Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Oh serão bom!!!!

Autor: gatoxupador
Categoria: Homossexual
Data: 25/01/2008 16:31:46
Nota 10.00
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (0) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Tenho 19 anos e sou auxiliar administrativo numa empresa de combustíveis.

Os meus colegas acham-me, um pouco efeminado, e às vezes sentem-se embaraçados comigo, mas a verdade, é que,gosto mesmo de me sentir mulher e uso roupas interiores femininas. Gosto de ser assim.

Homens morenos, peludos e de bigode, simplesmente, deixam-me louco. Num dia chuvoso e arrefecido do mês de Janeiro;A empresa onde eu trabalho, fechara para balanço, e como tinha havido uns contratempos informáticos, tive de ficar até mais tarde, para terminar o meu trabalho.

Os outros meus dois colegas, tinham saído às oito, pois o trabalho deles tinha ficara concluído; assim, permaneci sozinho a trabalhar no edifício. Meia hora depois apercebi-me da presença de alguém no gabinete; olhei e vi que era o segurança do edifício, que fazia a sua ronda noturna. « Afinal não estou sozinho, até estou muito bem acompanhado» pensei. Mas que segurança, meu Deus! Um homem soberbo! Devia ter um metro e oitenta de altura, era moreno, entroncado e aparentava ter uns 40 anos. Fiquei louco, e perdi logo a concentração no que estava a fazer. Dirigiu-se a mim, e com um ar cumpridor, mas bem disposto, meteu conversa:

-Boa noite! – Cumprimentou.

-Boa noite! – Retorqui reparando no seu farto bigode.

-Então, hoje temos serão?

-É verdade! Estou farto disto. – Queixei-me.

-Também eu, e ainda agora cheguei! – Exclamou.

Olhei mais demoradamente para ele e pude notar que era peludo, pois usava a camisa aberta, revelando um peito moreno e coberto de pêlos. Era mesmo bom! Olhei também para o volume que ele tinha na zona da berguilha e fiquei a imaginar o que faria com aquele pau ao meu dispor.

Não sei, se foi por ele se ter apercebido dos meus olhares ou não, o que eu sei, é que a conversa dele, foi «ter» ao sexo.

- Há 3 noites que não fodo, Já viste? – Murmurou.

-Que chato! – Respondi, a imagina-lo sozinho na sua cama.- Desconfio que a minha mulher me anda a meter os cornos, sabes? – Resmungou.

-Então, porquê? – Pesquisei com curiosidade. A conversa estava a agradar-me.

- Sempre que venho para o turno da noite, a vagaba fica esquisita; não quer foder. Diz que anda cansada. Mas sabes, o que é mais caricato, no meio disto tudo? – Indagou

- Não! O que é? – Inquiri curioso

-Acho que ela me anda a meter os cornos, com o meu colega, aquele que eu venho render à noite, antes de entrar.

-Ah! O Porco! – Acelerei. Estava louco de desejo e ele não parava de me excitar. Dirigi-me à máquina de café e comecei o moer os grãos, para ver se me afastava daqueles pensamentos obscenos.

-Queres um café? – Perguntei

- Sim. Por favor! – Assentiu com agrado. Acho que ele não estava habituado a estes privilégios. Servi-lhe o café, mas desastrosamente, deixei derramar um pouco do copo, por cima das suas calças.

- Foda-se! Já me sujas-te a farda! – Bradou zangado

- Desculpa. – pedi eu - Mas espera! Tenho aqui um «tira-nódoas» – exclamei solícito.

Inesperadamente, começou a desapertar o cinto e tirou as calças, ficando em slips, mesmo ali à minha frente!

- Assim limpam-se melhor! – Justificou a rir, deixando-me mais aliviado, pois tinha ficado com a impressão que o tinha aborrecido com o meu acto desastrado.

Dei-lhe o «tira-nódoas» para a mão e, enquanto ele se entretinha a limpar a nódoa, eu detive-me a observar o seu magnífico enchumaço sob os as cuecas brancas e justas - Que vara que ele tinha! Era peludo, tinha a pele muito bronzeada e ostentava umas pernas grossas. Já não sabia o que fazer. Sentia-me com tanta tesão, que só tive vontade de me atirar a ele.

-Agrado-te? – Perguntou repentinamente, olhando para mim.

- Sim. Muito! – Redargui sem pensar.

- Então, do que estás à espera? Podes brincar com ele! – Disse com um sorriso maroto sob aquele magnifico bigode.

Caminhei até ele. Agachei-me à sua frente e baixei-lhe a cueca branca; à minha frente oscilava um longo e avantajado caralho! Devia medir uns vinte centímetros, era grosso e cabeçudo. Agarrei-o suavemente; massajei-o devagar, beijei-lhe os colhões e depois meti-o na boca. Hum, Era bom demais!

O segurança, deleitado com a minha mamada, segurava-se (com ambas as mãos) à minha cabeça e puxava-me de encontro ao seu corpo. A minha boca gulosa estava completamente ao dispor daquele mastro duro e grosso.

Nunca tinha experimentado nada assim. Agarrei-lhe as nádegas com a ponta dos meus dedos e chupei-o ainda com mais força. O meu prazer não tinha limites e ele também estava a adorar, tal não eram os gemidos que ele soltava.

Ainda eu mamava naquele mastro sem fim, quando o ouvi rogar para eu parar um pouco. Na altura não percebi, mas depois soube que ele queria apalpar-me o cu, ao que eu acedi. Baixei as minhas calças e ofereci-lhe o meu cuzinho redondo e branquinho, que o deixou inquieto.

Senti os seus dedos grossos a penetrarem-me e voltei a ficar louco de prazer. Dobrei-me e ataquei-lhe o cacete com a língua, até ele me puxar com ambas as mãos, fazendo com que eu me virasse, ficando de costas para ele. - Queria enrabar-me!

-Tem calma! Vais ver, que vais adorar! – Disse com a sua voz grave, mas confortável.

Passou um gel frio pelo meu buraquinho, que me fez arrepiar. Depois, senti o seu mastro a invadir-me.

Ui, Que prazer!! De início magoo-me, mas depois, essa sensação penosa, deu lugar a um prazer imenso.

Fornicou-me o buraco do cu, como se eu fosse uma mulher; e naquele momento era! Sentia-me a mulher dele, e ao pensar nisso senti uma tesão que não consigo descrever por meio de palavras. Que enrabadela!

Ele gemia e estava quase no auge; agora, eu sentia-me uma puta, completamente submissa aos desejos e descaminhos sexuais daquele matulão, que era soberbo demais!

Por fim, veio-se! Gritou que nem um louco e eu senti o seu esperma fluir pelo meu ânus acima, quente e delirante. Sacudiu-me várias vezes e eu ainda lhe agarrei os braços. Sentia-me completamente submisso. Se ele me quisesse mijar para cima, eu acho que deixava. Tinha sido um delírio de noite!

Desde aí, já rolou outros seguranças e nao so o meu segurança... o do predio onde moro, o da faculdade, mas aquele segurança, não tem rival. Sempre que está de serviço no turno da noite, eu peço sempre para ficar a fazer serão.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos primeiro menage rolou ate dpvídeo de sexo amador caseiro você quer me comer você quer meter é devagar meu com calma é assim não aqui mede a gente ser pinto grandeContos erotico iseto tia e subrinhopalavroespornobrasileirasporno com homem com baita tigãovedios sexo na cozinha novos conhadas pau grandes novosconto erótico meu pai abuso de mim quando eu tinha cincoanosContos de cornogta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetagata nua aberta na cama bom das macia arrepiada cuzinhos duro meladoso mostrei a bunda pro meu cunhado e ele gozouconto erotico a irmandade da anacondaxvideos incesto tia provoca garoto de. roupa transparente simplesmente nua por baixocontos de sexo raspei minha bucetatirando o cebinho da cetinha com a linguamuleke come buceta na cachoeira sem camisinha na mataContos eroticos de mulheres com grelo grandes gratispeladacamisinhamulher pega manteiga e passa na bunda e no cu inteirinhoadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetachantagiei a freira contoconto erótico meu pai abuso de mim quando eu tinha cincoanosnovinha com pouco pentelho contosbucetao contosContos erroticos de empragada chinezacontos eroticos vovômulheres bostas scatnovinha aser estuprada com padrasto aser desvirginada enquanto dormepai cheira a cueca do filho com gozoConto/patroa e empregada na cama amandovideo mae destraida arrumando a casa e filho bulinando querendo fude videoContos eróticos de incesto com fotos de mulheres peluda e comadresfilha fica brava ao levar gosada dentrocontos porque virei crossdressingcontos eróticos fudendo Edileuza a mulher do amigobebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticoseu juro que meu sogro me fudeuO Certinho e o Desleixado (Capítulo 3) casa dos contoschupano pau groso na marraxvidio.comVisinhas taradas ousadas rekatos eriticos recentesele a enrabala e ela a cagar.se pornocontos eróticos amiga novinhaconto eróticopai colocar velho pra chupá buceta da filhaContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhominha tia lig pra minha e pede pra mim dormi na sua casa eu comi sua bocetaconto erotico minha filha se acidendo eu tive da banha nelaxvídéo homem agarrar a mulher com outro homem e pegar o cu delecom bumbum mais bate com bumbum mais burro tem as loira morena branquinha e a ruiva a loira morena branquinha e a ruiva bate com a bunda pula pulavidioporno coroa branca buceta bem arbetacontos eroticos de mullheres que aman barbeariamãe e filha fudendo com travesti de calcinhamulher f sexo escanxada no palconto erotico estuprei minha esposa obriga nossa empregada a fazer sexo comigoContos eróticos de incesto mamae gulosa mamando no pauzaos dos seus filhos e de mais cinco negao em um gang bangContos eroticos.Sou casada provoquei um velho cacetudoporno negao crava tudo de bruso ela gritaperdeno as prega saino bosta caseirobigbundagayguri ñ aguentou pau grande, contoscomi a minha prima de onze anoscontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramcontos eroticos cheia de pentelhos horriveisfilho socando a piroca na mae idosaduas lebiaca se beijando devangarnovinhas esfregando buceta na sela do cavalo videos de porno doidocontos de sexo as novinhas e os padrinhos picudos com jumentoscoxas descoloridas fazendo sexomulhre pelada rezei ponofui enrabada/contoscasos de zoofilianegro favelado em zdfiume porno antigo do tasaõquero ver vídeo de sexo com mulher transando com outras mulheres usando aquelas picas de borracha de elástico sem garfo e comcontos de sexo depilada na praiaxvidio mulher casada para na rua fica vendo medingo do pau muito grande fazendo xixi