Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Mel inesquecivel II Parte

Autor: Bada
Categoria: Heterossexual
Data: 04/05/2008 22:31:49
Nota 10.00
Ler comentários (1) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Mel é uma mulher especial. Ela é daquelas que não consegue andar sem aquele rebolado de femea gostosa, nenhum homem consegue deixa-la passar despercebida. Ela sabe que é gostosa.

Ela é uma falsa magra. Uma mulher madura, bonita, morena clara, cabelos pretos, corpo esguio e proporcional. Seios firmes, lindos e gostosos de se pegar, acariciar e beijar, uma bunda linda, cheinha e arrebitada, o sorriso dela derrete qualquer barreira.

Já fazem quase 30 dias, que não a vejo, que eu não a tenho. As lembranças do nosso primeiro encontro estão gravadas de forma indelével em minha memória, nunca vou conseguir esquece-la. Uma mulher inteligente, agradável, experiente, bem humorada. Uma mulher que sabe ter e dar prazer, sabe o que quer da vida.

Ao longo desse tempo nos agüentamos em telefonemas, sexo falado em longos e quentes interurbanos e mensagens via e-mails, nada disso foi suficiente para aplacar a vontade de nos reencontrar, de transar, trepar, beijar, morder e lamber um ao outro, como da primeira vez.

Eu estava até preocupado, será que conseguiríamos igualar o primeiro encontro?

Havia sido tão bom e prazeroso que tinha minhas duvidas se seria possível ser igual, parecido ou mesmo superior.

O segundo encontro, foi marcado para uma outra cidade, nem a minha e nem a dela. Um local desconhecido para ambos. Eu achei ótimo, porque não haveria espaço para dividi-la com ninguém. Ali, seriamos dois desconhecidos na multidão.

Por ser relativamente perto de sua cidade ela iria de carro e eu, a mais de 1.500 km de distancia, teria que ir de avião.

Escolhemos um hotel simples pela internet, reservamos o apartamento para três dias de encontro, um final de semana prolongado.

No aeroporto, aguardando o embarque, a ansiedade era extrema e as mensagens que ela enviava chegavam uma atrás da outra. Cada uma mais, sensual e provocante. Eu, no salão de embarque me ocupava de responder as mensagens com uma dose ainda maior de sensualidade e provocação erótica. Ela dizia:"Estou desejando o meu sabor, num beijo teu, quero sentir sua língua em minha pele....no meu corpo" e eu: "Também por dentro de você?" E ela: "Vou de engolir todo..." E eu: Me espere sem roupa nenhuma, sem calcinhas, sem nada." Ela: "Nua, para ser devorada por um macho gostoso" Eu:"Me aguarde..." Chamaram para o embarque e determinaram desligar os celulares.

Nossa relação transcendeu todas as expectativas. A saudade era enorme, do seu cheiro, do seu jeito, do seu perfume, do seu abraço, do seu beijo, do sexo sem limites, de tudo.

A dor da saudade torcia e ardia meu interior, a vontade de reve-la era mais forte que minha razão. Ela era a paz, a felicidade o prazer e o gozo mais profundo, a mais incrível sensação de entrega mútua e cúmplice que já havia sentido até então.

O vôo? Nem vi, passei o tempo todo sonhando com o reencontro, com o abraço que ia lhe dar, com o beijo, o amasso. Imaginei rasgar suas roupas, se as usasse, imaginei penetrando-a firme e carinhoso, profundo e lento, gostoso e louco. Ali mesmo, em qualquer lugar em que a encontrasse.

Do aeroporto ao hotel, no táxi, não conseguia entender nada do que o motorista tentava me falar, todos os meus sentidos estavam voltados para um único objetivo. Era como se fosse de um animal atrás de sua presa, como se buscasse sentir no ar o cheiro ou alguma pista de sua presa.

Passei na recepção do Hotel, peguei o elevador. Meu coração palpitava tanto quanto meu tesão por revê-la, eu arfava e respirava com dificuldade e ânsia. Apartamento 402, parei defronte a porta e bati, a porta se abriu pouco depois.

Entrei, ela atrás da porta, nua, esperando, me olhou suplicando. Olhei seus olhos com carinho, peguei-a e a levantei pela bunda, meti a língua em sua boca, agora não éramos mais dois apenas um, não respirava mais, não havia mais o chão, mais o teto, mais a porta e o mundo, embarcamos num louco carrossel, desvairado e desesperado dos amantes afastados, mala ao chão, camisa, calça, sapatos e meias, tudo sem coordenação, sem lógica, de maneira angustiada e disparada.

Caímos na cama. Oh Deus! Que saudade... Boca, pescoço, seios, barriga, umbigo, ventre, buceta, bunda, coxas, pernas, pés, beijei, lambi e mordi. E ela molhada, melada, escorrendo de tesão.

Primeiro a bebi, a sorvi, e quando ela estava alucinada subi em seu corpo ardente e a penetrei, a sensação era como se o céu se abrisse e me engolisse inteiro, eu a penetrei forte e profundamente, por longo tempo, as vezes mais rapido outras vezes lento, tirando tudo e colocando de novo, devagar mas com firmeza, até o climax chegar e o prazer indescritivel e alucinante nos dominar, ela gemeu e gritou como uma fêmea ferida de morte.

Gozamos os dois, juntos, a mais linda e expressiva marca do prazer a dois. Agora estavamos de novo em paz a calmaria tomou conta da nossa volupia. A calma dos amantes unidos, dos amantes reunidos.

Refeitos, ela me chupou e me cavalgou de frente e de costas, se ofereceu de bruços, de lado e de quatro, sua bunda linda e gostosa, e o seu cuzinho com sede de luxuria. Ela rebolava, se mexia e empurrava tudo para dentro de si. Lambeu-me todo, de todo jeito que ela quis, me arranhou, me mordeu e me beijou o corpo inteiro, gemendo e falando coisas que uma fêmea fala quando se entrega. E gemia eu ela e a cama, trepamos a noite toda, cada vez mais intenso, mais determinado e delicado, vigoroso e carinhoso.

E eu a chupei e a penetrei de todos os modos e todas as posições que um animal macho pode comer uma fêmea, em todas as possibilidades. Ela me engoliu me chupou como havia prometido me levou ao céu tantas vezes quanto quis. Nos comemos e nos lambuzamos a noite inteira. Gozamos, lambemos e nos cheiramos, bebemos nossos sucos até não poder mais. Adormecemos como siameses. E assim foi na manhã seguinte e nos dias que se seguiram.

Tudo superou o primeiro encontro. Essa mulher não existe, ela é um sonho.

Agora estou no aeroporto, cansado, feliz pelos momentos maravilhosos, rindo à-toa, triste e chorando a separação, escrevendo e aguardando o vôo de volta e pensando como será o terceiro encontro.

Comentários

04/05/2008 23:44:46
É tão bom sentir-se assim! Amei a história. Bem escrita e cheia de emoção.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto erotico macho dominador convida amigos pra foder viadinho submissocontos eroticos gaysogronegao colocou td o pau de 45 centi na loiracache:cB0rtZ1uQCMJ:https://zdorovsreda.ru/texto/2015051133japones enchendo cu da japinha dr liquido xvideominha titia se gozando com meu cassetecontos de incesto estava com medo da chuva e dormir com a mamãequero pesquisar filmes pornor com negros super dotados arregassando cu e bucetas de mulheres loiras tirando sangue do cursinho delassogra porno Eça a dormirb******** cabeluda gemendo e chorandoporno pirno buceta saindo gosmahomen toma banho de coeca pica fica dura mundobichaporno abordado da égua rapazfotoporno dotados verdadeiros jegue e nuContos.fonados porno de cornoveterinaria zoofilia conto eroticomeu filho me sondava deu cu do eu comtos eroticospesquisar por mega dotado conheci a menina arranca a roupa dela fica pelada fazendo sexoConto erotico fui enrabada por 5machos a forçafudida por um tio pirocudo contoSaia Desse Barney comendo Vilma na camacontos porque virei crossdressingelementarians casa dis contos eroticoshomemsexo homen em esteio rslais minha enteada da xoxota apertadinha contosvideos de sexo Dono de imóvel comendo o cu da inquilinacontos corno manso ineditoXvideosarretadaporno na fazenda porno doido homem chupanto a buceta ate gozartaComo devo uza vazelina navagina para lubrifica?contos casada encoxada no ônibusbunda nervosa caralho gozoumeu cu geme pornobucetas de gravidas bem inxadas escorrendo gozocontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoela pelada nua mostrando a b***** b***** mulher pelada nua senão tabaca vocês vão sair de ser por nós no parágrafotranquei o quarto comi minha irmã 1minuto xvideoscasadinha pacata contossafadezas com meu cunhadinhovídeo pornô caseiro mulher voltado foi traído e dá o troco e ele transa camisinha se faz para colocar no coloca em quando vê tudo e ela deixa como comer essa p*** para o c**** vem sem camisinhamulher cagando enquanto dava a bucetairma gemeas ciumes por isso se chupam em videos pornomorena deitada para dormir nua e cansada mas seu caozinho nao deixa lanbe sua vagia e ela gstaCONTOS DE SEXO INCEST IRMÃO BAJULANDO IRMAZINHAVanessa queria brincar mais não imaginava que ia encontrar pela a frente um monte de safadinhos taradoscontos erotico cm irmapornozinho.irmao.da.pica.gigante.mente.na.irmaMulher enfregrando a rola do jumento na bucetacontos eróticos chorei gritei esperneei mas aguentei tudo no c*vídeos amador de homem tirando a calcinha da mulher no ônibus e ela fingindo que tá dormindoJoce boqueteiroporno - socando uma pro amigo do marido no ofurorairodigovidio porno das dimenores fasendo sexo da buceta apertadinhavideo porno padastro tomando cafe e entiada estidando pra prova de sainha mostrando a calcinha brancaquero ver um filme pornô porreta Mel com muita mulher gostosa tomando no c* de calcinha de ladinhoeu quero ver as fotos da morena que dançava o Créu ela nua pelada porque sabendo que eras no site que ela ficou feio uma foto de pornô homem para a gente ver aquiconto erotico amiga da esposa da muito molepapai tirou sangre do cu da filinha peituda ponuvideo porn foi arrombada com negao ate cagou e vomitouContos eroticos comendo cu da mamae com o papaixvideos gay fui estuprado por que nao paguei as drogasPica cabeçudas encaixando espertinho na xanaporno esposa de short curtinha na cozinhaContos eroticos de mulheres com grelo grandes gratisgosto de praticar zoofiliapornor doido homem batendo poleta no banheirovidio disexe porno yotubedei para um pauzudo e quase morrinovinha contraída com a cabeça da pica lá dentrotrês machos rasgando o c* da n***** pedindo mais v**** dupla 300 e relaxada aberta chupando sem parar na boca v****Noca vi pau grosso filio vei mifuder na sala estoriasexoalvescontos de sexo depilando a sograver vidio padrasto da pica muito loga comendo a itiada virger o pau entrou de veis ela desmaioucontos eróticos publicadoscontos filha rabuda ninfomaniaca baixar vídeos de irmao comendo a buceta linda e gostosa da irma depois que os paissaemmuler m as calcinhas lancesda xoxotaspassa manteiga no corpo e na busetaxxvideos vídeos porno doido entre cunhadayeezus ana casa de contos eróticosbuceta da linguonaconto patricinha escravaporno de coroucom novinhasnnegão pauzudo estrupa mulher gostosacontos evangelica quarentona goza gostosoporno novinha no malabarismo com duas rolasporno pagando dívida com a mulher e a mae5 contocontos heroticos cuzinho da japinhaassistir o filme de novinha metendo fazendo seu peito e trícepsCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.07mulheres de perna nua com a buceta esgassadavideos porno a namorada trail ele e ele estrupou ela com forcaContos eroticos flaguei minha mae dando pro caseiro e tambem quizConto erotico gay mão bobasou viciada em boquete nao posso vet um pau qur ru chuponó parquinho perdi o cabacinho contos