Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Negro Mal

Autor: JULY
Categoria: Heterossexual
Data: 22/10/2008 02:50:43
Nota 7.67
Assuntos: Heterossexual

Olá! tudo bem?

vou contar a história de quando perdi minha virgindade, espero que gostem!

na época eu tinha 15 anos, sou morena, cabelos lisos negros, olhos verdes...na época eu já tinha uma bundinha arrebitada e carnudinha, e com um belo par de seios, não tão grandes, mas redondinhos e bicudos por natureza. Eu morava em um condomínio, e lá era muito legal, eu tinha bastante amigos lá, e sempre rolava umas pegaçoes entre a turma, mas era só beijinhos e abraços. Eu sempre fui considerada a mais bonita do condominio, mas nunca fui igual as outras, nunca tinha ficado com ninguem naquele predio desde quando cheguei, sempre fui muito séria e correta em relação a isso, e só pretendia perder a virgindade quando casasse e tudo mais, mas o pior ainda estava por vir, quer dizer, o melhor!.

Certa vez estava eu e umas amigas tomando banho de piscina, quando eu vi aquele monumento negro entrando na piscina...fiquei estática, era uma verdadeira delícia: devia ter 1,85 de altura, era musculoso e dividido, era possivel ver todos os musculos do seu corpo bem definido, lindo de rosto e com um pauzão eeenooorme!, um Deus de ébano perfeito!. Eu não conseguia parar de olhar para aquele corpão sarado, principalmente pra o seu pau, que quase pulava de sua sunga. Na época eu era muito bestinha e fiquei muuito tímida, minhas amigas, que eram mais velhas e mais experientes que eu, também babavam aquele monumento que acabara de entrar na piscina. Ele estava com uns amigos, conversando, e de vez em quando ele me olhava, com aquele olhar de lobo faminto, louco pra comer sabe...eu disfarçava morrendo de vergonha, mas minhas amigas sacaram a dele, e foram logo se chegando no rapaz, perguntando se queria me conhecer. Eu fiquei louca de medo, pois nunca tinha conhecido um menino com tais intenções, e aquele cara mais velho que eu, e nem se comparava aos meninos da minha idade.

Ele se aproximou de mim e com um sorriso faceiro, me perguntou:

- Oi, gatinha, tudo bem? como é o seu nome?

Eu, morta de vergonha, respondi quase gaguejando:

- Juliana...

- Lindo nome - Disse ele, se aproximando mais - assim como ´também é a sua dona.

Nesse momento a minha vontade era de me enfiar num buraco e nunca mais sair, nossa, aquele principe me cantando, fiqui sem ar. Palavras me faltaram, e eu respondi com um sorriso. Eu nunca fui chegada nos negros, mas esse mecheu comigo, era muito lindo, e o seu pau então, nunca mais esqueço, sempre ouvi dizer que os negros são bem dotados, mas o daquele cara era demais!. A gente passou a tarde toda conversando, minhas amigas já estavam nos amassos com os amigos dele, e eu, morta de vergonha, conversava com o rapaz, que tentou me beijar uma vez, mas resisti e virei o rosto, deixando ele beijar minha face. O tempo passou e estava anoitecendo, me despedi dele e disse que tinha que ir pra casa, ele insistiu para que eu ficasse, o papo estava ótimo, ele tinha uma lábia incrível, e eu que na época era muito boba, cai diretinho...me despedi dele e sai da piscina junto com minhas amigas, o rapaz marcou comigo de se encontrar na praça do condominio pela noite, junto com minhas amigas, aceitei e logo entrei no elevador junto com elas...fofocamos um tempo e fui pra minha casa tomar banho. No chuveiro, a imagem do pau daquele rapaz não saia de minha cabeça...eu nunca tinha visto um, tudo bem que estava de sunga, mas dava pra ver o tamanho daquilo tudo, senti uma coisa estranha na minha xaninha, estava excitadissima.

Pela noite, me encontrei com ele na praça, junto com minhas amigas. Conversamos, uma conversa gostosa, e não demorou muito pra rolar um beijo. Nos pegamos por um boooom tempo. Foi meu primeiro beijo, ele sacou que eu era BV, e se encantou mais ainda por mim, e com seu jeito e sua lábia conseguiu me levar até a sua casa. Ele estava hospedado na casa de sua irmã, que saiu a trabalho, ele tinha 20 anos, 5 anos mais velho que eu, fiquei bestinha, me achando a mulher por estar com um cara mais velho, e foi isso que me iludiu, ele fez o que quis comigo. Logo quando entramos no AP, ele me deu um super beijo. Fiquei fogosa, e beijei com vontade, chupando a língua dele feito um picolé, apesar de nunca ter beijado, sempre treinei com a mão, e via minhas amigas beijando, sei que não é o suficiente, mas ja dava pra ter uma noção de beijo. Eu estava com um tomara que caia e um short jeans bem curtinho. Ele foi passando a mão na minha bunda, apertando e apalpando carinhosamente com as duas mãos...fiquei louca, eram sensações que eu nunca tinha sentido antes, aquele corpo colado ao meu, meus seios roçando no dele, aquelas mãos enormes e fortes alisando minha bunda, aquele acocho que ele dava, que me fazia sentir o seu grande pau na minha barriga, era incrivel, me molhei todinha, estava louca de prazer. Logo ele foi dando chupoes no meu pescoço, e tirando meu tomara que caia bem devagarinho. Eu, com o tesão ás portas, meti minha lingua no corpo dele, lambendo feito uma cadela no sil. Ele tirou meu tomara que caia, eu estava sem soutien, meus mamilos pareciam uma arma de tão duros que estavam, e ele se acabou neles, lambendo, chupando e mordendo de leve os meus seios e meus mamilos. Nessa hora eu senti um fogo subindo em meu corpo, minha xaninha pulsava, molhadíssima, e comecei a esfregá-la naquele pauzão, que estava o dobro do tamanho, duro. Estava em extase, sentindo a lingua dele passeando ao redor dos meus mamilos, e alisava os cabelos dele sem parar, com os olhos fechados de tanto tesão. Ele foi descendo, agora beijando minha barriguinha, e com as mão foi abrindo os botões do meu shortinho, e foi descendo ele devagar.

senti uma fraqueza nas pernas, e me sentei no sofá. Ele levantou minhas pernas e tirou o meu short. Meu coração disparou na hora, nuca tinha ficado naquela posição, naquele estado pra ninguém. Ele logo caiu de boca na minha calcinha, tirando-a com os dentes, revelando minha bucetinha virgem, pequenina, mas inchada e molhadérrima de prazer. Ele encheu os olhos quando viu a minha xaninha, rosadinha e suculenta na sua frente. Começou a chupá-la, parecia que estava tomando leitinho numa tigela de leite, como um gato. Sua língua penetrava minha xaninha, com uma velocidade incrivel, quase me matando de tesão. Segurei os braços do sofá com muita força, sentia cosquinhas e tesão ao mesmo tempo, fechei minhas pernas entre a cabeça dele, sem resistir, e ele quase que me invadia pela xaninha. Ao tocar e lamber o meu grelinho avantajado, juro a vocês que quase desmaio de tesão, subiu aquela sensação estranha, aquela coisa dentro de mim, comecei a gemer, a urrar feito uma louca, segurei os cabelos dele com força, tentando empurra-lo para longe da minha bucetinha, e ele esfregava toda sua cara nela, enfiava sua lingua ao máximo, deixando minha xaninha toda molhada. Eu gritava "para, para!!" e ele continuava com as chupadas, era uma sensação agonizante, mas boa, muito boa, e log me acostumei, até que ele terminar, era possivel ver sua baba descendo da minha buceta, misturada com minha goza, era a primeira vez em que eu tive um orgasmo. Mas ele ainda continuou, com rapidez tirou o seu short. O pau saia pela cueca, eu fiquei traumatizada quando vi aquela cena: aquela cabeçona que mais parecia um chapéu de cogumelo, enorrrme, aquele pau grande, grosso, negro, a coisa mais linda do mundo. Sem pensar duas vezes, enfiei a mão e puxei pra mim, passando-o pelo meu rosto, pelo pescoço, pelos seios, que delícia, aquele cheirinho agradável, excitante. Comecei a beijá-lo, não sabia mais o que estava fazendo, deixei o extinto me levar, e ele me surpreendeu, pois comecei a chupar aquele picão. Como num picolé, enfiava ele todo na minha boca e tirava-o na base da linguada, o rapaz gemia, enquanto segurava minha cabeça. Fiquei naquela por muito tempo, até que ele segurou forte minha cabeça e começou a bombar na minha boca!. Sentir aquilo tudo entrando em minha garganta foi um pouco desagradavel, mas ele logo tirou quando fiquei prestes a vomitar, o troço tocou minha garganta!. O rapaz, bastante excitado, com ferocidade me deitou no sofá, abriu minhas pernas e as colocaram emcima do seus ombrors. Eu, assustada, pedi a ele que fosse devagar, que eu ainda era virgem, e que o pau dele me dava medo. Ele só fez sorrir, e foi colocando devagarzinho seu pau na minha xaninha. Senti aquela coisa babenta batendo na porta de minha bucetinha, ele enfiava a cabecinha com delicadeza, e só quando entrou a metade e eu já estava gemendo de dor e mandei ele parar, tentativa inútil, o homem virou bicho e enfiou tudo de uma vez!. Foi a pior dor que eu senti em toda minha vida!!!, parecia que ele tinha me varado ao meio, parecia ter furado meus orgãos internos. Gritei como uma louca, e chorei bastante também, que dor miserável, nunca mais me esqueço. Daí pra frente ele me bombou até gozar na minha cara, não demorou muito, e eu senti mais dor do que prazer, que pau desgraçado!. Melei o sofá da irmã dele com meu sangue, depois da transa, fui para casa sem calcinha e toda aberta, ardia como nunca!. fui ao banheiro e abri as pernas em frente ao espelho para ver o estrago: estava toda melada de sangue, parecia que tinha menstruado, so enxergava o vermelhão, passei um bom tempo colocando gelo e pedaços de pano na minha bucetinha, para poder sentar e não sentir muita dor...aindabem que ele não fodeu meu cusinho!.

depois desse dia nunca mais o vi, acho que ele se assustou quando saí chorando, mas eu quis faer aquilo, ele era demais, doeu doeu, mas que foi bom foi!! e hoje em dia eu namoro um negrão lindo, e ele vive me bombando, pra quem não gostava de um negrão, eu agora só como chocolate dos bons...hehe

bjksss!

Comentários

22/10/2008 12:35:43
que delicia de conto, espero corresponder com vc, e talvez te mando umas fotos minhas...bjs [email protected] aguardo dei 10 p conto
22/10/2008 08:22:09
Também acho, mas valeu. Paula das Monografias <http://diggitamos.sites.uol.com.br>
22/10/2008 03:38:38
fala sério, vc é bem galinha né!? esse conto parece mais conto de gay.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


Putaria brasileira puta da a a fortãomeu padrasto me encochava contos eróticos de gaysmulheres loucas de tesão que deixa a melhoria de tesão com a b******* buseta colchão gostosavideos gratis porno para ver agora mulheres levando encoxada no onibus ficou louca de tesao e levou o cara pra cadacontos incesto mae gtsconto gay tiozao deu cucomendo duas verdinhas muito deliciosa dos busão sexo e do r**** e dos peitãoenfregando o pau duro na bunda dentro do onibus cheioporno meti na minha irma com forca e fiz ela pular e gemerbeceta melecada fazeno barulinho fudenocontos eróticos meu maridoviado corno na zoofiliacachorro nao queria mas degrudar da mulher zoofilia video pornimundobicha.com hetero brasileiro toma banho com amigo heterocontos eróticos muleconacontos tathy ellentaradona nivinha loca pra dar oacuzin mas o pausudo nao esta dando conta de te comer num enta o cacetecontos nao resisti vi a buçeta da minha mae bebadacontos esfolei o anus da mamae bebadavideos dr sexo com pau de40cm analcorno puxa o grelo e mamavidio mulher casada com roupa fodendo enfrente o marido ate escorrer porrscomendo a buceta da gostosa na barra de suco de limãorickcafajeste30.macho arregaca o buraco da xana da safada cm aparelho para ver o fundo do buracomarido embebeda a esposabundas enormes aberdaapeso d porrta gatinhapornocaseirogosandodentrocontos eroticos chorando com o pau enterrado no cu e o macho arrancando bostaele a enrabala e ela a cagar.se pornoprensada no colchão porncontos eroticos inicio na infancia xantageada e abusada Pelo negaogosada dentro da buceta de surpresa.sexo em famíliaerotico filha da um beijinho neleSexoanalsemdormicroempresa vídeo de pornô das coroas empregadasapaixonado por um hetero cap 15contos eróticos de homens peões de obras fazendo sexo com outros homenspono gay ply boi adolenti dando cu ategosaesposa novinha do bundão grandão nua despeitosexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentroporno novinha trezeno com namorando da migaXVídeos as novinhas de calça folgado na fila do mercadocontos sobre chantagiei minha tia e q comiporno mimnha filha e tao novimnha que nem petelho naceu aimdaconto nora chupando bucetad sogracontos saunas velhos chubbys gayscontoswww.eroticos na festaxvideos cunhadinha nao resistiu amassagemporno.com negao levanta a saia enfia até o saco enche de porracontos eroticos gay meu vizinho de dezenove me estuprou dormindo quando eu tinha nove anosconto erotico boa noite cinderelameninas que amolece as pernas quando o pau entra na bucetinha delascontos da minha sogra me pedindo pra cheirar sua calcinhaflagga de mulheres deficiente fisica se mastubandoporno filha da pro pai e a mae naofala nadacontos anal c cavalos e tourosconto erótico flagrei minha mãe chifrando meu pai e ela me humilhou muitomeu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticostransandp no presidio com a maiContos eróticos tarados na madrugadaler contos eroticos de incesto pai carente filha safada short curtoconto erotico gay minha tia me transformou em meninacalça legue mostrando abuçetaContos eroticos de mae da banho filho com braço e perna quebradaporno gay com vendedor de porte e portaporno inventei um assalto para o comer minha mulherbiba boqueteras pornosexo pregando no fagarloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualvideos porno negao so os tapas estralandoporno contos alberto comeu minha mulherpornô vai consertar geladeira e ela transa com Letíciasexo ruiva nu riuamigo gay bundudo liso vestido de mulher na festa conto gayVer contos eroticos de pai comendo a buceta virger da filhaComi a garota tolinhatemto core mais eu pegeibrasilera xvideoContos de cornoconto eroticos mulher do corno na borrachariaO vizinho safado do 205contos eroticos primeira vez inesquecivelexvidio comi á mińha pastora da igrejaconto erotico dos mauricinho ricos com gaycasada sequestrada e estuprada na lua de mel pornoa mulher e amante apertalas bolas porno