Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Vestida Para Meter

Autor: leo1000
Categoria: Heterossexual
Data: 08/05/2008 23:06:01
Última revisão: 05/07/2008 08:29:08
Nota 8.64

Calcinha preta cavadinha, sutiã meia taça realçando os seios fartos, cinta liga rendada, sapatos de salto alto pretos. Por cima uma capa de gabardine, também preta.

É vestida deste modo que ela sai comigo pelo menos duas vezes por mês, geralmente às sextas-feiras.

Pegamos o carro e vamos a lugares públicos. Restaurantes à noite. Parques as vezes nas tardes de sábado.

Nosso objetivo: ela se exibe para outros homens, provoca-os, lança olhares de promessa. Resultado obtido: tesão, muito tesão, tanto para ela como para mim. A transa subsequente à exibição é cheia de desejo, volúpia, tesão, fogo ardendo em nossas entranhas.

Há vinte dias atrás, aproximadamente, saímos à caça.

Aqui em Curitiba há um belo parque muito movimentado. Chama-se Parque Barigui. Curitiba não tem praia, mas tem o Parque Barigui, onde a paquera corre solta.

Nos bares existentes a galera se reune para beber, conversar e namorar.

Chegando ao Parque Barigui paramos junto a um desses bares. Algumas mesas ficam colocadas externamente e numa delas estava sentado um senhor forte, grandão, já passando dos quarenta anos, tomando cerveja. Foi a "vítima" escolhida. Minha mulher, de dentro do carro, começou a olha-lo. Primeiro de forma um pouco discreta e a medida que ele passou também a olhá-la, de forma mais aberta. Os olhares de provocação dela iam aumentando aos poucos. Um leve sorriso, um olhar mais insistente, uma passada de língua pelos lábios. Eu, ao lado, observando e incentivando:

- Dá bola pra ele amor. Se abre pra ele.

Ao mesmo tempo eu perguntava para ela:

- Você daria pra ele? Você teria coragem de tirar a calcinha pra ele? Você deixaria ele enfiar a pica em você? Você chuparia o pau dele?

E ela respondendo sempre de forma afimativa:

- Claro, dava tudinho pra ele. Chupava e lambia ele inteirinho. Deixava ele enterrar a piroca na minha xoxota.

A cada resposta dela meu tesão ia aumentando. Meu pau parecia que ia estourar de tão duro.

O sujeito sério, olhando, mas sem entender muito bem nossas intenções. Aí eu fiz um sinal de positivo para ele com o meu polegar.

Passado um certo tempo, vendo que o jogo não evoluia, saí do carro e fui até o sanitário do bar, deixando minha esposa no carro sozinha. Pensei que talvez ele se dirigisse a ela para conversar, mas...

O sujeito era muito tímido e não arrastou o pé de onde se encontrava.

Naquele dia resolvi que o nosso jogo tinha que evoluir um pouco. Só a paquera já estava virando rotina. Voltei ao carro e anotei num papel o fone celular dela. Fui até a mesa do cara e entreguei o papel dizendo que ela tinha pedido para ele ligar em seguida. Saímos dalí e paramos um pouco à frente.

Não sabíamos se o ele ia ligar ou não. Ficamos na expectativa. Não deu dois minutos e o sujeito ligou. Pedimos para ele vir até o nosso carro, que estava parado a uns 70 metros. Passei para o banco de trás. Ela ficou na frente. Ele chegou até a janela do passageiro, onde ela estava, e começamos a conversar. Convidei-o a entrar no carro e ele sentou-se no banco do motorista, ao lado dela. Falamos que éramos casados e que gostávamos de criar situações prazerosas como aquela. Ele comentou que também gostava de jogos de sedução, mas que sua mulher era muito retraída.

Eu me debrucei sobre o banco onde estava minha esposa e comecei a fazer carinhos nela. Passar a mão em seus cabelos, pescoço, orelhas, fui descendo, coloquei a mão por dentro de sua capa, desabotoei alguns botões. Fui colocando minhas mãos por dentro do sutiã dela, comecei a acariciar os seus seios. O cara começou a alisar o pau por cima do agasalho. Já dava pra ver o volume crescido entre suas pernas. Minha esposa, muito gulosa, já estava de olho no tecido meio levantado da calça. Ele, delicadamente, estendeu a mão e fez uma leve carícia no rosto dela. Ela apertou a mão dele contra o seu rosto.

Não demorou muito e ele dirigiu a mão dela para dentro da sua calça. Ela apertou o membro dele com força e ele fez cara de quem estava gostando. Ainda era dia claro mas mesmo assim ela abriu o casaco e deixou a mostra a sua lingerie preta em contraste com a sua pele alva. Ele sacou os seios dela de dentro do sutiã. Eu, no banco de trás, comecei a me masturbar.

Uma mão dele amassava os seios dela e a outra se enfiava entre suas coxas, afastando-as, com seus dedos se perdendo por dentro da calcinha preta.

Ela começou a gemer, contorcer-se, virar os olhos. Seu rosto expressava prazer, desejo, tesão.

A mão dela segurava o membro viril daquele estranho. Nossos jogos, até esta ocasião, haviam acontecido sem contato físico.

Trocavam movimentos de vai e vem numa masturbação recíproca. Gozaram. Ele pediu a calcinha dela, ela tirou e ele limpou-se com a calcinha dela.

Pedimos a ele para que nos telefonasse dalí uns dias para que fôssemos num motel.

Ele desceu do carro, deu adeus para nós, sorriu satisfeito e nós fomos para casa dar uma bela transada, ela vestindo a calcinha suja de esperma daquele estranho.

Estamos aguardando que ele nos telefone para irmos ao motel, os três.

Se tudo der certo ela vai VESTIDA PARA METER.

Comentários

26/11/2008 16:28:12
me add ae gata ok vc nau vai se arepender [email protected]
15/07/2008 16:22:32
Muito bom seu conto, excitante, é como nosso amigo disse, as pessoas entram para corrigir erros e não ficar excitadas.. que coisa, eu não ô nem ai pra ortográfia eu quero compartilhar essas experiências... nota 10
14/07/2008 21:28:45
se vc quiser um participante para ir ao motel para meter na sua mina,pode me ligar,ou entre em contato comigo no meu e-mail.Garanto que ela vai gostar,vou meter tão gostoso nela que ela vai falar assim: --mete mais vai..me come..Quero gozar gostoso.. Ela vai adorar..o meu cel é e meu e-mail é [email protected]
10/07/2008 01:54:01
MUITO BOM O SEU CONTO, SEMPRE TIVE VONTADE DE FAZER ISSO MAIS MEU NAMORADO NUNCA PERMITIU ABRAÇO
06/07/2008 11:16:16
Conto muito bom, só acho estranho que as pessoas entram aqui preocupadas em procurar erro dos outros e não sentir prazer pelo que foi narrado.
26/06/2008 15:17:29
Oi, último sedutor. Concordo com o prazerosas, mas barezinhos não é utilizado na linguagem do dia a dia. A propósito, um dos seus contos, aquele da limousine, contéma lguns erros de português, como por exemplo "está na casa dos 40", ao invés de "estar na casa dos 40", já que era uma exigência que estava sendo realizada. Obrigado.
26/06/2008 14:48:05
A idéia do conto é interessante e excitante. Quero ler a continuação mas a ortografia precisa ser melhorada. O plural de barzinho é barezinhos, prazeirosas deveria ser prazerosas, derivado de prazer e não de prazeir.
26/06/2008 14:45:40
A idéia do conto é interessante e excitante. Quero ler a continuação mas a ortografia precisa ser melhorada. O plural de barzinho é barezinhos, prazeirosas deveria ser prazerosas, derivado de prazer e não de prazeir.
26/06/2008 14:42:35
A idéia do conto é interessante e excitante. Quero ler a continuação mas a ortografia precisa ser melhorada. O plural de barzinho é barezinhos, prazeirosas deveria ser prazerosas, derivado de prazer e não de prazeir.
30/05/2008 13:54:02
Bem narrado
27/05/2008 22:34:03
A idéia é ótima, mesmo que particularmente eu seja egoísta demais na hora do sexo e não aceitaria dividir uma parceira, mas o conto é bopm e dá tesão. E não liga pro Ale não, como o cara dá zero pra todo mundo acaba não fazendo diferença!
27/05/2008 19:44:03
Tem um merdinha de um tal de Ale que deu zero para este conto. Fui ver o que ele já escreveu e não encontrei nada. Só pode ser sacanagem
27/05/2008 19:42:26
Tem um merdinha de um tal de Ale que deu zero para este conto. Fui ver o que ele já escreveu e não encontrei nada. Só pode ser sacanagem
20/05/2008 14:57:06
Quero trocar experiências de exibicionismo com vocês, também sou de Curitiba. [email protected]
09/05/2008 20:52:00
Valeu pelo elogio, Leo. Teu conto ficou um pouco curto demais, não achou? Não dava pra revelar mais detalhes interessantes? De qualquer forma, é de muito bom-gosto e bem escrito, linguagem sutil do jeito que eu geralmente gosto. Tu gosta mesmo dum chifre, né? Estou escrevendo algo com o tema; depois dá uma sacada. Por acaso você mudou seu estilo? Os outros que li eram mais esculhambados, não? Um abraço, colega.
09/05/2008 20:19:02
Bem narrado. Nota 8
09/05/2008 09:00:35
Me da o telefone de sua gata que eu vou realizar todas as fantazias dela!!Me add no msn [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


doce nanda parte cinco contos eroticosos melhores minetes com o caralhinho no cu pornoContos eroticos.Sou casada provoquei um velho cacetudoeu quero ver vídeo mulher tomando banho com aquelas calcinha largapornos de cornudos a serem enrrabadoscontos domestica me viu to cando pueta em familiaporno com novinha goszando na buceta na boca da outraqual a função de um corno manso assumidovideos de novinhas perdendo o selinho e chorando na hora que o pau entra na bucetinha viagem delasporno conhecendo minha primavideos e tags de coroas sentindo tesao vemdo filme de fodacontos erotico minha esposa rabuda e meu tio 8Filme potnou com muljetesdeixei meu tio chupar meu peito e ele ficou batendo uma no pau dwmulher com mulher pode uza bolinha vaginasirmãzinha viu papai comendo titia e quis tambémfui me depilar no salão e ganhei uma chupadacontos eróticos os melhores eu e minha esposa recebemos uma visita de um casal de idadeespiei a minha madrasta gostosa e fiz um vídeo caseiro delavídeos porno caseros esposinha fazendo suruba com 3homcontos eroticos strip poker com minha namorada e cunhadaQuadrinhos eróticos meu padrinho pauzudo me comeuvirei mulher na cama contos wgang gang varios machos da familia italiana fodendo minha filha putacontos de incesto mãe ensinando filha a da bucetinha na infânciaxvideo damçano de saimha sem calsinhavelhas coroas gostosas sentadinhas no colo sendo enrabadascontos de mulheres que virao cenas de casais transando e se masturbarao conto filho pirocundo dando banho na maemulher sadica conto eroticofilmes pornodoido dbsm com uma branquinha doida para ver o pau do negrao entrarcontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramContos eróticos cumendo minha mãe e irmãrabinhos e xoxotinhas arrombados por picas super grossa e cabeçudacontos sobre chantagiei minha tia e q comixporno novinha tomando banho de porta aberta ai o seu irmão entra e ver ela e fica de queixo caído com o que ta vendo lambendo dedo com coco scatmulher secura na pica do negao quando encosta no cuvisando dentro da bucetasfilha um dia essa buceta vai ser minhaContos eroticos minha mulher e minha irma dividiram a piroca enormeContos reais de sodomiabucitnhacontos pornos cuidei de mamaeerotico filha da um beijinho nele"padre não é homem""atolado no meu cuzinho"contofudi minha cunhadamulheres que sem peseber motraram a buceta nos onibusvideos gratisminha esposa virou putinha dos meus amigosContos eróticos de incesto entre familias aonde todos mamam e foden em todas as posiçoes possiveis e de todo o jeito em orgiassafada de saia curta e vizinho olhandomulher faze do sabao segano boceta da outaconto erotico amiga da esposa da muito molemulher tomam do tiro nabuseta de revolverComo perder o bv comendo o vomito e cagando no ventiladorvideos porno fodendo mae emprensadaporno mae e filha oubrigada pagar agiotaporn xxx mulher paga divida e corno vendo ela chorar de doresposa novinha do bundão grandão nua despeito.dei o cu pro cachorro e acabei engatadomulher gosando de mas qe xega espirra lange.comfilha minha femea contoflagrei a cunhada f****** Conto Chinêspeguei meu padrasto transando com meu vizinho e fiquei com tesaoBoquete gay com marginal agressivohistoria de genro homem hetero transando com sogro homem heteroConto gay viagem Onibus leitohttp: // venus. workupload. com/ image/Siu76V3Ucontos gay. meu vizinho de 12a me comeu.contos eroticos numa ilha desertaRasguei a buceta da mendiga com a mao contospai mamou minha rola sexocontopediu para fazer anal ,e cacou no paunao aguentou@nubianinfa.comincesto no colo do papai tomando cafe sem calcinha