Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Estupro anal de Liliane

Autor: felipegador
Categoria: Heterossexual
Data: 15/05/2008 13:44:19
Nota 6.67
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Liliane é uma jovem senhora. Casada e mãe de família, ela trabalha como secretária de uma Escola de Música, próximo à minha casa. Certa vez, viajamos lado a lado num circular. Comversamos um pouco sobre vários assuntos. Política, religião, música, etc... Ela mostrou-se ser bem simpática. A partir daquele dia, Eu fiquei louco para dar umas apertadas, bolinadas e encoxadas num delicioso rabo dela. Quem sabe, até enrabá-la de jeito?! Liliane tem um bundão muito carnudo. O Sonho de qualquer encoxador...

> Certa vez, eu voltava para casa, depois de um cansativo dia de aulas e provas. Peguei um circular que me levaria até o meu bairro. Apesar de não estar lotado ainda, não havia assentos desocupados naquele busão. Bem, `a medida que o tal busum circulava, mais e mais pessoas embarcavam nele. Não demorou muito para que o corredor do circular ficasse lotado... De repente, eu avistei Liliane em pé no corredor. Ela trajava uma calça de lycra bem apertada de cor preta . Sua bundaça parecia querer rasgar aquele tecido. Pouco a pouco, eu fui me chegando para trás dela . Notei que havia um moleque dando leves encoxadas nela. Pela cara de Liliane, ela não tava gostando daquela situação. Conseguí parar bem atrás dela, e ao lado do tal moleque tarado, que nem eu...Tratei de cumprimentar "minha amiga" para sentir qual seria sua reação. Ela fez a maior "festa". Ficamos conversando fiado, enquanto, de vez em quando, eu dava umas encostadas no rabo dela... Logo, reclamou do aperto do busão, das encoxadas dos tarados, etc. O moleque se tocou, e foi saindo de fininho de trás dela...

> Pra sorte total minha, bem à frente de Liliane havia uma senhora conhecida dela. Aos poucos, ela foi proseando com a tal senhora,se esquecendo de minha presença por trás dela. Fui encostando o meu pau duro com bastante cuidado no rabo dela. Liliane sentiu minha tora, roçando suas carnes traseiras. Tentou dar uma discreta fugidinha dos meus ataques, mas não reclamou de nada. Coloquei a mão esquerda sobre suas nádegas, passando a alisar com calma e leveza seu rabão. Eu sentia a marquinha de sua calcinha nos meus dedos. Apesar de se mostrar incomodada com a situação, Liliane parecia não fazer muita questão de me tirar do seu rabo . Continuava a conversar com a sua conhecida. Seu rabo chacoalhava bem no meu pau duro a cada balançada e freada do busão... Aquilo me deixava louco de tesão. Cheguei a por o dedo indicador bem no meio do regão quente dela. Afundei-o bem devagar, dando uma dedada bem gostosa nela...

Notei que o tempo lá fora começou a mudar. Caía um verdadeiro temporal com trovões e raios . Escutei da voz de Liliane que ela ainda teria que passar na Escola de Música para deixar um documento para sua Patroa . Segundo ela própria, amahã pela manhã cedo, sua patroa iria precisar do tal documento... Lembrei-me na hora que a tal Escola ficava localizada num lugar esmo, meio desabitado... Comecei a ter idéias malígnas e pensamnetos mais desejosos sobre a bunda de Liliane. Enquanto sarrava nela,eu pensava - "E se eu a seguisse até a Escola? E se eu conseguisse enrabá-la por lá?"

> Poucos minutos depois, Liliane conseguiu sentar-se ao lado de sua conhecida. Acabou-se o meu sarro,mas eu fiquei por alí mesmo, esperando a hora dela descer.... E fomos adiante...

> Assim que Liliane, levantou-se, puxandoa cordinha do busão para descer, eu fui atrás dela. A chuva não parava lá fora... Descemos juntos. Liliane corria pela calçada no sentido da Escola de Música. Eu, por minha vez, a seguia com toda velocidade... Ao chagar na calçada da Escola, notei que não havia ninguém nas redondezas. O lugar tava deserto e escuro, quase por inteiro. Havia pouca iluminação, pois dois postes estavam sem luzes acesas... Sem que ela me percebesse, eu dei-lhe um forte empurrão para dentro da Escola. Liliane caiu esparramada e debruçada no chão frio. Caíram alguns objetos que estavam em sua mão. Pulei por cima dela, imobilizando seu corpo. Liliane começou a gritar por "socorro! socorro! socorro!" . Dei-lhe dois bofetões por tras da cabeça, ameaçando espancá-la, caso ela continuasse com aqueles gritos escandalosos . Chorando sem parar, Liliane não ficava calada. Dei-lhe um puxão nos cabelos, avisando que eu iria comer seu rabo... Daí, passados alguns segundos, ela, obedecendo ao que eu lhe ordenava, foi se entregando aos meus comandos. Fomos para uma sala de piano bem espaçosa . Aos prantos, ela tirou a calça e a calcinha, oferecendo-me o rabão carnudo. Fiquei sem entender nada, pois de um minuto para outro, Liliane virou uma vadia safada. Ela mesma ficou de quatro pés no chão daquela sala, tricando os dentes, enquanto dizia-me "Vem. Vem Seu Filho da Puta... Vc quer minha bunda? Então, vem. Mete tudo, seu merda!".

> Aproveitei o momento, cuspí bem na cabeçorra do meu caralho duro, e fui penetrando aquele rabo carnudo da secretária... A cada socada mais violenta que eu dava no regão de Liliane, ela gemia gostoso, pedindo para eu "não parar" . Fui socando minha pica naquele cuzão com toda força... Apesar da dor que eu sentia, eu não queria parar de meter naquele rabão.... Seguí, empurrando minha rola até o talo para gozar bem gostoso. Liliane voltava a gritar. Só que agora era de gozo e prazer... "Eu tô gozando! Eu tô gozando...Eu tô gozandooooo" - assim ela repetia esta frase seguidamente... Que enrabada maravilhosa.

> Liliane começou a ter uma crise de choro, simulando um arrependimento ou remorso. Claro, eu não acreditava naquela farsa. Fingida e Mentirosa! Depois, Ela vestiu -se de forma rápida, e saiu correndo para fora da Escola. Ficou tão louca que nem lembrou-se fechar a porta da frente. Eu que passei o cadeado do portão... Eu hein... Que mulher mais louca.... Porém, ela foi deliciosa no sexo anal...

Comentários

03/07/2008 14:50:02
cara não gostei do seu conto,sou contra a violencia.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


vídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalvideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutaCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHASposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularcontos eróticos de marido chega em casa e escuta sua mulher gemendo e brexa o cara comendo o cú delahomem empurra na vara na jumenta até gozarhistorias eroticas enteado bem dotado fudendo o cu vugem da madraatafime porno marido infindo garrafa no cu da esposa safada de saia curta e vizinho olhandolesbica transando com a amiga ate ela vira o zoinhocontos comendo minha vizinha negra bundudame empreste magrinha abrindo a b***** com pau enorme do negãoesperei meu tio viajar para comer o cuzinho da minha tia gostosonaconto casada novinha e comida pelo traficante pausudo a forcaposicao frango assado putaria brasileira pra salvar no celularmulher querendo fazer zoofilia no Rio de Janeirowattpad contos eroticos pai e filhasmeu padastro ne colocava para xupar a sua rola ele fala engole sua putinha todo este leitinho q eu gardei para vc sua putinha em portuguesfotos de bucetas lusinhas brancas rosadassexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaquero ver um vídeo de mulheres transando com cachorro t***** de quatro com a bunda empinada engatada e urbano gaycontos eroticos meu empregado de piça ggputinha gostosa de blusinha regatinha e shortinho socado na ruaeu juro que meu sogro me fudeuo playboy e o menino da favela casa dos contosmeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticogostaria que você mandasse primeira foto do Biel batendo punheta peladocontos porno gay "meu novo amigo e eu"porque os atores de porno ficam mais tempo enrijecidosmulher encapetada sexoleitinho do papai contos gayComtos Eroticos filho de menor fodendo mae gostosonaSomente contos reais de marido chorando e ecitado que chega em casa e pega esposa trepandocontos eróticos minha mãe parte 4mulher que encolheu todinho com ponta do rabo XVídeos brasileirocontos aiiiii hum aiaiavideos caseiros de estrupos de vuneravrlnao acreditei mas o pirralho meteu a pica na minha bucetacrossdress historia betinha 25doce nanda parte cinco contos eroticosvideos de coroas homens procurando coroas de zendo taduedocontoserotecos minha mulher com bunda cheia de porracontos na despedida de solteira dei pro negao bem dotadoComo devo uza vazelina navagina para lubrifica?caderante. rabudas de. porto alegrenovinhas.abrir.buzentacontos de homem que puxa e mama os mamilos enrijecidosBaix porno emprensando na paredevįdeos porno com prętas atraves da paredesou casada o meu cunhada me estorou a bucetinha contoscontos de cunhado que comeu a cunhada e ela nem percebeupornô doido de cetona de mini saia sem calcinha sentando na rolavendo minha esposa se esfregar noutro macho no forro contos pornoFotos d padrasto comendo imtiadosgarotinhas bem novinhas descubrino otezaofudi ela e o namorado delahistoria de genro homem hetero transando com sogro homem heteromeu cu fico largo contos gaygostosa gordinhas tirando cabeçaesse cachorro foi preparado para fuder buceta de mulhercontos eroticos nunca pencei disperta tesao en outro homem com minha bundaadorei a enconxada que ele medeu erotico aldilekes cantando juntos no pornodoidoConto incesto garota de 09 aninhos popozudafamilias nua praia de nusdemostia de leg balacado as pernas abertas xv.conto erotico a menina crente classicominha irma e casada mais e putacontos eróticos loba adoro inversãoestrupoanal abuso