Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Memórias de uma exibida (parte 25) – Dominação

Autor: echibid
Categoria: Heterossexual
Data: 08/01/2008 00:16:31
Última revisão: 18/03/2011 09:17:29
Nota 9.00
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

[email protected]

Memórias de uma exibida (parte 25) – Dominação

Quem vem acompanhando os meus relatos desde o primeiro capítulo já deve ter idéia de como sou e dos meus interesses. Mas, se alguém começou a ler os últimos episódios, vai ficar meio perdido. Vou dar uma refrescada para os novatos.

Sou uma exibicionista, fico altamente excitada quando mostro meu corpo para provocar os outros. Desde criança tenho isso, e sei que vou ser assim até o fim da minha vida.

A natureza foi pródiga comigo, fazendo que a menina magrela se transformasse em uma mulher esbelta, mignon, com longos cabelos encaracolados, sem um pingo de gordura localizada, estrias ou celulite. Longos anos de esportes me proporcionaram um corpo esguio e bem feito, embora não possa, nem de longe, ser chamada de mulherão.

Na verdade, foi por conta dessa diferença que precisei desenvolver as minhas técnicas de exibicionismo, pois enquanto as gostosas se fiavam apenas em uma bunda grande ou um par de peitos enormes, eu, ardilosamente, usava pequenos truques para sempre manter a atenção dos rapazes, seja dando lances de peito, ou discretamente mostrando a calcinha.

A natureza não foi pródiga apenas me dando um corpinho bonito. Eu tenho um talento para o sexo invejável, com uma extrema facilidade para gozar, capaz de ter orgasmos múltiplos, e consigo ter prazer tanto no sexo vaginal, clitoriano como anal.

Mas, tudo isso e muito mais, eu só consegui desenvolver depois que comecei a namorar Eduardo, o Du, um cara vinte anos mais velho que eu, meu melhor parceiro sexual e mestre, não só na cama, mas, principalmente, aprimorando minhas técnicas de exibicionismo. Se eu era um mármore raro, ele foi o artista que me lapidou e transformou em obra de arte.

Minha maior dificuldade era entender como funcionava a cabeça dos homens. Ele me explicou que todo homem fica tarado quando vê a calcinha de uma mulher. Mas, se ele perceber que é um bikini de praia, o tesão morre. Por que, um bikini você pode ver, a calcinha é proibido.

Ele me ensinou, também, a não ser exagerada na exibição. Uma coisa, dizia ele, é uma vadia mostrando a bunda ou os peitos. A gente olha, e pensa: é só uma puta, fazendo propaganda do seu material de trabalho. Agora, se a gente vê a calcinha ou o peito de uma menina “de família”, que se descuiudou e abriu um pouco mais as pernas, ou se debruçou e não notou que o decote deixa ver o biquinho do peito, aí o tesão é grande. A gente até pensa, olha, que bobinha, pagando um peitinho sem perceber...

No instante em que nos conhecemos, ele sacou que eu adorava me exibir, e deu certo com ele, pois ele fica excitado, ao perceber que outros homens estão me olhando. Isso leva o nosso tesão lá pra cima, e o sexo fica ótimo. E só dá certo porque, nem eu, nem ele, somos promíscuos. Exibição, tudo bem, mas, o sexo é só entre nós. Bem, já rolou com uma terceira pessoa, mas, foi tudo consentido. Mais tarde eu falo sobre isso.

Uma outra coisa que ele percebeu foi que eu, apesar de ser rebelde em muita coisa, adoro ser dominada. Ele me dá ordens, que soam como desafios, sobre o que fazer para me exibir, e eu fico altamente excitada com isso. Quando vamos sair, na noite, ou, para a praia, ele me diz o que vestir e o que fazer.

Nossa grande curtição é a praia. Eu sempre gostei de bikinis pequenos, e já arrisquei vários topless. Mas, com ele, as regras eram outras.

Ele sempre escolhia o bikini, o menor possível, e me mandava fazer alguma coisa na parte de cima. Toda vez, era alguma situação diferente.

Uma vez, nós já estávamos no carro, e ele me mandou tirar a calcinha do bikini. Eu obedeci, e, só fiz deslizar a parte de baixo, ficando nua sob a canga. Ele me entregou uma caixinha que era pouco maior do que uma caixa de fósforos. Dentro, tinha uma calcinha preta. Achei curioso, pois o bikini era até um pouco mais composto do que o outro que estava usando.

Quando olhei com mais cuidado, foi que vi que o sacana tinha comprado uma calcinha de lingerie preta, do tipo sem costuras, para que eu usasse na praia.

Foi uma experiência e tanto, ficar na parte mais freqüentada da praia, num dia de domingo, vestida só com uma calcinha de lycra. Eu nem tomei banho de mar, mas, a calcinha ficou molhada, só da minha excitação.

Uma outra vez, ele me entregou um pacote, com um bikini que mandara buscar pela internet. Na hora, não percebi a diferença, pois era um bonito bikini laranja. Mas, quando desdobrei tudo foi que percebi a sanacagem. A parte de cima era pequena, mas, como tenho peitos pequenos, não ficou muito estranho.

Mas, a parte de baixo resumia-se a um pequeno triângulo na frente, e um quase microscópico, atrás. Ligando tudo, três fiozinhos. Até as minhas lingerie fio dental eram maiores do que aquele bikini. Eu sempre usara bikinis pequenos, mas, aquele era escandaloso, até para os meus padrões.

Quando vesti, tive que escolher entre mostrar a xoxota, ou, o cuzinho. A parte da frente cobria apenas o corte da xoxota, deixando boa parte do monte de Vênus à mostra. Se eu não me depilasse toda, iria aparecer tudo. Na parte de trás, ficava só o cordão passando pelo cuzinho, já que o outro triângulo ficava em cima do rego.

Quando cheguei na praia, senti os olhos de todos em cima de mim. Me deitei de barriga para baixo (antes, ficando de quatro, para animar a galera), e Du ficava curtindo com os caras que passavam e ficavam de olho grelado no fiozinho passando pelas preguinhas do meu cuzinho.

Lá pras tantas, fui me molhar no mar, e quando saí, percebi o resto da sacanagem, pois o bikini não tinha forro (Dú tinha cortado, cuidadosamente, com um estilete) e quando molhou, ficou transparente. Eu saí do mar, toda molhada, e quem quisesse podia ver os detalhes dos meus mamilos, ou das dobrinhas da xoxota, coladas no tecido molhado. Nem preciso dizer que, cada marmanjo que me comia com os olhos, aumentava a minha excitação.

Uma vez, ele me mandou vestir apenas a parte de baixo e colocar uma camiseta básica, que ia até as coxas. Não entendi muito bem, mas, fiz o que ele mandava. Fomos para uma parte da praia que era um pouco menos freqüentada, mas, mesmo assim, com movimento, pois era domingo de manhã.

Quando chegamos, ele forrou a toalha na areia, e me mandou tirar a blusa, deitando de barriga no chão. Eu nunca tinha feito um topless tão descarado, com várias pessoas próximas. Mas, ele nem se importava. Eu deitei na toalha, praticamente nua, só com um paninho entrando no rego da bunda, enquanto ele passava bronzeador em mim.

Lá pras tantas, ele me mandou virar. Eu virei de frente, ficando com os peitinhos nus, expostos para quem quisesse olhar. Até brinquei com ele, dizendo que eu poderia ser presa, mas, ele disse que se algum policial chegasse, eu começasse a falar inglês, que ele iria dizer que eu era turista.

Fui ficando excitada com a exibição, pois várias pessoas passavam, olhando e me admirando. Eu estava com tanta tesão que pedi para ir tomar banho de mar, e ele deixou. Eu fui, só de calcinhas, passando por várias pessoas, que me olhavam admiradas. Ele aproveitou para bater varias fotos, enquanto eu desfilava pelas ondas. Eu causei até um acidente, pois um carrinho de picolés se chocou contra um que vendia cocos, pois os condutores não tiravam os olhos dos meus peitos.

Quando eu voltei para junto dele, me abracei e implorei para irmos para um motel. Nem preciso dizer que ele estava com o pau duríssimo. Só fiz vestir a blusa e fizemos carreira para uma ótima transa.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


gostosa novinha virgem orgasminhoxvedeo conto erotico a forca no onibusxvideos o chifre mais bem tomadofui me depilar no salão e ganhei uma chupadaFoda agressiva ponodoidoincesto encaixada no colo do pai perto da mamãeCorno humilhado na lua de melContos eróticos confissôes de umà crente safadagostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscunhado comendo o bucetao da cunhada de frango assadoConto erotico scat adoro ver a mulher peidandome fizeram de vaca no ordenhador contos eroticosconto cumendo irmao de pau cabecudo irma. virgemvideos porno varias duas amigas cagando juntas fala meu fiocontos eróticos chorei gritei esperneei mas aguentei tudo no c*sou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contostitias abusada de vestido e calcinha fio dentalporno caseiro dupla penetraçao ela fica brava porque doeu o cuquero ver as mulher tarada caseira com muco cervicalporne com malheiquando seu.comamigo nao te.comrespondoContos eróticos: Rabetao da minha sobrinha sarrando na minha picacontos eroticos de 2017 dia 20 de abrilfilho secava tanto a mae que ela resolveu. provocar ele pornoconto erodico fodir com o namorado da minha amiga e ela chega na orametendo de lado e goasano na portinha da bucetaminha filhinha na punheta contosporno brasileiro oilando o gay brasileiro da banda lizinha tomar banhomulher pensa que a amiga é mulher mas é um travesti com um pau bem groso e vai dormi com ela em casa e acaba temo um supresa e transa pornowww.casadoscontoseroticos/tema/por que eu te amo amarreiporno contos cunhado novinho"mostra o seu que eu mostro o meu" vídeo pornomano nao me tente incesto contoscontos+corno mulherzinhamorena de 58kg dando a bucetavídeo pornô meu marido chegou em casa ficou surpreso porque eu estava limpa cheirosavidio de foda de cunhado dormindo na casa da cunhadacontos eroticoscuzinho sem pregaspinto na bucetado novinho enfiando so a pontinha depois com força depois uma bela chupada na cabeca do pintoporno mae Chaegando em casaquero ver as evangelicas toda nua e peladinha vigen pernas a bertas peito de fora durinhosexo gay preparar novinhos a perder o cabaconovinha loirinha de onzeanos bucetinha enxadinha transando com papaiquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidasquero ver vídeo de menina virgem dando para homem dotado que arranca vida dela com força como se fosse um estrupo mas esse tipo como se fosse de vídeo vídeo de pornô vídeo de sexo e suas coisas Eu quero ver vídeo da simcliente dando a buceta para os manobristasmae e filha adoram q irmao gose dentro seus cuporno pai brincando de fazer cocegas na filhaFotos de sexos de bubuta e bixonovinha bududinha querendo um pintaoentre uma foda e outra minha esposa beijando acariciando seu machoconto no cinepornoas buceta sussurrantecontos eróticos de sequestrobuceta gostosa no inatingível elas dandoeu conto cunhada casada ver o cunhado de pau duro e fica loucaacordei galada de tanto gemer sonhei com uma ponba que me fez gemer video porno baixarmorena cavala irresistivel não bater punhetaPorno conto mae no msncomo q estourar as bolinhas sexchop sexuais na relacao sexoconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuproumulher pelada com a b***** cheia de goza cobrindo a telaporno doido chochotinasfilme porno brasileiro pai mostra para filha seu pau monstro e ela se assustachantagiei a colega de trabalho e comi ela contosginecologista dilatando o cuzinho dá mulher pra gozar dentroconto erotico gay virei femea do velho pirocudoum uisque depois de um cigarro pornoQuadrinhos eróticos meu padrinho pauzudo me comeugordinhas costurado dando 2017 bundãoContos Eróticos. Dona VeraGeisy Arruda mostrando a buceta alteradaContos fui estud fud mãe e filhaconto erotico boa noite cinderelapelego pauzudo nurola gradi nocu danoviacontos eroticos :eunice caindo de boca na picacunhada louca pra sentir rola grande pega cunhado de pau duro e nao resistead bucetad mais petfeitas do mundoxvidios outros purai favoritoscontos corno beija pés humilhadogosando vom o cachorrozofila cavalo enche cu da mulher de porra ate escorrer -youtube.comporno.com corninho faz surpresa pra sua gostosa deixando um jumento encher sua buceta de porraconto novinha vigen perdeu o cabaco da buceta e do cu no mesmo dia pro pitudo