Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

A mulher do tenente

Autor: hypykus
Categoria: Heterossexual
Data: 21/12/2007 16:47:20
Nota 5.33
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Era um domingo à tarde, e como estava sem fazer nada, resolvi entrar em um chat aqui da minha cidade. Fiquei por ali pescando, foi quando chamei uma mulher com um sugestivo nick de pantaneira.

Começamos a conversar e me disse que tinha 19 anos, que tinha se mudado a pouco para a cidade, disse que ela não deveria querer tc comigo, pois na época tinha 37 anos. Disse que não tinha problemas, pois era casada e só estava a fim de conhecer pessoas, saber de lugares legais na cidade, visto que havia acabado de chegar a Pelotas. Tinha se mudado para a cidade por que o marido havia sido transferido e que este era tenente do exército.

Ficamos conversando e perguntei se tinha messenger, ela me pediu um tempo e logo me deu o seu. No messenger continuamos conversando, pedi uma foto, disse que não tinha, mas se descreveu: morena, pele branquinha, 1,62cm, mais ou menos 50 kg e olhos negros. Pediu uma descrição minha e eu mostrei uma foto, tenho olhos verdes, 1,88 cm e uns 95 kg mais ou menos.

Resolvi perguntar onde estava o marido, disse que estava em um campo com os soldados, foi ai que me atrevi a perguntar se não queria me conhecer, que poderíamos nos encontrar e eu mostrar a cidade. Para meu deleite ela aceitou, fiquei meio cabreiro, pois não tinha visto a foto, não sabia como era ela, mas como estava sem fazer nada resolvi arriscar. Marcamos então no estacionamento do Big (hipermercado), ela poderia deixar o carro lá e sairíamos no meu, ela topou e marcamos.

Estacionei meu carro no fundo do estacionamento, ela havia dito qual o carro que viria. Vi quando o carro entrou, desceu uma morena muito linda, exatamente como ela havia se descrito, fiz sinal de luz, abri a porta ela entrou e nos apresentamos meio sem graça, conversamos um pouco e logo sai com o carro, ela mantinha o vidro escuro do carro fechado.

Peguei a estrada para a Praia e com o passar do tempo fomos tornando-nos mais íntimos, mais amigos. Fomos ao Laranjal, que estava lotado e por isto não paramos, fomos até o barro duro, uma praia que é bem mais fazia e também freqüentada por menos pessoas. Parei o carro, peguei meu chimarrão, ela por ser do Mato grosso não tomou. Ficamos ali, contando sobre nossas vidas, rimos muito, até que ela pediu para ir para casa, pois estava ficando tarde. Voltamos ao estacionamento do Big e quando ela foi sair do carro e veio se despedir tentei dar um beijo na boca, ela me disse que não, que éramos amigos e ela era casada, pegou o nº do meu celular, não me deu o dela, alegando que era casada, mas prometeu me ligar.

Eram umas 21 horas, estava em casa tomando uma caipirinha quando o telefone tocou, era ela, perguntou se poderia vir na minha casa, eu disse que sim e que estava tomando uma coisinha para relaxar, ela disse que em 10 minutos estaria na minha casa.

Sei lá, mas acho que uma hora depois, me ligou,disse que estava lá embaixo, desci por causa dos alarmes e ela estava linda, com uma calça jeans justa e uma camiseta de alçinhas e assim subimos para o apartamento.

Ela ainda meio tímida, mostrei o ap e fomos para a cozinha onde fiz quase um balde de caipirinha, sentamos na sala em um sofá de dois lugares, uma ao lado do outro e deixei acesa apenas a luz do abajur. Ficamos conversando, contado um da vida do outro, foi quando ela me disse que não estava feliz, que o casamento tinha sido um erro e que não sabia o que fazer porque estava longe de casa, aproveitei a fragilidade e beijei-a na boca ela respondeu e fui aumentando a intensidade dos beijos, foi quando levantou e disse não, não podia, levantei e ficou me olhando,passei por ela e fui até a cozinha. Estava servindo mais uma caipirinha e ela chegou à cozinha, ficou me olhando encostada ao marco da porta, quando a vi ali, fui até ela, agarrei pela cintura e puxei-a até meu corpo e beijei-a na boca com força, ela correspondeu, agarrei pelos cabelos e fui descendo os beijos até o pescoço, ela começou a ceder, me abraçou com força, passei a mão pelas coxas, bunda onde espalmei minha mão, foi ai que fugiu para a sala, sentando no sofá. Fui até a sala como se nada tivesse acontecido, sentei ao lado ofereci a kaipa e senti que estava tremula que estava com tesão, voltei a beijar e ela desta vez me respondeu com força, coloquei minha mão na coxa, guiei a mão dela até meu pau por cima da calça, que já parecia querer rasgar a calça eu queria que ela sentisse como eu estava neste momento fui com a mão até o meio das coxas, e toquei na bucetinha por cima da calça, ela tentou sair, mas agarrei, não deixei que levantasse, tirou a mão do meu pau e murmurou um “não”, mas eu sabia que ela queria, esfreguei a bucetinha com a mão um pouco, e abri o botão da calça, baixei as alças da blusa e me deparei com um sutiã de rendas, vermelho, nossa ela tinha vindo pronta, deixei- a de sutiã e fui abrir o zíper da calça, ela não demostrava mais resistir, estava com os olhos fechados e se deliciava com minha mão ávida pro conhecer seus encantos.

Abri o zíper, a calcinha pequena também vermelha apareceu, coloquei a mão por dentro e toquei na buceta toda molhada, brinquei com o grelo, ela gemeu e eu tirei a mão levando-a até minha boca e chupei meu dedo, coloquei novamente na xota e desta vez coloquei na boca da pantaneria, ela chupou, era a senha para seguir, puxei a calça e deixei-a linda só com aquele sutiã e calcinha vermelhos, a sentei no meu colo e mandei rebolar, ela começou a mexer meio tímida, foi então que coloquei o dedinho dentro da bucetinha e falei coisas obcenas, chamei-a de puta, gostosa, que desde pela tarde ansiava por vê-lá assim, dadinha, gostosinha e isto fez com que ela aumentasse o rebolada.

Saiu de cima de mim e de quatro na beira do sofá abriu meu zíper, tirou minha calça me deixando só de cuecas, quando pensei que ela ia chupar, subiu de frente no meu colo e começou a esfregar a xaninha no meu pau por cima da cueca e me beijava o pescoço, arredei a calcinha molhada para o lado e mandei que esfregasse a buceta molhada no meu pau, começou a mexer e logo eu já estava com a cueca toda molhada pelo suco que escorria. Peguei a no colo, sentei a no sofá, tirei a calcinha, abri bem as pernas e comecei a beijar a parte interna das coxas, coloquei a boca na xota e comecei a chupar gostoso, enfiava a língua lá no fundinho e voltava, chupava o grelinho, sorvia todo o suco que escorria, ela gemia baixinho, segurava minha cabeça e pedia que parasse, enfiei então a língua no cú, ela teve um espasmo, voltei a buceta e coloquei um dedinho no rabo, ela dizia que ali não, que era virgem e que ñ queria claro que ñ ouvi e enfiei todo o dedo no rabo, foi ai que ela deu um grito e se acabou na minha boca.

Sentei ao lado dela e mandei que ficasse de quatro no chão, ela me obedeceu, tirei minha cueca e coloquei a disposição o pau, ela começou a dar beijinhos na cabeça, disse que eu queria um bokete. Foi ai que ela passou a língua no meu saco, chupou minhas bolas e pegou o pau com força, lambeu todo e depois colocou o que deu na boca, começando a enfiar até a garganta e tirar, avisei que ia gozar, ela começou a punhetear meu pau, eu disse que queria gozar na boca, ela disse que nunca tinha feito, apenas disse que para tudo sempre tem uma 1º vez, agarrei-a pelos cabelos e enfiei meu pau na boca, me chupou forte e esporriei com gosto naquela boca gulosa. puxei-a para o sofá e ela me abraçou, dizendo apenas, agora quero porra na minha buceta, quero sentir o pau.

Peguei a pela mão, levei-a até o banheiro, entramos juntos e tomamos um boa ducha, fiz com que ficasse de costas para mim e lavei-a todinha, quando cheguei à bunda,abri bem a bundinha e cai de língua no cú, enfiei um dedo, ela reclamou e eu enfiei outro, comecei um vai e vem, colocando os dedos e tirando, eu queria alargar aquele buraquinho. Coloquei-a de frente para, lavei bem os seios, chupei, lavei a bucetinha, abaixei-me e cai de boca na bucetinha, coloquei a língua dentro da xotinha, a água caia em nós e eu a mamava com gosto. Não tive dúvidas, tirei-a do banho e ainda molhados deitei-a na cam, mandei ficar de quatro, chupou, pagou um gostoso bokete, chupava com tanta vontade que a coloquei invertida por cima de mim e em um delicioso 69 começamos a nos chupar, ora eu chupava, quando parava ela me chupava um pouco, começamos a gemer, queria eu d novo gozar naquela boca,mas me segurei,deitei-a de bruços e comecei a pincelar aquela xota com meu caralho, até que ela pediu que colocasse. Botei a cabeça e fiquei ali, em cima dela, pediu mais e empurrei o resto sem dó, enfiei tudo na muiezinha do tenente, fiz com que ela ficasse de quatro e começou a rebolar com o caralho enterrado no cú, dei umas palmadas naquela bundinha e fiquei ali aproveitanto aquela buceta e com aquela imagem maravilhosa daquele rabo, que era cabaço, mas que eu queria comer. Avisou que ia gozar, comecei, então a mexer, socar com força, fiz com que ela desse gritinhos e até um urro, quando gozzou gostoso,no meu caralho. Tirei o caralho e me masturbei, gozando na portinha do cú, derramei minha porra ali.

Abraçamos-nos como velhos amantes, cada um tomou seu banho, ela disse que precisava ir, pois estava amanhecendo, mas prometeu que voltaria na segunda, e que eu poderia pedir o que desejasse.

Comentários

21/12/2007 17:22:09
Bom conto.Fiquei excitada e molhei a calcinha

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


saudades faze sexo com a minhia esposatefone fixo de coroa rica tarada pra transa 40mulheres sexo com monstroscontos menina chuponacontos eróticos fui da o cu e cagueiadorei picao do papai na minha bucetinhaabaixar porno gratis amor no cu nao amor vai doer eu vou botar so a metadepornodoido tecnico esfola novinhaxvidio nocinhas geme gostozo dando o cucabeção cantando xeretandobuceta da novinha tufadinha bucetao deitado de ladorelatosacanapassando a mao no peitoral beijando o ouvido beijando o pescoco pornContos eróticos de gay comi o filho do amigo do meu paicontos erótico minha filha de shortinho curtoporno novinha foi cariciada na escola contosSexoanalsemdorContos eroticos fui estuprado por travesti do pau grande e cabesudo corno prefere se masturbarnao era pra enfiar no meu cuzinho virgemcontos de incesto mãe pede a filho que depois a Cona e o greloconto erotico advogado apaixonanteporno xxvideos meninas sentodo o cu em cima do pau mostando a bucetaminha mãe tomando banho e eu não resisti e entrei dentro do banheiro e forcei ela fazer sexo.contos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoMassagem acaba em fio terra ea mulher flagaNiely mostrando a b***** raspadinhamarido .que gosta de ser corno xpirnvidiopormo de mulier que noa aguenta pau no cu e bera naoraContos levei um tora preta gozou dentro meu marido adorouamor sexo sem penetrarmete essa piroca noeu cu mim arba porno doidoPutaria brasileira puta da a a fortãoamarando a filha pra chupa buceta e mete a liga no buraco da buceta primeira vez que ela sente uma lingahttp://www.bookess.com/read/15804-coletanea-ele-ele-primeiras-vezes/ Comentáriosmulheres chorando muito pedindocpra parar de botar no cuComo se escreve “ manda video porno ” em inglesprimo safado puto dotado gozando na boca contos 2017putas gostosa sexo filho come mãeescondoliteralmente engatada com dogpornô doido de cetona de mini saia sem calcinha sentando na rolaminha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexobaxinha cochuda casada vingando xvideosdepravadacaovídeo pornô homem t***** possuído chupa b***** da mulher e filhos dele até virar uma chupetaporno mae e filha transformadas em puta contotarada xividiosfiquei sozinha em casa com meu padrasto não resiste aquele pauzão enorme xvideos.com mobilegretchen mua chopano 2007V contos de mulheres sendo fodidas por cãomorena arregalou os olhos dando cu e gozandorapaz pula fora quando senti que o negao ia empurrar tudoCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHAlesbica fode a outra com dildo entroduzido na buceta e sentada na cadeirasencoxada na reiuniao pulitica lotada xvideoEsfreegando a pica na maninha inocenti contos eroticcoscasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetairma e chantageadas por irmo e ele chupar aforsa seu paucontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudovideo porno coloquei a minha esposa pra chupa o meu pau em quarto eu dirigiaconto minha sogra mim escutava meter na filha dela batia sirrricavideo porno a navinha criando corage a enfiar o pau do cavalo em sua bucetaconto erotico estupro cu maridoEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãocontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudoapaixonado pelo meu primo brutamontes 2temporadaenfianp atr o talo no cuxvideo grates de mulheres largas que fas barulho na vaginaarrombando o cu da luzia contosporno sogru peganu tu nora a forsaagarrou e comeu gostoso kookminha prima contoiniciou programa travesti cuzinhoconto erotico nora carenti fudendo cm sogro pirocudoconto erotico aprendendo amar em parte Ibaixinha gostosa perdendo as pregas do c* e gritando