Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Do "mano"...

Autor: Valentine
Categoria: Heterossexual
Data: 04/12/2007 00:28:33
Nota 10.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

È claro que posso estar correndo o risco de ser pega aqui e ser jogada para fora de casa...Só faria meu irmão repetir o que sempre dizia... “uma puta mesmo”...puta cresci ouvindo isso...entre os amigos do meu irmão mais velho...Puta era meu apelido.

Não dava.Só roçava.Chupava.chupava bem...molhava a língua...enfiava ate a garganta...e sempre ouvia alguma voz conhecida dizendo...puta isso ou minha putinha aquilo...nem sei bem se gostava...eu mais fazia pra ver eles gostando...e era assim quando se revezavam...as vezes uma noite toda brincando com a bonequinha deles...seis ou sete não mais que isso.E tudo ia bem.

Agora aqui...Parada na porta do quarto dele...Sempre o mais forte,o mais alto,o mais inteligente e o mais dissimulado.Uma vez vi batendo em uma de suas namoradas...vi bater ate sangrar a boca.Chamou de vaca de galinha de nojenta.Não de puta...Puta era só eu....A maninha...a putinha do cabelo cacheado e rabinho empinado que divertia a turminha...a maninha que deitava de bruços pro primo lamber o rego.Sempre dizia depois ‘gosta mais da língua dele que da minha né puta?”...Ria baixinho...Gostava nada...Sabia que não...Sabia que o primo uma vez tentara enfiar o pau e eu chorei desesperada até o mano chegar...O primo apanhou e perdeu o direito de ficar sozinho com a putinha do mano...Também não queria mais...Sozinha eu só podia ficar com o mano...que depois desse dia não deixava mais ninguém...

Nem o Dé,o melhor amigo,ficar sozinho comigo...ficava olhando...olhava com mais raiva do que com vontade...passava a mão no pau.,o pau do mano que eu gostava de beijar.Me deixava ali deitada entre três ou quatro dos seus amigos ...me olhando enquanto um deles deitava entre minhas pernas e pegava a sua vez...machucava o mano batia...só podia lamber de mansinho...se eu olhava e dizia “ai mano’ ele mandava sair...saia e não voltava mais.O ultimo foi o Dé...melhor amigo...Dé meteu o dedo em mim...achava que eu fosse gostar,pensava que eu ia namorar com ele...o Dé não sabia que eu queria o mano.Saiu tropeçando nos pés...o mano mandava. E nos próximos dias era o mano sozinho...achei que ele gostou mais assim...tirava pra fora,fazia pegar...eu chupava como o mano tinha ensinado uma vez atrás do carro na garagem...agora era diferente.Ficava sozinho comigo.Me deixava sem roupa...sentava na minha frente,mandava abrir mais a perna...eu olhava sonhadora pro mano.Tão novo tanta paciência...as vezes demorava uma hora ou mais pra me enfiar o dedo.A primeira vez doeu.Chorei.Ele não parou.Agradeci.Não queria que parasse.depois lambia e enfiava o dedo.buraquinho de trás piscava quando levava o dedo lá...eu também queria lá.O mano podia...o mano sabia colocar o dedinho...

“Deita de bruços”...A cabeça mais perto da minha que sempre...Deitei.

A mão abriu um pouco mais minha perna que tratei de arregaçar... ‘assim mano”.Fechou os olhos em sinal de cala a boca.

”Putinha”...baixinho...baixinho que eu nem ouvia...queria que eu ouvisse ou seria para convencer a si mesmo de que eu era, sempre fora sua putinha e que já havia passado da hora.

E tirou para fora...o mano não tirava se não era pra eu chupar...mas daquele jeito ...tão embaixo parecia ter outra intenção...não sabia ao certo se me encolhia pra abocanhar ou se me esticava esparramada esperando a ação.Na duvida estiquei.Imóvel...o mano parecia um sofrimento só.Apertava os olhos ajeitando as calças deitado em cima de mim...baixou até o joelho.Eu senti...nunca tinha sentido.Só o do primo mas não lembrava que fosse assim...seco.O do primo era menor.Juro...o do mano dava o dobro.Quis ver por baixo do peito dele mas apertou o corpo tapando tudo...fechou os olhos...mão por dentro da cocha...abrindo só ali perto da minha buceta...molhada...nervosa...sempre ficava molhada quando o mano fazia carinho...e mesmo assim...o mano quieto cabeça virada pra parede...só respirando fundo,ela piscava e eu abria mais e mais as pernas...O mano botou o pau no meu rego.Mais pra baixo...ajeitou e forçou a entrada...afastava as nádegas...eu gritava...mas era o mano.O mano podia.Diabo de bom...o mano não mexia...só o pau...mexia sozinho...palpitava...latejante.Quieta.Sentia molhado...sentia dor...sentia cheiro de porra... “o mano já...???”pensei...e nem deu tempo de pensar mais nada...enfiava...parava lá dentro...só jogando o corpo...eu sufocando com o peso dele...apertava minha bunda me abria...queria me rasgar o desgraçado...não conseguia nem chorar...mas chorar pra quem???O mano ta me comendo...o mano pode.

E já nem sei mais quanto tempo demorou...sei que depois doeu...que sangrei...que me disfarçava pra sentar na frente da mãe ...fazia cara de dor...E o mano...o mano nada...nada de me levar pra lá de novo...me olhava só de canto...fazia pouco caso.O mano estranho...em poucos dias o motivo...tinha engravidado a filha da vizinha...mais velha que eu...será que chama de putinha também???Chorei...Chorei que a mãe desesperou...mandou benzer...me fez viajar...Dois meses na casa da tia no norte do estado.Não esqueci...voltei...nada do mano aparecer...só de domingo.Ficava na sala...todo mundo olhando...passava e roçava o cabelo nele...o pau duro...canalha...passava a mão no pau.arrependido.De ter me comido ou de ter engravidado ela???Sei lá...Os dois.

A putinha não namorou mais.Dois ou três pra lembrar o mano as vezes...só botava eu mandava ficar parado segurando minhas nádegas...igual o mano.Eu fechava o olho...sentia o mano.Não era o cheiro dele...nem era ele...lembrava mais...é só pra gozar...me abria inteira...nenhum deles a mesma paciência do mano...nenhum deles tão quieto quanto o mano...Mandava embora.

Um dia o mano chegou...De mala...Olhou pra mãe...a mãe sorriu .Sorri Também...O mano de volta...Um “homão” a mãe dizia...sempre o mais forte, o mais inteligente...o mais canalha.

Agora parada na porta do quarto...olhando pra ele dormindo. “Putinha”...o coração vai pular pra longe...repete.. “Putinha”.Passo para dentro da portapassos...beirada da cama .Calcinha pro lado me come com a língua...O mano me puxa...me bota de quatro... “ai mano...dói mano”... “fica quietinha”...e mesmo doendo...O mano pode.

Comentários

04/12/2007 05:28:15
Se mano pode, eu tb posso....rsrsrs...E sem violência.....Porém com força regulada.....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos eróticos com minha irmanzinhadando jatos de porra na Bunda da colegialleitinho do titio contos inocenteso negao fode o cu do moreno porque ele tava cantando na piscinaso mininhas top bem novas com vibrado bucetas fotosxvideos comedo uma mele buchudasubrinha olhando seu tiu nuencostando de pe na parede e comendo o cucontos bulinando minha tetinhagts agaxada mostrando o bucetaowww.relato mulher deu cu pro cachorro e ficou emgatada.com.brhomens com rolas veiúdas transandovedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novosincesto amador no surdãocontos de cunhado que comeu a cunhada e ela nem percebeuxvideos primo cheira po mas prima e nao resistiContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoguris metendocontos erotico vovô taradoMae e puta fudeu filio estoriadei a xoxota para irmaodavs contos eróticosvídeo da vizinha ela é pornô chama o marido da outra novela saindoporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porramorena linda tampa a boca do irmao e senta em sua rola enlouquecidaporno caseiro amiga não acredito q o pau do meu marido é grande e pago pra verConto erotico: o playboy e o malandrocontos anais + caminhoneiro enrabador da jeba grandeContos erroticos pai brinca de casinha com filha e acaba fodedomotorista de onibus que molhou a buceta de tanto prazer em dirigirwww.negao metie na velha porno.comwww.com.xvudeo page mulhe dançano antes de darsexo porno fui no meu ginecologista ao abri a perna ele me chupou todinha deliciaisso viadinho chupa minha rola engole tudo logo vai engolir ela toda nesde cuzinho apertadoleitinho do padrinho contos gayxvideos gay fui estuprado por que nao paguei as drogasvideos eroticos da esposa vira cadela do marido eusa coleira"menos apertado" gay contotia gemendo peituda vizinhao negrodotado contos biporno comeu a etiada que fazia pirasa so de chortinhocontos de filho encoxando mae no onibus"mostra o seu que eu mostro o meu" vídeo pornoraffa_ka maromba safadosono rabo daconhadaadvogada bem casada rabuda em viagem de trabalho é seduzida e fode gostosoesposa casadas bunda ggg pertinho gostosogosto muito de praticar zoofiliabotando o joelhinho em cima da mesa xvideoscontos gay afeminadoscontos eroticos ele esfolou meu rabinhoconto coroa bunda gigante sodomizadaamassos eroticos na aguaxsvideo relatos com fotos e filmes tio taradao de 30cm de rola arrombando subrinha safadamulhes fudedo deto do karo o cudois homens a baterem punheta fantaziando ate gozarassitir vidio de porno os mecanicos me arrobaramincesto com meu vô contosxvidios vidios homem goza no cu da puta e ela comtinua chupando ate ele goza dinobocontoerotico.com.br/contos/amamentando-o-gostosao/iisso que apareceu no quer vir para casa vídeo de pornô se você não abrir Eu prometo te dei nesse iguavó que confessa que adora chupar o pau do seu netouma mãe vai para o quarto de um filho ainda quando ele ver com p******* abre a sua oxente e chupa o pau dele pornôwww.negao metie na velha porno.comporno vai casa com porra de.outromulher com rabão maior filme pesavam gostosoFiz sexo com meu profeasvovo gostosa seduzindo o neto contos eróticosxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixoVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretobrincando escanchada contos pornomulheres que sem peseber motraram a buceta nos onibusmulher com rabão maior filme pesavam gostosoxvideo.com esfregando o pau na buceta lizinha e com um gemidinho sexo massagem na buceta com carinho