Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Minha primeira DP

Autor: aninha
Categoria: Heterossexual
Data: 03/12/2007 18:19:42
Nota 9.67
Assuntos: Heterossexual

Confesso que tive que criar coragem para escrever esse conto.

Há tempos acessava o site e sempre li as coisas com muita excitação, e agora resolvi que havia chegado a minha hora de contar uma experiência que tive.

Tenho 31 anos e sou casada há oito. Meu marido é louco por sexo. Sempre foi. Eu, quando namorávamos, também era uma tarada. Na casa dos meus pais eu o esperava de shortinho de lycra curto e ficávamos debaixo dos cobertores, nos roçando, enquanto meus pais viam TV. Várias vezes ele gozou nas minhas coxas e teve que correr para o banheiro. E eu me divertia com isso...

Esperava a mínima chance e ia para a janela do meu quarto, com o pretexto de "ver a rua" só pra ele ficar me encoxando e enfiando os dedos por baixo do meu shorts pra sentir minha buceta molhada. Não me dava conta, mas já era uma putinha, quem diria!

Perdi a virgindade com esse que hoje é meu marido e foi meu primeiro namorado. Nunca tive outros homens.

No começo da vida de casada eu era uma verdadeira perversa. Queria trepar todo dia, o dia todo, se deixassem. Na cama sou uma louca. Peço para ele me puxar pelos cabelos, me dar tapas na bunda, me chamar de vadia. É assim que eu me excito. Como uma devassa.

De uns tempos para cá, no entanto, tinha perdido um pouco a vontade de fazer sexo. Ele insistia e eu sempre fugia.

No entanto, o desejo voltou. E mais forte do que nunca. Minhas fantasias são cada vez mais devassas, e eu já me senti até mal por desejar essas coisas... Mas já não me culpo mais.

Minha última fantasia foi a da dupla penetração. Desde os 20 anos dou a bunda pro meu marido, ele adora e nem acredita em como eu gosto de dar o cu pra ele. Ele se impressiona como continuo apertada depois de todas essas fodas! Dou em todas as posições... No começo doía, como doía. Mas agora, antes dele voltar do trabalho, eu faço a "lição de casa" e vou metendo um vibrador delicioso (e bastante grande, aliás) que eu comprei, pra dilatar o cu e cavalgar no pau dele sem sofrimento.

Acabei comprando, dias atrás, um pênis duplo, para ver se eu conseguia me penetrar duplamente, antes de pedir isso para o meu marido. Um dos consolos é bastante grosso, pra botar na buceta, e o outro mais fino, pra bunda. Além desse, comprei um vibrador em cyberskin, que imita a pele, bem grosso, e uma cinta com um pênis acoplado, para meu marido usar, caso minhas aventuras dessem certo.

Pois bem. Comecei a treinar com esse duplo pênis. Como já estou acostumada com o sexo anal, esse pênis fininho mal fez cócegas... Então peguei o vibrador grande que eu comprei, juntamente com o outro que eu já tinha (cada um com os seus 7 cm de diâmetro) e comecei a meter em mim. Primeiro, devagar. Depois, botava tudo. E gozava! Como gozava!

Fui treinando até chegar o dia de contar pra ele a minha fantasia....

Quando estava chegando a hora dele voltar do trabalho, tomei um banho, limpei o cu com uma duchinha pra deixá-lo pronto pro "trabalho", me perfumei e coloquei uma roupa bem puta, um espartilho de vinil, com ligas pretas, salto finíssimo e alto, tanguinha fio-dental que mal dava pra ver. Coloquei um sobretudo por cima da produção. Passei um bom perfume e esperei.

Fiquei no computador (eu trabalho na minha casa) e, quando ele chegou, nem reparou no sobretudo, já que estava bastante frio. Me disse que tomaria um banho. Eu perguntei se teria carinho depois e ele, prontamente, disse que sim, claro!

Ele entrou no chuveiro e eu fui pro quarto. Esperá-lo. Tirei o sobretudo e untei meu rabinho com Ky. Ele saiu do banho e, ainda nu, me viu no quarto, como uma vadia. De liga e salto. O pau dele cresceu na hora! Cheguei perto dele e agarrei aquele caralho grosso. Comecei a bater uma gostosa, e ele me chamando de doida. Nem sabia o que o esperava!

Pedi para que sentasse na cama e comecei a chupar o caralho dele com muita vontade. Como eu estava excitada! Parecia que era minha primeira trepada. Chupei até que quase ele gozasse na minha boca. Senti o pau crescer, inchar na minha garganta e tirei a tempo. Queria a porra dele. Mas não naquele momento!

Ele me puxou com força pra cima da cama e me colocou de quatro. Disse no meu ouvido "quer ser uma puta? vou te tratar como uma puta!" e, com um braço, me puxou os cabelos com força. Com o outra mão, apertava a minha bunda. Quando passou a mão pelo meu cu e sentiu que eu havia passado o Ky, meteu o dedo e me disse "ah, tá querendo uma enrabada hoje, é? Vou te comer como uma cadela, cadela no cio que vc é. E vou comer agora". Sem dó me puxou contra o corpo dele pelos cabelos e encostou a cabeça do pau na entrada do meu cu. Eu tremia de tesão. Ele me puxou com muita força e meteu com tudo. Nunca ele tinha feito isso, sempre botava um pouco de cada vez, com medo de machucar. Naquele dia, não. Enfiou o pau todo de uma vez e eu urrei. Mas não era de dor. Era de prazer. Eu gritava que era a puta dele, que não tinha me comportado, que devia ser punida.

Ele me dizia que eu não era uma boa menina, que era uma vadia, e que ia me punir por isso. E tirava o pau da minha bunda e enfiava com toda a força, enquanto abafava a minha boca. Falava "não grita, piranha, que hoje eu vou te comer o cu que nem gente grande".

Deixei que ele desse mais umas quatro, cinco estocadas fortes, e tirei o pau dele. Ele ficou maluco, queria que eu voltasse. Eu era a puta dele, não podia deixá-lo daquele jeito!

Desci da cama e peguei a cinta que eu havia comprado. Mostrei para ele, que não entendeu num primeiro momento. Disse a ele "você vai me comer o cu, sim. Mas vai me comer a buceta ao mesmo tempo"

Quando ele entendeu, seus olhos brilhavam! Ele me dizia "você é mesmo uma piranha vadia! Quer uma dp, né? É isso que você preparou pra mim hoje? Quer uma dupla penetração?!"

Eu fiz que sim com a cabeça. Ele colocou a cinta, me colocou de quatro e, puxando pelo cabelo, sussurou no meu ouvido: "agora eu vou te punir, sua vadia".

Ele montou em mim, cuspiu na cabeça do pinto da cinta e apontou pro meu cu. Meteu sem dó. Quando a cinta já me penetrava, encostou a ponta do caralho dele na minha buceta e disse "agora vou comer tua xana de vadia e você não vai reclamar. E não grita, porque você é uma puta, uma piranha, e eu vou te comer como eu quiser".

E meteu. Fundo. Gostoso. Eu rebolava, com os dois paus dentro de mim. Me sentia mesmo uma puta! Não dava pra acreditar! Galopava e sentia os dois paus se encontrando dentro de mim. Ele me puxava pelos cabelos e batia na minha bunda. Urrava! Ficamos metendo um bom tempo! Muitas estocadas depois, sentia que íamos gozar, os dois, juntos.

Então tirei ele de dentro de mim e enfiei o pau dele na boca. Por essa ele não esperava! Eu queria a porra dele! Mas queria mamar aquela pica com gosto. Queria sentir o gosto ácido daquela porra que fazia tempo que eu não tomava. Botei o pau dele na boca e senti aquele caralho pulsar! E a cada pulsada, um jato na garganta. Fiquei grudada no pau dele até ele terminar. Ele gritava e eu engolia aquela porra gostosa pra não deixar sobrar nada.

E o deixei desfalecido na cama. Mal abria os olhos. E eu, satisfeita, estava com as pernas bambas. Sentia o cu e a buceta pulsarem ao mesmo tempo. Que loucura!

Não vejo a hora da próxima! Agora, quero ver se invento um menage com ele e uma outra menina. Sempre quis ter uma experiência com mulher e ele tem essa fantasia. Ele realizou a minha, eu realizo a dele...

Comentários

02/04/2008 00:07:08
Ai pessoal,eu adoro dar o cú!!! mas eu queriana verdade um pau mais fino do que o meu marido!!!asim eu posso dar a qualquer hora em qualquer lugar!!! Eu ainda acho pau grosso muito desconfortavel pra qualquer lugar!!!
06/12/2007 10:16:00
Bom conto, até fiquei de caceta dura lendo esse conto, afinal vc é bem experiente nesta foda. como fica o seu rabinho depois desta transa ?? me responda por favor, beijos !!
05/12/2007 15:15:05
Sou vagabunda como vc, fiz uma DP mas com dois homens e foi demais, nunca vou esquecer. Mas agora que to namorando vou pedir para o meu namorado fazer desse jeito comigo! Ah e essa menina que vc ta procurando não pode ser eu??? Vou adorar, tb tenho vontade de trepar com uma mulher!!!
03/12/2007 22:15:51
voce nao quer me convidar para meter no seu rabinho e quanto seu corno fode a sua xana de puta.eu sei que voce quer gostosa
03/12/2007 22:01:09
vai devagar, senão o marido vai morrer transando... sou fã de mulher vagabunda, portanto, conte comigo.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


porno gay com agente peniteciario sarados e gostosoevangelicas na zoofilia com cachorrofotos da bucetas da sadinamarido corno procura homem para esposa puta em porto alegreconto erotico o cuzinho da noviçaCasada enegao anal marra contomenina+bem+novinha+nua+dadi+seu+cu+vigi+para+padtastocontos eroticos professora casada chantageada por alunogta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetaQuadrinhos cabeludos de uma gangue de monstros tarada por mulheres gostosas! HQs lotadas de criaturas horripilantes que vão te dar medo e prazer!contos minhas amigas fizeram uma festa e me comeram com consolo elétricoos videos de sexo os lolitos da picaometendo na salgadeira bundudacontos eroticos com viuvas ricas e mulheres sedutoras ricascontos eroticos gay dei a bunda dentro do cemitériocontos incesto mae gtsporno contos alberto comeu minha mulhercasa dos contos eroticos meu marido trabalha eu meu filho rodulo me fodeprovoquei e ele me pegou a forca na rua!!contos eroticosgostosas com traseiro largo de biquinesporno serena ali doeudengosa do maridinhoContos eroticos tia tirou afinidade do sobrinho contos eroticos numa ilha desertaContos eróticos de brasília comendo o cu da minha tiavibrando paz e do negão no sexo anal f*** sobreContos terror na tailandialazarento do irmao fez sexo com a irma enquanto ela estava deitada`conto erotico` GabrielA garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado xvideosPenis flacido castrar contosxvide coroa gritando emportugues quando toma rola grossa e cabecuda na xanamagrinha e a amiga desputando o mesmo homem dotado analfrecando a paciencia do brutoNovinhas fazendo safsdesas na sala de aulameu amigo me punehtoumorenas,magras,cabelos pretos,peitinhos videos sexme mande vídeo pornô da mulher transando com cachorro bem dotado engatado comendo a bundinha dela e ela suspeitos foramclarinhasafadinhachupando o grelo de uma loira mulher chupando beijo tchauvidio di hme k toroco disexodoce nanda contos eroticoscontoseróticospublicadosemmulher pelada com a b***** cheia de goza cobrindo a telagossno nu cu fa mulecadescobrindo o amor 74 dr romântico contos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosporno A garota acaba de colocar o vibrador e chega a irmã caçula na hora errada e faz ela ter seu momento de prazer contido e calado kkkkkvideo de sexo negao da rola de cinquenta citimetro com uma jeguaMais carentes enrabadas por filhoponodoido cenas muito fortesobrinha me provocando só de pijaminha porno brasilbatando o joelhinho na mesa xvideoszoofilia baixo saiairmalouca pra perdero cabaco pro irmarconto erótico Inaracomendo a sogra gostosa mttezaoconto novinha marrenta estrupada pelo irmaosvidio de novinha bricano de saia curta com a molecadaContos erotico arombei minha prima gordinhApinto muito mais muito grosso mulher nao aguenta epede arego12 mulheres se gozando muito asseste videodando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãohistória real irmão bem dotado seduza irmãzinhapadrasto ver a novinha nua e ficabatendo punhetaaluno fodendo professor de educacao fisica gay animadoso bucetao ebelas chupadas emuitas punhetasXvidio enfindo.o pepiriquita britadeira evangelicafui arrombadopilates sacana com minha esposa contoloira e judiada levando com forca na boca e na bussetaConto erotico magnatapesquisar, na ora do sexo porque tem qui assobra dentro ds bucetaincesto tirando virgindade de garota de oito anos no semáforoconto erotico emprestei dinheiro a nora e ela pagou com a bucetanariz de policial dando o priquito a outros policial