Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

CAMINHONEIRO VIAJA E DEIXA SUA MULHER COM TESÃO EM CASA

Autor: Marmanjo64
Categoria: Heterossexual
Data: 28/10/2008 00:45:56
Nota 8.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Estava na festa de aniversário de um amigo Pedro, onze horas da manha, todos os presentes já estavam alegres, bebendo com as latinhas de cerveja nas mãos, a mulherada toda nadavam e conversavam na piscina, falavam alto parecia um bando de gralha, lá na piscina rolava uma bebedeira das grande, quando anunciaram que o almoço estava servido foi uma correria, as mulheres invadiram a mesa em minutos, como sou meio tímido fiquei de lado observando a festa, notei que uma mulher não tinha entrado na água, estava com um olhar triste e ficou fora da turma mais animada, eu estava sentado na área do lado oposto de onde foi servido o almoço, sozinho bebendo minha cerveja tranquilamente, ela sentou na minha frente a uns cinco metros, estava vestida com uma saia curta que tampava só a metade de suas coxas e quando ela sentou a saia ainda subiu um pouco, deixando quase toda aquelas coxas de fora, olhei para ela e neste momento ela cruzou seu olhar no meu, ficou sem jeito, meio que encabulada, por ter notado que eu estava olhando suas pernas, notei que ela também era um pouco tímida, não pude deixar de olhar suas belas pernas, seu cabelo loiro e comprido balançava com o vento, seus lábios carnudos dava um toque sexi, naquele rosto lindo, seus seios pequenos, com uns biquinhos durinhos estavam quase furando o pano de sua blusa, ela não estava usando sutiã, dei uma olhada geral naquele corpo maravilhoso, por mais que tentei disfarçar, ela percebeu, levantou e saiu de onde estava e foi para o outro lado no meio da turma.

Já era quatro horas da tarde e o pessoal começou a sair, eu estava sentado no mesmo lugar, bebendo e de olho naquela gata, depois do almoço ela começou beber, notei que ela bebia com vontade, pareceu que ela queria ficar bêbada, não ficava sem uma lata de cerveja na mão, conforme o tempo passava ela foi mostrando que estava gostando de minhas investidas.

Meu amigo veio até onde eu estava perguntou se estava tudo bem, disse que estava ótimo, ele ficou uns minutos conversando comigo e eu fui logo perguntando quem era aquela mulher, ele disse que ela era a Carmem, mulher do vizinho de seu irmão, o seu marido era caminhoneiro e ela estava acompanhando sua cunhada.

Quando meu amigo saiu, ela se afastou das outras mulheres e veio sentar na mesma cadeira que estava sentada de manha, fez que nem estava percebendo minha presença, sentou e abriu suas pernas me deixando ver sua minúscula calçinha branca enterrada na sua xana, levantou seu rosto olhou para mim e parou seu olhar no meu, não tive duvida que aquele olhar não era de mulher fiel, mostrou ser uma safadinha, quando ela colocou a lata de cerveja nos lábios derramou cerveja de propósito nos seios, olhou para mim e passou sua mão por dentro de sua blusa, um de seus seios saltou para fora, passou seus dedos no biquinho dele e fechou seus olhos, passou a língua nos seus lábios, suspirou e fez um gesto de quem estava excitada, a safada estava me provocando propositalmente, com a maior cara de pau, fiquei de telespectador da sena de exibicionismo sexual que ela fazia questão de fazer com a maior naturalidade.

Carmem olhou para mim, fiz que não estava percebendo, olhava para outro lado, ela não agüentou e disse,

>Você não gosta da turma, fica ai bebendo sozinho, parece que esta curtindo uma solidão.

Fiz que não tivesse notado que ela estava falando comigo, fiquei olhando para onde estava, ela levantou e veio sentar na cadeira perto de mim e.

>Dou uma moeda por este seu pensamento.

>Não precisa pagar se você quiser te digo em que estou pensando.

>Então diz logo.

>Estou pensando em uma mulher maravilhosa, linda que conheci, a gata é muito sexi, estou doido para trepar com ela.

Carmem fechou seu rosto, ficou desapontada com minha resposta, achei que ela iria levantar e sair, ela não sacou que a mulher de quem falava era ela.

>Nossa isto que é paixão, gostaria de conhecer esta sortuda.

>Quando estiver na frente de um espelho, você estará vendo a mulher de quem estou falando.

Ela perdeu o rebolado, ficou sem jeito, seu rosto ficou vermelho, ela ficou com ar de vitoriosa, toda convencida, sorriu com um jeitinho safado.

>Será que esta mulher vai aceitar ficar com você, quem sabe ela é comprometida e não vai poder satisfazer suas pretenções.

>Que ela é casada eu já sei, também sei que seu marido fica fora de casa durante dias e eu acho que ela fica cheia de tesão e quem sabe ela esteja afim de um homem que mate seu desejo, assim ela não vai mais precisar se masturbar.

Ela estava abrindo a boca para falar chegou o marido da sua amiga, irmão do Pedro e disse.

>Carmem vou levar você e a mulher com as crianças para casa, porque nos decidimos ficar aqui no sitio até mais tarde, vamos começar jogar truco e quando nos começamos jogar não temos hora marcada para parar.

Ela levantou e foi onde sua amiga estava com as crianças, tive uma idéia e coloquei em prática imediatamente.

>Eu já estou indo para cidade se você quiser posso levar o pessoal, assim você pode ficar aqui e jogar a vontade.

O irmão de Pedro comemorou, foi onde estava sua mulher e falou para ela que eu os levaria todos para a cidade, em poucos minutos nos já estava entrando no portão do condomínio onde eles residiam, quando parei o carro desembarquei, abri o porta malas para tirar os brinquedos das crianças, notei que ela tinha deixado sua bolsa no banco de propósito, a mulher do irmão do Pedro entrou com seus filhos e ela acompanhou até a entrada, eu fiquei fazendo cera, sabia que ela iria voltar e não deu outra, logo ela veio andando como quem estava com presa, falando alto para sua amiga ouvir.

>Deixei minha bolsa ai dentro do carro.

Eu já estava sentado na boléia, ela abriu a porta de traz para pegar sua bolsa e disse.

>Moro no apartamento de nº 37, venha amanha na parte da tarde.

>Sua amiga não vai perceber.

>Ela trabalha na parte da tarde e seus filhos vão estar na escola.

Disfarçou e saiu rápido como estivesse apresada para alcançar sua amiga que estava olhando na entrada do prédio.

No outro dia cheguei à recepção disfarçado de vendedor, falei com o recepcionista, disse que dona Carmem do AP,37 estava esperando minha visita, ele falou com ela pelo interfone e fui autorizado entrar.

Quando cheguei à sua porta ela já estava esperando de pé na porta, vestida só com uma camisola preta transparente, entrei e ela foi logo agarrando em mim, beijando minha boca com tesão, um beijo molhado, gostoso, sua língua chegava tremer tocando a ponta da minha, meu pau ficou duro feito uma estaca, ela foi logo tirando minha camisa, beijando meu peito, levou menos de um minuto para me deixar peladão, meu pau saltou contra sua barriga, ela abaixou e colocou-o na boca até onde coube, passava a língua por toda sua extenção, até o saco e lambeu minhas bolas, subiu com sua língua pela minha barriga, não deixou que falasse nem uma palavra, colou sua boca na minha e beijamos com tesão, ela estava excitadíssima, alucinada de prazer, tirei sua camisola e percebi que ela estava sem calçinha com sua xana toda depilada, seu desejo era imenso, sua tesão estava acima de seus princípios, poucas vezes eu tinha visto uma mulher com tamanha tesão, beijei seus seios, mordisquei seus mamilos, fui descendo passando minha língua pela sua barriga, abaixei e coloquei com minha boca na sua xana e que xana linda, carnudinha, com um clitóris médio, durinho, passei minha língua em redor dos seus grandes lábios, fui aproximando de sua raxa, quando enterrei a língua na raxa de sua boceta, ela delirou, gemeu feito uma leoa selvagem, chupei seu clitóris com força, pegava ele com os lábios a pertava e puxava para fora, ele esticava e voltava, ela urrava de tesão, fiquei passando minha lingua, naquela xaninha linda por vários minutos, senti suas pernas tremerem, sua xana inundava e eu sugava o seu melzinho, chupava e engolia aquele liquido gostoso, ela gozava constantemente, meu pau estava colado na minha barriga de duro que estava, chegava tremer quando eu a sentia gozando, levantei dei mais um beijo na sua boca, ela foi para cima do sofá, ficou de quatro, eu fui por traz e dei mais uma chupada na sua boceta e coloquei a cabeça do pau na sua raxa, o passei por dentro dela e coloquei na entrada de sua xana e penetrei bem devagar, cada centímetro que entrava e curtia, sentindo aquela xana linda engolindo meu pau, sua vagina estava lubrificada, lisinha meu pau foi deslizando até encostar meu saco na sua bunda, fiquei um tempo parado, ela começou a rebolar, iniciei um vai e vem bem lento, fui aumentando aos poucos, ela urrava, gemia e pedia para socar com força, senti seu corpo ficando com a pele arrepiadinha, seu bumbum ficou duro, passei a mão nos seus seios e senti-os petrificados, duros pelo tesão que ela estava sentindo, sua vagina se contraia e apertava meu pau da cabeça até o saco, ela urrou alto, gritou feito uma doida, sentindo um orgasmo alucinante, sua xana chegava pingar, escorreu até o saco, sua respiração estava ofegante, empinou bem seu trazeiro e eu soquei com mais força, chegava doer quando meu saco batia na sua bunda, meu pau inchou e jorrei porra bem no fundo de sua vagina, chegou doer a cabeça do pau de tanta porra que saiu, ela desabou, enterrou seu rosto no sofá, ficou molzinha, quando ela recuperou suas energias fomos tomar um banho junto, ela passou sabonete no meu corpo todo, suas mãos macias desligavam pelo meu corpo, meu pau ficou duro novamente, a peguei por traz e encaxei o pau no seu rego, ela esquiou seu corpo para frente e empinou bem seu trazeiro, coloquei o pau no seu cuzinho e enterrei-o com duas estocadas, senti seu cu ficar regaçado, ela gritou de dor, mais não pediu para parar, ficou parada e logo começou a rebolar sua bunda, gozamos juntos.

Nesta tarde ainda trepamos mais duas vezes na sua cama, mas nunca mais eu fui ao seu AP, ela que vem uma vez por semana aqui na minha casa, ficamos amantes e nem penso em parar de trepar com ela, a gata é muito gostosa e como é casada não fica pegando no meu pé, quanto ao marido dela, eu nem o conheço e não faço questão de conhecer, só não quero que ele pare de viajar, porque enquanto ele estiver viajando eu sou o homem que mando na sua linda mulherzinha.

Comentários

28/10/2008 21:10:47
ai, que amante feliz!! amei o conto... nota 10... bjks
28/10/2008 15:32:18
Bom, mas poderia ter mais emoção.
28/10/2008 04:51:03
Caracaaaaaaaa.....Pela primeira vez leio um conto em que a mulher não dá o cuzinho pela primeira vez...rsrsrsr....Em todos os contos o cara tira o cabacinho do cuzinho....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


xvideos cangáceiras eroticascontos mulheres que gostam de cu de homemcasada carente muito seria mais foi ceduzida pelo cadeirante contoslevando a cunhada para tomar injeção no bumbumpadrasto sodomitaconto erotico briocotrazei com minha vizinha d camizola na cozinha dela ponocontos uma delicia de vizinha 8aninhosmacho arregaca o buraco da xana da safada cm aparelho para ver o fundo do buracojoponezinha dormindo e entra um cara e comi elaquero assistir vídeo pornô estupro anal com vibradores e zoofilia misturadomulequespauzudoflaguei meu irmao comendo minha mae e entrei na festacontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistasvideo porno papai leu a filha que estava de férias pro sitio e fudeo novinhacontos tathy ellenporno irado sexo no salã de belezafotos de mulher lefa e que aquenta fuder com pic grande da cabeca grossa e a mulher peituda e deramando leitechantagiei a freira contoporno comendo em dois e explodindo cu ea buceta da novinha atéh ela cagarquero os melhores contos eróticos de enteadas brigonas com fotossexo conto meninas novas com cunhado safado me comendo brutamente.contos eroticos dei a bundinha por balasxvidio veio chupando peito da novilnhamargarinas na buseta e no cuTravesti fica olhando sua amiga recebe crempe analincesto recente mae consentindo o pai com filha contossexo soumenti com corno chupando porra de macho na buceta da esposaLoirinha Gata Magrinha Recebe Pau Enquanto Ler Um Livro baixar olineporno ele para pra descansar da caminhada e pega morena agua e fode com elecontos de incesto sograeu quero só o gostosão moreno fortão dojoponezinha dormindo e entra um cara e comi elahttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branquelocontos eroticos comeu a testemunha de jeovasexo anal hAaaaafode violento o cu da vo gorda humilhandofui brincar com meu cao e fui enrrabada contocomendo a coroa gostosa loira e barriguda e ela xingando palavrãobrincando escanchada contos pornomulheres bostas scatcontos eroticos cu apertado.da maeContoPorno dotado estourando as prega do viadinho novinhocomo descabaça minha sobrinhaleitinho do papai contos inocenteconto erotico advogado apaixonantepornô doido chupando os mamilos da Dalvinhapai e filho pelado conto erotico exercitoquando ajudei minha mae a manter a forma 2 conto eroticogay fazeno sexo com cachorro e fica engatadoconto erotico casada crente no tremconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhavixxi encoxadasmeninas que gota de gozada na boca pornoxxvideos loirinha da para o cachorro de raça alemã contos eróticos estava dormindo com meu marido e encerro minha buceta de porrasexo na sala fria comendo ela depois de tirar o fio dental boa fodacontos de corno que deram o cuquando vc e virgem e transa fala com a pessoa q e virgeme na ele fala q vc e muito gostosa pqhistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherconto erótico flagrei minha mãe chifrando meu pai e ela me humilhou muitovídeo caseiro de sexo com a namoradinha pedindo para namorado com meu com filho dela devagarzinho ela muito escandalosaconto eurotico academia com o menino bundudoTio Fudeu minha buceta e eu gosteicontos eroticos provocando meu cunhadoDhcs xvideosvídeo pornô a novinha tomando banho com gosma e sangueContos.encesto.mae.silmentacontos eroticos comendo a sobrinhafiz minha esposa chupar seu pai enquanto fodiamoschicao corno submisso ao negao 4 conto cornocontos de incestos surubas com irma em casa nuscontos esfolei o anus da mamae bebadacontos de crentes caretescontos eroticos caguei no paucontos eróticos lesbicos strapon putinha vadia vagabunda fudervarias imagens de bucetas e cu aregaadosAonde tu não me debruço no tapete XVídeoschantageei e comi minha avo contopornodoido.pai.aretando.filra.darmindoassistir assistir vídeo pornô da Lucineide a gordinha gostosa de shortinho curtinhocontos minha esposa e um andarilho picudoMACIEIRA SEXO PORNOtadinha chorou pra na da o cu xvidiox cabacocontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosCONTOS EROTICOS DE JARDINEIRO PIROCUDO COM MAE E FILHAScurrado na borracharia de beira de estrada conto erótico gayfodie cusao do meu entido bundao pornolindinhas novinhas trepandonumpau grándegostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosas penujinhas do pornocontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putacomendo o cuzinho com um guspinhoos cara chegaram passando a mao na gostosa depois fuderam ela porno a.focasogra gostosa de cabelos crespos fudendo com amigo do genroTio Fudeu minha buceta e eu gosteimulher do bucetao paresendo uma jegonafode violento o cu da vo gorda humilhandomulheres de perna nua com a buceta esgassada