Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Meu cunhado e o amigo bem dotado me curraram sem dó

Autor: Martha
Categoria: Grupal
Data: 22/11/2008 17:41:54
Nota 9.33

Oi, de novo, quem já leu alguma história minha sabe que hoje eu tenho 35 anos, e estou contando coisas que eu aprontei na juventude e somente agora tive coragem de publicar, pois adoro ler contos eróticos, é também uma forma de reviver aqueles deliciosos momentos, pois estou aqui só de calcinha lembrando esses momentos gostosos, tenho muitos, e quero relatar aqui pra vocês, como sabem, não sou nenhum mulherão, sou baixinha, com 1,55, 51 kg, pernas finas e pouco bumbum cabelos e olhos castanhos, oque eu reconheço que chama a atenção dos homens são meus peitos, pois sempre foram bem grandes e duros (que me renderam muitas esporradas nas tetinhas ), minha boca carnuda, ´meus olhos ligeiramente puxados e minha cor de pele, (sou neta de índia )e nenhum pêlo no corpo, só uns pentelhinhos na xoxota, cuido muito bem da minha pele, faço questão de ter mãos macias e pés muito bem cuidados (sei que os homens adoram pésinhos pequenos e delicados, assim como minhas mãos) mas sempre tomei sol com bikinis minúsculos (se não minha cor fica amarelada)pois moro em Brasília e sempre tivemos a liberdade de subir no terraço dos prédios sem problemas, tenho rosto normal, me acham bonita, resumindo então:morena, baixinha, peituda, magrelinha e pele lisinha queimadinha de sol.e também adoro fazer o tipo menininha nova, sem contar que sempre fui safadinha, Adoro dar minha bundinha magra (mas redondinha e com marquinha de bikini)e sei que os rapazes conversam uns com os outros, e eu não tinha a menor vergonha, se tem uma coisa que sempre gostei foi de trepar com muita sacanagem .

Os fatos realmente aconteceram, naquela época não se usava camisinha como hoje, por isso não estranhem eu não mencionar camisinhas, hoje em dia, só transo com preservativos .

Eu tinha ainda 20 anos e como já falei aqui, meu cunhado, o Luiz, estava me comendo, está aqui no conto"MINHA IRMÂ OPERADA E MEU CUNHADINHO ME ENRABANDO GOSTOSO", numa dessas saídas, no motel depois de treparmos gostoso e ele ter comido minha bundinha, ficamos deitados, como eu não suporto cigarro, não deixava ele fumar perto de mim, muito menos beijava sua boca se ele fumasse, ficamos bebendo refrigerante e dando uns beijinhos e amassos peladinhos na cama, e eu falei:

---E minha irmã? Ela dá a bundinha dela pra você?Por que a minha você não deixa escapar, né!?(falei rindo, sabendo que minha irmã de vez em quando botava um chifre nele, mas ele nem sonhava, como não sonha até hoje)

Ele repondeu:

----A bundinha não, ela não gosta, mas outro dia eu e o Nelson deixamos ela rindo pras paredes depois da trepada que demos na casa dele.

Quando ele falou isso, eu fiquei maluca, o Nelson é um amigo dele que eu já vi nas festinhas da família, estava sempre com eles, e a safada da Marília(minha irmã) sempre tratou ele bem até demais, sempre levando cerveja, carninha cortada no pratinho, nem imaginava que a safada estava dando pra ele, e junto com meu cunhado .Ele é um moreno alto (mais alto que o Luiz) forte, bonito de ombros largos e um par de pernas lindas, uns 40 anos (depois fiquei sabendo que 43)cabelos um pouco grisalhos(adoro, acho um charme) eu sempre fiquei de olho nele nas festas, mas como estava rodeada de família não podia dar mole pra ele.

E ele continuou :

---Ela fica doida naquele caralho dele, parece um tronco de árvore, grande pra caralho, e grosso, ela berra e goza igualsinho uma pessoa que eu conheço(falou rindo, alisando minha buceta).

Eu vi o pau dele começar à endurecer enquanto falava, eu segurei e fiz uma punhetinha bem devagar, colocando minha perna na dele e sussurrando em seu ouvido:

---Conta mais, quero saber oque fizeram com minha irmãzinha safada, gostou de ver ela dando pra ele?

Ele me puxou pra cima dele, eu senti seu pau ficar duro e deixei a entradinha da bucetinha relando no pau dele, eu fazendo movimento com o quadril, só esfregando minha bucetinha no pau dele cheia de tesão, querendo saber mais, fiquei passando meus lábios no ouvido dele e sussurrando baixinho;

---Comeram ela direitinho, comeram?

Ele me ajeitou e enfiou o pau em mim, segurando minha bunda e metendo com força na minha xota, eu sentei e comecei a rebolar e pular na pica falando:

---Conta pra mim, Luiz, gostou de ver ela sentada no pau grande dele, gostou meu amor?Ela deu pra ele direitinho ?Você vendo tudo?Me coooonnntaaaaaa. você gostou?

Ele gemendo e metendo com força falou:

---Muito, adorei ver aquela puta gozando no pau deleeeeeee, aiiiiiiiiiiieeeee fode Martinha, fode gostoso, dá essa buceta sua puuuutaaaaaaaaaaa, rebola no meu colinho, rebola, tá com tesão safada?Tá? Fode então, fode .senta nessa rola, senta .Quer dar essa bucetinha safada pra ele também? Quer? Sua vagabunda, me fala, quero ouvir você, eu sei que você quer, vadia, eu sei que você queeeeerrr.

Eu rebolava na rola e gemia olhando pra ele safada, e respondi rindo fazendo a cara mais safada possível:

----Quero, quero sim, o pau dele é grande mesmo?Maior que o seu?( o Luiz tem um belo pau, um pouco fino, mas deliciloso, sem contar que eu adoro pau grande e grosso, aliás, toda mulher gosta, quem falar que não está mentindo)

Ele gozou na minha xotinha e eu também, quase juntinhos quando ele gozou eu estava ainda paradinha, me recuperando, e senti a respiração dele, sabendo que vinha mais porra na minha buceta . e sentei na pica, do jeitinho que ele gosta pro meu cunhadinho gozar gostoso em mim.

Ele falou no meu ouvido abraçadinho comigo com o pau dentro de mim:

----Posso combinar com ele?Ele vai adorar comer a irmã da Marília, mas eu vou avisando ele tem uma rola de assustar, sua irmã berra igual uma vaca, e ele mete sem dó aquela rola nela, e tem outra, sua irmã não pode saber disso de jeito nenhum, Martha, posso falar com ele? Eu e ele te comendo ? Vai ser uma festa muito gostosa .

Fiquei animadinha na hora, eu sempre achei o Nelson um tesão (adoro homens mais velhos que eu ) e não ia perder essa oportunidade, ainda mais com a propaganda que o Luiz estava fazendo dele, me deixando muito curiosa em relação ao pau grande dele, que fez minha irmãzinha querida gozar berrando e falei :

---É só combinar, só de pensar fico com tesão.

Fiquei de ligar pro Luiz dali à dois dias pra saber dos dethalhes, sexta -feira liguei pra ele, ele me disse que tinha conversado com o Nelson e que ele ficou super animado, e que ele me achava um tesãozinho, já tinha falado pra Marília que ia jogar bola e que estava combinado pra sábado à tarde às 14:30 marcamos perto da minha quadra, no ponto do eixinho, na altura da 203 sul.

Sábado demorou à chegar, tamanho era minha espectativa de dar pros dois, o meu cunhadinho gostoso e o amigo dele, ambos mais velhos que eu, o Nelson com mais do dobro da minha idade, (eu com 20 e ele com 43) tomei um

banho demorado, lavei meu cabelo, deixei minha bucetinha e meu cuzinho prontinho pra eles, passei o talco de neném, e creme no corpo todo, depois lavanda johnson pra ficar bem cheirosinha pra eles, coloquei uma calcinha fio dental com um short curtinho jeans, sandálinha rasteira de amarrar na canela, e uma camiseta mostrando minha barriguinha queimadinha de sol( ainda não era a moda do piercing ) e realçando meus peitos, fiz um rabo de cavalo no cabelo ( me lembro até hoje ) sái de casa e fui pro ponto e fiquei esperando, chegaram rápido e ntrei no carro, estava nervosa, com aquele frio gostoso na barriga, tremi de tesão quando vi o Nelson pedindo pro Luiz ir pro banco de tras pra me deixar sentar na frente com ele, dei um beijo no rosto dele e sorri, me fazendo de acanhada ( estava nervosa de verdade, mas com tesão)o Nelson me cumprimentou e o Luiz falou :

---Vamos pra taguatinga, a gente pode sentar um pouco num barsinho, depois vamos pra casa do Nelson, que você acha Matinha?

Respondi :

---Vamos sim, oque vocês quiserem :

O Nelson sorriu pra mim me olhando parecendo que queria me omer ali mesmo, e o sacana do Luiz falou rindo:

----Então vamos, a gente bebe alguma coisa pra descontrair, e depois vamos pra sua casa Nelson, que hoje é nosso dia de marcar golaço no futebol.

Demos risada e fomos pra taguatinga, sentamos no bar e o Nelson me tratando como uma princesa, de mãosinhas dadas igual namoradinhos, me abraçando na cintura (ele muito mais alto que eu)pra não ficar parecendo titio e sobrinha (somente macho e fêmea)e eu adorando, sentamos pertinho num banco de dois lugares, eles beberam cerveja e eu pedi caipirinha de vodca, ele com os braços em volta de mim, me beijou a boca algumas vezes, senti calafrios, me aconcheguei nele e coloquei minha mão em sua perna cabeluda e musculosa, o Luiz já estava doido, vendo sua cunhadinha que ele come nos braços de outro macho, assim como ela faz com a mulhersinha safada dele, e pergunta pra mim baixinho :

----Martinha você quer com emoção ou sem emoção?(rindo)

Eu meio sem entender direito mas depois sacando qual era a dele falei olhando pro Nelson com cara safada:

---Seus safados, eu quero com emoção, por que?Qual a Marília gosta? Até agora eu só sei que ela se amarra muito na brincadeira.

O nelson respondeu :

---Com emoção é sem dó, não adianta chorar nem pedir por favor, que a gente não pára, né Luiz? (rindo)

Luiz:

---É, a Marília só pede com emoção, mesmo que fique doloridinha, mas com um sorriso que não tem tamanho.

Ficamos mais um pouco, eu bebi quatro caipirinhas (pra ficar bem à vontade )e eles algumas cervejas, no caminho do apartamento dele, paramos em uma farmácia e ele me chamou pra ir junto, no balcão ele pediu um KY e xilocaína, a balconista ficou sem jeito com o pedido, ele me abraçou e saímos, depois demos boas risadas da cara que a menina fez (o meu tesão estava à mil) no elevador do prédio do Nelson, os dois começaram a pegação, me encostaram no espelho e eu empinei a bundinha, os dois passando a mão nela e na minha xota, o Nelson beijando minha boca, enfiando sua lingua gostosa e chupando minha lingua apertando meus peitos, como eles são bem mais altos que eu, ficava dificil de esfregar o pau em mim, mas chegamos rápido no apartamento e entramos, o Nelson trancou a porta e desligou o telefone da parede, ligou o som e deixou numa estação qualquer, eu prontinha pra eles, mas o Nelson falou :

---Vou tomar uma ducha e volto rápido .

Me deu um beijo e foi ao banheiro, o Luiz me pegou e ficou me beijando a boca, sentamos no sofá e ele tirou sua camiseta, e seu tênis e seu calção, ficou tudo no chão, ele só de cueca, eu de short curtinho me esfregando nele, alisando seu pau dentro da cueca, ele falou :

---Se prepera Martinha, garanto que você nunca viu um cassete do tamanho do Nelson, é grande mesmo, e grosso, a putinha da sua irmã fica arrebentada, tá curiosa, tá gatinha?

Eu :

--Nossa, com essa propaganda toda, claro, na hora que compramos o lubrificante e a xilocaína, senti minha buceta bater palminha(rindo)

Escutamos o Nelson falando :

--Ha, começaram sem mim? Sacanagem comigo Luiz tomei um banho rápido e se eu demoro fico na mão (rindo )

Ele estava só com uma toalha em volta da cintura e se secando com uma tolha menor, pude ver um volume por baixo, não aguentei e me levantei, fui de encontro a ele, me abracei nele abrindo minha boca pra beija-lo, ele me abraçou e me beijou gostoso, tirando minha camiseta deixando meus peitos à mostra, eu dei uma gemida oferecendo eles, com uma mão nas costas dele fazendo um carinho me afastei dele e puxei sua toalha .

A toalha caiu no chão e eu não acreditei no que eu estava vendo, um caralho imenso, muito grande e grosso, não resisti e segurei com a mão esquerda, fiquei gemendo de alegria e tesão, eu passava a minha mão nele todo, girando meu pulso, minha mão não fechava, tamanha a grossura daquela rola imensa, ele me apertou de encontro a ele, me beijou e falou no meu ouvido :

---Gostou gatinha ?

Eu estava totalmente hipnotizada com aquele pau na minha mão, era realmente grande, fora de proporções, grande demais, eu alisando com apenas uma mão, ia da cabeça à base, podia sentir a curva que ele fazia de tão comprido, e era super grosso e cabeçudo, cheio de veias, me senti pequena naquela situação, eu bem menor que o Nelson, tinha que ficar na ponta dos pés pra alcançar a boca dele, isso porque ele se curvava pra passar a mão na minha bunda, eu fiquei um tempo olhando e gemendo aquela rola, segurando nele todo, ele se abraçou em mim e senti o pau na minha barriga, bem acima do meu umbigo, o pau alcançava meus peitos, e eu me apertava de encotro à ele e falei com voz chorosa de menininha :

----Nelson, que maravilha, meu amor, o Luiz falou que é grande, mas eu não imaginei que fosse tanto, adorei, nunca vi desse tamanhho, acho que nem em filme de sacanagem .

Ele me puxou pro sofá, fiquei no meio dele e do Luiz, que já tinha tirado a cueca e estava com aquele pau gostoso duro pra mim, eles abriram minhas pernas, e fiquei na mão deles (já estava animadinha com as caipirinhas )eu segurava no pau deles, mas não tirava os olhos do cassete do Nelson, tinha quatro mãos gostosas me alisando, eu beijava um e outro, eles apertavam meus peitos e alisavam minha barriga e buceta por cima do short, me levantei e fiquei de pé na frente deles, só de short e sandálias, dancei um pouco, alisando meus peitos e minha xota, os dois com o pau na mão, alisando meus brinquedinhos gostosos, com cara de tarados, o Nelson falou :

---Faz um striptise pra nós, gatinha gostosa .

Eu sorri safadinha e continuei dançando, passando a mão no meu corpo, eles continuaram com os olhos pregados em mim, eu adorando dançar pra eles igual uma puta, soltei meu cabelo, desabotoei o short, mostrando a frente da calcinha, eles ficaram doidos, desci o zíper, fiquei de costas e puxei pra baixo meu shortinho, mostrando meu fio dental vermelhinho, joguei o short pro lado, junto com as roupas deles, virei de frente alisando minha buceta, e coloquei um pé no joelho do Nelson, ele começou a desamarrar a sandália beijando minha perna, lambendo meu joelho, mordendo minha pele, eu fazendo beicinho jogando beijo pro Luiz, que estava com o pau duro me mostrando ele, depois foi a vez do Luiz tirar minha sandália, fiquei só de calcinha provocando eles, eu mesma não estava me aguentando de tesão, peguei duas almofadas e joguei no tapete, sentei na frente deles, eles abriram as pernas, segurei nas duas rolas, mas a diferença é muito grande, o Luiz tem um pau delicioso, mas o caralho do Nelson me deixou apaixonada só de ver, mas eu estava com tanto tesão que comecei a chupar o pau do Luiz primeiro, mamei gostoso, olhando pro Nelson, dando beijinhos lambendo ele todo, mordi a cabeça com carinho fiz chupetinha com a lingua de fora, passei alingua na cabeça do pau dele, chupei o saco, o Nelson só olhando, estendi minha mão e segurei na perna dele, fazendo um carinho, mostrando que o trato com ele ia ser diferente, ele alisou minhas costas e meus peitos, levantei e tirei minha calcinha na frente dele falando bem safadinha:

---Quer ver minha xoxota? Quer Nelson? Quer ver oque que você vai comer hoje?

Tira minha calcinha, tira ela, meu amor .

Ele tirou minha calcinha, eu me apoiando nos ombros dele, ele me deitou no sofá e eu abri as pernas pra ele, ele me chupou os peitos mordendo meus bicos duros, chupou com força, beijou meu pescoço, confesso que me surpreendi quando ele me beijou a boca, pois tinha acabado de chupar o pau do Luiz, mas aquele beijo me conquistou, mostrando pra mim que não tinha nenhum nojo bobo (como alguns caras tem ) foi descendo beijando minha barriga e virilha, o Luiz vendo tudo e se masturbando com a cena, abriu minhas pernas totalmente, elas ficaram na altura dos meus ombros, e eu abrindo minha bunda pra ele, ele me beijou e chupou as pernas, lambeu meu pé e meu dedinhos, colocou na boca meus pés, me senti muito peequena na mão dele, estava na mão deles, totalmente entregue, ele chupou minha buceta muito gostoso, meteu a lingua dentro, cheirou ela, beijou meu cuzinho e meteu a lingua nele, o Luiz veio e meteu o pau na minha boca, eu chupava o pau dele, lambendo ele todo, ele levava o saco na minha boca e eu chupava, batendo lingua e beijando onde ele quisesse, ele bateu com o pau no meu rosto, eu rebolando pouco, pois o Nelson me segurava forte, eu adorando tudo, gemendo e respirando alto, escutando eles me chamarem de puta, de gostosa, que eu sou uma vadiasinha safada, e eu adorando tudo o Luiz falou :

---Agora eu quero ver essa índiasinha dar um trato no seu pau Nelson, bota essa vagabunda pra chupar essa rola, que eu sei que ela gosta, mama Martha, mama nele, mostra tudo que você sabe, minha gatinha tesudinha, safada, vadia gostosa, chupadeira de rola .

Ele falava e eu obedecia, o Nelson estava sentado no sofá e minha vontade era de abraçar era aquele caralho, é muito grande, quando eu vi ele de perto, segurei com as duas mãos, medindo ele, mas não tinha como, eu passava as mãos com carinho e olhava pra ele maravilhada, segurava com uma mão a base dele e com a outra eu passava na cabeçona, alisando a glande devagar, alisando seu saco bem devagarinho, depois descia apertando devagar fazendo uma punhetinha lenta, minha mão não fechava na rola dele, era preciso as duas pra abraçá-lo todo, eu olhava pra ele e sorria admirida, dei risada e o Nelson também, o Luiz se masturbava vendo sua putinha se apaixonando na rola do amigo, que também come sua esposinha safada, abri minha boca o mais que pude e comecei chupando devagar, descendo com a lingua nele todo com carinho, o Nelson segurou meus cabelos pra poder ver melhor a cena, eu girava minha cabeça pra poder chupar dos dois lados daquele caralho, beijei ele todo, chupei cada bola com carinho extremo querendo conquistar aquele macho, pois com uma pica daquela, com certeza tinha muitas mulheres querendo estar no meu lugar, e eu queria satisfazer ele, coloquei a cabeçona na boca, mas foi só oque entrou, é muito grande, ele vendo meu esforço, se levantou e ficou de pé na minha frente, eu gemi chorosa e falei :

----Aiiiii Nelson, que caralho você tem, gato, quero chupar ele todo, sem pressa, vou cuidar dele com muito carinho, tá? Quer que eu deixe ele babadinho? Manda que sua putinha obedece, quero ver você satisfeito, macho pirocudo, que pau gostoso e cheiroso .

Falava gemendo e não parava de beijar e chupar ele todinho, dando voltas com a lingua na cabeçona, não ia perder a oportunidade de deixar escapar um macho daquele, tinha que mostrar que eu estava adorando mamar nele .O Nelson começou a bater com o pau no meu rosto, primeiro devagar, depois com mais força, eu deixava ele fazer tudo, peguei o pau dele e brinquei de baton, passando ele com força nos meus lábios, ele gostou e eu fiquei batendo lingua no saco enquanto levava pirocada na cara, ele parou e mediu o pau dele no meu rosto, o saco ficava no meu queixo e a cabeça passava da minha testa, nós rimos e o Luiz falou :

----Minha vontade é trazer a Marília e a Martha pra gente fazer uma sacanagem bem safada, você topa Martha ? Topa você e a Marília chupando um pau juntas? As duas se acabando nessas rolas?

Eu falei :

---Eu topo, quero ver se ela vai querer, mas por mim, é só combinar .

O Luiz ficou com tanto tesão de pensar em ver a esposinha e a cunhadinha peladinhas querendo rola dele e do Nelson que ele me pegou e me levou pra mesa da sala falando :

-----Vamos fazer agora igual fizemos com a vagabunda da sua irmã, no mesmo lugar e posição, tá? Putinha safada .

Ele me deitou na mesa, o nelson foi buscar o creme, mas ele dispensou e eu também, eu estava super lubrificada, mas na hora do nelson eu ia precisar(com toda certeza, mais do que eu imaginava) ele foi empurrando o pau na minha bucetinha e eu abrindo minhas pernas pra ele, ele me puxou pra beirada da mesa e começou bombando devagar, colocou minhas pernas em seus ombros e metia tudo, eu gemendo e pedindo mais :

---Vem Luiz, vem com tudo na minha xota, você sabe que eu gosto muito, come sua cunhadinha, come, mete gostoooooosoooo, fode minha bucetinha, fode ela, me faz puta, me faz putaaaaa .

Eu levava rola do Luiz e o Nelson me pôs pra chupar, eu com a cabeça de lado, ele me pegando pelo pescoço e empurrando a cabeçona dentro da minha boca, fazendo carinho no meu rosto, mas batendo com a rola na minha cara, passava ela nos meus lábios, eu beijando e chupando tudo, chupava seu saco, beijava sua rola, abria minha boca pra receber aquele caralho imenso, ele girando o polegar e o indicador nos meus bicos dos peitos, ele me beijava na boca, eu gemendo alto com meu cunhado me comendo a buceta, tendo minhas tetas amassadas pelo Nelson, ele segurava minha cabeça e me comia boca, eu tentando não passar meus dntes na cabeçona pra não machucar ele, mas não tinha jeito, é muito grande, resolvi deixar, ele gostava, ele parou um pouco, e deixou a cabeçona ao alcance dos meus dentes, eu dei mordidinhas safadinhas nele, ele gemia e eu também, levando rola e mamando um caralho, estava adorando, meu cunhado me puxou e me virou de costas pra ele, o Nelson sentou na mesa, o Luiz pôs minha perna direita na cadeira, pra abrir espaço pra rola entrar, meu rosto no cassete do Nelson, e meu cunhado meteu tudo de uma vez, eu gritei:

----Aiiiiiieeee caralhoooo que metida forte Luiz, calma meu amor, assim você me arrebenta, devagar, porra .

Ele :

---Você falou com emoção, então vai ser com emoção, e é bom ir se acostumando, piranha, você vai gostar, sua irmã, que é fresquinha gosta, você também vai gostar .

Resolvi entrar na onda, não sei se pelas caipirinhas ou porque eu estava gostando mesmo, mas olhei pro Nelson e vi seus olhos brilhando, e eu estava decidida à ser puta daquele macho pirocudo e ia fazer tudo com ele, muito mais que minha irmã, queria que ele quisesse fuder é comigo, e não com ela, já dava pro marido dela, agora ia dar pro amante também, abri a boca e abocanhei com vontade aquele caralho imenso, o Nelson empurrava minha cabeça pra baixo, eu engasgava mas continuava chupando do jeito que conseguia, e o Luiz metendo com tudo, eu berrava com um pau na boca e outro na buceta, eu babava tudo, a mesa já estava coberta de saliva e baba, as coxas do Nelson estava incrivelmente babadas, ele passava a mão nas coxas e no meu rosto, espalhando a saliva e me beijando a boca, tinha lágrimas saindo dos meus olhos, vi que era disso que o Nelson gostava, entrei na dele, ele colocou os dedos na minha boca e eu chupei eles, o Luiz metia por tras e eu gemia a cada estocada funda que levava, ele me puxou e eu escapei do Luiz, ele mamou meus peitos, enquanto eu alisava aquele caralho grosso, o Luiz continuou fudendo minha buceta, só que agora com dois dedos, eu empinava minha bunda e mostrava que estava gostando, PLAFT, na minha bunda PLAFT, PLAFT, PLAFT, eu apanhava na bunda e dava gritinho safadinho, vi que o Nelson estava achando bom e falei pra ele :

----Quero dar pra você, Nelson, quero entregar minha bucetinha pra você, seu gostoso, me fode, vem me comer do jeito que você quiser, cassetudo gostoso, vem provar da minha fruta, vem tesão.

Ele desceu da mesa sem soltar meus cabelos, eu estava toda babada e as coxas dele e a pica também, assim como seu saco e bunda, ele pegou meu cabelos todos na mão, me levantou pela nuca, eu fiquei nas pontas dos pés, mas não reclamei, estava é gostando, eles me levaram pro quarto, eu segurando no cassete dele, tentando pegar no do Luiz também, mas o Luiz estava por tras, cada um dava palmadas numa parte da minha bunda, eu andando nas pontinhas dos pés, chegamos no quarto e me jogaram na cama, eu caí sentada e fiquei esperando, o Luiz subiu na cama e me pôs pra chupar, minha boca já estava dolorida, mas eu não queria nem saber, chupaei o pau com gostinho da minha buceta, o Nelson buscou o KY e a Xilocaína, tirei minha boca do pau do Luiz e sentei na beira da cama, minhas pernas abertas, totalmente arreganhadas, o Luiz colocou travesseiros no meio da cama e chegou por tras de mim, puxando minhas pernas pra ficar mais arreganhada ainda, o Nelson abriu o KY e passava na pica e o Luiz, pegou a Xilocaína e espalhava na minha buceta e meu cuzinho, peguei um pouco e ajudei o Luiz a me preparar pro Nelson, ele falando :

---Quero ver agora Martinha, quem é mais puta, você ou sua irmã, vamos ver quem fode mais, vai dar o cuzinho pra ele ? Vai, me diz que sim, meu amor, diz que vai ser arrombada por esse caralho que come sua irmã e agora vai te comer também, india safada, vadia gostosa.

Eu estava em ponto de bala, e com certeza queria fuder com aquele homem delicioso muito e não pensei duas vezes e respondi gemendo e olhando pro Nelson :

---Claro que vou dar minha bunda pra ele, você quer comer meu cuzinho, Nelson? Me fala, Tesão, fala pra tua puta que você quer me ver chorar gostoso com esse caralho maravilhoso no meu cu .

Ele com aquele caralho na mão brilhando lubrificante falou:

---Claro gatinha, quero muito te comer toda, com muito carinho e fazer você gozar muito, coisinha fofa, delicia de neném safadinha .

Nós tres passamos lubrificante e Xilocaína na minha buceta e no meu cu, deixei o Nelson colocar dois dedos no meu rabinho pra alargar, enquanto eu alisava aquele caralho que sempre que eu podia segurava ou chupava, estávamos nos divertindo bastante, nós tres, e falei :

---Só falta trazer a Marília, pra gente fazer uma sacanagem bem gostosa.

Eles concordaram e eu me deitei pra levar rola, o Nelson veio e pincelou na entrada da xota, o Luiz perto pra ver tudo que acontecia, se masturbando, eu me ajeitei e o Nelson colocou o cabeção, dei um grito na hora, minha buceta tinha acabado de ser comida pelo Luiz, e com força ainda por cima, mas o Nelson continuou empurrando, devagar mas continuou, nessa hora eu lembrei que eles me falaram que ia ser sem dó, então resolvi relaxar, pois não tinha outra coisa à fazer, eu berrava e o Nelson enterrava, eu segurei o caralho dele na base quase no saco, aproveitando pra sentir se tinha muito pra entrar ainda, vi que tinha um pouco e falei :

----HAAAAAIIIIIIIEEEEE UUUUUUIIIIIIII Nelsooooooonnnn você tá arrombando minha buceta, devagar, devagar, por favor, é muito grande, eu ainda não me acostumei com ele, aaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiieeeeeeeeeeeee .

Ele falou gemendo e me segurando nos ombros com força :

----Você vai se acostumar vagabunda, te falei que é sem dó, agora aguenta, queria rola? agora leva, toma, toma, toma rola, toma rolaaaaaaa, bucetinha apertada, nenénzinha safada, bem que o Luiz me disse que você é uma delicia, chora na rola, pode chorar .

Eu berrava, gritava, mas ele entrava com tudo, eu suava e rapidinho, não sei se foi a Xilocaína ou tesão mesmo, comecei a delirar, estava delicioso, ele metia e eu comecei a pedir mais, queria impressionar aquele homem gostoso e tinha que ser levando a vara dele todinha, estava delicioso eu comecei à rebolar e ele me puxou pra cima dele, resolvi ser a puta que sempre fui, o Luiz delirava em ver a outra mulher dele dando pro macho que comia também a puta da esposinha dele .eu gemia e falava :

----Agora come, come, come, fode tudo, me arromba, seu filho da puuuuutaaa, goooooooostoooooooosooooooooo, quero rola me comeeeeee Neeeeelsooooooooonnnnn .

Gozei berrando, gozei mutio demorado me tremia toda, me contorcia naquele caralho imenso, me senti completa na mão daquele macho, não me lembro de gozar daquele jeito com ninguém, tentei sair de cima, mas o Nelson não deixou, me virou, e continuou me comendo papai e mamãe, metia tudo em mim, meu útero estava sendo cutucado lá no fundo a Xilocaína fazendo seu trabalho, só sentia o pau deslizando fundo na minha buceta de puta, dentro do meu corpo pequeno, um homem daquele tamanho tomando conta de mim, eu adorando ser rasgada por aquela rola, senti que ele mudou a respiração, mas ele parou, pois ia gozar na minha buceta, coisa que eu ia adorar, mas os planos dele eram outros e tirou o pau de dentro devagar, eu respirando ofegante minha buceta sentiu um alívio gostoso, passei a mão nela e senti que além de toda melada estava bem arreganhada pelo cassete do meu macho, o caralho dele estava todo branco de espuma que ficou da trepada, eu passei a mão e limpei nas minhas coxas e na barriga dele, ele sorrindo com cara safada pra mim e eu pra ele, ele falou :

--- Agora vira de bruços, que eu vou te comer a bundinha linda, quero ver meu pau sumindo na marquinha de sol, gatinha, vou fazer com carinho, vaiser só oque vc aguentar, prometo .

Confiei nele, sem contar que eu queria e muito sentir aquela tora no rabo, me virei ele passou mais KY no pau e no meu cu, colocou dentro com os dedos, alargor mais, girando eles e eu gemendo e adorando o tratamento carinhoso daquele macho lindo e pirocudo, me ajeitei e empinei a bunda, ele encostoue empurrou, escorregou pra buceta algumas vezes, relaxei bem meu cu e entrou um pedaço grande, eu gritei:

----Aiaiaiaiaiaiaia calma, calma, meu amor, devagar vem bem devagar, come sua cadelinha com carinho, com calma, quero dar muito meu cuzinho pra voê macho gostoso, vem entrando no meu cu, vem .seu pau é mutio laaaaarrrrrrrggggooooooo calma, com carinho você consegue, pirooooocuuuuuuuuddddooooooooooo goooooossttttooooooosooooooo, AAAAAAAEEEEEEEEEE UUUUUUUUIIIIIIII .

Ele metia gostoso, eu sentia a curva do pau dele na metida, na hora que ele saía me aliviava, mas quando voltava eu sentia ele se entortando no meu rabo, que enrrabada eu levei daquele macho, que rola imensa me invadindo gostoso, ele me colocou sentada no colo dele, eu me mostrei pro Luiz que meteu o pau na minha boca, chupava o pau do Luiz e dava meu rabo pro Nelson, juro que eu imaginei que não aguentaria ele no cu quando eu vi a primeira vez, mas me enganei a Xilocaína e o KY ajudaram bastante, mas o tesão que eu tenho é muito, e pelo visto é de família, a minha irmãzinha querida também se esbalda naquele caralho maravilhoso .

O Nelson não mentiu, me comeu o rabinho com carinho, o Luiz deu um jeito e me comeu de frente, senti as duas rolas dentro de mim, eles metiam gostoso em mim, eu arreganhadinha na mão deles, gozei duas vezes naquela posição, o Nelson sentiu as contrações do meu cu quando gozei, teve uma hora que eu pedi pra ele ficar paradinho com o pau enterrado no meu cu, eu fiquei dando beliscões na rola dele com meu cu, abraçando o pau do meu macho com meu rabinho arrombadinho por ele, não demorou muito e ele começou a aumentar as bombadas no meu rabo e sua repiração mudou, senti que ele ia gozar e gritei chorosa com a voz mais putinha que consegui :

---Vemmmm Nelsonnn vem me encher o cu de pooorrrraaaaaaaa descarrega seu tesão no meuuuu cuuuuuuuu, quero sentir esse caralho enchendo meu cuzinho com sua porra, vemmmmm tesãããããããooooooooo uuuuuuuuiiiiiiiiiii manda tudo na tua putaaaaa goza macho, goza no meu cu, goza no cu da tua putaaaaa .

Ele gozou gostoso, senti me queimando as entranhas, senti a porra me invadindo o rabo gritei alto de satisfação no colo daquele macho, com aquele caralho imenso de grande enterrado em mim, eu adorei ser currada por eles, o Luiz aproveitou e meteu o pau na minha boca, eu com o pau ainda no cu encharcado de porra, ele me comeu o rosto, segurando meus cabelos, não sou muito de engolir porra, mas senti que seria inevitável naquele dia, e resolvi dar esse presentinho pro meu cunhadinho gostoso, já que ele só gozava na minha cara, mas eu não engolia a porra, deixei ele fazer tudo do jeitinho que ele quis, eu fazia barulhinho de chupada, me engasgava um pouco pra ele sentir a minha garganta no seu pau, ele descarregou fundo na minha garganta, gozou dentro da minha boquinha gemendo :

----Toma leitinho, toma neném safada, toma leite do cunhadinho, indiasinha deliciosa, não deixa escorrer nada, bebe tudo, meu amor, tesãozinho de gatinha, putinha safada, sua sapequinha danada, adoro te comer, meu amorsinho.

Bebi tudo, a pica do Nelson foi amolecendo também dentro do meu cu, quando saí de lado que percebemos, que além de escorrer porra do meu cu, saiu um filete de sangue, o Nelson falou :

---Nossa gatinha, arranquei sangue dessa bundinha linda, vamos tomer um banho, meu amor, vamos tomar banho.

Fomos os tres tomar banho, eles me deram banho e me trataram com muito carinho, do jeito que eu gosto, na rua uma princesa, na cama uma puta .

Ele me arrombou de verdade, mas adorei, tanto que voltei várias vezes pra receber mais tratamento especial, inclusive tive que levar minha amiga Júlia e minha amiga Lúcia(uma de cada vez ) pra acreditarem no tamanho do pau do meu macho, mas depois eu conto pra vocês essas histórias . Espero que tenham gostado, beijos, Matha .

Comentários

13/09/2017 17:35:23
oiee mulheres meu nome é Roberty tai meu whats só chamar sei que vão adorar. não vão se arrepender juro
27/07/2010 07:26:22
Afinal Martha, acabou saindo a trepada com a sua irmã junto? Se saiu escreva contando.
01/07/2010 11:37:38
karalho de delicia vc aiai minha [email protected] emailmsn ok envia fone gt -solt.36a gostoso simpatico boa aparencia moreno claro.ceilandia df
22/01/2010 09:26:49
sensaciona
21/10/2009 21:45:25
Mrtha,sendo viado ou não(2º baiano safadinho),vc tem talento e a maior prova disso é a inveja que deixa em pessoas cmo esse SER... Menina adorei,estou até agora toda babada...Me convida um dia pra conhecer o nelson tbm??afinal se vc levou duas amigas pode levar tbm uma fã né?? Adorei!!! conte muito mais....pois 10 ainda é pouco pra sua história.... bjs
04/06/2009 12:12:40
Oi Martinha, adoro seu contos quero te conhecer melhor o meu msn é [email protected] Estou te esperando...beijos minha puta
26/03/2009 01:40:19
Excelente!
17/02/2009 20:10:12
Martha, Parabéns, muito bom o conto. bjs
29/01/2009 13:19:26
KKKKK "Baiano Safadinho " ataca novamente, me chamando de viado, dizendo que peço que me enviem fotos e coisa e tal, escrevo únicamente pra reviver aqueles momentos que passei na juventude, não estou dando satisfação à "Baiano safadinho " nenhum, apenas às pessoas que gostam das minhas histórias, mas está ficando cansativo falar dessa criatura cheia de sentimentos negativos que chama à si mesmo de "Baiano Safadinho", sugiro que se identifique como "Baiano mal amadinho" ou até mesmo "Baiano Negativinho" ou então "Baiano asquerozinho", cabe mais no seu perfil de pessoa que só fala em se matar, pegar doenças, que fulana é um viado, que seus leitores são otários, até hoje não li um conto sequer que este cidadão fale que gostou, ou que é mais ou menos, se trata de pessoa muito exigente em matéria de contos eróticos, devia enviar alguns pra mostrar como se faz, tá parecendo o PT na oposição, tudo é ruim tudo é uma merda, mas na hora de mostrar serviço que é bom, mas isso é outra história, procure auxílio médico, "Baiano Babaquinha", seu caso parece ser sério, não desejo mal à sua pessoa, mas esqueça minhas histórias, não leia, elas te deixam nervosa menina, procure um site à sua altura intelectual, pois como a senhora mesma não se cansa de falar aqui todos são analfabetos, viados que escrevem se fazendo de mulher, coisas assim, não é pra pessoas do seu nível, palhaço . Passar bem .
29/01/2009 10:37:38
Esse viado que esta utilizando o pseudônimo de Marta esta engando vários otários neste site. Esse animal mentiroso esta passando-se por uma garota, e postando um monte de mentiras deslavadas neste fórum, para que desta forma alguns idiotas acreditem em toda essa merda que ele defecou. Após alguns otários, lazarentos terem acreditado nos ridículos contos que ele escreveu, ele espera que lhe enviem fotos e outras coisas do tipo. Vamos conte a verdade que você não passa de uma bicha velha, feia e gorda, que esta postando esse lixos eletrônicos de dentro de uma hospital pois o AZT, não esta mas surtindo o efeito desejado. Sua bicha desgraçada, nos faça um favor desligue os aparelhos que lhe mantem viva ou melhor se jogue pela janela do hospital, enfia uma agulha cheia de ar, na sua jugular, sei lá, tenta alguma coisa, mas para de defecar tanto lixo. Mas uma vez você vai receber a nota máxima, ZZERO.
06/12/2008 00:53:38
Publiquei mais um conto e espero que goste.Por favor leia e vote ok. Estou com saudades gata. [email protected]
04/12/2008 18:24:26
Gostei!
26/11/2008 10:40:21
Ô Marthinha você sumiu meu amor. Minha rola está sentindo sua falta. Me escreva para continuarmos nosso contato. Você ainda não escreveu um conto relatando eu como professor de filosofia e você minha aluninha safada com vontade de me dar o cuzinho. Te aguardo. [email protected]
24/11/2008 18:23:35
Minha linda e deliciosa, ao ler este delicioso e erótico conto, eu pensei neste pequeno poema. "Enterrado em ti estarei em breve, sei que é inevitável, pois meu cacete já clama pela chama do teu interior. E quando chegar a hora, e esta dureza de rocha te invadir, há de sentir que a tocha de fogo foi ativada, ligando assim meu motor"
24/11/2008 18:22:10
Lendo este delicioso conto, me fez elaborar este poema. " Enterrado em ti estarei em breve, sei que é inevitável, pois meu cacete já clama pela chama do teu interior. E quando chegar a hora, e esta dureza de rocha te invadir, há de sentir que a tocha de fogo foi ativada, ligando assim meu motor".
24/11/2008 14:09:43
Puts, meus seios estão arrepiados, e minha xotinha piscando... parabéns !
24/11/2008 00:09:48
seu conto ta demais me deixou com o pau duro que ate doi queria estar ai agora e votar muito nessa boçetinha e no seu cuzinho seus contos sao demais
23/11/2008 22:53:05
Martha vc não tem jeito mesmo. Seus contos me deixa louco. Fico muito excitado lendo suas histórias. Meu pau fica duro o tempo todo. Publiquei mais um: Um sonho realizado. Por favor gostaria que vc lêsse. Espero que goste e vote ok. Bjkas. [email protected]
23/11/2008 22:30:58
DEMAISSSSSSSSSSSSSSS ADOREI!!!!!!!!!!!!
23/11/2008 14:44:56
Belo conto. Procuro mulheres assim, bem safadas para encontros casuais. [email protected]
23/11/2008 14:29:30
Um dos melhores contos que ja lí, tesão sem limite,bem narrado, passou excitação ao maximo em todo conto, adorei, parabens!!!Faz parte de minhas fantasias, ter dois deliciosos como aqui!!!
23/11/2008 08:12:36
hj deve ser uma bele coroa safada, ai se eu morasse em brasilia. ia te dar outra rola grande e grossa pena q moro em belém-pa.
23/11/2008 06:23:31
22/11/2008 23:06:00
sou doida para dar o cuzinho para um bem dotado meu email [email protected]

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


conto corno diamanteporno mhnha mae e irma sao putas 1 contoamarando a filha pra chupa buceta e mete a liga no buraco da buceta primeira vez que ela sente uma lingaxvidio:fodanaconstrucaocomendo duas verdinhas muito deliciosa dos busão sexo e do r**** e dos peitãoConto incesto garota de 09 aninhos popozudawww.x10 porno incesto mãe e filha obrigando ao filho para transar com elasincesto com meu vô contosfilme porno home nergro sorca vara na imtiadaTravesti inceto desde pequenavideos porn daquelas mulheres enquanto fodem ela mete a mão na boca depois a mão que estava na boca vai a vagina no pornuh100 foto de mulher em fiado a mao na bucetapornor doido batendo poleta na varanda homemurologista conto gaynegao enchendo cu do velhote de porrameu irmão me viciou em chupar pau conto gaymeu amante haitiano tem pau muito grosso e gostosocontos de casadas pedindo ao marido pra realizar suas fantasiascontos inocentes tapas no orfanatofasse%20x%20pornoxvidio mulher casada para na rua fica vendo medingo do pau muito grande fazendo xixicontos bdsm enfiei uma agulha nos meus seiosvelhocasadacornoporno loiras xiri gigante anal picas trinta centímetrosfugio da aula para da buceda e leva gozada tendrotravestd nusvidio porno novas com.cavalo dominando apenetraçao gozogritano de dor com pau.no.cu do nego3 pernaIncesto- Irmão brutamontes se apaixona loucamente pelo irmãozinho gay casadoscontosnovinho da pica lamecadapatrao do pao gigante fode estagiario mundobichaarretada e gostosa minha mae conto incestomulher pega manteiga e passa na bunda e no cu inteirinhovídeos porno metendo na minha tia depois do carnavalvideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutaConto incesto garota de 09 aninhos popozudaSou a cadelinha do cão labrador contoscontos erotico eu moleque vi minha tia amamentando seu bebetia ensinando osobrinho acome bocesta seso videu reau azeironovos relatos eróticos de corno minha esposa com o plug anal"cheiro de cu de macho"entregei uma pizza e mepagou com boquetegostosa novinha virgem orgasminhogarotinhas bem novinhas descubrino otezaotabu em familia pai e filha se amando loucamente incesto panterasvideos de encesto frances madrasta e entiado durmindo juntos e ele fica de. pau duro a noite e escosta nela e ela nao recistiContos eroticos de mulheres com grelo grandes gratishomem peludo com o penis levantado elatejando de tesaogostosas da vunda durinha esfregando na linguacontos enrabei um cuzinho gostosodei a buceta pro borracheiro contos eroticoshistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulherhttp://zdorovsreda.ru/texto/201109691conto casada assaltada chora na rola grande e gosavovo da buceta cabe prazoporno brasileira pequei miha irma toma banho e tirei a virgindade delaincesto padrasto bolinando enteada de sete anos no banheiroCleide a recatada contos eroticoscasadinha se esfregando nos homens no elevadornovińhas xvideo gozando sem fazer parulhopunheteiras vadias sujas socandocontos eroticosdei meu bucetao para um pauzudofaminta engole a piroca do padrastomulheres de 28 anos com muito tesão só puxa calcinha de lado pró kidbengala meteentrequei minha vigidade pri maridi da minha tia contoCumeno madura no quintau contos eróticos com pezinhos da tiaconto adoro ser cadelinhaContos casal achou um comedor topa tudoconsiquiu engoli uma pica enormevideos de encesto frances madrasta e entiado durmindo juntos e ele fica de. pau duro a noite e escosta nela e ela nao recistiwww.xvideos novinhas dando um emprevisto pra fodervideo porno irmao tarado meteu na irma sem camisinha acabou ingravidando elamulheres que sem peseber motraram a buceta nos onibuslesbicas se vingando da rivaldoce nanda parte cinco contos eroticoscontos erotico papai minha amiguinha q vc arregaça ela tambémjenivan porno gay xvideospai fica pelado perto do seu filho lindo mundobichaasisti filme de porno de graca e sem se escreververelicarlos2010rola de moreno plutãonovinha tem no muito o garmo na siririca xega a gritar video de sexo ardente enxamas boa fodaminha cunhada punheteira contos reaisContos erotico gozando dentro tendo aids