Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Vestida Para Meter

Autor: leo1000
Categoria: Heterossexual
Data: 08/05/2008 23:06:01
Última revisão: 05/07/2008 08:29:08
Nota 8.64
Ler comentários (17) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Calcinha preta cavadinha, sutiã meia taça realçando os seios fartos, cinta liga rendada, sapatos de salto alto pretos. Por cima uma capa de gabardine, também preta.

É vestida deste modo que ela sai comigo pelo menos duas vezes por mês, geralmente às sextas-feiras.

Pegamos o carro e vamos a lugares públicos. Restaurantes à noite. Parques as vezes nas tardes de sábado.

Nosso objetivo: ela se exibe para outros homens, provoca-os, lança olhares de promessa. Resultado obtido: tesão, muito tesão, tanto para ela como para mim. A transa subsequente à exibição é cheia de desejo, volúpia, tesão, fogo ardendo em nossas entranhas.

Há vinte dias atrás, aproximadamente, saímos à caça.

Aqui em Curitiba há um belo parque muito movimentado. Chama-se Parque Barigui. Curitiba não tem praia, mas tem o Parque Barigui, onde a paquera corre solta.

Nos bares existentes a galera se reune para beber, conversar e namorar.

Chegando ao Parque Barigui paramos junto a um desses bares. Algumas mesas ficam colocadas externamente e numa delas estava sentado um senhor forte, grandão, já passando dos quarenta anos, tomando cerveja. Foi a "vítima" escolhida. Minha mulher, de dentro do carro, começou a olha-lo. Primeiro de forma um pouco discreta e a medida que ele passou também a olhá-la, de forma mais aberta. Os olhares de provocação dela iam aumentando aos poucos. Um leve sorriso, um olhar mais insistente, uma passada de língua pelos lábios. Eu, ao lado, observando e incentivando:

- Dá bola pra ele amor. Se abre pra ele.

Ao mesmo tempo eu perguntava para ela:

- Você daria pra ele? Você teria coragem de tirar a calcinha pra ele? Você deixaria ele enfiar a pica em você? Você chuparia o pau dele?

E ela respondendo sempre de forma afimativa:

- Claro, dava tudinho pra ele. Chupava e lambia ele inteirinho. Deixava ele enterrar a piroca na minha xoxota.

A cada resposta dela meu tesão ia aumentando. Meu pau parecia que ia estourar de tão duro.

O sujeito sério, olhando, mas sem entender muito bem nossas intenções. Aí eu fiz um sinal de positivo para ele com o meu polegar.

Passado um certo tempo, vendo que o jogo não evoluia, saí do carro e fui até o sanitário do bar, deixando minha esposa no carro sozinha. Pensei que talvez ele se dirigisse a ela para conversar, mas...

O sujeito era muito tímido e não arrastou o pé de onde se encontrava.

Naquele dia resolvi que o nosso jogo tinha que evoluir um pouco. Só a paquera já estava virando rotina. Voltei ao carro e anotei num papel o fone celular dela. Fui até a mesa do cara e entreguei o papel dizendo que ela tinha pedido para ele ligar em seguida. Saímos dalí e paramos um pouco à frente.

Não sabíamos se o ele ia ligar ou não. Ficamos na expectativa. Não deu dois minutos e o sujeito ligou. Pedimos para ele vir até o nosso carro, que estava parado a uns 70 metros. Passei para o banco de trás. Ela ficou na frente. Ele chegou até a janela do passageiro, onde ela estava, e começamos a conversar. Convidei-o a entrar no carro e ele sentou-se no banco do motorista, ao lado dela. Falamos que éramos casados e que gostávamos de criar situações prazerosas como aquela. Ele comentou que também gostava de jogos de sedução, mas que sua mulher era muito retraída.

Eu me debrucei sobre o banco onde estava minha esposa e comecei a fazer carinhos nela. Passar a mão em seus cabelos, pescoço, orelhas, fui descendo, coloquei a mão por dentro de sua capa, desabotoei alguns botões. Fui colocando minhas mãos por dentro do sutiã dela, comecei a acariciar os seus seios. O cara começou a alisar o pau por cima do agasalho. Já dava pra ver o volume crescido entre suas pernas. Minha esposa, muito gulosa, já estava de olho no tecido meio levantado da calça. Ele, delicadamente, estendeu a mão e fez uma leve carícia no rosto dela. Ela apertou a mão dele contra o seu rosto.

Não demorou muito e ele dirigiu a mão dela para dentro da sua calça. Ela apertou o membro dele com força e ele fez cara de quem estava gostando. Ainda era dia claro mas mesmo assim ela abriu o casaco e deixou a mostra a sua lingerie preta em contraste com a sua pele alva. Ele sacou os seios dela de dentro do sutiã. Eu, no banco de trás, comecei a me masturbar.

Uma mão dele amassava os seios dela e a outra se enfiava entre suas coxas, afastando-as, com seus dedos se perdendo por dentro da calcinha preta.

Ela começou a gemer, contorcer-se, virar os olhos. Seu rosto expressava prazer, desejo, tesão.

A mão dela segurava o membro viril daquele estranho. Nossos jogos, até esta ocasião, haviam acontecido sem contato físico.

Trocavam movimentos de vai e vem numa masturbação recíproca. Gozaram. Ele pediu a calcinha dela, ela tirou e ele limpou-se com a calcinha dela.

Pedimos a ele para que nos telefonasse dalí uns dias para que fôssemos num motel.

Ele desceu do carro, deu adeus para nós, sorriu satisfeito e nós fomos para casa dar uma bela transada, ela vestindo a calcinha suja de esperma daquele estranho.

Estamos aguardando que ele nos telefone para irmos ao motel, os três.

Se tudo der certo ela vai VESTIDA PARA METER.

Comentários

26/11/2008 16:28:12
me add ae gata ok vc nau vai se arepender [email protected]
15/07/2008 16:22:32
Muito bom seu conto, excitante, é como nosso amigo disse, as pessoas entram para corrigir erros e não ficar excitadas.. que coisa, eu não ô nem ai pra ortográfia eu quero compartilhar essas experiências... nota 10
14/07/2008 21:28:45
se vc quiser um participante para ir ao motel para meter na sua mina,pode me ligar,ou entre em contato comigo no meu e-mail.Garanto que ela vai gostar,vou meter tão gostoso nela que ela vai falar assim: --mete mais vai..me come..Quero gozar gostoso.. Ela vai adorar..o meu cel é e meu e-mail é [email protected]
10/07/2008 01:54:01
MUITO BOM O SEU CONTO, SEMPRE TIVE VONTADE DE FAZER ISSO MAIS MEU NAMORADO NUNCA PERMITIU ABRAÇO
06/07/2008 11:16:16
Conto muito bom, só acho estranho que as pessoas entram aqui preocupadas em procurar erro dos outros e não sentir prazer pelo que foi narrado.
26/06/2008 15:17:29
Oi, último sedutor. Concordo com o prazerosas, mas barezinhos não é utilizado na linguagem do dia a dia. A propósito, um dos seus contos, aquele da limousine, contéma lguns erros de português, como por exemplo "está na casa dos 40", ao invés de "estar na casa dos 40", já que era uma exigência que estava sendo realizada. Obrigado.
26/06/2008 14:48:05
A idéia do conto é interessante e excitante. Quero ler a continuação mas a ortografia precisa ser melhorada. O plural de barzinho é barezinhos, prazeirosas deveria ser prazerosas, derivado de prazer e não de prazeir.
26/06/2008 14:45:40
A idéia do conto é interessante e excitante. Quero ler a continuação mas a ortografia precisa ser melhorada. O plural de barzinho é barezinhos, prazeirosas deveria ser prazerosas, derivado de prazer e não de prazeir.
26/06/2008 14:42:35
A idéia do conto é interessante e excitante. Quero ler a continuação mas a ortografia precisa ser melhorada. O plural de barzinho é barezinhos, prazeirosas deveria ser prazerosas, derivado de prazer e não de prazeir.
30/05/2008 13:54:02
Bem narrado
27/05/2008 22:34:03
A idéia é ótima, mesmo que particularmente eu seja egoísta demais na hora do sexo e não aceitaria dividir uma parceira, mas o conto é bopm e dá tesão. E não liga pro Ale não, como o cara dá zero pra todo mundo acaba não fazendo diferença!
27/05/2008 19:44:03
Tem um merdinha de um tal de Ale que deu zero para este conto. Fui ver o que ele já escreveu e não encontrei nada. Só pode ser sacanagem
27/05/2008 19:42:26
Tem um merdinha de um tal de Ale que deu zero para este conto. Fui ver o que ele já escreveu e não encontrei nada. Só pode ser sacanagem
20/05/2008 14:57:06
Quero trocar experiências de exibicionismo com vocês, também sou de Curitiba. [email protected]
09/05/2008 20:52:00
Valeu pelo elogio, Leo. Teu conto ficou um pouco curto demais, não achou? Não dava pra revelar mais detalhes interessantes? De qualquer forma, é de muito bom-gosto e bem escrito, linguagem sutil do jeito que eu geralmente gosto. Tu gosta mesmo dum chifre, né? Estou escrevendo algo com o tema; depois dá uma sacada. Por acaso você mudou seu estilo? Os outros que li eram mais esculhambados, não? Um abraço, colega.
09/05/2008 20:19:02
Bem narrado. Nota 8
09/05/2008 09:00:35
Me da o telefone de sua gata que eu vou realizar todas as fantazias dela!!Me add no msn [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


pratico anal com meu cachorroseduzida por um estranho contos pornoxvideos o chifre mais bem tomadocunhas de mini saia safadascontos eroticos so no cuzinho da gordinhamulhereres evanjelicas peludas porno caseixvideo decks ja jantar filho come a mãe e pai come a filiamenina criano cabelo nabusetprimeira. vez dei meu cuzinho pro vigia. xa. obra. guey contos. eroticosConto erotico gay o bom filho a casa torna capitulo 10Homem comedo novinha e cobra efiando na a cobta na bocetacontos eroticos traindo o corno cdp ele assistindoconto pornpai comendo filha e a sobrinhaVectra no pau de borracha bem grande na buceta no pau de borracha na bucetaconto casada assaltada chora na rola grande e gosapopa.da.bundagozaEu brico no colo do papaimulher nega corpo de violao bunda grande pingelo muito grande trazando com travetis negro pica de jumentocontos eróticos os melhores eu e minha esposa recebemos uma visita de um casal de idadeContos eroticos mamaeeee uii aiiCacetes gossoscontos de sexo depilando a sograwww.pornodoido botao de rosaxvideos cazero.chuponas. coroa. sebosacontos eroticos ganhei um boquete no pokercontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombarammenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de foracasa dos contos eroticos/julianavovo da buceta cabe prazocarolzinha santos e suas amigas trepano no churrascomulher beijando a mulher na boca pelada no titubearSaia Desse Barney comendo Vilma na camacontos minha cunhafa de 12 anos chupo meu pintoO Certinho e o Desleixado (Capítulo 3) casa dos contosabriu bunda cu buceta dançarinas distraidasconto deram tesao de vaca pra minha esposamotorista de onibus que molhou a buceta de tanto prazer em dirigirComtos eroticos de mulheres q bateram punheta pra cachorrocontos eroticos com tamanco salto altoGozei na buceta da crente velha contosjornalista77 contos eroticov meninas 14aos 17 anus perdeno avirgindadecontos de machos dominando cornos submissosQuero assistir filme pornô brasileiro das Panteras pai vendo a filha tomando banho no banheiro e fica olhando ela nua de espinhasesposa se acanha com punheta corno sexomeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machosikis iremmeàs panteras só às madrastas safadas 2017praContos eróticos flaguei o pastor arrombando minha linda noiva santinhaChupadoras mãe e filhinho contoseroticosconto porno saiu sanguesexo explicito sogro de olho nanora de fio dentalvideos novinhas fazendo sequioso e gozandocornolandia barbara costa bucetasou evangelica casada mas adoro da o cu pro meu visinho que vivi me comendoPai chupando e amassando os seios e vagina da filha e passando a mao na vagina dela ver video calcinha molhadasenhora de idade pratica zoofiliaespiei a minha madrasta gostosa e fiz um vídeo caseiro delacontos eroticos entre jovens irmaos gemeosfui pedir carona em uma kombi e fui estrupada e casada contos eroticocibele bucetonachupeicontosContos swing minha comadre e eu desfilando de calcinha para nossos maridoscontos quentes de padrasto tarsdowww.relato erotico mulher cazada gemeu na pica glande.com.brvídeo pornô da cachorro satisfazê-lo cachorro satisfazendo sua donaxxvideosamobaixar vídeo pornô mulher fazendo sinal com a mão presa na pia para o homem comer elapornô zueira homem safadinho para botar a cabecinha empurrou tudo no rabo da donacorno sendo humilhado lambendo direitinho buceta cheia de gozopornô sexo garota transando com apitando o quarto deitadaVIDIOPOMO PETECAconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhagarota misterio cdzinhaconto novinha marrenta estrupada pelo irmaos