Casa dos Contos Eróticos

Click to this video!

Perdendo a virgindade

Categoria: Heterossexual
Data: 13/03/2009 14:28:46
Nota 6.00

Meu apelido é Fofura do Litoral, tenho 40 anos, dois filhos, solteiro, mas porém muito bem amada, tenho 1,76 mts e atualmente peso 68 kg, resido em Araruama e fato que vou relatar, aconteceu no final de 1986, epoca que pesava quase 90 kg, por isso do meu apelido.

Estava eu com quase 18 anos, ainda virgem, porém ja sabendo me masturbar e gozar, o que aprendi com minha ginecologista, era virgem ainda pois eu não consegui namorar, devido ser gordinha, ter seios e bunda grande, e algumas manchas no rosto que enfeiava minha aparecia, mas eu nunca desisti da vida, toda semana em um bar que fica a uma meia hora a pé de minha, aos sabados acontecia uma seresta, na qual eu comparecia, na esperança de arrumar um namorado, mas os rapazes todos só queriam sacanagem comigo, pois quando sai da seresta acompanhada, a unica coisa era chupar o pau deles e dar meu cuzinho, o que com tempo passei a fazer muito bem, porém o que eu queria mesmo era levar um pau na xota.

Porém a minha familia era muito bem conceituada no local e todos gotava de mim, em especial a familia do José que tinha o apelido de Zé Tripé que tinha 31anos de idade, voce imaginem porque do apelido, eram 21 cms duro, o que eu sabia pois o irmão dele havia me contando, e era separado, e também adora uma seresta, e nos encontravamos todos os sabados, um dia eu falei para ele que não tinham vergonha de ser gordinha eu me envergonhava só das manchas no meu rosto, ele me olhou e disse:

Voce sabe que eu trabalho no escritorio de uma clinica em Niteroi, e meu patrão é um otimo dermatologista e a patroa trata da parte estetica, vou marcar uma consulta para voce, então eu respondi:

Lá na clinica que voce trabalha o tratamento é muito caro, e que me respobdeu:

Deixa comigo, vou conversar com eles, e eles vão te atender de graça, na segunda feira a noite ele apareceu em minha casa e disse:

Voce pode ir para Niteroi comigo amanhã, pois meu chefe vai te atender, e respondi vou sim, então fique muito feliz e minha mãe tambem, no dia seguinte levantei cedo, pois ele entrava no serviço às 9:00 hs e sai de casa às 7:00 hs, então fui junto com ele pensando o que iria acontecer.

Chegando lá, fui apresentada aos patrões dele, que me trataram muito bem, e deram uma assitencia muito legal, e passado alguns meses eu já tinha perdido alguns quilos e as manchas de minha face já estavam quase sumindo, então os rapazes vendo a minha mudança, começaram a dar em cima de mim querendo me namirar, só que eu dava o fora neles, pois eu tinha me apaxonado pelo José esnobei eles, e passei não ficar com mais nenhum deles, os que ficaram revoltados com o José, então no final do ano de 1987, faltando um mes para o Natal, o proprietário do bar fez uma grande seresta e disse:

Pessoal, está é a ultima seresta deste ano, depois a rapazida que faz a seresta, vai todo muto viajar para passar o Natal com os parentes no Nordeste é só retornam depois do carnaval, e lá estavamos eu e José, e foi neste dia que começou a rolar meu primeiro namoro, aonde eu ganhei meu primeiro beijo romantico, que foi dando pelo José, ma epoca com ele tinha 31 anos e eu 18, passando uma semana de namoro, no sabado a tarde ele foi pedir permissão a minha mãe, para namorarmos em sua casa, o que minha mãe aprovou de imediato, pois ela gosta muito do José, então ele a cobidou para irmos até a casa dele falar com seu pai, e que fizemos e o pai dele tambem aprovou, pois ele tambem me tinha como uma filha, então namoramos sem pensar em sexo, até a a Vespera de Natal, quando aconteceu nosso primeiro relacionamento, nesse dia depois de passarmos um parte da noite com minha mãe, fomos para casa dele, para passarmos o resto da noite po lá, e depois tambem eu dormiria lá retornando para casa no dia de Natal, mas porém minha mãe foi logo dizendo para ele:

Tudo bem José, ela vai dormir lá, mais nada de voces dormirem juntos, tenham juizo os dois, então ele falou:

Pode deixar não vai acontecer nada de mais não, lá em casa o que não falta é cama, então fomos para casa dele, e lá ficamos brincando, dançando, fazendo uma tremenda de uma farra, então por volta de 3:00 horas da manhã como os irmãos dele já estavam todos dormindo, e o pai e madrasta dela, também foram dormir, e ficamos sozinhos, então fomos para um quarto que tinha duas camas beliche e uma de solteiro, então já no quarto ele me falou:

Enquanto eu troco de roupa no banheiro, voce se troca no aqui, e assim fizemos, tranquei a porta com a chave, tirei o meu vestido e colequei sobre a beliche de cima a qual eu ia dormir, porém não me contive e tirei tambem o sutiã e a calcinha, que escondi debaixo do vestido para o José não ver, então abri a porta, e logo ele volto com um short bem largo, pois era assim que ele gostava de dormir, mas porém mesmo o short sem grande, deixa a mostra aquela pinto enorme, e eu já deita no beliche ao lado da cama que ele ia dormir, fique excitada e gozei dentro do pijama que eu vestia, então não me contive, e falei baixonho para ele:

José, eu vi o volume do teu pau dentro do short, e fique excitada, e ele me respondeu:

Vem cá, deita aqui comigo, então passei para cama dele, e começamos a nós beijar, e ele ficou de pau duro, então perguntei a ele:

E verdade, que teu pau duro tem 21 cms, e ele resondeu que sim, então boltei a beija-lo e já cheia de tesão coloquei minha mão no pau dele por cima do short, sentido aquele volume enorme duro, então começei coloca-lo para fora do short e ao ver aquela belezura, falei

Caralho, que piroca linda voce tem, deica eu chupar ela, então ela virou e me falou:

Tira esse pijama, pois eu já percebi que voce está nua por baixo dele, e colaca tua xota na minha cara que eu vou chupar ela, então atendi o pedido dele, e ele começou a enfiar a lingua na minha xoxota e eu delirei de prazes, e eu mesmo com aquele pau enorme consegui chupa-lo muito gostoso, então parei de chupar e me deitei ao lado dele e disse:

Voloca ele na minha buceta com meu presente de natal, então ele mandou eu abrir as pernasm veio por cima de mim, e foi enfiando aquela vara toda para dentro da minha xota, que estava muito melhada, então senti im leve dor na hora que ele rompeu meu cabaço, então começei a chorar e falei para ele que eu estava muito feliz com o que estava acontecendo naquele momento, passado alguns minutos, eu cravei as unhas nas costa dele e gozei muitoooo, e não demorou muito tempo ele começou a socar aquela pauzão com rapidez e força dentro de mim, então senti um liquido quente e grosso, jorando dentro de mim, e ele disse:

Meu amor, primeio tirei teu cabaço e agora enchi tua xota com minha porra, então falei:

Eu senti voce gozar, cara foi muito bom, voce gozou muito, tanto que minha xota não suportou tudo dentro, que está até escorrendo pela minha perna abaixo, então ele tirou a pau de dentro de mim e me deu um toalha e falou:

Limpa essa porra que está escorrendo na sua perna, me lompei voltei para minha cama, ele abriu a porta e deitou-se e nós dormimos bem relaxados, e assim ficamos transando por muito tempo.

Porém não podemos nós casar, porque a familia da ex-mulher dele, não deixou ela se divorciar dele, na esperança de eles se reconciliarem, mas havia um problema entre os dois muito sério, ela usa droga e tento matar ele duas vezes, e também não podia dar filho a ele, então por descisão conjunta resolvemos que eu iria engravidar e dar um filho a ele, e passando um mes fique gravida de nosso primeiro filho, três anos depois do primeiro engravidei novamente e tivemos uma filha, e assim mesmo não estando casados, hoje vivemos muito felizes.

Comentários

19/03/2009 18:34:32
aff...
16/03/2009 10:10:06
Legal... Gostei bastante, parabéns, nota 7 pra ti**

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.




Online porn video at mobile phone


mamae nao suporta rola do amante na bucetacontos e histórias de pai tarado não aguentou e comeu a filha de sete aninhos gostosinhacontoseróticospublicadosemzdorovsreda.rumulher chupa gostoso com o dente encavalado pornoContos eróticos da minha noraContos de cochoro que estorou o cabaco da donapadrasto enganou novinha rachando no meio das pernas dele por empurrou a p***** todinha e gozou dentrocolecao lambendo a cabecinha gozada na boca pornodoidoflaguei meu irmao comendo minha mae e entrei na festacantos com eroticas tio pirocudo com sobrinhas virgemContos eroticos dormindo,caderante. rabudas de. porto alegreContos.Ingravidei.minha.irmancontos eróticos primeiras experiências com siriricacontos de casadas pedindo ao marido pra realizar suas fantasiascontos de sexo depilando a sograos melhores vídeos pornôs de cornos a mulher f****** com outro ele fala um monte de besteira para esposa escutarcontos eróticos amiga novinhaQuero comer seu cuzinho tenho local ferraz de vasconcelo liga no zapdei minha bubuta contoscafajeste chupando grelo grande avantajadomulher em pornô de cavalo e se estraga todinha sair sangue do c*conto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretoSobrinhas safadas relatos atuaiscontos de fada.dava a bucetinha quando tinha entre 6 e 7anis de idadeo pinto do meu filho e maior do do pai rele contos eroticosdei a buceta pro borracheiro contos eroticosdoce nanda parte IV contos eroticospornô comendo a cunhada crioula do lado da esposa dormindoesposa prostituta bunda flaçida e mole cuzao contosvidio porno de uma mulher tirando aroupa bem relaadamente para faz xexoporno tirei o pau veio bosta bizarrovideos de sexo, lambeçao de barrigacontos romatincos gay pit boyconto com onze anos eu trepei com meu tio foi muito gostoso mais doeupono vinha.neguinhagostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticoscarolzinha santos e suas amigas trepano no churrascovideo eróticospapai me ensinando tudoxvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheiroMe manda o vídeo pornô Adão de armas sedosa só gosta de dar a homem bem dotadosadomasoquismo c arrombadas e peitos esmagadosporno mulheres com alta preção no cu jogs bosta longebrasileira novinha do rabao com calcinha de redinha batendo punheta pro rapais ela geme muito na ohro qui ele ta gozandoconto eróticos de minha namorada deixa sua calcinha xeia de sebo na pia do banheirowattpad contos eroticos pai e filhassexo bengostoso uma lambida no grelo bem gostosoConto sexo anal casada estrupadabuceta nua com pintei moicanotaradona nivinha loca pra dar oacuzin mas o pausudo nao esta dando conta de te comer num enta o cacetevideo. pono mulheres guichado porra de tezaocontos eróticos os melhores eu e minha esposa recebemos uma visita de um casal de idadecontos eróticos brincando cometi o incestoContos eroticos pai liberal.commae foi na missa e ilha toco siririca pornôgosada dentro da buceta de surpresa.sexo em famíliade menino 18 anos vídeo de sexo de menina de 18 anos favor urgente na boca o cara dormir à tarde vídeo de sexo de 18 anos por favor eu filme pornô de 18 anos e muita safadezaporno ele e louco pra fuder a tia " depois de tantas punheitas ela deixa fodercoletane de cobtos eroticos de travesti bem dotado ativoenfioo seu pirocao no cu do viado no chuveirocontos eróticos cantada na rua não resisti e traícontos eroticos feminizaçao do garotinho maecontos de sexo depilando a sograbunda nervosa caralho gozoumeu cu geme pornocontos e videos de transando com as casadas com permissão do maridomeu padrasto me pegou no colo contos eroticoscontos eróticos sogra pediu pra ver minha rolacontos eróticos de esposinha putinha fazendo dp com vibrador interracialcolecao lambendo a cabecinha gozada na boca pornodoidoxvideo empurrando e gozando topado ate o talohistoria de genro homem hetero transando com sogro homem heterocontos erot os y iccomo amasiar um bum-bum super sexoconto erotico machucou o cu da casadinhavidio disexe porno yotubeconto erotico sou travesti e vendi meu cuso bucetao ebelas chupadas emuitas punhetasContos eroticos das mamae que ensina seu filhinho a namorargozda de mjlher cue gorra lonjecarolzinha ninja trepanoGozei na buceta da crente velha contosneta sentindo opau du avo durowww.contoseroticos fui viola por um mega caralhudovídeos porno metendo na minha tia depois do carnaval