verdade é tudo um monte de viado encubado esta crescendo cada vez mais neste fórum. Leva seu ZERO
25/11/2007 15:53:00
para o Julião Padeiro: não quer abrir um panificadoria lá perto de casa, então?rs
25/11/2007 15:36:28
PARA O PICA DOCE: COM CERTEZA, ELE COME A NÓS DOIS; TAL QUAL UM GARANHÃO DE PRIMEIRA, FAZ COM UM CASAL PASSIVO E SUBMISSO...RS
25/11/2007 15:18:19
essa beata é demoníaca,quando for para o além sua alma vai queimar na fogueira dos gentios... já o autor vai para a fogueira dos viados. para terminar, estou pronto para fazer a vanessa uma mulher feliz.
25/11/2007 13:18:31
"Caminhão de parachoque duro" era meu apelido na escola rsrsrsrsr....Quero vaga nessa garagem da Vanessa aí, mermão....rsrsrsrs
25/11/2007 09:42:41
Quando o Pedro vai à sua casa, ele come só a Vanessa?
25/11/2007 03:49:33
bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mulher com mulher pode uza bolinha vaginasvidios porno d braziliras no concuso quem cosegi beber mais pora porno doidocolecao lambendo a cabecinha gozada na boca pornodoidoSexo on-line aclimação menageBabá velha finge dormir e e emrrabada pelo novinho contos eróticosde calsinhamocaporno casada adorando ao senti um estranho te alizando e esfre o pau nela no onibos na frente de seu maridocontos eroticos colega negão estuprando o novinho gayxvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheirocontos eróticos gay cunete entre molequescachorro fod madamegozaquero v vidios d megao d pau grand gosano dentro da buceta d menina novingaxvideos. buçetá de eguawww ponto come come fazendo sexo fazendo pornografia fazendo sexo vaginal sadia.com.br homem e homemcasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodequero ver sexo com patroa lesbica seduzimdo sua enpregada e fazendo sabao com ela no aeu quartosogras com genrosbucetasconto eroticos mulher do corno na borrachariacontos de incesto maê pega filho roçar o pênis no grelo da maeconto anal orfanatocontos eroticos pastor comedor de mulher casadaXVídeo pornô a mulher se masturbando na rua andando no meio da rua Rosada molhadinha nenhuma Bruno metrô de todo canto g***** molhadinhaseduzindo você a bater punhetaContos erotico incesto video gratis de sec tio tira cacinho da sobrinha novinhacontos eróticos dei uma lambida na xota da minha irmãContos eroticos me vinguei da minha esposa e comi dois cuzinho finalvideo de mulhe rebolhadoconto de incesto mae mulata de babydolldar e coçar e so começar contos eroticoscontos eróticos mulher transando com negãohomem core atrais de menininha secuestra leva estrupa com varios amigos cu e buceta estora vidio pornohomem fudendo oltro homem enprensando na parede fudendo pornoempurando o gatilho no prikito delaprimeira. vez dei meu cuzinho pro vigia. xa. obra. guey contos. eroticospai fica pelado perto do seu filho lindo mundobichaquero pesquisar filmes pornor com negros super dotados arregassando cu e bucetas de mulheres loiras tirando sangue do cursinho delasistorias mulheres estrupadas no cu virgem pau grande elas quase morreucontos arronbaram meu cuzinho de menininha virgemconto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosdei o cu video para o time inteiro de futebolporno provisional com casal apaixonadoso qui faco pra demorar enjaculartarados fazendo gang gang coletivo com esposa puta italiana do cornoDesabafo real de uma mae contos ero cap,IXfilho medico vai examinar o cu da mae e acaba em sexo insetocontos eroticos no dia que dei minha buceta pra dois senhores no onibus,dupla penetracaogta em porno doido com um estranhosadomasoquismo p*** relinchando analvideo da minha jeba arrombando o padrecovídeo pornô da retina p**** da retina e mandou um vídeo pornô dela não ela nuatranquei o quarto comi minha irmã 1minuto xvideoscacetudomonstroconto porno lesbico praticando scatcontos de surubas inesperadas com esposavideos caseiros de estrupos de vuneravrlporno safada batendo punheta pro ricardão na cama com o corno dormindo pornowilma dos flintstones trepandomulher caga incontrolavelmente no sexohtts:you.comtube ponodoidocontos eróticos a irmã de minha espoza bunduda e coxudacasada loira gaucha fode c pausudo que enche ela de porra e corno olhaprima separada com tesaocomo amasiar um bum-bum super sexoanythingcontos erotico dei o meu cu a forca pro pedreiro caralhudoconto de farra de casadaxexoc calcinhas brancas mulheres bucetudasquero ver um vídeo de mulheres transando com cachorro t***** de quatro com a bunda empinada engatada e urbano gayver lésbicas lésbicas se esfregando até gozar em perigosos de músicassexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaoconto erótico o meu cunhado me tornou sua putavideo porno atentano a namorada corno escondidoPornor sobrinho passando ferias na fazenda da tia viuvacontos eroticos gay enrustido