Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

O Pai do meu Namorado 2

Autor: Nice
Categoria: Heterossexual
Data: 12/02/2008 07:42:25
Nota 8.91
Assuntos: Heterossexual

O Pai do meu namorado 2

Oi, meu nome é Elenice, sou uma morena de 1.65 de altura, 56 kg, olhos castanhos, cabelos castanhos, corpo bem definido e bem malhado, bumbum e seios médios, e bem bronzeada, pois adoro um sol, hoje tenho 25 anos, casada com o Rogério que é muito legal, nos damos muito bem, principalmente na cama. Sigo contando o aconteceu quando eu tinha 14 anos. Os dias se passaram eu encontrava com o Fred, e minha ânsia pela aula particular aumentava. Três dias depois me preparei para a aula, deste cedo comecei a me arrumar, escolhi um vestido preto de malha bem justinho, tipo tomara que caia, pus uma calcinha bem cavadinha e bem pequena, uma sandália de amarrar, e voltei a casa do meu professor. Chegando lá o sr. Antonio me recebeu, e disse que o Fred foi fazer um trabalho para ele e que só voltaria a noite.

Minhas pernas tremiam, meu coração palpitava fora do ritmo, sentia um frio na barriga, estava eu ali tentando imaginar como seria essa aula. O sr. Antonio parecia alheio a tudo o que tinha acontecido, mandou eu entrar, e depois que fechou a porta, me abraçou por trás, como da outra veza minha lindinha está maravilhosacomo vai a minha lindinha?estou bem. Disse tremula, e entregue.

O sr. Antonio me apertava e já sentia aquele volume na minha bundinha,, ele virou meu rosto para trás e me beijou, enquanto suas mão exploravam meu corpo, depois ele me virou de frente para ele e me beijou com mais força, me apertando mais, eu correspondia, entregue e soltando gemidos abafados pela sua bocaa lindinha quer repetir a “ultima aula”?quero, quero muitoentão diga o que você é, e o que veio fazer aqui?

O sr. Antonio apertava minha bundinha, fazendo com que eu ficasse colada naquele volume todo.

Fiquei sem saber o que falar, e vendo a minha reação, ele insistiufale lindinha.

Lembrei do que ele me chamava, e meio sem graça falei baixinhosou sua putinha, vim para repetir a ultima aulanão é assim que fala, fala o que você quer dizer, vamos. Ele falou me soltando e se afastando um passo de mim, mas me segurando pelas mãos.

Fiquei vermelha, sabia o que ele queria que eu falasse, estava com vergonha, pois estava sendo humilhada por aquele velho. Respirei fundo, para criar coragem e faleisou sua putinha, e vim dar para o srisso putinha, quer foder comigo?quero!hoje você vai dar um show para mim sua vadia, ponha a língua para fora como uma puta, e comece a rebolar e passar as mãos pelo seu corpo.

Aquilo era humilhante, mas eu obedeci suas ordens, mexia com a língua, rebolava, passando as mãos nas minhas coxas, meus seios, minha bucetinha, que umedeceu na hora. Meu vestido por ser de malha e bem justo, subia, e já mostrava a ponta da calcinhaabra mais as pernas, e passe a mão nessa buceta, sua vadia, e não feche os olhos, olhe para o seu macho, disse me dando um tapa no rosto, lagrimas desciam pelo meu rosto tamanha a dor que sentinão chore puta, pois sei que gosta de apanhar, fale pra mim, que você gosta sua piranha.

Em meio a lagrimas eu disse:gosto que me bata,seu velho cretino.

Aquilo estimulou mais ainda aquele tarado, que mandava eu rebolar como uma vadia, e eu fazia tudo que ele mandava, e me sentia uma puta, e ele me bateu mais, e eu estava adorando aquilomostre para os eu macho, esses peitos vagabunda, e continue a rebolar.

Eu puxei meu vestido expondo meus seios, passando as mãos neles,e aquilo estava me excitando muito, e senti que estava gozandoa gora a putinha vai levantar o vestido, me mostrar essa calcinha, e continuar se acariciando, e vai virando, me mostre essa bundinha.

Eu gemia, e obedecia. A visão daquela pequena calcinha toda enfiada na minha bundinha deixou aquele velho mais tarado ainda, e me mandou puxar mais a calcinha para cima, separando minha bucetinha, me rasgando, e levantar as mãos e girar, dançando. Obedeci.

O velho estava masturbando aquele pinto enorme. E eu hipnotizada continuava satisfazendo as vontades do meu machovocê quer chupar esse pinto, cadelasim! respondi sem pensar duas vezesentão venha, putinha!

Ajoelhei-me diante daquele macho, e comecei a chupar aquele pintão, beijava, lambia, já não tinha dificuldades, e me mostrava como ele mesmo disse uma chupadora. Ele forçava minha cabeça, fazendo-me engasgar, e me teu outro tapa no rosto quando eu fechei os olhosolhe para mim cadela, olhe enquanto chupa seu macho, olhe, e imagine sua mãezinha vendo a putinha que tem em casa, chupando o pinto do seu professor.

Ele me humilhava, aquilo era demais, tentei tirar a boca daquele pinto e xingá-lo, mas tomei outro tapa, essa com mais força ainda, e ele forçou mais minha cabeçaachou ruim, cadela, chupadora de rola, essa vocação que você tem de chupadora só pode ser hereditária, e não reclame porque eu ainda vou ver a puta da sua mãe chupando esse pinto, com muito tesão, como você esta fazendo agora. Hahahahahahahaha

Ele ria, e fodia minha boca, e eu gozava sendo submissa a ele e ouvindo aquilo tudo.

De repente ele me puxou pelo cabelo, me levantando, e mandou eu ir até a mesa, me inclinar, continuar rebolando, e pedir para ser fodida.

Como uma cadelinha, eu fuime fode meu macho, fode a sua putinha, fode a sua cadela, vem delicia.

Ele veio, me deu alguns tapas na bunda, mandou me inclinar mais, e foi encostando aquela delicia em mim, arredou minha calcinha para o lado, e tirando meu vestido por cimaaiiiii, delicia mete, mete que eu não agüento mais, fode, fodea putinha vai ganhar o que merece.

Disse aquele velho, já metendo sem dó, na minha bucetinha, que já estava toda molhadaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Gritei quando aquele pinto entrou de uma só vezgeme vadia, geme e não pare de rebolar, dizia ele socando com força e puxando meu cabelo. Ta gostando cadela?aiii, tá bom demais.

Gozei naquele pinto, e estava sentindo mais mole ainda, de tanto gozar, quando ele largou meu cabelos, enfiou dois dedos de cada mão na minha boca, puxando pela boca, socando ainda mais forte, e mandando eu passar a língua, de vez em quando tirava uma mão e batia no meu rosto que já estava vermelho de tanto apanhar, e eu alucinada rebolava cada vez mais, e gemia com boca aberta e aqueles dedos dentro dela. Foi quando aquele velho tarado mandou eu segurar minhas nádegas e abrir minha bunda, pois ele queria ver meu cuzinho.

Assustei, e com a boca aberta tentei argumentar.

Tomei outro tapa no rosto, forte. Não tinha jeito, obedeciisso cadela, você esta aqui para me obedecer, sem pensar em falar nada, entendeu?

Balancei a cabeça afirmativamente, pois não conseguia falar. E ele socava com força. Abri a minha bundinha, ele tirou uma mão da minha boca e mandou eu molhar bem um dedo. Já imaginava o que estava por vir, mas obedeciagora quero sentir esse cuzinho delicioso.lnão me machuque, por favorjá lhe disse que não lhe machucarei, minha putinha. Disse isso enfiando o dedo no meu cuzinhorelaxa, vamos, você vai gostar. Aquele dedo quando entrou me fez ver estrelas, mas segurei o grito, mordendo meus lábios.

Aquela situação, era humilhante, eu inclinada sobre a mesa, abrindo minha bunda, e sendo fodida com força, por um velho que tinha idade para ser meu pai. Ele brincava com meu cuzinho, depois tirou o dedo e mandou eu chupar de novosinta o gostinho desse cuzinho delicioso sua puta. Eu chupava, a principio com nojo, mas depois, estava era adorando. Ele enfiou de novo e dessa vez foram dois dedos, estava preparando para foder meu cuzinho. E eu rebolava, e adorava aquela situação, gozei mais e mais, e ele percebendo, disse:sabe o que eu vou fazer agora?

Mesmo sabendo respondi que nãovou comer esse cuzinhopor favor, não faça isso, esse pinto é muito grande e grosso, vai me machucar, não faça issovocê ainda vai pedir mais, sua cadela. Disse isso, saindo de dentro de mim, tirando minha calcinha, virando-me e beijando-me. Eu estava ate suspensa por aquele braços, enlaçada no seu pescoço, recebendo aquela língua deliciosa, e mandando eu ficar de quatro no tapete.

Fui, como a cadelinha obediente, e me preparei, ele veio cuspiu no meu cuzinho, lambeu, deixando ele bem molhadinho, mandou por a cabeça no tapete para ficar bem com a bunda bem empinada, e começou passando aquela vara no meu cuzinho, quando começou a forçar, disse que iria doer um pouquinho, mas que depois eu iria adorar. Quando aquilo foi entrando, senti o meu cuzinho se abrir, foi uma dor terrível, aquele pinto invadindo meu cuzinho, comecei a gritar e pedir para ele parar. Ele parava de forçar, esperava um pouco, e quando eu acostumava ele forçava mais, quando entrou uma parte eu me senti arrombadaaiiiiiiii, filho da puta, tira isso, tira, tira pelo amor de Deus, tira.

E entre os meus gritos, para meu desespero ele me segurou pela cintura e socou de uma só vez, enfiando tudo. E ficou quieto.

Não consegui segurar o grito de dor, e o choro, por ter o meu cuzinho rasgado daquela forma, lagrimas desciam e eu estava meio desfalecida diante de tanta dor. O professor estava quieto, não se mexia, os soluços foram parando, e eu supliquei a eletira por favor, eu não agüento isso, eu faço o que o senhor quiser, mas tira, por favorputa querendo ou não você vai fazer o que eu quiser, seu cu, já engoliu toda a vara, cadela, a dor já vai passar, agora comece a rebolar que o tesão já vem. E bateu na minha bundinharebola puta. Gritou ele comigo. Eu assustada comecei a mexer a bundinha, e ele bateu de novo. Eu rebolava, e ele parado, ria, e me chamava de todos os nomesque cuzinho apertadinho, e delicioso a minha putinha tem, mexe mais cadela, eu rebolava, e de fato a dor foi passando. Quando percebeu que eu já não reclamava, ele começou a mexer, primeiro em movimentos circulares, e depois indo e voltando devagarzinho, eu comecei a gostar daquilo, e ele foi aumentando a forçadelicia de cumexe cadela.

Eu mexia e ele também forçava com força socando meu cuzinho, que já não doía, e eu já gemia de tesãoaiii, delicia, ta ficando gostoso demaisesta gostando de tomar no cu cadela?tô, está bom demaisentão pedi safada, pede para eu foder esse cu!fode, seu velho tarado, fode esse cu com força, fode o cu da sua cadela!

Ele ria, socava e batia na minha bunda. Pegou-me de novo pelo cabelo e fazia como se estivesse cavalgando numa égua, batendo na minha bunda, no meu rosto. Aquilo estava uma delicia, eu sentia que estava gozando pelo cuzinho, que latejava de tanto tesão. Meu gozo escorria pelas minhas pernasmete delicia, mete com força na sua puta. Eu pediaisso vadia pede, fale que esta gostando de tomar no cuestou adorando tomar no cu seu cretino, mete seu velho tarado.

Ele aumentou os movimentos e antes de gozar, mandou eu ajoelhar e chupar seu pinto, falando que queria gozar na minha cara de puta, eu ajoelhei, ele tirou aquilo tudo do meu cuzinho de uma só vez, deixando uma sensação de estar oco, e enfiou na minha boca. Que nojo, aquele cheiro e gosto de sangue com fezes, mas ele fodia a minha boca, gritando e urrando.

De repente ele inundou minha boca com aquela porra, eu tirei da boca para não engasgar com tanta porra e levei vários jatos no rosto, ele esfregou o pinto no meu rosto, espalhando a porra, depois enfiou de novo na minha bocalimpe ele todo puta!aii, puta safada, você é gostosa demais.

Eu estava toda melada, foi quando ele me puxou pelo cabelo, e me levou para um canto da sala, onde tinha um grande espelho, me pôs de frente para o espelho e me mostrou minha cara toda meladaolha a cara da vadia, cheia de porra, olha! Gritou ele comigo.

Ele se encostou em mim, e ainda segurando meu cabelo, mandou eu olhar o espelho e dizer o que estava vendofale o que você vê!a puta com a cara toda melada, disseo que mais!a cadela!

Ele batia no meu rosto, e riaagora abra a boca, mostre essa boca toda esporrada, vadia, e rebole, rebole vadia e fale o que você é para você no espelho!

Eu fazia tudo que ele pedia, e se diverdia com aquilo tudo!

Depois tomamos um banho, e antes do Fred chegar, saímos e fomos ao shopping, mas o professor não deixou eu colocar a calcinhaa putinha vai passear sem calcinha, vou guardá-la para lembrar sempre a puta deliciosa que você é!me dá a minha calcinha, eu não sei andar sem calcinha!sempre tem uma primeira vez, e essa é apenas a primeira de muitas, sua vadia!mas o vestido é colado podem perceber!mas você vai adorar se exibir par os outros, puta safada.

Saímos e ele fez questão de me exibir, mas essa historia fica par depois.

Beijos para todos!

Comentários

27/11/2009 21:40:59
Você é uma completa puta mesmo hein bom, como você mesmo disse, você tinha 14 anos e estava sendo abusada e humilhada por um velho tarado... por que não denunciou esse filho da puta???
24/10/2009 14:27:50
É nojento a parte do sexo anal e depois chupar. E tbm muita humilhação da para perder o tesão.
21/10/2009 23:06:27
Só não gosto da parte de vc chupar depois de ter metido no cuzinho... mas fiquei maluco com o conto... muito bom!
29/10/2008 22:32:28
nossa que historia aluçinante vc escreve mais me add no seu msn p/ conversarmos mais nunca li um texto com uma carga tão dramatica, e que ao msm tempo me excitou tanto meu email [email protected]
05/06/2008 11:35:43
Parabéns, nota dez, de novo.
18/02/2008 10:24:07
sempre leio contos que a mulher adora apanhar,mais nunca tive o prazer de conhecer uma,gostei do seu conto,muito bom.
13/02/2008 07:35:52
Gostei mt 10
12/02/2008 18:27:01
Legal, bem escrito. Gostei, só achei o conto meio longo.
12/02/2008 07:26:26
Não é nossa praia esse lance de humilhar o parceiro mas ao menos o conto é bem escrito...para quem gosta...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


flagrei minha irmasinha cagando na pica do visVideos de sexo brasileiro Eloisa de osasco da o cuzinho gritandoconto erotico meu/marido transou comigo e meu sobrinhoxvideos primo cheira po mas prima e nao resistisimpatia para virar corno mansovideo porno cavalgada forte so loiras em cacete de 30cmlindo homemcoxa grossa dando pornogozada de mule napica pornodi dicavalosou viciada em boquete nao posso vet um pau qur ru chupohomem nu da cu padres e semináristascão mete ate o talo na bucetinha de uma virgem q fica grudado na buceta dela e ela tenta tirarconto eroticosgemeasbaixando GTA tomando banho no banheiro tocando siririca eu não aguentei e ajudei ela comendo elaporno mulheres q bota sainhas curtinha para pega onibus lotado sopara ser fufidamulher toma susto com rola bucetas moloua cadela aguenta meu pau todinho zoofiliacontos e histórias de pai tarado não aguentou e comeu a filha de sete aninhos gostosinhadar e coçar e so começar contos eroticoscontos de sexo raspei minha bucetapiriquita britadeira evangelicaxxvido apontei sevagevídeo pornô de mulher arrotando dando para baixinhovídeo de Juliana Paes toda nua umbiguinhoXVídeos caseiro eu te empurro com fosse eu não aguenteihttp://gtavicity.ru/texto/2016101161filme porno home nergro sorca vara na imtiadaestrupei minha irma na cama do nossos paisnó parquinho perdi o cabacinho contosXVídeos novinhas brasileiras pegando pomada no xiriJaponesinha dandu u cusinhu pru negam bem dotadu 4baiano chupando clitori e falando besteiraso play boy e o plebeu 04 casa dos contosContos gays /fui estrupado por2 na escola e a diretora flagoudominadora scat merda bostacontos eroticos de gravidez de gemeas com gravidezcontos de viadinho dr calsinhacontos eróticos bem depravado de bem picantevídeo pornô homem c****** no pau do outro homem saindo bosta do c* do Cupim na pica no c******** e grossabaixar vídeos de irmao comendo a buceta linda e gostosa da irma depois que os paissaemseduzida por um estranho contos pornopornô em Carmo da Cachoeira na ruacontos eróticos com foto meu bancario sarado e bem dotado cache:3A3-3V1yYz4J:gtavicity.ru/tema/choro%20na%20vara%20a%20x%C3%B3linha%20! Conto erotico meu cabaco arronvado pelo velho do pauzaonó do cachorro incha zoofilia dicascomi a xana zeradaconto erótico menina timida mas cai de boca no pau tão novinha e peitudaConto erotico arombei minha enteada novinha magrinhminha filhinha na punheta contosnovinha dando a xota papuda pro primo dormindoXvideos as filinhas lerinhadoce nanda contos eroticosbucetao preto babando muito líquidona zoofilia as cadelas aceita ser fudidahomemfudendooltroisso viadinho filho da puta tem um cacetao bem pra vc tomar no cu gostosodavs contos eróticoscontos eróticos estupros varoa putona sendo rasgado no cu pica ggghomem escroto excitado gozando gemendo no grelo pra caralhocontos incesto mae gtscornolandia barbara costa bucetabritadeira sem limite xvidexvideos paacas.com.peComo era as bucetas no tempo da minha avócontos eróticos gay cunete entre molequesporno mulheres com alta preção no cu jogs bosta longepornodoido comendo aminha madrasta emcanto eladormirrelatosacanaporno negao engatano crentinha casadapai a morosa w filha adorada porno doidomeu corninho eu quero uma pica gozando dentro de minha e meu céuvidiopono tia bota pra chupaConto erotico- mete seu pauzudo, come a sua mae putacontos eroticos de mulher de manaushttps://www.pornodoido.com/video/esposa-traira-e-fodida/