Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

MINHA PRIMEIRA VEZ - MEU AMIGO E O AMIGO DELE

Autor: Guilherme
Categoria: Homossexual
Data: 16/11/2008 00:57:39
Nota 9.62

MINHA PRIMEIRA VEZ - MEU AMIGO E O AMIGO DELE

Quando tinha 10 anos eu fiz troca-troca com outro garoto, da mesma idade, meu colega de colégio. Não foi nada demais e, para falar a verdade nem chegou a ter uma penetração, ficando mais na roçada mesmo. Ainda assim, gostei muito mais da experiência de dar do que de comer.

Um tempo depois, eu acabei contando isto para um amigo e vizinho meu, que o apelido era PC e tinha 12 anos. Só que só contei que tinha comido e não que tinha trocado. PC achou muito interessante e fez um monte de perguntas, principalmente sobre como tudo tinha começado. Contei que foi o cara que tinha dado a idéia.

Uns dias depois, eu estava na casa do PC, no quarto dele, junto com um primo meu de 10 anos também. PC deu a idéia de fazermos uma brincadeira: cada um tentava derrubar o outro e quem caísse 3 vezes tinha que se fazer de mulher para os outros. Disfarcei e caí as 3 vezes, e paguei a prenda. PC fez questão que eu e meu primo baixássemos o short para ele ver nosso pau e nossa bunda, mas ele mesmo ficou de short e, na hora dele vir, quis que fosse embaixo de um lençol. Com isso nem vi seu pau. Mas, também, não cheguei a ser penetrado, ficando na roçada de novo. Ele ficou mais vendo eu e meu primo trocar mesmo.

Mais uns dias, de novo na casa do PC, só nos 2 dessa vez, ele voltou a puxar o assunto. Acabei contando que com o primeiro garoto tinha rolado troca-troca. Ele me disse que achou que no dia com meu primo eu tinha fingido e caído de propósito. Neguei, mas ele perguntou se eu topava fazer de novo com ele, indo direto pra ele me comer.

Aceitei e ele me pediu pra ficar de pé e tirar o short. Ficou sentado na cama, alisando minha bunda, mas não queira tirar o dele. Disse que queria embaixo do lençol de novo. Eu falei que assim não topava e, enfim, ele tirou o pau pra fora. Fiquei louco com a visão. Ele já tinha o pau bem crescido e bastante pentelhos. Meu pau ainda era pequenininho e eu não tinha nada de pentelho. Nem cheguei a pedir e logo me ajoelhei e segurei aquele pau, que já estava duro. Eu estava louco de tesão, vendo aqueles pelos e aquele pau durão. Ele pediu para que eu ficasse na cama também, para poder me alisar na bunda enquanto eu segurava seu pau.

Em seguida, ele falou para eu deitar de bruços na cama e se virou por trás de mim. Abriu minha bunda com a mão e começou a passar o dedo no meu rego e no meu cuzinho. Depois, passou saliva e enfiou um dedo, devagar. Eu reagi, porque ardeu um pouco. Ele falou para eu ficar calmo, tirou o dedo e botou de novo, mais devagar. Dessa vez foi melhor. Ficamos assim um tempo até que ele veio por cima de mim e começou a tentar me penetrar. Pela sua inexperiência, acabou não conseguindo, mas acabou gozando no meu rego. Gostei muito da sensação que foi aquele líquido quente saindo dele e escorrendo em mim, só não gostei porque não pude ver como era. Fiquei surpreso, de novo, ao ver que meu amigo bem desenvolvido também já gozava.

Passado mais uns dias, PC me chamou para casa dele. Quando, cheguei lá, havia também um amigo dele de colégio, de 13 anos, chamado Pietro Ele me apresentou o garoto e começamos um papo à toa. Não demorou e PC foi direto ao assunto e contou que tinha falado com o amigo sobre a brincadeira que nós tínhamos feito e perguntou se eu topava uma brincadeira com os dois. Eu topei na hora. Não agüentava mais de vontade de ver o pau do PC de novo.

Ficamos os três nus e vi que o Pietro tinha um pau maior que o do PC e mais pentelhos também. O único lisinho era eu. O menino era mais experiente, já tinha comido um outro muleque algumas vezes, e assumiu o comando da sacanagem. Me mandou logo segurar o seu pau, se curvou e começou a chupar meu peito. Quase fui à loucura. PC me deu seu pau pra segurar também. Em seguida, Pietro me sentou na cama, ficou de pé, aproximou seu pau da minha boca, arregaçou a pele e disse: “chupa”. Eu fiquei meio na dúvida, ele ficou insistindo, roçando seu pau duro nos meus lábios. Acabei cedendo e recebendo aquele pau na boca. Não demorou dois segundos para a sensação de nojo passar e eu mamar com gosto aquela piroca. Logo, tirou e falou para o PC colocar a dele na minha boca. Desta vez, não exitei e chupei direto, com vontade. O pau do PC na minha boca era bom demais. Ficaram assim alternando, até que o Pietro falou: “Vou gozar na tua boca. Toma tudinho. Não deixa cair.” Não tive tempo para pensar e logo senti o jato quente e o gostinho da porra do garoto dentro da minha boca. Nessa hora PC tinha sentado e batia uma punheta vendo eu chupar seu amigo e levar uma gozada na boca. Ele gozou, muito, logo em seguida, esparramando leite por toda sua barriga e peito. Era demais para mim, ver os dois garotos já bem crescidos e, ainda por cima o esperma do meu amigo PC. Pietro levou minha cabeça até o pau do PC, para eu dar uma lambida no leite dele. Botei o pau melado dele na boca. PC puxou minha cabeça para que eu passasse a língua no leite que tava na barriga. Foi muito bom.

Um instante depois, quando estávamos os três sentados na cama e eu no meio deles, Pietro me abraçou e me virou de lado devagar, ficando por trás de mim. Já de pau duro, esfregando na minha bunda, sussurrou baixinho na minha orelha: “Topa dar o cuzinho?”. Nas brincadeiras anteriores, nunca tive dúvida, mas, nesta fiquei indeciso. Acho que senti que agora ia ser de verdade, que eu iria realmente ser penetrado. Pietro insistiu: “Hein? Topa? Vai ser gostoso. Vai ser um segredinho só de nós três. Ninguém conta pra ninguém mais”.

Não cheguei a dizer que sim, mas meu corpo foi atendendo ao comando de suas mãos. Ele me deitou de bruços, ao comprido na cama, e ficou de joelhos. Delicadamente abriu minha bunda e espiou meu cuzinho. Depois passou o dedo por todo o rego. Eu estava que nem dizia nada, coração disparado de tesão e ansiedade do que estava por acontecer. O Pietro pediu para PC lhe dar um tubo com um creme tipo hidratante, bastante escorregadio. Neste instante percebi que os dois haviam combinado tudo antes. Pietro passou o creme no meu bunbum e começou a forçar um dedo, devagarinho. Logo o dedo deslizou pra dentro, gostoso. Ele ficou nisso um tempo, botando e tirando o dedo bem devagar. Daí, falou para o PC, que também tinha ficado de joelhos, fazer o mesmo. Foi bom demais os dois brincando de colocar dedos em mim, cada hora um deles, cada hora um dedo diferente. Eu estava gostando muito.

“Está bom?”, pergunto Pietro. Com um gemidinho respondi que sim.

“Isso. Bem gostoso. Sente agora que tal”. Senti meu bunbum alargar e começar a doer.

“Que dedo é esse? O dedão?”, perguntei.

“Não, o dedão coloquei antes, você nem sentiu, foi gostoso”, respondeu Pietro, que era quem comandava a ação.

“Qual é então?”

“Coloquei dois”

“Tira, está doendo!”

“Ssshhh, aguenta aí que passa. Vai ficar bom. Realmente, depois de um tempo a dor ficou fraquinha e o tesão continuou. Em seguida foi a vez de PC ta,bem me enfiar dois dedos que, nesta hora, entraram sem problema.

“Agora eu vou comer tua bundinha. Não ta com vontade de dar não?” Sussurou nom eu ouvido o Pietro, tirando os dedos de PC de mim e voltando a colocar os seus. “Viu como entrou fácil agora?”

“Não sei, tenho medo.”

“De que ?! Besteira ... Tou muito afim de te comer. Você vai gostar.”

“De doer”

“Fica calmo. Meto devagar. Olha só como os dois dedos tão entrando facinho. Quer ver eu tentar meter mais um?”

“Não!”

“Deixa eu te comer, vai”

“Tenho medo de ficar arrombado!”

“Para com isso. Isso é hsitória que inventam. O cu é assim mesmo, ele estica pra poder a pica entrar, depois fecha de novo. Você só vai ficar mais largo um poquinho, mas quem vai poder ver? Você vai ficar mostrando o cu pra todo mundo, vai ?”

“Não sei”

“Experimenta. Se você não gostar é só não dar outra vez”

“Ta. Mas faz devagar. Promete?”

“Aham”

“Se doer muito você para ?”

“Prometo. Vem!”, e, com isso, me botou de joelho no chão, no canto da cama, com a barriga apoiada nela.

Ainda brincou com o dedo mais uma vez, passou mais um pouco do creme em mim e passou no seu pau também. Eu sentia o coração quase sair pela garganta. Aqueles segundos duraram horas. Até que senti quando ele me abriu o bumbum, botou o dedo mais uma vez e depois encostou seu pau. O contato daquele pau duro e quente na minha bundinha me deixou doido. Fechei os olhos e procurei nem pensar em nada. Os sentimentos estavam embaralhados, de um lado um tesão louco, de outro o medo de ficar arrombado ou até mesmo machucar.

Pietro começou a fazer uma pressão, controlando a direção da cabecinha com uma mão enquanto com a outra segurava meu quadril. Deixei e sentia a ponta do pau forçando meu buraquinho e começando a entrar. Nisso ele deu uma forçada maior e doeu muito. Gemi abafado e escapei para o lado, tirando o pau dele da posição.

“Doeu muito! Não quero mais!” e comecei a querer desistir.

“Ssshhh. Foi mal! Escorregou. Tava quase. Tenta só mais um pouquinho que você consegue.”

“Não quero!”

“Só mais um pouco, vai” e me reposicionou, começando uma nova tentativa.

Desta vez, logo senti que a cabeça estava quase entrando e me abrindo todo. Eu Gemia baixinho.

“Está quase. Agüenta firme que ta entrando. Olha só que tesão”

Ele manteve a pressão e eu finalmente senti aquele pau duro escorregando pra dentro de mim. A dor foi crescendo a medida em que eu era aberto pela rola do garoto, mas, mesmo assim, estava bom demais. Teve uma hora que a dor parou de aumentar e eu senti o pau escorrendo todo até que os pelos do Pietro começaram a roçar na minha bunda.

“Viu? Entrou todo, bem gostoso!”

Meu tesão era muito. Nem me preocupava mais com a dor. Ele tirou, bem devagar e tornou a me penetrar. Desta vez me segurava pela cintura com as duas mãos e enfiou de uma estocada só. Devagar, mas sem parar até o fundo. E forçou para entrar tudo, me fazendo sentir seu pentelhos encostando em mim. Fez mais uns poucos movimentos e gozou dentro do meu buraquinho. Ficou naquela posição, com o pau dentro ainda um pouco antes de tirar.

“Caralho! Foi gostoso demais. Tua bundinha é a melhor que eu já comi!” disse, depois de tirar, mas ainda ajoelhado atrás de mim, passando o pau no meu bumbum. Tomou a respiração de novo e disse “Agora é a vez do PC!”.

“Não, doeu muito. Eu não agüento de novo”

“Claro que agüenta. Você viu que é só ficar frio que a gente te come bem gostoso. Sobe na cama” e me arrumou em cima dela. “PC vai te comer de ladinho, que quase não dói”.

Nisto, PC veio e se deitou atrás de mim, encaixando aquela delicia de pau bem encima do meu cuzinho. “Dá pra mim também. Tou muito afim de te comer. Desde aquele dia que a gente tentou, já bati várias punhetas pensando que te comia”. Esta confissão me deixou com um tesão enorme e eu mexi de leve, pra encaixar melhor na pica dele. Ele já tinha passado creme nela. A penetração foi fácil, logo depois de duas ou três forçadinhas só. Foi a mesma sensação gostosa de sentir um pau escorregando pra dentro do meu corpo. Só que desta vez era do meu amigo.

“Você está gostando?”

“Tou”

“Mais que com o Pietro?”

“Sim”

“Tesão. Vou te comer muito. Agora e outras vezes depois. Você topa?”

“Sim. Pode me comer”

“Vira que eu quero do outro jeito.”

“Qual?”

“Barriga pra baixo”

Me virei, Pietro veio em ajuda, alisando minha perna e fazendo com que eu abrisse um pouco. PC deitou por cima de mim, me abraçou com um braço e, com a outra mão, levou a cabecinha até meu cu. Daí meteu até o fim. Passou a me abraçar com os dois braços e a me comer com vontade. Seu pau parecia um pouco mais fino que o do Pietro, mas ele metia com mais força e com mais velocidade. Eu nem pensava em mais nada, só sentia ele me comendo e gemendo no meu ouvido, com a respiração acelerada.

“Eu tou te comendo. Tou te enrabando. Ta gostando?

“Tou”

Logo, disse “Vou esporrar no te cu” e se contorceu todo numa gozada espetacular. Gemeu forte e me abraçou. Depois relaxou em cima de mim.

Para mim, esta experiência foi inesquecível. Com o Pietro ainda teve mais uma vez. Já com o PC teve várias outras, por bastante tempo. No começo era rara a semana que ele não me comia, depois diminui, mas não parou. Na verdade, até hoje ainda falo com ele e chega a rolar de vez em quando, só que bem espaçado, coisa de mais de ano de intervalo, às vezes.

Comentários

29/01/2018 13:04:26
gostei muito
19/11/2014 17:26:07
Gosei um monte,pensando no se cu
07/08/2013 16:45:21
adorei o conto.... qria axar um amigo assim... so q aqui eh dificil :/
23/02/2009 09:33:42
gostei cara ver o meu tambem
09/01/2009 15:18:34
Cara, foi ótimo. Fiquei de pau duro.Parabéns! Acessa o meu também...
09/01/2009 15:18:26
Cara, foi ótimo. Fiquei de pau duro.Parabéns! Acessa o meu também...
27/11/2008 07:05:09
gostei
16/11/2008 21:34:39
bom em
16/11/2008 16:54:00
Valeu.....gostei de ler. Alguma coisa estou por aqui [email protected] Abraço
16/11/2008 08:38:18
Valeu também! Reconhecí pelo estilo. Não deixe de acessar o meu relato. Aguardo carta,abraços.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


contos de sentadinha com o cuzinhovideo pornotio acomda sobrinha co rola detro da bucetinhaputaria. propria para coroa intesa safada gosmenta na mansaoSexocompaixaoContos vendo os cavalos treparem sexo ver mulhe chutando bocetareginacontos de putaria sou puta do marido negro da minha cumadredelegada indo pega sua prisioneira pornodoidomarido .que gosta de ser corno xpirnquero ver vídeo de menina virgem dando para homem dotado que arranca vida dela com força como se fosse um estrupo mas esse tipo como se fosse de vídeo vídeo de pornô vídeo de sexo e suas coisas Eu quero ver vídeo da simvideo porno inedito de mulher gozando descontrolada no vibradorPensei em convidar para uma grande mulher transando com buceta grande mulherhttp://contos eroticos rasgaram minha buceta e meu cu branqueloconto erotico de incesto estorei as praga do cuzinho da minha maexvideos mulher com manchinha no rosto chupandomorena cavala irresistivel não bater punhetaconfesso chantagiei minha irmãzinha pra ela me masturbacontos erotico chantagiei e depilei minha sogracachorro estorou a bundinha da gostosa de minisaiatufos videoContos , enquanto eu estava bêbado o malandro tava comendo minha mulherPeço assistir video pornografico quente ao vivo, de meter o pau fundo e brincar dentro da vagina, eu chupando outro pau bem gostoso, gemendo de prazer incansável,meu corninho, fotospregas do cuzin virgensou mulher vou confesa que que dormia com meu primo e dei pra ele quando senti que ele tava de pau duro e eu logo mi exciteiarrmbei o cuda mamãe/videos pornobebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticosContos eroticos mamae gulosa mamando no pauzao do filho e dos amigos dele e depois fode com todos eles juntos em uma orgia na sala de casa.Ver foto de homem enfiando a mao dentro drento da vagina da mulhernovinha louca pra mamar um cacete do coroa bebadopassivo inocente e baixinho levando rola enormeUm hétero machista e homofóbico apaixonado por um índio 4porno sem casaminhasContos titio sou virgem so se for no cuzinhovideo porno menina no colégio internato madre superiora vendoconfesso chantagiei minha irmãzinha pra ela me masturbacorno frouxo contoscomedor enrabando professora virgemwww.xvideos meninas com fartura de carne da buceta e rabo gostosocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetannncontosConto porno virgem deflorada por traficante pauzudo da favelaCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.07contos cu da tiacalçinhas dentro dos reguinhos da buceta e do cuComo se escreve “ manda video porno ” em inglessogra fazendo sexo selvagem com o gel da pica cabeçudaporno novinha fica brava porque a camisinha estourou e ele nao avisouvídeo pornô da negra olho torto sentando na pica e virando os olhos com tesãoprocuro. velho sadio amigo pauzidos gostoso so meudoce nanda parte IV contos eroticosxvideos cliente dotado fica com pau duro durante exame e a depiladora acaba não resistndoContos sogra safada e fogoza seduz e se apaixona por seu genro e trasa elex videos mulheres sendo chapuletadafudendo com sobrinha apos um sono profundoporn caiosersobrinho e tio pentelhudos sozinhis na fazenda contosfui comer e fui comidoXVídeos de debulha serconovos contos eroticos de maes dandos suas calcinhas usadas como premio pros filhosdescobrindo o amor 74 dr romântico naugr sexo69 no sofácontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramContos de meninas ki deu abuceta pra uns velhos tarado pau enormeszoofilia cachorro engatado com mulher g************* de dias corridoscorno e engulidor de rola contomeninas bem novas sendo fudidas pelo o padrastomulher passa margarina no cu da amigacasa do conto meu irmao me encoxouvidio porno bate popa vol casadaXvidio mulher asusta o maridovideos de com mulheres muito gostosa muito esitada dizendo qui ta muito gosto que è pra comer o cuzao delascontos eroticos sentei no colo do pirralhocontos eroticos alvinho e o padremae com tesao se masturba aoamamentar filho contos contos da minha sogra me pedindo pra cheirar sua calcinhaencocho a irmanzinhacontos eróticos encesto mae de 35 anos fodendo com seu jovem filho e gozando muitovideo de mae assustada com o tamanho do cassete do filhocontos eroticos d maridos q levam homen pirocudo pra comer sua mulher em ksamenina+bem+novinha+nua+dadi+seu+cu+vigi+para+padtastogosto de tomar leite de homemAssistir filme porno pelowhat saapdeixou a irma com a buceta pingandomeu corninho, fotosCamisinha atrapalha a tirar a virgindadecontos de sexo depilando a sogra