Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Paixão "bundal"

Autor: Américo
Categoria: Heterossexual
Data: 30/11/2007 08:28:12
Nota 8.33
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Apaixonei-me pela Ângela antes mesmo de ter olhado para seu lindo rosto. Foi sua bunda fantástica que me encantou e hipnotizou na noite que nos conhecemos, na festa na casa de um amigo comum. Ela estava de costas para mim, com um vestido de veludo preto e sapatos de salto alto. Fui flagrado com os olhos pregados na bunda dela pelo anfitrião que, sem perder tempo, me apresentou a ela.

O corpo volumoso de Ângela ficava mais acentuado ainda pela roupa de veludo colado à pele. Seus longos cabelos castanhos pareciam uma catarata caindo sensualmente por seus ombros e cobrindo parcialmente os reforçados seios, cujos bicos pressionavam o tecido do vestido. Feita a apresentação, nosso anfitrião se afastou rapidamente, sentindo provavelmente o calor entre nós. A nossa conversa foi pura paquera desde o início. Ângela demonstrava gostar de meu papo, mexia e jogava provocantemente os cabelos para trás.

Dançamos e as mãos dela guiaram as minhas para suas nádegas, que acariciei discreta, mas deliciosamente. Ângela me segurou pelo quadril e pressionou meu corpo contra o dela, que já sentia o membro pulsante roçar na xoxota e nas pernas. Ela expunha a mim todas as suas curvas, serpenteando e me conduzindo ao som agradável da música. Mas meu apetite estava voltado mesmo para o bumbum, carnudo e saliente. Minha impressão foi de que ela estava adivinhando meu pensamento, pois, quase sempre, dançava de costas para mim, rebolando e acariciando a bunda.

Ao sentir o caralho roçar-lhe a bunda, Ângela pressionou mais ainda o bumbum contra meu pinto. Fui à loucura. Para atiçar ainda mais meu desejo, ela passou a alternar também movimentos de frente para roçar os lábios da boceta contra a ferramenta rígida. Fez que ia sussurrar-me algo e aproveitou para morder minha orelha. Era provocação demais e eu não poderia marcar bobeira, porque estava mais do que claro o que ela queria.

Minha intenção era um motel, mas Ângela preferiu a casa dela, pois morava sozinha. Ela estava tão excitada que me conduziu direta-mente ao quarto, onde havia uma espaçosa e confortável cama de casal. Tiramos nossas roupas rapidamente e, como permaneceu com os sapatos de salto alto, ela ficou praticamente na minha altura. Ângela ficou maravilhada com o tamanho do pau, que pulsava numa das mãos dela, enquanto a outra acariciava a boceta, ainda coberta por uma calcinha de cetim. Sabendo de minha tara pelo rabo dela, Ângela disse que atenderia meu desejo, mas antes teria de lubrificar o pinto na boceta.

As provocações, no entanto, não pararam. Ela subiu na cama, onde ficou de quatro, abriu bem suas coxas e inclinou a cabeça para me olhar por baixo do corpo. Fui por trás dela e, afastando a calcinha para o lado, afundei o caralho na xoxota molhada e apertada, para dar início a um lento vaivém. Procurei controlar os movimentos para não gozar, afinal, minha tara era pelo cuzinho, mas Ângela, sacudida pelo prazer dos sucessivos orgasmos, rebolava alucinadamente.

Ela dizia que se deliciava com a grossura do meu pau, que queria senti-lo todinho arrebentando as pregas do rabinho, mas a sensação estava tão deliciosa na xoxota que não queria parar tão rápido. A boceta apertava o pinto e a sensação que tinha era de que estava sendo mordido por ela.

Peguei o tubo de gel lubrificante e, com o pau ainda enterrado na boceta, umedeci abundantemente a entrada do cuzinho. Ângela não se continha de prazer, até que saí da boceta e mirei a cabeça do cacete na entrada do rabinho. Seus dedos trabalhavam enlouquecidamente no clitóris, à espera da invasão traseira, com força, como não cansava de pedir. Um primeiro empurrão foi suficiente para que a chapeleta rompesse o anel e o restante do mastro deslizasse gostosamente dentro dela. Fiz uma pausa para apreciar a invasão e segui adiante, até que o pinto sumisse e os bagos encostassem na bunda dela, roçando-lhe a xoxota.

Ângela passou a gemer cada vez mais alto. Ela suportou heroicamente a dor e mais que isso, estampando toda a felicidade do mundo no rosto, dizia que era muito bom e que jamais acreditava que teria condições de receber tamanha ferramenta no buraco traseiro.

Acomodado deliciosamente dentro dela, passei a foder com vontade e vigor o apetitoso rabinho. Senti os músculos do cuzinho se contraírem seguidamente acompanhando os contínuos gozos. Ângela pedia que eu gozasse dentro dela e a enchesse de esperma. Descarreguei a porra que, de tão abundante, passou a escapar pelo buraquinho e a escorrer pelas pernas dela.

Foi difícil acreditar que, como ela contou, aquela tenha sido a primeira vez que tenha dado o cuzinho. Isso não importa. Importante, sim, é que Ângela tomou gosto pela coisa e se viciou em dar o rabinho. Ela gosta de se masturbar, acariciando a xota e o grelo enquanto recebe minha ferramenta no ânus, porque, explica, o prazer é redobrado.

Comentários

07/03/2018 02:06:00
Ótimo conto... parabéns ao escritor que soube, com maestria, manter o clima sensual do início ao fim do conto... 10 com louvores.
22/01/2017 14:19:31
Adorei seu conto
03/07/2016 09:48:06
Li e reli este ótimo conto. A destacar a escrita primorosa, além da forma excitante. Eu também não acredito que tenha sido a primeira vez da Angela. Por preconceito e temor, nós mulheres sempre dizemos que somos virgens ali atrás. Rs. Parabéns!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


meu padrasto me comeu e minha mãe participoumacubeiro comendo a foça novinhaxvideo coletania marido tampa o olho da esposa e chama o amigo pra beija lamulheres que nao aguentaram dar o rabo pra bem dotadosmulher transando na subida do Ilha Porchat São Vicentevideos arrancando a virgindade da novinha sem piedade que deu por dinheiromulher beijando a mulher na boca pelada no titubearquero abri uma janela parA o porno baiano com bucetasfudendo uma putaconto eroticoler contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtocoisinha do pornô bumbum na nucacasa dos contos de nick malconbaixar jogos de Ferrari deixando o rapaz tirar o sutiã dela para mamar nos peitosfodendo com maxima velocidade e sem piedade pornoxxvideo mobile de mulher chupando seios de outra em lactacaocontos de podolatria com sandalia de salto finodois homens a baterem punheta fantaziando ate gozarContos tetas bicudas e sem sutiãconto lesbico a procura do amor cap25fodida na balada/contosobrinha e tia com pai potaria brasileirojuju fudedocontos eroticos dominada na frente do meuXVídeo pornô das Panteras trepando só com os irmãos ocupar esse corpinhonovinha gritano e gosanoeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaponto não. quebrau. cabaso da vigemulher chamou o vizinho para tirar goteiras e deu a buceta para eleXVídeo pornô das Panteras trepando só com os irmãos ocupar esse corpinhoencoxando as meninas na baladaContos eriticos .como virei escrava do vizinhonegaoas gordinha r***** dando o vaqueiro na Fazendacontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putaincesto tio tirando virgindade da sobrinha de dez anos no semáforoporno loiras xiri gigante anal picas trinta centímetrosarebentandocu velinhasfilha enventa de dormir na cama do pai ele nao aguenta gosa dentro da buceta delabuceta da linguonaSexo on-line aclimação menagevideos porno e sensuais de mãe de Santos que dizem que as pomba giras gostosas mais gostosasgostosas. culpado roludasesposa novinha timida gostosa e o sogro roludo contos eroticosgrelao entrando contosvídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãodei para um pauzudo e quase morriX video comendo ninazinha menor 18gey fazendo fime porno com homem infindo garrafas no geygta em porno doido com um estranhocontos erotico eu moleque vi minha tia amamentando seu bebenovinha brasileira encara pau enorme e chora ponodoidolevei minha mulher ao medico pausudo e ele comeu ela na minha frentemarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãobaixar jogos de Ferrari deixando o rapaz tirar o sutiã dela para mamar nos peitoscontos de cunhado que comeu a cunhada e ela nem percebeugozando.na.loirinha francyporno vai fechar a janela fica prezarporndoido lesbicas 2amigas uma olhando a outra se masturbandocontos sexo duas meninas.me xuparam acampamentoPornor sobrinho passando ferias na fazenda da tia viuvacomendo a sogra tatiane bem gostosocorno porra ordenhA taca contohistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulhercontos casada encoxada no ônibusPAU SO NAS CUNHADAS COCOTINHAS GRITANDOfamilia liberal conto eroticoXvideos gostozura bbw safadaincesto com meu vô contospeguei a minha sogra com u shortinho enterrado na bunda i comi u seu cu video pornoestorei a travesti safada contoirmão gemeos loirinhos emos gay fazendo sacanagemcontos erotico chantagiei e depilei minha sograconto + de conchinha com meu filhoginecologista gemendo baixinho pra ninguém escutar porno doidodoce nanda parte IV contos eroticosbucetascontoxvideos vermebrancocoroas brasileiras gritando cm o puu na xana e pedindo mais xvidiocontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludovídeo pornô mulher que faz a outra gozar e da Paz e líquido saindopauzudo passando a vara no meninoxvidiomenina sentando em cima da pica mais grandi do mundomiguel tesudopornô brasileiro fui convidado para ir para casa da amiga minha na fazenda ela tava de babydollwww.guarda costa da granfina pornoMulher adulta. Criando pentelho. Na bucetaseio exitadorelatos de traveco que colocou silicone enorme no peito e deu pro roludo mamarnovinho roncano cabaco da novinhaloira com a b***** desenhada na calça jeans e o negão ponhando pau no meiotransei com minha irmaxvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginaXVídeo pornô a mulher se masturbando na rua andando no meio da rua Rosada molhadinha nenhuma Bruno metrô de todo canto g***** molhadinhavideos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pageela so goza cagando e gritandomulher engata com cachorro grande e nao consege desengata pornofilha assiste porno no quarto e mae e comida por outro e mae escuta barulho estranho e vai ver o que e e ve a filha se masturbandoContos eroticos de casada puta dos vizinho roludo corno dupla