Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Roubei Uma Cueca Usada

Categoria: Homossexual
Data: 10/01/2008 18:06:48
Nota 9.43
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (5) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quando a gente é virgem, novinho e tarado, tudo é motivo de punheta. E ainda mais quando está com a punheta acumulada. Pois foi justamente o que me aconteceu quando passei três dias fora de casa.

Meus pais viajaram por enterro de alguém, se não me engano. Pra que eu não perdesse aulas, acabei preferindo ficar e fui dormir na casa de meu melhor amigo, Paulinho. Já falei dele antes, quando saiu correndo do cara que mostrou o pau pra nós dois. Pois bem...

O pai de Paulinho era vizinho de rua da gente e amigo dos meus pais. Eu já era safado demais pra perceber que ele era um homem extremamente delicioso. Daqueles homens largados, com uma pequena barriguinha de cerveja, um tanto quanto peludo, queimado do sol nos dias em que lavava o carro... claro que eu guardava isso pra mim.

No primeiro dia que passei lá, tudo normal. No segundo dia, me lembrei que não ia dar pra bater minhas costumeiras punhetas - que geralmente levavam uma tarde inteira. A solução era fazer isso no banho. Mas eu me esqueci de bater uma no banho naquele dia, e tomar outro assim sem mais nem menos ia ser constrangedor na casa dos outros. Tive que esperar o dia seguinte.

No terceiro dia, pra não esquecer da punheta - se bem que seria difícil esquecer - desenhei um "P" com caneta nas costas da minha mão direita. Quando fui tomar banho, o banheiro estava ocupado. Era o pai de Paulinho, que tinha acabado de consertar alguma coisa nos fundos da casa. Esperei que ele terminasse e, quando ele saiu do banheiro, lá fui eu faceiro e safado. Antes que eu fechasse a porta, ouvi o pai de Paulinho gritar algo mais ou menos assim: "quem for usar o banheiro, eu esqueci a roupa suja fora do cesto. Faz o favor de colocar pra mim?".

Entrei no banheiro, fechei a porta e comecei a recolher a roupa dele espalhada no chão: camiseta, short e... CUECA. Foi só aí que me toquei do tesouro que estava ali, jogada por cima da camiseta.

Era uma cueca de algodão. Branca, larga o suficiente para caber o corpo do pai de Paulinho, que a propósito se chamava Edmilson, mas que carinhosamente era chamado de "Milson", e pelos amigos dos filhos, de "tio Milson". Quando peguei a cueca nas mãos, pude sentir que ela ainda estava quente. Acredito que era o calor do corpo de Tio Milson.

Olhei para ela alguns segundos, como se estivesse tomando coragem para fazer alguma coisa. Percebi, além do calor que já falei, uma manchinha levemente amarelada, no lado esquerdo da parte frontal. Olhei pelo lado interno e vi que também estava um pouco molhadinha. Fiquei curioso (e também receioso - ou algo parecido) mas comecei a aproximar do nariz. Sim, eu ia cheirar a cueca de Tio Milson. Cada vez mais próxima, e eu ia fechando os olhos esperando sentir o cheiro do que talvez fosse um restinho de molhado da hora em que ele mijou, ou a última gota que sempre fica depois do xixi.

Para minha surpresa aquilo não era xixi como eu pensava. Tinha cheiro de gala. O cheiro na verdade mistrava várias coisas: o pano da cueca, um pouco de cheiro de suor, um cheiro forte de pau, alguns vestígios bem distantes do cheiro de mijo e aquele cheiro delicioso de porra. Sim, a gala de Tio Milson. Não acredito que ele tenha se masturbado ou algo assim. Talvez tenha sido um vestígio de excitação, um tesão repentino, uma polução inesperada, mas o fato era que ali havia porra, esperma, gala da mais genuína.

É dispensável dizer que a esta altura meu pau já estava tinindo de tão duro. o tesão que eu sentia era (e continua sendo) indescritível. Eu cheirei muito aquela cueca. Já completamente nu, eu não me contentava em apenas cheirar, eu a esfregava na minha cara enquanto me punhetava alicinadamente. Era tesão demais para mim. E não demorou eu comecei a sentir as pernas fraquejarem: o sinal de que o gozo está chegando. Me contive um pouco (naquele tempo eu tinha um controle absurdo da minha ejaculação) e me ajeitei no chão do banheiro, recostado na parede e sempre com a cueca de Tio Milson na cara. Sentia uns calafrios na barriga, um tesão no pau, que eram impressionantes.

Comecei a sussurrar baixinho para não ser ouvido, chamando pelo dono da cueca: "Tio Milson... aaah, Tio Milson..." E então ele veio em jatos. O gozo acumulado de três dias me eletrizou em ondas deliciosas e eu esporrei em minha barriga, eu meus peitos e meu pescoço, linhas longas de gala fervente que riscaram meu corpo. E a cueca em meu rosto, sendo cheirada e tendo cada aroma tragado por mim.

Ainda cheirando a peça, usei as minhas mãos para espalhar a minha gala no corpo, curtindo os segundos posteriores ao gôzo. Quando o coração desacelerou, tirei a cueca com cuidado do rosto para não melar com minha própria porra, deixei em cima da tampa do vaso sanitário e fui tomar banho. O "P" tatuado na mão já não tinha mais serventia.

Quando terminei o banho e estava me enxugando, olhei novamente a roupa de Tio Milson espalhada pelo chão. Apanhei a camisa, o short e coloquei dentro do cesto de roupas sujas. A cueca? Foi parar dentro da minha mochila e serviu para bater punheta por um bom tempo... pena que eu caí na bobagem de começar a chupá-la. Logo perdeu o aroma. Mas isso não foi problema, pois sempre que eu podia, estava roubando cuecas usadas. Só do Tio Milson foram umas 5...

Comentários

09/06/2017 11:58:49
cheirar cueca dá mesmo um tesão danado. Adorei o teu conto, cara! manda mais. leia os meus tb.
18/10/2009 01:49:16
nossa que delicia, gostei de ler, apesar de ser mulher tambem me amarro em uma cueca suadinha e suja, um beijo
05/06/2008 22:35:24
Qual foi o proximo passo, colocar pimenta na cueca do cara pra ele ficar com tezão em vc, me poupe mané
10/01/2008 23:46:47
vou ser sincero. essa de cueca suja e fraca. voce precisa de um pau bem grande e grosso, se voce queizer tenho um a disposicao. [email protected]
10/01/2008 23:26:55
Adorei seu conto!! Eu fazia isso com a CUECA DO MEU PAI!!! NOTA 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


videos de cunhada se esfregando no marido da irmavideos gratisminha esposa virou putinha dos meus amigosputa adora trepar squirtxvideo coletania marido tampa o olho da esposa e chama o amigo pra beija lavideo porno mamãe viuva saiu pra dar uma metidinhacontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosbucitnhaFoto picudo estotando a bucetinha da casadanamorada faz surpresa fc pelada mostra buceta bem gostosafui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadormorena cavala irresistivel não bater punhetaconto erotico boa noite cinderelacontos evangelica quarentona goza gostosodoce nanda parte IV contos eroticosincesto amador no surdãofilmes porno no calor do buraco estreitoporno negao engatano crentinha casadavelho pauzudo machuca a casada a forcamentendo o pepino na buceta e no meu rabao contosvai novinhas so grelao shortinho enterrado na bucetacontos eroticos dei a bundinha por balaspornô doido comadre entre pica grande negãoestupro chupando grelo grande até feriratia muito malha torneada de bunda e pernad grosa fudeu com seu sobrinh negao do pau enorme e ela nao aguente e pede pra ele tirar porque ta doendo muitofihota coxuda mete 4 tipoquero ver 100 foto de morena cavala e coroa deitada na cama pelada com as perna aberta e segurando ho calcanharpornô mãe usina puheta mãopornodoido tecnico esfola novinhacontos eroticos opostos que se atraemelacareca contos eroticos de mullheres carecasver videos de marido tanpano os olhos da esposa e levando outro homem para fodelaapostei minha mãe com meus amigos conto erotico analminha madrasta viu meu pau molenovos Contos erodicos de tulaestrupei minha irma na cama do nossos paisQuero comer seu cuzinho tenho local ferraz de vasconcelo liga no zapconto gay o Doce nas suas veias capítulo 2tabu em familia pai e filha se amando loucamente incesto panterasmorena sendo arombada por rola de40centimetros entra todinhacontos eróticos pular pulaporno na fazenda porno doido homem chupanto a buceta ate gozartaIncesto- Irmão brutamontes se apaixona loucamente pelo irmãozinho gay casadoscontostira A roupa vou te estrupar no pornoManda vídeo pornô das atrizes mais belas do pornô transando com cachorro engatado arrastando ele era luz clique desesperada chorandofilme porno brasileiro pai mostra para filha seu pau monstro e ela se assustanando ta duendo nando ai minha buceta nando ceta poinhndo tudocontos eroticos minha esposa ficou excitada quando viu o negao pauzudofilme porno home reprodutomamada babentaeu mostro a Deus e o Diabo que eu como esse comer aquikkkko playboy e o menino da favela casa dos contoscontos erotico da irma batendo punheta no irmao machucadoConto erótico interacial largando o esposo para viver com amante negrocontos sexo anal concunhado concunhadavídeo vídeo da Mônica e balançando a bundinha com toalhasó na brotheragem conto erotico com meu melhor amigocasada sequestrada e estuprada na lua de mel pornowww.brincandodaquilo.com vídeos pornoVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretoporno coeivídeos porno braseiro putona brasileira lavado ropa no cintal e fude com seu cunhado bem dotadocontos eroticos dei minha buceta pro meu padrasto vingançafotos cazeira bucetas escapando pelo vestidoContos eróticos confissôes de umà crente safadaxvideos sentando no pau gostasenteporno casada nao agreto oprimo domaridoDedando.a.casada.dormindo xvideopornomamador de buceta contos eróticoscache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133conto zoofilia novinha e os cachorros Minas Geraisconto de encesto filho 32 de pau quadrinhocoletanias maior pau do mundo pornoconto alisando a sobrinha pequenavi minha mãe gritar na vara do meu padrasto Eu gostei muitocontos eroticos safados de professoras madurasMuitasex .com gaby pornolmarisa chupando meu pau