Casa dos Contos Eróticos


Click to this video!

Ninfeta Maravilhosa - parte final - A despedida

Um conto erótico de Maximus0357
Categoria: Heterossexual
Data: 18/11/2008 18:20:52
Última revisão: 28/08/2015 16:10:22
Nota 9.55

Ninfeta Maravilhosa - Parte 4 A despedida.

Para entender este texto por favor leiam a parte 1, 2 e 3 cujos links disponibilizo ao final do conto.

Aos amigos leitores peço a gentileza de comentarem e votarem no conto.

Boa leitura.

Sábado de manhã. O sol bate na janela e atinge em cheio meu rosto...fico com aquela sensação de quem sonhou meio acordado. Fora de sintonia. Dou aquela espreguiçada, bocejo e penso em não sair da cama pelo dia todo.

Mas logo sinto aquele cheiro delicioso de café e ouço vozes femininas vindas da cozinha. Escovo os dentes, lavo o rosto, coloco meu roupão e vou até a cozinha. Vivian está animada num bate papo com minha esposa contando do vestibular, seus sonhos e de amigos do interior. Me aproximo dou um beijo de bom dia na minha mulher e um beijinho inocente na face da Vivian. Por alguns segundos se calam e minha esposa pergunta:

- Quer ovos mexidos também?

- Quero, respondo – rindo comigo mesmo – hummm... ovos mexidos e doloridos pensei.

Tomei café conversando amenidades e quando me preparava para tomar um banho toca o fone do chalé. Atendo e coloco minha esposa ao fone. Era da empresa na qual trabalhava. Ela tem uma conversa um pouco tensa com um diretor da empresa e ao desligar o fone exclama:

- Puta merda! Esse pessoal nunca me deixa em paz!

- O que aconteceu?

O nerd do presidente da empresa convocou uma reunião estratégica agora pela manhã e quer todo mundo do quadro executivo na empresa após o almoço, início da tarde!

- Que merda!!! Exclamei até no fim de semana!!, - vamos fazer as malas e voltar para São Paulo.

- Imagina! Não tem necessidade...é sacanagem com a Vivian! Além do mais eles estão mandando o carro da empresa para me apanhar. Em poucas horas ele estará aqui. Fiquem e aproveitem o fim de semana.

Meio indignado pela situação da minha mulher, mas contente por dentro, olhei o relógio! Nove horas da manhã. Minha cabeça voou. Eu não podia acreditar que ficaria sozinho com a Vivian no chalé!!! Era uma puta sorte!!!

Minha esposa mais do que emburrada, foi para o quarto dizendo todo um repertório de imprompérios contra o merda do presidente da companhia...

Absorta em arrumar sua mala, eu entrei no banho e deixei a água cair-me sobre os ombros, num banho quente e demorado. Meus pensamentos voavam...

Onze e meia da manhã, o carro da empresa encosta em nosso chalé. Despeço-me da minha esposa. Vivian lhe dá um afetuoso abraço e diz que está chateada pelo fato dela não poder ficar conosco.

O Carro parte apressadamente e some num turbilhão de poeira.

Há um suspense no ar... Uma inquietação. Olho nos olhos da Vivian que me encara com aquele olhar penetrante e sexy que ela guarda escondido em algum lugar profundo da sua alma.

- Eu queria passear um pouco – diz ela.

- Claro, podemos ir nos mirantes ver o pico de Itatiaia.

- Legal

- Coloca um tenis forte para trilha, que podemos andar por lá. Existem uns lugares magníficos.

Vivian sumiu no seu quarto, enquanto fui ao meu, colocar meu velho jeans e calçar um bota que uso para o tracking.

Vivian saiu do quarto e estava com uma calça preta de ginástica com um gorro de lã e uma blusa combinando em tons maravilha. Até para fazer trilha aquela mulher transpirava sedução.

Entramos no meu carro e fizemos um pequeno “tour” pela cidade. Vivian estava animadíssima. Apertava meus braços e entrelaçava seus dedos nos meus, transformando-se na minha doce namorada. Achei um local bom para estacionar e começamos a andar por uma das muitas trilhas que por lá existem. O ar frio da montanha é revigorante. Logo havíamos nos afastado da estrada e caminhávamos por trilhas cada vez mais íngremes. Até que nos deparamos com um platô que nos fornecia uma visão magnífica de todo um vale imenso aos nossos pés. A sensação de se estar no topo do mundo. Abracei Vivian por trás e dei-lhe um demorado beijo na boca. Senti o calor subir-me as faces e o tesão despertar meu membro até então adormecido.

Vivian sentindo minha ereção, forcou sua buceta contra meu corpo, num abraço envolvente e assim ficamos por um bom tempo beijando-nos apaixonadamente.

- Eu quero que você faça amor comigo aqui – Vivian exclamou!

- Você tá louca Vivian, aqui é uma trilha, podem nos flagrar a qualquer instante! Sem contar que estaremos vulneráveis e em risco.

Afastou-se de mim, olhando-me felinamente nos olhos e de uma forma delicada, mas decidida livrou-se de sua blusa! A visão daqueles seios magníficos, com aqueles bicos róseos totalmente arrepiados de frio e tesão turvou meus pensamentos. Investí contra ela beijando sua boca a princípio e depois sugando com voracidade aqueles bicos tesos e deliciosos.

Vivian exalava tesão. Seus olhos crispados e semi-cerrados denunciavam o estado de extase e tesão em que se encontrava. Sua pele estava totalmente arrepiada. Não sentiamos mais frio.

A luxúria, agora comandava nossas ações...Não havia mais pudor, mais receio, nem medo. Só o tesão que governava nossas atitudes. Recostei Vivian contra uma grande pedra e baixei-lhe a calça de ginástica. Não usava calcinha.

Naquele exato momento, senti aquele cheiro de fêmea no cio exalando da sua buceta. Suas coxas estavam todas meladas pela sua lubrificação abundante que lhe escorria. Livrei-me de uma perna após outra da calça e ajoelhando-me comecei a beijar-lhe o grelo. Estava teso e saliente, projetando-se para fora dos grandes lábios. O prendi entre meu lábio superior e meus dentes inferiores, exercendo-lhe a pressão correta. Vivian estava literalmente presa pela buceta. Com a ponta da língua iniciei pequenos toques no seu clítoris. Não precisei mais do que alguns momentos e Vivian começou a arfar e suspirar violentamente. Enterrou suas mãos nos meus cabelos e forçava sua vulva contra meu rosto. Até que explodiu num gozo absurdo. Bebi todo aquele néctar agridoce que brotava dentro da sua boceta. Lambi e engoli...! Inebriei-me daquele gosto e cheiro de fêmea, até que Vivian curvou-se sem força nas pernas.

Gentilmente peguei-a no colo e a carreguei até um local mais confortável. Joguei nossas roupas em cima da grama, fazendo quase uma cama. A visão que tinhamos do local era magnífica, nunca havia sentido nada igual. Transar num cenário explendoroso e com aquela visão magnífica. Era surreal. Livrei-me da última peça de roupa e acomodei-me entre as pernas de Vivian. Apontei meu pau na porta da sua buceta, que escancarada e lubrificada acolheu-me por inteiro.

Penetrei lentamente até o fundo. Parei. Olhei Vivian nos olhos com ternura e lhe disse: - Eu te amo do fundo do meu coração. Quero você só para mim!

- Sou tua! Sempre tua! Vou te amar pra sempre.

Uma pequena lágrima escorreu dos olhos de Vivian que brilhavam intensamente. Beijei essa lágrima e procurei sua boca mais uma vez para beijar-lhe apaixonadamente. Nossas línguas entrelaçavam-se como se disputassem o ínfimo sumo do nosso ser. Iniciei um vai-e-vem ritmado, fazendo pressão alternada no seu clítoris. Ora estocava forte, ou alternava com penetrações intermináveis. O clímax veio se aproximando lentamente, junto com as mais deliciosas sensações. Tato, olfato, paladar e audição mesclavam-se num turbilhão de emoções, enquanto selávamos nosso pacto de amor conjuntamente, num gozo magnífico. Senti minha alma esvair-se pelo meu pênis...em total comunhão com os espasmos de Vivian, agora eramos um só!

Vivian aninhou-se no meu peito e me deu muito carinho. Agora sentiamos os primeiros efeitos do frio ar da montanha. Rapidamente nos vestimos e de mãos dadas e apaixonados dirgimo-nos até o nosso chalé!

Ao chegarmos fomos direto para o chuveiro, pois a grama em que nos deitamos já estava coçando bastante...

- Enche a banheira – disse Vivian

Abri as torneiras e fiquei entretido na arte de misturar água quente e fria para chegar a temperatura ideal... Vivian sorateiramente chega por trás e me venda os olhos...

Eu simplesmente sorri. Aquela garota era endiabrada.

- Você tem bom paladar? Disse.

- Sim. respondi.

- Então prova! Fazendo isso colocou seu mamilo em minha boca...senti o gosto de leite condensado...

- hummm que delicia... o que é? Brinquei.

- Nossa como vc é bobo! Exclamou sorrindo.

- ahhh já sei! O gosto é de deusa com leite condensado e... amor e tesão misturados!

Vivian arrancou-me a venda dos olhos me segurou pelos cabelos e me beijou apaixonadamente.

Fomos para dentro da banheira e começamos a nos ensaboar, abraçávamos e ríamos muito perdendo a noção do tempo e espaço.

Quando saímos da banheira estávamos completamente excitados. Meu pau estava novamente duro como pedra. Vivian ajoelhou-se em minha cama e colocou-o na boca com maestria e delicadeza. Ela relamente sabia chupar uma rola. Aquela língua se enrolando em volta da minha glande, os lábios e os dentes roçando levemente na cabeça me arrancavam sensações distintas.

Tinha de segurar meu impeto para não enfiar todo meu pau no fundo da sua garganta fodendo-a com raiva até o gozo...Vivian controlava minhas sensações, levando-me ao limiar da ejaculação para depois desestimular-me, mordendo a base do meu pau. Transformava sua chupeta num mixto de luxúria e tortura.

- Fode meu cuzinho!!!

Deitei-lhe na quina da cama de barriga para cima, com um travesseiro por baixo da bunda para deixá-la bem empinada. Peguei o KY na cabeceira e apliquei uma dose generosa. Coloquei suas pernas em meus ombros e lentamente comecei a lacear seu cuzinho, para acomodar meu cacete teso.

Senti aos poucos as pregas do seu cú cederem e permitir a invasão da minha glande...Dilatou-se um pouco mais e podia sentir meu caralho alargando seu lindo cuzinho.

- Caaalmaaaa! Vai devagaaaaar... Aiii que teeessãooo... Issooooo... Coloooocaaa sóooo maiissssss um pouquiiinhoooo...

- Hummm.. issooo... aiiii, vaiiii meeeeexeeee..., meee foddeeeeee!

Entrei novamente em transe. Comecei a bombar no cú de Vivian que começou a urrar de tesão e prazer. Quanto mais forte eu metia, mais ela pedia pra ser comida. Estava possuída...

Era como se estive também num transe profundo, abandonando seu corpo para ir em outra dimensão...

Lembrei-me da noite anterior, retirei o pau do seu cú e de uma só vez estoquei no fundo da sua buceta. Vivian delirava e agora eu alternava novamente. Com suas pernas apoiadas nos meus ombros, toda aberta feito uma puta devassa, eu fodia seu cú e sua buceta com uma fome doentia.

As trepadas anteriores faziam com que eu demorasse muito mais tempo para gozar agora. Vivian no entanto, gozava feito louca, uma atrás da outra, eu sentia seu corpo contraindo-se e abandonando-se numa alternância quase igual ao do seu cú e buceta.

Ela ria e chorava ao mesmo tempo, dizia coisas desconexas e mordia os lábios virando os olhos, até que de uma só vez, tirei o pau de sua buceta e a fiz girar, apoiando-se no ventre e empinando seu rabo pra mim. Ahhh aquela bunda com aquela marquinha de biquine.

Separei as faces da bunda com a mão e pude ver seu cúzinho totalmente laceado. Agora ela piscava ele, abrindo-o e fechando-o com se estivesse me convidando.

Virou pra trás, com aquele olhar felino e disse:

- Fode tua ninfetinha feito puta!!! Fode sem dó caralho!!!

Ensandecido estoquei no seu cú de uma só vez lhe arrancando um urro de prazer. Bombei forte, tirava e colocava novamente de uma só vez, sem dó, como que castigando-a por ser tão gostosa. Tão infantil e tão vadia ao mesmo tempo. O anjo e o diabo habitando a mesma pessoa.

O gozo veio forte, trincado, sem muito volume, mas o suficiente para arrancar-me as últimas forças. Vivian contraiu seu ânus mais uma vez parecendo um alicate, fazendo com que eu imaginasse que não permitiria que saisse de dentro dela jamais.

Domingo pela manhã acordamos nús e abraçados. Nunca em minha vida irei esquecer aquela sensação. Foi a única vez em toda a minha vida que dormi com Vivian como se fosse minha verdadeira mulher. Mulher de verdade, paixão para a vida inteira e não somente uma foda bem dada.

Dei-lhe um terno beijo de bom dia e lhe disse olhando-a no fundo dos olhos:

- Vivian eu vou me divorciar para casar com você!

Vivian passou no vestibular, voltou para sua cidade e um mês após casou-se com um antigo namorado. Disse-me que jamais destruiria um lar. Que eu sempre teria um lugar especial em seu coração e que também me amava, mas nunca ficaríamos juntos.

Meu coração nunca mais deixou de sangrar... (fim)

Comentários para: [email protected]

Contos anteriores: - copie e cole no navegador.

http://sharoland-nn.ru/texto/Parte 1)

http://sharoland-nn.ru/texto/ (Parte 2)

http://sharoland-nn.ru/texto/ (parte 3)

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
02/02/2017 09:37:03
FECHO ESPETACULAR. ATÉ O MEU CORAÇÃO SANGRARIA, PERDENDO UMA GOSTOSA DESSAS. VALEU MESMO!
13/01/2016 13:29:25
Ótima série. 10 pelo conjunto.
15/09/2015 11:21:47
EXCITANTE...VOU LER OS OUTROS.
22/06/2015 16:52:05
Maximus, foi melhor ela ter ido não acha? Conto perfeito, delicioso. Me deixou molhada... Bjokas da fã.
26/11/2014 08:45:54
Um dos melhores contos e com certeza a melhor série que li. Parabéns
26/12/2013 21:24:52
Fechou com chave de ouro. perfeito
07/05/2012 16:30:50
você arrasou,e maravilhoso seu conto continua escrevendo assim parabéns...
18/04/2012 23:36:45
Como eu disse, Max, esta história daria uma excelente novela... Parabéns e continue escrevendo... Bjs! Nem preciso dizer que a nota é sempre dez!
05/04/2012 19:21:06
li todos das série adorei... que pena não terem ficado juntos...
10/01/2012 21:05:56
eu tmbm chorei no final! ja passei por isso, ter que desistir de um grande amor pra preservar a familia! dói demais! otima série
25/07/2011 20:29:41
30/05/2011 20:03:29
posso parecer boba, mas eu chorei com esse final...sim, seu contos são excitantes, muito mesmo, eu até gozei com esse ultimo(mas eu sou muito romântica) e esse final pareceu tão real! você deve ser muito sensível e especial!
25/05/2011 14:07:29
Max... Brigadão!... Sua nota era a que faltava pra me por no ranking, Estou ontop. Agora é só esperar as rasteiras... rs... =-)
17/05/2011 16:48:34
Boa sorte, aí. Também estou editando, mas é pra ver se consigo entrar no ranking. Dez eu já te dei... =-)
24/02/2011 14:55:22
Amei.....
15/02/2011 08:27:29
Adorei o conto mas quase chorei no final. Gosto de finais felizes rsssss mas nem tudo é assim neh gato. Nota 10
23/01/2011 21:17:03
Desfecho muito triste, mas excitante demais. Adorei esta história...tem tudo para prender os leitores. Parabéns e continue escrevendo, pois estarei esperando ansiosa seus contos.
08/12/2010 16:20:22
Ui adorei o seu conto, eu te adicionei, vc que ainda não me aceitou ! ahh a parte final, se tudo correr certo sairá ainda hoje! beijos parabéns
15/09/2010 12:34:30
Adorei o conto, pois ADOOOOOOOOOROOOOOOOO a natureza. Ainda vou contar minha primeira experiencia na mata rsss... Obrigada pelo comentário, gato. Pode ficar fã sim rsss saber que excito os homens com o que relato me excita tambem. Li alguns dos comentários aqui debaixo e... vc já teve problemas com o "Filósofo Olavo de Carvalho". Esse idiota entrou no meu conto e DEU NOTA 1 quando todos davam nota 10. Falou um monte de abobrinha e fui ver... ele nao escreve nada. fica só zuando com os outros. Cada gentinha que aparece... bjocas
11/09/2010 13:27:28
nossaaa vc c expressa mt bem parabens! deixou com gostinhu d kero mais.. bjão




Online porn video at mobile phone


priminhos na ferias do colejo fazem muita putariavídeo pornô caseiro rapariga tira camisinha do r$ 500Xvideo vou contar como acabei transando com uma irma da minha igreja elaera casadamenina+bem+novinha+nua+dadi+seu+cu+vigi+para+padtastoporno mãe possuir segredo fudendo escondido do maridoMinha namorada ficou gostosa e.virou puta.video de porno gay fui estrupado pero mel primoincesto pai bota filha pequena no colo e ficar bolinando elarelato esposa cincoentona timida primeiro amantecontos de sexo depilando a sograpornô vai consertar geladeira e ela transa com Letíciamuleke punhetamdomulher passa margarina no cu da amigacombinamos chupando os peitos da mulher fazendo sexo ela gritar onlineConto erotico estou louca pela picona do meu cunhadocontos tirei as pregas da coroa milionariacontos de putaria sou puta do marido negro da minha cumadremulher de corno lavano carromulheres estupradas por varios homens roludos ao extremobucetinha novinha estralandoxvideoscontos mulher de amigo short coladocorno manso otario contosxvideos mulher com manchinha no rosto chupandocontos lactofiliaver somete vidio alugaro uma mulher pra fude na chacar mais ela nao que da o cu comedoo cara e pauzudoContos um caderante estrupou minha bucetacontos erotico minha esposa rabuda e meu tio 8mundobicha.com hetero brasileiro toma banho com amigo heteroconto erotico/gay asistindo percy jacksonnora flaga sogro espiando ela no banho batendo punhetacontos erticos novinhos roludos comendo coroasfilha dengosa e gostosa sendo acariciada pelo pai sexo pornovideo porno com Malumandepinto muito mais muito grosso mulher nao aguenta epede aregorelato lambuzei o corno e a putahttp://esposas perdendo a virgindade com seus maridos: contos eróticosesposa caladinha com estocadasx pono de bundas arotando galacontos eróticos cagando na minha bocablogs velho seboso pauzudoconto porno minha mulher e sua amiga enfio o dedo no meu cuConto erotico meu cabaco arronvado pelo velho do pauzaosexo explicito sogro de olho nanora de fio dentalrelato picante de esposa cavalona e marido pintudopopa.da.bundagozalinda loirinha chorando no pau do cara e gemendo muito querendo mudar fundo maluquinhaporno teste de fudeludade com enteadaconto erotico de irmao do meu colegar saradao mim comeu brutalmente gaygossno nu cu fa mulecaconto erotico motorista do ubercontos eroticos fudendo com a síndica do prédioContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhovideos de cornos que aguarda ansioso sua esposa voltar pra casa escorrendo porra de outro toda melada na bucetapornô brasileiro fui convidado para ir para casa da amiga minha na fazenda ela tava de babydollconto erotico sobrinho novinho com tio e tiaeu quero só o gostosão moreno fortão dopegou fogo no travesseiro da atrisSou tarado por beijar pezinhos com rasteirinhasmulher querendo fazer zoofilia no Rio de Janeirocalça legui caladinha na casada xvideonovinha dando pauzudi com cazelinaconto erotico mae no cioRelato de cornos submissocontos de sexo depilando a sograbonitinha de 18anos quadril grande e largo bunda durinha comeu.xxxcontos eróticos d alguém q adorava ser molestacontos gay Mandou eu esperar vestido de putinhaquero ver o ganhador do homem chupando a b***** pelado2 mulequis regaca a buceta da novinha branquinha tesudafotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadacontos minha esposa agazalhou um pal enorme no rabovidio disexe porno yotubeconto erotico macho dominador convida amigos pra foder viadinho submissoconto eroticos lésbico putinha vadia vagabunda piranha fuder tapa na cara buceta xoxotaContos encontrei minha filha no puteiroMulher adulta. Criando pentelho. Na buceta