Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

meu vizinho soldado

Autor: Teo Rego
Categoria: Homossexual
Data: 08/12/2007 09:06:31
Nota 9.11
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (15) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou leitor assíduo de sites com contos eróticos. Tenho um grande prazer em ler as histórias sexuais que relatam as experiências vividas entre dois ou mais homens. Há algum tempo venho querendo dividir com outros leitores as minhas experiências, o que estou iniciando com esse conto. Para isso, escolhi contar a minha primeira fez...

Quero lembrar, hoje estou na faixa do 30 anos. O quer vou relatar aconteceu quanto eu ainda era menino...

A PRIMEIRA FOI COM MEU VIZINHO SOLDADO

Quando eu tinha 14 anos, era um menino pequeno e magrelo, e vivia a brincar com os garotos da vizinhança. Éramos uma turminha grande com idades que variavam de 13 a 19 anos. Costumávamos no final da tarde e início da noite brincar nas ruas sem movimento, nos terrenos baldios e nas casas em construções. Nossa brincadeira predileta era de esconde-esconde.

O filho do vizinho da casa ao lado da nossa, que tinha 19 anos, na época era soldado do exército. Era um garoto bem desenvolvido, de corpo normal. Quando dava no jeito, em algum canto escuro, ele sempre me dava uns amassos. No início eu fugia, mas com o passar do tempo fui aprendendo a gostar de seus abraços fortes, beijos e lambidas no pescoço e mordidinhas nas orelhas. Por fim eu já estava até pegado e apertado o seu pau duro por cima das calças. Isso tudo me dava o maior tesão.

Mas, sempre que estávamos numa boa apareciam os outros meninos e por isso nunca íamos muito longe com nossas brincadeiras. Eu nunca havia visto o seu pau, mas sonhava, desejava e tinha a maior ânsia de um dia poder vê-lo. Pois o grande volume na sua calça me fascinava.

Numa tarde quente, de um domingo de janeiro, ele me chamou para andar de bicicleta. Eu estava com a minha estragada. Então, ele mandou sentar na barra da sua bicicleta, na frente dele. Ao pedalar ele roçava suas pernas nas minhas cochas, me deixando com o maior tesão e me pedia para pegar e apertar seu pau. Também pedia para eu chegar com a minha bunda mais perto do seu pau. O que fazia com o maior prazer. Naquele dia estávamos muito excitados.

Quando me dei por conta ele já havia se afastado de nosso bairro. Ele entrou nas ruas do distrito industrial que estava em construção, e como era domingo não havia uma viva alma.

Ele deixou a estrada, parou a bicicleta atrás de um morrinho, desci, e ele deixou-a de lado. Veio para junto de mim e começou a me abraçar, me apertando bem forte. Eu delirava só em sentir o calor de seu corpo. Ele com a maior volúpia beijava e lambia meu pescoço, mordiscava minhas orelhas, passava a língua por dentro de meus ouvidos, apertava forte a minha bunda com as duas mãos e esfregava seu pau duro em minha barriga. Às vezes chegava a me erguer esfregando seu pau duro e grosso no meu. Num determinado momento me pediu para virar de costas. Então, ainda de calças, se encaixou por trás de mim esfregando com força seu pau em minha bunda, mas sem parar de beijar e lamber meu pescoço e ouvidos. Depois de um longo tempo me virou novamente de frente para ele, sempre me beijando, lambendo, se esfregando e apertando minha bunda. Depois me pediu para pegar e apertar seu pau, por cima da calça. Eu adorava fazer isso, pois seu pau, com a cueca e a calça jeans, parecia maior e mais grosso do que realmente era. Num determinado momento me pediu para abrir e baixar um pouco a sua calça. Obedeci sem vacilar. Desabotoei, abri o zíper e sem pressa desci sua calça e cueca. Seu cacete foi surgindo aos poucos. Jamais esqueci a visão que tive. Na época eu acreditava que aquele pau de 18 cm era o maior e mais grosso que existia.

Seu cacete era roliço e uniforme desde a base até a ponta, com uma cor levemente mais escura que a sua pele morena clara, com a cabeça descoberta de tom rosado, um saco não muito grande e com poucos pelos. Fiquei ali, por um bom tempo, olhando, pegando, apertando aquela maravilha e brincando com o líquido lubrificante que insistia em sair do buraquinho da cabeça.

Ele vendo o meu encantamento perguntou se eu havia gostado. Eu somente respondi um ‘aham’... Ele deixou eu curtir aquele momento, depois baixou meu calção me virou de costas e abaixou para ver a minha bunda. Separou as nádegas e ficou brincando com os dedos na portinha do meu cuzinho ainda virgem. Depois tirou sua camisa estendeu sobre a grama e mandou eu deitar de bruços sobre ela. Logo senti o peso de seu corpo sobre mim e seu pauzão encaixando nas minhas coxas. Ficou um tempo esfregando seu pau entre minhas pernas e de vez em quanto pincelava em meu cuzinho. Ele não tinha pressa, mas tinha convicção do que estava fazendo e eu cada vez mais me entregava aos seus desejos.

Tentou algumas vezes introduzir o seu pau completamente duro em mim, o que não conseguia, pois meu cú era ainda virgem e muito pequeninho. Eu até aqui só sentia a pressão, e com um pouco de medo acabava apertando o ânus, o que dificultava ainda mais. Mas ele lubrificou bem o seu pau com saliva e pediu para eu relaxar e não apertar o cú. No exato momento em que fiz isso ele encostou seu pau e forçou a entrada. Eu senti uma dor horrível e a cabeça de seu pau ultrapassando meu anel. Tentei sair debaixo dele, como eu era bem menor e mais fraco não consegui. Ele me segurou firme e cochichou no meu ouvido: ‘relaxa que a dor passa’. Ficou parado por alguns minutos e eu, como não conseguia sair, fui relaxando. Quando ele percebeu que afrouxei a guarda enterrou um pouco mais. Eu em reação apertei de novo e ele parou novamente, mas sem tirar um centímetro se quer. Ficamos nessa por alguns minutos até que ele me convenceu que se eu soltasse o cuzinho de vez, a dor sumia.

Assim, eu relaxei definitivamente. Nesse momento ele foi enterrando lentamente o seu pau até o talo. Quando dei por mim já sentia a cabeça pressionando minhas entranhas e seu saco batendo na bunda. Ele ficou por um longo tempo todo enterrado dentro de mim e sem movimentos. Perguntou-me se ainda estava doendo. Eu respondi que ainda doía, mas não tanto, que dava para agüentar. Ele então começou lentamente a bombar e meu corpo começou a estremecer. Com o tempo fui acostumando e já não sentia mais dor, só prazer. Comecei a curtir suas estocadas. Ficou nessa por uns 10 minutos. Pedi para ele enterrar tudo. Ele então começou a tirar e enterrar tudo de uma vez, com bombadas fortes, meu corpo estremecia todo. De repente ele não tirou mais e começou a acelerar suas estocadas. Até que diminuiu o ritmo, teve espasmos, soltou longos gemidos e gozou dento de mim. Aos poucos foi parando e desabou sobre mim, me fazendo sentir todo o seu peso. Eu estava realizado sentindo o calor e o suor daquele menino-homem sobre mim. Quando seu pau amoleceu e saiu de meu ânus, ele se levantou, ajeitou suas calças e me convidou para ir embora. Eu com o corpo todo dolorido, levantei e senti minhas pernas tremerem. Estava meio fraco, mas realizado.

Na volta para casa sentia seu esperma saindo do meu ânus e escorrendo pelas minhas coxas. Fui direto para casa tomei um banho demorado e me joguei na cama e só acordei no outro dia pela manhã.

Comentários

10/09/2013 15:01:13
mara
28/07/2013 23:15:58
Muito tesudo.
09/08/2009 15:37:23
caramba, adorei este conto, meu sonho é encontrar um carinha como vc pra brincarmos de pique esconde; eu tive algumas experiencias nesta área mais realmente é algo ainda muito dificil para encontrarmos todos os dias, pois falta na maioria das vezes confiança em que conhecemos para falar deste assunto; estou aqui me colocando a disposição de alguma rapaz novinho, mais que seja no minimo de maior, para que possamos reviver este conto na pratica, meu e-mail é: [email protected] e eu moro no RIO DE JANEIRO
03/09/2008 08:34:51
hum, tembem adorei seu conto cara, quero te conhecer tb! me mnd um e-mail: [email protected]
16/01/2008 00:55:20
Conto bem escrito. Vc soube dar ritmo ao texto como o teu soldado deu ritmo à foda. Escreve bem. Continue escrevendo, de preferência fatos verídicos. Nota 10.
14/01/2008 19:01:57
Sou ativo, discreto, carinhoso, romantico, 19cm e grossa, pica safada, 32 anos, moro em Copacabana RJ, tenho local, procuro passivo ou versatil para namoro, sexo ou sexo grupal, amizade, NÃO CURTO masoquismo, nem animais. Se vc é passivo ou versatil mande me uma mensagem para [email protected] ou [email protected], estou no aguardo. Curto penetrar, ser mamado, beijar na boca, cunete, lamber seu corpo todo, seu peito, morder sua bunda e tambem curto chupar piru. Não curto ser penetrado, ok. [email protected]
14/01/2008 18:57:49
Sou ativo, discreto, 19cm pica grossa, saudavel, bonito, cheiroso, branco, 80k, 32 anos, moro em Copacabana, meu email é [email protected], procuro passivo ou versatil afim de real, sexo, namoro ou grupal, tenho local
12/01/2008 08:46:49
Agradeço pelos comentários de incentivo.
05/01/2008 21:23:12
Gostei do seu Conto!!! Fiquei com Tesão!!..NOta: 08
04/01/2008 15:13:18
quero um homem assim para mnim tenho 19 anos e ainda sou virgem [email protected]
29/12/2007 10:52:17
Blza adorei mesmo kra mesmo sem ser GAY, isso me deu um tesão daqueles. Saber que um viadinho começa cedo rsssssssssss
15/12/2007 19:03:02
concordo com o marcfauvel, lendo o conto o tesão mantem até o fim. Para mim é um conto perfeito. Além de bem redigido, tem uma história bem desenvolvida. Parabéns e continue escrevendo, para o nosso deleite.
08/12/2007 19:15:26
Gostei do seu conto porque ele tem o principal: não deixa o fator T cair! Foi uma experiência intensa contada com toda a simplicidade e verossimilhança. Continue escrevendo, explore seu estilo porque ele é muito bom.
08/12/2007 15:44:11
Muito bom o seu conto, cara! Os vizinhos... São uma perdição. Forte abraço!
08/12/2007 13:35:26
sim, o conto está muito bem redigido, bem desenvolvido. se o soldado lhe deu felicidade, bom para os dois, mas não se esqueça que um dia será abandonado por ele, pois o viado vai ficando cada vez mais largo.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


coroa pede paRa marido que quer rola de negao dotadobicho preguiça fudendo zoofiliacontos eu e meu sogro estuprano minha maecache:http://zdorovsreda.ru/perfil/117617contos eroticos sou safada mostrei meu cu para amiga como estava largobucetavideo porno de homen com fimosecontos erotico eu e minha mae fodida por um roludoincesto com meu vô contosmorena sendo arombada por rola de40centimetros entra todinhagaroti gay pauzudp ttansar c homem cacetudo e grisso vidio pirnomithlee pron vidopassando oleo sabor morango e fazendo boquetiporno com novinha de saia curta limpando a casa e o irmao dela pousado na bunda delamulher transando com convidado do marido por baixo da mesadois negao dt realizando fantasia de n mulher casada porno doidocontos feminizacao gay chantagemse masturbando enguando o marido dormexvidiopornopaumostroContos eroticos incestos a forca netinhassAonde tu não me debruço no tapete XVídeosQuero ler contos escravos roludos macho alfa familia realaxo que minha mulher pulou a cerca pra fazer analgostoso chupar meu amigo na chuvamulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideoporno esposa de short curtinha na cozinhacontos pequenina e punheteirameu esposoqueria ver outro me comendi xpirn.Turbo negro contos gays.eu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladosmeu aluno cacetudo contospirulito do titio contos inocentex vídeos porno eu e minha mãe fomos tomar banho e fiquei esitadocontos eroticos de traição no escurinhoarrombando.o cu da deisy a forçavideo de um homen chupano a buceta da mulher a te dar istralosContos eróticos confissôes de umà crente safadaconto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosno swing marido nao permite que metam na esposaescandalosa fogosa e gulosa tomando tapa na bunda pornô doidocontos fudida por um caralho grande e grosso insertostentando meter com pinto inchadocontos e histórias de pai tarado não aguentou e comeu a filha de sete aninhos gostosinhaminha mae e a travestis contoscontos filha no barco c amiguinhavídeo de mulher pelada nua vídeo mulher pelada mostrando o pinto também amor quer vir aqui também é muito periquita Minha louca vida de mulher pelada nuaminha mãe me surpreendeu contos de incestocasa de swing esposa levando mao na buceta desconhecidomae punhetando filho quietinho no sofaRelato enrabada por um cavalo bem dotado zoofiliamentendo o pepino na buceta e no meu rabao contoscasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetacasa dos contos dei meu cu e meu xoxotao inchado por rola sou putona taradaContos encontrei minha filha no puteiroconto de novinha tomando nas coxasas duas bundinha para o macho contomithlee pron vidomaes rabuda deu pro filhos e amigos de fio contosTravesti fica olhando sua amiga recebe crempe analduas irmas abdo buceta oara o irmaona hora da tranza sinto um liquido querendo sair da minha vagina,entao gozeiconto dei o cu pro meu tio emganto ele dormia gay 2017videos porno varias duas amigas cagando juntas fala meu fioConto tirei o biquine no quarto do meu paipassando oleo sabor morango e fazendo boquetifui encoxada neste carnaval 2017 contoconto erótico sequestro em carcerecontos de incetos e orgias entre irmaos nudismo piscina em casacontos novinha corno gang putinha forçadachegou em casa filha foi pro pagode e genro ve mae coroa dormindo e vai elamesmo mete a peca filme pornofilha assiste porno no quarto e mae e comida por outro e mae escuta barulho estranho e vai ver o que e e ve a filha se masturbandocontos de tia que mexeu com sobrinho jovemsexo com coroa ruiva baixinha gostosa peituda de buceta bem peluda fidendo xom bem dotadocontoseroticos mulher lactante amamentandocoroa novinha transando da put e da das tigresa da preguiça do pornô filme do Rio São PauloLiliane trepando com seu cunhadovidio gay dando cu gostoso dormir estrupo hugoprimo entra no quarto da prima incente nova e tira ha calcinha dela dormindo pornoaquilo foi rasgando meu cuzinho contos eroticosporno.incesto.filha se asusta.com o.tamanha do pau do.negraocontos eróticos meu maridoviado corno na zoofiliasexo sexo de pica dura palco do batom pica dura pornôvideos de sexo Dono de imóvel comendo o cu da inquilinaeu quero ver vídeo mulher tomando banho com aquelas calcinha largaCleide a recatada contos eroticosContos eroticos incestos bato todos dias punhetas para minha filha paulanovinho lendo no park louco de tezao por um homem forte gostoso e peludocontos eroticos estuprada pelo meu cunhadoCANTOS EROTICOS DE ZELADOR PIROCUDO COM MORADORA DO CONDOMINIOcontos eroticos depois da balada em osasco 11/2016