Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Minha Prima de Primeiro Grau

Autor: singollo
Categoria: Heterossexual
Data: 26/05/2008 12:31:46
Nota -

Eu e Minha Prima de Primeiro Grau(Parte Um: O Motel) Pois é quem diria que um dia eu participaria deste site, mas vamos lá.Certo dia durante as férias minha prima veio passar uns dias na casa de uma tia nossa, irmã de meu pai, em uma cidade próxima, alguns dias depois elas ligaram avisando que viriam passar o fim de semana aqui para poder levar minha prima a praia, até ai tudo bem, quando moleque já tinha dado uns beijos nessa minha prima, passei três meses fazendo um curso em sua cidade e dava uns beijinhos nela, apesar de todo mundo desconfiar da irmã, mas isso não vem ao caso.Mas dessa vez seria diferente, ela estaria em meu território, e agora já estávamos mais crescidos, confesso que fiquei ansioso com a sua chegada, mas a hora foi passando e nada, já tinha largado mão quando o telefone toca e meu pai sai para busca-las na rodoviária, eu lógico fui junto, e enquanto meu pai estacionava o carro eu entrei na rodoviária para acha-las, e foi quando eu vi o quanto a minha priminha estava gostosa, nossa, mais magra, cabelos compridos, mas o mesmo olhar selvagem, para evitar descrições vou resumir dizendo que ela faz o estilo baixinha gostosa que todos nos homens admiramos, beijinhos de oi, prima, tia, tudo bem vamos pra casa, muita conversa e alguns olhares para minha prima, eu sabia que alguma coisa ia rolar, seus olhares indicavam que o clima que rolou em sua cidade ainda estava no ar.Depois de muita conversa vim para o quarto e enquanto fuçava o micro escutava um sonzinho, então ela abre a porta e entra, logo depois aparece meu pai “Vou fechar a porta por causa do som...” nossa tudo estava a meu favor, deixei-a na cadeira do micro e sentei na cama, e conversa vai conversa vem eu tentava beija-la e ela esquivava apontando pra porta, que alguém poderia entrar, a noite correu e todos já estavam acomodados em seus quartos, minha prima dormiria na sala, mas por enquanto ainda ficaria um pouco comigo no quarto, ela foi ao banheiro e aproveitou para comprovar que todos estava realmente dormindo, quando voltou eu senti que ia ser naquele momento, eu estava na cadeira do micro e ela veio e sentou-se no meu colo e começamos a nos beijar, muito, tínhamos a mesma liberdade que tínhamos antes, mesmo em três anos sem ao menos nos falarmos por telefone, nossa como nos beijamos, eu mordia seu pescoço ela lambia meu rosto, eu acariciava sua virilha, ela obviamente sentia minha excitação encostada em sua bunda, as vezes chegava a encostar a mão em sua xaninha e ela não parecia que iria me impedir então coloquei a mão dentro de seu short, e depois dentro da calcinha e sempre nos beijando com uma mão eu a abraçava e com a outra acariciava seu sexo, ela segurou minha mão, quando pensei que era pra parar ela me ajudou segurando o short, mantendo-o levantado para que eu pudesse toca-la, e quando ela começou a gemer baixinho no meu ouvido não agüentei mais pedi para ficar com ela naquele momento, ela assustada não quis, disse que alguém poderia chegar e que era muito arriscado, fiquei meio decepcionado mas meu coração bateu forte quando antes de sair do quarto ela virou “Amanhã a gente vai ter o dia todo...” Então chegou sábado, eu tinha de trabalhar e só voltaria as 19hs, nunca desejei tanto voltar pra casa cedo, pra minha surpresa quando chego em casa estavam todos muito bronzeados, meu pai havia levado as duas para praia, minha prima havia ficado morena com um tom avermelhado na face, nossa fiquei louco com aquele olhar selvagem e aquele rostinho corado, tinha que arrumar um jeito de ficar a vontade com aquela mina, logo sugeri que sairíamos naquela noite e que eu a levaria nas casas noturnas mais badaladas da cidade, todos gostaram da idéia e até sugeriam que minha tia viesse junto, e logo fui dizendo que só voltaríamos depois da 7hs da manhã o que a desanimou na hora, depois de algum tempo já tinha tomado banho e me arrumado estava esperando minha prima na sala quando ela sai do quarto de meus pais, arrumada, com uma blusa azul decotada e uma calça jeans daquelas bem justas, uma sandália de salto que a deixava quase da minha altura, maquiada levemente, e seu perfume...sem noção...procurei disfarçar fingindo estar com pressa pois já passava de meia noite, e saímos...na escadaria mesmo já estávamos nos beijando, depois ela limpou o batom de minha boca e saímos, confesso que estava de ônibus, no ponto ela me disse que estava com vontade de conhecer esses lugares que eu tanto falava, eu disse a ela que a levaria a um motel, e ela sorriu não acreditando, quando o ônibus chegou a uma avenida onde ficam os melhores motéis da cidade eu fui lhe mostrando um por um, ai levantei e saltamos, ela sempre me perguntando onde iríamos, os dois andando de mãos dadas como um casal de namorados, caminhando, até quando passamos na frente de um motel eu entrei e a puxei pra dentro, ela não acreditava, não conseguia nem olhar para a atendente, só se soltou depois, já dentro do quarto, ali foi o ponto máximo da liberdade, eu a despi deitada na cama ela fascinada com o espelho no teto, depois me despi também e ficamos nus nos beijando e nos acariciando, e entre uma palavra e outra fiquei sabendo que minha priminha gostosa apesar de ter certa experiência sexual, não curtia nada de diferente, oral, anal, nada disso..só o básico mesmo, tudo bem, ainda era sexo, mas sabia que não seria a mesma coisa, ela pediu pra eu colocar a camisinha, eu percebi que ela estava pronta, iniciamos o bom e velho papai e mamãe, eu demoro muito pra gozar e pelo visto ela também demoraria, mas com o tempo fui vendo que ela estava meio seca ainda, e ai veio tudo por água a baixo, me pediu pra tirar pois estava ardendo, que fazia muito tempo que ela não fazia sexo e que estava como quase virgem, confesso que só me decepcionava com aquela mina na cama, me assustei quando ela quase chorou de dor ao sentar, dizendo que estava passando mas que ainda ardia muito, depois de uns minutos sugeri um banho, o que ela topou mas com cuidado pois não queria molhar a cabeça, outra decepção, saímos do banho fraquíssimo e nos jogamos na cama, ficamos ali nos acariciando e nos olhando no espelho sempre a beijando fui descendo pelo seu corpo até ficar de frente pra sua xaninha, ela me advertiu que não gostava quando eu enfiei a cara entre suas pernas e lhe dei um show de língua, ela gemia e gemia enquanto eu chupava aquele grelinho e enfiava a língua em sua xaninha, agarrava minha cabeça, me laçava com as pernas, podia sentir seu sexo molhadíssimo, agora estava correndo tudo bem, quando ela se assustou com o toque do interfone avisando que já terminava o tempo, ai quebrou o clima, nos recompomos, nos vestimos, nos arrumamos e saímos, o resto da noite passamos em um barzinho a beira mar e depois voltamos pra casa, mas ainda na garagem do prédio começamos um sarro, dessa vez ela acariciava meu pau por cima da calça eu louco de tesão e com dor no saco por não ter gozado no motel, abri a calça e botei pra fora, ela o segurou e iniciou uma punheta, ainda pedia que ela chupasse mas ela negava, ficamos ali nos beijando e ela me masturbando até quando eu gozei, percebi seu olhar ao ver meu pau ejaculando, soltando espasmos no chão, ela olhava fixamente, gostava de me ver sentir prazer, depois disso subimos e a noite acabou...e esse conto acaba aqui também, para não ficar chato e repetitivo vou dividi-lo em algumas partes, lembrem-se que esse foi só o primeiro dia de uma semana...até o próximo conto...

Comentários

01/11/2008 17:26:32
Este conto merece nota 0 (zero) porque está na categoria errada! Primo com Prima NÃO é incesto!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


pornor doido homem batendo poleta no banheiroPadrastro fódendo o çuEu quero assistir vídeo de pornô de mulheres de corpo estrutural gostosa bundona com sono televisãoconto de arrombaram o meu cu me dando dinheirovideos de coroas homens procurando coroas de zendo taduedoContos eróticos: Rabetao da minha sobrinha sarrando na minha picaporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhover somete vidio duas pica grade na buceta virger saiu sangecontos eroticos cu apertado.da maeanythingcoletanea dechupada no pau ate goza aboca cheia de porraO Ativão do Morro 2 - Casa dos Contosporno doido travetis fundenotorando a gordinha escandalalosavídeo pornô uma atividade Bonde da três sobrinhos até f****garotinho loirinho de treze anos se descobrindo que e gay e tranza com seu irmãozinhox vdeos novinhas mostrando busetinhacadela lambendo o meu cacete e fudendo conmigo videona cama o lençol manchado revela o fato consumado fizemos um amor gostoso transando sexo faladocoletania de negao socando ate o saco nas esposas gringas com vestidos pornofesta de cdzinhas no cine porno 2017baixar vídeo pornô coroas esfregando na caixaconto incesto sempre que vejp minha irmã fico de pau duro e ela cheia de tezaocadela lambendo o meu cacete e fudendo conmigo videoTHeo eTonnySo mete movimha na pica duracontos eróticos meu cunhado pausudo mi arronbou todos os buracos 100 foto chupando seiofugio da aula para da buceda e leva gozada tendroContos Gays Sobre Valentoes : Casa Dos Contosponto não. quebrau. cabaso da vigecontos pornos cuidei de mamaeaninha e meu tio cacetudo com foto e todos os contosspedreiros caminhoneiros e peões de obras c********* comendo v******* contos eróticos gayshomem nu vi fugindo de cachorro dentro de um quartos com uma mulher so com a vaginas do cu de fora aí eles fazem sexoVale de mulher pelada transando com homem chupando o pinto e razão na carecaContos eroticos com o dono da verdureiroxvidio mocinhacontos eroticos da secretaria crente e timidaxxvideo convite discreto amadorincestocrenteinsesto istorias eroticas pai filas novinaso corno saia pela porta da e o amante entrava pela janela pornocontos e histórias de pai tarado não aguentou e comeu a filha de sete aninhos gostosinhaS-&-w- Casa Dos ContosRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamentecomi egua nova contomanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5meu primo tirou minha cueca e cheirou minha rolacontos eroticos vania minha meia irma 2bunda nervosa caralho gozoumeu cu geme pornoUm hétero machista e homofóbico apaixonado por um índio 4dando a boceta pro namoradoprimeira vez novoler contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtoSou tarado por beijar pezinhos com rasteirinhasxvidios vidios homem goza no cu da puta e ela comtinua chupando ate ele goza dinoboporno levei um amigo pra minha casa ele ficava elaporno mae Chaegando em casacontos eroticos fudeno a novinha de 17aninhosMania de fica pelada acabei dando pro meu paiporno sombra brasileiro pauzudo so com vovo 60anosbotou a calçinha de lado e mostrou abuçetaCONTOS ERÓTICOS DE MOTORISTA FANTÁSTICOScomeram minha buceta no carnavalcontos evangelica quarentona goza gostosovideocurto brasileiro de corno humilhadoContos eroticos da mãe quando ve seu filho de cueca fica louca pra acariciarporno muler de roupa transparente mostando a calcinhaxvirma punheta toma leiteTonhão transa com sua cadelacirleia bucetuda