Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Seduzi meu cunhado

Autor: Alana
Categoria: Heterossexual
Data: 08/01/2008 14:58:04
Última revisão: 12/09/2012 12:04:33
Nota 8.80
Ler comentários (17) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Esta história que hoje me excita novamente, me atormentou durante muitos anos e só agora depois de desabafar com um amigo, que me convenceu a contar num site de contos, posso encarar o fato como algo muito excitante e gostoso.

Meu nome é Alana, tenho hoje 45 anos, mas tudo aconteceu há 18 anos. Na época, era mais gostosa do que sou hoje, meus seios eram médios e empinados, tinha uma bunda grande e durinha, e tinha um fogo insaciável (isto ainda tenho). Fui uma menina calma e comportada, meu primeiro beijo foi aos 17 anos, e casei virgem aos 21 anos com meu segundo namorado, pois sempre fui podada pelos meus pais.

Eu e o Aldo namoramos somente cerca de um ano e meio, mas como ele iria ser transferido para uma cidade no interior, topei o desafio de juntar as escovas pois não via a hora de sair de casa.

O Aldo era um ótimo sujeito, não era bonitão, era moreno, cabelos lisos, muito carinhoso e me tratava muito bem, era filho do meio, a mais nova era uma menina e o Adolfo mais velho 1 ano, que tinha problemas mentais, um certo retardo na idade, dificuldades de coordenação motora e raciocínio, como não podia trabalhar, então dependia totalmente da família. Eu me dava muito bem com ele e então pouco tempo depois que nos mudamos a mãe deles faleceu e uma das opções foi o Adolfo morar com a gente.

Meu marido trabalhava como representante comercial e viajava muito, e o Adolfo passou a ser minha companhia em casa. Muito diferente do irmão, ele era mais alto, tinha braços fortes e era até mais bonito, mesmo com aquele sorriso de menino que sempre ostentava. Tinha tanta força que chegava a me levantar quando me abraçava, cuidava dele como uma criança, fazendo seus almoços e controlando suas travessuras, mas alguns dias depois de sua chegada percebi uns comportamentos estranhos nele.

Várias vezes peguei ele com pau duro por baixo dos shorts que usava e passei a notar que suas roupas estavam meladas. Minha vida sexual com Aldo não ia bem, como disse tenho um tesão incrível e ele viajava 4 dias por semana, quando ele chegava não dava sossego a ele, e desconfiei que o Adolfo andava nos espiando.

Um dia ao entrar para tomar banho, percebi algo diferente e notei que o Adolfo me espiava pela janela do banheiro, pensei em dar uma bronca mais aquilo de uma certa forma me deixou excitadissima. Por mais que fosse um garoto crescido, eu adorava ser desejada. Tomei um banho caprichado com direito a caricias nos seios e óleo no final. Quando sai notei o seu short amassado e molhado parecendo que ele se deliciou com minha visão nua.

Aquilo mexeu demais comigo, sentia necessidade de me exibir pra ele, deixava a porta do quarto aberta quando ia trocar de roupa e notava ele olhando do corredor, na hora do banho passei a abrir mais a janela para facilitar sua vida, e em nossas brincadeiras roçava no seu pinto que percebi ser enorme. Estava envolvida demais com aquela situação, até que nem o Aldo não me despertava mais tanto interesse.

Quando transava com meu marido eu fantasiava aquele homenzarrão me comendo, me masturbava no banho olhando nos olhos de Adolfo que gemia do lado de fora do banheiro pela janela. Ele ficou mais a vontade comigo e eu passei a espiá-lo também. Tinha um corpão moreno, um pênis enorme e uma bunda linda. Parece um absurdo eu estar falando isto, mas imagina o tesão que me dava ver aquele meninão me desejando e eu sem poder fazer nada por questões tradicionais de respeito e pudor. Eu em casa sozinha me masturbando olhando nos olhos dele se masturbando e não fazer nada.

Até que o inesperado aconteceu, eu estava tomando banho e escutei um grito do Adolfo, vindo de seu quarto, mal me enrolei na toalha e corri. Encontrei ele despido, de joelhos no chão do quarto, segurando a mão. Perguntei o que tinha acontecido e ele me mostrou uma pequena farpa no dedo, possivelmente da gaveta de cuecas dele. Nem me dei conta que ao me agaixar estava mostrando minha bucetinha, bem aparadinha pra ele, metade dos meus peitos estavam de fora e que o seu pau enorme estava a menos de um palmo de meu rosto. Tirei a farpa com cuidado e meio por hábito coloquei seu dedo na minha boca para estancar o pequeno sagramento, logo vi ele sorrindo.

Ele então percebeu a situação em que nos encontrávamos e sua pica levantou como num piscar de olhos, eu olhei para aquela cabeça grande e roxa, e dei um sorriso. Ele com aquela cara de inocente pediu desculpas mas nada fez.

- Não precisa se desculpar. Quando o pinto fica assim é porque você está com vontade de namorar. Não é? Perguntei com água na boca.

Ele respondeu que sabia disto, mas o problema era este, que como ele não tinha namorada, ele não sabia o que fazer. Pois quando morava com sua mãe, a Sônia, a empregada, namorava com ele e ele melhorava.

Sônia era uma coroa, de uns 50 anos, que fazia faxina na casa da mãe dele, e a safada se aproveitava do rapaz. Por isso ninguém quis me contar por que ela tinha sido demitida. Mas eu não agüentava mais de sede de sexo, vendo aquele mastro negro apontando na minha direção não tive receio de perguntar:

- E se a gente namorar um pouquinho? Igual à Sônia, só para matar a vontade do seu pinto?

Ele disse não ser certo, porque eu era namorada do irmão dele, e que ninguém poderia namorar duas pessoas. Eu me sentindo a pessoa mais sacana do mundo propus:

- Se a gente não disser nada a ninguém, se ninguém souber não tem problema, é assim. Topa?

Ele acenou que sim com a cabeça, e foi logo querendo me beijar. Dei um longo beijo nele, sentindo toda a sua respiração entrecortada, passei a mão pelo seu peito, que estava suando frio, e em sua barriga. Ele me puxou pra cima dele com uma força descomunal, e nesta hora o nó da toalha soltou. Ficando minhas costas nuas para ela passar a mão. Ele logo pôs a mão na minha bunda e me dando o maior susto me empurrou de volta e segurou o pau, pois ia gozar.

Segurava a cabeça fortemente, mas os jatos escorriam pela sua mão. Ficou com vergonha, dizendo que aquilo era sem querer. Mas eu o abracei e disse que tinha achado o máximo aquilo, me ofereci para limpá-lo, usei a minha toalha e limpei toda a pôrra, de suas pernas, chão e um pouco do guarda roupa, fui limpar o seu pênis e percebi que ele não tinha amolecido: Santa juventude.

Dediquei-me a limpar cada centímetro daquela rola, que acho que tinhas uns 20 a 22 cm e bem grossa. Ele tinha veias aparentes e poucos pelos pubianos, demorei um tempo só enxugando a sua pica e ele se deliciando.

Meu tesão não me deixou raciocinar, levei ele para a cama, ele mudo, só olhava para os meus peitos com os olhos arregalados, sentei-me na cama e pus sua mão no meu peito. Ele apertou forte, pedi pra parar que estava doendo. Ele pediu desculpas de novo e ficou alisando de leve, perguntou se eu queria que ele os chupasse. Afirmei que sim e ele veio todo guloso.

Chupava minha tetas, como se nunca tivesse mamado na vida, aquilo estava me levando ao delírio, bendita Sônia, tinha ensinado direitinho ao garoto, sugava meus mamilos, e ficava dando mordidas nele, algumas até doloridas, mas o tesão era maior. Neste momento peguei em seu pau e senti-o pulsando na minha mão. Fiz-me de rogada e perguntei o que Sônia fazia com ele. Ele disse que ela sentava em cima dele, então vi que ele sabia o caminho das pedras e abri as pernas, mostrando a minha gruta a ele. Quando eu ia me virando, ele me puxou pra baixo, bem bruto e enfiou sua pica descomunal de uma vez. Senti aquela vara me rasgar, parecia que eu ia ser içada por ele, que pau. Ele cutucava minha buceta por dentro. Gritei tao alto que tive medo de chamar a atenção de algum vizinho.

Ele não era muito delicado, me tratava como uma boneca inflável, ainda ofegava muito perto da minha orelha me deixando ainda mais excitada, nunca pensei que um pau grande pudesse doer tanto, mas logo a dor dava lugar a uma estranha sensação de prazer, como se estivesse me moldando a ele. Cheguei a pensar que meu marido pudesse notar a diferença de ficar tão folgada depois. A cada estocada eu me sentia esfolada. Estava totalmente entregue àquele homem, ele me dominava totalmente, acho que devo ter desmaiado em seus braços.

Quando ele diz que vai ter que tirar por que vai gozar de novo. Num impulso de puta, arranquei-o de dentro de mim e coloquei seu pau na minha boca, não demorou 2 segundos para sentir mais umas golfadas de seu pau na minha garganta e molhar meu rosto, era impressionante a quantidade de gala que ele soltava. Encharcou toda a toalha ao me limpar, perguntei se ele tinha gostado e se era melhor que a Sônia, ele disse que era muito melhor.

Chamei-o para eu dar banho nele, e dentro do box ele me agarrava e beijava muito. Chupava tanto meus peitos que eles já estava vermelhos, fiquei apoiada na parede do box e pedi para ele me comer de costas, como ele era mais alto teve que ficar com as pernas dobradas e quando senti aquela vara por trás, roçando no meu grelo por dentro, vi que não ia suportar, desta vez pude aproveitar mais, já que ele demorou a gozar, depois de uns dois minutos de foda, veio o meu orgasmo, tão forte que fiquei apoiada apenas em sua pica, fechei os olhos, e não senti mais as pernas. Meus braços estavam tremendo e ainda pude sentir depois de alguns minutos de penetração mais um jato de porra inundar minha buceta.

Ele era um monstrinho mesmo. Estava em êxtase, troquei de roupa e fui descansar na minha cama, pois estava exausta, deixando Adolfo no seu quarto. Ele veio no meu quarto e disse que gostou muito de namorar comigo e se eu não me importasse queria mais vezes. Faltavam apenas dois dias para meu marido chegar, e fudemos em quase todos os cômodos da casa.

Ele ficou viciado em boquete, a qualquer hora do dia ele vinha com o pau duro para eu fazer ele gozar. Ou então tomar banho juntos e me comer por trás. Queria o tempo todo chupar e apertar meus peitos até um dia combinamos de ficar pelado do dia inteiro, que delicia.

Ensinei ele a me chupar e que gozadas ele me deu com aquela língua, me deixando literalmente toda esfolada. Quando o Aldo chegou ele voltou a ficar quieto, mas passou a ficar bastante agressivo com o irmão, principalmente para me defender. Assim que o Aldo viajou de novo, ele vinha pra sacanagem. Mas com as brigas constantes entre eles, Aldo acabou decidindo mandar ele para morar com a irmã e uma tia na capital, pois a irmã ainda estudava. Nossa despedida foi sensacional

Quando o Adolfo foi embora minha vida mudou, não tinha mais animo de fazer nada e com cerca de 5 meses nos separamos. As vezes acho que era quase um abuso sexual, mas ninguém resistiria a uma rola daquelas, duvido!

Beijos

[email protected]

Comentários

18/01/2017 06:32:00
Se vc quiser posso te ajudar tenho 51 anos mas ainda sou tarado por mulheres casada e evangélica não importa a idade nem a nacionalidade negras brancas ou japonesa só tem que ser safadas e louca para aventura sem compromisso e cobrança só prazer bjs a todas as safadas entre em contato moro em são Paulo capital próximo metrô Tucuruvi [email protected]
12/09/2012 18:36:21
Nossa, que maravilha. Voce só fêz bem para o cunhadinho. Que delícia. Quanta inveja do Adolfo.
08/08/2011 14:39:08
Dependendo de onde vc esteja. Eu faço até melhor com vc. Meu tamanho é 25cm. Adorei. Vou mandar um convite no e-mail.
16/07/2008 11:33:12
Adorei os comentários, gostaria de ouvir mais dos seus desejos. [email protected]
14/05/2008 19:56:40
Gostaria de saber se você poderia me aconcelhar em como conquistar minha cunha, no momento só escrevo sobre os devaneios que tenho com ela,mas gostaria de conquista-la, será que você poderia me ajudar.
PE
01/03/2008 10:04:32
O melhor conto que já li, além da história ser super envolvente ainda foi muito bem escrita, parabéns!! me add no msn [email protected]
14/02/2008 14:15:21
Muito bom o conto, eu queria ser esse prontagonista. mas não tenho a sorte.
31/01/2008 15:07:28
obs: se pra vc saber sou de ALMG...
31/01/2008 15:02:43
vc é uma mulher muito safada e ñ devia ficar dando maus exemplos para as outras mulheres mulher ja é um bicho fraco de mente e vc ainda fica ajudando pra que ve se para com isso e toma vergonha na cara ...
16/01/2008 22:10:07
o seu cunhadinho depois desse tratamento não vai sarar nunca. gostei do conto, sinto que além de escrever bem vc é muito mulher.
12/01/2008 17:26:33
Seu conto foi muito bom, tenho inveja desse seu cunhado, gostaria de tc com vc... add aí... [email protected]
10/01/2008 19:54:18
Gostei do teu conto, bem montado, com começo meio e fim. Se realidade ou fantasia, não importa, eu fiquei excitado. Parabéns, mande outros.
10/01/2008 17:20:51
qdo quizer pode vir a me ensinar
10/01/2008 11:40:11
Acho que o conto é real, convence.
09/01/2008 07:08:46
Você é um estrondo. Mulher assim só mesmo fodida em todos os buracos. Me contacta! [email protected]
08/01/2008 17:20:03
Queria uma cunhada assim. Venha minha linda vc é muito safada. Adorei 10 pra vc.
08/01/2008 15:09:23
adorei ker fazer comigo...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


a vida de um mauricinho apaixonadocontos feminização forçadaaxo que minha mulher pulou a cerca pra fazer analcorno que xupar buseta melada scvideo de mulher 34anos nuA lavano a bucetavideo porno estupraram minha namorada e ela gostoucotos eróticos patrao pau de asusta berei chorei griteivideosxxx minha esposa comportada servindo es amigosmiguel tesudocontos eróticos com pezinhos da tiaconfissoes como fiz pra seduzir meu cunhadocontos de mulheres que virao cenas de casais transando e se masturbarao shot apertado rola grossa se destacatio chupando buceta contomeu sogro queria dupla penetracao com minha sogro veridicocontos de sexo no carro metiii mais vaiquero ver vidio de homen caralhudo se depilando o sacovanessinha dias/casadoscontosbaixar filme pornográfico de coroas transando buceta com buceta liberado para assistir e já funcionandoContoerotico Professoragozadafaminta engole a piroca do padrastovídeo da vizinha ela é pornô chama o marido da outra novela saindoSexo animal cachorro emrola pito na bucetinha da puda taradonaquero ver vídeo de novinha mostrando a b***** patinho que rola patinho de rola b*****porno. jafaleii nãomeu padrasto me encochava contos eróticos de gaysconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretocorno introduzindo siringa cheia de porra na vagina da esposa xvidiocontos erotico gay brincando de verdade ou desafiocorno introduzindo siringa cheia de porra na vagina da esposa xvidioContos eriticos .como virei escrava do vizinhonegaoporno brasilero ela queria fujir de tanta fodanao cnseguioconto casada assaltada chora na rola grande e gosamulher flaga sua amiga do rabao uma morena dando o cu para seu marido negao dotado com o penis de 030cm e da tambenver mulhe chutando bocetareginatathy ellen contosdar e coçar e so começar contos eroticospriminha inocente pegando no pinto do primo na frente de toda família sem eles veremcorno veno esposa dano cu e falano que nao guenta pornodoidocontos e histórias de pai tarado não aguentou e comeu a filha de sete aninhos gostosinhaxvideos sogras de pernas abertas em frente dos genrosConto erotico estou louca pela picona do meu cunhadovideo sexo de perveção com minha mãemulhes fudedo deto do karo o cuxvidios outros purai favoritosconto fudi minha sobrinha de onze nos gostosaconto erotico gay minha tia me transformou em meninamulher trasando cem saber com oltrocontos eroticos alvinho e o padrecontos erotico da irma batendo punheta no irmao machucadocontos eronticos buraco na paredeContos de negros bem dotados rasgando cu de garotinhos brancos viadovídeo de sexo amador caseiro você quer me comer você quer meter é devagar meu com calma é assim não aqui mede a gente ser pinto grandecontos sexo pecado incestuosoxvıdeos porno magrınhas gostozajudea. abuceta em estrupoMENiNO TIRAN DO OCHORTESporno video tia fodeno seu sugrinho virgem ele broxa nelasexporno so com as mulher corpudona e apertadinha bota choraxvidio menina vigem perdi avigidadi gosano nasiririca escondida:carolzinha santos baixinha ruiva gostoza fodenocontos erotico mestre de obra.pausudContos eroticosPerdendo as pregas bem novinhapornocontoincestosmulher casada d vicosa mg d calca apertada na bucetavídeo vídeo da Mônica e balançando a bundinha com toalhaporno video tia fodeno seu sugrinho virgem ele broxa nelagata nua aberta na cama bom das macia arrepiada cuzinhos duro meladoso fotos da namorada do traficanti nem de chortinho diswww.casadoscontoseroticos/tema/por que eu te amo amarreiguri ñ aguentou pau grande, contosDou o cu para o traficante contos gayapaixonado pelo meu primo brutamontes 2temporadaContos eróticos de mães evangélicas e filhas