Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Oh serão bom!!!!

Autor: gatoxupador
Categoria: Homossexual
Data: 25/01/2008 16:31:46
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay

Tenho 19 anos e sou auxiliar administrativo numa empresa de combustíveis.

Os meus colegas acham-me, um pouco efeminado, e às vezes sentem-se embaraçados comigo, mas a verdade, é que,gosto mesmo de me sentir mulher e uso roupas interiores femininas. Gosto de ser assim.

Homens morenos, peludos e de bigode, simplesmente, deixam-me louco. Num dia chuvoso e arrefecido do mês de Janeiro;A empresa onde eu trabalho, fechara para balanço, e como tinha havido uns contratempos informáticos, tive de ficar até mais tarde, para terminar o meu trabalho.

Os outros meus dois colegas, tinham saído às oito, pois o trabalho deles tinha ficara concluído; assim, permaneci sozinho a trabalhar no edifício. Meia hora depois apercebi-me da presença de alguém no gabinete; olhei e vi que era o segurança do edifício, que fazia a sua ronda noturna. « Afinal não estou sozinho, até estou muito bem acompanhado» pensei. Mas que segurança, meu Deus! Um homem soberbo! Devia ter um metro e oitenta de altura, era moreno, entroncado e aparentava ter uns 40 anos. Fiquei louco, e perdi logo a concentração no que estava a fazer. Dirigiu-se a mim, e com um ar cumpridor, mas bem disposto, meteu conversa:

-Boa noite! – Cumprimentou.

-Boa noite! – Retorqui reparando no seu farto bigode.

-Então, hoje temos serão?

-É verdade! Estou farto disto. – Queixei-me.

-Também eu, e ainda agora cheguei! – Exclamou.

Olhei mais demoradamente para ele e pude notar que era peludo, pois usava a camisa aberta, revelando um peito moreno e coberto de pêlos. Era mesmo bom! Olhei também para o volume que ele tinha na zona da berguilha e fiquei a imaginar o que faria com aquele pau ao meu dispor.

Não sei, se foi por ele se ter apercebido dos meus olhares ou não, o que eu sei, é que a conversa dele, foi «ter» ao sexo.

- Há 3 noites que não fodo, Já viste? – Murmurou.

-Que chato! – Respondi, a imagina-lo sozinho na sua cama.- Desconfio que a minha mulher me anda a meter os cornos, sabes? – Resmungou.

-Então, porquê? – Pesquisei com curiosidade. A conversa estava a agradar-me.

- Sempre que venho para o turno da noite, a vagaba fica esquisita; não quer foder. Diz que anda cansada. Mas sabes, o que é mais caricato, no meio disto tudo? – Indagou

- Não! O que é? – Inquiri curioso

-Acho que ela me anda a meter os cornos, com o meu colega, aquele que eu venho render à noite, antes de entrar.

-Ah! O Porco! – Acelerei. Estava louco de desejo e ele não parava de me excitar. Dirigi-me à máquina de café e comecei o moer os grãos, para ver se me afastava daqueles pensamentos obscenos.

-Queres um café? – Perguntei

- Sim. Por favor! – Assentiu com agrado. Acho que ele não estava habituado a estes privilégios. Servi-lhe o café, mas desastrosamente, deixei derramar um pouco do copo, por cima das suas calças.

- Foda-se! Já me sujas-te a farda! – Bradou zangado

- Desculpa. – pedi eu - Mas espera! Tenho aqui um «tira-nódoas» – exclamei solícito.

Inesperadamente, começou a desapertar o cinto e tirou as calças, ficando em slips, mesmo ali à minha frente!

- Assim limpam-se melhor! – Justificou a rir, deixando-me mais aliviado, pois tinha ficado com a impressão que o tinha aborrecido com o meu acto desastrado.

Dei-lhe o «tira-nódoas» para a mão e, enquanto ele se entretinha a limpar a nódoa, eu detive-me a observar o seu magnífico enchumaço sob os as cuecas brancas e justas - Que vara que ele tinha! Era peludo, tinha a pele muito bronzeada e ostentava umas pernas grossas. Já não sabia o que fazer. Sentia-me com tanta tesão, que só tive vontade de me atirar a ele.

-Agrado-te? – Perguntou repentinamente, olhando para mim.

- Sim. Muito! – Redargui sem pensar.

- Então, do que estás à espera? Podes brincar com ele! – Disse com um sorriso maroto sob aquele magnifico bigode.

Caminhei até ele. Agachei-me à sua frente e baixei-lhe a cueca branca; à minha frente oscilava um longo e avantajado caralho! Devia medir uns vinte centímetros, era grosso e cabeçudo. Agarrei-o suavemente; massajei-o devagar, beijei-lhe os colhões e depois meti-o na boca. Hum, Era bom demais!

O segurança, deleitado com a minha mamada, segurava-se (com ambas as mãos) à minha cabeça e puxava-me de encontro ao seu corpo. A minha boca gulosa estava completamente ao dispor daquele mastro duro e grosso.

Nunca tinha experimentado nada assim. Agarrei-lhe as nádegas com a ponta dos meus dedos e chupei-o ainda com mais força. O meu prazer não tinha limites e ele também estava a adorar, tal não eram os gemidos que ele soltava.

Ainda eu mamava naquele mastro sem fim, quando o ouvi rogar para eu parar um pouco. Na altura não percebi, mas depois soube que ele queria apalpar-me o cu, ao que eu acedi. Baixei as minhas calças e ofereci-lhe o meu cuzinho redondo e branquinho, que o deixou inquieto.

Senti os seus dedos grossos a penetrarem-me e voltei a ficar louco de prazer. Dobrei-me e ataquei-lhe o cacete com a língua, até ele me puxar com ambas as mãos, fazendo com que eu me virasse, ficando de costas para ele. - Queria enrabar-me!

-Tem calma! Vais ver, que vais adorar! – Disse com a sua voz grave, mas confortável.

Passou um gel frio pelo meu buraquinho, que me fez arrepiar. Depois, senti o seu mastro a invadir-me.

Ui, Que prazer!! De início magoo-me, mas depois, essa sensação penosa, deu lugar a um prazer imenso.

Fornicou-me o buraco do cu, como se eu fosse uma mulher; e naquele momento era! Sentia-me a mulher dele, e ao pensar nisso senti uma tesão que não consigo descrever por meio de palavras. Que enrabadela!

Ele gemia e estava quase no auge; agora, eu sentia-me uma puta, completamente submissa aos desejos e descaminhos sexuais daquele matulão, que era soberbo demais!

Por fim, veio-se! Gritou que nem um louco e eu senti o seu esperma fluir pelo meu ânus acima, quente e delirante. Sacudiu-me várias vezes e eu ainda lhe agarrei os braços. Sentia-me completamente submisso. Se ele me quisesse mijar para cima, eu acho que deixava. Tinha sido um delírio de noite!

Desde aí, já rolou outros seguranças e nao so o meu segurança... o do predio onde moro, o da faculdade, mas aquele segurança, não tem rival. Sempre que está de serviço no turno da noite, eu peço sempre para ficar a fazer serão.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novinha du grelao biteloFoto de pika pulhetando Incesto- Irmão brutamontes se apaixona loucamente pelo irmãozinho gay casadoscontospassando a mao na ninfetinha godtosa sem defesa pornoolhando a vizinha gostosa de shortinho depois pula o muro e mete a piroca na vizinhaVer garotos com 16 cm de picacontos eróticos curtosde gay dando o cu pro cachorrãovarias mulheres nuas no meio da grama mexendo na buçetaa cadela aguenta meu pau todinho zoofiliaNoca vi pau grosso filio vei mifuder na sala estoriaponodoido pasado um tempo com minha primascontos dormindo com meu padrasto picudomarido embebeda a esposaxv homens encoxando em mulheres 2017assitir vidio de porno os mecanicos me arrobaramEncoxada no transporte público contos eróticobucetaô. jgmvideo sexo de perveção com minha mãecontos eroticos com nerd tristonhocontos a Loba tarada no analprimo safado puto dotado gozando na boca contos 2017pornô brasileiro fui convidado para ir para casa da amiga minha na fazenda ela tava de babydollvideo de mulher tirando a o sutian ea calsinha ficando subinuaporno de joelvemsquirt alucinador pornrelato lambuzei o corno e a putaMenina adora a porra do irmozinho contoseroticoscontos de sexo com minha tia vaiiii tiaaacontos eróticos garotinhoxvideos com pomba gira brasileiros encorporadasso as piriguetonas gostosa xhamsterCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro autor eduardocrente contocorno chamou negao pra fuder mais nao gostou de ver a mulher adorandoconto erotico o cuzinho da noviçaXvidio enfindo.o pegostosas não aguento melo pau de merdamulher toma susto com rola bucetas molouporno doido chochotinashome filma mulhe no oinibome abandona grandona da n***** moreninha virgem recebendo na bunda e sangrandocontos de travesti depiladoraContos eróticos de sogro e noracontos de boquete bom de primos e primas novinhosContos eroticos de casada puta dos vizinho roludo corno duplacontos eroticos fudendo com a síndica do prédiocontos gay afeminadosRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamentevidio mulher casada com roupa fodendo enfrente o marido ate escorrer porrsate quanto centimetros poso colocar no meu cuCONTOSPORNO.insetos.nenémeu sento no seu pau voce mim abraca e mim beija gostoso pornocomo e a sensaçao de fazersexso pela primeira vezblogs velho seboso pauzudomulher esculhanbando is outros no comentario do nariz thifanyesposa fica apavorada com pau de 30 centimetro do negaoconto gay apaixonado por um traficantesou puta e cadela do meu cachorro e corno adoraxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixoCONTO EROTICO FILHO CARALHUDO ARROMBA MAE TODA NÕITEsexo com maria mulambo fodaContos eroticos poderoso negaocâmeras escondidas que estragaram Anitta dando a bucetapeões de obras para Dudu f****** v******* contos eróticos gaysconto erotico briocoincesto com meu vô contosnegao pasado opau na bumda da kasadaabusada cruelmente por um negro roludo pornozdorovsreda.ru