Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Uma noite inesquecível

Autor: CasadoSafado
Categoria: Grupal
Data: 25/09/2008 08:39:42
Nota 9.50
Ler comentários (10) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou casado com uma mulher sensacional: bela, feliz, de bem com a vida e muito, muito gostosa. Temos uma ligação espiritual muito forte e algo de pele que nos liga. Tenho muito tesão por ela e sinto que ela por mim. Essa ligação, este tesão dura mais de 13 anos e fica cada vez mais forte. Recentemente temos alimentado algumas aventuras: fomos a uma casa de swing – transamos apenas entre nós dois e nos divertimos muito vendo outros casais e suas loucuras, ficamos imaginando outras pessoas em nossa cama –ela com outro eu com outra, ela com outra....

Vou contar-lhes o que ocorreu dia destes.

Estávamos em um bar onde tocava uma banda de pop, muita gente bonita, boa conversa, bebidas... Lá estávamos nós: ela, maravilhosa como sempre, com um mini vestido preto que ela usa quando quer me deixar louco, com suas pernas deliciosas bem torneadas e que chamam muita atenção, sua bela tatuagem próximo ao tornozelo e na outra perna uma tornozeleira sensualmente feminina. Os belos seios provocantemente saindo pelo decote generoso. Eu a abraçava por trás e roçava sua bunda deliciosa, provocando-a... Ela cada vez mais excitada e liberada pela bebida, rebolava em minha pica, provocando-me sensualmente. Em dado momento percebi que ela olhava mais fixamente em direção a um rapaz há alguns metros, próximo ao balcão. Ele deveria ter próximo a 1,90 m, moreno, corpo malhado, forte, mãos grandes, cabelos bem ralos, trajava calça jeans e camiseta preta. Não me preocupei, afinal também olhava algumas garotas deliciosas do local. Até que em dado momento percebi que o flerte ficou mais direto. Eu estava de lado olhando para a banda e por acaso virei para a direção do balcão e notei o sorriso do rapaz em nossa direção. Minha esposa estava sorrindo discretamente, com aquele jeito de garota travessa. Fiquei na minha... Após certo tempo ela disse que iria ao toalete e saiu em direção ao balcão por onde precisaria passar. Virei-me para outro lado propositalmente para deixar o cara à vontade e ver no que daria... Não deu outra, ele discretamente acompanhou-a com os olhos, medindo-a de cima abaixo. Quando ela voltou, disse-lhe que era minha vez e que ela fosse ao balcão buscar uma bebida para nós. Demorei um pouco e esquivei-me da entrada do toalete, ficando ao lado de uma coluna de frente para o balcão onde poderia vê-la. Ela dirigiu-se a um dos lados do balcão e o rapaz fez um sinal chamando-a ela sorriu e virou seu rosto para o garçom. Ele fez uma brincadeirinha e dirigiu-se para ficar próximo dela, se apresentaram, ele lhe deu um carinhoso beijo no rosto, ela meio desconcertada e preocupada comigo, pois não tirava os olhos da saída do toalete. Ele pegou um guardanapo e escreveu o telefone. Ela pegou-o e guardou em sua bolsa. Quando ela virou-se para retornar ao local onde estávamos, rapidamente dirigi-me para a saída do toalete e dali voltei para seu lado. Ela nada comentou sobre o ocorrido e hora tentava não olhar para o rapaz, hora virava-se de costas para mim e ficava olhando naquela direção. Até que resolvi tomar frente. Fui pegar bebidas e quando chegava ao balcão, discretamente fiz sinal para que o rapaz virasse para o lado do barman. Perguntei-lhe se havia gostado do “material”. Ele desculpou-se, dizendo que no início não sabia que ela estava acompanhada e blábláblá.... Eu falei prá ele que tudo bem. Se quisesse poderíamos tentar seduzi-la e quem sabe realizaríamos nossa primeira transa à três. Ele espantou-se e disse que se eu não me incomodasse ele adoraria pois ela é demais e ele ficou louco de tesão por ela. Agora eu tinha um problema, pois sempre que eu comentava de fazermos uma “festinha” ela nunca concordava, sempre fora reticente com a idéia. No fundo sei que ela adoraria, mas sua educação a leva a ter essa postura, o que é perfeitamente compreensível. Resolvi arriscar tudo: falei para o rapaz que esperasse eu chegar até minha esposa e se dirigisse até nós discretamente. Fui até ela e a virei para que não notasse a chegada de nosso amigo. Ele veio e ao se aproximar, falei ao ouvido dela que eu tinha um presente e ficaria muito feliz se ela resolvesse aceitar, ela perguntou-me o que era e eu a virei de costas para mim, fazendo-a ficar cara à cara com nosso novo amigo. Ela não entendeu nada, eu disse a ela que percebi o interesse entre eles e que se ela quisesse poderíamos conhecer-nos melhor. Ela ficou meio arredia, meio desconcertada mas nosso amigo ofereceu-lhe uma bebida e quebrou o gelo. Sentamo-nos em uma mesa próxima e começamos a conversar animadamente, todo impacientes e sem saber onde acabaria aquilo tudo. Em dado momento, coloquei minha mão sobre a coxa deliciosa dela e fui subindo, olhando fixamente seus olhos. Ela fitou-me e fechou os dela quando encontrei sua minúscula calcinha preta totalmente encharcada. Fui até seu ouvido e sussurrei: “vamos sair daqui, nós três?”. E ela: “você é louco?”...

Louco, eu? Louca está você. Louca por uma noite inesquecível... Vamos? Estou contigo, ao seu lado.... Quero te ver feliz....”

- Ai... sei lá...num sei...

Virei pro nosso amigo: “vamos prá um lugar com menos barulho?”

- Vamos.

Pegamos nosso carro e fomos em direção ao primeiro motel que encontramos.... Entramos e já agarrei a deliciosa, dando-lhe um beijo ardente e apaixonado.

Nosso amigo juntou-se à nós e abraçou-a por trás, beijando a bela tatuagem em sua nuca, levando-a a suspirar profundamente. Ele apalpava sua bunda e deliciava-se em suas coxas enquanto eu apertava seus seios e tocava sua bucetinha sobre a calcinha... Ela estava em êxtase. Fui levando-a para a cama onde a deitei e ficamos beijando-a por inteiro. Nosso amigo foi descendo sua boca pelos seios, ventre e arrancava-lhe a calcinha enquanto subia seu minúsculo vestido preto que contrastava com sua pele branca e suave. Chegou à bucetinha e começou a lambê-la. Ela não é muito fã de oral nela, mas entregou-se completamente. Ele a chupava e dedilhava enquanto eu a beijava e bolinava seus seios. Ela desesperada tentava pegar meu cacete e eu fazia charme, evitando, deixando-a cada vez mais sedenta. Nosso amigo estava muito competente pois ela delirava de tesão. Resolvi afastar-me para assistir à cena. Ela agarrando o lençol quase rasgando-o enquanto nosso amigo a fodia com a língua e dedos. Ela gozou, e fartamente, com um grito delicioso. Como de costume ela respirou, recuperou o fôlego e foi retribuir. Ela é muito boa no oral.... Ela sentou-se e nosso amigo, em pé, teve sua braguilha aberta. Ela assustou-se com o tamanho. Não tenho a pica pequena, mas a de nosso amigo era maior e mais grossa até que o consolo que minha esposa usa em nossas brincadeiras. Deveria ter uns 20 cm, grosso, com uma cabeça bem maior que a minha. Ela me olhou com aquela cara de safada e caiu de boca... Ela é mestre nisso. Começou lambendo a cabeçorra e punhetando a vara. Colocava cada vez um pouco à mais em sua boca e chupava gostoso. Ela parou e me chamou pois queria me chupar também. Eu disse prá ela aproveitar mais um pouco a novidade... Ela continuou e alguns minutos depois juntei-me a eles. Ela dizia-me que isso era uma loucura, que eu era doido... que ela estava adorando... Nosso amigo já não se agüentava mais. Então peguei uma camisinha e dei a ele. Ela tomou-lhe e colocou-a cuidadosamente, apertando cada centímetro daquela tora. Ela deitou-se e ele foi por cima, num início bem papai-mamãe.... ele colocou a cabeça da caceta na entrada da bucetinha e ela olhando, ajudou abrindo os lábios... Ele forçou e ela, apesar de excitadíssima sentiu um certo desconforto na entrada, pois ele era realmente grosso. Ele soltou um gemido ao sentir ele entrando.

Nosso amigo foi colocando lentamente, cm a cm e ela suspirou e cravou as unhas nos braços dele. Daí então ele começou o vai e vem. Ela gosta de pegada forte e ele percebeu. Segurou-a na bundinha e socava firmemente e ela delirava, virou-se para mim e chamou-me para colocar meu pau em sua boca e eu não fui, falei para ela que deixaria ela aproveitar um pouco mais. Dava para ouvir o choque dos corpos deles, ela começou a gozar e ele meteu mais rápido, até ela amolecer.... Ele parou um pouco e tirou a tora, deitando ao lado dela... aproximei-me, beijei-a e perguntei se ela havia gostado:

- Claro cachorro... e sorriu...

Eu peguei sua mão coloquei em meu pau e ela ajeitou-se para chupá-lo.

Nosso amigo levantou-se, colocou-a de 4, segurou firmemente suas ancas e penetrou-a profundamente. Ele deu um gemido forte e começou a chupar minha rola com vontade.

Ele socava toda a tora enorme e ela gemia cada vez mais forte, dedilhando seu clitóris. Gozou uma, duas e na terceira vez, gozou juntamente com nosso amigo, que acabara de colocar um dedo em seu rabinho.

Caímos na cama, eu ainda de pau duro, e os dois, exaustos.

Abrimos uma cerveja e começamos a conversar. Após alguns minutos ela foi tomar uma ducha e ele logo após. Depois de uns 5 minutos comecei a ouvir uns gemidinhos animados no banheiro e fui lá. Ela estava com o rosto encostado na parede e ele socava a rola nela por trás, ela com uma cara de felicidade só gemia. Entrei e quis participar. Ficamos revezando, hora ele hora eu metíamos naquela buceta gostosa. Resolvemos voltar para a cama. Ele deitou-se com sua rola enorme apontada para cima e ela subiu e começou a cavalgá-lo. Eu dei minha rola para ela chupar que o engolia todo.

Resolvi tirar uma foto da situação. Ele pegava sua bunda e a abria, puxando-a para baixo com força e ela gemia alto. Ele colocava o dedo em seu rabinho, preparando-o para uma possível enrabada. Ele saiu debaixo dela, colocou-a de 4 novamente e socou forte. Ela gemeu forte, sentei à frente dela dei minha rola prá chupar. Ela lambia de cima abaixo, colocava as bolas na boca e gemia forte a cada estacada de nosso amigo. Ele retirou a rola e desceu sua língua para o anelzinho dela... Ela rebolava e ele enfiava a língua no rabinho dela... daí passou para um dedo no cuzinho e dois na buceta, ela chupava meu pau cada vez com mais violência, quando ele se preparou para penetrá-la atrás, ela virou-se e falou que eu iria primeiro, pois o dele era muito grande. Ele passou para a frente e eu fui por trás. Como ela já estava bem preparada, comecei colocando devagarzinho para deixá-la mais confortável. Aos poucos coloquei tudo e fiquei parado para ela acostumar-se, então comecei com o vai e vem lentamente. Ela dizia:

- Isso cachorro, fode o rabo da tua esposinha, fode....

Eu comecei a socar com força e ela engolia o que conseguia da caceta de nosso amigo. Estava bom demais..... Puxei seus cabelos e soquei fundo. Falei ao ouvido dela:

- Quer sentir essa picona no seu rabinho, quer safada?

- Quero, quero cachorro...

Chamei nosso amigo e ele postou-se atrás dela e foi forçando... Ela colocou as mãos para trás e ajudou abrindo as nádegas. Ela gemeu alto quando a cabeçorra entrou e esticou-se ao sentir aquele volume que parecia não acabar nunca.

Fui ao banheiro, lavar-me pois estava sem camisinha e ouvia as socadas dele e os gemidos de minha esposa. Voltei e dei meu pau prá ela chupar. Ela gozou umas duas vezes.

Ele trocou a camisinha deitou-se e puxou para cima dele. Socou firme enquanto abria as nádegas dela. Percebi a intenção e coloquei meu dedo... Ela disse-me:

- Ta querendo, né safado?

Então ela deitou seu corpo sobre o dele e o beijava, arrebitando sua bundinha prá mim. Comecei a penetrá-la, com certa dificuldade pois o cara era grande. Quando entrou tudo ela praticamente berrava. Começamos um movimento coordenado, ele entrava e eu saía e vice-versa. Ela entrou em êxtase. Gozava uma vez após a outra, não tinha fim. Finalmente não agüentei, enchi o rabinho dela de porra. Ele saiu debaixo dela e disse que queria gozar naquele rabinho também. Ela abriu as nádegas para ele que socou firme e dizia:

- Adoro comer o cuzinho de uma casadinha safada e gostosa como você... Está gostando putinha, está?

- Sim.. fode meu rabinho, fode...

- Quer que eu goze no seu rabinho na frente do seu marido, putinha?

- Sim, goza safado gooozaaaa....

E teve outro orgasmo.... Ele acelerou a metida, com suas mãos grandes puxando a bunda dela de encontro a seu corpo, as bolas batendo em sua buceta e quando percebeu que não agüentaria mais, tirou a rola do rabinho dela, retirou a camisinha e deu o pau para ela chupar, gozando fartamente na boca de minha safada.

Que transa...

Trocamos telefone e estamos aguardando uma nova oportunidade de repetir esta aventura fantástica.

Comentários

24/01/2012 02:19:26
É UMA HISTÓRIA SIMPLESMENTE MARAVILHOSA, TENHO MUITA VONTADE DE FAZER ISSO COM A MINHA ESPOSA!
24/01/2012 02:18:08
13/04/2011 18:39:08
quer sair conosco me add [email protected]
13/04/2011 18:39:06
quer sair conosco me add [email protected]
25/07/2009 15:44:43
Bom conto, eu e minha esposa ja tivemos varios momentos iguais e deliciosos iguais, valeu a lembrança. Minha putinha tambem adora um pau de outro bem duro tanto na buceta como no cu, principalmente no cu, ela goza tendo um pau na bunda. Pra vc nota dez
21/07/2009 20:14:26
Que delícia... fiquei molhadinha...hj vou dar o rabinho pro meu marido...queria que ele topasse uma transa asism.
27/09/2008 15:25:29
Me inaginei, fiquei milhada e com tesão. meu marido vai ralar muitooooooo hoje! Parabens pelo conto.
25/09/2008 16:42:38
nossa maravilhoso queria tbm dois homens para me relizar assim que deliciaaaaa
25/09/2008 11:36:11
otimo conto e tudo que eu queria que minha esposa topasse pena eu nao conseguir convecer ela mas um dia consigo
25/09/2008 10:19:42
NOSSA Q DELILCIA DE TEXTO ADOREI.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


fiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosvidii lesbica cozando turmidoMulher enfregrando a rola do jumento na bucetaxvidio porno comendo a cunhada de fio dental rocho no banhoSacaniha reboado nos pauzaocontos eroticos corno deixa o proprio filho foder a mulherFOTOS DE FODA RIJA NEGRAO BIGPenis flacido castrar contosmulhre pelada rezei ponoamarando a filha pra chupa buceta e mete a liga no buraco da buceta primeira vez que ela sente uma lingasurpresa+no+banheiro+pornovídeo pornô com boneca de silicone de 80 kilos pela XVídeo pornôporno de mulheres tentando fiji de pica grandecontos eroticos feminizaçao do garotinho maechupar e engolir esperma comentariosporno.tem.leite.no.peito.deixemamarporno caseiro dupla penetraçao ela fica brava porque doeu o cuContos me encheram de porra na frente do meu maridobucetao na boca contotexto jibi mae filho fodeu bucetaconto dei o cu pro meu tio emganto ele dormia gay 2017Transando com o pai ate esguichar de prazer em putaria brasileira videos curtos de incestobotei meu dedo na buceta da mulher do amigotexto de mulher quatro mulheres e quatro mulheres se for do mundo assim podendo em uma chupando o pau da ou julgamos o xiri da outraprovequei o papai e ele fodeumena fazenda de amigos novinho conto eroticominha cunha espero meu irmão sai e mim mandou ajudar a ela a apertar o sutiã e eu a cumei sexocontos eróticos estupros varoa loirinha perguntava se fodia gostoso xvideosxvidiopornô doido meu padastroconto erotico amiga da esposa da muito moleviagei a trabalho e meu noivo virou corno o homem me dominou putas peladas meladas de margarina no cucontos e vidios homem casado na casa de massagem ė enrrabadoquero ver filme pornô com mulher morena de 20 anos dando o cu de bruço fechadengosa do maridinhoconto erotico caseirocontos cu da tiaforcada a foder com roluda pelo marido contogozando dentro da buceta das lindonas nas baladasxvideos Botando rola Pra Fora E sarrando bem gtznovinhos erotizando de fio dental atoladofui encoxada pelo meu genro e n resisti meu marido liberatva bucetacadelas casadoscontoszoofiliaseduzida por um estranho contos pornoxxvideo mobile de mulher chupando seios de outra em lactacaoxvidios outros purai favoritoscontos eroticos corno bebado esposa com fogo no rabo amigo roludohotwife e marido contoscontos de sexo depilando a sogradeixo unegao desmarcado goza dentrovídeos sexo gays estrupo vampiro principes dandocontos eroticos o magnatapeladacamisinhacasada foi pra oficina dar pros mecanicosContos eroticos entre padre e noviçaprima separada com tesaoContos eroticos casais e pintudos fantasiasQuerido lavei a conaponto não. quebrau. cabaso da vigecontos eroticos estuprada pelo gariconto erotico comendo rabo da dona da verdureiraconto comi uma eguaSo video de 5 minutos porno buceta e rolas de 16centimetrogostosa novinha virgem orgasminhomulher dançando de vestido curto que pode aparecer a b***** dela pelada cuidar de abaixar vídeo pegadinha baixarquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhona hora do sexo o que pode ser feito com o halls pretoAdulta criando pentelho na bucetapalavroespornobrasileirasdando a boceta pro namoradoprimeira vez novopornocontoincestos