Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Gincana secreta

Autor: Fabio
Categoria: Heterossexual
Data: 01/11/2007 20:20:55
Nota 9.80
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Branca era extremamente linda. Na faculdade, era unanimidade entre os rapazes. A cor da sua pele fazia jus ao seu nome. Com 1,70 de altura, cabelos negros ondulados, um corpo estonteante, ela chamava a atenção por onde fosse. Mas ela fazia o tipo certinha, namorado fixo, estudiosa, responsável, extremamente generosa... uma jóia rara. Essa era a Branca. Era de classe média, tanto que sua faculdade era particular. Fazia Direito. 2º ano. 20 anos de pura formosura. Morava com os pais e um irmão, o André, um ano mais novo que ela. Mas naqueles dias, Branca andava aflita. Pedalava com sua amiga Giovana, uma morena magrinha. As duas eram parceiras num jogo em que haviam se metido. A tal da Gincana Secreta. Todo ano acontecia, e ninguém sabia quem promovia. Só se sabia que os vencedores levavam um prêmio em dinheiro. E naquele ano, o prêmio prometia. 15 mil reais. E a prova estava chegando ao final. E restavam apenas duas duplas disputando. E Branca e Giovana era uma delas. Era a segunda vez que Branca participava. Ela perdera pois não aceitara participar da última prova, que nem citaremos aqui. Era uma prova absurdamente fora do comum. E Branca perdera. Mas este ano ela iria até o fim. As finanças em casa iam mal, o pai fizera alguns invstimentos arriscados e perdera quase todo o patrimônio da familia. E Branca teria que pagar a faculdade. E a Gincana era sua grande chance. Chegaram a praça, onde o contato lhes informara sobre o paradeiro do ultimo envelope onde continha detalhes da última prova. Giovana correu no local indicado, suspendeu uma pedra, e ergueu o envelope. Branca pediu que ela lesse, no que a amiga atendeu. Ao terminar, a garota parecia embestalhada. BRANCA: o que foi, Gio? qual é a prova? GIOVANA: loucura, cara...loucura...! leia vc mesma! Branca leu. E corou. BRANCA: eu sabia que nada seria fácil. Que tarados canalhas...aposto que são todos viados pra pedirem isto...! Giovana riu nervosamente para a bela amiga. GIOVANA: e agora? vamos desistir? Branca pensou, releu o papel, e deu um longo suspiro. BRANCA: agora não dá pra voltar atrás...e...Nisso o celular de Giovana tocou. GIOVANA: são eles... a..alô?!! Sim....quanto?...OQUE??? trinta? trinta mil? Branca enrubesceu. Alguma coisa mudara pelo jeito. Ela ouvira a miga dizer trinta mil? Giovana desligou o celular. Seu peito parecia que ia explodir. GIOVANA: eles...eles aumentaram o prêmio...para 30 mil....30 mil... BRANCA: NÃO ACREDITO..! AGORA EU NÃO PARO MESMO...

GIOVANA: é amiga...só falta a gente sair e procurar um cara que tenha um ca...um pinto enorme, fotografar e enviar por e-mail para esses tarados...! BRANCA: bem, aqui diz que temos que pegar o material no guarda volumes da rodoviÁRIA. Tá no seu nome. Depois a gente pensa o que fazer. Corra lá e pegue esse material. A gente se encontra em casa. Vá pénsando em alguém que vc conheça..que tenha ESSAS características... Giovana deu uma risada, ma Branca não fgez o mesmo. Os 30 mil não saiam da sua cabeça. Montou na sua bicicleta e correu. As instruções diziam que elas tinhas duas horas para realizar aquela prova. O tempo era curto. Curtissimo. Quem? Seu namorado era militar, e nem sabia que ela estava participando. E pior: ele estava viajando... e tinha outro detalhe...Branca nunca conhecera outro homem, mas não era boba, e sabia que o "documento" do seu namorado não tinha chance nenhuma... Chegou em casa, e ao entrar no portão, cruzou com uma menina que ela conhecia de vista... era uma das amigas do seu irmão André. Sempre que seus pais não estavam, André fazia festa. Era uma que entrava e outra que saia. E os pais deles estavam na casa de uma tia numa cidade vizinha. E só voltariam no dia seguinte. Branca sorriu. "esse André não toma jeito mesmo", pensou. E correu para o seu quarto. No caminho, cruzou com o irmão, que saia da cozinha com um copo de água. Quase que ela o atropela. ANDRÉ: hei, cuidado...! BRANCA: desculpe, mano...to numa correira braba...desculpe...vai devagar, heim? ANDRÉ: devagar..não entendí... BRANCA(piscando): use camisinha... Ela deu aquele sorriso entre debochado encantador, se virou e foi para o seu quarto. Ele ficou por alí, balançou a cabeça e sentou-se no sofá, ainda se lembrando dos momentos que tivera com sua garota...como era seu nome mesmo? Ele sorriu e se estirou no sofá. Branca correu pro quarto, se atirou na cama, e começou a pensar? QUEM? e se ela pegasse aquelas fotos na internet? não... não teria como. Na foto teria que estar o crachá de uma delas...não dava mesmo. QUem? ela andou de um lado para outro...aflita...via aqueles 30 mil sairem voando...quem? quem? Ela tinha vários amigos, mas JAMAIS teria coragem de pedir que posassem para ela. E nem sabia se eles eram bem dotados...se jogou na cama...queria chorar...mas ficou apenas com raiva...como pagaria a faculdade? como prosseguiria com os estudos? como? Nisso, seu celular toca. Era Giovana. GIOVANA: olha, já estou a caminho...to com o material...e tenho uma novidade...! Pouco depois, Branca abriu a porta do seu quarto para Gio9vana entrar, arfando. GIOVANA: t´[a tudo aqui..e senta, que quero te falar uma coisa...Sabe quem é a nossa adversária? BRANCA: sei..a Taty...aquela besta..! GIOVANA: pois é...e sabe de quem ela foi namorada? BRANCA: do quartel inteiro...e do time da cidade...quem mais? GIOVANA: não brinca..ela é uma vaca, mas ela ficou um tempo sabe com quem? BRANCA: fala logo, caramba!!! não enrola...o tempo tá voando, menina... GIOVANA: ela namorou o André, seu irmão... BRANCA: tá..descobriu a pólvora..o André só não fica com homem, viado e velha...gfrande novidade... GIOVANA> peraí...vc ainda não sacou...André é o cara..! BRANCA: que cara? GIOVANA: o pintudo...o bem dotado.... BRANCA: como? O meu irmão é o que? GIOVANA: eu fiqueisabendo por outra namorada do André, a Teka..aquela morena.. ela certa vez me contou que transava com teu i~rmão..e disse que ele tinha uma coisa enorme...fora do normal...coisa de jegue... BRANCA: o que? vc tá louca..isso é sério? GIOVANA: pois é...nossos 30 mil tão aqui, debaixo do nosso nariz... BRANCA: não acredito...e peraí...nesta hora, a Taty já deve star atrás dele...e agora? giovana: VAMOS AGIR RÁPIDO..eu ví su irmão lá embaixo, na sala... BRANCA: ok..eu fico lá embaixo cuidando de barrar a taty, e vc cuidado André...temos que ser rápidas... GIOVANA: o que? o irmão é teu...vc tá louca? morro de vergonha de pedir isso pro tu irmão...nem morta!! BRANCA: mas, Gio, nem eu posso...eu não tenho essa intimidade com meu irmão...vá você... GIOVANA: nunquinha...nem vem, amiga...agora é com vc..!!! Branca queria gritar de raiva. A amiga estava irredutível. Olhou o relógio. Faltavam 1h25m. O tempo corria. Tentou mais uma vez, mas Giovana permaneceu firme na sua decisão. BRANCA: tá bem, mas isso vai te custar menos 20% porcento. Eu tenho um plano. GIOVANA: OK..concordo..eu fico lá embaixo de olho na Taty...se ela aparecer, eu despisto. Mas anda rápido... Giovana saiu e Branca desceu com ela. A amiga saiu pela porta, e ela sentou-se ao lado do irmão. Este a olhou, percebendo seu rosto aflito. - O que foi?, pergunto ele. Ela respondeu, voz desanimada: to num mato sem cachorro...to com uma chance de ganhar um bom dinheiro, só que não tenho quem me ajude... ANDRÉ: eu posso ajudar..se sobrar alguma grana... Brancaolhou paraele, e seu rosto se iluminou com um sorriso. BRANCA: topa mesmo? de repente, vc pode ganhar uns 3 mil ... Ele saltou do sofá..ANDRÉ: tá brincando? Branca o pedou pelo braço e o arrastou para o seu quarto. Lá dentro, pediu que ele se sentasse na cama. Respirou fundo, querendo criar coragem de começar a falar. BRANCA: é o seguinte: eu estou numa jogada quente, legal, só que preciso tirar uma fotografia para conseguir isso..já ouviu falar das Gincanas Secretas? andré: já, sim..a gente ouve falar, mas ninguém sabe se existe mesmo... BRANCA: pois existe sim...e eu estou prestes a ganhar o maior prêmio...só que preciso de vc... ANDRÉ: pode contar comigo... Branca suspirou. -Bem, eu preciso tirar uma foto sua...aliás, eu preciso que vc tire uma foto sua mesmo...camera digital..fácil de se usar... Ele olhou meio desconfiado..ANDRÉ: mas que tipo de foto...BRANCA: pois aí é que pega...é uma foto meio...meio sem graça..sei lá... ANDRÉ: que tipo de foto...? eu pelado, coisa assim? - é..mais ou menos... eu preciso que vc tire uma foto do seu...do seu... do seu pinto... André olhou mei surpreso, depois começou a rir. BREANCA: é sério...é a ultima prova... e tenho que conseguir a foto de um pinto enorme...bem enorme...ANDRÉ: essa não...e como vc sabe..que eu... BRANCA: a Giovana me disse que vc namorou uma amiga dela, e essa amiga contou etc..e tal... ANDRÉ: caramba..como vcs mulheres são fofoqueiras... BRANCA: eu não? NÃO OFENDE...eu não tenho nada com isso...só quero a foto...preciso dessa grana, mano..por favor... ANDRÉ: tá..eu também to morto de duro...eu topo..me dá essa máquina... BRANCA: tá..vc só precisa fazer isto...etc...e colocar isto junto...ok? eu espero lá fora...me chame quando estiver pronto..Branca olhou o relógio e saiu do quarto. Pouco depois, ouviu o irmão a chamar. Ela entrou, na expectativa. BRANCA? pronto? andré: PRONTO..só não sei se ficou bem...acho que não... Branca olhou o visor da camera. Estava tudo enevoado..não aparecia nada. BRANCA: não dá..não deu certo...o que v fez? ANDRÉ: olha, acho que fiquei nervoso..e minha mão tremeu... Branca olhou o relógio...Tinha que tomr uma decisão...desgraçada da Giovana...ela é que tinha que estar alí, fazendo aquele trabalho absurdo..BRANCA: bem..eu não tenho muito tempo...eu vou terque tirar essa foto de vc...pod ser? André deu um sorriso meio sem graça, mas maneou positivamentecom a cabeça. BRANCA: bem..então senta alí na cama...e, bem,,vc sabe o que fazer... Branca queria afundar no chão naquela hora. Parecia um sonho louco quilo tudo. Que loucura ela estava fazendo, pensou. Tudo por ...30 mil...e ela precisava daquela gana como nunca. Sua vida dependia daquele dinheiro. O rapaz sentou-se na cama, na cabeceira...encostado, meio sem jeito, começou a descer o calção... Branca evitou olhar diretamente para ele, olhando para a camera. Mas ela teve que olhar. Olhou em direção ao irmão e teve um sobressalto. Não acreditava no que via. Seus olhosse arregalaram ao ver o que o rapaz seguravanas mãos. Um enorme membro, e ainda amolecido. A cabeçona, rubra, jazia sobre a coxa direita, ele ainda ostentando um sorriso amarelo. A outra mão segurava uma fita métrica, e o crachá onde estava escrito "Equipe Alfa/Branca-015", sobre o monte depelos do rapaz. Branca demorou para se recompor. Que loucura, pensou. Então era verdade. Seus 30 mil pareciam voar de volta para ela. Mas ele estava "mole". BRANCA: mano, desculpe, mas vc pode deixá-lo..deixá-lo... ANDRÉ: duro? vou ver..é que to meio com vergonha de vc... BRANCA: não fique...pense nos 30 mil... Ela mesma estava morrendo de vergonha de ver o irmão daquele jeito. Ela olhou o relógio. Faltava 1 hora. Ela ficou de costas para o irmão, pra ver se ele "reagia". BRANCA: eaí? CONSEGUIU? perguntou ela, sem graça. ANDRÉ: nada..pior que to nervoso...nunca me aconteceu isso antes...! Ela teve que rir. E voltou-se para ele, evitando olhar para o pinto do rapaz. Mas olhou. E ele ainda estava alí, enorme, mas estupidamente flácido. Branca começou a se desesperar. E agora? ELE TINHA QUE FICAR "DURO" DE QUALQUER JEITO!! Pensou em revistas pornôs. Perguntou pro irmão, mas ele disse não ter. É. Agora tinha a Internet. Mas parecia que nem disso ele precisava, já que era cheio de garotas. Se tivesse tempo, ela pediria para ele chamar uma de suas amigas, mas não tinha mais tempo. Começou a suar. Aquela blusa que ele usava a estava empapando de suor. BRANCA: ufa, que calor... André sorriu apenas. BRANCA: acho que vou tirar esta blusa...não me aguento de calor... Dito isto, ela tirou a blusa, já que por baixo usava uma espécie de camisetinha de cetim, de textura finissima...e transparente... Ela deixou a blusa numa cadeira, e percebeu o olhar do irmão...um olhar cheio de admiração..no mínimo! Olhou o membro, de relance..parecia que ele "reagira" discretamente... Ela teve um alento, uma esperança... mas será que o seu próprio irmão a olharia como mulher e não como irmã? mil coisas passeavam na sua mente...ao olhar pára ele, pecebeu que o membro do rapaz ligeiramente se intumescera... Branca: UFA...como faz calor..será ue vai chover? disfarçou ela.. ANDRÉ: olha, fique a vontade...se quiser tirar o blusinha...não tem nada demais... Aquele era o sinal, pelo menos o que ela esperava... Ela não pensou duias vezes, e tirou a blusinha...usava soutien... a pele alva ficou exposta aos olhos do irmão... desta vez, ela viu o membro dar uma "levantada" mais indiscreta...mas não era ainda o ideal. André continuava a olhar para a irmã com os oplhos cheios de admiração. Com certeza, jamais vira uma mulher tão linda como Branca, alí, na sua frente, de soutien... BRANCA: caramba, mano...parede que esse calor não diminui... ANDRÉ: essa bermuda de cotton que vc usa...deve ser muito quente, não? Ela olhou para ele, entre surpresa e divertida. 'Você, heim?"! pensou ela. BRANCA: é mesmo... vou tirar o tenis primeiro...que calor. Ela sentou-se na cama, e tirou o tenis rapidamente. Depois, ficou de p´´e. E começou a aabaixar a bermuda de cotton. nte o olhar pasmo do irmão. A calcinha creme foi aparecendo. Ela viu o membro do rapaz dar um salto e ficar´em pé. Ela abaixou a bermuda até os joelhos, depois o tirou pelos pés nús. Seminua, Branca olhou para o irmão. Estava estranhamente autoconfiante. Os olhos do rapaz passearam pelo seu ventre, pelo triangulo da calcinha, e depois, pelas duas grossas e brancas coxas da irmã...maravilhosa...ele engasgou, quase tossiu...jamais vira mulher assim a sua frente. O membro retesou-se de pé...duro como aço....grosso ... abusrdamente grosso e comprido..Branca, ao se deparar com isso, colocou a mão na boca, recusando-se a credtiar que ela causara aquilo tudo...sera que ela tinha todo esse poder? até seu próprio irmão? paredcia que sim, pois o rapaz olhava de uma forma desesperada para aquelas formosas formas da mulher a sua frete...mulher que ra sua irmã legítima...

Comentários

01/06/2010 22:56:16
Excelente, muito bom...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novinha sentada ensima do cassete abrindo a bucetinha com os dedosdando pro supervisor contoconto erotico sou travesti e vendi meu cuconto erotico um desconhecido tirou o meu cabaco na vespera do meu cassmentocontos eróticos meu cunhado pausudo mi arronbou todos os buracos porno-fodas no quarto e o vinnho malcarioca dando buceta peluda pros dois marmanjos e gemendo alto pornodoidoputinha tres coraçõescontos eróticos loba adoro inversãocoxando disfarsadamente e rabuda deixandonovinha gretano de tanto goza com u paifiume porno garoto senti tezao pela crentinhacomendo o cu da irmaue estava dormindoContos eróticos de brasília comendo o cu da minha tiamulher cagando com prisao de ventre pornoporno gabsinhacrossdresser saindo montadaContos eróticos a gordinha e personal trainerdormi com meus tios e levei dedada na bucetamenina novinha nao aqenta a pica e sangra a bucetinhamundobicha ver tres brasileiros novinhos se cumendo em casaraoporno mulher chamando o marido de corno chifrudo pinto mole falado palavrao nuaesposas q 25cm de picaporno caseiro dupla penetraçao ela fica brava porque doeu o cufilha a reda causilha e pai empura rolaputas peladas meladas de margarina no cuXvideos grandes pauzudos enrrolaados na toalhas pernas abertasnovinhas delicia purasexoassistir filme completo de chupada de bucetas bem fortes adorooooAssuntos:lesbica contos eroticos patroa com sua cinta de consolo tirou a virgindade da buceta e do cu da sua empregadaentregei uma pizza e mepagou com boquetemulher tapa os olhos do marido e entrega para o empregado fuder video pornolevando pissada ate caga porno doidocorno e engulidor de rola contoirma esta lendo livro começei a lisar ela ate comer o rabo dela pornonovinha engole pau do paulaoContos erotic eunovinha escondida vendo irmao menor se mastubandofilme porno minha sogra me enxeu o saco ate eu come elacontos eroticos opostos que se atraemdivididu u casete nu boketecontos eroticos sentei no colo do pirralhocrossdress historia betinha 25porno levei um amigo pra minha casa ele ficava elaaproveitando que o seu irmao nao ta em casa e dando assistencia pra cunhada video pornocasado tem tesão em mamar cine porno spacarisiei a boceta da minha filhaVirgindade anal incesto Desde pequena Contopornodoido entre irmao enteronpido por tia gostosaler varios contos de lesbicas e eterosmeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machocasada com raiva do marido so querer ir para o bar sai e da a buceta para estranho no motela cadela aguenta meu pau todinho zoofilialer relatos d velhos d pau gigantes q arrombaram asmulheresnada brincando com o pau do cunhado excluída do marido pornôcontos gay virei menina sissymulher de corno trepando com peaozada no alojamentoconto mamae dormia de calcinha atolada no cuporno cunhanda provoca cunhando d xorti ate emtra na rolatefone fixo de coroa rica tarada pra transa 40socaaa com força malandropassou a mão na rola do padrastodormindocâmeras escondidas que estragaram Anitta dando a bucetamulher querendo fazer zoofilia no Rio de Janeirofull hd xxx videos of cologiravideos nacional gritos e gemidps de homens passivos embaixo dos machos caralhudosrelato corno na casade swuingconto papai nao rejeita sua filha tesudafiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosprovoquei e ele me pegou a forca na rua!!contos eroticosirmão gemeos loirinhos emos gay fazendo sacanagemcomo e a sensaçao de fazersexso pela primeira vezemtiada.rabuda loulinha dolecente espiada pega foca sexover videos de travestis dotadas acariciando o penis dentro da roupademorou mas minha esposa aceitou e aproveitoumulheres santinhas safadasCasa dos contos minha mulher falou que todos a comeram que eu sou cornoMulher cagando na calsinhavideo pornocontos eróticos gay da cidade de tupã ?sogras com genrosbucetascasa de swing esposa levando mao na buceta desconhecidoquero bate papo com casada fogozanegao com pica enorme assusta em despedida de solteiroContos eróticos: Rabetao da minha sobrinha sarrando na minha picaamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gaymeu sogro queria dupla penetracao com minha sogro veridico