Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Eu e meu Pedreiro (Real)

Autor: Safadinha
Categoria: Heterossexual
Data: 20/03/2008 09:16:32
Nota 9.12
Assuntos:
Ler comentários (26) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Gostaria de compartilhar neste site a maior experiência que já tive. Sou clara, com os cabelos castanhos, seios médios, e um quadril que sempre me deixou encabulada quando passo nas ruas perto de grupos de homens, pois o meu traseiro arrebitado e enorme é de chamar a atenção. Nunca fui dada a fantasias, estou com 27 anos, pratico academia e estou com tudo no lugar. Meu marido e eu resolvemos não ter filhos até que ele se estabilize no emprego e eu depois de me formar não consegui emprego e fico fazendo as tarefas do lar. Recentemente resolvemos fazer uma reforma em nossa casa, que estamos acabando de pagar e colocar alguns detalhes nossos: uma sauna, uma churrasqueira, armários embutidos, enfim essas coisas que a gente só faz na casa própria.Meu marido contratou um construtor que trabalha há bastante tempo no bairro e tem fama de ser muito caprichoso e competente e, já tem uma certa idade. Na segunda-feira passada ele iniciou o serviço e trouxe consigo um ajudante para as tarefas mais pesadas. Trata-se de um rapaz moreno, cabelos curtos e muito forte, certamente pelos exercícios que faz no seu trabalho. No primeiro dia, meu marido explicou os serviços e eles foram se trocar num quartinho dos fundos que será ampliado para ser a sauna e a churrasqueira. Trabalharam o dia inteiro, quando o empreiteiro disse que sairia mais cedo para encomendar alguns materiais e que seu ajudante continuaria fazendo a limpeza e depois iria embora. Eu, fazendo minhas tarefas de casa fui arrumando aqui e ali, quando cheguei para fechar a janela do quarto de TV, no segundo andar, que da para os fundos. Que susto. O ajudante tinha acabado de se lavar e estava nu se enxugando, deixando aparecer dentro do quartinho aquele imenso cacete, que molhado e mole, devia medir uns 20cm, além de grosso. Me assustei e sai do quarto, mas senti que algo estava acontecendo comigo. Fui ao banheiro e vi minha calcinha inundada. Me repreendi pela reação, pois nunca havia traído meu marido, nem em pensamento. Aquela noite foi um tormento, não consegui dormir direito, pois sempre vinha à mente aquela cena. No outro dia, querendo afugentar o pensamento da cena, olhei pela janela e vi quando os dois estavam medindo a altura do telhado para fazer a churrasqueira, o empreiteiro em baixo e o rapaz em cima. Trajando um short largo, sem cueca, a qualquer movimento dele dava para ver aquela imensidão. Coloquei-me atrás da cortina e fiquei olhando. Quando dei por mim estava com a mão dentro da calcinha tocando freneticamente uma siririca. No final do dia, pedi ao empreiteiro que passasse na loja de materiais e encomendasse alguma coisa que inventei na hora, só para poder ficar olhando meu Apolo se enxugar. Dito e feito, me coloquei estrategicamente no quarto e através da cortina pude vê-lo novamente pelado se enxugar e lentamente enxugando aquele bastão grosso e mole. Não deu outra, quando vi, estava sem calcinha e tocando a maior siririca. Mais uma noite de agonia, eu revirava na cama prometendo que aquela situação iria acabar. No outro dia, precisei mexer num armário alto (duplex) e quando fui subir, me veio a tentação. Tomei um banho, me perfumei e coloquei uma calcinha fio-dental, que de tão pequena só aparecia um triângulo na frente e as cordinhas do lado., um vestidinho de malha e fui até a porta do quintal e pedi para o Sr. João, esse era o nome do empreiteiro, se ele podia me ceder o Ari, o nome do deus grego, pra me ajudar a guardar umas coisas no armário. Sr. João prontamente mandou o Ari me servir e aproveitaria para ir na loja trocar um material que veio errado. Eu tremia de tanta emoção. Pedi ao Ari para segurar a escada enquanto subia para abrir a porta do armário. Senti pela sua respiração que ele ficou doido, pois o vestido era curto e ao subir, ficou aparecendo minhas coxas, minha bunda e minha calcinha. Fingi que estava com medo e pedi a ele para segurar em minhas pernas. Quase gozei de tesão quando ela botou aquelas mãos grandes e firmes em minhas coxas. Novamente simulei que o que eu procurava estava no fundo e, fiquei na ponta dos pés, arrebitando bem minha bundinha para que ele pudesse ter a visão. Nisto, senti que meu rego abriu e a tanguinha escorregou para o lado, deixando meu anelzinho do cu e minha xoxota totalmente expostas para aquele peão. Ele aumentando a respiração nada falava, mas apertava as mãos em minhas coxas parecendo que iria fura-las. Quando fui descer da escada, ele malandramente deixou a mão escorregar, tocando de leve meu cuzinho e minha buceta, que a esta altura já estava ensopada. Agradeci e fui para o banheiro bater outra siririca. No final do dia o Sr. João me avisou que iria chegar mais tarde no outro dia pois o Ari iria cavar uns buracos e ele chegaria para colocar a ferragem. Aquelas palavras de cavar buraco e colocar ferragem me fizeram voar. No outro dia, levantei cedo, tomei um banho, depilei minha bucetinha todinha, deixando-a lisinha e carequinha e sabendo que o Ari já estava trabalhando, dei um grito e pedi por sua ajuda. Ele subiu rapidamente ao banheiro da suíte e aí eu disse a ele que tinha tomado um choque e que estava com medo de desligar. Ele meio atordoado em me ver peladinha, colocou a mão no registro e fechou para mim. Eu fingindo pavor falei que não tinha acabado e se ele me ajudaria, ficando ali e, abrindo e fechando a torneira quando eu terminasse. Ele nem respondeu de tão hipnotizado que estava em meus peitos, minha xoxota lisinha e minha enorme bunda. Então pedi a ale para abrir e ficar ali esperando. Fiz um show de exibicionismo, me ensaboando, lavando meu rabão, minha xoxota, meus seios. Nisso vejo que o short dele estava igual a um circo e molhado, certamente já tinha gozado. Aí então pedi a ele para fechar e, como o Box é apertado ele relou a mão em meus peitos, o que me fez arrepiar. Disse a ele que estava tremendo do susto, se ele poderia me ajudar a me secar. Ele prontamente pegou a toalha e com gestos firmes começou a enxugar meus cabelos, meu pescoço, minhas costas, meus seios, que nesta hora já estavam tão durinhos que pareciam que iam furar a toalha. Em seguida levantou minhas pernas e lentamente enxugou meu pé, não tirando o olho de minha buceta. No outro pé, ele já mais desinibido, deu uma ligeira abertura, fazendo meu grelinho ficar exposto para ele. Num só golpe ele me rodopiou e me virou, demorando alguns instantes admirando minha bunda. Com os dedos, afastou minhas nádegas e com a tolha no dedo indicador passou a enxugar o meu cuzinho. Que delícia. Já estava pingando de tanto tesão. Nisto ele mi vira de frente, abre minhas pernas e do mesmo jeito começa a enxugar minha xoxota e quase gaguejando disse. Não da para secar não, ta saindo muita água lá de dentro.Tomada de tesão e de uma força que veio não sei de onde disse para ele: enxuga com a língua. Ele pálido disse: pode? Eu com a cabeça consenti e ao mesmo tempo abri as pernas. Aquela cabeça selvagem me invadiu as pernas e uma língua fervente lambia do meu grelo até a entrada, separando os lábios. Não consegui segurar e gozei na boca dele como nunca tinha gozado. Em seguida, puxando-o pela mão me dirigi a minha cama e me prostrei de quatro, arreganhando meu cu para aquele monstro. Ele meu assustado olhando fez que eu gritasse com ele: o que você ta olhando, não quer me enrabar, pode comer que é todo seu. Não deu outra, ele tirou a bermuda e com aquele, agora duro, poste de nervos, deu uma socada em minha xana que de tão molhada foi até o saco, me dilacerando as entranhas num misto de dor e prazer. Tão excitada eu estava que virei e dei-lhe um tapa no rosto. Você não sabe que enrabar é enfiar no cu? Quem mandou comer minha buceta? Ele assustado e ofendido, tirou aquela vara de mim, fazendo um vácuo imenso e apontou aquela tora no meu anelzinho que piscava tanto que parecia um vaga-lume. Forçou e com violência enfiou aquele caralhão, arrebentando minhas pregas e me fazer dar um grito de dor. Bombou algumas vezes, quando senti aquela tora retrair, senti que ia gozar. Num so golpe tirei aquilo do meu rabo e abocanhei até a metade de tão grande que era, no justo instante que uma saraivada de jatos batiam em minha garganta. Gozamos juntos e chupei tudo até ficar limpinho, devendo ter tomado um copo daquela porra quente. Em seguida mandei ele tomar banho e fiquei admirando, quando ele acabou eu enxuguei-o com a toalha, exceto o caralho que fiz com a boca, fazendo-o crescer de novo. Daí até hoje, todos os dias fazemos nossas horas extras. Meu cu já está do tamanho de uma moeda de tão largo que está. Mas é muito bom, minha reforma não vai acabar tão cedo. e se eu receber boas notas nesse. conto como foi nossa aventura na sauna em contrução.

bjim

Comentários

01/06/2014 21:24:41
que putinha ja traiu logo com o ajudante e foi so a primeira agora vai acostumar e nao para mais
01/05/2014 15:34:11
Puta
17/11/2012 10:05:06
Estou tendo um caso com o meu pedreiro rsss O meu marido nem imagina... Devo confessar: Não espera tanta delicadeza da parte dele...
08/10/2011 16:20:01
Só sendo mais justo!!! Aumentei a nota, agora que tal vc quebrar este texto em vários parágrafos?
05/09/2009 11:13:28
bah
27/01/2009 20:35:33
demais
13/01/2009 11:28:19
meu pau esta duro.
31/12/2008 17:35:57
Nossa esses contos longos sem parágrafos são terriveis para ler.
16/07/2008 11:41:54
ola, gostei do conto, alem de tudo, vc pelo jeito, alem d elinda muito gostosa....adorei.. [email protected]
26/04/2008 19:49:17
fiquei lendo e batendo punheta. muito bom.
26/04/2008 11:59:28
Eu queria estar no lugar desse cara para foder vc
21/04/2008 20:49:26
Muito excitante esse conto,nota 10.Queria trabalhar em sua casa, você me convida?
12/04/2008 17:00:45
ótimo conto,mas pq todos os contos vcs exageram no tamanho do pênis?é uma fantasia ser rasgada? bom, deu tesão, mas não exagera nos próximos tá ?
31/03/2008 22:50:25
Sei... Parece plágio de um outro texto que li aqui mesmo, num outro dia. Quer dizer então que você deu um tapa na cara do peão, porque ao invés de sexo anal ele fez vaginal??? Putz, nessa v. foi longe demais. O cara te dava um murro no focinho que nem a tua mãe iria mais te reconhecer. Fala sério, inventa outra história mais verossímel porque esta não colou.
27/03/2008 15:22:52
Se foi verdade! Está muito bom fique com tremendo tesão. se quiser posso [email protected]
27/03/2008 15:22:22
Se foi verdade! Está muito bom fique com tremendo tesão. se quiser posso substitui-lo
27/03/2008 15:22:10
Se foi verdade! Está muito bom fique com tremendo tesão. se quiser posso substitui-lo
27/03/2008 14:23:03
Nossa nota 10 adorei embora meio dificiu de acreditar mas nota 10 mesmo!!Qualquer dia desses posso ser seu eletrisista.
26/03/2008 09:44:54
Muito legal o seu conto, porem vc deve ter exagerado no tamanho do penis do cara, mas leva um 10
21/03/2008 15:20:26
Nossa você conta de um jeito que acabei ficando de pau duro, principalmete quando você subiu na escada com uma calcinha minúscula. Vem subir na minha escada vem !!
21/03/2008 10:09:37
Também vou dar um nove e concordo com o/a mateia, com essa edição fica meio difícil de ler, mas o texto é muito bom...
21/03/2008 07:57:34
Seu conto é muito bom realmente. Embora ache que um pau mole de 20 cm, duro devia ter uns 27 a 28 cm e levá-lo de uma só vez no cú é meio difícil de acreditar. O meu tem 18 cm duro e a mulherada reclama para cacete, só falta não me dar. Mas vale um 9 com louvor. Manda outros e se quiser analisa o meu conto também. Fique a vontade.
20/03/2008 16:39:49
nota 10 no conto...mais se precisar de um eletricista é so me chamar....
20/03/2008 11:20:59
Delicioso conto, gostaria de ser seu marido e fotografar as suas ações com os outros machos !!! O seu marido precisar saber de tudo e apoiá-la !!! Tem de comê-la junto com os amigos, dividí-la com os outros machos e vocês têm de ser felizes com este prazer. Nota 1000!!
20/03/2008 11:06:54
Realmente qdo tesão bate fica dificil segurar, adorei o seu conto vc é muito safada, coitado do seu marido! nota 10
20/03/2008 09:50:15
nossa safadinha..muito exitante, otimo conto..seria injusto de nao der nota 10..se fose possivel daria nota mil...adororo estas fantasias..sem duvidas vc deve esta exitando muitos leitores..se vc puder me add no msn..trocaremos muitas [email protected] bjos

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


novilhas darno o cu sexocontos eróticos com minha mãe carente 2017 1.8fudendo com dorso de penisporno com muito estrupo com muito pau no cu a força com muito sexo bruto.xxvideos vídeos porno doido entre cunhadamulher baita gostosa retocando a maquiagem video pornôporno meu marido adora me ver chupando porra de mendingiscasada só engole a porra do amante e nunca do marido traindo porno vídeoQuero assistir filme pornô brasileiro das Panteras pai vendo a filha tomando banho no banheiro e fica olhando ela nua de espinhascontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaicunhada e cunhado beberan e acabaran fasexo sexoXvideos barulhos q a chochota fas na hora do sexovi meu genro transando contoConto erotico gay mão bobamenina ponha na bucetinha dedinho cheio de pregasxvidiomenina sentando em cima da pica mais grandi do mundonariz de policial dando o priquito a outros policialfilha minha femea contovideo porno a navinha criando corage a enfiar o pau do cavalo em sua bucetacontos eróticos na famíliatio e sobrinhaestupro chupando grelo grande até ferirContos de marido revoltado mas ecitado quando pegou esposa chupando outroContos eroticos com o dono da verdureirocontos de sexo depilando a sogracontos de sexo raspei minha bucetavídeos de veias tirando a caucinha dando o cu pra velhocontos eróticos de padastro abusivoxvidio ela mete muito ki abuceta.chega morder o casetecontos velho bruto poe no cu sem avisarzoofilia mulher da esguinchada com lmbidas de cachorrovídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãocavalo feia mulher gritando estocada do cafetão pornôeu quero ver homens e mulheres se beijando pelado e como colocou o piru na no bumbum da minha ficou salgado se beijando peladoscontos gay afeminadoscontos eroticos os gang bang entre irmassexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaerotico filha da um beijinho nelecontos meu tio pauzaofotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadacaralhos gigantes e cabeçudos de héteros no pornodoidoconto de comendo cucache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 corno e engolidor de rola contoa dona vai ser com seu cachorrosexquero ver vídeo de sexo com mulher transando com outras mulheres usando aquelas picas de borracha de elástico sem garfo e comcontos eróticos com esposa pedindo pra apanhar e mijar nelacontos lesbicos com buceta greluda encaixada na outra at gozar gostosoxvideos. com as gostsona no rnfelipe e guilherme - amor em londres 4contos eroticos de amamentaçãoconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhaContos eróticos entre marido e mulher que se reconciliaramVideo porno safada sendo fudida homem rolaque so jeguemulher com mulher pode uza bolinha vaginasconto porno gay. bullyingnovinha fechar o olhos e faz biquinho pra levar gozada na caracontos eróticos dei pra estranhos pelo buraco na paredegravidas com picudos/contos atuaiscache:ldh9BdSAKNMJ:gtavicity.ru/texto/201703301 essa coroa coloco varias calcinhas p meterpiranhona de espartilho e cintaentregei uma pizza e mepagou com boquetecomo esconder do meu marido que a minha buceta ta cheia de gala de outro?xxx acordou com o irmao botando o pau na sua bucetacontos pornos comadres morenabucetascontoConto/patroa e empregada na cama amandoatia muito malha torneada de bunda e pernad grosa fudeu com seu sobrinh negao do pau enorme e ela nao aguente e pede pra ele tirar porque ta doendo muitoPeludao gostoso conto gaycasa dos contos eróticos dei para meu filhomau encostei a penis no cuzin dela ela ja se gozou todaContos eriticos putinha do meu cunhado bem dotado parte3policial fudendo com mulher que levava drogas na buceta