Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Eu e o caseiro

Autor: habbib
Categoria: Homossexual
Data: 21/04/2008 17:49:15
Nota 6.00
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bem, nos outros contos, reais, disse que vivia com meu meu motorista morando em casa, meu sogro e meu amigo ex padre, eu tinha uma pequena fazenda, onde iamos todos fins de semana os três, e às vezes mais alguns amigos, pois ficava 130 km de S.P. e meu motorista morando em uma cidade do interior, nos deixava e vinha nos buscar no final dos domingos ou feriados, justamente esta semana, meu caseiro, cuja mulher estava gravida, veio imformar-me que iria embora para sua cidade no nordeste, pois não tinha quem cuidasse de sua mulher e ela esta tendo problemas, foi um fim de semana dificil, pois tivemos que ficar, para arrumar outra pessoa, como eu trabalho com vendas aproveitei para ir ver meus clientes na região, e ficaram meu sogro e o meu amigo padre, bem um fazendeiro vizinho me apresentou na cidade uma pessoa que disse-me que seria bom para o que eu queria, pois sabia lidar com gado e demais coisas que temos, combinamos, e levei-o para lá, mas sua mulher não quis ir pelo neto e filha que estudava na cidade, tudo acertado viemos embora os quatro, antes de esquecer digo que sou viuvo, meu sogro idem e meu amigo padre nada, e meu motorista casado, passamos a semana, transando eu com meu motorista, com meu sogro, com o padre, alias ex, e voltamos no sábado, meu motorista foi ver a familia, o que eu ficava com muita raiva, mas fazer o que já que ficava a semana toda comigo,chamei o caseiro para explicar e ver como iam as coisas, mostrou-me que tudo estava em ordem, vímos que tudo estava melhor que antes, mas bem cuidado etc, fui na casa que temos para ele morarem e ví suas roupas penduradas, pois só tinha a cama, disse que se queria ir para cidade ver sua familia eu levaria, pois tinha que ir comprar algumas coisas, falou que ia se trocar, eu sem cerimônias esperei, quando tirou a camisa e calça e ficou só de cuecas, ví aquele corpo forte peludo mascúlo, pernas bem grossas e o volume na cueca, fiquei meio sem controle, e não tirava os olhos, bem vestiu-se e fomos, no caminho pedi se possivel voltar ao anoitecer, para que não ficassemos sozinhos, afirmou que sim, ao sair do carro deu-me a mão para despedir, eu dei uma segurada e apertei, não sabia se tinha notado algo, mas voltei, e fiquei a tarde toda sem sossego, só pensando naquela formosura, esperando que viesse mesmo, pois ainda tinha o domingo e feriado da segunda, deu 6 horas olho no alto da estrada, lá vinha êle descendo, meu coração disparou, como nunca tinha acontecido, chegou, nos comprimentou, foi para sua casa, mas a noitinha chamei-o para vir jantar conosco, sentamos à mesa jantamos, o meu sogro foi lavar a louça, o meu padre foi rezar, ficamos eu e êle na sala, falei se podia por a mão no meio das pernas dele, respondeu afirmativamente, e falou o senhor tem vontade de ver, é só pedir que eu deixo, perguntei o porque, falou que notou que fiquei diferente quando êle tirou a roupa de manhã, berm mexi, alisei chamei-o no meu quarto, ficou com receio dos outros, aí pedi para vir assim que todos fossem dormir, lá pelas11 hs todos foram,meu amigo que dorme as vezes comigo ouviu eu pedir para que hoje não viesse no quarto pois eu estava cansado, meu sogro idem, foram cada um para um quarto e deixei a porta aberta, quando entra no meu quarto aquele monumento, tirou a roupa e pude ver o tamanho de seu pau, enorme estava barbeado, cheiroso do banho deitou-se ao meu lado meio sem geito, pos disse que nunca tinha deitado com outro homen, mas tinha vontade, fui mexendo, chupando, tentando beijar, não aceitava, e senti aquele pau enorme, duro como rocha, ai começou a colocar em mim eu já tinha tido outros, meu motorista um coroa de 57 anos tem um que é menor mas é duro na queda, transamos noite toda, de todas maneiras, disse que eu era mais gostoso que sua mulher, o que era facil, pois era uma mulher feia e para transar com ela precisava ter desejo mesmo, pedi para ir para sua casa pois estava já cansado, apóz alguns minutos fui no quarto do meu padre e pedi para êle vir deitar comigo, ai foi outra foda monumental, pois êle também e muito bom de cama, e como gosto de transar muito, preciso de vários em casa, sou assim insáciavel, bem levantei as 9 hs, tomei banho, e fui ao local que crio galinha que é muito grande e dentro tem o local de por ferramentas, ao entrar encontro meu caseiro, fui na sala das ferramentas e fui tirando seu pau para fora, e já pegando ai pediu para virar e começou a me abraçar, diferente da noite passada, com mais vontade, abaixei a calça de moleton e ele me estocou, pediu para eu chupar e fiz com muita volúpia e saia aquele leite quente que quase me engasgou, sai e fui andando, para ninguém desconfiar, fizemos um churrasco, todos foram dormir eu fiquei conversando um pouco com êle enquanto dava ração para as vacas, disse que ia para a cidade, se eu o levava, afirmei, bem foi para casa tomar banho e quem entrou depois com êle no banho? eu comecei a pegar no seu pau, e durissimo enfiou-me e gosou, saimos do chuveiro, ele se trocou e foi para a cidade, lá pedi para não trepar com ninguém, respondeu e como, o senhor já ficou com tudo, bem voltei pois tinha meus dois em casa, chegando lá, já estava meu motorista, pois dificilmente êle fica dois dias sem estar comigo, todos são muito apegados, apóz jantar fomos dormir, claro aquela trepada com meu motorista, um coroa gostoso, insáciavel como eu os outros sabem dêle, mas não falam nada, é meu preferido, claro até agora que conheci meu caseiro, bem no feriado, levantei sai fora antes de todos e para minha surpresa olho para casa do caseiro e o vejo, senti um arrepio, fui ver porque havia voltado, disse-me que não conseguia esquecer de mim e pediu carona e voltou, sorte que não me chamou, pois achou que estavamos dormindo, olhei para os lados e entrei na sua casa e fomos para a cama e demos aquela trepada, pareciamos loucos eu o chupava, mordia, ele enfiava, gemia e depois gosou, levantei e sai, adivinham quem estava na varanda, meu motorista, olhou-me com bronca e falou, tinha certeza que você não ia deixar êle escapar, falei que foi só uma nova experiência, ficou bravo, saiu para o curral e não falamos mais, bem chegou a hora de vir embora, despedi-me do caseiro, entrei na sua casa dei as ordens para semana, um beijão forte, apalpei seu pau e voltamos, em casa ficou aquêle clima, cada um na sua, tomamos banho cada um foi para o seu quarto, pois moro em apto de 4 quartos, e era 11 hs o meu motorista veio no meu quarto, bateu e queria conversar, deixei-o falar, puxei para junto de mim, ai começou aquela trepada, êle estava como doido de tesão, claro queria mostrar como era bom, chupei-o até deixá-lo louco e gosou na minha bouca, depois virou-me e enfiou seu pau ainda duro como rocha e estocou e gosou, aí perguntu quem era melhor, claro falei que era êle, dormimos e no outro dia tudo azul,levantei, o carro já estava me esperando ligado, café pronto que meu sogro fazia, mesa arrumadinha que meu padre punha, chegou nossa empregada e o dia ia começar, prometendo a noite, uma loucura com os três, claro cada um na seu momento, acham que não sabem um do outro, claro, mas eu nego, mas o motorista um dia já levantou e veio para abrir minha porta do quarto, mas fui mais esperto e sai perguntar o que queria, ai voltou para seu quarto, onde logo fui passar uns momentos com êle, sonhando com meu caseiro para o sabado próximo, o motorista já me avisou que não vai visitar a mulher, vai ser uma tarefa difícil, mas darei um geito, bem isto não é um conto, é o relato de minha vida real, fora da cama somos 4 cavaleiros exemplares, mas na cama salve-se quem ver, nossas idades? e o vigor ? motorista 57 anos, sogro 65 anos, padre 67 anos caseiro 55 anos eu no vigor da juventude 53 anos, sinto-me como um jovem de 20 anos, quando não vamos à fazenda vamos dançar noite toda do sabado, mas agora vai ser um pouco dificl eu ir dançar, prefiro ir ver meu sitio se está em ordem, antes não ia toda semana, agora preciso., aqui chamamos de república de coroas, as mulheres nos bailes chovem para nós, faço-os se vestirem bem, são elegantes, eu procuro ser, mas com mulher, vai demorar

muito, ainda agora com caseiro, estou pensando em trazê-lo para S.P. e levá-lo para lá cada 15 dias, arrumo outro caseiro o que acham, êste não posso deixar solto, e na fazenda é um desperdicio semana inteira não ?, os tres são coroas de cabelos brancos, o meu grisalho, o do motorista preto liso, no peito parece uma floresta, quem aguenta, um quinteto dêstes. Estou aberto para outros coroas mas que tenham acima de 55 anos, mande seu curriculun com email que respondo.

Comentários

22/04/2008 16:17:16
meu caro Julião padeiro, vc não tem imaginação só dá zero para quem tem vontade de escrever, o que vc procura aqui, literatura qual, se quer livros bem elaborados não entre neste site, aqui estamos para mostrar nossas experiencias no dia a dia, no meu caso não quero ser escritor e sim contar casos, mas parece que vc não compreende, seja mais emotivo, mais cordato, certo que aqui lemos contos que nos parece de outro planeta, mas tem que ser mais emotivo, leia e esqueça os erros, e divirta-se, acho que aqui é para passar umas horas é o que faço. beijos.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


gemendo e gozando gostosas espirrar esperma longe. porno atitudiconto minha hisoria dupla penetacao com janete e betocontos eroticos vania minha meia irma 2conto erotico gay conto gay real romance historia -youtube -site:youtube.comvide de maisa perdendo avigidadibaixar vídeo pornô pai pega filha comendo o c* dela ela grita de dor pede que não iria estoque o c***** delaincesto servindo cafe da manha com camisolinha transparentesexocazeiro onibocontos eroticos meu pai fez eu dar pro meu tioContos trai meu marido com encanador roludofode em terreiro de umbanda xvideo encostando de pe na parede e comendo o cu"atolado no meu cuzinho"porno gabsinhaContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhopai t***** atola a rola no c* da colegial r*****filmes sexo brasileiro falando besterinhas e gozando gostozo na buceta ate escorre a porracomtos exitantesapaixonado por um hetero gustavinhovanessinha dias/casadoscontosxortinhodedormireternos apaixonados cap 7 conto gayporno incesto filha perguntapai o que e sexo e ele mostraconto erotico fodi minh sobrinh novinh 11nonorinha ve o pau do sogro duro e faz sexo com elemulher gorda e velha com as pregas do cu frouxa peidando porraSite porno de facio asseçocontos eróticos cantada na rua não resisti e traíver mulher gritando de tesão saindo gosminha do grilo da sua buceta grandecrossdresser saindo montadafilmes porno no calor do buraco estreitocd_patryziafotos de bufetas pibgando de tewaocontos eroticos adoro quando minha esposa si ezibi pra outro quase peladacontos eróticos sobre cunhadabucetudanegao fodefo cu forcadoce nanda parte cinco contos eroticosDou o cu para o traficante contos gayXsvideos bem dotado masturbando no carrobomtuda pornoxvidios os dias era asimNovinha da cuzinho no enlevadocontos eroticos diaristamulher passa margarina ela pelada e no cu bem gostosomenininhao na siririca no banho escondidatio chupando buceta contominha irmanzinha perdeno cabainho pro cachorro enormeEu e minha prima no motel eu disse que eu nao ia meter meu pau na sua buceta virgem mais eu meti meu pau na sua buceta virgem eu disse pra ela agora sua buceta nao e mais virgem conto eroticoporno familha sacana opai bravo e afilhar virgemgrelao entrando contosvidros prno insetos fodendo mae emprensada coroas do sapsapvideo de sexo ardente enxamas boa fodacontos eroticos de incesto seduzir meu pai sentando so de calcinha no colooi sou casada bati o carro do meu marido pra ele nao sabe levei na oficina mais nao tinha dinheiro contos eroticoscontos eroticos gay enrustidosogra gg chama cheiro para sexo anal pedro da filhaprimos boqueteiros. Tomei o leitinho do meu primo gueizinho pornoCONTO EROTICO FILHO CARALHUDO ARROMBA MAE TODA NÕITEconto erotico viado afeminado chora na piroca do negao dominadorcache:PjjgrxSVmoYJ:zdorovsreda.ru/texto/2013011214 Dou o cu para o traficante contos gaycoisinha do pornô bumbum na nucaCasadoscontos ganhei uma chupeta na minha big rola da minha irma casadaContos gays vestido de mulher para o negro dotadocomo e bom ter um comedor sólido e um marido viadocontos eroticos minha namorada virgem e meu amigo pauzudosou uma loira muito puta e liberada para os negros pauzudos contossequencia de heteros cacetudos gozandoquero baixar pornô novinha chamando o pai de mensagem massagemPorno.doidsexopegei miha esposa transando com nosso cachorroconto casada novinha e comida pelo traficante pausudo a forcacoroas brasileiras gritando cm o puu na xana e pedindo mais xvidiopaguei mas gozei gostoso na filha evangelica da empregada minha contosContos.minha.sobrinha.não.tem.cabelo.na.buceta.mas.ja.quer.fuder.mulher passar margarina ela pelada e no cu bem gostosocontos eroticos entre jovens irmaos gemeoscontos de incesto mãe ensinando filha a da bucetinha na infânciaVideos de sexo brasileiro nem naceu cabelo na bucetinha virgem e ja ta metendo com pauzaocomo descabaça minha sobrinhaporno penis grotesco baixar video curtonovinhas de bayby doll e com a mao na bucetapornodoido gato lembi bucetagarota misterio cdzinhavideos de garotas vendo bucetas em telao bem grande se masturbacontos eroticoscuzinho sem pregasmulher evangélica sendo comida a força por 2negros super bem dotado