Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

As meninas mandam e eu obedeço

Autor: zafir
Categoria: Heterossexual
Data: 07/06/2008 09:47:05
Nota 9.20
Ler comentários (8) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Cinco da tarde, em uma sexta feira, me liga a prima do meu cunhado, muito minha amiga e também minha vizinha a Dulce perguntando que eu iria fazer neste fim de semana? Nesta época, tinha acabado de me separar e tanto os meus dias, como os meus fins de semana estavam meio confusos, sem programa, e sem perspectiva de aparecer algo muito bom pra se fazer, respondi - Nada! -Sem programa! - Puxa Roberto, você podia quebrar um galho para nós, Eu e o Paulo, precisamos viajar para Porto Alegre, pois minha Mãe esta muito doente, e nem sei se vou encontrá-la com vida! E a Silvia e a Kate vão ficar sozinhas em casa, e eu estou preocupada em deixá-las assim. Você sabe como são pré-adolescentes. E você como é meu vizinho e amigo nosso, poderia muito bem quebrar o nosso galho e ficar com elas, vamos estar aqui no domingo à noite. - Puxa Dulce, eu me dou bem com as meninas, mas será que elas não vão ficar chateadas com isto? Afinal a Silvia já esta com 16 anos e a Kate com 15 e elas se julgam adultas! - Não, de maneira alguma. Respondeu a Dulce ademais nós já perguntamos a elas o que queriam ir com a gente ou ficar com o tio Roberto?! - Sabe que elas responderam? - Mil vezes com o tio Roberto. - Ele sabe fazer um rango esperto, e é super legal. - Bem, sendo desta forma posso ate ficar, mas no sábado de manha tenho um compromisso, e elas vão ficar sozinhas! - Não tem problema, se você dormir aqui o resto elas se viram. Então ta respondi. _ me deixa preparar algumas coisas lá em casa e logo vou estar de volta! - Fui pra casa pensando que embaraço estava a minha vida, já estava quase um mês sem dar uma trepadinha sequer, e pra melar um pouco mais, serviria de baba - pensei! É, to mal na fita mesmo! Mas fazer o que! Você fica casado, e quando se separa perde o jeito com as mulheres, ainda tentei freqüentar um bailão, mas pô a idade das meninas se somadas chegariam à idade de Matusalém brincando, to a perigo, mas comer uma velha daquelas, prefiro bater uma boa punheta! Mas voltando as meninas, logo que cheguei, elas já vieram e me abraçaram, e sem esperar a saída dos pais já começaram a pedir as coisas. -Tio, faz aquele macarrão com almôndegas? - já começaram a explorar o Roberto né? - Roberto não deixe que elas te explorem! - Pode deixar to atento! Respondi e rindo ao mesmo tempo! Em pouco tempo já estávamos sozinhos nos três. Kate me perguntou se uma amiguinha delas poderia vir escutar musica com elas, esta amiguinha que também era vizinha tinha 16 anos também, seu nome era Bete. Sempre achei a Bete uma maravilha de gatinha, muito gostosa, e tremendamente sensual, tanto a Silvia como a Kate era também deliciosas, mas não tinha a malicia da Bete, logo que chegou me deu um sorriso e um beijo no rosto, e deliberadamente baixou os olhos e olhou para o meu pau pra ver se estava duro, e é claro que não estava, pois não sou do tipo que perde o controle facilmente, mas devo confessar que não sei por quanto tempo eu iria manter assim o meu sangue frio, pois a danada veio com um shortinho de malha todo entalado, e ela percebeu o estrago que fez com as minhas intenções, pois ate agora estava puro como um santo, a partir daquela bundinha sentando no meu colo fazendo cara de ingênua, e ao mesmo tempo encostando o rabinho em mim. E ela na pura maldade, ria muito como se nada fosse com ela. Brincou bastante comigo, e sem mais sem menos, parou e foi ao quarto com as meninas. Eu não podia dar na cara, dei um tempo na sala e com um desculpa já ensaiada, fui atrás delas, mas chegando perto percebi que a porta estava encostada e por causa do carpete elas não me escutaram, e eu pude escutar um pouco da conversa delas, sei que isto não é certo, mas a ultima coisa que eu estava pensando era em ter escrúpulos! Mas o que eu escutei me deixou ainda mais com tesão, Bete estava contando pra elas que tinha ficado com um menino lá do cursinho de inglês, segundo ela, ele era muito bobo, tinha toda pinta de ser o garanhão da escola, mas mal e mal, passou a mão no seio dela. E eu escutando! - mas se vocês vissem o pinto do Juninho! - Era enorme! - ele me pediu pra chupar, e eu fiz de conta que nunca tinha chupado, e ele queria me ensinar com fazer. - Nunca ri tanto, coloquei ele na boca, e fiquei parada, ele me disse mexe pra frente e pra traz. Fiz né! - mas foi me dando uma vontade, mas uma vontade de sentar em cima daquele pau, mas não podia, pois queria ficar mais vezes com ele, e se ele soubesse que não sou mais virgem, me largaria! E ela estava lá contando e eu na porta já estava quase gozando! De repente acho que a danada percebeu a minha presença, mas não falou nada! Ao contrario mudou de assunto e começou a falar sobre mim! - puxa o tio Roberto é coroa, mas ele é muito gostoso! - olha não olha assim pra ele senão ele desconfia e pode contar pra mãe e ela conta pra sua! Disse a Silvia! - Que nada, aquela hora que estava brincando com ele, senti o pau dele bem duro encostando na minha bunda! - Me deu uma vontade de dar pra ele, ele deve conhecer cada truque com aquela língua, homens mais velhos não são como estes guris que a gente mal encosta neles e eles já estão gozando! -eles sabem chupar uma mulher até o ponto dela desmaiar de tanto tesão, escutei a prima da minha mãe falando pra ela que o namorado dela gozou três vezes em uma noite e ela teve mais de cinco orgasmos! - Nossa disse a Kate, já estou molhada só de imaginar a língua dele entrando em mim! Levei um susto! Será que ela estava falando de mim? Ou era do namorado da prima da mãe? Mas só o fato de imaginar a Kate molhadinha, já me fez subir pelas paredes!- Bete com o rabo dos olhos me cozinhava, e eu sabia disto, mas ela não falou nada para as meninas, e continuou a me provocar. -Ainda vou dar meu cuzinho virgem, mas vai ter que ser para um homem mais velho, assim como o tio Roberto! Rapaz, tive que me segurar para não pular em cima dela e comer ela na frente das meninas mesmo! - Caramba não fala assim que ele pode escutar! Disse a Kate. - ele é legal, mas é amigo da minha mãe e do meu pai! - se ele sonha que você falou isto ele Ferra a gente! - Ferra mesmo, falou a Bete. - Se liga, ele antes disto, ele é homem e tenho certeza que ele comeria vocês duas e mais eu numa boa e não falaria nada pra ninguém! - Nossa agora quem ficou com tesão fui eu disse a Silvia! -será mesmo que ele faria isto? Perguntou a Kate! -claro que sim disse a Bete. - Provoca ele hoje à noite! Poe uma camisola bem curta e entala a calcinha no rabo! - a Silvia então pediu. -Puxa Bete vem dormir aqui em casa, que a gente vai ter coragem de fazer. - Ta certo, vou pedir pra mãe, e ela tenho certeza que vai deixar! Ela sempre deixa! E nisto sempre sorrindo, meio que me avisando que iria sair, ou seja, para que eu me afastasse da porta. Eu corri pra sala, e fiz que prestava atenção na novela. - já vou tio, será que eu posso dormir aqui com as meninas? - a danadinha me olhava com uma cara de safada. - Claro que você pode, claro se sua mãe deixar! - Ela sempre deixa me respondeu e olhando para as meninas começou a rir, e as danadas também riram um bocado, e eu procurei a minha melhor cara de bobo e perguntei por que elas estavam rindo, e elas riram mais ainda! - Pensei comigo, puxa como é verdade aquele ditado que diz quem ri melhor quem ri por ultimo! Eu já estava prevendo que minha noite seria provavelmente a melhor noite da minha vida. Despedi-me dela e disse que estaria esperando por ela, e que não jantasse, pois as meninas tinham pedido pra fazer macarrão com almôndegas! - Nossa já fiquei com fome eu adoro comer macarrão com almôndegas e com bastante molho, disse maliciosamente a Bete! Eu não sabia mais se ela falava com malicia, ou estava falando do macarrão mesmo. - eu não perderia este macarrão por nada deste mundo. Disse ela! Agora sim ficou demonstradas as intenções da danada. Saí pra comprar as coisas, e sempre pensando no que fazer, pois sabia que teria que comer as três, será que elas são virgens? Se for só vou comer só o cuzinho delas, e vou chupar as bocetinhas delas ate gastar, ou fazer com que elas gozassem um monte, afinal a Bete já tinha me dado à letra daquilo que ela queria e era isto que iria fazer.

Não demorou muito, e a Bete entrou porta fora com a cara mais feliz do mundo, dizendo. - Caramba meu pai deixou e ate pediu pra eu ficar por aqui, pois também iria pra casa da minha tia no interior, passar o final de semana lá! - Gente, senti que este final de semana iria ser o mais delicioso e mais tesudo da minha vida. O macarrão com almôndegas já tava pronto, e as meninas esfomeadas. Sentamos e começamos a comer, - Tio, vamos à locadora pegar uns filmes? -vamos sim respondi, temos o fim de semana inteiro para curtirmos! -mas nós não vamos à praia? -vamos sim, mas só no domingo, amanha cedo tenho um compromisso, mas no domingo podemos ir sim. - o Tio eu queria lhe pedir uma coisa, mas to com vergonha, disse a Kate! -Peça! Respondi. - Silvia me ajuda você também quer!- È, mas você que inventou!-Ta bom, sabe tio nós estamos louca para ver um filme de sacanagem, mas o cara não vai locar pra nós, mas o tio pode pegar. -poder eu posso, mas vocês já pensaram se os pais de vocês descobrem? Como iria ficar a minha cara? -mas nós não vamos falar pra ninguém, ta certo, mas vai ser um segredo nosso ok, depois de jantarmos vamos lá à locadora. Elas se prepararam e saímos, e fomos direto à locadora enquanto elas já escolhiam filmes eu fui ao compartimento de filmes pornô e peguei o melhor pra nossa situação, ou seja, três mulheres com um homem e acontecendo de tudo. Nossa só de lidar com a situação já estava excitadíssimo. Pegamos os filmes e fomos para casa, já passava da dez da noite e eu disse. - olha não sei quanto a vocês, mas eu vou tomar um banho e vou me preparar pra ver-mos os filmes! - nós também tio. Tomei banho e caprichei, coloquei um short meio largo só pra ficar bem à vontade, ou seja, dependendo do movimento que eu fizesse, o meu pau ficaria exposto pra quem olhasse por baixo, e não deu outra, eu sentado no sofá e a Silvia sentada no tapete conversando com a Bete, logo percebeu, ela disfarçava, mas não conseguia tirar os olhos, logo que a Kate saiu do banho ela chamou a irmã e disse -senta aqui do meu lado, e cochichou alguma coisa pra ela e imediatamente ela já olhou pro meu pau disfarçadamente, e eu fazendo que não estava percebendo nada, mas o pau cada vez mais duro. Elas simplesmente não conseguiam tirar os olhos, e eu disfarçando lendo um livro. Eu disse - Vamos ver os filmes? -Vamos exclamaram! E fomos todos ao quarto dos pais delas onde ficava o Dvd, - Eu deixei que elas fossem na frente só pra eu olhar o visual maravilhoso que era ver aquelas três ninfetas deliciosas pulando e brincando na minha frente com suas calcinhas todas entaladas na bundinha dando a impressão que estavam nuas. Der repente a Bete me tirou dos meus pensamentos. O Tio, coloca o de sacanagem primeiro?-perguntou a Bete. - não sei não. Disse, eu vou ficar com vergonha de assistir com vocês. -Deixa disto é só sacanagem. Ta certo então, coloca Kate! Bem deixa eu explicar esta situação, nós nos acomodamos na cama do casal, era uma tremenda cama, enorme, Silvia deitou e a Kate do lado dela e eu na ponta, bem do lado da Bete, não preciso dizer o quanto eu já tava tarado com aquela situação, e pra esquentar mais a situação a Silvia disse que queria ficar ao meu lado também, no qual a Kate já se encrespou toda e já estava quase brigando quando eu sugeri que ficasse no meio, a Silvia bem danada já pulou em cima de mim, e disse que ficaria do outro lado, mas quando passou, fez isto bem lento quase parando, e quando estava em cima do meu pau ela parou contraiu as pernas e disse. - nossa tio que coisa dura é esta! Eu meio sem graça respondi. - a culpa é de vocês. Respondi. Olha só a calcinha que você ta usando com esta camisolinha, se pelo menos não fosse transparente exclamei! - Ta certo então tio a gente tira a calcinha disse ela rindo! Não por favor, vamos ver o filme, e com delicadeza empurrei a Silvia do lado, mas Kate sem que eu esperasse pulou também em cima de mim falando. - se a Silvia pode sentir seu pau duro eu também quero e se colocando em cima do meu pau começou a rebolar e rindo bastante, gente, a bucetinha dela estava tão quente e eu consegui sentir com short e tudo. Mas ainda tinha a Bete que também não deixou por menos, e também pulou pra cima de mim e comentou bem safadinha. _Nossa tio seu pau ta tão duro que da pra saber ate o tamanho dele. -Caramba Bete, deste jeito vou ficar super sem graça. _olha só meninas já achei que lado vou ficar. E sem cerimônia se virou e deito em cima de mim, e rebolando esfregando aquela bunda maravilhosa em mim tenho que confessar que já tava quase gozando, e se eu não me controlasse não iria dar conta do recado, consegui reunir o restinho de bom senso, e pedi pra Kate ligar o DVD e pedi pra Bete descer de cima de mim. Ela bem safadinha foi de quatro pra ponta da cama com a bundinha toda pra traz me provocando, a calcinha dela era tão transparente que dava pra ver o cuzinho dela. - Puxa Kate acho que não deveríamos ter alugado filmes, só de olhar pra esta bundinha, já é melhor que qualquer filme, eu daqui estou até estou vendo seu cuzinho. Ela sem pestanejar desentalou a calcinha e puxou ela do lado arregaçando ele todo pra mim. Silvia pulou e deu uma tremenda bronca e a xingou chamando de oferecida. Ela se recompôs e não falou nada. O filme começou, e a Kate deitou ao meu lado colocando a perna em cima de mim, a situação tava alem de estranha muito engraçada, a Kate com a perna na minha perna e a Silvia encostando a mão na minha perna e chegando bem aos poucos perto do meu pau, e a Bete deitada em meus pés. Que situação! Der repente não era eu que queria comer as meninas, eram elas que queriam dar pra mim, mas não sabiam como fazer, por enquanto deixei rolar, o filme estava muito bom, estava bem na parte que o cara tirou o pau da boca da menina e estava lubrificando o cuzinho dela, e estava começando a enfiar o pau nele. - caramba esta é a parte que eu mais gosto disse a Kate. Ai deu. Parei o filme e disse pra elas. - vamos conversar? Vamos jogar este jogo bem aberto? -não entendi disse a Silvia. - Não entendeu? Pois bem Silvia, olhe debaixo do lençol! Ela sem pestanejar colocou a cabeça debaixo do lençol, e pra sua surpresa eu já tinha tirado o short, e meu pau estava bem amostra, ela só disse -ohhh! E sem mais nenhum comentário colocou o pau na boca, no começo bem devagar, começou passando a língua com muito cuidado na cabeça que sem demorasse mais um pouco ia se quebrar de tão duro que tava, mas ela não demorou muito pra colocar na boca ele inteirinho. - o Silvia, deixa um pouquinho pra mim! Disse rindo a Kate. - porque você não tira a sua calcinha e vem bem devagar aqui na minha boca, estou louco pra enfiar minha língua nesta sua rachinha! Disse! -é pra já! Disse, e sem cerimônia, tirou a calcinha e veio rebolando na direção da minha cara, pô, gente eu sabia que ia ser bom, mas quando vi aquela bucetinha quase sem pelinhos chegando perto da minha boca, eu pensei que minha língua tinha criado vida própria, a minha vontade era enterrar a língua nela, e enquanto isto a Silvia mamava como se fosse uma bezerra, trocando sempre com a Bete que sugava com uma precisão de um cirurgião! Se eu não segurasse um pouco aquela situação, eu ia afogá-la com o meu gozo! -Ai tio que língua gostosa um pouco mais pra cima, assim. - Olha, vamos só brincar ta! Nada de penetrações! Você são muito novinhas, brincar até da, mas não mais que isto. Nisto a Bete que ainda estava com o meu pau na boca, parou e tirando também a calcinha, veio e foi sentando em cima do meu pau, e foi se abaixando ate encostar a sua bucetinha no meu pau, e com a mão foi ajeitando ele na portinha dela e perguntou! - ih tio acho que não vai dar, olha só como ele entra, quando vi ele já tava todo dentro dela que começou a rebolar, mas com ele todo enterrado. Faz quase um ano que não sou mais virgem, tio. A Kate ainda é, mas, na frente, ela já deu o cú. - o tio come minha bucetinha também? Pediu a Kate! - Talvez. Respondi quase que gozando dentro da Silvia que a este altura já tinha trocado com a Bete. Caramba que surpresa, nunca pensei que a Silvia não fosse mais virgem, a Bete até eu desconfiava, mas a Silvia fiquei surpreso! Bem só vou pensar nisto depois, quero esfolar estas bucetinha. Era impressionante a contração, a impressão é que ela não parava de gozar. E a Kate ainda sentada na minha cara também, ela tremia inteira. - Me come tio, me come vai, implorava a Kate, não quero ser mais virgem! - Nem pensar querida, podemos brincar chupar sua bucetinha, lamber seu cuzinho, e ate comer sua bundinha, mas é muito perigoso, principalmente pra mim! - Sai Silvia, só você ta comendo o tio, disse a Bete! _Você não esta fazendo o combinado. Puxa por um momento fiquei chocado, quer dizer que o garanhão aqui pensando que estava comendo,estava sendo comido!- bem a ordem dos fatores não altera o produto, como dizia meu professor de matemática. Mas ainda sim pensar que três meninas já tinham combinado o que fazer comigo, deixava meu ego meio estremecido, mas tudo bem!-Enquanto eu conjeturava Silvia já estava fora do meu pau, enquanto a Kate passando uma toalha nele e já colocando na boca, sugando como se fosse uma teta, e a Silvia fazendo o mesmo se enxugando, e já colocando a sua bucetinha na minha cara enquanto eu chupava aquele grelinho delicioso. Passamos a noite toda alternando os lugares, só mudamos um pouco foi quando penetrei no cuzinho da Kate, ela me confessou que já tinha dado para um amiguinho do colégio. - Sabe tio, depois do Fabinho, eu não dei pra mais ninguém, a gente tinha que fazer um trabalho na casa dele, e já tinha combinado com a galera quem ia ficar com quem, eu tava doida pra ficar com ele, mas nem estava pensando em dar pra ele, talvez ate fazer um boquete, mas só isto, mas agente começou a ralar e ele me deixou bem louca, e de tanto ele insistir eu acabei deixando, o pau dele não era muito grande, mas pô, ele deu uma lubrificada, e já enterrou tudo, subi nas paredes, a dor foi profunda, e jurei que não daria pra mais ninguém, mas quando o tio disse que não ia me comer e só comeria o meu cú, tive que aceitar, pois estava com um tesão enorme, mas foi bom, nunca pensei que iria gostar como eu gostei. Bem meus amigos, eu teria material aqui pra contar muito mais, e então resumindo só pra finalizar esta história o fato que passamos o sábado o domingo todo junto, eu nem sequer fui ao meu compromisso, fomos à praia de manha no domingo, mas já voltamos em seguida, pois a Kate comentando o quanto tinha gostado de dar o cuzinho pra mim deixou a Silvia morrendo de vontade que até então era virgem no rabinho, e vou te falar uma coisa, que cuzinho maravilhoso, mas isto é uma outra estória, que contarei em seqüência desta.

Comentários

09/06/2015 07:02:36
Excelente te sido gostosa três novinhas demais Parabéns
13/07/2009 09:52:23
muito bom. queria ter uma vizinhança dessas por aqui
13/06/2009 15:50:50
Parágrafos... dê um descanso visual. A história é boa, mas fica ruim de ler sem umas pausas prolongadas.
02/03/2009 23:18:58
muito bom mesmo
18/02/2009 00:12:30
perfeito
08/06/2008 10:42:35
Sinseramente uma beleza de conto se tiver que ficar com as 3 de novo me convide vc pode brochar no meio da parada he he he nota 10
08/06/2008 01:00:45
Totalmente excelente! nota 10!
07/06/2008 18:59:36
Realmente muito bom Nota 10.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


doce nanda parte cinco contos eroticosconto erótico assim nasce uma travestimenininhao na siririca no banho escondidacontos eróticos san e dean incestoFui encoxada e iniciada por um roludocontos eróticos mamãe deixa novinha com padrastoseita crossdresserirmalouca pra perdero cabaco pro irmarvidio de homem fosando a mulher a bebe a gosma dele pornodoidofudida por um tio pirocudo contochantagiei e comi o viadinho magrinho contoscontos de corno que deram o cuzoio filme antigo erótico animalescodoce nanda parte cinco contos eroticosanythingComo se escreve “ manda video porno ” em inglescontos eroticos d maridos q gostam d veh sua mulher fuder cm pirocudo dentro d ksapau extraordinariamente grande e grosso gozando dentro e arrombando a bucetinha apertadinha da menina novinhaxvidio novinha cesú contos eroticos gaysogrocontos eu e meu irmao fudemos a mamãeesposa de mente fertil pornoconto novinha vigen perdeu o cabaco da buceta e do cu no mesmo dia pro pitudovideo porno mamãe viuva saiu pra dar uma metidinhacontos Diretora de escola adora chupar a rola do vigiaporno novinha foi cariciada na escola contoscunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaoamo meu corninhoContos eróticos de incesto soníferoMamilos deliciosos recebendo cocegas e axilasmeu genro me fodeu videos de cunhada se esfregando no marido da irmacontos enrabei um cuzinho gostosocasada qui aforao pauzudoVectra no pau de borracha bem grande na buceta no pau de borracha na bucetaele a enrabala e ela a cagar.se pornoContos eroticos sou uma puta engulocontos de novinhas iniciada na webpenis grosso e 30 ctm fazendo a menina novinha chora e caga.sangue apois colocar em seu anuacasa precizando de cazeiroXVídeos mulher chupa na chapoleta de idosogostosas da vunda durinha esfregando na linguaContos.fonados porno de cornoconto titiocomeu meu cu no natalcontossou safado como minha maeCacetes gossosnossa to preocupado comeu a mulher do meu amigo e ela ingravidou vidio pornoduas irmas abdo buceta oara o irmaoessa coroa coloco varias calcinhas p meterConto erotico tirando a roupa no baralho pro tiomunhe engulido a gala sem tira u pau da pocacontos eroticos gays virei putinha de varioscache:FXezWFwrF6IJ:zdorovsreda.ru/texto/2014021511 bucetao contosencontramos nossos vizinhos na praia do nudismo conto erotjenivan porno gay xvideosContos gay novinho que foi rasgado por varios homensdeu pro time todoincesto pai bota filha no colo e ficar bolinando elagretchen mua chopano 2007baixar filme pornô até mais tarde gatacontos de sexo com senhores Safadãobbw q curta peidar contos reaisporn caioserxvideos filha fas carrinho no pae que nao resisti e trasa com elacontos eroticos dei para um vizinho de iptingaXVídeos as novinhas de calça folgado na fila do mercadomae/chupa pica do filho e engasga pelo nariznada brincando com o pau do cunhado excluída do marido pornôporno gay morros dotados desvirginandomeu genro me fodeu