Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

por uma vez fui toda mulher

Autor: alinegay
Categoria: Homossexual
Data: 14/01/2008 10:10:07
Nota 7.80
Assuntos: Homossexual, Gay

Era um dia cheio para mim... academia, shopping, cabeleireiro e se desse um bronzeado na beira da piscina no clube, por que na piscina do condomínio é desconfortável minhas vizinhas costumam olhar feio para mim, medo de que roube seus maridos. As vezes ficava no condomínio só para afrontá-las, nessa hora costumava por meu melhor biquíni. Minhas vergonhas eram pequenas dava para escondê-las bem, apenas aquele volume que todas as mulheres tem, ficava bem charmoso visto sob o biquíni.

Se com as mulheres as tratava com um certo desdém com os homens me deliciava vendo seu comportamento, assim que eu entrava no elevador ficavam mudos, respondiam aos meus bom dia com um bom dia curto, baixo, quase engasgado. Um amigo me contou que depois que eu saia o comentário era sobre minha bunda, sobre meu peito, se me pegassem iam me arregaçar de tanto foder “Hahaha!” Bem os homens são assim mesmo, é isso que eu adoro neles, em campos abertos são mais ousados acho que é por que se preciso podem correr “risos”.

Não estava tão exuberante quanto quando me visto pra noite, um vestidinho curto com estampa brancas no fundo verde, leve e esvoaçante, sapato e bolsa bege e maquiada para muito sol. Era assim que eu estava olhando para uma vitrina. Manequins vestidos de longos para noite nas três cores que adoro branco, preto e vermelho; hoje me sinto bem posso usá-los com decotes profundos pois meus seios estão volumosos.

___ Você ficaria linda nesse vestido, em qualquer um deles, escolha um eu pago.

Sem olhar para trás, apenas pelo reflexo do vidro da vitrina pude ver um homem alto moreno o sorriso era claro e aberto mas o olhar era de gavião, pelo visto escolheu a mim como presa. conclui que já estava presa não havia mais nada a fazer, mesmo assim reagi.

___ Não! Obrigada. Segui em busca de outra vitrina, se realmente quisesse me livrar dele teria indo embora e não pararia adiante em uma vitrina de sapatos.

___ Esse branco ficaria radiante com aquele vestido vermelho, compra os dois eu pago só para ter o prazer de te ver por um breve momento como Cinderela das minhas fantasias.

Toda cantada não é boa nem ruim o que conta na hora é a libido, se mexeu com você o ar se transforma a brisa não consegue apagar o fogo de sua face ruborizada, seu olhar de brilhantes e vivos se tornam opacos, buscando uma profundidade que a paisagem não tem, é como ficar no centro de um carrossel vendo tudo girar a sua volta tudo fica pequeno e você cresce em seu interior.

___ Não obrigado. Saio dali ainda resistindo a cantada, acrescento ao andar de uma modelo o gingado de uma passista de escola de samba nessa hora já não sei se estou provocando ou me oferecendo. Talvez seja só um jeito de amarrá-lo, se vou a algum lugar quero trazê-lo comigo.

Três passos acelerados e um pulo a tempo de entrar no mesmo vagão e se posicionar atrás de mim, parecia querer me proteger das enconchadas dos tarados urbanos. Às vezes sentia aquele pau roçar em mim, mas quando fazia sentia um calafrio a me percorrer a espinha, meu corpo ficava teso, o medo dos outros perceberem me desequilibrava a respiração só percebia que parara de respirar quando me faltava o ar. Esses sinais ele logo percebeu sentiu confiança e encostou de vez em mim deixou que eu sentisse sua rola crescer em volume e fosse ocupando espaço por entre minhas nádegas o meu vestido leve e a calcinha enterrada na bunda facilitava o contato, sentia seu pau latejar, fui relaxando... sua mão me pegou pela cintura e me puxou contra si,visto de fora era apenas um casal viajando de metro. A sutileza de seus movimentos sintonizados com o leve balançar do trem dava um ritmo gostoso as suas estocadas, enquanto eu flexionava sutilmente a bunda para traz sua mão me prendia pela cintura com a força necessária. Quando se é fêmea tem que de alguma forma sentir a macheza do parceiro e isso eu sentia no aperto de seu abraço, a sensação que tinha era que aquele pau tentava atravessar meu vestido e a calcinha, e se alojar fundo no meu rabo, isso me alucinava... todo tesão estava reprimido externamente mais por dentro explodia em desejo. O cheiro de sexo devia estar forte não sei como ninguém percebia "Oi gente olhem pra mim estou sendo fudida na frente de vocês!? Façam alguma coisa." Não sei se pensei ou disse a frase, tudo se confundia. Confiante na indiferença das pessoas arriscou a levar a mão sobre minhas coxas e vir subindo, acariciando...apalpando... assustada impedi que subisse mais, olhei para trás e reprimi com um gesto visual, imutável não pretendia deixar de abater sua caça "Eu".

Já tinha recebido um ar de censura de uma senhora sentada no banco que a tudo percebia. Entre a vergonha e o prazer optei pelo prazer olhei para a senhora em um tom desafiador e forcei a bunda para traz,fiz gesto com a boca como quem se deliciava com a guloseima, peguei sua mão e levei novamente as minhas coxas,sua mão era macia e quente,as vezes com a desculpa de arrumar meu vestido levava a mão para trás e roçava no se pau em um momento cheguei quase a punheta-lo,foi quando me beijou a nuca e começou a gozar sei porque seu pau começou a ter espasmo, sem querer gozei junto, minha calcinha ficou toda esporrada e meu vestido com uma mancha gosmenta da porra que atravessou sua calça.

Na calçada esperava meu namorado a quem cumprimentei com um beijo me enganchando em seus braços, e dei uma olhada para trás, pude vê-lo pela ultima vez o único homem que me achou toda mulher.

Comentários

12/07/2009 20:16:13
Muito bom mesmo!!! Parabéns!
21/07/2008 19:18:44
Adorei. Gostaria de estar no lugar dele.
13/04/2008 16:43:55
Um relato objetivo e muito claro, sexy e extremamente excitante, parabens. muito bom
27/02/2008 23:06:31
maravilhosooooooooooooo!!!!!!!!!! 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


boquete da minha prima no meio da lavourra de cafe pornovidio de puta lavano abuceta e tirano bora pra fora calcinha rendada minha mãe que me iniciouchinesa rabuda de cuecaquero ver loiras e morenas d********* bem gostoso e arrombando o c* bem arrombado mostrando bem arregalado o c****** e de fio dental bem gostoso preto vermelho branco azulfamilia favela pinto de borrachacontos de mulheres defecando em seus parceirosseduzida por um estranho contos pornovidio porno das dimenores fasendo sexo da buceta apertadinhamae dis que filho rasgo a vuseta delaconto sou crente casada carente provocando os pedreirotransas em araruamamulher e obrigada a ser penetrada por gancho pornodoidoContos eróticos gay comi meu tioPadre não é homem conto eróticosconto eroticos lésbico putinha vadia vagabunda piranha fuder tapa na cara buceta xoxotafudendo a irma no sofá depois de chantagealaFazendo Cunhado Chupa a força Gay❤casada santinho e seu corninhosexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaorapaz pula fora quando senti que o negao ia empurrar tudoporno de coroucom novinhasvideos porno fodendo mae emprensadavideo pornotio acomda sobrinha co rola detro da bucetinhaPenis flacido castrar contosxvidio confusão em família pai gosou dentro da bucetacontos eroticos de santinhasirmao.ingravidando.irma.metendi.na.buseta.sem.camlsinhacontos chantagiei a enteada e tirei seu cabasocontos eroticos de moreno perigosoEm Família: Parte 1 Autor Sr G casadoscontosso vidio maquinasexiconto papai nao rejeita sua filha tesudaconto erotico de urso motoqueiro aregaçando o novinho saradinhosexoalvesbrotheragem capitulo 5video porno casada nao estava mas sim.segurado pra chupa o mau do amigosou sexo com travesti 2 metrosapaixonado pelo hetero cap 4sexo os homems enfiam a pingola deles dentro da mulher e vai soca soca e vai socando video que da pra abrielementarians casa dos contos eroticosContos. Desde pequena ja pegava no pau do meu tio..dando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãoporno familia jurássicavideo porno cavalgada forte so loiras em cacete de 30cmCumeno madura no quintau isso papai soca fundoXvideo vou contar como acabei transando com uma irma da minha igreja elaera casadahomens roludos e picudos nu de rondoniacontos eróticos com esposa pedindo pra apanhar e mijar nelacontos de cornos revista private 2017esposa caladinha com estocadasloira esposa enquanto marido dorme ela fica engatada no dog gigante e goza de dor contos eroticosContos eroticos entre padre e noviçacontos eroticos o carroceiro e as enteadasxvideos zoofilia cavalo e cachorro virado em ticotransendo cominha conhada dospeitaosou casada e fui bolinada gosteimulher e obrigada a ser penetrada por gancho pornodoidomulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosamulher evangélica sendo comida a força por 2negros super bem dotadobuçetacasadafui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadormulheres gostosas fazendo garganta profunda com penis muito grandes e enfindo todo na sua guela e ele vai e gozaMeu padrasto bella&alexsexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentrofui encoxada neste carnaval 2017 contosendo lascada por maquina do caralhisporno estupro larissa piru grande de mais a mulher morrevídeo pornô daquela mulher que anda com vestido bem curtinhoconto erótico não mexa nas calcinhas da mamãe part5contos eroticos gay enrustido