Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

INVESTIGANDO UM CORNO SUA FAMILIA DE VADIAS

Autor: Mestre39rs
Categoria: Homossexual
Data: 02/02/2008 01:58:26
Nota 8.60
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

INVESTIGANDO UM CORNO SUA FAMILIA DE VADIAS

Meu nome é Yuri (Todos os nomes são fictício) tenho 41 anos, 1,70 moreno escuro, olhos castanhos, um pouco fora de forma, separado do segundo casamento, atualmente moro sozinho. Trabalho como chefe de segurança em uma grande empresa que presta serviços a condomínios de alto luxo em Porto Alegre e região metropolitana.

Sou bem conceituado na empresa que trabalho, e gozo de uma certa respeitabilidade por parte da diretoria da empresa. Com esta confiança toda me deparei dia destes com meu chefe, Dr Mário Bastos, o maior acionista da empresa (o manda chuva), que pediu para que eu viesse a sua sala para tratar de assuntos sigilosos.

Fiquei curioso, pois eu sei que os trabalhos da empresa andam em plena normalidade e nunca deram tanto lucro como agora. Mas ordem é ordem e fui coinversar com o Dr Mario.

Ao chegar na sala vi o homem com o semblantre carregado e preocupado, quando começou a conversa, veio dizendo que eu era um dos mais antigos funcionários da empresa e que gozava de toda a confiança por parte dele. Logo vi que esta conversa fiada era apenas para despistar o verdadeiro assunto.

O Dr Mário pediu que sentasse e me servisse de um cafezinho porque ele teria uma conversa longa comigo. Quando me acomodei no sofá para tomar o cafezinho, o Dr Mario perguntou se podia contar comigo e com minha discrição e sigilo. Disse que sim, mas logo vi qua ai tinha problema e era grande.

O Dr Mário ainda constrangido, começou a desenrolar o assunto. Meu chefe pediu para que invertigasse sua Mulher Dona Sônia, uma mulher exuberande charmosa com seus cinquenta anos, linda de parar o trânsito, uma morena tipo cavalona, seios médios, coxas bem torneadas, simpatica, e segundo comentários na empresa, muito fogosa.

O Dr Mario estáva desconfiado que sua amada Sônia, estava traindo e pediu que eu a investigase descobrise a verdade.

No ato disse a ele que não era detetive apenas o supervisor de segurança, e perguntei porque ele não contratava um profissional. Ele afirmou que tinha receio e que em alguns casos, estes ditos profissionais chantageavam os clientes. Pensando nisso aceitei sem o compromisso de ser extremamente técnico.

O Dr Mario aceitou, me adiantou cerca de R$ 2.500,00, para despesas, e promessa de que se tivesse êxito seria bem recompensado, cedeu um carro discreto da empresa e me liberou do meu serviço por trinta dias. Me passou todas as cópias das chaves da casa na cidade, da praia, do sitio em Gravatai e acesso a agenda de dona Sônia.

Com a missão dada fui a caça.

Primeiro passo me equipei, comprei um câmera fotográfica e pequei uma câmera filmadora da emresa, e fui a luta. Na primeira semana nada de anormal, a rotina de uma dondoca de classe alta compras, salão de beleza e festas e chás com as amigas.

Nada de anormal até que no feriado de 15 de novembro de 2007 algo interesante aconteceu. O Dr Mario estava de viagem marcada para São paulo para tratar de assuntos da empresa, Dona Sônia não iria acompanharo marido, e disse a ele que iria para o sitio descansar. Até ai nada de anormal, mas notei que ela estava ansiosa para que o marido viajasse para que ela fosse para o sítio.

O Dr Mário de dona Sônia são casado a mais de 30 anos e tem três filhos, Mara uma gata de 20 anos, Angèlica 26 anos que estuda nos Estados Unidos e Fabinho de 19 anos, um boyzinho metido a besta.

O feriado de 15 de Novembro que caiu em uma quinta, e dona Sônia se programou para ficar até domingo no sitio, no primeiro momento iria somente ela e Mara, Fabinho iria somente no sábado.

Me antecipei e fui antes para o sitio, fiquei em um sitio vizinho cedido por um amigo do Dr Mário.

No sitio do Dr Mário trabalham o caseiro seu Agenor um homem com seus sessenta anos, moreno alto estilo caipira, um homem rústico sem boas maneiras, feio e mal cheiroso.

Presta serviços ainda no sitio, Carlos um negrão de 35 anos que faz todo o serviço pesado. Com a desculpa de trazer algumas coisas do Dr Mario cheguei no sitio antes e instalei câmeras discretas nos cômodos da casa na Piscina, churrasqueira e no galpão onde ficavam as ferramentas e máquinas do sitio. Foram cerca de 25 câmeras conectadas a um transmissor.

Dona sônia chegou quinta a tarde, eram umas 16 horas, seu Agenor prontamene foi receber a patroa, notei muita felicidade no olhar do homem velho, mas a patroa estava de cara fechada, pois o Carlos ainda estava terminando de arrumar o sito para o feriado. Dona Sônia não simpatiza com o negrão, mas segundo o Dr Mário as crianças gostam muito do rapaz por isso não demitia o Negrão.

No sitio ao lado comecei a monitorar o movimento da casa e demais instalações. Até o entardecer nada notei. A noite seu Agenor preparou um refeição caseira para Dona Sônia, que educadamente convidou para jantar ele e Carlos.

Jantaram, ao final Carlos se retirou para os aposentos dos empregados. Seu agenor ficou, mas notei algo diferente.

Dona Sônia estava mais alegre e solicita para seu Agenor, e notei que ele se esfregava nela, mais tarde em frente a lareira ela pediu mais vinho, quando Agenor foi servir derramou um pouco sobre o peito dela, a patroa imediatamente mandou ele limpar.

O homem velho se sjoelhou e começou a lamber o peito da patroa que suspirava e gemia. Não aguentando mais tirou a roupa e mandou o peão lambe o corpo dela. Agenor tirou a roupa e prontamente lambeu a coroa.

Num movimento brusco Sonia derrubou Agenor e começou a Chupar o pau do homem que através das Câmeras vi que era bem dotado cerca de uns 18 cm e bem grosso.

A mulher chupou com vontade, quando estava quase gozando Agenor virou a mulher e colocou de quatro que imploradva para ser pendetrada. Agenor comeu a mulher de todas a formas, para finalizar colocou a fêmea de quatro novamente e penetrou seu cu com violencia e vontade.

A mulher gemia e pedia para ele chamarr ela de vadia, cadela, puta, chinelona. Foderam até ás duas da manhã.No meu posto de observação eu gravava tudo e não aguentando me masturbei.

Na sexta feira pela manhã às 10 horas chegou Mara no sítio, estava uma delicia vestia um shortinho aperdado, mal cabia dentro. Quando chegou Carlos foi atender a gata, pois seu Agenor estava indisposto, Imagina porque. Carlos muito solicito acompanhou a gata até a casa, dona Sônia ainda dormia, também pudera fora domada como um égua, comida de todas as formas como a vadia que queria ser.

Mara com o dia quente que estava foi direto ao quarto trocar de roupa, colocou um biquini minusculo e foi para a piscina. Carlos ainda estava em seu afazeres no patio quando aquela gata saiu quase nua.

O negrão ficou de olho. Mara foi direto a um mergulho ao sair pediu que Carlos passasse bronzeador em suas costas. O negrão imediatamente começou a passar o bronzeador, enquanto passava, olhava para todos os lados para ver se ninguém os observava. Neste momento somente eu observava os dois mas ele não sabia.

Quando verificou que estavam sozinho ele falou: Marinha posso passar em todo seu corpo? Mara respondeu: Claro fique a vontade.

O Negrão começou pelas coxas,até bunda, não contente, começou a passar suas mão asperas de peão por dentro do biquini, nesta altura Mara gemia e pedia mais. Pelos ângulos das câmeras vi o volume do pau do negrão, era enorme, este sim era bem dotado, cerca de uns 20 cm.

Mara não aguentava mais e pediu mais, Carlos pediu que ela o acompanhase, e foram para o galpão da máquinas e ferramentas.

Ao chegar Mara imediatamente tirou as peças de roupas e caiu de boca no pau de Carlos. Derepente Carlos pegou Mara no colo e enfiou sem dó todo o pau, pela cara de satisfação eu vi que aquela bocetinha tava acostumada a levar aquele baita pau.

A putinha gemia e pedia mais e o negrão socava com muita vontade, até gozarem, deu pra ver quando pau saia que a boceta de Mara além de larga estava cheia de porra.

O Negrão ainda estava com tesão e agarrou com força a moreninha, colocando ela de quatro, ela reclamou mas nada fez para sair da posição, Carlos deu de mão mum pote de vazelina, usada para passar no pelo dos cavalos e untou o rabo de Mara, enfiando um, dois até tres de seus dedos grossos emseu cu.

Mara gemia e pedia mais. Carlos colocou o baita pau no cuzinho e começou a enfiar de vagar, sem parara até estrar todo. Ficaram uns instante parados até Mara começar a rebolar e gemera, logo em seguida o negrão estava socando o pau com vontade e a vadiazinha pedia mais. Outra constatação: Aquele cuzinho tava acostumado a receber aquele baita pau.

Foderam po cerca de 30 minutos até Mara gozar de novo, quando ouviram movimento na casa. Mara com o rabo cheio de porra desengatou do negrão e correu para se verstir. Pobre Carlos esta num estado lamentável com o pau ainda durissimo teve de se contentar em se vertir e sair pelos fundos do galpão.

Mara foi para piscina com a boceta e o cu recheado de porra quando sua mãe sai da casa ainda ressacada da foda da noite anterior. Ambas ficara a beira da piscina conversando até a meia hora quando foram almoçar. A Tarde sairam, foram em um vizinha.

Voltei a casa com pretesto de buscar algo, e entrei na casa dos empregados e instalei mais 6 câmeras, a coisa tava pegando fogo. Fui embora sem dizer nada apenas agredeci.

Na noite dona Sônia estava com um vestido longo, e mara com uma minissaia cutinha. Após a janta dona Sônia disse a filha que iria dar uma caminhada sozinha, foi em direção ao pomar, chegando á no escuro estava seu Agenor que prontamente agarrou a coroa por traz e levantou a saia. Sônia estava sem calcinha e o Homem prontamente colocou seu pau na xota dela por traz. Sônia gemia baixinho para não chamar a atenção. Equanto isso na casa dos caseiros Marinha chupava com vontade Carlos, que em seguida enfiou novamnte se baita pau na sua xotinha.

Ficaram as duas putas nesta sacanagem até às 23 horas quando as duas entraram em casa com a cara mais deslavada que a outra. Foram dormir ambas com o rabo cheio de porra.

No Sábado chegou Fabinho, todo prosa com seu Agenor, achei estranho, ele por si só antipático. Mas logo descobri porque.

O rapaz a tarde foi pescar com o velho Agenor, segui os dois até um riacho perto do sitio. Ao chegarem foram para um pesqueiro discreto e escondido. Conversavam animadamente até que Fabinho foi tomar banho de rio e pediu para Agenor entrar também.

Ná agua ambos começara de brincadeira seu Agenro um homem grande pegava o boyzinho pelas costas apertava e encoxava, o rapaz ria e se divertia até que seu Agenor se encaixou bem na bunda do boyzinho, que nada fez apenas rebolava.

Sairam da agua e forma para o pesqueiro, seu Ageno com o pau duro e fabinho segurando. O velho garrava com força as nadegar de fabio, que deitou o velho e tirou o pau para fora e começou a chupar. Agenor gozou na boca do boyzinho que lambeu tudo com gosto.

Mesmo assim o boy queria mais e após um breve descanço chupou o pau do velho novamente até ficar pronto. De pau duro Agenor esperou Fabinho sentar devagar até entrar tudo em seu rabo, pelo jeito estava acostumado. Fiquei espantado da prática da Bixinha, recebeu tudo sem reclamar, ai entendi porque ele dava tanta atenção a alguns guardas da empresa. Este gayzinho estava dando o rabo para a guarda da empresa de seu pai.

De posse deste material todo de putaria fiquei sem saida, o que fazer, se conto para o Dr Mário é capaz do homem morrer do coração, afinal ele já tem 60 anos.

Tomei muma decisão e nada falei, apenas disse ao Dr Mário que ele estava enganado, e que tinha uma esposa exemplar.

Bota exemplar nisso. Mesmo assim seu Mario pediu para que continuase a monitorar sua familia. No decorrer de minhas investigações descrobri mais coisas.

A Primeira delas é que dona Sônia, era fogoza demais e tinha o sócio de seu Mário como amante, enquanto o chefe despacha em uma sala André seu sócio come sua esposa na outra.

Quanto a Mara, descobri que faz programas nas tardes, não precisa disto mas adora sexo, e faz programas em uma boate e beira de estrada, daquelas bem chinfrim, coisa de bacagaceiro mesmo, ela adora homen rude tipo caminhoneiro. Um verdadeira puta.

Fabinho continua uma bixa enrustida e esta acabando com os guardas da empresa nos locais mais afastados ele visita os guardas, faz chupetas memoráveis e da o rabo até ás 3 da manhã, quando faço minha ronda, mas já peguei ele uma duas ou três vezes, mas não dei o flagra, apenas curti a viadagem do rapaz. Esta é a história de Um corno e sua familia de purtas. Esta foi uma das surpresas do meu trabalho como chefe de segurança. Se gostaram, votem no meu conto ou mandem e mail: [email protected]

Comentários

16/02/2008 17:08:58
muito bom este conto mais vc entra no clima ou conta a verdade para o velho meu vai fica só o0lhando meu tira prveito
lyz
16/02/2008 03:49:41
nossa muito bom todo contado com detalhes...alias os videos existem?coloca eles no YOUTOBE RSRSRSR!!!mt bom mesmo!!!falow
13/02/2008 20:09:15
Belo conto. Nota 10. Tu já comeu o boyzinho e está escondendo o jogo....kkkkkk
08/02/2008 14:19:29
cara eu sou de BH e gotei muito desse seu conto, será que vc não me manda uma cópia deste conto meu e-mail:[email protected]
07/02/2008 21:04:32
GOSTEI DA HISTORIA MAIS VC PODERIA COLOCAR QUE O MARIO TB GOSTA DE DAR O RABO, MAIS VALEU
06/02/2008 22:35:40
Adorei esse conto! Parabéns! Mas me diz uma coisa: pq vc não quis comer essas putas tb????
04/02/2008 12:25:02
ta loco, que imaginação fertil vc tem hehhehehhe aposto que vc tbem deu o cu pro negão e não quis contar né ?
04/02/2008 10:32:35
Cara esse conto foi muito louco. Vc até poderia tirar vantagem e comer a Dona Sonia e Mara e de quebra conseguir uma chupeta do Fabio. Cara manda uma cópia desses videos, devem ser muito loucos... [email protected]
03/02/2008 15:04:34
rapaz, estou com pena do dr. mário. o certo seria ele ser colocado à par da sacanagem familiar, pois, assim, ele tomaria coragem e viraria viado também.
02/02/2008 09:57:55
realmente é bom,estes videos sao reais?
02/02/2008 07:04:21
muito bom e criativo. será verdade? pode ebviar uma provinha?

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novinha que derao boceta e firmarãonegao da rola gigante com menina burguesinhaconto erotico o cuzinho da noviçasogro casa dos.contosnovinha dando a xota papuda pro primo dormindoVideos de sexo brasileiro nem naceu cabelo na bucetinha virgem e ja ta metendo com pauzaopequenos videos de porno brasileiro pais peludos de sunga que tira a virgindade da filha e goza dentro da vaginaxvideos. buçetá de eguaasxxxxxcomhttp://linkshrink.net/7coxzDflagante de sexo com patricinha de carangolanao resiste as investidas do meu genro contosexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaocontos de corno minha namorada virou puta de um traficantecontos bi vi meu pri meter na prinha prima fiz ele comer meu cu e eu fudi eláfotos incetos do sexo com entiadas pau gigantes comendo novinhasVideos de sexo sogras peitos muchosjantar em familia mulher senta no colo do marido e começa a transar sem a familia desconfiar pornoas novas novia cenus estrupada pediu virgindademédico explicado chupar bucetas doença transmitiConto pau mendigo punhetacontos erotico pegando a mulher no flagracontoerotico.com.br/contos/amamentando-o-gostosao/iminha irma e casada mais e putaContos me encheram de porra na frente do meu maridox.vídeos pornô família risquinha irmão e irmã novinhosirmãzinha viu papai comendo titia e quis tambémporno. jafaleii nãonariz de policial dando o priquito a outros policialtexto entida seduzindo padratomeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoxvvidio padrasto fasendo a enteada gosar d tesao.video porno marido enbebeda aesposa chama o amigo para aproveita com seu pauzaocinquentona brincando com pauzudo dentro do carrocontos eroticos safados de professoras madurasmae gostosona chora na pica grossa cabecuda do filhopica dura do peão de rodeiocontos eroticos caguei no pauyeezus ana casa de contos eróticosarreando a calcinha pro clacudo gozarvidio disexe porno yotubeas coroas do rodeio no xividiocomebuceta irma outra irma prexaxvideos ruansafado e a coroa chupanoGeisy Arruda mostrando a buceta alteradacontos erótico minha filha de shortinho curtoxvideosó no cu pracaga grossogosada no trem lotadodois viadinhos e uma mulher contos eroticosporno com novinha de saia curta limpando a casa e o irmao dela pousado na bunda delasexo sentei no colo do meu pai sem calcinhaesposa crente novinha gostosa e o segurança do predio roludo contos eroticosconto erótico buceta azedinhaMeti minha pica no xiri da minha sogra de 49 anosCleide a recatada contos eroticospadrasto pirocudo droga a enteada e transaconto erotico gay negao pirocudo maltrata viado brancovou te arregaçar vagabunda, grita vadia, tô te arrombando cadelaenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheioincesto com meu vô contosginecologista dilatando o cuzinho dá mulher pra gozar dentroconto erotico guto e elainebotei gozei tirei gozei soquei gozeiimpressando gostosa na parede porno doido analContos eróticos teens contos gays neguinho do pinto grande me comeudeitei de conchinha com minha mae peitudacuzao areganhado p cavalonovinfa da buceta grande carnudaschupando buseta labefo pasda mso bocsoi sou casada bati o carro do meu marido pra ele nao sabe levei na oficina mais nao tinha dinheiro contos eroticosxvideos sentando no pau gostasentecontos socando ate o talo na cunhadinha novinha super gostosanegao com pica enorme assusta em despedida de solteirocontos eróticos peguei minha esposa com um travesti