Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Perdi o cabaço com a maninha (continuação)

Um conto erótico de Power
Categoria: Heterossexual
Data: 11/06/2008 15:35:49
Nota 8.70

Bem, como terminei o pimeira parte desse evento,

depois daquela noite nunca mais foi a mesma coisa, entre eu e minha irmã.

Ela não me olhava no rosto, quando tinha alguem da familia por perto, mal falava comigo, e eu fiquei na minha, pois não tinha certeza que queria continuar com aquilo, ou queria esquecer que aconteceu, oque é claro, não consegui.

Daquela primeira vez, passaram-se meses, naquele clima, mal nos falava-mos

Ela evitava, ficar sósinha comigo e essas coisas.

Até que um dia, nosso pais alugaram uma casa na praia, para um final de semana.

Na sexta a noite partimos pra lá, para voltar no domingo, eu lembro que fui de pau duro daqui até lá, só de pensar que iria ver aquele rabo gostoso de novo só de biquine.

Quando chegamos na casa, já éra bem tarde em virtude do transito, arrumamos as coisas e fomos dormir, eu pra conseguir tive que bater uma punheta.

Pela manhã éla acordou já botando fogo na minha cabeça, colocou um shortinho,

e a parte de cima do biquine, e desfilava na minha frente, pra lá e pra cá,

e eu tentando arrumar coragem, pra chegar nela e dizer que eu tava louco de tesão por éla de novo, como éla me fez dizer a primeira vez.

Mas éla não me dava chance, nem olhava pra mim direito.

Então a tarde fomos para o mar, todos nós, ela colocou uma canga branca, e um biquinizinho minusculo, que até nosso pai desaprovou, ele disse que éla havia comprado ele na sessão infantil.

Na praia então não havia homem que passava e não comia com os olhos, era uma loucura, e o pior é que éla sabia que éra gostosa, e fazia de proposito.

Já eram umas 17:00h quando resolvemos ir pra casa, e minha irmã quis ficar mais um pouco, e foi a primeira vez que senti ciúmes dela, eu não queria que éla ficasse alí sosinha, mas não adiantou, éla ficou assim mesmo.

Já passavam das 19:30h e ela aínda não havia voltado, e minha mãe então, resolveu me pedir pra ir buscala.

E eu mais doque depressa fui, chegando lá não a vi, ela não estava no mesmo lugar em que havia ficado quando fomos embora, e aquele sentimento de ciúmes começou a me corroer por dentro, comecei a procurala por toda a praia, pelos quiosques, pelas guaritas por tudo.

Ate que reconheci aquela canga branca, ela estava sentada em um barzinho, na beira da praia com um cara, que eu não conhecia.

Fiquei enfurecido com aquilo, mesmo sabendo que éa errado, fui até lá, e chegando lá fui dizendo:

__Qual é a tua hein!

tá todo mundo preocupado com a tua demora!

E o cara, que já estava meio tonto, pois eles estavam bebendo cerveja, disse:

__Qual é a tua de falar assim com ela, não tá vendo que éla esta acompanhada!

E eu naquele momento, fiquei cego de raiva e parti pra cima dele, com uma cadeira que estava alí.

Ela então interviu, a meu favor, e me afastou dali, porque com certeza eu iria apanhar, o cara éra bem maior que eu.

Saímos então dalí, e seguimos caminhando pela beira da praia, e naquele momento de adrenalina, eu disse:

__Porque tu tá fazendo isso comigo?

Ela:

__Fazendo oque?

__Desde aquela noite que aconteceu aquilo, tu não fala mais comigo.

__Falar oque, não tem mais oque falar, tu queria eu te dei, e acabou alí,

ou tu pensou que eu iria ser tua namoradinha, me poupe!

Então fomos pra casa, chegamos la como se nada tivesse acontecido, ela disse pra minha mãe que havia se perdido e eu confirmei.

Depois do jantar, meus pais saíram pra dar uma caminhada alí por perto, pra ver uma casa que estava pra vender, e minha irmã foi pro quarto dela.

Derrepente ela me chamou:

__Tu pode colocar a temperatura do chuveiro no quente pra mim?

__Claro!

Fui até o banheiro, e ela estava enrolada numa toalha, prontinha para o banho,

e eu ja fiquei de pau duro.

Mudei então a temperatura do chuveiro, e fui saindo, quando ela me chamou.

Quando olhei pra tras éla estava com a toalha aberta, e disse:

__Olha bem, pra ti não precisar espiar, e bate aquela punhetinha pensando em mim tá.

Ela disse aquilo e me mandou sair, com aquela cara de deboche que só éla tem.

Mas eu não estava comformado com aquilo, eu queria fodr éla de novo, e aquela éra minha chance.

Saí do banheiro, calmamente, feichei a porta e caminhei até o meio do corredor, e então voltei tirei a minha roupa, e lentamente abri a porta do banheiro, e por sorte ela estava de costas, e não ouviu nem viu eu entrar.

Caminhei pé por pé ate éla e preparei o bote, tinha que ser agora que estavamos sósinhos, e então eu ataquei.

Entrei embaixo do chuveiro, pelado e de pau duro, pensei que ela faria um escandalo, mas me enganei, ela não fez nada, apenas encostou as mãos na parede e me disse:

__Vai ter que ser bem rápido, daqui a pouco eles estarão aí!

E eu sem perder muito tempo fui puxando éla pelos quadris e ajeitando meu pau naquela boceta, e colocando do jeito que éla gosta com força.

Fodi ela ali mesmo, e a tesão éra tanta que gosei bem rápido.

Depois de eu gosar éla virou pra mim e disse:

__Quando eles forem dormir, tu vai la no meu quarto porque eu tambem quero hoje!

E então fodemos aquela noite quase toda, no outro dia eu não conseguia nem caminhar direito.

E dali pra frente, cada um levou sua vida normal, aconteceu outras vezes, hoje éla é casada tem um filho, que não é meu é claro, eu tambem sou,

o ano passado eu a comi na festa de aniverssário de um primo nosso,

éla estava meio tonta e o corno do marido dela me pediu que a levasse pra casa.

Agora faz tempo que não temos contato, mas contando essa estória pra vocês,

me deu uma enorme vontade de ver ela.

FIM

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/01/2010 01:05:58
Cara, eu nunca pararia de fuder minha irmã se conseguisse comer pela 1 vz.
29/04/2009 20:35:54
natydotitio se isso e verdade por que vc não co ta pra nos como foi sua primeira aventura ?? ... ] há e otimo conto
11/04/2009 16:42:53
eu particularmente respeito muito meus irmnãos muito mesmo tenho eles com meus pais mas, não tenho nada contra quem fas, cada um fas da sua vida o que quer, amei queria ter lidoa primeira
28/12/2008 23:26:52
Ótimo conto. Nota 9 para os dois.
18/12/2008 01:16:23
muito bom!
16/10/2008 19:42:32
Bom conto
11/06/2008 17:46:53
Muito bom, está bem contado.Antes a minha irmã agia assim também, mas agora estamos casados e temos até uma filhinha e a sociedade nos aceitou nos amamos muito demorou mas estamos juntos pra sempre.
11/06/2008 17:44:39
Gostei dessa história com a sua maninha. Conta mais pra gente. Está muito excitante...




Online porn video at mobile phone


vídeo pornô de mulher arrotando dando para baixinhonegao colocou td o pau de 45 centi na loiramachos da periferia marentos na punhetamulher e homem tirando a roupa da mulher Valendo Nada superar chupando priquitoxvideos paacas.com.peContos de insesto. Irma gostosa e sua melhor amiga dando a buceta pro seu irmao roludo do pau grande e grosso e cabeçudo comer com vontade.contos irmazinha nossa punheteiragordo tenta escapar do negão mais ele pega ela na pose frango assado faz grita XVídeosfiho nervozo desconta na mae putariabrasileiracrenye de verdade é aquele crente sabiofoi mal apertarou aqui sem quercontos zoo dalmata.meu machomaio gozada de mulheres fumando cigarro asseste videocontos porno de incesto, interior da bahia com o irmao acidentado de moto, contos pornoContos eu e mamae somos putas do pai e amigos delemassage ando a cunhada contogarotinho loirinho de treze anos se descobrindo que e gay e tranza com seu irmãozinhocontos eroticos fizeram minha noiva e minha mae de putautimu vídeos d mulher famosa fudeno e gosandoporno com mãe e filha bucetudas de guaianazesbaixar v caseiro so de morenas da b grandes queimadinhas com marca de biquines de quatro gozando e escorendo p bt com pica toda no cuduas lebiaca se beijando devangarxvd irma bati punheta para o irmao e nao rezisti e da pra elexvideos nao resisti ao padrasto dotado q fode sem do ela gemendo muitosexo homens gozando e.falandopalavroeshttp//mulheres de camisola sem calcinha da.bucetinha peludinhafotos de pau duro cabeçudoconto eróticos padrasto chupa a estiada de 8 anosconto erotico meu primo me enganou e comeu meu cuporno mulher malabarista da o cu no circocachorro nao queria mas degrudar da mulher zoofilia video pornivideos de cornos que aguarda ansioso sua esposa voltar pra casa escorrendo porra de outro toda melada na bucetaContos erotico incesto video gratis de sec tio tira cacinho da sobrinha novinhaMeu Padrasto parte-01 Autor Alex - Casa Dos Contos"gozou na testa do meu corno"pprno padrasto saradao escuta entiada gemendoum velhinho do pau enorme e muito grosso cumeu meu cusinho na marraprofessora gostosa da etec contos eroticosVideos de zoocadela no cio piroca nelacontos eroticos feminizaçao do garotinho maeporno vidio coroa tava emtertidaassistir filme completo de chupada de bucetas bem fortes adoroooofilmepotnoupornor média vai examinar uma grávida e estrupadaxvideo dechei meu socro abusar demimargarinas na buseta e no cuzoofilia no Congoporno filha da pro pai e a mae naofala nadapolicial fudendo com mulher que levava drogas na bucetaContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casaconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorpornodoido.pai.aretando.filra.darmindocoletanias maior pau do mundo pornominha concunha morena gostosa que arrobeikid bengala com meno abuçeta de brazileriabaixinha gostosa perdendo as pregas do c* e gritandoelicarlos2010seio exitadomulher engata com cachorro grande e nao consege desengata pornovidio de novinha bricano de saia curta com a molecadaConto erotico 25cm grosso na colega de escola a forcaas lesbicas maus fogozar do mesmo mundo fazendo sexy com cachorro ate ficar encantadoboa foda mastubando com coisasdiferentecache:rw4Jl7xcm9QJ:https://zdorovsreda.ru/tema/pezinho irma gemeas ciumes por isso se chupam em videos pornoxx videos menina pedro agilidade notado abertacontoerotico.com.br/contos/amamentando-o-gostosao/iEu quero pornô com tio t***** comendo a novinha apertadinha do patinho doidoneta sentindo opau du avo durovirgem relatos de zoofilia