Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Virei menina do Colega de Colégio (Nº4)

Autor: Gabi69
Categoria: Homossexual
Data: 14/12/2007 16:25:11
Nota 3.33
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu estava com 17 anos e cursava o 3º ano do 2º grau, já tinha vivido uma desilusão amorosa com um vendedor de aparelhos de informática e agora me encontrava de namorinho com um colega de colégio. Ele me convidou para ir à uma festa na sua casa, eu sabia que ele iria querer me comer de novo, então fui preparado para isso, mas quando chego lá, tenho uma surpresa, pois todos que estavam na festa eram homens, todos eram colegas de academia de meu namorado. Ao total eram 8 pessoas contando comigo, eu fiquei apreensivo, pois não sabia o que poderia acontecer, eu não queria foder com os amigos de meu macho. Todos começaram a beber cerveja, inclusive eu. Depois de uma meia-hora de dança e bebidas, meu namorado disse: “Vai pro meu quarto e me espera vestido com as roupas que estão em cima da cama”. Eu fui, quando chego no quarto, vejo que as roupas eram de mulher, mais precisamente da mãe dele. Tinha uma calcinha de renda bordada preta e um sutiã preto, o resto eram aquelas roupas de colegiais: saia azul folgada que vai até um pouco acima dos joelhos, uma blusa feminina, estilo de aeromoça, e meias compridas que vão até o joelho. Ainda tinha dois prendedores de cabelo que eu coloquei nos meus cabelos compridos. Depois que vesti aquelas roupas femininas, fui para frente do espelho e passei um baton. Eu olhei para mim através do espelho e me achei muito parecido com uma mulher de verdade, eu estava igual à uma colegial muito gostosa. Mesmo sendo homem, eu tenho uma bundinha grande, durinha e empinadinha e vestindo aquela saia, o volume das minhas nádegas ganhava certa proporção e qualquer pessoa poderia notar uma bunda bem sexy. Eu estava me sentindo muito bem com aquelas roupas, principalmente com aquela calcinha especial atolada no meu rego, aí que delícia. Uns cinco minutos se passaram e meu macho entrou no quarto e trancou a porta. Ele começou a me fazer elogios do tipo: “Tu estas uma gata hoje”, “Que rabo gostoso você tem”, “Estou louco para te penetrar” e “Quero comer todo esse seu cuzinho apertado”. Todas as suas palavras me deixavam com calafrios e cada vez mais excitado. Até que ele partiu para cima de mim, começou a me beijar loucamente, nossas línguas pareciam uma só, pois o contato era intenso. Suas mãos percorreram as minhas costas e logo chegaram a minha bunda, eu tentei tira-las para me fazer de difícil, mas não consegui, quando percebi ele já tinha levantado a minha saia e estava com as duas mãos dentro da calcinha, apertando as minhas nádegas, seus dedos malandros já sabiam o caminho do gol e então ele enfiou um, dois, três, quatro, cinco dedos no meu rabo, ah, neste momento eu senti um pouco de dor, pois ele estava querendo enfiar sua mão dentro de mim e mesmo com a lubrificação que eu tinha feito em casa, ele não conseguiria me furar por inteiro. Eu parei de beija-lo e disse: “O meu cú é apertado para sua mão, mas não para o seu pauzão”. Ele notou que eu não queria ser arrombado pela sua mão e sim pelo seu pau e falou: “Minha colegial putinha, eu quero tirar a sua calcinha com os dentes”. Então ele ajoelhou-se, ergueu a saia e começou a beijar e lamber a minha bunda, mas com a calcinha por cima, com certeza ele tinha uma grande fantasia em relação a comer alguém que vestisse aquela calcinha. Ele começou a morder a parte de renda que ficava no lado e aos poucos ia puxando, baixando com delicadeza. Alguns segundos depois, as minhas nádegas estavam totalmente descobertas, ele arriou a calcinha até os meus joelhos e falou: “Que bundinha linda, bem depilada”. Eu só estava esperando o seu próximo movimento, quando ele se ergue rapidamente e tira a minha blusa e começa a lamber e mordiscar os meus mamilos. Mesmo sem eu ter seios, ele começou a morder as pontas do meu mamilos, pela primeira vez alguém fez isso comigo, eu fiquei muito feliz, pois ele estava me possuindo como uma verdadeira mulher. Depois de ter saciado sua sede pelos meus peitos, ele tirou para fora a sua rola grossa e pontiaguda. Então ele se levantou e segurou a minha cabeça com força, me deu um beijo e me forçou a ficar de joelhos. Eu fiquei frente a frente com seu enorme pênis. Ele disse: “Chupe o meu pau como se fosse uma mamadeira que logo vai jorrar um leitinho quente”. Eu nem pensei duas vezes, comecei a boquetia-lo sem parar. Chupava bem direitinho, colocava toda a cabeçona na minha boca e ficava brincando com a minha língua. Depois beijava todo o caule de seu pênis chegando até as bolas, onde eu dava umas mordidas que arrancavam gemidos de meu macho. Fiquei uns cinco minutos boquetiando, até que ele me mandou parar, pois já estava quase gozando. Então ele me colocou de quatro, eu empinei a bundinha, ele levantou a saia e foi fazendo com que seu pênis fosse entrando delicadamente, sem fazer força, até que entrou totalmente. Toda a extensão de sua rola estava dentro de mim. Quando ele notou que já tinha enfiado tudo, começou a bombear freneticamente, fazia o vai e vem com força e velocidade. Eu comecei a gemer de prazer e quando ele escutou meus gemidos falou: “Tu é muito gostosinha, teu rabo é uma delícia, mas eu quero te possuir como uma verdadeira mulher”. Neste momento, ele tirou seu pau de meu cú e disse: “Eu quero te comer na posição de frango assado”. Eu subi rapidamente na cama, ergui as pernas e falei: “Vem meu macho, vem comer a sua colegial pervertida, o meu cuzinho apertado quer ser perfurado por você”. Ele chegou até a cama, segurou as minhas pernas e colocou novamente seu pau dentro de mim, mas dessa vez ele enfiou com força e tudo de uma vez, eu senti um pouco de dor, mas isso logo seria esquecido, pois o prazer que ele iria me proporcionar seria muito maior. Então ele começou a me comer novamente. Ficou me fodendo por uns vinte minutos, até que gozou todo seu sêmen dentro de meu ânus. Eu estava cansado, meu rabo já estava inchado de ficar tomando bago por todo este tempo. Então vesti minhas roupas, mas enquanto isso, meu macho sai do quarto sem falar nada e deixa a porta aberta. Quando eu também fui sair do quarto, acabei sendo abordado pelos seus amigos, eram seis homens com idade entre 20 e 25 anos, todos com corpos malhados e sarados.....

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mãe ensina a chupar um negro picudovideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutaestrupocontoseroticosvideos e tags de coroas sentindo tesao vemdo filme de fodapaguei para tranzar com a noivinha evangelica contoscoxas descoloridas fazendo sexoFoda agressiva ponodoidocontos de crossdresser forçadoconto erotico gay perseguiçaominha mãe tomando banho e eu não resisti e entrei dentro do banheiro e forcei ela fazer sexo.rapaz passa o dedo na bucetinha virgem da novinha e ela gritar de dor contosdoce nanda parte IV contos eroticoscontos de casada na piranhagemcoroas de fio dental tão cheia de tesão Cheguei cheguei escorregando pela sua b*****vídeo pornô com homem enfiando o braço todo no ânus da mulher despejando muito líquidochinesa rabuda de cuecaConto na fazenda maninha viu meu pau molecontos eroticos fizeram minha noiva e minha mae de putacontos pornos comadres morenaporno novinha fica brava porque a camisinha estourou e ele nao avisouhomen ve a visinha no banheiro fica louco porno doidopedreiro fode menina em cima do andaime pornôvideo de mae assustada com o tamanho do cassete do filhoxvideo garoto trazado com agpFamília Sacana Tufos -comendo as irmãs safadinhasmeu cu é todinho teuxxvideo mae fazendo gimatica e filho comi ela[email protected]x videos curraincestocasal praticante de zoofiliave videos porno de garotos de pau grandes tirando sangue do cu de molequesconto lesbico com luanamulher bebada foi tamar banho e acordou ebgatada pelo cuhomenzão da porra xvideo gaypunhetabr.vai laver video de porno brasileiro pedrero peludao suado comendo a patroua safadacontos eróticos mulher endividadacontus estupro de novinhaspoi no meu cu tioquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidasX porno ceducindo vidraseirovidioporno/fodanaconstrucaocontos erotico amamentei dois garotosvideo porno com Malumandecarente abraçadinha no sexo pornoenteada acanhada masturba o padrastoContos crossdress a apostaxvideos ruansafado e a coroa chupanoBUCETINHA QUENTINHA, protegendo com sua BUNDA MARAVILHOSAFOTOS DE FODA RIJA NEGRAO BIGmunita gozadacasa dos contos eroticos Alê12contos de novinhas iniciada na webcontos sinhozinho mamou meu grelinhodois pauzudo fodendo duas vadias das beradas grosa de cabeça para baixoporno.doido so.mulhers ricas gostozonas dando na.borrachariaabaixar porno gratis amor no cu nao amor vai doer eu vou botar so a metadeXvideos.comcontoscornoxvideo.ana desfarsado no quarto da novinhaMulher adulta. Criando pentelho. Na bucetacontos eroticos strip poker com minha namorada e cunhadafotos. de pirocasde cavalovídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetawww sou enteada putinha e dou minha bucetinha pro meu padrasto que e tarado pelo meu corpo. combebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticoscontoseroticos mulher lactante amamentandocorno prefere se masturbarquero ver o vídeo da mulher da enxadinha perdendo a virgindade dela mulher beijandotendo prazer filhinha youngperdi a virgindade com pau enormemelhores vídeos de GTA da pegando padrasto pelado debaixo do chuveirona cama o lençol manchado revela o fato consumado fizemos um amor gostoso transando sexo falado