Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Comi minha sogra II

Autor: Judas
Categoria: Heterossexual
Data: 14/06/2008 00:01:57
Última revisão: 14/06/2008 02:31:02
Nota 8.75
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Na primeira parte narrei como comecei a comer minha sogra. Agora vou detalhar como terminou essa história verídica. O tempo foi passando e minha sogra acabou por se separar do meu sogro. Continuamos morando todos juntos, eu minha jovem esposa, meus cunhados e minha sogra coroa e tezuda.

Mudamos de casa e minha sogra começou a dormir com as filhas menores no mesmo quarto. Nos primeiros dias na nova casa ficamos meio afastados, a disposição dos cômodos não favorecia muito, e todo cuidado era pouco.

Certo dia ela me pediu que a acompanhasse até ao super mercado, concordei de imediato e para não levantar suspeitas convidei minha jovem esposa, mesmo sabendo que ela recusaria, pois na época o que ela gostava mesmo era de ficar em casa fazendo artesanato e pouca saia de casa.

A caminho do supermercado comecei a falar do tezão que eu estava sentindo e do desejo de possuí-la, ela dizia sentir o mesmo. Então combinamos que seria naquela noite, lá pelas 23 horas todos já estariam dormindo e eu iria esperar por ela na sala..

Era arriscado, mas não tinha outra forma, afinal morávamos em uma cidade pequena onde todos conheciam todos, pensão, ou mesmo um quarto de hotel nem pensar.

Sair da cidade juntos era impossível, levantaria suspeitas, durante o dia em casa nem pensar, meu quarto ficava dentro da casa, ao contrario da antiga moradia. E minha mulher não saia para nada, e quando saia geralmente eu tinha que ir junto.

Fiquei ansioso esperando a noite chegar, o tempo parecia não passar, e eu contava os minutos, jantamos e convidei minha esposa para ir para o quarto. Ligamos a tv, mas ela logo veio para cima de mim, com aquela pele macia e cheirosa, meu tezão era tanto que não perdi tempo coloquei-a com a bundinha virada para cima e meti na bucetinha quente e molhada, mas minha sogra não saia da cabeça.

Eu bombava com força, segurei-a pelos quadris e puxava ela com força de encontro ao meu corpo, era a visão de o paraíso, ver aquela menina- mulher rebolando e gemendo, a pele branca e macia me deixava louco, peguei seus cabelos e enrolei tipo uma corda, segurei nas pontas, e puxava ela pelos cabelos com se eu estivesse conduzindo uma égua no cio.

Segurei ao maximo, mas a excitação era grande, mil imagens passavam por minha cabeça, eu metia na filha e imaginava as vezes em que estava possuindo a sogra, era uma loucura.

Virei ela de frente para mim na tradicional posição ¨papai mamãe¨ forcei as pernas dela o maximo para cima de forma que ela fico toda aberta para mim enfiei meu cacete na buceta dela com força e comecei a praticamente pular em cima dela era um animal fudendo, ela gemia e se contorcia toda, me mordia me arranhava, e eu metia com tanta força e de forma tão brutal que parecia querer arrebentar aquela buceta, meu pau parecia inchado dentro da bucetinha, não sei precisar quanto tempo ficamos ali, só sei que gozei de forma inenarrável, parecia que não ia parar de ejacular, tamanha a quantidade de porra que escorria da bucetinha, quando tirei meu pau deu para perceber o estrago que eu havia feito, aquela buceta não seria mais a mesma, estava bem arrombadinha.

Ela se limpou e logo dormiu, eu me lavei e fui ver as horas, afinal a noite estava apenas começando para mim. Ainda faltava uma meia hora para o horário combinado, fiquei imaginando como seria depois de tanto tempo. Nisso me ocorreu uma idéia, porque não comer aquele cuzinho enrugado, até onde eu sabia meu ex-sogro era conservador demais, então o cuzinho era virgem, só de pensar meu pau já estava pulsando.

Vesti um short não coloquei cueca para facilitar, apanhei um pequeno frasco com óleo de amêndoas, e fui para a sala, liguei a tv com o volume baixo e deitei-me nos sofá, não demorou muito e minha sogra apareceu vestindo um roupão de banho.

Chegou bem perto de mim eu enfie as mãos entre as pernas dela e subi a até a bucetona, ela estava sem calcinha comecei a acariciar a bucetona que logo estava molhada, pedindo pica.

Coloquei a coroa de quatro, apoiada no sofá, e comecei a meter ao mesmo tempo comecei a passar o dedo no cuzinho apertado, abri o frasco e untei o cuzinho..., comecei a enfiar o dedo indicador enquanto metia na buceta, ela me perguntou o que eu estava fazendo e eu disse: quero comer esse cu gostoso, na hora ela recusou dizendo que nunca tinha feito aquilo e que tinha medo, eu fiz de conta que não ouvi, continuei enfiando o dedo e metendo na buceta, troquei o dedo coloquei o anelar, ela gemia e apertava o anelzinho em torno do meu dedo fui enfiando o dedo e alargando o buraquinho.

Não agüentava mais ver aquele bundão virado para cima e aquele cuzão na minha frente, tirei o cacete da buceta, limpei bem e passei bastante óleo, ela queria sair mas eu segurei e disse para ela que não fizesse barulho pois podia acordar o pessoal,

Apontei meu cacete na direção do cuzinho pedi a ela que abrisse a bunda para mim, ela hesitou, fui mais enérgico e disse: abre logo essa bunda quero fuder esse cu agora, Ela estava com medo mas não podia fazer nada, a hora que encostei a cabeça na entrada ela fechou, eu disse: relaxa vai, e comecei a acariciar o clitóris dela com a outra mão e a forçar a entrada do cuzinho apertado.

Não tinha como penetrar era muito difícil e ela não estava colaborando, virei ela de frente, e a coloquei na posição frango assado, ela deve ter imaginado que eu havia mudado de idéia e relaxou, coloquei uma almofada debaixo das costas dela, isso fez com que ela ficasse com o cuzinho bem para cima, comecei a passando a cabeça do cacete na bucetona, e fui descendo até chegar na porta do cuzinho, fui com tudo, enfiando a cabeça, ela deu um grito e tentava me empurrar, eu tapei a boca dela, e em seguida disse a ela: cale a boca você se quer que nos descubram.

Ela disse: Mas esta doendo eu não agüento. Retruquei agüenta sim, calma e relaxe, vou colocar devagar se doer eu para ta bom?

Comecei de novo enfiando devagar e parando era difícil, mas a dificuldade aumentava meu tezão acariciava o clitóris da coroa e ao mesmo tempo forçava a entrada daquele cuzinho, até que chegou um momento em que ela teve uma atitude que me surpreendeu, abriu bem as nadegas e disse então vem mas vem de uma vez, vai mete, mete logo, passei mais óleo na cabeça do cacete e fui arrombando aquele cu, ela mordia uma almofada e gemia, fazia caretas e se contorcia e eu entrando até que meu saco tocou a bunda dela.

Foi ai que comecei o movimento de vai e vem que delicia, que cu apertado, quanto mais eu metia mais eu queria meter, tomava cuidado para não sair, porque seria difícil enfiar a rola de novo naquele buraco apertado.

Pedi a ela que passasse a mão e sentisse o tanto que eu tinha atolado o cacete, ela passou os dedos e disse: vai então. vai logo, ta doendo,...não perdi tempo comecei a bombar sem parar, ela sufocava o grito com a almofada e eu metia sem dó agora era tudo, era pra valer, forcei mais as pernas dela e comecei cadenciado, metia com força e ritmo meu pau parecia que ia explodir de dor e tezão.

Logo veio o êxtase atolei e gozei bem no fundo daquele cu que até então era virgem, fiquei ali por alguns segundos atolado, e era possível sentir a contração anal apertando o cacete, até que tirei bem devagar, olhei meu pau estava esfolado vermelho, arregaçado, mas tinha valido a pena.

Ela levantou se e foi para o banheiro se lavar, saiu do banheiro andando devagar, veio até mim e me abraçou e jurou que nunca mais ia fazer aquilo, que tinha doido muito, eu disse que com o tempo ela ia se acostumar e que não ia doer mais.

Ela foi se deitar e no outro dia ela sentava de ladinho não conseguia sentar-se normalmente isso durou quase uma semana. Eu realmente tinha arregaçado o cu da sogra.

Toda vez que passava perto de mim ela sussurrava em meu ouvido: você me machucou viuuuuuu...Aquilo era musica para os meus ouvidos, afinal foi o melhor cu que eu tinha comido até então.

O tempo passou vieram os filhos e eu e minha sogra fomos nos afastando, e hoje somos bons amigos, mas as vezes ela ainda me inspira boas punhetas.

Não sou escritor profissional, no entato espero ter agradado com minha modesta colaboração.

Comentários

22/08/2008 09:16:09
muito bom seu conto,além do mais parece ser verdadeiro,isto que é bom,parabéns
15/06/2008 13:32:49
Gostei,se foi real ou nao, passou bastante tesão para os leitores.Seu ponto negativo for dar 10 pata vc mesmo. Nota 7
15/06/2008 00:53:51
gostei, se tivesse uma sogra com um cú assim tabem comeria
14/06/2008 18:57:25
cara, sua sogra é gente muito fina. na próxima, exija um boquete, ela tem obrigação de tratar bem o genro. a minha é um guarda-roupa, mas, se ela quiser, não me farei de rogado, faço o rabão dela.
14/06/2008 16:36:45
parece bem real gostei muito... tb tenho o maior tesão na minha sogra sou doido pra meter nakele rabo rsrs
14/06/2008 00:58:52
delícia... bati 3 punhetas.. nota 10

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


gozei na boca dela sem pedirvídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalcontos eróticos de um****** velho metendo a rola na menina nova com padrinho pai e filhogibi troca troca com família pornocontos eroticos d maridos q gostam d veh sua mulher fuder cm pirocudo dentro d ksacontos mulheres cinquentona nao aguenta pau com super cabecatio seu pau nãovai caber na minha buceacontoseroticos de prima e seus primosleitinho do papai contos inocentecontos eroticos peguei uma garotinha do interior pra criar e ensinei tudo sobre sexo pra elaenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheioengolimos rebolando de fio dentaleu quero ver vídeo mulher tomando banho com aquelas calcinha largavideos esposa gostando de ser bolinada corninhocontos eróticos adoro foder com um pirocãoa vida de um mauricinho apaixonadoConto gay policial fodido pelo marginalcontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudosUma coroa evagelica fudedo de saia cupridaincesto pai bota filha pequena no colo e ficar bolinando elaele a enrabala e ela a cagar.se pornosanporno irma louca pra da o cu pro irmao provoca ele ate ele come cu delacontos eroticos de feminizaçao parte 2contos chupei o grelinho da enteadinha a forçacontos de rasguei o cuzinho da minha avócoloquei um fil dental e dei meu filho video pornozoofilias pai estuprando filha enquanto ela dorme profundamentePeituda fasendo sexo pulando so e sexo no you tube sen brusa sen sutian correndocontos eroticos cu apertado.da maecontos eeroticos transando com a esposa e cunhada no interior do paranavideo cooelho mamano no homemm zoofiliadito comedor de gay meu zapx ezibisao de conas frescascalcinha rendada minha mãe que me iniciouflaguei meu irmao comendo minha mae e entrei na festaputaria brasileira posicao frango assado pra salvar no celularcontos eroticos brutais, estiquei o clitoris ate sangrarcasada foi pra oficina dar pros mecanicosvideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuhcontoerotico chantageado por pcontos eróticos de sequestrocontos eroticos numa ilha desertamulher chupa priquito de amiga sa empreme vou gosa"felipe e guilherme - amor em londres"chinesa rabuda de cuecaprofessora gostosa da etec contos eroticosXVídeos mulher lavada novinha em cima de uma pomba de gritando ai ai tá doendo meu c*ainnn amor sexobrasileira novinha do rabao com calcinha de redinha batendo punheta pro rapais ela geme muito na ohro qui ele ta gozandonamoro lesbico e pessoa não assumida tem tanta brigas ciúmesConto erotico: o playboy e o malandroDescabacei a buceta da minha prima no hotel conto erotico de primo e prima cabaço no hotelcontos na piscina,, mulher de corno chegando com biquíni transparente e corno viadogozei na bucetinha da minha cunhadinha que ficou muito brabadescreva como se sente ao esfregaren seu clitoresesse cachorro foi preparado para fuder buceta de mulhercontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludoPorno doido hosexualimoincesto com meu vô contosquero baixar pornô novinha chamando o pai de mensagem massagemMe arrumei para meter com.outro e o corno sabendogemendo que vai cagar enquanto toma pica no cucontos mulher de amigo short coladoirmalouca pra perdero cabaco pro irmarcontos eroticos seduzi professor na aula vaga e ele me chupousconto viadinho gosta de ser fudidoentregei uma pizza e mepagou com boqueteporno levei um amigo pra minha casa ele ficava elapornô amador conto erótico de mãe divorciadagay transando de songaminha irmanzinha perdeno cabainho pro cachorro enormemulheres mamas enormescom conas fantasticasbuceta babando liquido transparenteminha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigodoce nanda contos eroticosvideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe maiscontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosx** nnn japonesa gostosa traindo seu marido com seu próprio filho vídeos grátisIrmas casadas taradas carentes cendo enrabadasContos levei um tora preta gozou dentro meu marido adorouqual a posicao que temos que fazer quando damos o anus e para o espesma na escorrer para a vaginacasadinha se esfregando nos homens no elevadorzoofila como faze teu. cachorro te lambe sem t machucarTa tarada roludo vendo novinhas com cálcinhas melecada passando oleo sabor morango e fazendo boqueticontos meu amigo flagrou eu comendo minha tia e quiz tambemporno paudentri da bucetaxvidios betinhos lindocontos de sexo depilando a sogracontos contos meu marido me arrumou um novinhovídeos pornô com novinha gostosinha Sukita